SlideShare uma empresa Scribd logo
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
AMBIENTAL
Elizabete Campos de Lima
Vitor Vieira Vasconcelos
Leandro Reverbery Trambosi
2017
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC
Curso de Pós-Graduação em Ciência e
Tecnologia Ambiental
O ambiente pode ser definido como o
conjunto de condições externas, físicas e
bióticas, nas quais um organismo vive.
Inclui para a espécie humana valores
sociais, culturais, econômicos e
políticos, assim como os fatores mais
conhecidos, como o solo, o clima e a
produção de alimentos.
ALLABY, Michael (Ed.). A dictionary of ecology. Oxford University Press, 2010
Ciência e tecnologia ambiental
Relações homem-natureza
- Visão mágica
- Visão mecanicista
- Visão utilitarista: fonte de recursos
Ciência e tecnologia ambiental
OLIVA, Alberto. Filosofia da Ciência. Zahar, 2003
Relações homem-natureza
- Visão mágica
- Visão mecanicista
- Visão utilitarista: fonte de recursos
- Percepção da natureza
- Até a época medieval = sagrada
- Época moderna = objeto a ser dissecado, explicado
e, quando possível e desejável, modificado com base
nos interesses maiores da humanidade.
OLIVA, Alberto. Filosofia da Ciência. Zahar, 2003
Ciência e tecnologia ambiental
Cada ser humano tem uma forma de perceber o
que está em sua volta.
Essa percepção individual depende da sua
personalidade, da sua cultura, da sua situação
sócio-econômica, da sua memória, etc.
Há várias formas de se descobrir o meio pelo
qual as pessoas percebem o meio ambiente com
o qual interagem.
Ciência e tecnologia ambiental
MANTOVANI, Waldir. Relação homem e natureza: raízes do conflito. Gaia Scientia, v. 3, n. 1, 2009.
Pode ser que isso se dê através de informações
verbais ou não-verbais, ou de sistemas simbólicos,
isto é, de convenções ou rituais que adotam em sua
prática social.
Ciência e tecnologia ambiental
MANTOVANI, Waldir. Relação homem e natureza: raízes do conflito. Gaia Scientia, v. 3, n. 1, 2009.
O que é Ciência?
Ciência é um conjunto de descrições,
interpretações, teorias, leis, modelos, etc.,
visando ao conhecimento de uma parcela da
realidade, em contínua ampliação e renovação,
que resulta da aplicação deliberada de uma
metodologia especial (metodologia científica)
Freire-Maia N. A ciência por dentro. Petrópolis: Vozes; 1991
Ciência e tecnologia ambiental
O que é Ciência?
Ciência é uma das formas do homem abordar o
universo. Portanto, para uma melhor
compreensão do seu significado, é necessário
conhecermos as demais formas existentes, e
como se relacionam entre si.
Ciência e tecnologia ambiental
Ciência
...a ciência é, antes de tudo, um modo de
pensar: aberto, não dogmático, falível, mas
aperfeiçoável, porque sujeito à crítica e à
refutação. Descreve o mundo tal qual é,
solapando falsas certezas, sem prescrever
normas ou valores morais, ideológicos ou
religiosos...
Ciência e tecnologia ambiental
A Ciência Ambiental tem que resolver duas questões
que lhe são colocadas:
- a problemática ambiental se afigura pelos fatores e
interações envolvidos nos sistemas analisados,
dificultando uma integração teórica e
metodológica, e
Ciência e tecnologia ambiental
ABRAMOVAY, Ricardo. Construindo a ciência ambiental. Annablume, 2002.
A Ciência Ambiental tem que resolver duas questões
que lhe são colocadas:
- a problemática ambiental se afigura pelos fatores e
interações envolvidos nos sistemas analisados,
dificultando uma integração teórica e
metodológica, e
- a dificuldade dos próprios pesquisadores de se
afastarem de suas especialidades, fazendo surgir
novos pontos de vista, necessários nas questões
ambientais.
Ciência e tecnologia ambiental
ABRAMOVAY, Ricardo. Construindo a ciência ambiental. Annablume, 2002.
A Ciência Ambiental enfrenta algumas ameaças
perante suas pesquisas, que são as insuficiências
dos dados, a deficiência dos modelos e os
aspectos que estão além dos conhecimentos
disponíveis atualmente, como a mensuração dos
serviços ambientais.
Ciência e tecnologia ambiental
- Natureza Complexa
Ciência e tecnologia ambiental
- Natureza Complexa
- Simplificação da natureza: atomismo
grego.
Ciência e tecnologia ambiental
- Natureza Complexa
- Simplificação da natureza: atomismo
grego.
- Número limitado de partículas indivisíveis
(atomismo).
(século IV antes de nossa era).
Ciência e tecnologia ambiental
O atomismo significa uma “vontade de atomizar
a natureza inteira” a fim de “torná-la penetrável
ao espírito humano”.
LENOBLE, Robert. História da idéia de natureza. Edições 70, 1990.
Ciência e tecnologia ambiental
O atomismo significa uma “vontade de atomizar
a natureza inteira” a fim de “torná-la penetrável
ao espírito humano”
(Robert Lenoble: História da idéia de natureza).
O atomismo inaugura uma explicação
materialista e mecanicista, que tem como
principal consequência a desmistificação total da
natureza.
GONÇALVES, Márcia Cristina Ferreira. Filosofia da natureza. Zahar, 2006.
Ciência e tecnologia ambiental
