SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 122
Metodologia  Científica Placa de alumínio folheada a ouro de 15 x 23 cm colocada a bordo das naves Pioneer 10 e 11 (lançada em 1974), os primeiros veículos da humanidade a se venturarem no espaço   interestelar .
Ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object]
A ciência ,[object Object],[object Object]
A evolução da Ciência   ,[object Object]
      O conhecimento histórico  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Exemplos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O conhecimento histórico ,[object Object],Com isso surgiu o  Iluminismo , corrente filosófica que propôs " a luz da razão sobre as trevas dos dogmas religiosos ".
O conhecimento histórico ,[object Object]
O conhecimento histórico ,[object Object]
O conhecimento histórico ,[object Object],". Se a Igreja trazia até o fim da Idade Média a hegemonia dos estudos  e da explicação dos fenômenos relacionados à vida  a ciência tomou a frente deste processo, fazendo da Igreja  e do pensamento religioso razão de ser dos estudos científicos.
O conhecimento histórico ,[object Object],o que não fosse científico não correspondesse a verdade
O conhecimento histórico ,[object Object]
O conhecimento histórico ,[object Object],[object Object],[object Object]
O conhecimento histórico ,[object Object]
A neutralidade científica   ,[object Object],[object Object]
A neutralidade científica   ,[object Object],[object Object]
CLASSIFICAÇÃO DA CIÊNCIA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ciência   é o conjunto organizado dos conhecimentos disponíveis pela humanidade. A  Ciência  é o maior patrimônio da humanidade, obtido ao longo da evolução, numa trabalhosa conquista através do constante aperfeiçoamento do pensamento. resumindo A  Ciência Metodologia Científica
É uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto ou fenômeno alvo da pesquisa . Os povos da antigüidade faziam  “o conhecer”  mediante a catalogação de observações feitas. Mas o que é conhecer?   Metodologia Científica
Foram os gregos que deram o próximo passo: Mas o que é conhecer?      Foram além da catalogação dos fatos;    Chegaram no pensamento científico;    Procurando conhecer as causas motivadoras dos efeitos anotados. Metodologia Científica
   Heratóstenes Três Exemplos :      Galileo Galilei    Edwin Hubble Metodologia Científica
Evolução do Conhecimento    Mundo: Tecnologias    Conhecimentos    Descobertas nos últimos 30 anos maior do que conhecimento acumulado em 2000 anos    8 anos - dobra-se conhecimento Metodologia Científica
Evolução do conhecimento Metodologia Científica
ALGUMAS  REFERÊNCIAS 1740 -  Experiências de Benjamim Franklin com eletricidade 1832 - Samuel F. B. Morse projetou telégrafo 1876 - telefone por Alexandre Graham Bell 1906 - Válvula de Rádio  por Lee de Forest 1930 - transmissões experimentais dos serviços de televisão dezembro de 1947 - transistor 1950 - concretização da televisão Metodologia Científica
A EVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO Eletricidade para telégrafo:  90 anos Telégrafo para telefone:  45 anos Telefone para válvula:  30 anos Válvula para televisão:  24 anos Concretização da televisão:  20 anos 486 para Pentium :  2 MESES!! Metodologia Científica
Vídeos     Cinema Computadores    Máquina escrever Fax    correio CD ROM    LP de vinil DVD     Fita VHS    Super 8 e Cinema Internet    correio, fax, telefone ... ALGUMAS SUBSTITUIÇÕES Metodologia Científica
A diferença na evolução de algumas áreas de conhecimento. PARA  REFLETIR   : Metodologia Científica •  Justiça •  Educação •  Economia •  Aeronáutica  •  Política •  Informática  •  Medicina  •  Biologia  •  Comunicações  •  Administração
CONHECIMENTO ,[object Object],[object Object]
Os 4 Tipos de Conhecimento Popular Científico Filosófico Religioso (teológico) Metodologia Científica    
CONHECIMENTO ,[object Object]
Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica    Superficial  -  De acordo com a aparência    Sensitivo  -  Depende da vivência, emoções    Subjetivo  -  conforme os sentimentos da pessoa    Assistemático  -  não há sistematização    Acrítico  -  não há discussão sobre eles Características do Conhecimento Popular  :
Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica    A dor no calo do pé significa que vai chover    O céu vermelho ao entardecer significa que vai fazer frio    Tomar banho após a refeição causa morte    Os espelhos e tesouras atraem raios    Chuva no dia de São José significa chuva o ano todo Exemplos do Conhecimento Popular  :    Colocar a bolsa no chão atrai a falta de dinheiro
CONHECIMENTO ,[object Object]
Os 4 Tipos de Conhecimento : Características do Conhecimento Científico : Metodologia Científica    Real  -  Se refere a ocorrências ou fatos    Contingente  -  Trabalha com ensaios e experiências    Sistemático  -  conhecimento logicamente ordenado    Verificável  -  pode ser testado    Falível  -  está em permanente evolução    Aproxim. exato  -  provisoriamente aceito
Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica    Todo corpo em queda livre cai com a aceleração da gravidade.    O ouvido humano consegue ouvir freqüências entre 20 e 20.000 Hz.    A chuva é causada pela condensação das nuvens.    O átomo é a menor partícula da matéria.    O Universo foi gerado por uma grande explosão.  Exemplos do Conhecimento Científico  :    O Sol é uma estrela com 6 billhões de anos de vida.
CONHECIMENTO ,[object Object]
Os 4 Tipos de Conhecimento : Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica •  O Conhecimento Filosófico procura conhecer as causas reais dos fenômenos; •  Não as causas próximas, como fazem as ciências particulares; •  Mas as causas profundas e remotas de todas as coisas; •  A origem das coisas; •  Procurando respostas gerais.
Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos de Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica •  O Universo - início, criador, evolução e fim. •  A Vida - Início, evolução do homem, morte. •  Homem - Início, vida, descendência, morte. •  Sociedade - qual a melhor forma. •  Pensamento - conhecimento, evolução. •  Justiça - social, penal, econômica. •  Verdade - o que é ? •  Liberdade - o que é ? •  Moral e Ética - o que é ?
Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos de Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica Quando um ser tem vida ?  A partir do ato da fecundação ou com 4 semanas de desenvolvimento embrionário ?  Ou será que ele tem vida quando forma-se o zigoto (ovo fecundado).  Quando a alma é anexada a este novo ser ?
CONHECIMENTO ,[object Object]
Os 4 Tipos de Conhecimento : Conhecimento Religioso : Metodologia Científica •  A religião existiu e existe em todos os povos, sendo baseada em dogmas e ritos; •  Tudo em uma religião é aceito pela fé; nada pode ser provado e nem se admite crítica, pois a fé é a única fonte de dados. •  O Conhecimento Religioso é um conjunto de verdades que os homem chegaram, não com o auxílio de sua inteligência, mas mediante a aceitação da revelação divina.
Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplo de Conhecimento Religioso : Metodologia Científica No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.  Entrando, o anjo disse-lhe: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.”  Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significava semelhante saudação.  O anjo disse-lhe: “Não tema, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.  Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e seu reino não terá fim.” Lc 1, 26-33
Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos Metodologia Científica “ O vento não é o sopro dos deuses  (explicação Religiosa ), nem um fenômeno provocado pela chuva  (explicação popular ).  A movimentação do ar se dá pela deslocação das camadas de alta pressão da atmosfera para as camadas de baixa pressão  (explicação científica )”.
Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos Metodologia Científica Um homem morreu.  Em seu velório estavam presentes um padre, um filósofo, um inculto e um médico.  Uma pessoa pergunta aos 4, por que o homem morreu.    O Padre - Explicações:    O Filósofo -    O inculto -    O Médico -
Metodologia Científica ,[object Object],Todas as atividades de pesquisa em nível de Pós-graduação  estarão envolvidas, única e exclusivamente, com o  Conhecimento Científico
NÍVEIS DE APRENDIZAGEM ,[object Object],[object Object],[object Object]
NÍVEIS DE APRENDIZAGEM ,[object Object]
NÍVEIS DE APRENDIZAGEM ,[object Object]
6 categorias ou níveis da Taxonomia de Bloom ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
categorias ou níveis da Taxonomia de Bloom ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
categorias ou níveis da Taxonomia de Bloom ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Classificação da Ciência Ciências Formais Factuais Lógica Matemática Naturais Sociais Física Química Biologia Antropol. Direito Sociologia Psicologia Metodologia Científica
O Espírito Científico É a atitude do pesquisador em busca de soluções para o problema que enfrenta O pesquisador deve ter:    Consciência crítica:  saber distinguir o essencial do acidental, o importante do secundário    Consciência Objetiva:  é o rompimento com todas as posições subjetivas pessoais e mal fundamentadas do conhecimento vulgar.    Racionalidade:  a razão deve ser o “único juiz” nas decisões da pesquisa.    Objetividade:  o trabalho científico é impessoal.  Não aceita meias-soluções ou soluções apenas pessoais. Metodologia Científica
Proposta para a semana :  Metodologia Científica    Refletir e discutir a pesquisa que você pretende desenvolver tem caráter  científico .    Conversar com o seu orientador sobre o assunto.    Dúvidas:  Ler as ‘Leituras Recomendadas’  e conversar com o Professor de Metodologia Científica sobre o assunto. Fim.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Verdade ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Verdade ,[object Object],[object Object],[object Object]
Verdade ,[object Object]
Verdade O que é então a verdade? É o encontro da pessoa com o  desvelamento, com o descultamento  e com a manifestação de ser.
A evidência ,[object Object],[object Object]
A evidência ,[object Object],[object Object]
A certeza ,[object Object],estado de espírito Fundamenta-se na evidência,  no desvelamento das coisas
Relacionando o trinômio ,[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A duvida ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Opinão ,[object Object],[object Object],[object Object]
A preocupação do cientista é chegar a verdades que possam ser afirmadas com certeza Nada  um pouco  sem certeza  com evidência Ignorância Duvida Opinião certeza Estados  de  espírito sujeito conhecimento objeto manifestação verdade
[object Object],[object Object],Diretrizes para a leitura,  análise e interpretação de textos .
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. ,[object Object],[object Object]
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. ,[object Object],[object Object],[object Object]
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. ,[object Object],1. Analise textual Preparação do texto Visão de conjunto Busca de esclarecimento Vocabulário Doutrinas Fatos Autores Esquematização do texto
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 2. Analise temática Compreensão da mensagem do autor Tema Problema Tese Raciocínio Idéias secundárias
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 3. Analise interpretativa Interpretação da mensagem do autor Situação filosófica e influencias Pressupostos Associação de idéias crítica
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 4. Problematização Levantamento e discussões de  problemas relacionados  com a mensagem dom autor
Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 5. Síntese Reelaboração da mensagem com base na reflexão pessoal
Algumas orientações para a elaboração de fichamentos       ,[object Object],O Fichamento é uma parte importante na organização para a efetivação da pesquisa de documentos. Ele permite um fácil acesso aos dados fundamentais para a conclusão do trabalho.  Fichamentos
Algumas orientações para a elaboração de fichamentos       ,[object Object]
Algumas orientações para a elaboração de fichamentos       ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Algumas orientações para a elaboração de fichamentos       ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p.  (Tudo é História, 145)         Insere-se no campo do estudo da História e da Antropologia Social. A autora se utiliza de fontes secundárias, colhidas através de livros, revistas e depoimentos. A abordagem é descritiva e analítica. Aborda os aspectos históricos da condição feminina no Brasil a partir do ano 1500 de nossa era. Além da evolução histórica da condição feminina, a autora desenvolve alguns tópicos específicos da luta das mulheres pela condição cidadã. Conclui fazendo uma análise de cada etapa da evolução histórica feminina, deixando expressa sua contradição ao movimento pós-feminista, principalmente às idéias de Camile Paglia. No final da obra faz algumas indicações de leituras sobre o tema Mulher. (5)   Histórico do  Papel da  Mulher na  (3)   2. (4)   Sociedade (2)  Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça  (1)
Algumas orientações para a elaboração de fichamentos       ,[object Object],[object Object]
Ficha de Resumo ou Conteúdo:  é uma síntese das principais idéias contidas na obra. O pesquisador elabora esta síntese com suas próprias palavras, não sendo necessário seguir a estrutura da obra.
EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p.  (Tudo é História, 145)         O trabalho da autora baseia-se em análise de textos e na sua própria vivência nos movimentos feministas, como um relato de uma prática.        A autora divide seu texto em fases históricas compreendidas entre Brasil Colônia (1500-1822), Império (1822-1889), República (1889-1930), Segunda República (1930-1964), Terceira República e o Golpe (1964-1985), o ano de 1968, Ano Internacional da Mulher (1975), além de analisar a influência externa nos movimentos feministas no Brasil. Em cada um desses períodos é lembrado os nomes das mulheres que mais se sobressaíram e suas atuações nas lutas pela libertação da mulher.        A autora trabalha ainda assuntos como as mulheres da periferia de São Paulo, a participação das mulheres na luta armada, a luta por creches, violência, participação das mulheres na vida sindical e greves, o trabalho rural, saúde, sexualidade e encontros feministas.        Depois de suas conclusões onde, entre outros assuntos tratados, faz uma crítica ao pós-feminismo defendido por Camile Paglia, indica alguns livros para leitura.   Histórico do  Papel da  Mulher na  (3)   2. (4)   Sociedade (2)  Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça  (1)
FICHA DE CITAÇÕES EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p.  (Tudo é História, 145)               "Uma das primeiras feministas do Brasil, Nísia Floresta Brasileira Augusta, defendeu a abolição da escravatura, ao lado de propostas como a educação e a emancipação da mulher e a instauração da República." (p. 30)    “Sou neta, sobrinha e irmã de general” (...) “Aqui nesta casa foi fundada a Camde. Meu irmão, Antônio Mendonça Molina, vinha trabalhando há muito tempo no Serviço Secreto do Exército contra os comunistas. Nesse dia, 12 de junho de 1962, eu tinha reunido aqui alguns vizinhos, 22 famílias ao todo. Era parte de um trabalho meu para a paróquia Nossa Senhora da Paz. Nesse dia o vigário disse assim: ‘Mas a coisa está preta. Isso tudo não adianta nada porque a coisa está muito ruim e eu acho que se as mulheres não se meterem, nós estaremos perdidos. A mulher deve ser obediente. Ela é intuitiva, enquanto o homem é objetivo’.” (Amélia Molina Bastos apud Teles, p. 54)        "Na Justiça brasileira, é comum os assassinos de mulheres serem absolvidos sob a alegação de defesa de honra." (p. 132)   Histórico do Papel da  Mulher na  Sociedade (2)  (3)   2  (4) Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça (1)
LEITURA: regras básicas para fazer dessa atividade uma grande e prazerosa descoberta.   ,[object Object],Leia
[object Object],Reconhecer   a fonte
[object Object],Detectar idéias-chave
[object Object],Armazenar dados
[object Object],Construir significados
[object Object],Memorizar os conceitos
[object Object],2. Resuma
[object Object],Resumo
[object Object],Esquema
3. Pesquise   ,[object Object]
4. Documente   ,[object Object]
Ficha bibliográfica ,[object Object]
DATA: Data daleitura AUTOR: Primeiro o sobrenome, em letras maiúsculas, depois os nomes  TÍTULO: Sublinhado e acompanhado, se tiver, de subtítulo CIDADE: Onde o livro foi editado EDITORA: Nome da Editora ANO: Ano da edição  PÁGS.: Número total de páginas da obra OBSERVAÇÕES: Anotações complementares
[object Object],[object Object]
[object Object]
O jeito ideal   ,[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
2. O MÉTODO CIENTÍFICO ,[object Object],[object Object],[object Object]
2.2 FASES DO MÉTODO CIENTÍFICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O MÉTODO CIENTÍFICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2.2.3 DESENVOLVER UM PROCEDIMENTO PARA TESTAR A HIPÓSTESE ,[object Object],[object Object]
DESENVOLVER UM PROCEDIMENTO PARA TESTAR A HIPÓSTESE ,[object Object],[object Object]
2.2.4 MATERIAIS ,[object Object],[object Object]
2.2.5 RESULTADOS ,[object Object],[object Object],[object Object]
RESULTADOS ,[object Object],[object Object]
Análise ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
2.2.6 CONCLUSÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Epistemologia
EpistemologiaEpistemologia
Epistemologia
 
