SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Municipal Coronel Antonino

Professora Ledislene
4º ano


          Matheus e Anderson
Textos epistolares

Carta: é uma mensagem escrita.

Nós escrevemos cartas para dar uma notícia a alguém, contar um acontecimento,
revelar um segredo ou matar saudades de uma pessoa que está distante.
Como a carta é um tipo de texto que nós usamos para nos comunicarmos com
alguém que está longe de nós, temos que colocar o lugar e a data para que a
pessoa saiba de onde a carta veio e quando ela foi escrita.
A pessoa que está escrevendo a carta tem que colocar o seu nome no final, para
mostrar quem está escrevendo.
Para enviar uma carta é preciso colocá-la em um envelope e levá-la ao correio
onde ela receberá um selo ou carimbo e será encaminhada ao seu destino.
É necessário escrever, no envelope, o nome, o endereço e o CEP corretos.

Estrutura matheus :
- cabeçalho: indicam o lugar e tempo (data) da produção.
- corpo: desenvolvimento da mensagem.
- despedida: indicam saudação e assinatura do remetente.
- estilo: informal ou formal, dependendo do destinatário
TEXTO EPISTOLAR

O texto epistolar é toda comunicação que estabelece um diálogo à
distância,
entre duas ou mais pessoas, por meio da linguagem escrita: cartas,
ofícios,
telegramas, e outros tipos. É o portador de texto que possui maior
variação
textual. De acordo com seu caráter, o texto epistolar pode ser:

• Particular ou social – quando se trata de assuntos pessoais ou
íntimos
(entre particulares ).
• Oficial – quando emana de órgãos do serviço público, civil,
eclesiástico
ou militar.
• Comercial – quando trata de assuntos comerciais entre empresas.
São Paulo, 07 de agosto de 2006.

     Queridas crianças,
     Hoje é um dia muito importante para nós, que trabalhamos na Fábrica
de Brinquedos Dindim.
     Não fiquem curiosos. Nós vamos contar o que aconteceu.
     Conseguimos inventar um brinquedo que há muito tempo estávamos
imaginando. Ele pode ser usado por todas as crianças: ricas, pobres,
pequenas, grandes, alegres e tristes.
     Esse brinquedo foi pensado durante muito tempo e só agora
conseguimos terminá-lo. Ficou muito bonito! Vocês vão gostar. Nós temos
certeza disso.
                                 Um abraço e um beijo,

                                                    Trabalhadores da
                                Fábrica de Brinquedos Dindim
Matheus.
Conclusão:

Carta é o meio de comunicação entre pessoas
distantes.
Quem escreve é o remetente.
Quem recebe é o destinatário.

Uma carta contém os seguintes itens:
1º) Cabeçalho: lugar e data.
2º) Saudação: cumprimentos iniciais, como: Prezado
amigo...
3º) Mensagem: aquilo que você quer transmitir.
4º) Final: despedida e assinatura do nome
Para cumprir a sua finalidade comunicativa, uma carta tem que apresentar
      alguns
      elementos:
      • O EMISSOR - aquele que escreve a carta.
      • O DESTINATÁRIO: aquele a quem a carta é enviada.
      • A MENSAGEM: o assunto da carta.


A carta para ser enviada necessita ser colocada em um envelope. Este envelope deverá ser
preenchido de acordo com as normas do Correio:


Um dos elementos de maior importância no preenchimento do envelope é o Código de
Endereçamento Postal (CEP). Através dele, o Correio separa as cartas, enviando-as aos
diferentes lugares.
Modelos de envelopes para
cartas
Carta
Escreva uma carta para um amigo ou parente distante,
siga as normas de uma carta social.


  Campo Grande 06 de outubro 2011

  Querido Mateus,
        Você quer ir na minha casa para almoçar? Lá em casa,
  É muito legal, e quando você for pedirei a mamãe para
  fazer uma comida que goste. Leve seu material, assim
  podemos fazer a tarefa do dia junto antes de brincar.
       Se a sua mãe quiser pode ligar para minha confirmando
  o convite.
  Até mais, um abraço
                    Andersson.
Depois de pronta sua carta, preencha o envelope
                 corretamente.
  Destinatário:


         Andersson


  Rua:       Das Américas, 345


  Cidade:     Campo Grande-MS

  CEP       79023-180



                Retorne aos slide 5, 7 e 8 para tirar
                dúvidas caso tenham.
Remetente é quem remete, quem manda a carta.


