SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Fernando e Cristiane Dias
missionários ligados à J.M. M. da
Convenção Batista Brasileira em
Manila, nas Filipinas.
Edvânio, Rosilene, Vinícius,
Raissa e Marina estão
desenvolvendo um importante
projeto missionário em Portugal.
Benício Campos, Pastor que
adotamos no Projeto Adote um
Pastor, é missionário em
Moçambique.
Leonardo Gonçalves, Jonara e
Ravi desenvolvem um projeto
missionário em Piura, Peru.
Geison Pimentel, pastor
presbiteriano e missionário da
Agência Presbiteriana de Missões
Transculturais na Romênia.
Sandro Silva é casado com Clarissa e
tem duas filhas, Rafaela e Micaela. São
missionários da Sepal em
Moçambique. A missão deles é treinar
os líderes das igrejas. Ele é o
coordenador do MAP naquele país.
.
5 Sinais de que Você Glorifica a Si Mesmo
Paul Tripp
É importante reconhecer o fruto de autoglorificar-se
em você e em seu ministério. Que Deus use esta lista
para lhe conceder sabedoria diagnóstica. Que ele use
esta lista para expor seu coração e redirecionar seu
ministério.
Autoglorificar-se fará com que você:
1. Ostente em público o que deveria ser mantido em
particular.
Os fariseus são um vívido exemplo primário para nós.
Porque eles viam suas vidas como gloriosas, eles eram
ligeiros em ostentar essa glória diante dos olhos de
quem estivesse vendo. Quanto mais você pensa que
você já chegou lá, e quanto menos você vê a si mesmo
como necessitando de graça resgatadora, mais você
tenderá à autorreferência e à autocongratulação. Por
você estar atento à autoglorificação, você vai trabalhar
para conseguir maior glória mesmo quando não estiver
consciente de que está fazendo isso. Você tenderá a
contar histórias pessoais que fazem de você o herói.
Você encontrará maneiras, em cenários públicos, de
falar de atos privados de fé. Por você se achar digno de
aplausos, você buscará os aplausos de outros
encontrando maneiras de apresentar a si mesmo como
“piedoso”.
Ano III – n° 44 15 de novembro de 2015
Comunidade
Batista da Graça
Revelação: Salmo 119:165
Invocação: Pr Silas Roberto
Louvação: Hino n° 366 ‟ Firmeza
Revelação: Êxodo 20:17
Oração: 1 João 1.9 a 2:2
„ Confissão & Intercessão:
Dedicação: 2 Coríntios 9.7
Louvação: Hino n° 289 ‟ Ao pé da cruz
Proclamação: Pr. Silas Roberto
Bênção: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o
amor de Deus, e a comunhão do Espírito
Santo sejam com todos vós” 2 Co 13.13
Ministério:
 Pastor: Silas Roberto Nogueira (9-9229-2224)
 Presbíteros: Jairo Pires, Alan Junior.
 Diáconos: Joredson e Ana Souza
Serviços:
 Domingo: EBD às 17h00 - Culto às 18h30
 Quinta- feira: Oração e estudo às 20h
Missões
LITURGIA
Eu sei que a maioria dos pastores lendo esta coluna
pensarão que nunca fariam isso. Mas estou convencido
de que há mais “desfile de piedade” no ministério
pastoral do que tendemos a pensar. Esta é uma das
razões pelas quais eu acho conferências pastorais,
reuniões de presbitério, assembleias gerais,
convenções, e reuniões de plantação de igreja
desconfortáveis às vezes. Após uma sessão ao redor da
mesa, essas reuniões podem se degenerar a um
“concurso de cuspe” de ministério pastoral, onde somos
tentados a menos do que honestos sobre o que de fato
está acontecendo em nossos corações e em nossos
ministérios. Após celebrar a glória da graça do
evangelho, há demasiado recebimento de glória
autocongratulatória por pessoas que parecem precisar
de mais aplausos do que merecem.
2. Seja demasiadamente autorreferente
Todos nós sabemos disso, todos nós já vimos isso, todos
nós já ficamos desconfortáveis com isso, e todos nós já
fizemos isso. Pessoas orgulhosas tendem a falar muito
de si mesmas. Pessoas orgulhosas tendem a gostar mais
de suas próprias opiniões do que das opiniões dos
outros. Pessoas orgulhosas pensam que suas histórias
são mais interessantes e cativantes do que as dos
outros. Pessoas orgulhosas pensam que eles sabem e