O que é ciência
O que é ciênciaO que é ciência
O que é ciência
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Aula 1 _etica_e_moral
Aula 1 _etica_e_moralAula 1 _etica_e_moral
Aula 1 _etica_e_moral
 
Filosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slideFilosofia e felicidade slide
Filosofia e felicidade slide
 
Conceito de ética
Conceito de éticaConceito de ética
Conceito de ética
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Ética Aristóteles
Ética AristótelesÉtica Aristóteles
Ética Aristóteles
 
Conhecimento científico
Conhecimento científicoConhecimento científico
Conhecimento científico
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
ETICA
ETICAETICA
ETICA
 
Conhecimento filosófico
Conhecimento filosóficoConhecimento filosófico
Conhecimento filosófico
 
metodologia científica da pesquisa
 metodologia científica da pesquisa metodologia científica da pesquisa
metodologia científica da pesquisa
 
1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento1 teoria do conhecimento
1 teoria do conhecimento
 
Fenomenologia - uma breve introdução
Fenomenologia - uma breve introduçãoFenomenologia - uma breve introdução
Fenomenologia - uma breve introdução
 
Os Tipos de Conhecimento
Os Tipos de ConhecimentoOs Tipos de Conhecimento
Os Tipos de Conhecimento
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 
Etica
EticaEtica
Etica
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
 

Destaque

Bachelard a formaçao do espirito cientifico
Bachelard   a formaçao do espirito cientificoBachelard   a formaçao do espirito cientifico
Bachelard a formaçao do espirito cientificoIngrid Schwyzer
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científicaRaul Pacheco
 
Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015Alexandre Felipe
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoHelena Serrão
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Jorge Barbosa
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimentoKaires Braga
 
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014Aurelia de Almeida
 
Unidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimentoUnidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimentoAlex Alembert
 
O conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoO conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoAlan
 
Formas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoFormas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoRobson Santos
 
Aula 01 metodo cientifico
Aula 01 metodo cientificoAula 01 metodo cientifico
Aula 01 metodo cientificoaleciam18
 
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSCSlide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSCCândido Silva
 
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade II
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade IIMétodos de Pesquisa - Questionário Unidade II
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade IITheeh Juh
 
Três tipos de Ignorância
Três tipos de IgnorânciaTrês tipos de Ignorância
Três tipos de IgnorânciaAlmy Alves
 
Bachelard, g. a formação do espírito científico
Bachelard, g. a formação do espírito científicoBachelard, g. a formação do espírito científico
Bachelard, g. a formação do espírito científicoMarcio da Mota Silva
 

Destaque (20)

