SlideShare uma empresa Scribd logo
O que é família pra você?
A família é importante pra
você?
Para que serve a família?
Porque conversarmos sobre
família?
28/04/2012 Família Material e Família Espiritual 8
Família Material e Família Espiritual
Conceito
Conjunto de pessoas: pai, mãe e filhos.
• Família
É uma reunião de almas em processo de evolução,
reajuste, aperfeiçoamento ou santificação.
• Família Consanguínea
É uma constelação de inteligências, cujos membros
estão na Terra e nos Céus.
• Família Espiritual
FAMILIA
“A família é um
núcleo de
reencarnação.”
O lar é moradia
das almas!!
Missionários da luz
André Luiz/Chico Xavier
Joana de Ângelis nos diz
no livro S.O.S. Família:
“É um grupo de Espíritos
normalmente necessitados,
desajustados, em
compromisso inadiável para
a reparação, graças à
contingência
reencarnatória...”
Evangelho – cap.
• Os Espíritos que se encarnam
numa mesma família, sobretudo
como parentes próximos, são os
mais frequentemente Espíritos
simpáticos, ligados por relações
anteriores, que se traduzem pela
afeição durante a vida terrena.
Mas pode ainda acontecer que
esses Espíritos sejam
completamente estranhos uns
para os outros, separados por
antipatias igualmente anteriores,
que se traduzem também por seu
antagonismo na Terra, a fim de
lhes servir de prova.
A origem dos
problemas reside
no grau evolutivo
de cada espírito.
A família concentra
espíritos em reajuste, que
trazem desafetos. Por
sermos todos ainda
imperfeitos, nossa relação
familiar nem sempre é
favorável. O objetivo da
família é, justamente,
promover a superação
desses conflitos.
• Quando procuramos a união conjugal, sempre levamos
conosco muitas fantasias em nossa mente. Acreditamos que
o casamento é uma viagem ao país da felicidade plena e que
o outro é uma complementação das nossas necessidades.
• Quase sempre chegamos a esse momento com muitos
conflitos psicológicos e acabamos por transferir para o
parceiro as nossas insatisfações, esperando que ele possa
suprir, por exemplo, o vazio existencial, a solidão, a
necessidade de um amparo contínuo. Os problemas
começam a aparecer quando o encantamento inicial da
primeira fase da união conjugal vai desaparecendo e o
relacionamento se aprofunda.
CIÚME
• CIÚME é motivo
de separação, de
divórcio e de
muita briga entre
os casais. Isso é
normal ou é uma
doença?
Somente através do AMOR
curamos o ciúme.
As pessoas costumam dizer: Em
todo amor sempre há um pouco
de ciúme... É lindo, mas não é
verdadeiro. Ciúme é um
fenômeno psicológico de
insegurança. Quando falta
autoestima, a pessoa não acredita
que alguém seja capaz de amá-la.
Quando alguém ama ela duvida. E
fica sempre com medo de perder,
porque acha que não merece.
Quando alguém dispuser-se a
amar, creia no amor, entregue-se-
lhe.
• Viver com ciúme, vigiar,
estar com os olhos para lá e
para cá, torna-se infortúnio,
porque há sempre uma
inquietação, aguardando
alguns momentos de prazer.
O amor legítimo confia.
Quando não há essa
tranquilidade, não é amor,
mas desejo de posse,
tormento. É um desvio de
comportamento afetivo.
DIVÓRCIO
• O espírita esclarecido,
homem ou mulher, deve
aprender a renunciar, a
benefício de sua paz e do seu
reajuste, pois sabe que não
existem na Terra uniões
legalizadas ou não, que não
tenham vínculos graves no
princípio da responsabilidade
assumida em comum.
• Sabe que se fugir hoje ao
resgate, voltará amanhã, na
companhia daquele ou
daquela de quem procura
agora afastar-se.
O divórcio é lei humana que
tem por objeto separar
legalmente o que já, de fato,
está separado. Não é
contrário à lei de Deus, pois
que apenas reforma o que os
homens hão feito e só é
aplicável nos casos em que
não se levou em conta a lei
divina."
(Item 5, do Cap. XXII, de "O
Evangelho Segundo o
Espiritismo".)
DIVÓRCIO
Em que momento o
casal vai perceber
que chegou ao
limite, ao ponto
para pedir o
divórcio?
Quando o respeito desaparece. Em principio,