Ordem
O Universo é regido por leis imperativas:
concepção determinística e mecânica
(Positivismo)
Ciência e tecnologia ambiental
Separação
Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização
Ciência e tecnologia ambiental
Separação
Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização
Hiperespecialização:
7 campos de conhecimento em 1300, 54 em 1950 e 8530 em
1987
Ciência e tecnologia ambiental
Separação
Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização
Hiperespecialização:
7 campos de conhecimento em 1300, 54 em 1950 e 8530 em
1987
Separação dos objetos de análise do ambiente e, por
consequência, entre o sujeito cognoscente e o objeto do
conhecimento
Ciência e tecnologia ambiental
O pensamento disciplinar pressupõe fronteiras
que delimitam formalmente seu campo de
conhecimento
MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
Ciência e tecnologia ambiental
As disciplinas se fecham e não se comunicam com as
outras.
Ciência e tecnologia ambiental
MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
As disciplinas se fecham e não se comunicam com as
outras.
Os fenômenos são cada vez mais fragmentados, e
não se consegue conceber a sua unidade.
Ciência e tecnologia ambiental
MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
As disciplinas se fecham e não se comunicam com as
outras.
Os fenômenos são cada vez mais fragmentados, e
não se consegue conceber a sua unidade.
Cada disciplina pretende primeiro fazer reconhecer
sua soberania territorial e, às custas de algumas
magras trocas, as fronteiras confirmam-se em vez de
desmoronar
MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
Ciência e tecnologia ambiental
MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
Pode-se concordar que a especialização
levada ao paroxismo, como ainda ocorre hoje
em alguns campos, foi e é um problema,
mas também foi e é solução na medida que
possibilita o avanço do conhecimento
humano.
(Jantsch & Bianchetti, 1995).
Ciência e tecnologia ambiental
O crescimento contemporâneo dos saberes
não tem precedente na história humana. Por
outro lado:
- quanto mais sabemos do que somos feitos,
menos compreendemos quem somos;
Ciência e tecnologia ambiental
NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
O crescimento contemporâneo dos saberes
não tem precedente na história humana. Por
outro lado:
- quanto mais sabemos do que somos feitos,
menos compreendemos quem somos;
- a proliferação de disciplinas torna ilusória a
unidade do conhecimento;
Ciência e tecnologia ambiental
NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
O crescimento contemporâneo dos saberes
não tem precedente na história humana. Por
outro lado:
- quanto mais sabemos do que somos feitos,
menos compreendemos quem somos;
- a proliferação de disciplinas torna ilusória a
unidade do conhecimento;
- conhecemos o universo exterior e perdemos os
sentido de nossa vida e de nossa morte;
Ciência e tecnologia ambiental
NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
O crescimento contemporâneo dos saberes
não tem precedente na história humana. Por
outro lado:
- quanto mais sabemos do que somos feitos,
menos compreendemos quem somos;
- a proliferação de disciplinas torna ilusória a
unidade do conhecimento;
- conhecemos o universo exterior e perdemos os
sentido de nossa vida e de nossa morte;
- ocorre atrofia do ser interior como preço ao
conhecimento científico.
NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
Ciência e tecnologia ambiental
- Disciplinar: exploração científica e especializada de
determinado domínio homogêneo de estudo.
- Multidisciplinar: empréstimo entre várias disciplinas, sem que
haja enriquecimento mútuo.
- Interdisciplinar: reciprocidade entre disciplinas
- Transdisciplinar: integração total, com eliminação das fronteiras
estáveis entre as disciplinas.
Ciência e tecnologia ambiental
PIAGET, Jean; DUCKWORTH, Eleanor. Genetic epistemology. American Behavioral Scientist, v. 13, n. 3, p. 459-480, 1970.
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- Limites à interdisciplinaridade
 A formação do indivíduo pesquisador
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- Limites à interdisciplinaridade
 A formação do indivíduo pesquisador
 Alunos de graduação e o olhar disciplinar
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- Limites à interdisciplinaridade
 A formação do indivíduo pesquisador
 Alunos de graduação e o olhar disciplinar
 Iniciação à Ciência Ambiental
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- A participação dos docentes na construção de
uma Ciência Ambiental
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- A participação dos docentes na construção de
uma Ciência Ambiental
- As ciências com igual valor
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- A participação dos docentes na construção de
uma Ciência Ambiental
- As ciências com igual valor
