SlideShare uma empresa Scribd logo
Sua Consciência – uma amiga ou inimiga?
CONSCIÊNCIA = deriva do latim
CONSCIRE
 con = com ou junto
 scire = saber
Saber com
Ver junto
Concordar
com
MAS...
 Saber Com QUEM?
 Concordar COM QUE?
 Ver Junto DE QUEM?
 Também encontramos uma possível raiz
formada de junção de duas palavras do latim
 conscius+sciens : conscius(que sabe bem o
que deve fazer) e
 sciens(conhecimento que se obtêm através
de leituras; de estudos; instrução e erudição)
DEUS
?
EXEMPLO DE CONSCIÊNCIA
 Quem pode descrever um exemplo prático
de consciência?
 Obrigado!!!
 Como saber se minha consciência estava
certa?
 E se ela foi extremamente sensível?
 E se ela me levou a uma situação
desnecessária, inadequada e embaraçosa?
 E sobre outras vezes que fiz algo errado e
ela não disse nada?
 DESAFIO...Como saber quando atender à
consciência?
 MAIS PERGUNTAS...???
 Minha consciência está falando ou estou passando
por experiência de resposta condicionada pela
minha família... minha educação... minha igreja?
 A consciência é bíblica?
 Satanás pode usá-la?
 A consciência do crente é a mesma do não-crente?
 E se a Bíblia e a minha consciência estiverem em
conflito?
 Posso treinar minha consciência para reagir de
modo diferente?
 Se minha consciência está “endurecida” por um
pecado...posso torná-la sensível de novo?
 NÃO EXISTE NENHUM MÉTODO PERFEITO
E SEGURO PARA INTERPRETAR
CORRETAMENTE OS IMPULSOS DA
CONSCIÊNCIA
 PARA CADA UM...A FUNÇÃO DA
CONSCIÊNCIA DEPENDE DE:
◦ Experiência
◦ Maturidade...cristã
◦ Quantidade de mensagens da Escritura gravadas
em sua mente e que FAZEM PARTE da sua vida
◦ Suas reações para com a Bíblia
◦ Consciência no passado
 A consciência é uma Ferramenta Chave para o
discernimento da vontade de Deus nas áreas
cinzentas de nossa vida...
 ... Precisamos entender os ensinamentos bíblicos
sobre ela e a reação apropriada a tais ensinos!
 DEUS quer nos mostrar Sua vontade e deseja
nos orientar...
 Quatro meios básicos para nos orientar:
◦ A Bíblia (palavra Dele);
◦ O Espírito Santo;
◦ Conselho de outros crentes;
◦ Consciência.
A Bíblia
 Fonte principal de orientação
 Os demais meios não devem ser contrários aos
ensinamentos da Escritura
 Somos ensinados e conduzidos por
mandamentos, princípios e exemplos
 Pra isso devemos saber o que a Bíblia diz... o que
significa...e como aplicá-la em nossas vidas
 Guia absoluto para cada área da vida
II Timoteo 3:16-17
Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para
a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça,
para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado
para toda boa obra.
O Espírito Santo
 Promessa de Deus para ensino, consolo, dar discernimento e
dar encorajamento – leitura necessária de João 14 a 16
 Nos dá a compreensão das Escrituras
 Sinergia total com a Bíblia. A utiliza para falar às pessoas
 Vive em cada crente
 Temos que estudar a Bíblia, de modo que o Espírito Santo
possa nos instruir adequadamente através da Palavra de Deus
1 Coríntios 2:10-12
mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito. O Espírito sonda
todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus.
Pois, quem dentre os homens conhece as coisas do homem, a não
ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém
conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus.
Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito
procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos
tem dado gratuitamente.
Conselhos de outros crentes
 Deus utiliza outros crentes para nos ajudar a descobrir a
vontade Dele
 Ninguém pode nos dizer o que fazer...mas um amigo crente
“maduro” pode, muitas vezes, ver nosso dilema de forma
mais objetiva que nós
 ATENÇÃO – Quanto aos problemas morais, éticos e
espirituais, NÃO confie no conselho de um amigo não-
crente...(eles não tem perspectiva bíblica) – Sl 1:1
 ATENÇÃO 2 – Ser crente não significa ter bons
conselhos...veja o modo de vida dele(a) – veja se anda
segundo a Bíblia
Pv 12:15 O caminho do insensato parece-lhe justo, mas o sábio ouve os
conselhos.
Pv 13:10 O orgulho só gera discussões, mas a sabedoria está com os que
tomam conselho.
Pv 11:14 Sem diretrizes a nação cai; o que a salva é ter muitos conselheiros.
Hb 13:7 Lembrem-se dos seus líderes, que lhes falaram a palavra de Deus.
Observem bem o resultado da vida que tiveram e imitem a sua fé.
A Consciência
 Tem a ver com nossa cultura, ensinamentos etc, mas
pode ir bem além disso
 Deus pretende que o ponto de referência seja o Seu
caráter e o Seu padrão
 Consciência NÃO É Instinto
 Dentro do ser humano existe algo que luta contra
todos os seus fundamentos para declarar que um ato
está certo ou errado, não importa os padrões que o
cerquem
Impulso interno que leva os animais a
comportar-se de determinada maneira
Conhecimento ou percepção, que
fornece uma base para a tomada de
decisões “corretas”
Hallesby – teólogo norueguês
Como a Consciência Funciona, de
acordo com a Bíblia
 Presta testemunho
 Acusa ou Defende
 Julga nossos atos
Presta testemunho
 Existe uma Lei interior que reflete a Lei de Deus
 A consciência presta testemunho entre uma ação
exterior do indivíduo e essa Lei de Deus
 Ela é testemunha de nossas ações e pensamentos
 Paulo diz em Rm 9:1 que sua consciência é
testemunha de suas ações
 E você...quando você se recorda de suas ações, o
que diz a sua consciência? Qual o testemunho dela?
Rm 2:14-15 ( De fato, quando os gentios, que não têm a lei, praticam
naturalmente o que ela ordena, tornam-se lei para si mesmos, embora não
possuam a lei;
pois mostram que as exigências da lei estão gravadas em seus corações. Disso
dão testemunho também a consciência e os pensamentos deles, ora
acusando-os, ora defendendo-os. )
Acusa ou Defende
 Quando nossa consciência nos acusa, nos rebelamos contra
a acusação
 Ficamos desconfortáveis, pois a rebeldia é contra nós
mesmos!!!!!!
 E ela continua a acusar!!!
 Por outro lado ela pode defender nossas atitudes
 Outros podem até questionar, mas ela nos defende de que