entendem mais do que os outros. Pessoas orgulhosas
pensam que conquistaram o direito de serem ouvidas.
Pessoas orgulhosas, por basicamente terem orgulho do
que sabem e do que fizeram, falam muito sobre ambos.
Pessoas orgulhosas não falam a respeito de suas
fraquezas. Pessoas orgulhosas não falam a respeito de
suas falhas. Pessoas orgulhosas não confessam pecado.
Então pessoas orgulhosas são melhores em colocar os
holofotes sobre si mesmas do que em refletir a luz de
suas histórias e opiniões de volta para a gloriosa e
completamente imerecida graça de Deus.
3. Fale quando deveria ficar calado.
Quando você pensa que já chegou lá, você é bem
orgulhoso e confiante de suas opiniões. Você confia em
suas opiniões, então você não está tão interessado nas
opiniões dos outros quanto deveria estar. Você tenderá
a querer que seus pensamentos, perspectivas e pontos
de vista vençam em qualquer reunião ou conversa. Isso
significa que você estará muito mais confortável do que
você deveria estar com dominar um grupo com sua
conversa. Você falhará em ver que na multidão de
conselhos há sabedoria. Você falhará em ver o
ministério essencial do corpo de Cristo em sua vida.
Você falhará em reconhecer suas tendências e sua
cegueira espiritual. Você não irá a reuniões formais ou
informais com um senso pessoal de necessidade do que
os outros têm a oferecer, e você controlará a conversa
mais do que deveria.
4. Fique quieto quando deveria falar.
A autoglorificação pode ir para o outro lado também.
Líderes que são muito autoconfiantes, que
involuntariamente atribuem a si mesmos o que poderia
apenas ser efetuado pela graça, frequentemente veem
reuniões como uma perda de tempo. Por serem
orgulhosos, eles são muito independentes, então as
reuniões tendem a ser vistas como uma interrupção
irritante e inútil de uma agenda ministerial já
sobrecarregada. Por causa disso, ou eles acabarão com
todas as reuniões ou as tolerarão, tentando finalizá-las
o mais rápido possível. Então eles não lançam suas
ideias para consideração e avaliação porque,
francamente, eles não acham que precisam. E quando
suas ideias estão na mesa e sendo debatidas, eles não
entram na briga, porque eles pensam que o que eles
opinaram ou propuseram simplesmente não precisa de
defesa. A autoglorificação fará com que você fale
demais quando você deveria ouvir, e com que você não
sinta necessidade de falar quando você certamente
deveria.
5. Se importe demais com o que os outros pensam de
você.
Quando você caiu no pensamento de que você é alguma
coisa, você quer que as pessoas reconheçam esse
“alguma coisa”. Novamente, você vê isso nos fariseus:
avaliações pessoais de autoglorificação sempre levam a
um comportamento de busca por glória. Pessoas que
pensam que chegaram a algum lugar podem se tornar
hipersensíveis a como outras pessoas reagem a elas.
Por você ser hipervigilante, observando a maneira pela
qual as pessoas em seu ministério respondem, você
provavelmente nem sequer percebe como você faz as
coisas por autoaclamação.
É triste, mas frequentemente ministramos o evangelho
de Jesus Cristo por causa de nossa própria glória, não
pela glória de Cristo ou a redenção das pessoas sob
nossos cuidados. Eu já fiz isso. Eu já pensei durante a
preparação de um sermão que um certo ponto,
colocado de certa maneira, poderia ganhar um detrator
e eu já fiquei observando à procura da reação das
pessoas enquanto eu pregava. Nesses momentos, na
pregação e na preparação de um sermão, eu abandonei
meu chamado como embaixador da eterna glória de
outro pelo propósito de conseguir para mim o louvor
temporário dos homens.
Tradução: Alan Cristie – Ministério Fiel
www.MinisterioFiel.com.br e
www.VoltemosAoEvangelho.com.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lealdade e deslealdade resumo do livro.
Lealdade e deslealdade   resumo do livro.Lealdade e deslealdade   resumo do livro.
Lealdade e deslealdade resumo do livro.
Gortz
 