- Fragilização do individualismo do cientista
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de Teorias em Ciência Ambiental
- A participação dos docentes na construção de
uma Ciência Ambiental
- As ciências com igual valor
- Fragilização do individualismo do cientista
- A produção coletiva
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de teorias em Ciência Ambiental
- Trabalhos nas interfaces do conhecimento
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de teorias em Ciência Ambiental
- Trabalhos nas interfaces do conhecimento
- Estudos de caso → padrões
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de teorias em Ciência Ambiental
- Trabalhos nas interfaces do conhecimento
- Estudos de caso → padrões
- O olhar conjunto das disciplinas:
 Áreas comuns
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de teorias em Ciência Ambiental
- Trabalhos nas interfaces do conhecimento
- Estudos de caso → padrões
- O olhar conjunto das disciplinas:
 Áreas comuns
 Temas interdisciplinares
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de teorias em Ciência Ambiental
- Trabalhos nas interfaces do conhecimento
- Estudos de caso → padrões
- O olhar conjunto das disciplinas:
 Áreas comuns
 Temas interdisciplinares
 A discussão teórica
Ciência e tecnologia ambiental
A construção de novas áreas de pesquisa
- Biofísica
- Química e Engenharia ambiental
- Conservação biológica
- Epidemiologia
- Ecologia humana
- Sistemas complexos
Ciência e tecnologia ambiental
O método na Interdisciplinaridade
- A fase de descrição (Narrativa ou História
Natural)
Ciência e tecnologia ambiental
O método na Interdisciplinaridade
- A fase de descrição (Narrativa ou História
Natural)
- Apropriação de métodos de outras áreas:
novos métodos?
Ciência e tecnologia ambiental
O método na Interdisciplinaridade
- A fase de descrição (Narrativa ou História
Natural)
- Apropriação de métodos de outras áreas:
novos métodos?
- Delineamento experimental: controle e
réplicas?
Ciência e tecnologia ambiental
O método na Interdisciplinaridade
- A fase de descrição (Narrativa ou História
Natural)
- Apropriação de métodos de outras áreas:
novos métodos?
- Delineamento experimental: controle e
réplicas?
- Atendimento de hipóteses e objetivos:
capacidade de extrapolação dos dados.
Ciência e tecnologia ambiental
A análise na Interdisciplinaridade
- Análises multivariadas
- O uso da linguagem Matemática
- Ciência inexata
- Bases de dados: estudos de casos e sínteses
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
Os cientistas ambientais devem ultrapassar o
reducionismo de seu nicho particular e restrito e
atingir um patamar de não competitividade, mas
de complementaridade científica.
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
- Ciência Ambiental como eixo integrador de um
novo modelo de Cidadania
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
- Ciência Ambiental como eixo integrador de um
novo modelo de Cidadania
- A apropriação dos recursos da natureza para o
benefício de poucos
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
- Ciência Ambiental como eixo integrador de um
novo modelo de Cidadania
- A apropriação dos recursos da natureza para o
benefício de poucos
- Nova postura da sociedade diante do ambiente:
valores comuns e uma nova (?) ética
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
- Ciência Ambiental como eixo integrador de um
novo modelo de Cidadania
- A apropriação dos recursos da natureza para o
benefício de poucos
- Nova postura da sociedade diante do ambiente:
valores comuns e uma nova (?) ética
- Ambientalismo e Ciência Ambiental, o papel da
Academia
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
“A interdisciplinaridade, enquanto princípio
mediador entre as diferentes disciplinas, não poderá
jamais ser elemento de redução a um denominador
comum, mas elemento teórico-metodológico da
diferença e da criatividade. A interdisciplinaridade é
o princípio da máxima exploração das
potencialidades de cada ciência, da compreensão
dos seus limites, mas, acima de tudo, é o princípio
da diversidade e da criatividade.”
ETGES, Norberto J. Produção do conhecimento e
interdisciplinaridade. Educação e realidade, v. 18, n. 2, p. 73-82, 1993.
Ciência e tecnologia ambiental
Considerações finais
“A universidade, se quiser, de fato, ‘patrocinar’ a
interdisciplinaridade, precisa:
a) relativizar a departamentalização;
b) desburocratizar os processos que envolvem os
projetos de pesquisa ou de pesquisa-ação;
c) dar prioridade aos possíveis projetos
interdisciplinares.”
JANTSCH, A. P. & BIANCHETTI, L. Interdisciplinaridade - Para além da
filosofia do sujeito. In: JANTSCH, A. P.; BIANCHETTI, L. (Orgs.)
Interdisciplinaridade. Para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes. 2000
Ciência e tecnologia ambiental
Obrigado!
Vitor Vieira Vasconcelos
vitor.v.v@gmail.com
Créditos a Waldir Mantovani pela contribuição em
versões anteriores desta aula

