SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
DIVULGAÇÃO
ENEM 2014 POR
ESCOLA
Brasília-DF | Agosto 2015
ENEM 2014 POR ESCOLA
Objetivo da Divulgação:
Fornecer aos professores, aos gestores e à
sociedade informações sobre o desempenho
dos alunos e características das escolas.
ENEM 2014 POR ESCOLA
2.227.448
1.295.954
• Estudantes
matriculados no 3º
ano do Ensino Médio
regular, declarados no
Censo da Educação
Básica de 2014.
• Estudantes que
realizaram as quatro
provas objetivas e a
prova de redação.
Alunos Incluídos
Alunos
ENEM 2014 POR ESCOLA
26.255
15.640
• Escolas com alunos
matriculados no 3º ano
do Ensino Médio regular.
•Resultados divulgados
apenas das escolas que
cumulativamente tiverem
pelo menos 10 alunos
participantes do Enem
2014 e cuja taxa de
participação foi igual ou
superior a 50%.
Escolas Incluídas
Escolas
ENEM 2014 POR ESCOLA
Queda dos recursos:
• 2012: 304 recursos recebidos e deferidos
• 2013: 81 recursos recebidos – 67
indeferidos e 14 deferidos
• 2014: 30 recursos recebidos – 19
indeferidos e 11 deferidos
Motivo dos recursos
Nº de
recursos
Certificação 4º série 5
Exclusão de aluno deficiente da nota da
escola
1
Indicador de Formação Docente 2
Indicador de Permanância 2
Número de alunos no Censo 1
Proficiências médias não divulgadas 1
Resultado não divulgado 2
Revisão de Proficiências 9
Taxa de Participação 7
Total Geral 30
ENEM 2014 POR ESCOLA
QUAL É A MELHOR ESCOLA?
Média Geral:
Média das cinco notas dos testes do Enem.
Trata-se do mesmo critério utilizado para
acessar o Prouni e muitas universidades.
Muitos rankings são possíveis
|Variáveis de contexto|
• Indicador de Nível
Socioeconômico (Inse)
• Indicador de Formação Docente
• Indicador de Permanência
na Escola (Ensino Médio)
Alunos Escolas
• Porte
Em quantos grupos as escolas e seus alunos podem ser classificados?
|Variáveis de contexto|
• Indicador de Nível
Socioeconômico (Inse)
Alunos
GRUPO INSE MÉDIA
Muito Alto 611
Alto 543
Médio Alto 499
Médio 479
Médio Baixo 460
Baixo 442
Muito Baixo 429
|Variáveis de contexto|
Escolas
• Porte
PORTE DA ESCOLA MÉDIA
Muito pequeno 525
Pequeno 518
Médio 509
Grande 498
• Indicador de Formação Docente
Escolas
Indicador de
Formação
Docente
MÉDIA
até 50% 478
maior que 50% 512
|Variáveis de contexto|
• Indicador de Permanência
na Escola
Escolas
IPE MÉDIA
Muito Baixo 545
Médio-Baixo 511
Médio 503
Médio-Alto 496
Alto 508
|Variáveis de contexto|
Rankings possíveis
Ranking - Usual
Posição
Escolas Privadas
UF Nome da escola Porte da Escola IPE INSE
1 GO Escola 1 Pequeno Muito Baixo
2 CE Escola 2 Pequeno Muito Baixo
3 SP Escola 3 Pequeno Médio-Alto Muito Alto
4 CE Escola 4 Pequeno Muito Baixo
5 MS Escola 5 Médio Muito Baixo
6 MG Escola 6 Grande Médio Muito Alto
7 CE Escola 7 Muito Pequeno Muito Baixo Alto
8 RJ Escola 8 Médio Alto Muito Alto
9 MG Escola 9 Muito Pequeno Médio-Alto Muito Alto
10 MG Escola 10 Pequeno Médio-Alto Muito Alto
ESCOLAS DE GRANDE PORTE (MAIS DE 90 ALUNOS) e INDICADOR DE PERMANÊNCIA ALTO
(MAIS DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA) E NÍVEL
SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
PADRE JOÃO BOSCO DE LIMA EEEP - CEARÁ
Minicurso para a comunidade Exposição de projetos
ESCOLAS DE GRANDE PORTE (MAIS DE 90 ALUNOS) e INDICADOR DE PERMANÊNCIA
ALTO (MAIS DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA)
UF
ESCOLAS PRIVADAS
Nome da escola
BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA DE CACULE
BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA DA REGIAO DE ALAGOINHAS
MA EFA POR ALTERNANCIA M MONTEIRO DE LAGO DO JUNCO
MA COLEGIO SUPER
MG ESCOLA FAMILIA AGROECOLOGICA DE ARACUAI
MG ESCOLA FAMILIA AGRICOLA PURIS DE ARAPONGA
BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA JOSE NUNES DA MATA
BA CASA FAMILIAR AGROFLORESTAL DO BAIXO SUL DA BAHIA
BA CASA FAMILIAR RURAL DE IGRAPIUNA
PI ESC FAMILIA D EDILBERTO IV
ESCOLAS DE NÍVEL SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE CACULÉ - BAHIA
Aula prática de Agricultura Visita de Estudo às barragens de
Comocoxico e Truvisco
ESCOLAS DE PEQUENO PORTE (ATÉ 30 ALUNOS), INDICADOR DE PERMANÊNCIA ALTO (MAIS
DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA) E NÍVEL
SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
Diante da heterogeneidade das escolas, é preciso , ao analisar as médias dos alunos,
considerar as estratégias de seleção de aluno, o porte das instituições e as
características socioeconômicas dos estudantes de cada escola.
A sociedade precisa de informações sobre essas dimensões para entender e usar, de
acordo com suas necessidades, as médias de desempenho. Por isso, o INEP
desenvolveu a contextualização apresentada.
O INEP mantém sua posição contrária à comparação entre escolas pertencentes a
grupos com características muito diferentes em um único ranking. Esta metodologia
produz um quadro distorcido da realidade educacional brasileira.
Novo olhar