Ponha em ordem seu mundo interior
Ponha em ordem seu mundo interiorPonha em ordem seu mundo interior
Ponha em ordem seu mundo interior
Lucienne Eluan
 
Carla geanfrancisco conflitos e questoes polemicas na igreja
Carla geanfrancisco   conflitos e questoes polemicas na igrejaCarla geanfrancisco   conflitos e questoes polemicas na igreja
Carla geanfrancisco conflitos e questoes polemicas na igreja
Carla Geanfrancisco Falasca
 

Mais procurados (20)

Lealdade e deslealdade resumo do livro.
Lealdade e deslealdade   resumo do livro.Lealdade e deslealdade   resumo do livro.
Lealdade e deslealdade resumo do livro.
 
Apostila-de-Discipulado.doc
Apostila-de-Discipulado.docApostila-de-Discipulado.doc
Apostila-de-Discipulado.doc
 
Ponha em ordem seu mundo interior
Ponha em ordem seu mundo interiorPonha em ordem seu mundo interior
Ponha em ordem seu mundo interior
 
Estudos vocação e ministério
Estudos  vocação e ministérioEstudos  vocação e ministério
Estudos vocação e ministério
 
Modulo 05
Modulo 05Modulo 05
Modulo 05
 
8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite8 HABITOS - Convite
8 HABITOS - Convite
 
QVCC - 08 Dom espiritual de profeta
QVCC - 08   Dom espiritual de profetaQVCC - 08   Dom espiritual de profeta
QVCC - 08 Dom espiritual de profeta
 
Estudos pastores fiéis e infiéis
Estudos  pastores fiéis e infiéisEstudos  pastores fiéis e infiéis
Estudos pastores fiéis e infiéis
 
Curso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e DeslealdadeCurso Lealdade e Deslealdade
Curso Lealdade e Deslealdade
 
A consciência cristã
A consciência cristãA consciência cristã
A consciência cristã
 
QVCC 11 o dom espiritual de liderança
QVCC 11   o dom espiritual de liderançaQVCC 11   o dom espiritual de liderança
QVCC 11 o dom espiritual de liderança
 
QVCC - 09 o dom espiritual de exortação
QVCC - 09   o dom espiritual de exortaçãoQVCC - 09   o dom espiritual de exortação
QVCC - 09 o dom espiritual de exortação
 
Retiro ENS José Bonifácio-SP
Retiro ENS José Bonifácio-SPRetiro ENS José Bonifácio-SP
Retiro ENS José Bonifácio-SP
 
Lealdade nos Relacionamentos - Tema 08/07/12
Lealdade nos Relacionamentos - Tema 08/07/12Lealdade nos Relacionamentos - Tema 08/07/12
Lealdade nos Relacionamentos - Tema 08/07/12
 
Jovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - VocaçãoJovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - Vocação
 
Seja um supervisor de celulas eficaz_7
Seja um supervisor de celulas eficaz_7Seja um supervisor de celulas eficaz_7
Seja um supervisor de celulas eficaz_7
 
Declínio em religião
Declínio em religiãoDeclínio em religião
Declínio em religião
 
Discipulado é paixão por vidas
Discipulado é paixão por vidasDiscipulado é paixão por vidas
Discipulado é paixão por vidas
 
Carla geanfrancisco conflitos e questoes polemicas na igreja
Carla geanfrancisco   conflitos e questoes polemicas na igrejaCarla geanfrancisco   conflitos e questoes polemicas na igreja
Carla geanfrancisco conflitos e questoes polemicas na igreja
 
Declínio em religião - livro
Declínio em religião - livroDeclínio em religião - livro
Declínio em religião - livro
 

Destaque

Missão e visão
Missão e visãoMissão e visão
Missão e visão
pbmarcelo
 
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De JuventudeProjetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
silas_i
 
2. learning to love one another be unified & accepting of one another
2. learning to love one another   be unified & accepting of one another2. learning to love one another   be unified & accepting of one another
2. learning to love one another be unified & accepting of one another
Carlos Oliveira
 
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A IgrejaO Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
igrejanorecife
 
8. learning to love one another be patient with one another
8. learning to love one another   be patient with one another8. learning to love one another   be patient with one another
8. learning to love one another be patient with one another
Carlos Oliveira
 