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta AgostinhoPoderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
Joaquim Melro
 
A ciência e os seus limites
A ciência e os seus limitesA ciência e os seus limites
A ciência e os seus limites
mluisavalente
 
Poderes e riscos da ciencia
Poderes e riscos da cienciaPoderes e riscos da ciencia
Poderes e riscos da ciencia
Jarimbaa
 
Desenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológicoDesenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológico
João Martins
 
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher AurettaPoderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
Joaquim Melro
 
Ciência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedadeCiência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedade
Cláudia Moura
 

Mais procurados (20)

História Econômica da Ciência - Zmercsanyi
História Econômica da Ciência - ZmercsanyiHistória Econômica da Ciência - Zmercsanyi
História Econômica da Ciência - Zmercsanyi
 
Redes Digitais
Redes DigitaisRedes Digitais
Redes Digitais
 
Inovação Científica, Tecnológica e Econômica
Inovação Científica, Tecnológica e EconômicaInovação Científica, Tecnológica e Econômica
Inovação Científica, Tecnológica e Econômica
 
Ciencia e poder
Ciencia e poderCiencia e poder
Ciencia e poder
 
Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta AgostinhoPoderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
Poderes e limites da ciência - Ciclo de Conferências - Marta Agostinho
 
A ciência e os seus limites
A ciência e os seus limitesA ciência e os seus limites
A ciência e os seus limites
 
Ciencia
CienciaCiencia
Ciencia
 
Poderes e riscos da ciencia
Poderes e riscos da cienciaPoderes e riscos da ciencia
Poderes e riscos da ciencia
 
Desenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológicoDesenvolvimento científico e tecnológico
Desenvolvimento científico e tecnológico
 
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
A ciência: o poder e os riscos (filosofia)
 
Etica e ciencia
Etica e cienciaEtica e ciencia
Etica e ciencia
 
Teoria da comunicação Unidade II
Teoria da comunicação Unidade IITeoria da comunicação Unidade II
Teoria da comunicação Unidade II
 
Ciencia tecnologia sociedade ambiente
Ciencia tecnologia sociedade ambienteCiencia tecnologia sociedade ambiente
Ciencia tecnologia sociedade ambiente
 
Sociedade em Rede
Sociedade em RedeSociedade em Rede
Sociedade em Rede
 
O que é a ciência
O que é a ciênciaO que é a ciência
O que é a ciência
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher AurettaPoderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
Poderes e limites da ciência - Ciclo de conferências Christopher Auretta
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Ciência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedadeCiência, tecnologia e sociedade
Ciência, tecnologia e sociedade
 
Educação discursos e saberes
Educação discursos e saberesEducação discursos e saberes
Educação discursos e saberes
 

Semelhante a Ciência Ambiental e Interdisciplinaridade - Fundamentos

Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
Edimar Sartoro
 
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_feMorao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Jorginho2000
 

Semelhante a Ciência Ambiental e Interdisciplinaridade - Fundamentos (20)

Ciência, tecnologia e bioética.pdf
Ciência, tecnologia e bioética.pdfCiência, tecnologia e bioética.pdf
Ciência, tecnologia e bioética.pdf
 
Ciência com consciência
Ciência com consciênciaCiência com consciência
Ciência com consciência
 
Epistemologia um olhar didático
Epistemologia   um olhar didáticoEpistemologia   um olhar didático
Epistemologia um olhar didático
 
Ciência com consciencia
Ciência com conscienciaCiência com consciencia
Ciência com consciencia
 
Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico
 
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_feMorao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
 
Entre a generalidade da norma e a especificidade da pesquisa: A importância d...
Entre a generalidade da norma e a especificidade da pesquisa: A importância d...Entre a generalidade da norma e a especificidade da pesquisa: A importância d...
Entre a generalidade da norma e a especificidade da pesquisa: A importância d...
 