quando as discussões passam da área da
teimosia para as ofensas pessoais. Quando se
procura humilhar o parceiro, é um momento
grave, porque se não houver cuidado, passa-
se para o lado da agressão.
Em vez de duas pessoas continuarem juntas
como inimigas, infelizes, ou envolvidas com
parceiros extraconjugais, melhor será que se
regularize a situação, para naturalmente
continuarem amigos e prosseguirem na busca
da felicidade com outrem.
Casais que convivem há anos falam de paciência,
renúncia, compreensão.
Em verdade, cada um tem sua fórmula especial...
No casamento,as pequenas coisas são as
grandes coisas
É proferir elogios e ter capacidade para
perdoar e esquecer.
É não só casar-se com a pessoa certa. É ser o
companheiro perfeito.
É saber escutar com atenção, sem
interromper a cada instante.
É mostrar admiração e confiança,
interessando-se pelos problemas e atividades
do outro.
O que o atormenta?
O que o deixa feliz?
Por que está de cenho carregado?
É saber dar atenção para a família do outro
pois que sempre, ao se unir o casal, as duas
famílias formam uma unidade.
FRACASSO NO LAR
“Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar”
Isto é verdade?
• O lar é a primeira célula da sociedade. E,
quando o lar estremece, a sociedade
cambaleia. Estamos vivendo um período em
que o lar desmorona. Cônjuges fogem de casa,
procurando desfrutar aquilo que eles dizem
que perderam na juventude. Pessoa que assim
se comportam estão buscando coisa
nenhuma, porque esse prazer mórbido que
tanto desfrutam deixa certa frustração e vazio
existencial.
Relação Saudável:
Orientar, Amar, ensinar, impor limites, e encaminhar os
filhos no sentido de reequilibrar as atitudes viciosas
do passado visando a harmonia do espírito.
Relação doentia:
Gera indivíduos insatisfeitos, vazios de afeto
,inseguros, egoístas, dependentes, e acabam se
vinculando aos seus pares de modo obsessivo e
repetem as relações doentias aprendidas em casa.
Pais permissivos ou excessivamente castradores podem
conduzir danos na encarnação do espírito.
Possíveis consequencias: depressão, transtorno de
pânico, dependência de drogas, álcool, jogos, suicídio
Muito se fala em “harmonia familiar”, mas como
conseguir se muitas vezes na família existem
inimigos de existências anteriores?
A compreensão da vida familiar é muito auxiliada pelas
cogitações acerca da reencarnação.
Numa crise familiar, o Espírito Emmanuel diz: “O
conhecimento da reencarnação exerce encargo de
importância por trazer aos interessados novo campo de
observações e reflexões, impelindo-os à tolerância, sem a
qual a rearmonização acena sempre mais longe. Homem
e mulher, usando a chave de semelhante entendimento,
passam mecanicamente a reconhecer que é preciso
desvincular e renovar sentimentos, mas em bases de
compreensão e serenidade, amor e paz”.
 Aceite os parentes
difíceis na base da
generosidade e da
compreensão, na
certeza de que as Leis
de Deus não nos
enlaçam uns com os
outros sem causa justa.
• O parente-
problema é
sempre um teste
com que se nos
examina a
evolução
espiritual.
• Muitas vezes a criatura
complicada que se nos
agrega à família, traz
consigo as marcas de
sofrimento ou
deficiências que lhe
foram impostas por nós
mesmos em passadas
reencarnações.
• Não exija dos familiares
diferentes de você um
comportamento igual
ao seu, porquanto cada
um de nós se
caracteriza pelas
vantagens ou prejuízos
que acumulamos na
própria alma.
• Não tente descartar dos
parentes difíceis com
internações
desnecessárias em casas
de repouso, à custa de
dinheiro, porque a
desvinculação real virá
nos processos da
natureza, quando você
houver alcançado a
quitação dos próprios
débitos ante a Vida Maior.
• Nas provações e
conflitos do lar
terrestre, quase
sempre, estamos
pagando pelo
sistema de
prestações, certa
dívidas contraídas
por atacado.
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares
Conflitos familiares