Mais conteúdo relacionado

Destaque

日本語トーストマスターズのすすめ
日本語トーストマスターズのすすめ日本語トーストマスターズのすすめ
日本語トーストマスターズのすすめamifuji
 
资讯软体厂商座谈会(20090326)
资讯软体厂商座谈会(20090326)资讯软体厂商座谈会(20090326)
资讯软体厂商座谈会(20090326)victorchina
 
Zwaar Vervoer Overzee
Zwaar Vervoer OverzeeZwaar Vervoer Overzee
Zwaar Vervoer Overzeeguest771e9
 
Vamos conhecer a nossa biblioteca
Vamos conhecer a nossa bibliotecaVamos conhecer a nossa biblioteca
Vamos conhecer a nossa bibliotecamanelalipio
 
Janussik
JanussikJanussik
JanussikMAsjan
 
trabajoo el caqueta
trabajoo el caquetatrabajoo el caqueta
trabajoo el caquetakarina peña
 
Gli anziani e la strada
Gli anziani e la stradaGli anziani e la strada
Gli anziani e la stradaaesse
 
机能主义的芝加哥学派
机能主义的芝加哥学派机能主义的芝加哥学派
机能主义的芝加哥学派robinchu
 
Reglamento 08/09
Reglamento 08/09Reglamento 08/09
Reglamento 08/09tolhuin
 
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)nadine19
 
Teoria ou abordagem comportamental na administração
Teoria ou abordagem comportamental na administraçãoTeoria ou abordagem comportamental na administração
Teoria ou abordagem comportamental na administraçãoRafael Butruce
 
Enterobacter & bordetella
Enterobacter & bordetellaEnterobacter & bordetella
Enterobacter & bordetellaBeecka Bragado
 
2008 Building The Brand Driven Business
2008 Building The Brand Driven Business2008 Building The Brand Driven Business
2008 Building The Brand Driven BusinessJin Lee
 

Destaque (20)