Bachelard a formaçao do espirito cientifico
Bachelard   a formaçao do espirito cientificoBachelard   a formaçao do espirito cientifico
Bachelard a formaçao do espirito cientifico
 
Tipos de conhecimento
Tipos de conhecimentoTipos de conhecimento
Tipos de conhecimento
 
conhecimento [conceito e tipos]
 conhecimento [conceito e tipos] conhecimento [conceito e tipos]
conhecimento [conceito e tipos]
 
Senso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científicoSenso comum x conhecimento científico
Senso comum x conhecimento científico
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científica
 
Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015Metodologia de pesquisa i 2015
Metodologia de pesquisa i 2015
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científico
 
Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1Filosofia e Conhecimento 1
Filosofia e Conhecimento 1
 
Produção do conhecimento
Produção do conhecimentoProdução do conhecimento
Produção do conhecimento
 
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014
Metodologias em ciencias sociais conceitos 2014
 
Unidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimentoUnidade I – evolução do conhecimento
Unidade I – evolução do conhecimento
 
O conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoO conhecimento filosófico
O conhecimento filosófico
 
Formas de Conhecimento
Formas de ConhecimentoFormas de Conhecimento
Formas de Conhecimento
 
Aula 01 metodo cientifico
Aula 01 metodo cientificoAula 01 metodo cientifico
Aula 01 metodo cientifico
 
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSCSlide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
Slide de Iniciação Científica - 2º e 3º do ensino médio da EEJNSC
 
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade II
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade IIMétodos de Pesquisa - Questionário Unidade II
Métodos de Pesquisa - Questionário Unidade II
 
Etapas da pesquisa científica
Etapas da pesquisa científicaEtapas da pesquisa científica
Etapas da pesquisa científica
 
Tema 2 la ciencia
Tema 2 la cienciaTema 2 la ciencia
Tema 2 la ciencia
 
Três tipos de Ignorância
Três tipos de IgnorânciaTrês tipos de Ignorância
Três tipos de Ignorância
 
Bachelard, g. a formação do espírito científico
Bachelard, g. a formação do espírito científicoBachelard, g. a formação do espírito científico
Bachelard, g. a formação do espírito científico
 

Semelhante a Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico

Conhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciênciaConhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciênciaMarieta Almeida
 
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e Tecnologia
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e TecnologiaMudanças e Transformações Sociais - Ciência e Tecnologia
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e TecnologiaSilvana
 
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão social. filo. filos...
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão  social. filo. filos...Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão  social. filo. filos...
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão social. filo. filos...Silvana
 
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
3 filosofia moderna e iluminista   filosofia3 filosofia moderna e iluminista   filosofia
3 filosofia moderna e iluminista filosofiaDaniele Rubim
 
03 metod cient1 (1)
03   metod cient1 (1)03   metod cient1 (1)
03 metod cient1 (1)Luiz Augusto
 
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_feMorao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_feJorginho2000
 
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdf
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdfMETODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdf
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdfEtieneClavico
 
Atividade 2 capítulos 1 e 2 filosofia e ética na ci atualizada
Atividade 2  capítulos 1 e 2  filosofia e ética  na ci   atualizadaAtividade 2  capítulos 1 e 2  filosofia e ética  na ci   atualizada
Atividade 2 capítulos 1 e 2 filosofia e ética na ci atualizadaRita Gonçalves
 
linha do tempo filosofia antiga, medieval,
linha do tempo filosofia antiga, medieval,linha do tempo filosofia antiga, medieval,
linha do tempo filosofia antiga, medieval,lianebarreto982
 

Semelhante a Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico (20)

Conhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciênciaConhecimento científico evolução metodologia ciência
Conhecimento científico evolução metodologia ciência
 
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
 
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
 
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
 
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento( Espiritismo)   # - a d e p - a procura e o conhecimento
( Espiritismo) # - a d e p - a procura e o conhecimento
 
03 - Metod Cient1.ppt
03 - Metod Cient1.ppt03 - Metod Cient1.ppt
03 - Metod Cient1.ppt
 
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e Tecnologia
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e TecnologiaMudanças e Transformações Sociais - Ciência e Tecnologia
Mudanças e Transformações Sociais - Ciência e Tecnologia
 
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão social. filo. filos...
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão  social. filo. filos...Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão  social. filo. filos...
Aulão.soc.ideologia e cultura. mudança e transforma ç ão social. filo. filos...
 