nosso ato estava correto
 E você...sua consciência tem mais te acusado? Ou mais te
defendido?
Rm 2:15 ... Disso dão testemunho também a consciência e os pensamentos
deles, ora acusando-os, ora defendendo-os.
Julga nossos atos
 Paulo declarou que sua consciência atestava que sua
condução era apropriada
 Hallesby diz que a consciência não pode agir, mas
apenas enuncia juízo
II Co 1:12 Este é o nosso orgulho: A nossa consciência dá testemunho de que
nos temos conduzido no mundo, especialmente em nosso relacionamento com
vocês, com santidade e sinceridade provenientes de Deus, não de acordo com a
sabedoria do mundo, mas de acordo com a graça de Deus.
 Nossos feitos
 Nossas palavras
 Nossos pensamentos
 Nosso ser inteiro
 Lei Moral
 Vontade de Deus
 Conformidade
 Conflito
JULGAMENTO
FINAL E
IMPARCIAL
 Não Considera a evidência
 É final em qualquer situação
JULGAMENTO
DA
CONSCIÊNCIA
Segundo Hallesby
IRREFUTÁVEL,
ABSOLUTO E
INAPELÁVEL
 Não pode ser convencida/bajulada
CATEGÓRICO
 Não fornece razões
 Não explica porque julgou
 Diz apenas se a ação foi certa
ou errada
É INDIVIDUAL
 A consciência de um não julgará
a de outro
 É influenciada por ensinos e
experiências únicas da pessoa
CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES
 A consciência não é infalível. Pode estar
errada e não deve ser nosso único guia
 Ela opera na vida tanto dos crentes como
dos não-crentes – faz parte do ser humano
 Pode condenar mesmo quando um ato não
parece ser moralmente errado – II Samuel 24
mostra o censo de Davi
 Deus pode forçar nossa consciência a
instruir-nos de modo a não cometer um ato
que possa parecer permissível
COMO USAR A SUA CONSCIÊNCIA E
REAGIR A ELA
 Experiência de Jerry White
QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?
 Antes que uma ação seja posta em prática a
consciência tenta comunicar se seria certa ou
errada
 Inicia-se uma batalha na mente...confusão de
propostas, razões, impulsos, motivos...
 ... A resposta é influenciada pelas informações
que são fornecidas à nossa mente e por aquilo
que pensamos com maior intensidade
 Nessa batalha entram componentes como
integridade, moralidade e honestidade...
 ...batalha que deve ser vencida. A consciência
deve ter a oportunidade para falar e alertar antes
que ocorra a ação.
QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?
 Durante uma ação, a consciência está no seu
nível mais fraco de influência
 Ficamos tão envolvidos com o que estamos
fazendo que nos tornamos insensíveis ao seu
apelo
 Uma vez que um ato errado tenha começado,
parar é extremamente difícil
 O impulso, o desejo e a intensidade do momento
parecem predominar sobre qualquer coisa...
 ...nesse ponto a vontade tem que vencer o desejo
 Ainda é melhor obedecer agora do que mais tarde
QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?
 Depois que um ato já se completou, a consciência
fala mais alto... E pronuncia seu veredicto sobre o fato
 Nossa consciência nos impele a fazer uma reparação
do fato
 Podemos reagir a isto de várias maneiras:
 II Sam. 24:10 – Davi confessou e arrependeu-se
 Gen 3:7-8 – Adão e Eva esconderam-se de Deus
 O desejo de escapar é o resultado natural quando
pecamos...
 ... E a nossa consciência fala
 Evitamos a presença de Deus até obedecermos aos
apelos de nossa consciência
O QUE A CONSCIÊNCIA JULGA?
 Ações – julga aquilo que fazemos, que é o que
estamos mais acostumados a vivenciar
 Também julga nossas Palavras – o que dizemos
e como dizemos. Somos julgados conforme a
veracidade, o amor e a delicadeza expressos na
nossa comunicação com as outras pessoas.
Aspereza, mentira e raiva podem provocar
reações imediatas da consciência
 Pensamentos – ainda não ocorreu a ação, e os
pensamentos são confusos e instáveis...
 ...a consciência traz à memória pensamentos
persistentes e padrões de pensamentos ... Que
rapidamente podem resultar em atitudes
erradas... E os julga
O QUE A CONSCIÊNCIA JULGA?
 Atitudes – as atitudes revelam nossos sentimentos intimos e
opiniões sobre as coisas. Amor, ódio, solidariedade, severidade, ira,
indiferença podem ser atitudes saudáveis ou não
 Apesar de estarem em nível inferior aos nossos pensamentos
conscientes, nossa consciência também tem acesso a este nível
 Finalmente, a consciência também julga nossos Motivos – os
motivos são causas diretas e fundamentais por que fazemos
determinadas coisas
 Um motivo correto pode tanto produzir uma ação apropriada como
imprópria:
 Um pai ao corrigir o filho, seu motivo pode ser prepará-lo para ser
uma pessoa religiosa e um cidadão útil à sociedade
Através de amor,
conselhos e da
disciplina
Através de gritos,
depreciação,
ridicularização,
exigências irracionais
M
E
S
M
O
M
O
T
I
V
O
OS TIPOS DE CONSCIÊNCIA
 Uma boa consciência
 Uma consciência má
 Uma consciência endurecida
 Uma consciência fraca
 Uma consciência contaminada
UMA BOA CONSCIÊNCIA
 Quando a consciência fala, uma reação pronta e adequada
indica uma Boa Consciência
 Em At. 23:1, Paulo disse “Até o dia de hoje tenho andado
diante de Deus com toda a boa consciência”
 Paulo certamente tomou atitudes erradas, mas quando sua
consciência lhe falava, ele reagia pronta e adequadamente
 Sua “boa consciência” “diante de Deus” indica que Deus era
a base de seus julgamentos e o ponto de referência para a
sua consciência.
 Paulo ainda ordenou a Timóteo que “mantivesse a fé, e a boa
consciência, a qual alguns havendo rejeitado, naufragaram...”
– I Tim 1:19
UMA CONSCIÊNCIA MÁ
 A Bíblia fala também de uma consciência má. Em Heb 10:22,
o escritor diz: “Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em
inteira certeza de fé, tendo o coração purificado da má
consciência, e o corpo lavado com água limpa”
 Apesar da Bíblia não precisar essa má consciência, o
contexto do versículo nos ensina
 Em Heb 9: 14 consta que o sangue de Cristo “purificará das
obras mortas a vossa consciência”. A consciência má é
aquela que tem o conhecimento dos pecados (obras mortas)
que não foram confessados nem purificados
