SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
A N T O I N E L A U R E N T L A V O I S I E R
CALCULOS
ESTEQUIOMETRICOS
UM
BREVE
RESUMO
01 EQUILIBRIO QUIMICO'
Segundo a lei de Lavoiser, em um
sistema fechado, a massa dos reagentes
de uma reação química é igual à massa
dos produtos.
ANTOINELAVOISIER
A palavra estequiometria deriva do grego: estequio =
substância, e metria = medida. Então, o cálculo
estequiométrico traduz a proporcionalidade entre as
substâncias em uma reação química.
02
& A LEI DE LAVOISIER
EQUILIBRIO
QUIMICO
EQUILIBRIO
QUIMICO
03
EQUILIBRIO
QUIMICO
CONSIDERAÇÕES
INCIAIS
Antes de fazer um cálculo estequiométrico
é preciso aprender que, para a resolução
de equações químicas, usa-se o constante
de avogrado, também chamado de
unidade de medida mol, onde 1 mol
corresponde a 6, 02.10²³. Dentro da
química, essa unidade é usada para
calcular a quantidade de matéria e
descrever átomos, elétrons, moléculas e
íons.
07
EQUILIBRIO
QUIMICO
LEIS
PONDERAIS
Lei de Lavoisier: a soma das massas dos
reagentes é igual à soma das massas dos
produtos.
Lei de Proust: A proporção em massa de cada
um dos participantes da reação é sempre
igual.
As Leis Ponderais são as leis experimentais que
regem as reações químicas em geral e são
relativas às massas dos componentes dessas
reações.
03
EQUILIBRIO
QUIMICO
CALCULO DA
MASSA MOLAR
Massa molar: equivale à massa em gramas
correspondente a 6,02.1023 entidades da substância.
Volume molar: equivale a 22,4 litros, que se referem ao
espaço ocupado por 6,02.1023 entidades da substância
Balanceamento de equações químicas: coeficientes que
tornam a quantidade de átomos de todos os elementos
químicos igual nos reagentes e produtos.
A massa molar, calculada pela fórmula da
substância (XaYb), é a somatória dos
resultados da multiplicação da quantidade de
cada elemento químico pela sua massa
atômica.
RESOLUÇÃO
fundamentos&dicas
Retirar os dados
fornecidos pelo exercício;
Escrever a equação
química, caso o exercício
não tiver fornecido;
Realizar o
balanceamento da
equação;
CONSTANTE DE
EQUILÍBRIO (K)
A constante de equilíbrio (Kc) é uma grandeza que
caracteriza o equilíbrio químico levando em
consideração os aspectos cinéticos das reações
químicas e as soluções em equilíbrio dinâmico.
No equilíbrio químico, as taxas de reação de um
sentido de reação e seu inverso devem ser iguais.
Sendo assim, foi estabelecido que a constante de
equilíbrio é obtida por:
O valor de K varia conforme a temperatura.
06
EQUILIBRIO
QUIMICO
04
GRÁFICOS
O gráfico de equilíbrio químico apresenta sempre as mesmas variáveis:
tempo, no eixo x, e concentração em mol/L, no eixo y. Qualquer curva
descendente pertence a um reagente, e qualquer curva ascendente
pertence a um produto.
Variáveis Equilibrio
EQUILIBRIO
QUIMICO
GRAU DE
EQUILIBRIO
08
Representado pela sigla α, o grau de equilíbrio
indica a quantidade, em porcentagem (%), de
matéria do reagente que reagiu durante a reação.
Para calculá-lo, devemos utilizar a seguinte
expressão:
O resultado do grau de equilíbrio deve ser sempre
multiplicado por 100 para que seja transformado
em porcentagem.
EQUILIBRIO
QUIMICO
CONSTANTE DE
IONIZAÇÃO
A constante de ionização (representada pelas siglas
Ki, Ka, Kb, Kd) é a relação estabelecida entre eletrólito
(ácido ou base) dissolvido em água e os íons
liberados.
Quando um ácido (HX) é dissolvido em água, sofre
ionização, produzindo o cátion hidrônio (H+) e um
ânion (X-) qualquer:
09
EQUILIBRIO
QUIMICO
CONSTANTE
DO PRODUTO
10
Representada por Kps ou Ks, está relacionada
com a dissolução de sais muito pouco solúveis
em água. Quando um sal (YX) de baixa
solubilidade está em água, uma pequena parte
dele dissolve-se, dissociando-se. Forma-se,
então, um equilíbrio químico entre os íons
liberados e os cristais do eletrólito (sal).
EQUILIBRIO
QUIMICO
11 PRINCÍPIO
De acordo com o princípio de Le Chatelier, existem três variáveis que
podem perturbar um equilíbrio: temperatura, pressão e concentração.
Sempre que um equilíbrio for perturbado, ele irá trabalhar de forma
contrária à perturbação para criar uma nova situação de equilíbrio.
lechatelier
Concentração
Se a concentração de um
participante diminui, o
equilíbrio desloca-se para o
lado dele. Se a concentração
de um participante aumenta,
o equilíbrio desloca-se para o
lado contrário.
Temperatura
Se a temperatura aumenta, o
equilíbrio desloca-se no
sentido endotémico. Se a
temperatura diminui, o
equilíbrio desloca-se no
sentido exotérmico.
Pressão
Se a pressão aumenta, o
equilíbrio desloca-se no
sentido que apresenta menor
volume. Se a pressão diminui,
o equilíbrio desloca-se no
sentido que apresenta maior
volume.
EQUILIBRIO
QUIMICO
EQUILIBRIO
QUIMICO
12
NO AR RAREFEITO,
MORTE NO EVEREST
Baseado em fatos reais, o filme
mostra a dificuldade de alpinistas
lidarem com a pressão atmosférica e
com a falta de equilíbrio químico
entre a hemoglobina e o oxigênio.
P A R A A P R E N D E R
SE DIVERTINDO
12
EQUILIBRIO
QUIMICO
EQUILIBRIO
QUIMICO