Jesus o bom pastor joão 10 11-18 (2012)
Jesus o bom pastor   joão 10 11-18 (2012)Jesus o bom pastor   joão 10 11-18 (2012)
Jesus o bom pastor joão 10 11-18 (2012)
Paulo Dias Nogueira
 
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
prweber
 
O Segredo Do Fruto Mais Doce Msg 1
O Segredo Do Fruto Mais Doce   Msg 1O Segredo Do Fruto Mais Doce   Msg 1
O Segredo Do Fruto Mais Doce Msg 1
prweber
 

Destaque (20)

Crianças para Jesus
Crianças para JesusCrianças para Jesus
Crianças para Jesus
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
 
Missão e visão
Missão e visãoMissão e visão
Missão e visão
 
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De JuventudeProjetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
Projetos Alternativos E Criativos Para MinistéRios De Juventude
 
Ceia
CeiaCeia
Ceia
 
Sermão 15 de setembro relacionamentos saudáveis
Sermão 15 de setembro   relacionamentos saudáveisSermão 15 de setembro   relacionamentos saudáveis
Sermão 15 de setembro relacionamentos saudáveis
 
LiçãO 01
LiçãO 01LiçãO 01
LiçãO 01
 
2. learning to love one another be unified & accepting of one another
2. learning to love one another   be unified & accepting of one another2. learning to love one another   be unified & accepting of one another
2. learning to love one another be unified & accepting of one another
 
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A IgrejaO Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
O Que Você Precisa Saber Sobre A Igreja
 
8. learning to love one another be patient with one another
8. learning to love one another   be patient with one another8. learning to love one another   be patient with one another
8. learning to love one another be patient with one another
 
Mulherão ja
Mulherão   jaMulherão   ja
Mulherão ja
 
Jesus o bom pastor joão 10 11-18 (2012)
Jesus o bom pastor   joão 10 11-18 (2012)Jesus o bom pastor   joão 10 11-18 (2012)
Jesus o bom pastor joão 10 11-18 (2012)
 
JESUS - O Verbo de Deus
JESUS - O Verbo de DeusJESUS - O Verbo de Deus
JESUS - O Verbo de Deus
 
Projeto Missionário Pr. Celair e Cléris
Projeto Missionário Pr. Celair e ClérisProjeto Missionário Pr. Celair e Cléris
Projeto Missionário Pr. Celair e Cléris
 
Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentos
 
Marta e Maria Lc 10 38-42
Marta e Maria   Lc 10 38-42Marta e Maria   Lc 10 38-42
Marta e Maria Lc 10 38-42
 
Apocalipse - Capítulo 04
Apocalipse - Capítulo 04   Apocalipse - Capítulo 04
Apocalipse - Capítulo 04
 
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
PEQUENOS GRUPOS - Lição 9
 
Antífona 16 (is 55)
Antífona 16 (is 55)Antífona 16 (is 55)
Antífona 16 (is 55)
 
O Segredo Do Fruto Mais Doce Msg 1
O Segredo Do Fruto Mais Doce   Msg 1O Segredo Do Fruto Mais Doce   Msg 1
O Segredo Do Fruto Mais Doce Msg 1
 

Semelhante a Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015

Curso de evangelismo pessoal pr. edmundo
Curso de evangelismo pessoal  pr. edmundoCurso de evangelismo pessoal  pr. edmundo
Curso de evangelismo pessoal pr. edmundo
Edmundo Mendes Silva
 
Teologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
Teologia da Fidelidade X Teologia da ProsperidadeTeologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
Teologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
C. Soares
 
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdfJ C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
FbioBezerra18
 

Semelhante a Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015 (20)

Curso de evangelismo pessoal pr. edmundo
Curso de evangelismo pessoal  pr. edmundoCurso de evangelismo pessoal  pr. edmundo
Curso de evangelismo pessoal pr. edmundo
 
Treinamento embaixadores
Treinamento embaixadoresTreinamento embaixadores
Treinamento embaixadores
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
 
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao( Espiritismo)   # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
( Espiritismo) # - aparecida cruz - fazer o bem sem ostentacao
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
 
Vivendo em Pequenos Grupos
Vivendo em Pequenos GruposVivendo em Pequenos Grupos
Vivendo em Pequenos Grupos
 
O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!O centro espírita e nós!
O centro espírita e nós!
 