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Família, Vida e Paz
Família, Vida e PazFamília, Vida e Paz
Família, Vida e Paz
igmateus
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
Jorge Luiz dos Santos
 
O que é ser família
O que é ser famíliaO que é ser família
O que é ser família
Fatoze
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
Marcos Antônio Alves
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
gmo1973
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
Harleyde Santos
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
Victor Passos
 
A familia na visao espirita
A familia na visao espiritaA familia na visao espirita
A familia na visao espirita
Henrique Vieira
 
O argueiro e a trave no olho cap x
O argueiro e a trave no olho cap xO argueiro e a trave no olho cap x
O argueiro e a trave no olho cap x
Mario Emilio do Amaral Coelho
 
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
Marilice Passos
 
A família - seminário
A família - seminárioA família - seminário
A família - seminário
home
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
Jerri Almeida
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
Graça Maciel
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITATOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Divulgador do Espiritismo
 
Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita
Lisete B.
 
Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
Izabel Cristina Fonseca
 

Mais procurados (20)

Família, Vida e Paz
Família, Vida e PazFamília, Vida e Paz
Família, Vida e Paz
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
O que é ser família
O que é ser famíliaO que é ser família
O que é ser família
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)Esperança (Palestra Espirita)
Esperança (Palestra Espirita)
 
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa MãeCap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
Cap XIV Honrai a vosso Pai e a vossa Mãe
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
 
A familia na visao espirita
A familia na visao espiritaA familia na visao espirita
A familia na visao espirita
 
O argueiro e a trave no olho cap x
O argueiro e a trave no olho cap xO argueiro e a trave no olho cap x
O argueiro e a trave no olho cap x
 
Laços familia
Laços familiaLaços familia
Laços familia
 
A família - seminário
A família - seminárioA família - seminário
A família - seminário
 
A família na visão espírita
A família na visão espíritaA família na visão espírita
A família na visão espírita
 
Os verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familiaOs verdadeiros laços de familia
Os verdadeiros laços de familia
 
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitosCap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
Cap 5 do Evangelho Segundo o Espiritismo, bem aventurados os aflitos aflitos
 
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITATOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
TOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita Ansiedade na visão espirita
Ansiedade na visão espirita
 
Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
 

Destaque

conflitos familiares
conflitos familiaresconflitos familiares
conflitos familiares
derciomartins
 
Conflitos na família
Conflitos na famíliaConflitos na família
Conflitos na família
Moisés Sampaio
 
Convivência Familiar!
Convivência Familiar!Convivência Familiar!
Convivência Familiar!
Marta Oliveira
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
Clarice-Borges
 
Conflitos Familiares
Conflitos Familiares Conflitos Familiares
Conflitos Familiares
Marcelo Suster
 
Palestra família
Palestra famíliaPalestra família
Palestra família
pmgv5
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
Cordeiro_
 
Solução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíbliaSolução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíblia
Daniel de Carvalho Luz
 
Relacionamento familiar apresentação
Relacionamento familiar   apresentaçãoRelacionamento familiar   apresentação
Relacionamento familiar apresentação
Daniel de Carvalho Luz
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
A casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoarA casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoar
Anita Oyaizu
 
Convivência familiar - aula 1
Convivência familiar - aula 1Convivência familiar - aula 1
Convivência familiar - aula 1
RASC EAD
 
Relação familiar
Relação familiarRelação familiar
Relação familiar
Angel Rosa
 
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
Herbert de Carvalho
 
Família e Reencarnação
Família e ReencarnaçãoFamília e Reencarnação
Família e Reencarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Administrando conflitos conjugais
Administrando conflitos conjugaisAdministrando conflitos conjugais
Administrando conflitos conjugais
Pr Ismael Carvalho
 
Reencarnação e o processo evolutivo
Reencarnação e o processo evolutivoReencarnação e o processo evolutivo
Reencarnação e o processo evolutivo
Antonino Silva
 
Evolução moral
Evolução moralEvolução moral
Evolução moral
Candice Gunther
 
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARESLBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
Natalino das Neves Neves
 
Palestra resolução de conflitos conjugais slides
Palestra resolução de conflitos conjugais slidesPalestra resolução de conflitos conjugais slides
Palestra resolução de conflitos conjugais slides
Pr Ismael Carvalho
 

Destaque (20)

conflitos familiares
conflitos familiaresconflitos familiares
conflitos familiares
 