日本語トーストマスターズのすすめ
日本語トーストマスターズのすすめ日本語トーストマスターズのすすめ
日本語トーストマスターズのすすめ
 
Earth
EarthEarth
Earth
 
Ebook
EbookEbook
Ebook
 
资讯软体厂商座谈会(20090326)
资讯软体厂商座谈会(20090326)资讯软体厂商座谈会(20090326)
资讯软体厂商座谈会(20090326)
 
Zwaar Vervoer Overzee
Zwaar Vervoer OverzeeZwaar Vervoer Overzee
Zwaar Vervoer Overzee
 
Vamos conhecer a nossa biblioteca
Vamos conhecer a nossa bibliotecaVamos conhecer a nossa biblioteca
Vamos conhecer a nossa biblioteca
 
Janussik
JanussikJanussik
Janussik
 
trabajoo el caqueta
trabajoo el caquetatrabajoo el caqueta
trabajoo el caqueta
 
Examen victoria perez
Examen victoria perezExamen victoria perez
Examen victoria perez
 
Gli anziani e la strada
Gli anziani e la stradaGli anziani e la strada
Gli anziani e la strada
 
机能主义的芝加哥学派
机能主义的芝加哥学派机能主义的芝加哥学派
机能主义的芝加哥学派
 
Cu911
Cu911Cu911
Cu911
 
Muy Creativo
Muy CreativoMuy Creativo
Muy Creativo
 
Reglamento 08/09
Reglamento 08/09Reglamento 08/09
Reglamento 08/09
 
Titellaxisca2
Titellaxisca2Titellaxisca2
Titellaxisca2
 
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)
Denial of Education to Bahá'ís (in Polish)
 
Teoria ou abordagem comportamental na administração
Teoria ou abordagem comportamental na administraçãoTeoria ou abordagem comportamental na administração
Teoria ou abordagem comportamental na administração
 
Enterobacter & bordetella
Enterobacter & bordetellaEnterobacter & bordetella
Enterobacter & bordetella
 
Marketingles
MarketinglesMarketingles
Marketingles
 
2008 Building The Brand Driven Business
2008 Building The Brand Driven Business2008 Building The Brand Driven Business
2008 Building The Brand Driven Business
 

Semelhante a ENEM POR ESCOLA

Apresentação enem por escola 2014 final
Apresentação enem por escola 2014 finalApresentação enem por escola 2014 final
Apresentação enem por escola 2014 finalJornal do Commercio
 
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão EscolarPesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão EscolarJuli Geambastiani
 
Projeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico EscolarProjeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico EscolarLOCIMAR MASSALAI
 
Plano de trabalho1.pdf
Plano de trabalho1.pdfPlano de trabalho1.pdf
Plano de trabalho1.pdfjose87584
 
Sb ensino medio para blog
Sb   ensino medio  para blogSb   ensino medio  para blog
Sb ensino medio para blogPaula Pereira
 
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptx
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptxApresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptx
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptxSimonyMarquesdaSilva
 
Sonhar nunca-desistir foco
Sonhar nunca-desistir focoSonhar nunca-desistir foco
Sonhar nunca-desistir focoLeandra Vançan
 
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015Ana Paula Silva
 
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PE
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PESelo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PE
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PESec. Mul. de Educação
 
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Biblioteca Campus VII
 
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...ProfessorPrincipiante
 
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptx
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptxTAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptx
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptxescolaFRANCISCOlucio
 
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADOUFMA e UEMA
 
Modelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do SeminárioModelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do SeminárioMarcelle Pires
 
Docência no ensino fundamental anos iniciais
Docência no ensino fundamental   anos iniciaisDocência no ensino fundamental   anos iniciais
Docência no ensino fundamental anos iniciaisVerbo Educacional
 

Semelhante a ENEM POR ESCOLA (20)

Apresentação enem por escola 2014 final
Apresentação enem por escola 2014 finalApresentação enem por escola 2014 final
Apresentação enem por escola 2014 final
 