Filosofia clássica 2
Filosofia clássica 2Filosofia clássica 2
Filosofia clássica 2
 
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
3 filosofia moderna e iluminista   filosofia3 filosofia moderna e iluminista   filosofia
3 filosofia moderna e iluminista filosofia
 
03 metod cient1 (1)
03   metod cient1 (1)03   metod cient1 (1)
03 metod cient1 (1)
 
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_feMorao artur tensao_distensao_ciencia_fe
Morao artur tensao_distensao_ciencia_fe
 
Epistemologia
EpistemologiaEpistemologia
Epistemologia
 
02 a ciência
02 a ciência02 a ciência
02 a ciência
 
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdf
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdfMETODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdf
METODOLOGIA CIENTÍFICA 2014.pdf
 
Almost over
Almost overAlmost over
Almost over
 
Atividade 2 capítulos 1 e 2 filosofia e ética na ci atualizada
Atividade 2  capítulos 1 e 2  filosofia e ética  na ci   atualizadaAtividade 2  capítulos 1 e 2  filosofia e ética  na ci   atualizada
Atividade 2 capítulos 1 e 2 filosofia e ética na ci atualizada
 
Aula 1.pptx
Aula 1.pptxAula 1.pptx
Aula 1.pptx
 
linha do tempo filosofia antiga, medieval,
linha do tempo filosofia antiga, medieval,linha do tempo filosofia antiga, medieval,
linha do tempo filosofia antiga, medieval,
 