Conflitos na família
Conflitos na famíliaConflitos na família
Conflitos na família
 
Convivência Familiar!
Convivência Familiar!Convivência Familiar!
Convivência Familiar!
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
 
Conflitos Familiares
Conflitos Familiares Conflitos Familiares
Conflitos Familiares
 
Palestra família
Palestra famíliaPalestra família
Palestra família
 
Tipos de Família
Tipos de Família Tipos de Família
Tipos de Família
 
Solução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíbliaSolução de conflitos à luz da bíblia
Solução de conflitos à luz da bíblia
 
Relacionamento familiar apresentação
Relacionamento familiar   apresentaçãoRelacionamento familiar   apresentação
Relacionamento familiar apresentação
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
A casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoarA casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoar
 
Convivência familiar - aula 1
Convivência familiar - aula 1Convivência familiar - aula 1
Convivência familiar - aula 1
 
Relação familiar
Relação familiarRelação familiar
Relação familiar
 
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
101 Ideias para o Culto Familiar Port.ppt
 
Família e Reencarnação
Família e ReencarnaçãoFamília e Reencarnação
Família e Reencarnação
 
Administrando conflitos conjugais
Administrando conflitos conjugaisAdministrando conflitos conjugais
Administrando conflitos conjugais
 
Reencarnação e o processo evolutivo
Reencarnação e o processo evolutivoReencarnação e o processo evolutivo
Reencarnação e o processo evolutivo
 
Evolução moral
Evolução moralEvolução moral
Evolução moral
 
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARESLBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
LBJ LIÇÃO 9 - CONFLITOS FAMILIARES
 
Palestra resolução de conflitos conjugais slides
Palestra resolução de conflitos conjugais slidesPalestra resolução de conflitos conjugais slides
Palestra resolução de conflitos conjugais slides
 

Semelhante a Conflitos familiares

Diálogo e Dedicação
Diálogo e DedicaçãoDiálogo e Dedicação
Diálogo e Dedicação
Izabel Cristina Fonseca
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Tarot das bruxas ok
Tarot das bruxas okTarot das bruxas ok
Tarot das bruxas ok
Yaoloorisa Osunseyi Lili
 
Palestra AdolescêNcia E FamíLia
Palestra   AdolescêNcia E FamíLiaPalestra   AdolescêNcia E FamíLia
Palestra AdolescêNcia E FamíLia
ccespirita
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
orismagus
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
Grupo Espírita Cristão
 
Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Vida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espiritaVida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espirita
Lisete B.
 
Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
Grupo Espírita Cristão
 
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos RelacionamentosA Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
mommentumadinfinitum
 
A família depois
A família depoisA família depois
A família depois
grupodeaaaracas
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros DistanciadosSérie Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
Ricardo Azevedo
 
Palestra casais Compatibilidade
Palestra casais CompatibilidadePalestra casais Compatibilidade
Palestra casais Compatibilidade
Gilson Barbosa
 
Estudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casalEstudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casal
Valtemir Guimaraes
 
Salvação do casamento
Salvação do casamentoSalvação do casamento
Salvação do casamento
Alfredo Lopes
 
So O Amor Nao Sustenta A Relacao
So O Amor Nao Sustenta A RelacaoSo O Amor Nao Sustenta A Relacao
So O Amor Nao Sustenta A Relacao
QSEJAETERNO
 
Só o amor não sustenta a relação
Só o amor não sustenta a relaçãoSó o amor não sustenta a relação
Só o amor não sustenta a relação
valdiroliv
 
Licao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
Licao 03 Em Busca Do Casamento IdealLicao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
Licao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
guest06a00c
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
Eduardo Sales de lima
 
Tolerância
Tolerância Tolerância
Tolerância
Marcelo Suster
 

Semelhante a Conflitos familiares (20)

Diálogo e Dedicação
Diálogo e DedicaçãoDiálogo e Dedicação
Diálogo e Dedicação
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
 
Tarot das bruxas ok
Tarot das bruxas okTarot das bruxas ok
Tarot das bruxas ok
 
Palestra AdolescêNcia E FamíLia
Palestra   AdolescêNcia E FamíLiaPalestra   AdolescêNcia E FamíLia
Palestra AdolescêNcia E FamíLia
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
 
DiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãODiáLogo E DedicaçãO
DiáLogo E DedicaçãO
 
Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014Aula fidelidade 2014
Aula fidelidade 2014
 
Vida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espiritaVida a dois - visão espirita
Vida a dois - visão espirita
 
Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2Parentela Corporal E Espiritual2
Parentela Corporal E Espiritual2
 
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos RelacionamentosA Compreensão espiritual dos Relacionamentos
A Compreensão espiritual dos Relacionamentos
 
A família depois
A família depoisA família depois
A família depois
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros DistanciadosSérie Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
Série Evangelho no Lar - Cap. 17 - Companheiros Distanciados
 
Palestra casais Compatibilidade
Palestra casais CompatibilidadePalestra casais Compatibilidade
Palestra casais Compatibilidade
 
Estudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casalEstudo familiar para encontro de casal
Estudo familiar para encontro de casal
 
Salvação do casamento
Salvação do casamentoSalvação do casamento
Salvação do casamento
 
So O Amor Nao Sustenta A Relacao
So O Amor Nao Sustenta A RelacaoSo O Amor Nao Sustenta A Relacao
So O Amor Nao Sustenta A Relacao
 
Só o amor não sustenta a relação
Só o amor não sustenta a relaçãoSó o amor não sustenta a relação
Só o amor não sustenta a relação
 
Licao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
Licao 03 Em Busca Do Casamento IdealLicao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
Licao 03 Em Busca Do Casamento Ideal
 
Encontro De Casais
Encontro De CasaisEncontro De Casais
Encontro De Casais
 
Tolerância
Tolerância Tolerância
Tolerância
 

Mais de Lisete B.

Porque melindramos
Porque melindramos Porque melindramos
Porque melindramos
Lisete B.
 
Suicidio na visão espirita
Suicidio  na visão espiritaSuicidio  na visão espirita
Suicidio na visão espirita
Lisete B.
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
Lisete B.
 
Educacao sentimento
Educacao sentimentoEducacao sentimento
Educacao sentimento
Lisete B.
 
Problemas do mundo
Problemas do mundoProblemas do mundo
Problemas do mundo
Lisete B.
 
Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?
Lisete B.
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
Lisete B.
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
Lisete B.
 
A intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidasA intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidas
Lisete B.
 
Conhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmoConhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmo
Lisete B.
 
Para que serve a dor
Para que serve a dorPara que serve a dor
Para que serve a dor
Lisete B.
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
Lisete B.
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
Lisete B.
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
Lisete B.
 
Egoismo
EgoismoEgoismo
Egoismo
Lisete B.
 
Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
Lisete B.
 
Casamento na visão espirita
Casamento na visão espiritaCasamento na visão espirita
Casamento na visão espirita
Lisete B.
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
Lisete B.
 
Achamos que sabemos.ppszt
Achamos que sabemos.ppsztAchamos que sabemos.ppszt
Achamos que sabemos.ppszt
Lisete B.
 
Harmonia Psiquica
Harmonia PsiquicaHarmonia Psiquica
Harmonia Psiquica
Lisete B.
 

Mais de Lisete B. (20)

Porque melindramos
Porque melindramos Porque melindramos
Porque melindramos
 
Suicidio na visão espirita
Suicidio  na visão espiritaSuicidio  na visão espirita
Suicidio na visão espirita
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
 
Educacao sentimento
Educacao sentimentoEducacao sentimento
Educacao sentimento
 
Problemas do mundo
Problemas do mundoProblemas do mundo
Problemas do mundo
 
Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?Reencarnação Existe?
Reencarnação Existe?
 
Gratidao
Gratidao  Gratidao
Gratidao
 
Por que comigo
Por que comigoPor que comigo
Por que comigo
 
A intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidasA intolerancia em nossas vidas
A intolerancia em nossas vidas
 
Conhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmoConhece te a ti mesmo
Conhece te a ti mesmo
 
Para que serve a dor
Para que serve a dorPara que serve a dor
Para que serve a dor
 
Influencias espirituais
Influencias espirituaisInfluencias espirituais
Influencias espirituais
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
 
Raiva
RaivaRaiva
Raiva
 
Egoismo
EgoismoEgoismo
Egoismo
 
Missão dos pais
Missão dos paisMissão dos pais
Missão dos pais
 
Casamento na visão espirita
Casamento na visão espiritaCasamento na visão espirita
Casamento na visão espirita
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Achamos que sabemos.ppszt
Achamos que sabemos.ppsztAchamos que sabemos.ppszt
Achamos que sabemos.ppszt
 
