SlideShare uma empresa Scribd logo
Compliance – Visão Geral
Anos atrás quando se pensava em ética corporativa o primeiro conceito
lembrado era o Código de ética, um conjunto de regras e padrões desenvolvidos
pela corporação, impressos em um livro bonito e raramente usados ou
consultado; na teoria tudo perfeito. Atualmente esse método “caiu por terra”, em
um mundo totalmente capitalista e cada vez mais competitivo onde cada pessoa
representa um risco em potencial para a estabilidade empregatícia e financeira
de outra; um conceito tão romântico e utópico não pode ser mais aplicado. Para
garantir a transparência e cumprimento de leis e regras e o combate a corrupção
interna foi criado um método de auditar processos e pessoas de dentro de uma
organização visando a responsabilidade social, esse método é o Compliance.
“Do verbo inglês to comply, significa cumprimento das leis, regulamentos
disciplinares, estar em Compliance é estar em conformidade”.
O Compliance visa auditar, monitorar, controlar e instruir buscando transparência
e efetividade nos processos e ética na parte humana, ele tentar garantir que o
conjunto de regras e ações determinadas pela organização sejam rigorosamente
cumpridas. Nos processo garantirá que tudo transcorra dentro da lei, sem
sonegações e trâmites ilegais. Na parte humana, a mais difícil de implantar, o
Compiliance precisa atingir a hierarquia da organização, sendo absorvido desde
o Presidente até a base organizacional controlando cada ação de cada
colaborador, que deve possuir suas funções e atribuições bem definidas para
que possa agir de forma ética e corretas todos os dias visando cumprir os
padrões e regras a eles atribuídos.
A relutância do alto escalão em aceitar a vigilância do método é um grande risco
para a implantação, mas é um fator primordial para o sucesso.
A implantação não deve ser visto como algo obrigatório ou simplesmente uma
imposição ética, mas sim com um programa que visa trazer objetividade e
credibilidade a uma organização de negócio, explicitar a transparência em
processos do negócio é algo crucial para uma empresa que tem como objetivo
passar uma imagens de confiabilidade ao mercado, porém apenas a imagem
não é suficiente, os processos, regras e padrões realmente devem ser aplicados
e seguidos internamente; a imagem externada será uma mera consequência da
administração interna.
Como tudo não são flores, o Compliance pode se tornar um fracasso total caso
sua implantação não seja efetiva para o fator humano, como todo sabemos
infelizmente a natureza humana possui margens para corrupção.
Como um exemplo tão vivo no Brasil, a operação lava jato que desmantelou o
maior caso de corrupção da história do pais, desestruturando a economia e
escancarando a corrupção na política atual.
Com certeza a maior empresa petrolífera brasileira possuía um código de ética
ou até mesmo um Compliance que foi fatalmente corrompido pela ganância. Só
existe efetividade se as pessoas que estiverem envolvidas na implantação e na
manutenção do processo forem 100% íntegras e comprometidas com as regras
pré-definidas.
Um programa de Compliance bem implantado garantirá a diretoria um controle
organizacional muito abrangente e efetivo, vale frisar que da teoria para prática,
nada acontece de forma mágica, entre elaborar os padrões e colher os frutos da
implantação existe um longo caminho a ser percorrido. E esse caminho só levará
ao sucesso através dos cumprimentos dos padrões e auditorias internas que
visam além de controlar, também exigir e investigar. A princípio um programa
como esse pode parecer um pouco rígido, porém a diretoria que tem como
objetivo crescer e obter sucesso necessita pensar fora de sua zona de conforto
e abrir horizontes para ter uma visão além do seu trabalho, conseguindo mapear
e planejar a organização como um todo, para a partir desse ponto ter um controle
efetivo do negócio.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006
Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006
Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006Sergio Bonfantti
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompanyWeb
 
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projeto
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projetoApresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projeto
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projetoMprado Governança Corporativa Ltda
 
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...HSCE Ltda.
 
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipes
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipesVisão Sistêmica gerando sinergia entre as equipes
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipesAttitude Empreendedora
 
Tratando Crises
Tratando CrisesTratando Crises
Tratando Crisestaty paya
 
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...TGI Consultoria em Gestão
 
E boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentosE boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentosMarcelo Martinez
 
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo!
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo! Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo!
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo! Mauro de Oliveira
 
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...HSCE Ltda.
 