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de EspiritismoApresentação - Curso Básico de Espiritismo
Apresentação - Curso Básico de Espiritismo
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
 
Viver a vida
Viver a vidaViver a vida
Viver a vida
 
Lição 13: Entendes o que cantas?
Lição 13: Entendes o que cantas?Lição 13: Entendes o que cantas?
Lição 13: Entendes o que cantas?
 
Teologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
Teologia da Fidelidade X Teologia da ProsperidadeTeologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
Teologia da Fidelidade X Teologia da Prosperidade
 
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdfJ C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
J C Ryle - Adoração, Prioridade, Princípos.pdf
 
Entrevista de Dom Laurence ao Correio Braziliense
Entrevista de Dom Laurence ao Correio BrazilienseEntrevista de Dom Laurence ao Correio Braziliense
Entrevista de Dom Laurence ao Correio Braziliense
 
Descobrindo os dons espirituais jmn
Descobrindo os dons espirituais   jmnDescobrindo os dons espirituais   jmn
Descobrindo os dons espirituais jmn
 
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de OliveiraManual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
Manual de Cerimônias - Timóteo Ramos de Oliveira
 
Artigo missão
Artigo missãoArtigo missão
Artigo missão
 
Desenvolvendo o chamado.docx
Desenvolvendo o chamado.docxDesenvolvendo o chamado.docx
Desenvolvendo o chamado.docx
 
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsendA chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
A chave-do-crescimento-henry-cloud-john-townsend
 
Boletim IPC LIMEIRA 270817
Boletim IPC LIMEIRA 270817Boletim IPC LIMEIRA 270817
Boletim IPC LIMEIRA 270817
 

Mais de Silas Roberto Nogueira

Mais de Silas Roberto Nogueira (20)

Boletim 148 da Comunidade Batista da Graça, Suzano
Boletim 148  da Comunidade Batista da Graça, SuzanoBoletim 148  da Comunidade Batista da Graça, Suzano
Boletim 148 da Comunidade Batista da Graça, Suzano
 
Boletim cbg ano iii_n°43_8_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°43_8_nov_2015Boletim cbg ano iii_n°43_8_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°43_8_nov_2015
 
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
 
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
Boletim cbg ano iii_n°42_1_nov_2015
 
Boletim cbg 9 de agosto_2015
Boletim cbg 9 de agosto_2015Boletim cbg 9 de agosto_2015
Boletim cbg 9 de agosto_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 31_2_agosto_2015
Boletim cbg ano iii n° 31_2_agosto_2015Boletim cbg ano iii n° 31_2_agosto_2015
Boletim cbg ano iii n° 31_2_agosto_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 30_26_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 30_26_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 30_26_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 30_26_de julho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 29_19_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 29_19_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 29_19_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 29_19_de julho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 28_12_de julho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 27_5_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 27_5_de julho_2015Boletim cbg ano iii n° 27_5_de julho_2015
Boletim cbg ano iii n° 27_5_de julho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 26_28_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 26_28_de junho_2015Boletim cbg ano iii n° 26_28_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 26_28_de junho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 25_21_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 25_21_de junho_2015Boletim cbg ano iii n° 25_21_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 25_21_de junho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 24_14_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 24_14_de junho_2015Boletim cbg ano iii n° 24_14_de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 24_14_de junho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 23_7 de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 23_7 de junho_2015Boletim cbg ano iii n° 23_7 de junho_2015
Boletim cbg ano iii n° 23_7 de junho_2015
 
Boletim cbg ano iii n° 22_31 de maio_2015
Boletim cbg ano iii n° 22_31 de maio_2015Boletim cbg ano iii n° 22_31 de maio_2015
Boletim cbg ano iii n° 22_31 de maio_2015
 
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
 
Boletim cbg n°_41_12_out_2014
Boletim cbg n°_41_12_out_2014Boletim cbg n°_41_12_out_2014
Boletim cbg n°_41_12_out_2014
 
Boletim cbg n°_38_21_set_2014
Boletim cbg n°_38_21_set_2014Boletim cbg n°_38_21_set_2014
Boletim cbg n°_38_21_set_2014
 
Boletim cbg n°_37_14_set_2014
Boletim cbg n°_37_14_set_2014Boletim cbg n°_37_14_set_2014
Boletim cbg n°_37_14_set_2014
 