 Parte de trás                                    Preencher com os seus dados




                                                Matheus

                                                  Rua Rio de Janeiro, 31

                                               79230-040          Campo Grande/MS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012
vaniamariaazevedo
 
Projeto datas comemorativas
Projeto datas comemorativasProjeto datas comemorativas
Projeto datas comemorativas
School
 
Projeto “fundamental i, soletrando”
Projeto “fundamental i, soletrando” Projeto “fundamental i, soletrando”
Projeto “fundamental i, soletrando”
primeline
 
Relatorio conselho tutelar denilson e jacson
Relatorio conselho tutelar denilson e jacsonRelatorio conselho tutelar denilson e jacson
Relatorio conselho tutelar denilson e jacson
Raquel Becker
 
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
Jussara Moreira
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
Debora Silva
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesaOrigens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
comerontemehoje
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
Graça Sousa
 
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Carta de reclamação
Carta de reclamaçãoCarta de reclamação
Carta de reclamação
kardovsky
 
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
Esteban Arenillas
 
Projeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilhaProjeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilha
anairdasaur
 
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe AssunçãosPDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
Prof. Noe Assunção
 
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
baibicalho
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
Aridiane Santos
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
Larissa Soares
 
Plano de aula calendário
Plano de aula calendárioPlano de aula calendário
Plano de aula calendário
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Estagio capa e suma modelo pedagogia
Estagio capa e suma  modelo pedagogiaEstagio capa e suma  modelo pedagogia
Estagio capa e suma modelo pedagogia
cleiciacepp
 
A bolsa amarela
A bolsa amarelaA bolsa amarela
A bolsa amarela
Estado do RS
 

Mais procurados (20)

Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012
 
Projeto datas comemorativas
Projeto datas comemorativasProjeto datas comemorativas
Projeto datas comemorativas
 
Projeto “fundamental i, soletrando”
Projeto “fundamental i, soletrando” Projeto “fundamental i, soletrando”
Projeto “fundamental i, soletrando”
 
Relatorio conselho tutelar denilson e jacson
Relatorio conselho tutelar denilson e jacsonRelatorio conselho tutelar denilson e jacson
Relatorio conselho tutelar denilson e jacson
 
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
1ª reuniao de pais emsa 6º ao 9º ano
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesaOrigens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
Origens e aspectos culturais da alimentação portuguesa
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
 
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
 
Carta de reclamação
Carta de reclamaçãoCarta de reclamação
Carta de reclamação
 
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
Teatro de fantoches como ferramenta pedagógica para o incentivo a leitura no ...
 
Projeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilhaProjeto semana farroupilha
Projeto semana farroupilha
 
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe AssunçãosPDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
 
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
Ata de reunião ordinária da comissão de alunos e amigos da escola municipal c...
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
 
Orientações estágio educação infantil - cópia
  Orientações estágio educação infantil - cópia  Orientações estágio educação infantil - cópia
Orientações estágio educação infantil - cópia
 
Plano de aula calendário
Plano de aula calendárioPlano de aula calendário
Plano de aula calendário
 
Estagio capa e suma modelo pedagogia
Estagio capa e suma  modelo pedagogiaEstagio capa e suma  modelo pedagogia
Estagio capa e suma modelo pedagogia
 
A bolsa amarela
A bolsa amarelaA bolsa amarela
A bolsa amarela
 

Semelhante a Carta

7075924 carta
7075924 carta7075924 carta
7075924 carta
Rosa1969
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
gifamiliar
 
Comunicação por gêneros textuais
Comunicação por gêneros textuaisComunicação por gêneros textuais
Comunicação por gêneros textuais
Daniel L. P. Soares
 
A carta
A cartaA carta
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
Elisa Dias
 