 A consciência má é uma consciência impura, que nos incita a
praticar coisas más. A pessoa com essa consciência torna-se
mais suscetível ao pecado e menos sensível ao que é bom
UMA CONSCIÊNCIA ENDURECIDA
 Em I Tim. 4:1-2 Paulo fala dos mentirosos e hipócritas que estavam
com a “sua própria consciência cauterizada” e faziam com que
outros apostatassem da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores
e a doutrina de demônios
 Também em Ef. 4:18-19 define os indivíduos separados da vida de
Deus pela dureza do seu coração...se tornaram insensíveis
 Pessoas que se tornaram hipócritas e insensíveis, tendo sua
consciência cauterizada (endurecida)
 Uma consciência endurecida antes era sensível, mas vai sendo
cauterizada pela tolerância ao pecado...
 ...acaba emudecendo quando o mesmo pecado se repete muitas
vezes
 Pode essa consciência endurecida tornar-se sensível
novamente?
UMA CONSCIÊNCIA ENDURECIDA
 ...sim... Pode haver cura e restauração. A consciência pode ser reeducada
pela Palavra de Deus
 Mas até que ela se torne confiável, as ações tem que se basear em
respostas diretas aos ensinamentos da Escritura, em vez de se basear nos
conselhos da consciência
 Trata-se de um processo de regeneração...até que os apelos da
consciência comecem a concordar consistentemente com a Escritura nas
áreas que havia endurecido
 É possível que a consciência tenha se endurecido e se tornado não
digna de confiança em uma área, mas confiável em outra?
 Sim... É possível! Por exemplo Mentira x Pornografia
 Porém, uma área “endurecida” pode contaminar outras áreas
 É bom lembrar... A consciência funciona conforme a formação e
ensinamentos recebidos...sem que se baseie diretamente nas
Escrituras...Muitos não crentes levam uma vida moral compatível com
ensinamentos bíblicos, sem que neles baseiem suas ações
UMA CONSCIÊNCIA FRACA
 A consciência pode ser FRACA por dois motivos:
◦ Ser imatura
◦ Ser hipersensível
 Sobre a consciência imatura Paulo orienta aos coríntios em I Cor.
8:9-12
 A questão aqui é que o crente com uma consciência fraca (imatura)
pode ser levado ao pecado por imitar e interpretar mal as ações de
outro crente
 Um crente novo retém muitas idéias religiosas e culturais de seu
passado não crente
 Pode haver confusão ao tentar determinar o que significa viver como
crente
 Qual o remédio? Desenvolver sua consciência estudando e
fazendo uso prático das Escrituras
UMA CONSCIÊNCIA FRACA
 Sobre a consciência hipersensível, o autor John Oswald Sanders
escreveu: “Muitos crentes sensíveis deram passos em falso por
causa de uma consciência fraca ou mórbida, cuja voz condenadora
não lhes dava descanso. Sua própria sinceridade e desejo de fazer
a vontade de Deus apenas acentuavam o problema e os faziam
viver num estado de auto-acusação perpétua”
 Quem tem a consciência hipersensível tem que resolver todos os
problemas ou então sofrer sentimento de culpa
 O problema desse tipo de consciência é o legalismo...viver sob o
dominio do temor de uma lei não escrita e abrigar uma apreensão
de que, se os detalhes exatos da lei não forem seguidos, o
relacionamento com Deus estará obstruído...em casos extremos
pode levar a um COLAPSO NERVOSO
UMA CONSCIÊNCIA FRACA
 Ainda sobre a consciência hipersensível, alguns passos para sua
modificação:
◦ Entendimento claro, pela Bíblia, de que nossa posição diante de Deus depende
de sua graça, e não de obras (Ef 2:8-9 e Rom 5:1)
◦ Estudo das passagens da Escritura sobre a soberania de Deus no que diz
respeito a você e aos outros
◦ Orar pedindo a Deus para aperfeiçoar sua consciência de acordo com os padrões
Dele
◦ Recusar os apelos de sua consciência numa área sensível, a não ser que você
possa ver que estão diretamente de acordo com algum mandamento moral da
Escritura
◦ Se o problema persistir, buscar a ajuda de um crente maduro e de confiança ou
de um conselheiro cristão profissional/pastor. Falar francamente sobre o problema
pode confirmar e esclarecer seus pensamentos
UMA CONSCIÊNCIA CONTAMINADA
 Paulo escreveu em Tito 1:15 que tudo é puro para os puros, mas
para os impuros, nada é puro. Tanto a mente como a consciência
estão contaminadas/corrompidas
 Nesse estado a consciência perde a capacidade de discernir o
certo e o errado
 Muito parecido com “Consciência Endurecida”, mas esta
(endurecida) é totalmente insensível, enquanto a contaminada fica
confusa no discernimento do CERTO x ERRADO
COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA
 A consciência pode ser insensível ou estar endurecida e, por isso,
ser incapaz de dar uma orientação
 Pode se demasiado delicada ou frágil e, por isso, indigna de
confiança
 Não é uma autoridade absoluta, visto que é condicionada pela sua
formação e ensinamentos recebidos
 É insuficiente quando usada sozinha e tem que ser suplementada
pela influência das Escrituras, do Espírito Santo e aconselhamento
religioso
COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA
Ação, palavra,
pensamento ou atitude
A consciência fala
ERRADO
Analisar com
nossa mente
Agir de acordo com
nossa vontade
CERTO
Examinar a Escritura;
Buscar conselho
Agir de acordo com
a fé
COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA
 Para responder corretamente ao que diz a consciência...talvez
precisemos...
◦ Reparar algo que tenhamos feito a alguém
◦ Confessar algo primeiro a Deus...depois aos outros
◦ Parar...ou...começar... A fazer algo
◦ Mudar de atitude a respeito de alguém ou de alguma situação
◦ Perdoar alguém por algo que nos tenha feito (mesmo que esse alguém não tenha
pedido perdão)
 Em qualquer caso, devemos fazer o que quer que seja necessário
para que tenhamos uma consciência tranquila diante de Deus e dos
homens (At. 24:16)
COMO TREINAR E FORTALECER SUA CONSCIÊNCIA
 Ter uma consciência cristã
 Contato regular com as Escrituras
 Obediência
 Memorização da Escritura
OBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- EspiritismoInfluência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Valéria Domingues
 