Boletim cbg n°_36_7_set_2014
Boletim cbg n°_36_7_set_2014Boletim cbg n°_36_7_set_2014
Boletim cbg n°_36_7_set_2014
 

Último

Último (7)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
pregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptxpregacao romanos    12 9-21  honrar   uns aos outros.pptx
pregacao romanos 12 9-21 honrar uns aos outros.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da ProvidênciaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 133 - Lógica da Providência
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
Coletânea De Orações Cristãs Parte 2
 
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docxCulto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
Culto esboço de Pregação expositiva sermão em João.docx
 

Boletim cbg ano iii_n°44_15_nov_2015

  • 1. Fernando e Cristiane Dias missionários ligados à J.M. M. da Convenção Batista Brasileira em Manila, nas Filipinas. Edvânio, Rosilene, Vinícius, Raissa e Marina estão desenvolvendo um importante projeto missionário em Portugal. Benício Campos, Pastor que adotamos no Projeto Adote um Pastor, é missionário em Moçambique. Leonardo Gonçalves, Jonara e Ravi desenvolvem um projeto missionário em Piura, Peru. Geison Pimentel, pastor presbiteriano e missionário da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais na Romênia. Sandro Silva é casado com Clarissa e tem duas filhas, Rafaela e Micaela. São missionários da Sepal em Moçambique. A missão deles é treinar os líderes das igrejas. Ele é o coordenador do MAP naquele país. . 5 Sinais de que Você Glorifica a Si Mesmo Paul Tripp É importante reconhecer o fruto de autoglorificar-se em você e em seu ministério. Que Deus use esta lista para lhe conceder sabedoria diagnóstica. Que ele use esta lista para expor seu coração e redirecionar seu ministério. Autoglorificar-se fará com que você: 1. Ostente em público o que deveria ser mantido em particular. Os fariseus são um vívido exemplo primário para nós. Porque eles viam suas vidas como gloriosas, eles eram ligeiros em ostentar essa glória diante dos olhos de quem estivesse vendo. Quanto mais você pensa que você já chegou lá, e quanto menos você vê a si mesmo como necessitando de graça resgatadora, mais você tenderá à autorreferência e à autocongratulação. Por você estar atento à autoglorificação, você vai trabalhar para conseguir maior glória mesmo quando não estiver consciente de que está fazendo isso. Você tenderá a contar histórias pessoais que fazem de você o herói. Você encontrará maneiras, em cenários públicos, de falar de atos privados de fé. Por você se achar digno de aplausos, você buscará os aplausos de outros encontrando maneiras de apresentar a si mesmo como “piedoso”. Ano III – n° 44 15 de novembro de 2015 Comunidade Batista da Graça Revelação: Salmo 119:165 Invocação: Pr Silas Roberto Louvação: Hino n° 366 ‟ Firmeza Revelação: Êxodo 20:17 Oração: 1 João 1.9 a 2:2 „ Confissão & Intercessão: Dedicação: 2 Coríntios 9.7 Louvação: Hino n° 289 ‟ Ao pé da cruz Proclamação: Pr. Silas Roberto Bênção: “A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós” 2 Co 13.13 Ministério:  Pastor: Silas Roberto Nogueira (9-9229-2224)  Presbíteros: Jairo Pires, Alan Junior.  Diáconos: Joredson e Ana Souza Serviços:  Domingo: EBD às 17h00 - Culto às 18h30  Quinta- feira: Oração e estudo às 20h Missões LITURGIA
  • 2. Eu sei que a maioria dos pastores lendo esta coluna pensarão que nunca fariam isso. Mas estou convencido de que há mais “desfile de piedade” no ministério pastoral do que tendemos a pensar. Esta é uma das razões pelas quais eu acho conferências pastorais, reuniões de presbitério, assembleias gerais, convenções, e reuniões de plantação de igreja desconfortáveis às vezes. Após uma sessão ao redor da mesa, essas reuniões podem se degenerar a um “concurso de cuspe” de ministério pastoral, onde somos tentados a menos do que honestos sobre o que de fato está acontecendo em nossos corações e em nossos ministérios. Após celebrar a glória da graça do evangelho, há demasiado recebimento de glória autocongratulatória por pessoas que parecem precisar de mais aplausos do que merecem. 