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa

Balanceamento de equações de reações de oxidorredução
Balanceamento de equações de reações de oxidorreduçãoBalanceamento de equações de reações de oxidorredução
Balanceamento de equações de reações de oxidorredução
Alice Almeida
 
Reações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisierReações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisier
Piedade Alves
 
Apostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionicoApostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionico
Anderson Lino
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014
Celestino Silva
 
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
anabela explicaexplica
 

Semelhante a CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa (20)

Balanceamento de equações de reações de oxidorredução
Balanceamento de equações de reações de oxidorreduçãoBalanceamento de equações de reações de oxidorredução
Balanceamento de equações de reações de oxidorredução
 
5 equilíbrio químico
5   equilíbrio químico5   equilíbrio químico
5 equilíbrio químico
 
Aula de equilibrio
Aula de equilibrioAula de equilibrio
Aula de equilibrio
 
Aula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimicoAula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimico
 
Reações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisierReações químicas lei de lavoisier
Reações químicas lei de lavoisier
 
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
151417-AULA_IFRN-equil_quim_1 -1 (1).ppt
 
EQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
EQILÍBRIO QUÍMICO.pptEQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
EQILÍBRIO QUÍMICO.ppt
 
Equilíbrio Químico
Equilíbrio QuímicoEquilíbrio Químico
Equilíbrio Químico
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
 
Prática equilibrio químico
Prática   equilibrio químicoPrática   equilibrio químico
Prática equilibrio químico
 
Base da química analitica – módulo 2
Base  da química analitica – módulo 2Base  da química analitica – módulo 2
Base da química analitica – módulo 2
 
Apostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionicoApostila equilibrio quimico e ionico
Apostila equilibrio quimico e ionico
 
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículasReações químicas - ppt livro jogo partículas
Reações químicas - ppt livro jogo partículas
 
Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014Materi kimia ii trimestre 2014
Materi kimia ii trimestre 2014
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
eq quimico.pdf
eq quimico.pdfeq quimico.pdf
eq quimico.pdf
 