<title> Ciência e Diversidade </title>
<title> Ciência e Diversidade </title> <title> Ciência e Diversidade </title>
<title> Ciência e Diversidade </title>
 
 
Filosofia da tecnologia, limites, e evolução tecnológica
Filosofia da tecnologia, limites, e evolução tecnológicaFilosofia da tecnologia, limites, e evolução tecnológica
Filosofia da tecnologia, limites, e evolução tecnológica
 
Almost over
Almost overAlmost over
Almost over
 
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: AntropogêneseAula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
Aula de filosofia antiga, tema: Antropogênese
 
Fainte Antropologia.pdf
Fainte Antropologia.pdfFainte Antropologia.pdf
Fainte Antropologia.pdf
 
Ciência e realidade científica
Ciência e realidade científicaCiência e realidade científica
Ciência e realidade científica
 
Imaginário e ciênciaImaginário e ciência: novas perspectivas do conhecimento ...
Imaginário e ciênciaImaginário e ciência: novas perspectivas do conhecimento ...Imaginário e ciênciaImaginário e ciência: novas perspectivas do conhecimento ...
Imaginário e ciênciaImaginário e ciência: novas perspectivas do conhecimento ...
 
Filosofia, ensino médio tema: epistemologia.ppt
Filosofia, ensino médio tema: epistemologia.pptFilosofia, ensino médio tema: epistemologia.ppt
Filosofia, ensino médio tema: epistemologia.ppt
 
 
Resumo dimas floriani
Resumo dimas florianiResumo dimas floriani
Resumo dimas floriani
 
1. O que é ciência.ppt
1. O que é ciência.ppt1. O que é ciência.ppt
1. O que é ciência.ppt
 
1. O que é ciência.ppt
1. O que é ciência.ppt1. O que é ciência.ppt
1. O que é ciência.ppt
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Vitor Vieira Vasconcelos
 

Mais de Vitor Vieira Vasconcelos (20)

Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversityRelationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
Relationships among socioeconomic affluence, yard management, and biodiversity
 
Análise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveisAnálise espacial de doenças transmissíveis
Análise espacial de doenças transmissíveis
 
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveisFishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
Fishbanks! Jogo de simulação de gestão de recursos renováveis
 
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos NaturaisRegimes de Apropriação de Recursos Naturais
Regimes de Apropriação de Recursos Naturais
 
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos ComunsRecursos Comuns e Tragédia dos Comuns
Recursos Comuns e Tragédia dos Comuns
 
Relações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociaisRelações entre sistemas naturais e sociais
Relações entre sistemas naturais e sociais
 
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços EcossistêmicosValoração de Serviços Ecossistêmicos
Valoração de Serviços Ecossistêmicos
 
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços EcossistêmicosRecursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
Recursos Naturais e Serviços Ecossistêmicos
 
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política AmbientalBases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
Bases teóricas e conceituais do Planejamento e da Política Ambiental
 
Planejamento territorial
Planejamento territorialPlanejamento territorial
Planejamento territorial
 
Coremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento ParticipativoCoremática e Mapeamento Participativo
Coremática e Mapeamento Participativo
 
Cartografia Social
Cartografia SocialCartografia Social
Cartografia Social
 
MIgrações
MIgraçõesMIgrações
MIgrações
 
Conflitos fundiários
Conflitos fundiáriosConflitos fundiários
Conflitos fundiários
 
Conflitos Territoriais
Conflitos TerritoriaisConflitos Territoriais
Conflitos Territoriais
 
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São BernardoChácara Baronesa - Haras São Bernardo
Chácara Baronesa - Haras São Bernardo
 
Governo e Território
Governo e TerritórioGoverno e Território
Governo e Território
 
Segregação e Interação Territorial
Segregação e Interação TerritorialSegregação e Interação Territorial
Segregação e Interação Territorial
 
Território e Poder
Território e PoderTerritório e Poder
Território e Poder
 
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em ROperações com dados espaciais (Vetor) em R
Operações com dados espaciais (Vetor) em R
 