Bondade
BondadeBondade
Tiago lição 03
Tiago lição 03Tiago lição 03
Tiago lição 03
SANDRO AMORA
 
O Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - EspiritismoO Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - Espiritismo
Valéria Domingues
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deus
Alice Negrão
 
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Eduino Tschoepke
 
Resenha reconstruindo sua vida emocional
Resenha reconstruindo sua vida emocionalResenha reconstruindo sua vida emocional
Resenha reconstruindo sua vida emocional
André Sandiêgo Falcão
 
O homem e a vida espiritual
O homem e a vida espiritualO homem e a vida espiritual
O homem e a vida espiritual
Helio Cruz
 
Tiago lição 02
Tiago lição 02Tiago lição 02
Tiago lição 02
SANDRO AMORA
 
O despertar da consciência mirtzi
O despertar da consciência   mirtziO despertar da consciência   mirtzi
O despertar da consciência mirtzi
crismchmg
 
Universidade de amor
Universidade de amorUniversidade de amor
Universidade de amor
Helio Cruz
 
Cura interior
Cura interiorCura interior
Cura interior
Célia Regina Carvalho
 
Lei da AtraçAo
Lei da AtraçAoLei da AtraçAo
Lei da AtraçAo
Chistal
 
Resenha de estudos espiritas 06
Resenha de estudos espiritas 06Resenha de estudos espiritas 06
Resenha de estudos espiritas 06
MRS
 
Causas da obsessão pedro vieira
Causas da obsessão   pedro vieiraCausas da obsessão   pedro vieira
Causas da obsessão pedro vieira
Francisco de Morais
 
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
Fausto Aguiar
 
Reforma interior
Reforma interiorReforma interior
Reforma interior
Francisco Baptista
 
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com DeusAula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Sergio Lima Dias Junior
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
CeiClarencio
 
7 aula reencarnação
7   aula reencarnação7   aula reencarnação
7 aula reencarnação
Sergio Lima Dias Junior
 

Mais procurados (20)

Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- EspiritismoInfluência do Pensamento Positivo- Espiritismo
Influência do Pensamento Positivo- Espiritismo
 
Bondade
BondadeBondade
Bondade
 
Tiago lição 03
Tiago lição 03Tiago lição 03
Tiago lição 03
 
O Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - EspiritismoO Auto Perdão - Espiritismo
O Auto Perdão - Espiritismo
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deus
 
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira   espírito ...
Reforma íntima sem martírio (psicografia wanderley s. de oliveira espírito ...
 
Resenha reconstruindo sua vida emocional
Resenha reconstruindo sua vida emocionalResenha reconstruindo sua vida emocional
Resenha reconstruindo sua vida emocional
 
O homem e a vida espiritual
O homem e a vida espiritualO homem e a vida espiritual
O homem e a vida espiritual
 
Tiago lição 02
Tiago lição 02Tiago lição 02
Tiago lição 02
 
O despertar da consciência mirtzi
O despertar da consciência   mirtziO despertar da consciência   mirtzi
O despertar da consciência mirtzi
 
Universidade de amor
Universidade de amorUniversidade de amor
Universidade de amor
 
Cura interior
Cura interiorCura interior
Cura interior
 
Lei da AtraçAo
Lei da AtraçAoLei da AtraçAo
Lei da AtraçAo
 
Resenha de estudos espiritas 06
Resenha de estudos espiritas 06Resenha de estudos espiritas 06
Resenha de estudos espiritas 06
 
Causas da obsessão pedro vieira
Causas da obsessão   pedro vieiraCausas da obsessão   pedro vieira
Causas da obsessão pedro vieira
 
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
Despertar da Consciência com leis shamanicas - versão 2007
 
Reforma interior
Reforma interiorReforma interior
Reforma interior
 
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com DeusAula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
 
7 aula reencarnação
7   aula reencarnação7   aula reencarnação
7 aula reencarnação
 

Destaque

1 Curso De éTica E BioéTica1
1 Curso De éTica E BioéTica11 Curso De éTica E BioéTica1
1 Curso De éTica E BioéTica1
Luiz Miranda-Sá
 
Declarao Dos Direitos Humanos
Declarao Dos Direitos HumanosDeclarao Dos Direitos Humanos
Declarao Dos Direitos Humanos
fc7c0809
 
Apresentação Jörn Rüsen
Apresentação Jörn RüsenApresentação Jörn Rüsen
Apresentação Jörn Rüsen
Carolina Seixas Lima
 
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
Professor Sérgio Duarte
 
2. Curso De éTica E BioéTica 2
2. Curso De éTica E BioéTica 22. Curso De éTica E BioéTica 2
2. Curso De éTica E BioéTica 2
Luiz Miranda-Sá
 
A ética na medicina
A ética na medicinaA ética na medicina
A ética na medicina
DeaaSouza
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moral
Fernanda Clara
 
Formação da consciência
Formação da consciênciaFormação da consciência
Formação da consciência
Simone Cristina
 
Moral cristã e caridade
Moral cristã e caridadeMoral cristã e caridade
Moral cristã e caridade
Marcel Jefferson Gonçalves
 
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu KyiAung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Sze Wei Lim
 
Etica e bioetica
Etica e bioeticaEtica e bioetica
Etica e bioetica
Lucas Almeida Sá
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
universitária
 
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
Oyara Mello
 

Destaque (13)

1 Curso De éTica E BioéTica1
1 Curso De éTica E BioéTica11 Curso De éTica E BioéTica1
1 Curso De éTica E BioéTica1
 
Declarao Dos Direitos Humanos
Declarao Dos Direitos HumanosDeclarao Dos Direitos Humanos
Declarao Dos Direitos Humanos
 
Apresentação Jörn Rüsen
Apresentação Jörn RüsenApresentação Jörn Rüsen
Apresentação Jörn Rüsen
 
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
Teorias da comunição resenha de consciência moral e agir comunicativo de jürg...
 