Francis Bacon
Francis BaconFrancis Bacon
Francis Bacon
 

Ciências, tipos de conhecimentos e espirito científico

  • 1. Metodologia Científica Placa de alumínio folheada a ouro de 15 x 23 cm colocada a bordo das naves Pioneer 10 e 11 (lançada em 1974), os primeiros veículos da humanidade a se venturarem no espaço interestelar .
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Ciência é o conjunto organizado dos conhecimentos disponíveis pela humanidade. A Ciência é o maior patrimônio da humanidade, obtido ao longo da evolução, numa trabalhosa conquista através do constante aperfeiçoamento do pensamento. resumindo A Ciência Metodologia Científica
  • 24. É uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto ou fenômeno alvo da pesquisa . Os povos da antigüidade faziam “o conhecer” mediante a catalogação de observações feitas. Mas o que é conhecer? Metodologia Científica
  • 25. Foram os gregos que deram o próximo passo: Mas o que é conhecer?  Foram além da catalogação dos fatos;  Chegaram no pensamento científico;  Procurando conhecer as causas motivadoras dos efeitos anotados. Metodologia Científica
  • 26. Heratóstenes Três Exemplos :  Galileo Galilei  Edwin Hubble Metodologia Científica
  • 27. Evolução do Conhecimento  Mundo: Tecnologias  Conhecimentos  Descobertas nos últimos 30 anos maior do que conhecimento acumulado em 2000 anos  8 anos - dobra-se conhecimento Metodologia Científica
  • 28. Evolução do conhecimento Metodologia Científica
  • 29. ALGUMAS REFERÊNCIAS 1740 - Experiências de Benjamim Franklin com eletricidade 1832 - Samuel F. B. Morse projetou telégrafo 1876 - telefone por Alexandre Graham Bell 1906 - Válvula de Rádio por Lee de Forest 1930 - transmissões experimentais dos serviços de televisão dezembro de 1947 - transistor 1950 - concretização da televisão Metodologia Científica
  • 30. A EVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO Eletricidade para telégrafo: 90 anos Telégrafo para telefone: 45 anos Telefone para válvula: 30 anos Válvula para televisão: 24 anos Concretização da televisão: 20 anos 486 para Pentium : 2 MESES!! Metodologia Científica
  • 31. Vídeos  Cinema Computadores  Máquina escrever Fax  correio CD ROM  LP de vinil DVD  Fita VHS  Super 8 e Cinema Internet  correio, fax, telefone ... ALGUMAS SUBSTITUIÇÕES Metodologia Científica
  • 32. A diferença na evolução de algumas áreas de conhecimento. PARA REFLETIR : Metodologia Científica • Justiça • Educação • Economia • Aeronáutica • Política • Informática • Medicina • Biologia • Comunicações • Administração
  • 33.
  • 34. Os 4 Tipos de Conhecimento Popular Científico Filosófico Religioso (teológico) Metodologia Científica    
  • 35.
  • 36. Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica  Superficial - De acordo com a aparência  Sensitivo - Depende da vivência, emoções  Subjetivo - conforme os sentimentos da pessoa  Assistemático - não há sistematização  Acrítico - não há discussão sobre eles Características do Conhecimento Popular :
  • 37. Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica  A dor no calo do pé significa que vai chover  O céu vermelho ao entardecer significa que vai fazer frio  Tomar banho após a refeição causa morte  Os espelhos e tesouras atraem raios  Chuva no dia de São José significa chuva o ano todo Exemplos do Conhecimento Popular :  Colocar a bolsa no chão atrai a falta de dinheiro
  • 38.
  • 39. Os 4 Tipos de Conhecimento : Características do Conhecimento Científico : Metodologia Científica  Real - Se refere a ocorrências ou fatos  Contingente - Trabalha com ensaios e experiências  Sistemático - conhecimento logicamente ordenado  Verificável - pode ser testado  Falível - está em permanente evolução  Aproxim. exato - provisoriamente aceito
  • 40. Os 4 Tipos de Conhecimento : Metodologia Científica  Todo corpo em queda livre cai com a aceleração da gravidade.  O ouvido humano consegue ouvir freqüências entre 20 e 20.000 Hz.  A chuva é causada pela condensação das nuvens.  O átomo é a menor partícula da matéria.  O Universo foi gerado por uma grande explosão. Exemplos do Conhecimento Científico :  O Sol é uma estrela com 6 billhões de anos de vida.
  • 41.
  • 42. Os 4 Tipos de Conhecimento : Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica • O Conhecimento Filosófico procura conhecer as causas reais dos fenômenos; • Não as causas próximas, como fazem as ciências particulares; • Mas as causas profundas e remotas de todas as coisas; • A origem das coisas; • Procurando respostas gerais.
  • 43. Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos de Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica • O Universo - início, criador, evolução e fim. • A Vida - Início, evolução do homem, morte. • Homem - Início, vida, descendência, morte. • Sociedade - qual a melhor forma. • Pensamento - conhecimento, evolução. • Justiça - social, penal, econômica. • Verdade - o que é ? • Liberdade - o que é ? • Moral e Ética - o que é ?
  • 44. Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos de Conhecimento Filosófico : Metodologia Científica Quando um ser tem vida ? A partir do ato da fecundação ou com 4 semanas de desenvolvimento embrionário ? Ou será que ele tem vida quando forma-se o zigoto (ovo fecundado). Quando a alma é anexada a este novo ser ?
  • 45.
  • 46. Os 4 Tipos de Conhecimento : Conhecimento Religioso : Metodologia Científica • A religião existiu e existe em todos os povos, sendo baseada em dogmas e ritos; • Tudo em uma religião é aceito pela fé; nada pode ser provado e nem se admite crítica, pois a fé é a única fonte de dados. • O Conhecimento Religioso é um conjunto de verdades que os homem chegaram, não com o auxílio de sua inteligência, mas mediante a aceitação da revelação divina.
  • 47. Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplo de Conhecimento Religioso : Metodologia Científica No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Entrando, o anjo disse-lhe: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.” Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significava semelhante saudação. O anjo disse-lhe: “Não tema, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e seu reino não terá fim.” Lc 1, 26-33
  • 48. Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos Metodologia Científica “ O vento não é o sopro dos deuses (explicação Religiosa ), nem um fenômeno provocado pela chuva (explicação popular ). A movimentação do ar se dá pela deslocação das camadas de alta pressão da atmosfera para as camadas de baixa pressão (explicação científica )”.