Ciência Ambiental e Interdisciplinaridade - Fundamentos

  • 1. CIÊNCIA E TECNOLOGIA AMBIENTAL Elizabete Campos de Lima Vitor Vieira Vasconcelos Leandro Reverbery Trambosi 2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Curso de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental
  • 2. O ambiente pode ser definido como o conjunto de condições externas, físicas e bióticas, nas quais um organismo vive. Inclui para a espécie humana valores sociais, culturais, econômicos e políticos, assim como os fatores mais conhecidos, como o solo, o clima e a produção de alimentos. ALLABY, Michael (Ed.). A dictionary of ecology. Oxford University Press, 2010 Ciência e tecnologia ambiental
  • 3. Relações homem-natureza - Visão mágica - Visão mecanicista - Visão utilitarista: fonte de recursos Ciência e tecnologia ambiental OLIVA, Alberto. Filosofia da Ciência. Zahar, 2003
  • 4. Relações homem-natureza - Visão mágica - Visão mecanicista - Visão utilitarista: fonte de recursos - Percepção da natureza - Até a época medieval = sagrada - Época moderna = objeto a ser dissecado, explicado e, quando possível e desejável, modificado com base nos interesses maiores da humanidade. OLIVA, Alberto. Filosofia da Ciência. Zahar, 2003 Ciência e tecnologia ambiental
  • 5. Cada ser humano tem uma forma de perceber o que está em sua volta. Essa percepção individual depende da sua personalidade, da sua cultura, da sua situação sócio-econômica, da sua memória, etc. Há várias formas de se descobrir o meio pelo qual as pessoas percebem o meio ambiente com o qual interagem. Ciência e tecnologia ambiental MANTOVANI, Waldir. Relação homem e natureza: raízes do conflito. Gaia Scientia, v. 3, n. 1, 2009.
  • 6. Pode ser que isso se dê através de informações verbais ou não-verbais, ou de sistemas simbólicos, isto é, de convenções ou rituais que adotam em sua prática social. Ciência e tecnologia ambiental MANTOVANI, Waldir. Relação homem e natureza: raízes do conflito. Gaia Scientia, v. 3, n. 1, 2009.
  • 7. O que é Ciência? Ciência é um conjunto de descrições, interpretações, teorias, leis, modelos, etc., visando ao conhecimento de uma parcela da realidade, em contínua ampliação e renovação, que resulta da aplicação deliberada de uma metodologia especial (metodologia científica) Freire-Maia N. A ciência por dentro. Petrópolis: Vozes; 1991 Ciência e tecnologia ambiental
  • 8. O que é Ciência? Ciência é uma das formas do homem abordar o universo. Portanto, para uma melhor compreensão do seu significado, é necessário conhecermos as demais formas existentes, e como se relacionam entre si. Ciência e tecnologia ambiental
  • 9. Ciência ...a ciência é, antes de tudo, um modo de pensar: aberto, não dogmático, falível, mas aperfeiçoável, porque sujeito à crítica e à refutação. Descreve o mundo tal qual é, solapando falsas certezas, sem prescrever normas ou valores morais, ideológicos ou religiosos... Ciência e tecnologia ambiental
  • 10. A Ciência Ambiental tem que resolver duas questões que lhe são colocadas: - a problemática ambiental se afigura pelos fatores e interações envolvidos nos sistemas analisados, dificultando uma integração teórica e metodológica, e Ciência e tecnologia ambiental ABRAMOVAY, Ricardo. Construindo a ciência ambiental. Annablume, 2002.
  • 11. A Ciência Ambiental tem que resolver duas questões que lhe são colocadas: - a problemática ambiental se afigura pelos fatores e interações envolvidos nos sistemas analisados, dificultando uma integração teórica e metodológica, e - a dificuldade dos próprios pesquisadores de se afastarem de suas especialidades, fazendo surgir novos pontos de vista, necessários nas questões ambientais. Ciência e tecnologia ambiental ABRAMOVAY, Ricardo. Construindo a ciência ambiental. Annablume, 2002.
  • 12. A Ciência Ambiental enfrenta algumas ameaças perante suas pesquisas, que são as insuficiências dos dados, a deficiência dos modelos e os aspectos que estão além dos conhecimentos disponíveis atualmente, como a mensuração dos serviços ambientais. Ciência e tecnologia ambiental
  • 13. - Natureza Complexa Ciência e tecnologia ambiental
  • 14. - Natureza Complexa - Simplificação da natureza: atomismo grego. Ciência e tecnologia ambiental
  • 15. - Natureza Complexa - Simplificação da natureza: atomismo grego. - Número limitado de partículas indivisíveis (atomismo). (século IV antes de nossa era). Ciência e tecnologia ambiental
  • 16. O atomismo significa uma “vontade de atomizar a natureza inteira” a fim de “torná-la penetrável ao espírito humano”. LENOBLE, Robert. História da idéia de natureza. Edições 70, 1990. Ciência e tecnologia ambiental
  • 17. O atomismo significa uma “vontade de atomizar a natureza inteira” a fim de “torná-la penetrável ao espírito humano” (Robert Lenoble: História da idéia de natureza). O atomismo inaugura uma explicação materialista e mecanicista, que tem como principal consequência a desmistificação total da natureza. GONÇALVES, Márcia Cristina Ferreira. Filosofia da natureza. Zahar, 2006. Ciência e tecnologia ambiental