2. Curso De éTica E BioéTica 2
2. Curso De éTica E BioéTica 22. Curso De éTica E BioéTica 2
2. Curso De éTica E BioéTica 2
 
A ética na medicina
A ética na medicinaA ética na medicina
A ética na medicina
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moral
 
Formação da consciência
Formação da consciênciaFormação da consciência
Formação da consciência
 
Moral cristã e caridade
Moral cristã e caridadeMoral cristã e caridade
Moral cristã e caridade
 
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu KyiAung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
 
Etica e bioetica
Etica e bioeticaEtica e bioetica
Etica e bioetica
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
 

Semelhante a Consciência amiga ou inimiga

Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
Luiz antonio gasparetto   realização -  curso completoLuiz antonio gasparetto   realização -  curso completo
Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
saioborba
 
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docxSERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
LonAlmeida1
 
A consciência cristã
A consciência cristãA consciência cristã
A consciência cristã
Viva a Igreja
 
O poder liberador do perdão
O poder liberador do perdãoO poder liberador do perdão
O poder liberador do perdão
Rosa Luzia Da Hora
 
A busca da felicidade 1
A busca da felicidade 1A busca da felicidade 1
A busca da felicidade 1
ctollin
 
Aula maior mandamento
Aula maior mandamentoAula maior mandamento
Aula maior mandamento
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Livro Preces Espíritas
Livro Preces EspíritasLivro Preces Espíritas
Livro Preces Espíritas
Nilson Almeida
 
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docxCapítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Marta Gomes
 
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeira
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeiraEntendendo entre culpa falsa e a verdadeira
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeira
Daniel M Junior
 
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
Tiago de Souza
 
49399532 servindo-a-deus
49399532 servindo-a-deus49399532 servindo-a-deus
49399532 servindo-a-deus
Antonio Ferreira
 
Aula sobre prece- como Rezar
Aula sobre prece- como Rezar Aula sobre prece- como Rezar
Aula sobre prece- como Rezar
Rodrigo Martins Dos Santos
 
Pela graça de deus
Pela graça de deusPela graça de deus
Pela graça de deus
Ismael Rosa
 
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptxAula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
ismelia2
 
Campo de batalha da mente joyce meyer
Campo de batalha da mente   joyce meyerCampo de batalha da mente   joyce meyer
Campo de batalha da mente joyce meyer
Elton Vinicius
 
ESCATOLOGIA AULA 3.ppt
ESCATOLOGIA  AULA 3.pptESCATOLOGIA  AULA 3.ppt
ESCATOLOGIA AULA 3.ppt
Reniery Almeida Chagas
 
Revista Projeto Inove 03
Revista Projeto Inove 03Revista Projeto Inove 03
Revista Projeto Inove 03
projetoinove
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Flávio Darin Buongermino
 
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em açãoAs 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
Freekidstories
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
Christian Lepelletier
 

Semelhante a Consciência amiga ou inimiga (20)

Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
Luiz antonio gasparetto   realização -  curso completoLuiz antonio gasparetto   realização -  curso completo
Luiz antonio gasparetto realização - curso completo
 
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docxSERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
SERMÃO 08 - INDECISÃO.docx
 
A consciência cristã
A consciência cristãA consciência cristã
A consciência cristã
 
O poder liberador do perdão
O poder liberador do perdãoO poder liberador do perdão
O poder liberador do perdão
 
A busca da felicidade 1
A busca da felicidade 1A busca da felicidade 1
A busca da felicidade 1
 
Aula maior mandamento
Aula maior mandamentoAula maior mandamento
Aula maior mandamento
 
Livro Preces Espíritas
Livro Preces EspíritasLivro Preces Espíritas
Livro Preces Espíritas
 
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docxCapítulo II - Lei de Adoração.docx
Capítulo II - Lei de Adoração.docx
 
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeira
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeiraEntendendo entre culpa falsa e a verdadeira
Entendendo entre culpa falsa e a verdadeira
 
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
[Desintoxicando a Alma] Pensamentos toxicos
 
49399532 servindo-a-deus
49399532 servindo-a-deus49399532 servindo-a-deus
49399532 servindo-a-deus
 
Aula sobre prece- como Rezar
Aula sobre prece- como Rezar Aula sobre prece- como Rezar
Aula sobre prece- como Rezar
 
Pela graça de deus
Pela graça de deusPela graça de deus
Pela graça de deus
 
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptxAula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
Aula com obreirosccccccccccccccccccccccccccc.pptx
 
Campo de batalha da mente joyce meyer
Campo de batalha da mente   joyce meyerCampo de batalha da mente   joyce meyer
Campo de batalha da mente joyce meyer
 
ESCATOLOGIA AULA 3.ppt
ESCATOLOGIA  AULA 3.pptESCATOLOGIA  AULA 3.ppt
ESCATOLOGIA AULA 3.ppt
 
Revista Projeto Inove 03
Revista Projeto Inove 03Revista Projeto Inove 03
Revista Projeto Inove 03
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
 
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em açãoAs 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
As 12 pedras do alicerce — aula 4b - Ouvir o céu: Profecia em ação
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
 

Último

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 

Último (15)