ENEM 2015 POR ESCOLA
ENEM 2015 POR ESCOLAENEM 2015 POR ESCOLA
ENEM 2015 POR ESCOLA
 
Pesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão EscolarPesquisa sobre Evasão Escolar
Pesquisa sobre Evasão Escolar
 
Projeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico EscolarProjeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico Escolar
 
Plano de trabalho1.pdf
Plano de trabalho1.pdfPlano de trabalho1.pdf
Plano de trabalho1.pdf
 
Sb ensino medio para blog
Sb   ensino medio  para blogSb   ensino medio  para blog
Sb ensino medio para blog
 
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptx
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptxApresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptx
Apresentação PEDAGÓGICO- Simony.pptx
 
Sonhar nunca-desistir foco
Sonhar nunca-desistir focoSonhar nunca-desistir foco
Sonhar nunca-desistir foco
 
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
Plano de Gestão Escolar 2014 e 2015
 
Pibic 2014
Pibic 2014Pibic 2014
Pibic 2014
 
Dissertação final
Dissertação finalDissertação final
Dissertação final
 
Monografia Maria Pedagogia 2012
Monografia Maria Pedagogia 2012Monografia Maria Pedagogia 2012
Monografia Maria Pedagogia 2012
 
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PE
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PESelo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PE
Selo unicef 2014 - Belém do São Francisco-PE
 
Ppp escola leodgard atual
Ppp  escola leodgard atualPpp  escola leodgard atual
Ppp escola leodgard atual
 
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
Monografia Edivânia Pedagogia Itiúba 2012
 
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...
A IMPORTÂNCIA DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ÂMBITO PIBID E A QUALIDADE NA FORMA...
 
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptx
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptxTAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptx
TAMBORIL_resultados [Salvo automaticamente].pptx
 
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADORELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
RELATÓRIO DA EJA- DORALICE DOURADO
 
Modelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do SeminárioModelo de Apresentação do Seminário
Modelo de Apresentação do Seminário
 
Docência no ensino fundamental anos iniciais
Docência no ensino fundamental   anos iniciaisDocência no ensino fundamental   anos iniciais
Docência no ensino fundamental anos iniciais
 

Mais de SOL MARKETING EDUCACIONAL

COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEIS
COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEISCOMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEIS
COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEISSOL MARKETING EDUCACIONAL
 
Caderno Política Nacional de Alfabetização
Caderno Política Nacional de Alfabetização Caderno Política Nacional de Alfabetização
Caderno Política Nacional de Alfabetização SOL MARKETING EDUCACIONAL
 

Mais de SOL MARKETING EDUCACIONAL (20)

Advogado 4.0
Advogado 4.0Advogado 4.0
Advogado 4.0
 
DIREITO DIGITAL INFOGRÁFICO
DIREITO DIGITAL INFOGRÁFICO DIREITO DIGITAL INFOGRÁFICO
DIREITO DIGITAL INFOGRÁFICO
 
COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEIS
COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEISCOMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEIS
COMO ADVOGAR NA ERA DIGITAL? 30 FERRAMENTAS INCRÍVEIS
 
PROGRAMA EXCLUSIVO EMPRESAS PARCEIRAS
PROGRAMA EXCLUSIVO EMPRESAS PARCEIRAS PROGRAMA EXCLUSIVO EMPRESAS PARCEIRAS
PROGRAMA EXCLUSIVO EMPRESAS PARCEIRAS
 
EDITAL PROUNI - 2020.1
EDITAL PROUNI - 2020.1EDITAL PROUNI - 2020.1
EDITAL PROUNI - 2020.1
 
TREINAMENTO INGRESSO
TREINAMENTO INGRESSO TREINAMENTO INGRESSO
TREINAMENTO INGRESSO
 
ENEM 2020 DIGITAL
ENEM 2020 DIGITAL ENEM 2020 DIGITAL
ENEM 2020 DIGITAL
 
ENEM 2020 - EDITAL
ENEM 2020 - EDITAL ENEM 2020 - EDITAL
ENEM 2020 - EDITAL
 
Programa bolsa de estudos aprendiz
Programa bolsa de estudos aprendizPrograma bolsa de estudos aprendiz
Programa bolsa de estudos aprendiz
 