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosGovernança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosKarla Carioca
 

Mais procurados (18)

Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006
Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006
Governança corporativa trabalho_conclusão_mba_2006
 
ENCOAD 2016 - Ética na Gestão das Empresas Familiares
ENCOAD 2016 - Ética na  Gestão das Empresas FamiliaresENCOAD 2016 - Ética na  Gestão das Empresas Familiares
ENCOAD 2016 - Ética na Gestão das Empresas Familiares
 
4ª Jornada de Ética nos Negócios - Ética e Startups
4ª Jornada de Ética nos Negócios - Ética e Startups4ª Jornada de Ética nos Negócios - Ética e Startups
4ª Jornada de Ética nos Negócios - Ética e Startups
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em Fundações
 
Governança Corporativa
Governança CorporativaGovernança Corporativa
Governança Corporativa
 
TCC - A importancia da Governanca Corporativa
TCC -  A importancia da Governanca CorporativaTCC -  A importancia da Governanca Corporativa
TCC - A importancia da Governanca Corporativa
 
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projeto
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projetoApresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projeto
Apresentação MPrado Governança Corporativa Metodologia e fases do projeto
 
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos  nas Pequenas e Méid...
Introdução a Governanca corporativa e Controles Internos nas Pequenas e Méid...
 
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipes
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipesVisão Sistêmica gerando sinergia entre as equipes
Visão Sistêmica gerando sinergia entre as equipes
 
Is
IsIs
Is
 
Tratando Crises
Tratando CrisesTratando Crises
Tratando Crises
 
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...
Empresa Familiar Competitiva: Governança nas Empresas Familiares Pernambucana...
 
Iso
IsoIso
Iso
 
E boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentosE boo k-1-compliance-fundamentos
E boo k-1-compliance-fundamentos
 
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo!
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo! Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo!
Código de Ética nas empresas: principais objetivos e como organizá-lo!
 
Governança em Empresas Familiares: Evidências Brasileiras
Governança em Empresas Familiares: Evidências BrasileirasGovernança em Empresas Familiares: Evidências Brasileiras
Governança em Empresas Familiares: Evidências Brasileiras
 
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
Governanca corporativa e controles internos - Boas práticas nas pequenas e mé...
 
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles InternosGovernança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
Governança corporativa, Lei Sarbanes-Oxley e Controles Internos
 

Semelhante a Compliance - Visão geral

Semelhante a Compliance - Visão geral (7)

Webinar Material 01 Walter Serer Resumo da Apresentação
Webinar Material 01  Walter Serer Resumo da ApresentaçãoWebinar Material 01  Walter Serer Resumo da Apresentação
Webinar Material 01 Walter Serer Resumo da Apresentação
 
25 leis endomarketing
25 leis endomarketing25 leis endomarketing
25 leis endomarketing
 
Compliance
ComplianceCompliance
Compliance
 
Trabalho ética
Trabalho éticaTrabalho ética
Trabalho ética
 
25 leis Endomarketing
25 leis Endomarketing25 leis Endomarketing
25 leis Endomarketing
 
Como desenvolver um bom processo de governança corporativa
Como desenvolver um bom processo de governança corporativaComo desenvolver um bom processo de governança corporativa
Como desenvolver um bom processo de governança corporativa
 
Por que adotar o compliance
Por que adotar o compliancePor que adotar o compliance
Por que adotar o compliance
 

Mais de Bruno Cesar Silveira Emilio (9)

Artigo Uber
Artigo UberArtigo Uber
Artigo Uber
 
Artigo - Crise Netflix
Artigo - Crise NetflixArtigo - Crise Netflix
Artigo - Crise Netflix
 
Artigo - Apple
Artigo - AppleArtigo - Apple
Artigo - Apple
 
Artigo - Compliance: Pirataria Corporativa
Artigo - Compliance: Pirataria CorporativaArtigo - Compliance: Pirataria Corporativa
Artigo - Compliance: Pirataria Corporativa
 
Artigo - WhatsApp x Operadoras
Artigo - WhatsApp x OperadorasArtigo - WhatsApp x Operadoras
Artigo - WhatsApp x Operadoras
 
Histórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicaçãoHistórico e importância de redes de comunicação
Histórico e importância de redes de comunicação
 
PDT Plano Diretor de Tecnologia da Informação
PDT  Plano Diretor de Tecnologia da InformaçãoPDT  Plano Diretor de Tecnologia da Informação
PDT Plano Diretor de Tecnologia da Informação
 
Peti plano estratégico de tecnologia da informação
Peti   plano estratégico de tecnologia da informaçãoPeti   plano estratégico de tecnologia da informação
Peti plano estratégico de tecnologia da informação
 
Tecnologia lte – 4 g
Tecnologia lte – 4 gTecnologia lte – 4 g
Tecnologia lte – 4 g
 

Compliance - Visão geral

  • 1. Compliance – Visão Geral Anos atrás quando se pensava em ética corporativa o primeiro conceito lembrado era o Código de ética, um conjunto de regras e padrões desenvolvidos pela corporação, impressos em um livro bonito e raramente usados ou consultado; na teoria tudo perfeito. Atualmente esse método “caiu por terra”, em um mundo totalmente capitalista e cada vez mais competitivo onde cada pessoa representa um risco em potencial para a estabilidade empregatícia e financeira de outra; um conceito tão romântico e utópico não pode ser mais aplicado. Para garantir a transparência e cumprimento de leis e regras e o combate a corrupção interna foi criado um método de auditar processos e pessoas de dentro de uma organização visando a responsabilidade social, esse método é o Compliance. “Do verbo inglês to comply, significa cumprimento das leis, regulamentos disciplinares, estar em Compliance é estar em conformidade”. O Compliance visa auditar, monitorar, controlar e instruir buscando transparência e efetividade nos processos e ética na parte humana, ele tentar garantir que o conjunto de regras e ações determinadas pela organização sejam rigorosamente cumpridas. Nos processo garantirá que tudo transcorra dentro da lei, sem sonegações e trâmites ilegais. Na parte humana, a mais difícil de implantar, o Compiliance precisa atingir a hierarquia da organização, sendo absorvido desde o Presidente até a base organizacional controlando cada ação de cada colaborador, que deve possuir suas funções e atribuições bem definidas para que possa agir de forma ética e corretas todos os dias visando cumprir os padrões e regras a eles atribuídos. A relutância do alto escalão em aceitar a vigilância do método é um grande risco para a implantação, mas é um fator primordial para o sucesso. A implantação não deve ser visto como algo obrigatório ou simplesmente uma imposição ética, mas sim com um programa que visa trazer objetividade e credibilidade a uma organização de negócio, explicitar a transparência em processos do negócio é algo crucial para uma empresa que tem como objetivo passar uma imagens de confiabilidade ao mercado, porém apenas a imagem não é suficiente, os processos, regras e padrões realmente devem ser aplicados e seguidos internamente; a imagem externada será uma mera consequência da administração interna. Como tudo não são flores, o Compliance pode se tornar um fracasso total caso sua implantação não seja efetiva para o fator humano, como todo sabemos infelizmente a natureza humana possui margens para corrupção. Como um exemplo tão vivo no Brasil, a operação lava jato que desmantelou o maior caso de corrupção da história do pais, desestruturando a economia e escancarando a corrupção na política atual.
  • 2. Com certeza a maior empresa petrolífera brasileira possuía um código de ética ou até mesmo um Compliance que foi fatalmente corrompido pela ganância. Só existe efetividade se as pessoas que estiverem envolvidas na implantação e na manutenção do processo forem 100% íntegras e comprometidas com as regras pré-definidas. Um programa de Compliance bem implantado garantirá a diretoria um controle organizacional muito abrangente e efetivo, vale frisar que da teoria para prática, nada acontece de forma mágica, entre elaborar os padrões e colher os frutos da implantação existe um longo caminho a ser percorrido. E esse caminho só levará ao sucesso através dos cumprimentos dos padrões e auditorias internas que visam além de controlar, também exigir e investigar. A princípio um programa como esse pode parecer um pouco rígido, porém a diretoria que tem como objetivo crescer e obter sucesso necessita pensar fora de sua zona de conforto e abrir horizontes para ter uma visão além do seu trabalho, conseguindo mapear e planejar a organização como um todo, para a partir desse ponto ter um controle efetivo do negócio.