16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 

Consciência amiga ou inimiga

  • 1. Sua Consciência – uma amiga ou inimiga?
  • 2. CONSCIÊNCIA = deriva do latim CONSCIRE  con = com ou junto  scire = saber Saber com Ver junto Concordar com
  • 3. MAS...  Saber Com QUEM?  Concordar COM QUE?  Ver Junto DE QUEM?  Também encontramos uma possível raiz formada de junção de duas palavras do latim  conscius+sciens : conscius(que sabe bem o que deve fazer) e  sciens(conhecimento que se obtêm através de leituras; de estudos; instrução e erudição) DEUS ?
  • 4. EXEMPLO DE CONSCIÊNCIA  Quem pode descrever um exemplo prático de consciência?  Obrigado!!!
  • 5.  Como saber se minha consciência estava certa?  E se ela foi extremamente sensível?  E se ela me levou a uma situação desnecessária, inadequada e embaraçosa?  E sobre outras vezes que fiz algo errado e ela não disse nada?  DESAFIO...Como saber quando atender à consciência?
  • 6.  MAIS PERGUNTAS...???  Minha consciência está falando ou estou passando por experiência de resposta condicionada pela minha família... minha educação... minha igreja?  A consciência é bíblica?  Satanás pode usá-la?  A consciência do crente é a mesma do não-crente?  E se a Bíblia e a minha consciência estiverem em conflito?  Posso treinar minha consciência para reagir de modo diferente?  Se minha consciência está “endurecida” por um pecado...posso torná-la sensível de novo?
  • 7.  NÃO EXISTE NENHUM MÉTODO PERFEITO E SEGURO PARA INTERPRETAR CORRETAMENTE OS IMPULSOS DA CONSCIÊNCIA  PARA CADA UM...A FUNÇÃO DA CONSCIÊNCIA DEPENDE DE: ◦ Experiência ◦ Maturidade...cristã ◦ Quantidade de mensagens da Escritura gravadas em sua mente e que FAZEM PARTE da sua vida ◦ Suas reações para com a Bíblia ◦ Consciência no passado
  • 8.  A consciência é uma Ferramenta Chave para o discernimento da vontade de Deus nas áreas cinzentas de nossa vida...  ... Precisamos entender os ensinamentos bíblicos sobre ela e a reação apropriada a tais ensinos!  DEUS quer nos mostrar Sua vontade e deseja nos orientar...  Quatro meios básicos para nos orientar: ◦ A Bíblia (palavra Dele); ◦ O Espírito Santo; ◦ Conselho de outros crentes; ◦ Consciência.
  • 9. A Bíblia  Fonte principal de orientação  Os demais meios não devem ser contrários aos ensinamentos da Escritura  Somos ensinados e conduzidos por mandamentos, princípios e exemplos  Pra isso devemos saber o que a Bíblia diz... o que significa...e como aplicá-la em nossas vidas  Guia absoluto para cada área da vida II Timoteo 3:16-17 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.
  • 10. O Espírito Santo  Promessa de Deus para ensino, consolo, dar discernimento e dar encorajamento – leitura necessária de João 14 a 16  Nos dá a compreensão das Escrituras  Sinergia total com a Bíblia. A utiliza para falar às pessoas  Vive em cada crente  Temos que estudar a Bíblia, de modo que o Espírito Santo possa nos instruir adequadamente através da Palavra de Deus 1 Coríntios 2:10-12 mas Deus o revelou a nós por meio do Espírito. O Espírito sonda todas as coisas, até mesmo as coisas mais profundas de Deus. Pois, quem dentre os homens conhece as coisas do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus. Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente.
  • 11. Conselhos de outros crentes  Deus utiliza outros crentes para nos ajudar a descobrir a vontade Dele  Ninguém pode nos dizer o que fazer...mas um amigo crente “maduro” pode, muitas vezes, ver nosso dilema de forma mais objetiva que nós  ATENÇÃO – Quanto aos problemas morais, éticos e espirituais, NÃO confie no conselho de um amigo não- crente...(eles não tem perspectiva bíblica) – Sl 1:1  ATENÇÃO 2 – Ser crente não significa ter bons conselhos...veja o modo de vida dele(a) – veja se anda segundo a Bíblia Pv 12:15 O caminho do insensato parece-lhe justo, mas o sábio ouve os conselhos. Pv 13:10 O orgulho só gera discussões, mas a sabedoria está com os que tomam conselho. Pv 11:14 Sem diretrizes a nação cai; o que a salva é ter muitos conselheiros. Hb 13:7 Lembrem-se dos seus líderes, que lhes falaram a palavra de Deus. Observem bem o resultado da vida que tiveram e imitem a sua fé.
  • 12. A Consciência  Tem a ver com nossa cultura, ensinamentos etc, mas pode ir bem além disso  Deus pretende que o ponto de referência seja o Seu caráter e o Seu padrão  Consciência NÃO É Instinto  Dentro do ser humano existe algo que luta contra todos os seus fundamentos para declarar que um ato está certo ou errado, não importa os padrões que o cerquem Impulso interno que leva os animais a comportar-se de determinada maneira Conhecimento ou percepção, que fornece uma base para a tomada de decisões “corretas” Hallesby – teólogo norueguês
  • 13. Como a Consciência Funciona, de acordo com a Bíblia  Presta testemunho  Acusa ou Defende  Julga nossos atos
  • 14. Presta testemunho  Existe uma Lei interior que reflete a Lei de Deus  A consciência presta testemunho entre uma ação exterior do indivíduo e essa Lei de Deus  Ela é testemunha de nossas ações e pensamentos  Paulo diz em Rm 9:1 que sua consciência é testemunha de suas ações  E você...quando você se recorda de suas ações, o que diz a sua consciência? Qual o testemunho dela? Rm 2:14-15 ( De fato, quando os gentios, que não têm a lei, praticam naturalmente o que ela ordena, tornam-se lei para si mesmos, embora não possuam a lei; pois mostram que as exigências da lei estão gravadas em seus corações. Disso dão testemunho também a consciência e os pensamentos deles, ora acusando-os, ora defendendo-os. )
  • 15. Acusa ou Defende  Quando nossa consciência nos acusa, nos rebelamos contra a acusação  Ficamos desconfortáveis, pois a rebeldia é contra nós mesmos!!!!!!  E ela continua a acusar!!!  Por outro lado ela pode defender nossas atitudes  Outros podem até questionar, mas ela nos defende de que nosso ato estava correto  E você...sua consciência tem mais te acusado? Ou mais te defendido? Rm 2:15 ... Disso dão testemunho também a consciência e os pensamentos deles, ora acusando-os, ora defendendo-os.