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptxAULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
AULA 9 - CLASSIFICAÇÃO DAS REAÇÕES QUÍMICAS (CONCURSEIRO).pptx
 
Relatório exp. 01
Relatório exp. 01Relatório exp. 01
Relatório exp. 01
 
Base da química análitica – módulo 1
Base da química análitica – módulo 1Base da química análitica – módulo 1
Base da química análitica – módulo 1
 
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
Lei de lavoiser, e acerto de equações, 8º ano, 2014 2015
 

Mais de alessandraoliveira324

12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
alessandraoliveira324
 
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO._PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
alessandraoliveira324
 
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
alessandraoliveira324
 

Mais de alessandraoliveira324 (20)

operaescomnmerospositivosenegativos- 7º ano).pptx
operaescomnmerospositivosenegativos- 7º ano).pptxoperaescomnmerospositivosenegativos- 7º ano).pptx
operaescomnmerospositivosenegativos- 7º ano).pptx
 
2-classificaodamatria- quimica 1ª série.pptx
2-classificaodamatria- quimica 1ª série.pptx2-classificaodamatria- quimica 1ª série.pptx
2-classificaodamatria- quimica 1ª série.pptx
 
eletricidade-160923012658-220818134913-677763c7.pptx
eletricidade-160923012658-220818134913-677763c7.pptxeletricidade-160923012658-220818134913-677763c7.pptx
eletricidade-160923012658-220818134913-677763c7.pptx
 
12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
12-ciencias-7o-ano-fenomenos-naturais-tsunamis-terremotos-e-vulcoes-2023-11-2...
 
01-ciencias-7o-ano-formas-de-transmissao-de-calor-2023-11-16-15-52-52.pdf
01-ciencias-7o-ano-formas-de-transmissao-de-calor-2023-11-16-15-52-52.pdf01-ciencias-7o-ano-formas-de-transmissao-de-calor-2023-11-16-15-52-52.pdf
01-ciencias-7o-ano-formas-de-transmissao-de-calor-2023-11-16-15-52-52.pdf
 
05-ciencias-8o-ano-reproducao-2023-11-16-15-56-27.pdf
05-ciencias-8o-ano-reproducao-2023-11-16-15-56-27.pdf05-ciencias-8o-ano-reproducao-2023-11-16-15-56-27.pdf
05-ciencias-8o-ano-reproducao-2023-11-16-15-56-27.pdf
 
regra de tres simples.pptx regra de tres simple regra de tres simple
regra de tres simples.pptx regra de tres simple regra de tres simpleregra de tres simples.pptx regra de tres simple regra de tres simple
regra de tres simples.pptx regra de tres simple regra de tres simple
 
PolígonosPolígonos-.pptxPolígonosPolígonos
PolígonosPolígonos-.pptxPolígonosPolígonosPolígonosPolígonos-.pptxPolígonosPolígonos
PolígonosPolígonos-.pptxPolígonosPolígonos
 
introduoati.pptxintroduoatiintroduoatiintroduoati
introduoati.pptxintroduoatiintroduoatiintroduoatiintroduoati.pptxintroduoatiintroduoatiintroduoati
introduoati.pptxintroduoatiintroduoatiintroduoati
 
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO._PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
_PERMUTACAO.pptxPERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.PERMUTACAO.
 
anlisecombinatria.pptxanlisecombinatriaanlisecombinatria
anlisecombinatria.pptxanlisecombinatriaanlisecombinatriaanlisecombinatria.pptxanlisecombinatriaanlisecombinatria
anlisecombinatria.pptxanlisecombinatriaanlisecombinatria
 
princpiosdapticageomtrica-.pptxprincpiosdapticageomtrica
princpiosdapticageomtrica-.pptxprincpiosdapticageomtricaprincpiosdapticageomtrica-.pptxprincpiosdapticageomtrica
princpiosdapticageomtrica-.pptxprincpiosdapticageomtrica
 