  • 18. Ordem O Universo é regido por leis imperativas: concepção determinística e mecânica (Positivismo) Ciência e tecnologia ambiental
  • 19. Separação Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização Ciência e tecnologia ambiental
  • 20. Separação Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização Hiperespecialização: 7 campos de conhecimento em 1300, 54 em 1950 e 8530 em 1987 Ciência e tecnologia ambiental
  • 21. Separação Estudo do todo pelas partes (cartesiano): especialização Hiperespecialização: 7 campos de conhecimento em 1300, 54 em 1950 e 8530 em 1987 Separação dos objetos de análise do ambiente e, por consequência, entre o sujeito cognoscente e o objeto do conhecimento Ciência e tecnologia ambiental
  • 22. O pensamento disciplinar pressupõe fronteiras que delimitam formalmente seu campo de conhecimento MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008 Ciência e tecnologia ambiental
  • 23. As disciplinas se fecham e não se comunicam com as outras. Ciência e tecnologia ambiental MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
  • 24. As disciplinas se fecham e não se comunicam com as outras. Os fenômenos são cada vez mais fragmentados, e não se consegue conceber a sua unidade. Ciência e tecnologia ambiental MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
  • 25. As disciplinas se fecham e não se comunicam com as outras. Os fenômenos são cada vez mais fragmentados, e não se consegue conceber a sua unidade. Cada disciplina pretende primeiro fazer reconhecer sua soberania territorial e, às custas de algumas magras trocas, as fronteiras confirmam-se em vez de desmoronar MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008 Ciência e tecnologia ambiental MORIN, E. Ciência com Consciência, Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008
  • 26. Pode-se concordar que a especialização levada ao paroxismo, como ainda ocorre hoje em alguns campos, foi e é um problema, mas também foi e é solução na medida que possibilita o avanço do conhecimento humano. (Jantsch & Bianchetti, 1995). Ciência e tecnologia ambiental
  • 27. O crescimento contemporâneo dos saberes não tem precedente na história humana. Por outro lado: - quanto mais sabemos do que somos feitos, menos compreendemos quem somos; Ciência e tecnologia ambiental NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
  • 28. O crescimento contemporâneo dos saberes não tem precedente na história humana. Por outro lado: - quanto mais sabemos do que somos feitos, menos compreendemos quem somos; - a proliferação de disciplinas torna ilusória a unidade do conhecimento; Ciência e tecnologia ambiental NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
  • 29. O crescimento contemporâneo dos saberes não tem precedente na história humana. Por outro lado: - quanto mais sabemos do que somos feitos, menos compreendemos quem somos; - a proliferação de disciplinas torna ilusória a unidade do conhecimento; - conhecemos o universo exterior e perdemos os sentido de nossa vida e de nossa morte; Ciência e tecnologia ambiental NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008.
  • 30. O crescimento contemporâneo dos saberes não tem precedente na história humana. Por outro lado: - quanto mais sabemos do que somos feitos, menos compreendemos quem somos; - a proliferação de disciplinas torna ilusória a unidade do conhecimento; - conhecemos o universo exterior e perdemos os sentido de nossa vida e de nossa morte; - ocorre atrofia do ser interior como preço ao conhecimento científico. NICOLESCU, B. Manifesto da transdisciplinaridade. São Paulo: Ed. Trion, 2008. Ciência e tecnologia ambiental
  • 31. - Disciplinar: exploração científica e especializada de determinado domínio homogêneo de estudo. - Multidisciplinar: empréstimo entre várias disciplinas, sem que haja enriquecimento mútuo. - Interdisciplinar: reciprocidade entre disciplinas - Transdisciplinar: integração total, com eliminação das fronteiras estáveis entre as disciplinas. Ciência e tecnologia ambiental PIAGET, Jean; DUCKWORTH, Eleanor. Genetic epistemology. American Behavioral Scientist, v. 13, n. 3, p. 459-480, 1970.
  • 32. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - Limites à interdisciplinaridade  A formação do indivíduo pesquisador Ciência e tecnologia ambiental
  • 33. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - Limites à interdisciplinaridade  A formação do indivíduo pesquisador  Alunos de graduação e o olhar disciplinar Ciência e tecnologia ambiental
  • 34. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - Limites à interdisciplinaridade  A formação do indivíduo pesquisador  Alunos de graduação e o olhar disciplinar  Iniciação à Ciência Ambiental Ciência e tecnologia ambiental
  • 35. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - A participação dos docentes na construção de uma Ciência Ambiental Ciência e tecnologia ambiental
  • 36. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - A participação dos docentes na construção de uma Ciência Ambiental - As ciências com igual valor Ciência e tecnologia ambiental