2. Seja demasiadamente autorreferente Todos nós sabemos disso, todos nós já vimos isso, todos nós já ficamos desconfortáveis com isso, e todos nós já fizemos isso. Pessoas orgulhosas tendem a falar muito de si mesmas. Pessoas orgulhosas tendem a gostar mais de suas próprias opiniões do que das opiniões dos outros. Pessoas orgulhosas pensam que suas histórias são mais interessantes e cativantes do que as dos outros. Pessoas orgulhosas pensam que eles sabem e entendem mais do que os outros. Pessoas orgulhosas pensam que conquistaram o direito de serem ouvidas. Pessoas orgulhosas, por basicamente terem orgulho do que sabem e do que fizeram, falam muito sobre ambos. Pessoas orgulhosas não falam a respeito de suas fraquezas. Pessoas orgulhosas não falam a respeito de suas falhas. Pessoas orgulhosas não confessam pecado. Então pessoas orgulhosas são melhores em colocar os holofotes sobre si mesmas do que em refletir a luz de suas histórias e opiniões de volta para a gloriosa e completamente imerecida graça de Deus. 3. Fale quando deveria ficar calado. Quando você pensa que já chegou lá, você é bem orgulhoso e confiante de suas opiniões. Você confia em suas opiniões, então você não está tão interessado nas opiniões dos outros quanto deveria estar. Você tenderá a querer que seus pensamentos, perspectivas e pontos de vista vençam em qualquer reunião ou conversa. Isso significa que você estará muito mais confortável do que você deveria estar com dominar um grupo com sua conversa. Você falhará em ver que na multidão de conselhos há sabedoria. Você falhará em ver o ministério essencial do corpo de Cristo em sua vida. Você falhará em reconhecer suas tendências e sua cegueira espiritual. Você não irá a reuniões formais ou informais com um senso pessoal de necessidade do que os outros têm a oferecer, e você controlará a conversa mais do que deveria. 4. Fique quieto quando deveria falar. A autoglorificação pode ir para o outro lado também. Líderes que são muito autoconfiantes, que involuntariamente atribuem a si mesmos o que poderia apenas ser efetuado pela graça, frequentemente veem reuniões como uma perda de tempo. Por serem orgulhosos, eles são muito independentes, então as reuniões tendem a ser vistas como uma interrupção irritante e inútil de uma agenda ministerial já sobrecarregada. Por causa disso, ou eles acabarão com todas as reuniões ou as tolerarão, tentando finalizá-las o mais rápido possível. Então eles não lançam suas ideias para consideração e avaliação porque, francamente, eles não acham que precisam. E quando suas ideias estão na mesa e sendo debatidas, eles não entram na briga, porque eles pensam que o que eles opinaram ou propuseram simplesmente não precisa de defesa. A autoglorificação fará com que você fale demais quando você deveria ouvir, e com que você não sinta necessidade de falar quando você certamente deveria. 5. Se importe demais com o que os outros pensam de você. Quando você caiu no pensamento de que você é alguma coisa, você quer que as pessoas reconheçam esse “alguma coisa”. Novamente, você vê isso nos fariseus: avaliações pessoais de autoglorificação sempre levam a um comportamento de busca por glória. Pessoas que pensam que chegaram a algum lugar podem se tornar hipersensíveis a como outras pessoas reagem a elas. Por você ser hipervigilante, observando a maneira pela qual as pessoas em seu ministério respondem, você provavelmente nem sequer percebe como você faz as coisas por autoaclamação. É triste, mas frequentemente ministramos o evangelho de Jesus Cristo por causa de nossa própria glória, não pela glória de Cristo ou a redenção das pessoas sob nossos cuidados. Eu já fiz isso. Eu já pensei durante a preparação de um sermão que um certo ponto, colocado de certa maneira, poderia ganhar um detrator e eu já fiquei observando à procura da reação das pessoas enquanto eu pregava. Nesses momentos, na pregação e na preparação de um sermão, eu abandonei meu chamado como embaixador da eterna glória de outro pelo propósito de conseguir para mim o louvor temporário dos homens. Tradução: Alan Cristie – Ministério Fiel www.MinisterioFiel.com.br e www.VoltemosAoEvangelho.com.