Harmonia Psiquica
Harmonia PsiquicaHarmonia Psiquica
Harmonia Psiquica
 

Último

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 

Último (11)

Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 

Conflitos familiares

  • 1.
  • 2.
  • 3. O que é família pra você?
  • 4. A família é importante pra você?
  • 5. Para que serve a família? Porque conversarmos sobre família?
  • 6.
  • 7.
  • 8. 28/04/2012 Família Material e Família Espiritual 8 Família Material e Família Espiritual Conceito Conjunto de pessoas: pai, mãe e filhos. • Família É uma reunião de almas em processo de evolução, reajuste, aperfeiçoamento ou santificação. • Família Consanguínea É uma constelação de inteligências, cujos membros estão na Terra e nos Céus. • Família Espiritual
  • 9. FAMILIA “A família é um núcleo de reencarnação.” O lar é moradia das almas!! Missionários da luz André Luiz/Chico Xavier
  • 10. Joana de Ângelis nos diz no livro S.O.S. Família: “É um grupo de Espíritos normalmente necessitados, desajustados, em compromisso inadiável para a reparação, graças à contingência reencarnatória...”
  • 11. Evangelho – cap. • Os Espíritos que se encarnam numa mesma família, sobretudo como parentes próximos, são os mais frequentemente Espíritos simpáticos, ligados por relações anteriores, que se traduzem pela afeição durante a vida terrena. Mas pode ainda acontecer que esses Espíritos sejam completamente estranhos uns para os outros, separados por antipatias igualmente anteriores, que se traduzem também por seu antagonismo na Terra, a fim de lhes servir de prova.
  • 12. A origem dos problemas reside no grau evolutivo de cada espírito. A família concentra espíritos em reajuste, que trazem desafetos. Por sermos todos ainda imperfeitos, nossa relação familiar nem sempre é favorável. O objetivo da família é, justamente, promover a superação desses conflitos.
  • 13.
  • 14. • Quando procuramos a união conjugal, sempre levamos conosco muitas fantasias em nossa mente. Acreditamos que o casamento é uma viagem ao país da felicidade plena e que o outro é uma complementação das nossas necessidades. • Quase sempre chegamos a esse momento com muitos conflitos psicológicos e acabamos por transferir para o parceiro as nossas insatisfações, esperando que ele possa suprir, por exemplo, o vazio existencial, a solidão, a necessidade de um amparo contínuo. Os problemas começam a aparecer quando o encantamento inicial da primeira fase da união conjugal vai desaparecendo e o relacionamento se aprofunda.
  • 15.
  • 16. CIÚME • CIÚME é motivo de separação, de divórcio e de muita briga entre os casais. Isso é normal ou é uma doença?
  • 17. Somente através do AMOR curamos o ciúme. As pessoas costumam dizer: Em todo amor sempre há um pouco de ciúme... É lindo, mas não é verdadeiro. Ciúme é um fenômeno psicológico de insegurança. Quando falta autoestima, a pessoa não acredita que alguém seja capaz de amá-la. Quando alguém ama ela duvida. E fica sempre com medo de perder, porque acha que não merece. Quando alguém dispuser-se a amar, creia no amor, entregue-se- lhe.
  • 18. • Viver com ciúme, vigiar, estar com os olhos para lá e para cá, torna-se infortúnio, porque há sempre uma inquietação, aguardando alguns momentos de prazer. O amor legítimo confia. Quando não há essa tranquilidade, não é amor, mas desejo de posse, tormento. É um desvio de comportamento afetivo.
  • 19. DIVÓRCIO • O espírita esclarecido, homem ou mulher, deve aprender a renunciar, a benefício de sua paz e do seu reajuste, pois sabe que não existem na Terra uniões legalizadas ou não, que não tenham vínculos graves no princípio da responsabilidade assumida em comum. • Sabe que se fugir hoje ao resgate, voltará amanhã, na companhia daquele ou daquela de quem procura agora afastar-se. O divórcio é lei humana que tem por objeto separar legalmente o que já, de fato, está separado. Não é contrário à lei de Deus, pois que apenas reforma o que os homens hão feito e só é aplicável nos casos em que não se levou em conta a lei divina." (Item 5, do Cap. XXII, de "O Evangelho Segundo o Espiritismo".)