  • 37. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - A participação dos docentes na construção de uma Ciência Ambiental - As ciências com igual valor - Fragilização do individualismo do cientista Ciência e tecnologia ambiental
  • 38. A construção de Teorias em Ciência Ambiental - A participação dos docentes na construção de uma Ciência Ambiental - As ciências com igual valor - Fragilização do individualismo do cientista - A produção coletiva Ciência e tecnologia ambiental
  • 39. A construção de teorias em Ciência Ambiental - Trabalhos nas interfaces do conhecimento Ciência e tecnologia ambiental
  • 40. A construção de teorias em Ciência Ambiental - Trabalhos nas interfaces do conhecimento - Estudos de caso → padrões Ciência e tecnologia ambiental
  • 41. A construção de teorias em Ciência Ambiental - Trabalhos nas interfaces do conhecimento - Estudos de caso → padrões - O olhar conjunto das disciplinas:  Áreas comuns Ciência e tecnologia ambiental
  • 42. A construção de teorias em Ciência Ambiental - Trabalhos nas interfaces do conhecimento - Estudos de caso → padrões - O olhar conjunto das disciplinas:  Áreas comuns  Temas interdisciplinares Ciência e tecnologia ambiental
  • 43. A construção de teorias em Ciência Ambiental - Trabalhos nas interfaces do conhecimento - Estudos de caso → padrões - O olhar conjunto das disciplinas:  Áreas comuns  Temas interdisciplinares  A discussão teórica Ciência e tecnologia ambiental
  • 44. A construção de novas áreas de pesquisa - Biofísica - Química e Engenharia ambiental - Conservação biológica - Epidemiologia - Ecologia humana - Sistemas complexos Ciência e tecnologia ambiental
  • 45. O método na Interdisciplinaridade - A fase de descrição (Narrativa ou História Natural) Ciência e tecnologia ambiental
  • 46. O método na Interdisciplinaridade - A fase de descrição (Narrativa ou História Natural) - Apropriação de métodos de outras áreas: novos métodos? Ciência e tecnologia ambiental
  • 47. O método na Interdisciplinaridade - A fase de descrição (Narrativa ou História Natural) - Apropriação de métodos de outras áreas: novos métodos? - Delineamento experimental: controle e réplicas? Ciência e tecnologia ambiental
  • 48. O método na Interdisciplinaridade - A fase de descrição (Narrativa ou História Natural) - Apropriação de métodos de outras áreas: novos métodos? - Delineamento experimental: controle e réplicas? - Atendimento de hipóteses e objetivos: capacidade de extrapolação dos dados. Ciência e tecnologia ambiental
  • 49. A análise na Interdisciplinaridade - Análises multivariadas - O uso da linguagem Matemática - Ciência inexata - Bases de dados: estudos de casos e sínteses Ciência e tecnologia ambiental
  • 50. Considerações finais Os cientistas ambientais devem ultrapassar o reducionismo de seu nicho particular e restrito e atingir um patamar de não competitividade, mas de complementaridade científica. Ciência e tecnologia ambiental
  • 51. Considerações finais - Ciência Ambiental como eixo integrador de um novo modelo de Cidadania Ciência e tecnologia ambiental
  • 52. Considerações finais - Ciência Ambiental como eixo integrador de um novo modelo de Cidadania - A apropriação dos recursos da natureza para o benefício de poucos Ciência e tecnologia ambiental
  • 53. Considerações finais - Ciência Ambiental como eixo integrador de um novo modelo de Cidadania - A apropriação dos recursos da natureza para o benefício de poucos - Nova postura da sociedade diante do ambiente: valores comuns e uma nova (?) ética Ciência e tecnologia ambiental
  • 54. Considerações finais - Ciência Ambiental como eixo integrador de um novo modelo de Cidadania - A apropriação dos recursos da natureza para o benefício de poucos - Nova postura da sociedade diante do ambiente: valores comuns e uma nova (?) ética - Ambientalismo e Ciência Ambiental, o papel da Academia Ciência e tecnologia ambiental
  • 55. Considerações finais “A interdisciplinaridade, enquanto princípio mediador entre as diferentes disciplinas, não poderá jamais ser elemento de redução a um denominador comum, mas elemento teórico-metodológico da diferença e da criatividade. A interdisciplinaridade é o princípio da máxima exploração das potencialidades de cada ciência, da compreensão dos seus limites, mas, acima de tudo, é o princípio da diversidade e da criatividade.” ETGES, Norberto J. Produção do conhecimento e interdisciplinaridade. Educação e realidade, v. 18, n. 2, p. 73-82, 1993. Ciência e tecnologia ambiental
  • 56. Considerações finais “A universidade, se quiser, de fato, ‘patrocinar’ a interdisciplinaridade, precisa: a) relativizar a departamentalização; b) desburocratizar os processos que envolvem os projetos de pesquisa ou de pesquisa-ação; c) dar prioridade aos possíveis projetos interdisciplinares.” JANTSCH, A. P. & BIANCHETTI, L. Interdisciplinaridade - Para além da filosofia do sujeito. In: JANTSCH, A. P.; BIANCHETTI, L. (Orgs.) Interdisciplinaridade. Para além da filosofia do sujeito. Petrópolis: Vozes. 2000 Ciência e tecnologia ambiental
  • 57. Obrigado! Vitor Vieira Vasconcelos vitor.v.v@gmail.com Créditos a Waldir Mantovani pela contribuição em versões anteriores desta aula