  • 16. Julga nossos atos  Paulo declarou que sua consciência atestava que sua condução era apropriada  Hallesby diz que a consciência não pode agir, mas apenas enuncia juízo II Co 1:12 Este é o nosso orgulho: A nossa consciência dá testemunho de que nos temos conduzido no mundo, especialmente em nosso relacionamento com vocês, com santidade e sinceridade provenientes de Deus, não de acordo com a sabedoria do mundo, mas de acordo com a graça de Deus.  Nossos feitos  Nossas palavras  Nossos pensamentos  Nosso ser inteiro  Lei Moral  Vontade de Deus  Conformidade  Conflito JULGAMENTO
  • 17. FINAL E IMPARCIAL  Não Considera a evidência  É final em qualquer situação JULGAMENTO DA CONSCIÊNCIA Segundo Hallesby IRREFUTÁVEL, ABSOLUTO E INAPELÁVEL  Não pode ser convencida/bajulada CATEGÓRICO  Não fornece razões  Não explica porque julgou  Diz apenas se a ação foi certa ou errada É INDIVIDUAL  A consciência de um não julgará a de outro  É influenciada por ensinos e experiências únicas da pessoa
  • 18. CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES  A consciência não é infalível. Pode estar errada e não deve ser nosso único guia  Ela opera na vida tanto dos crentes como dos não-crentes – faz parte do ser humano  Pode condenar mesmo quando um ato não parece ser moralmente errado – II Samuel 24 mostra o censo de Davi  Deus pode forçar nossa consciência a instruir-nos de modo a não cometer um ato que possa parecer permissível
  • 19. COMO USAR A SUA CONSCIÊNCIA E REAGIR A ELA  Experiência de Jerry White
  • 20. QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?  Antes que uma ação seja posta em prática a consciência tenta comunicar se seria certa ou errada  Inicia-se uma batalha na mente...confusão de propostas, razões, impulsos, motivos...  ... A resposta é influenciada pelas informações que são fornecidas à nossa mente e por aquilo que pensamos com maior intensidade  Nessa batalha entram componentes como integridade, moralidade e honestidade...  ...batalha que deve ser vencida. A consciência deve ter a oportunidade para falar e alertar antes que ocorra a ação.
  • 21. QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?  Durante uma ação, a consciência está no seu nível mais fraco de influência  Ficamos tão envolvidos com o que estamos fazendo que nos tornamos insensíveis ao seu apelo  Uma vez que um ato errado tenha começado, parar é extremamente difícil  O impulso, o desejo e a intensidade do momento parecem predominar sobre qualquer coisa...  ...nesse ponto a vontade tem que vencer o desejo  Ainda é melhor obedecer agora do que mais tarde
  • 22. QUANDO A CONSCIÊNCIA FUNCIONA?  Depois que um ato já se completou, a consciência fala mais alto... E pronuncia seu veredicto sobre o fato  Nossa consciência nos impele a fazer uma reparação do fato  Podemos reagir a isto de várias maneiras:  II Sam. 24:10 – Davi confessou e arrependeu-se  Gen 3:7-8 – Adão e Eva esconderam-se de Deus  O desejo de escapar é o resultado natural quando pecamos...  ... E a nossa consciência fala  Evitamos a presença de Deus até obedecermos aos apelos de nossa consciência
  • 23. O QUE A CONSCIÊNCIA JULGA?  Ações – julga aquilo que fazemos, que é o que estamos mais acostumados a vivenciar  Também julga nossas Palavras – o que dizemos e como dizemos. Somos julgados conforme a veracidade, o amor e a delicadeza expressos na nossa comunicação com as outras pessoas. Aspereza, mentira e raiva podem provocar reações imediatas da consciência  Pensamentos – ainda não ocorreu a ação, e os pensamentos são confusos e instáveis...  ...a consciência traz à memória pensamentos persistentes e padrões de pensamentos ... Que rapidamente podem resultar em atitudes erradas... E os julga
  • 24. O QUE A CONSCIÊNCIA JULGA?  Atitudes – as atitudes revelam nossos sentimentos intimos e opiniões sobre as coisas. Amor, ódio, solidariedade, severidade, ira, indiferença podem ser atitudes saudáveis ou não  Apesar de estarem em nível inferior aos nossos pensamentos conscientes, nossa consciência também tem acesso a este nível  Finalmente, a consciência também julga nossos Motivos – os motivos são causas diretas e fundamentais por que fazemos determinadas coisas  Um motivo correto pode tanto produzir uma ação apropriada como imprópria:  Um pai ao corrigir o filho, seu motivo pode ser prepará-lo para ser uma pessoa religiosa e um cidadão útil à sociedade Através de amor, conselhos e da disciplina Através de gritos, depreciação, ridicularização, exigências irracionais M E S M O M O T I V O
  • 25. OS TIPOS DE CONSCIÊNCIA  Uma boa consciência  Uma consciência má  Uma consciência endurecida  Uma consciência fraca  Uma consciência contaminada
  • 26. UMA BOA CONSCIÊNCIA  Quando a consciência fala, uma reação pronta e adequada indica uma Boa Consciência  Em At. 23:1, Paulo disse “Até o dia de hoje tenho andado diante de Deus com toda a boa consciência”  Paulo certamente tomou atitudes erradas, mas quando sua consciência lhe falava, ele reagia pronta e adequadamente  Sua “boa consciência” “diante de Deus” indica que Deus era a base de seus julgamentos e o ponto de referência para a sua consciência.  Paulo ainda ordenou a Timóteo que “mantivesse a fé, e a boa consciência, a qual alguns havendo rejeitado, naufragaram...” – I Tim 1:19
  • 27. UMA CONSCIÊNCIA MÁ  A Bíblia fala também de uma consciência má. Em Heb 10:22, o escritor diz: “Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo o coração purificado da má consciência, e o corpo lavado com água limpa”  Apesar da Bíblia não precisar essa má consciência, o contexto do versículo nos ensina  Em Heb 9: 14 consta que o sangue de Cristo “purificará das obras mortas a vossa consciência”. A consciência má é aquela que tem o conhecimento dos pecados (obras mortas) que não foram confessados nem purificados  A consciência má é uma consciência impura, que nos incita a praticar coisas más. A pessoa com essa consciência torna-se mais suscetível ao pecado e menos sensível ao que é bom