Grandezas Proporcionais –1ª SÉRIE.Grandezas Proporcionaispptx
Grandezas Proporcionais –1ª SÉRIE.Grandezas ProporcionaispptxGrandezas Proporcionais –1ª SÉRIE.Grandezas Proporcionaispptx
Grandezas Proporcionais –1ª SÉRIE.Grandezas Proporcionaispptx
 
anlisecombinatria-ebep2015-151028024443-lva1-app6891.pptx
anlisecombinatria-ebep2015-151028024443-lva1-app6891.pptxanlisecombinatria-ebep2015-151028024443-lva1-app6891.pptx
anlisecombinatria-ebep2015-151028024443-lva1-app6891.pptx
 
angulos-notaveis-v1-121025165118-phpapp02 1.pptx
angulos-notaveis-v1-121025165118-phpapp02 1.pptxangulos-notaveis-v1-121025165118-phpapp02 1.pptx
angulos-notaveis-v1-121025165118-phpapp02 1.pptx
 
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
Aula09.pptAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAulaAula
 
ANALISE_COMBINATORIA_2018_PERMUTACAO.pptx
ANALISE_COMBINATORIA_2018_PERMUTACAO.pptxANALISE_COMBINATORIA_2018_PERMUTACAO.pptx
ANALISE_COMBINATORIA_2018_PERMUTACAO.pptx
 
Say-Yes-.-apresentação-do-projeto-Diocese-do-PORTO.ppt
Say-Yes-.-apresentação-do-projeto-Diocese-do-PORTO.pptSay-Yes-.-apresentação-do-projeto-Diocese-do-PORTO.ppt
Say-Yes-.-apresentação-do-projeto-Diocese-do-PORTO.ppt
 
Culto-de-Abertura-INFANTIL.pptxCulto-de-Abertura-INFANTIL.pptx
Culto-de-Abertura-INFANTIL.pptxCulto-de-Abertura-INFANTIL.pptxCulto-de-Abertura-INFANTIL.pptxCulto-de-Abertura-INFANTIL.pptx
Culto-de-Abertura-INFANTIL.pptxCulto-de-Abertura-INFANTIL.pptx
 
QUIMICA (1).pdfQUIMICAQUIMICAQUIMICAQUIMICA
QUIMICA (1).pdfQUIMICAQUIMICAQUIMICAQUIMICAQUIMICA (1).pdfQUIMICAQUIMICAQUIMICAQUIMICA
QUIMICA (1).pdfQUIMICAQUIMICAQUIMICAQUIMICA
 

CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS.pdf quimicaaaaaa

  • 1. A N T O I N E L A U R E N T L A V O I S I E R CALCULOS ESTEQUIOMETRICOS UM BREVE RESUMO 01 EQUILIBRIO QUIMICO'
  • 2. Segundo a lei de Lavoiser, em um sistema fechado, a massa dos reagentes de uma reação química é igual à massa dos produtos. ANTOINELAVOISIER A palavra estequiometria deriva do grego: estequio = substância, e metria = medida. Então, o cálculo estequiométrico traduz a proporcionalidade entre as substâncias em uma reação química. 02 & A LEI DE LAVOISIER EQUILIBRIO QUIMICO EQUILIBRIO QUIMICO
  • 3. 03 EQUILIBRIO QUIMICO CONSIDERAÇÕES INCIAIS Antes de fazer um cálculo estequiométrico é preciso aprender que, para a resolução de equações químicas, usa-se o constante de avogrado, também chamado de unidade de medida mol, onde 1 mol corresponde a 6, 02.10²³. Dentro da química, essa unidade é usada para calcular a quantidade de matéria e descrever átomos, elétrons, moléculas e íons.
  • 4. 07 EQUILIBRIO QUIMICO LEIS PONDERAIS Lei de Lavoisier: a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos. Lei de Proust: A proporção em massa de cada um dos participantes da reação é sempre igual. As Leis Ponderais são as leis experimentais que regem as reações químicas em geral e são relativas às massas dos componentes dessas reações.
  • 5. 03 EQUILIBRIO QUIMICO CALCULO DA MASSA MOLAR Massa molar: equivale à massa em gramas correspondente a 6,02.1023 entidades da substância. Volume molar: equivale a 22,4 litros, que se referem ao espaço ocupado por 6,02.1023 entidades da substância Balanceamento de equações químicas: coeficientes que tornam a quantidade de átomos de todos os elementos químicos igual nos reagentes e produtos. A massa molar, calculada pela fórmula da substância (XaYb), é a somatória dos resultados da multiplicação da quantidade de cada elemento químico pela sua massa atômica.
  • 6. RESOLUÇÃO fundamentos&dicas Retirar os dados fornecidos pelo exercício; Escrever a equação química, caso o exercício não tiver fornecido; Realizar o balanceamento da equação;
  • 7. CONSTANTE DE EQUILÍBRIO (K) A constante de equilíbrio (Kc) é uma grandeza que caracteriza o equilíbrio químico levando em consideração os aspectos cinéticos das reações químicas e as soluções em equilíbrio dinâmico. No equilíbrio químico, as taxas de reação de um sentido de reação e seu inverso devem ser iguais. Sendo assim, foi estabelecido que a constante de equilíbrio é obtida por: O valor de K varia conforme a temperatura. 06 EQUILIBRIO QUIMICO
  • 8. 04 GRÁFICOS O gráfico de equilíbrio químico apresenta sempre as mesmas variáveis: tempo, no eixo x, e concentração em mol/L, no eixo y. Qualquer curva descendente pertence a um reagente, e qualquer curva ascendente pertence a um produto. Variáveis Equilibrio EQUILIBRIO QUIMICO
  • 9. GRAU DE EQUILIBRIO 08 Representado pela sigla α, o grau de equilíbrio indica a quantidade, em porcentagem (%), de matéria do reagente que reagiu durante a reação. Para calculá-lo, devemos utilizar a seguinte expressão: O resultado do grau de equilíbrio deve ser sempre multiplicado por 100 para que seja transformado em porcentagem. EQUILIBRIO QUIMICO
  • 10. CONSTANTE DE IONIZAÇÃO A constante de ionização (representada pelas siglas Ki, Ka, Kb, Kd) é a relação estabelecida entre eletrólito (ácido ou base) dissolvido em água e os íons liberados. Quando um ácido (HX) é dissolvido em água, sofre ionização, produzindo o cátion hidrônio (H+) e um ânion (X-) qualquer: 09 EQUILIBRIO QUIMICO
  • 11. CONSTANTE DO PRODUTO 10 Representada por Kps ou Ks, está relacionada com a dissolução de sais muito pouco solúveis em água. Quando um sal (YX) de baixa solubilidade está em água, uma pequena parte dele dissolve-se, dissociando-se. Forma-se, então, um equilíbrio químico entre os íons liberados e os cristais do eletrólito (sal). EQUILIBRIO QUIMICO
  • 12. 11 PRINCÍPIO De acordo com o princípio de Le Chatelier, existem três variáveis que podem perturbar um equilíbrio: temperatura, pressão e concentração. Sempre que um equilíbrio for perturbado, ele irá trabalhar de forma contrária à perturbação para criar uma nova situação de equilíbrio. lechatelier Concentração Se a concentração de um participante diminui, o equilíbrio desloca-se para o lado dele. Se a concentração de um participante aumenta, o equilíbrio desloca-se para o lado contrário. Temperatura Se a temperatura aumenta, o equilíbrio desloca-se no sentido endotémico. Se a temperatura diminui, o equilíbrio desloca-se no sentido exotérmico. Pressão Se a pressão aumenta, o equilíbrio desloca-se no sentido que apresenta menor volume. Se a pressão diminui, o equilíbrio desloca-se no sentido que apresenta maior volume. EQUILIBRIO QUIMICO EQUILIBRIO QUIMICO
  • 13. 12 NO AR RAREFEITO, MORTE NO EVEREST Baseado em fatos reais, o filme mostra a dificuldade de alpinistas lidarem com a pressão atmosférica e com a falta de equilíbrio químico entre a hemoglobina e o oxigênio. P A R A A P R E N D E R SE DIVERTINDO 12 EQUILIBRIO QUIMICO EQUILIBRIO QUIMICO