A carta
A cartaA carta
A carta
annapasilva
 
Carta
CartaCarta
Carta
CartaCarta
Carta
Dulce2015
 
Carta formal e informal
Carta formal e informalCarta formal e informal
Carta formal e informal
Murtinheira1964
 
Escrever uma carta
Escrever uma cartaEscrever uma carta
Escrever uma carta
anabelasilvasobral
 

Semelhante a Carta (10)

7075924 carta
7075924 carta7075924 carta
7075924 carta
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
 
Comunicação por gêneros textuais
Comunicação por gêneros textuaisComunicação por gêneros textuais
Comunicação por gêneros textuais
 
A carta
A cartaA carta
A carta
 
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
Acartaformaleinformal 100804042251-phpapp01
 
A carta
A cartaA carta
A carta
 
Carta
CartaCarta
Carta
 
Carta
CartaCarta
Carta
 
Carta formal e informal
Carta formal e informalCarta formal e informal
Carta formal e informal
 
Escrever uma carta
Escrever uma cartaEscrever uma carta
Escrever uma carta
 

Mais de Ana Cibele Medeiros

Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAICJogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
Ana Cibele Medeiros
 
Branca de neve 1ºb
Branca de neve  1ºbBranca de neve  1ºb
Branca de neve 1ºb
Ana Cibele Medeiros
 
Texto publicitário
Texto publicitárioTexto publicitário
Texto publicitário
Ana Cibele Medeiros
 
Reforço digital
Reforço digitalReforço digital
Reforço digital
Ana Cibele Medeiros
 
Pequeno principe 1
Pequeno principe 1Pequeno principe 1
Pequeno principe 1
Ana Cibele Medeiros
 
Alimentação
Alimentação  Alimentação
Alimentação
Ana Cibele Medeiros
 
Resta 1
Resta 1Resta 1
Poema mosquito
Poema mosquitoPoema mosquito
Poema mosquito
Ana Cibele Medeiros
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
Ana Cibele Medeiros
 
desenho geométrico
 desenho geométrico desenho geométrico
desenho geométrico
Ana Cibele Medeiros
 
Água
ÁguaÁgua
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
Ana Cibele Medeiros
 
A (re)construção do papel da avaliação no âmbito educacional
A (re)construção do papel da avaliação  no âmbito educacional A (re)construção do papel da avaliação  no âmbito educacional
A (re)construção do papel da avaliação no âmbito educacional
Ana Cibele Medeiros
 

Mais de Ana Cibele Medeiros (14)

Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAICJogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
Jogando e aprendendo com o sistema de numeração decimal - PNAIC
 
Branca de neve 1ºb
Branca de neve  1ºbBranca de neve  1ºb
Branca de neve 1ºb
 
Os dez sacizinhos
Os dez sacizinhosOs dez sacizinhos
Os dez sacizinhos
 
Texto publicitário
Texto publicitárioTexto publicitário
Texto publicitário
 
Reforço digital
Reforço digitalReforço digital
Reforço digital
 
Pequeno principe 1
Pequeno principe 1Pequeno principe 1
Pequeno principe 1
 
Alimentação
Alimentação  Alimentação
Alimentação
 
Resta 1
Resta 1Resta 1
Resta 1
 
Poema mosquito
Poema mosquitoPoema mosquito
Poema mosquito
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
desenho geométrico
 desenho geométrico desenho geométrico
desenho geométrico
 
Água
ÁguaÁgua
Água
 
Branca de neve
Branca de neveBranca de neve
Branca de neve
 
A (re)construção do papel da avaliação no âmbito educacional
A (re)construção do papel da avaliação  no âmbito educacional A (re)construção do papel da avaliação  no âmbito educacional
A (re)construção do papel da avaliação no âmbito educacional
 