  • 28. UMA CONSCIÊNCIA ENDURECIDA  Em I Tim. 4:1-2 Paulo fala dos mentirosos e hipócritas que estavam com a “sua própria consciência cauterizada” e faziam com que outros apostatassem da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrina de demônios  Também em Ef. 4:18-19 define os indivíduos separados da vida de Deus pela dureza do seu coração...se tornaram insensíveis  Pessoas que se tornaram hipócritas e insensíveis, tendo sua consciência cauterizada (endurecida)  Uma consciência endurecida antes era sensível, mas vai sendo cauterizada pela tolerância ao pecado...  ...acaba emudecendo quando o mesmo pecado se repete muitas vezes  Pode essa consciência endurecida tornar-se sensível novamente?
  • 29. UMA CONSCIÊNCIA ENDURECIDA  ...sim... Pode haver cura e restauração. A consciência pode ser reeducada pela Palavra de Deus  Mas até que ela se torne confiável, as ações tem que se basear em respostas diretas aos ensinamentos da Escritura, em vez de se basear nos conselhos da consciência  Trata-se de um processo de regeneração...até que os apelos da consciência comecem a concordar consistentemente com a Escritura nas áreas que havia endurecido  É possível que a consciência tenha se endurecido e se tornado não digna de confiança em uma área, mas confiável em outra?  Sim... É possível! Por exemplo Mentira x Pornografia  Porém, uma área “endurecida” pode contaminar outras áreas  É bom lembrar... A consciência funciona conforme a formação e ensinamentos recebidos...sem que se baseie diretamente nas Escrituras...Muitos não crentes levam uma vida moral compatível com ensinamentos bíblicos, sem que neles baseiem suas ações
  • 30. UMA CONSCIÊNCIA FRACA  A consciência pode ser FRACA por dois motivos: ◦ Ser imatura ◦ Ser hipersensível  Sobre a consciência imatura Paulo orienta aos coríntios em I Cor. 8:9-12  A questão aqui é que o crente com uma consciência fraca (imatura) pode ser levado ao pecado por imitar e interpretar mal as ações de outro crente  Um crente novo retém muitas idéias religiosas e culturais de seu passado não crente  Pode haver confusão ao tentar determinar o que significa viver como crente  Qual o remédio? Desenvolver sua consciência estudando e fazendo uso prático das Escrituras
  • 31. UMA CONSCIÊNCIA FRACA  Sobre a consciência hipersensível, o autor John Oswald Sanders escreveu: “Muitos crentes sensíveis deram passos em falso por causa de uma consciência fraca ou mórbida, cuja voz condenadora não lhes dava descanso. Sua própria sinceridade e desejo de fazer a vontade de Deus apenas acentuavam o problema e os faziam viver num estado de auto-acusação perpétua”  Quem tem a consciência hipersensível tem que resolver todos os problemas ou então sofrer sentimento de culpa  O problema desse tipo de consciência é o legalismo...viver sob o dominio do temor de uma lei não escrita e abrigar uma apreensão de que, se os detalhes exatos da lei não forem seguidos, o relacionamento com Deus estará obstruído...em casos extremos pode levar a um COLAPSO NERVOSO
  • 32. UMA CONSCIÊNCIA FRACA  Ainda sobre a consciência hipersensível, alguns passos para sua modificação: ◦ Entendimento claro, pela Bíblia, de que nossa posição diante de Deus depende de sua graça, e não de obras (Ef 2:8-9 e Rom 5:1) ◦ Estudo das passagens da Escritura sobre a soberania de Deus no que diz respeito a você e aos outros ◦ Orar pedindo a Deus para aperfeiçoar sua consciência de acordo com os padrões Dele ◦ Recusar os apelos de sua consciência numa área sensível, a não ser que você possa ver que estão diretamente de acordo com algum mandamento moral da Escritura ◦ Se o problema persistir, buscar a ajuda de um crente maduro e de confiança ou de um conselheiro cristão profissional/pastor. Falar francamente sobre o problema pode confirmar e esclarecer seus pensamentos
  • 33. UMA CONSCIÊNCIA CONTAMINADA  Paulo escreveu em Tito 1:15 que tudo é puro para os puros, mas para os impuros, nada é puro. Tanto a mente como a consciência estão contaminadas/corrompidas  Nesse estado a consciência perde a capacidade de discernir o certo e o errado  Muito parecido com “Consciência Endurecida”, mas esta (endurecida) é totalmente insensível, enquanto a contaminada fica confusa no discernimento do CERTO x ERRADO
  • 34. COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA  A consciência pode ser insensível ou estar endurecida e, por isso, ser incapaz de dar uma orientação  Pode se demasiado delicada ou frágil e, por isso, indigna de confiança  Não é uma autoridade absoluta, visto que é condicionada pela sua formação e ensinamentos recebidos  É insuficiente quando usada sozinha e tem que ser suplementada pela influência das Escrituras, do Espírito Santo e aconselhamento religioso
  • 35. COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA Ação, palavra, pensamento ou atitude A consciência fala ERRADO Analisar com nossa mente Agir de acordo com nossa vontade CERTO Examinar a Escritura; Buscar conselho Agir de acordo com a fé
  • 36. COMO SEGUIR SUA CONSCIÊNCIA  Para responder corretamente ao que diz a consciência...talvez precisemos... ◦ Reparar algo que tenhamos feito a alguém ◦ Confessar algo primeiro a Deus...depois aos outros ◦ Parar...ou...começar... A fazer algo ◦ Mudar de atitude a respeito de alguém ou de alguma situação ◦ Perdoar alguém por algo que nos tenha feito (mesmo que esse alguém não tenha pedido perdão)  Em qualquer caso, devemos fazer o que quer que seja necessário para que tenhamos uma consciência tranquila diante de Deus e dos homens (At. 24:16)
  • 37. COMO TREINAR E FORTALECER SUA CONSCIÊNCIA  Ter uma consciência cristã  Contato regular com as Escrituras  Obediência  Memorização da Escritura