Portaria MEC 40%
Portaria MEC  40%Portaria MEC  40%
Portaria MEC 40%
 
PROJETO MATURIDADE
PROJETO MATURIDADE PROJETO MATURIDADE
PROJETO MATURIDADE
 
Operacao ENEM 2019
Operacao ENEM 2019Operacao ENEM 2019
Operacao ENEM 2019
 
Press Kit Enem 2019
Press Kit Enem 2019Press Kit Enem 2019
Press Kit Enem 2019
 
Caderno Política Nacional de Alfabetização
Caderno Política Nacional de Alfabetização Caderno Política Nacional de Alfabetização
Caderno Política Nacional de Alfabetização
 
Press kit Enem 2019
Press kit Enem 2019Press kit Enem 2019
Press kit Enem 2019
 
EDITAL ENADE 2019
EDITAL ENADE 2019EDITAL ENADE 2019
EDITAL ENADE 2019
 
EXPOCIEE SP 2018
EXPOCIEE SP 2018EXPOCIEE SP 2018
EXPOCIEE SP 2018
 
RESULTADOS ENEM 2018
RESULTADOS ENEM 2018RESULTADOS ENEM 2018
RESULTADOS ENEM 2018
 
P-FIES - PRIMEIRO EDITAL DE 2019
P-FIES -  PRIMEIRO EDITAL DE 2019P-FIES -  PRIMEIRO EDITAL DE 2019
P-FIES - PRIMEIRO EDITAL DE 2019
 
RESULTADOS DOS INDICADORES - CPC E IGC 2017
RESULTADOS DOS INDICADORES - CPC E IGC 2017RESULTADOS DOS INDICADORES - CPC E IGC 2017
RESULTADOS DOS INDICADORES - CPC E IGC 2017
 