  • 20. DIVÓRCIO Em que momento o casal vai perceber que chegou ao limite, ao ponto para pedir o divórcio?
  • 21. Quando o respeito desaparece. Em principio, quando as discussões passam da área da teimosia para as ofensas pessoais. Quando se procura humilhar o parceiro, é um momento grave, porque se não houver cuidado, passa- se para o lado da agressão. Em vez de duas pessoas continuarem juntas como inimigas, infelizes, ou envolvidas com parceiros extraconjugais, melhor será que se regularize a situação, para naturalmente continuarem amigos e prosseguirem na busca da felicidade com outrem.
  • 22. Casais que convivem há anos falam de paciência, renúncia, compreensão. Em verdade, cada um tem sua fórmula especial...
  • 23. No casamento,as pequenas coisas são as grandes coisas É proferir elogios e ter capacidade para perdoar e esquecer. É não só casar-se com a pessoa certa. É ser o companheiro perfeito. É saber escutar com atenção, sem interromper a cada instante.
  • 24. É mostrar admiração e confiança, interessando-se pelos problemas e atividades do outro. O que o atormenta? O que o deixa feliz? Por que está de cenho carregado? É saber dar atenção para a família do outro pois que sempre, ao se unir o casal, as duas famílias formam uma unidade.
  • 25. FRACASSO NO LAR “Nenhum sucesso na vida compensa o fracasso no lar” Isto é verdade? • O lar é a primeira célula da sociedade. E, quando o lar estremece, a sociedade cambaleia. Estamos vivendo um período em que o lar desmorona. Cônjuges fogem de casa, procurando desfrutar aquilo que eles dizem que perderam na juventude. Pessoa que assim se comportam estão buscando coisa nenhuma, porque esse prazer mórbido que tanto desfrutam deixa certa frustração e vazio existencial.
  • 26. Relação Saudável: Orientar, Amar, ensinar, impor limites, e encaminhar os filhos no sentido de reequilibrar as atitudes viciosas do passado visando a harmonia do espírito. Relação doentia: Gera indivíduos insatisfeitos, vazios de afeto ,inseguros, egoístas, dependentes, e acabam se vinculando aos seus pares de modo obsessivo e repetem as relações doentias aprendidas em casa. Pais permissivos ou excessivamente castradores podem conduzir danos na encarnação do espírito. Possíveis consequencias: depressão, transtorno de pânico, dependência de drogas, álcool, jogos, suicídio
  • 27. Muito se fala em “harmonia familiar”, mas como conseguir se muitas vezes na família existem inimigos de existências anteriores?
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32. A compreensão da vida familiar é muito auxiliada pelas cogitações acerca da reencarnação. Numa crise familiar, o Espírito Emmanuel diz: “O conhecimento da reencarnação exerce encargo de importância por trazer aos interessados novo campo de observações e reflexões, impelindo-os à tolerância, sem a qual a rearmonização acena sempre mais longe. Homem e mulher, usando a chave de semelhante entendimento, passam mecanicamente a reconhecer que é preciso desvincular e renovar sentimentos, mas em bases de compreensão e serenidade, amor e paz”.
  • 33.
  • 34.  Aceite os parentes difíceis na base da generosidade e da compreensão, na certeza de que as Leis de Deus não nos enlaçam uns com os outros sem causa justa.
  • 35. • O parente- problema é sempre um teste com que se nos examina a evolução espiritual.
  • 36. • Muitas vezes a criatura complicada que se nos agrega à família, traz consigo as marcas de sofrimento ou deficiências que lhe foram impostas por nós mesmos em passadas reencarnações.
  • 37. • Não exija dos familiares diferentes de você um comportamento igual ao seu, porquanto cada um de nós se caracteriza pelas vantagens ou prejuízos que acumulamos na própria alma.
  • 38. • Não tente descartar dos parentes difíceis com internações desnecessárias em casas de repouso, à custa de dinheiro, porque a desvinculação real virá nos processos da natureza, quando você houver alcançado a quitação dos próprios débitos ante a Vida Maior.
  • 39. • Nas provações e conflitos do lar terrestre, quase sempre, estamos pagando pelo sistema de prestações, certa dívidas contraídas por atacado.