Último

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 

Carta

  • 1. Escola Municipal Coronel Antonino Professora Ledislene 4º ano Matheus e Anderson
  • 2. Textos epistolares Carta: é uma mensagem escrita. Nós escrevemos cartas para dar uma notícia a alguém, contar um acontecimento, revelar um segredo ou matar saudades de uma pessoa que está distante. Como a carta é um tipo de texto que nós usamos para nos comunicarmos com alguém que está longe de nós, temos que colocar o lugar e a data para que a pessoa saiba de onde a carta veio e quando ela foi escrita. A pessoa que está escrevendo a carta tem que colocar o seu nome no final, para mostrar quem está escrevendo. Para enviar uma carta é preciso colocá-la em um envelope e levá-la ao correio onde ela receberá um selo ou carimbo e será encaminhada ao seu destino. É necessário escrever, no envelope, o nome, o endereço e o CEP corretos. Estrutura matheus : - cabeçalho: indicam o lugar e tempo (data) da produção. - corpo: desenvolvimento da mensagem. - despedida: indicam saudação e assinatura do remetente. - estilo: informal ou formal, dependendo do destinatário
  • 3. TEXTO EPISTOLAR O texto epistolar é toda comunicação que estabelece um diálogo à distância, entre duas ou mais pessoas, por meio da linguagem escrita: cartas, ofícios, telegramas, e outros tipos. É o portador de texto que possui maior variação textual. De acordo com seu caráter, o texto epistolar pode ser: • Particular ou social – quando se trata de assuntos pessoais ou íntimos (entre particulares ). • Oficial – quando emana de órgãos do serviço público, civil, eclesiástico ou militar. • Comercial – quando trata de assuntos comerciais entre empresas.
  • 4. São Paulo, 07 de agosto de 2006. Queridas crianças, Hoje é um dia muito importante para nós, que trabalhamos na Fábrica de Brinquedos Dindim. Não fiquem curiosos. Nós vamos contar o que aconteceu. Conseguimos inventar um brinquedo que há muito tempo estávamos imaginando. Ele pode ser usado por todas as crianças: ricas, pobres, pequenas, grandes, alegres e tristes. Esse brinquedo foi pensado durante muito tempo e só agora conseguimos terminá-lo. Ficou muito bonito! Vocês vão gostar. Nós temos certeza disso. Um abraço e um beijo, Trabalhadores da Fábrica de Brinquedos Dindim Matheus.
  • 5. Conclusão: Carta é o meio de comunicação entre pessoas distantes. Quem escreve é o remetente. Quem recebe é o destinatário. Uma carta contém os seguintes itens: 1º) Cabeçalho: lugar e data. 2º) Saudação: cumprimentos iniciais, como: Prezado amigo... 3º) Mensagem: aquilo que você quer transmitir. 4º) Final: despedida e assinatura do nome
  • 6. Para cumprir a sua finalidade comunicativa, uma carta tem que apresentar alguns elementos: • O EMISSOR - aquele que escreve a carta. • O DESTINATÁRIO: aquele a quem a carta é enviada. • A MENSAGEM: o assunto da carta. A carta para ser enviada necessita ser colocada em um envelope. Este envelope deverá ser preenchido de acordo com as normas do Correio: Um dos elementos de maior importância no preenchimento do envelope é o Código de Endereçamento Postal (CEP). Através dele, o Correio separa as cartas, enviando-as aos diferentes lugares.
  • 7. Modelos de envelopes para cartas
  • 9. Escreva uma carta para um amigo ou parente distante, siga as normas de uma carta social. Campo Grande 06 de outubro 2011 Querido Mateus, Você quer ir na minha casa para almoçar? Lá em casa, É muito legal, e quando você for pedirei a mamãe para fazer uma comida que goste. Leve seu material, assim podemos fazer a tarefa do dia junto antes de brincar. Se a sua mãe quiser pode ligar para minha confirmando o convite. Até mais, um abraço Andersson.
  • 10. Depois de pronta sua carta, preencha o envelope corretamente. Destinatário: Andersson Rua: Das Américas, 345 Cidade: Campo Grande-MS CEP 79023-180 Retorne aos slide 5, 7 e 8 para tirar dúvidas caso tenham.
  • 11. Remetente é quem remete, quem manda a carta. Parte de trás Preencher com os seus dados Matheus Rua Rio de Janeiro, 31 79230-040 Campo Grande/MS