Último

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 

ENEM POR ESCOLA

  • 2. ENEM 2014 POR ESCOLA Objetivo da Divulgação: Fornecer aos professores, aos gestores e à sociedade informações sobre o desempenho dos alunos e características das escolas.
  • 3. ENEM 2014 POR ESCOLA 2.227.448 1.295.954 • Estudantes matriculados no 3º ano do Ensino Médio regular, declarados no Censo da Educação Básica de 2014. • Estudantes que realizaram as quatro provas objetivas e a prova de redação. Alunos Incluídos Alunos
  • 4. ENEM 2014 POR ESCOLA 26.255 15.640 • Escolas com alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio regular. •Resultados divulgados apenas das escolas que cumulativamente tiverem pelo menos 10 alunos participantes do Enem 2014 e cuja taxa de participação foi igual ou superior a 50%. Escolas Incluídas Escolas
  • 5. ENEM 2014 POR ESCOLA Queda dos recursos: • 2012: 304 recursos recebidos e deferidos • 2013: 81 recursos recebidos – 67 indeferidos e 14 deferidos • 2014: 30 recursos recebidos – 19 indeferidos e 11 deferidos Motivo dos recursos Nº de recursos Certificação 4º série 5 Exclusão de aluno deficiente da nota da escola 1 Indicador de Formação Docente 2 Indicador de Permanância 2 Número de alunos no Censo 1 Proficiências médias não divulgadas 1 Resultado não divulgado 2 Revisão de Proficiências 9 Taxa de Participação 7 Total Geral 30
  • 6. ENEM 2014 POR ESCOLA
  • 7. QUAL É A MELHOR ESCOLA?
  • 8. Média Geral: Média das cinco notas dos testes do Enem. Trata-se do mesmo critério utilizado para acessar o Prouni e muitas universidades.
  • 9. Muitos rankings são possíveis |Variáveis de contexto| • Indicador de Nível Socioeconômico (Inse) • Indicador de Formação Docente • Indicador de Permanência na Escola (Ensino Médio) Alunos Escolas • Porte Em quantos grupos as escolas e seus alunos podem ser classificados?
  • 10. |Variáveis de contexto| • Indicador de Nível Socioeconômico (Inse) Alunos GRUPO INSE MÉDIA Muito Alto 611 Alto 543 Médio Alto 499 Médio 479 Médio Baixo 460 Baixo 442 Muito Baixo 429
  • 11. |Variáveis de contexto| Escolas • Porte PORTE DA ESCOLA MÉDIA Muito pequeno 525 Pequeno 518 Médio 509 Grande 498
  • 12. • Indicador de Formação Docente Escolas Indicador de Formação Docente MÉDIA até 50% 478 maior que 50% 512 |Variáveis de contexto|
  • 13. • Indicador de Permanência na Escola Escolas IPE MÉDIA Muito Baixo 545 Médio-Baixo 511 Médio 503 Médio-Alto 496 Alto 508 |Variáveis de contexto|
  • 15. Ranking - Usual Posição Escolas Privadas UF Nome da escola Porte da Escola IPE INSE 1 GO Escola 1 Pequeno Muito Baixo 2 CE Escola 2 Pequeno Muito Baixo 3 SP Escola 3 Pequeno Médio-Alto Muito Alto 4 CE Escola 4 Pequeno Muito Baixo 5 MS Escola 5 Médio Muito Baixo 6 MG Escola 6 Grande Médio Muito Alto 7 CE Escola 7 Muito Pequeno Muito Baixo Alto 8 RJ Escola 8 Médio Alto Muito Alto 9 MG Escola 9 Muito Pequeno Médio-Alto Muito Alto 10 MG Escola 10 Pequeno Médio-Alto Muito Alto
  • 16. ESCOLAS DE GRANDE PORTE (MAIS DE 90 ALUNOS) e INDICADOR DE PERMANÊNCIA ALTO (MAIS DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA) E NÍVEL SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
  • 17. PADRE JOÃO BOSCO DE LIMA EEEP - CEARÁ Minicurso para a comunidade Exposição de projetos
  • 18. ESCOLAS DE GRANDE PORTE (MAIS DE 90 ALUNOS) e INDICADOR DE PERMANÊNCIA ALTO (MAIS DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA)
  • 19. UF ESCOLAS PRIVADAS Nome da escola BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA DE CACULE BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA DA REGIAO DE ALAGOINHAS MA EFA POR ALTERNANCIA M MONTEIRO DE LAGO DO JUNCO MA COLEGIO SUPER MG ESCOLA FAMILIA AGROECOLOGICA DE ARACUAI MG ESCOLA FAMILIA AGRICOLA PURIS DE ARAPONGA BA ESCOLA FAMILIA AGRICOLA JOSE NUNES DA MATA BA CASA FAMILIAR AGROFLORESTAL DO BAIXO SUL DA BAHIA BA CASA FAMILIAR RURAL DE IGRAPIUNA PI ESC FAMILIA D EDILBERTO IV ESCOLAS DE NÍVEL SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
  • 20. ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE CACULÉ - BAHIA Aula prática de Agricultura Visita de Estudo às barragens de Comocoxico e Truvisco
  • 21. ESCOLAS DE PEQUENO PORTE (ATÉ 30 ALUNOS), INDICADOR DE PERMANÊNCIA ALTO (MAIS DE 80% DOS ALUNOS CURSARAM TODO O ENSINO MÉDIO NA ESCOLA) E NÍVEL SOCIOECONÔMICO BAIXO OU MUITO BAIXO
  • 22. Diante da heterogeneidade das escolas, é preciso , ao analisar as médias dos alunos, considerar as estratégias de seleção de aluno, o porte das instituições e as características socioeconômicas dos estudantes de cada escola. A sociedade precisa de informações sobre essas dimensões para entender e usar, de acordo com suas necessidades, as médias de desempenho. Por isso, o INEP desenvolveu a contextualização apresentada. O INEP mantém sua posição contrária à comparação entre escolas pertencentes a grupos com características muito diferentes em um único ranking. Esta metodologia produz um quadro distorcido da realidade educacional brasileira. Novo olhar