  • 49. Os 4 Tipos de Conhecimento : Exemplos Metodologia Científica Um homem morreu. Em seu velório estavam presentes um padre, um filósofo, um inculto e um médico. Uma pessoa pergunta aos 4, por que o homem morreu.  O Padre - Explicações:  O Filósofo -  O inculto -  O Médico -
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57. Classificação da Ciência Ciências Formais Factuais Lógica Matemática Naturais Sociais Física Química Biologia Antropol. Direito Sociologia Psicologia Metodologia Científica
  • 58. O Espírito Científico É a atitude do pesquisador em busca de soluções para o problema que enfrenta O pesquisador deve ter:  Consciência crítica: saber distinguir o essencial do acidental, o importante do secundário  Consciência Objetiva: é o rompimento com todas as posições subjetivas pessoais e mal fundamentadas do conhecimento vulgar.  Racionalidade: a razão deve ser o “único juiz” nas decisões da pesquisa.  Objetividade: o trabalho científico é impessoal. Não aceita meias-soluções ou soluções apenas pessoais. Metodologia Científica
  • 59. Proposta para a semana : Metodologia Científica  Refletir e discutir a pesquisa que você pretende desenvolver tem caráter científico .  Conversar com o seu orientador sobre o assunto.  Dúvidas: Ler as ‘Leituras Recomendadas’ e conversar com o Professor de Metodologia Científica sobre o assunto. Fim.
  • 60.
  • 61.
  • 62.
  • 63.
  • 64. Verdade O que é então a verdade? É o encontro da pessoa com o desvelamento, com o descultamento e com a manifestação de ser.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 69.
  • 70.
  • 71.
  • 72.
  • 73. A preocupação do cientista é chegar a verdades que possam ser afirmadas com certeza Nada um pouco sem certeza com evidência Ignorância Duvida Opinião certeza Estados de espírito sujeito conhecimento objeto manifestação verdade
  • 74.
  • 75.
  • 76.
  • 77.
  • 78.
  • 79. Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 2. Analise temática Compreensão da mensagem do autor Tema Problema Tese Raciocínio Idéias secundárias
  • 80. Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 3. Analise interpretativa Interpretação da mensagem do autor Situação filosófica e influencias Pressupostos Associação de idéias crítica
  • 81. Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 4. Problematização Levantamento e discussões de problemas relacionados com a mensagem dom autor
  • 82. Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos. 5. Síntese Reelaboração da mensagem com base na reflexão pessoal
  • 83.
  • 84.
  • 85.
  • 86.
  • 87. EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p. (Tudo é História, 145)        Insere-se no campo do estudo da História e da Antropologia Social. A autora se utiliza de fontes secundárias, colhidas através de livros, revistas e depoimentos. A abordagem é descritiva e analítica. Aborda os aspectos históricos da condição feminina no Brasil a partir do ano 1500 de nossa era. Além da evolução histórica da condição feminina, a autora desenvolve alguns tópicos específicos da luta das mulheres pela condição cidadã. Conclui fazendo uma análise de cada etapa da evolução histórica feminina, deixando expressa sua contradição ao movimento pós-feminista, principalmente às idéias de Camile Paglia. No final da obra faz algumas indicações de leituras sobre o tema Mulher. (5) Histórico do Papel da Mulher na (3) 2. (4) Sociedade (2) Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça (1)
  • 88.
  • 89. Ficha de Resumo ou Conteúdo: é uma síntese das principais idéias contidas na obra. O pesquisador elabora esta síntese com suas próprias palavras, não sendo necessário seguir a estrutura da obra.
  • 90. EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p. (Tudo é História, 145)        O trabalho da autora baseia-se em análise de textos e na sua própria vivência nos movimentos feministas, como um relato de uma prática.       A autora divide seu texto em fases históricas compreendidas entre Brasil Colônia (1500-1822), Império (1822-1889), República (1889-1930), Segunda República (1930-1964), Terceira República e o Golpe (1964-1985), o ano de 1968, Ano Internacional da Mulher (1975), além de analisar a influência externa nos movimentos feministas no Brasil. Em cada um desses períodos é lembrado os nomes das mulheres que mais se sobressaíram e suas atuações nas lutas pela libertação da mulher.       A autora trabalha ainda assuntos como as mulheres da periferia de São Paulo, a participação das mulheres na luta armada, a luta por creches, violência, participação das mulheres na vida sindical e greves, o trabalho rural, saúde, sexualidade e encontros feministas.       Depois de suas conclusões onde, entre outros assuntos tratados, faz uma crítica ao pós-feminismo defendido por Camile Paglia, indica alguns livros para leitura. Histórico do Papel da Mulher na (3) 2. (4) Sociedade (2) Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça (1)
  • 91. FICHA DE CITAÇÕES EXEMPLO TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1993. 181 p. (Tudo é História, 145)              "Uma das primeiras feministas do Brasil, Nísia Floresta Brasileira Augusta, defendeu a abolição da escravatura, ao lado de propostas como a educação e a emancipação da mulher e a instauração da República." (p. 30) “Sou neta, sobrinha e irmã de general” (...) “Aqui nesta casa foi fundada a Camde. Meu irmão, Antônio Mendonça Molina, vinha trabalhando há muito tempo no Serviço Secreto do Exército contra os comunistas. Nesse dia, 12 de junho de 1962, eu tinha reunido aqui alguns vizinhos, 22 famílias ao todo. Era parte de um trabalho meu para a paróquia Nossa Senhora da Paz. Nesse dia o vigário disse assim: ‘Mas a coisa está preta. Isso tudo não adianta nada porque a coisa está muito ruim e eu acho que se as mulheres não se meterem, nós estaremos perdidos. A mulher deve ser obediente. Ela é intuitiva, enquanto o homem é objetivo’.” (Amélia Molina Bastos apud Teles, p. 54)       "Na Justiça brasileira, é comum os assassinos de mulheres serem absolvidos sob a alegação de defesa de honra." (p. 132) Histórico do Papel da Mulher na Sociedade (2) (3) 2 (4) Educação da Mulher: a Perpetuação da Injustiça (1)
  • 92.
  • 93.
  • 94.
  • 95.
  • 96.
  • 97.
  • 98.
  • 99.
  • 100.
  • 101.
  • 102.
  • 103.
  • 104. DATA: Data daleitura AUTOR: Primeiro o sobrenome, em letras maiúsculas, depois os nomes TÍTULO: Sublinhado e acompanhado, se tiver, de subtítulo CIDADE: Onde o livro foi editado EDITORA: Nome da Editora ANO: Ano da edição PÁGS.: Número total de páginas da obra OBSERVAÇÕES: Anotações complementares
  • 105.
  • 106.
  • 107.
  • 108.
  • 109.
  • 110.
  • 111.
  • 112.
  • 113.
  • 114.
  • 115.
  • 116.
  • 117.
  • 118.
  • 119.
  • 120.
  • 121.
  • 122.