SlideShare uma empresa Scribd logo
`
AVALIAÇÃO CLÍNICO-ASSISTENCIAL DAS VISITAS DOMICILIARES POR
PROFISSIONAIS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA (PD980)
Savassi LCM¹; Pimenta NDQ²; Esperidião ALS²; Pereira RPA¹. Universidade Federal de Ouro Preto
1. Docente da Escola de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto – Departamento de Saúde Mental e Coletiva 2. Discente da Escola de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto
Introdução
Resultados
Objetivos
Gráficos
Método
Conclusões
Visitas Domiciliares (VD) promovem acessibilidade
individual ou familiar pelas equipes Saúde da Família
(eSF), mas ocorrem com frequência inferior a mundial,
sob critérios não bem estabelecidos.
Analisar:
• Práticas das VD nas eSF por médicos (MED) e
enfermeiros (ENF);
• Motivos clínico-assistenciais das VD nas Esf.
Estudo exploratório, analítico, com médicos e
enfermeiros mediante consentimento.
Aprovado no CONEP/CAAE:46478115.1.0000.5150.
Os dados corroboram a literatura:
• CH de um turno e cerca de 4 VD por turno
• Enfermeiros visitam mais crianças
• Médicos visitam mais idosos, por motivos diferentes.
A VD é uma ação rotineira e prazerosa das eSF, mas
há menor satisfação com os desfechos. Entender os
motivos das VD auxiliará o planejamento de critérios
mais claros.
Amostra estudada:
Avaliação da ferramenta
Numa escala Likert de 1-5, foram avaliados 5
parâmetros da VD pelos profissionais (Gráfico 01).
Dedicação às VD:
Estudou-se a porcentagem de tempo dedicado em
relação a CH na ESF, Ouro Preto, 2017 (Gráfico 02).
Por motivos gerais ou planejamento familiar, ENF
visitam mais crianças [0,70 vs. 0,00 VD semanais] e
adultos jovens [0,60 vs. 0,09]; MED mais as faixas 45-
64 anos [0,80 vs. 1,09], 65-74 anos [0,80 vs.1,45] e 75-
84 anos [1,10 vs. 1,64], por motivos neurológicos,
respiratórios, circulatórios e endocrinológicos.
Referências bibliográficas
1. Bergerón, R; Laberge, A; Vézina, L; Aubin, M. Which
Physicians mak home visits and why? A survey. Can. Med
Association. August, 1999. Vol 161 (4), pages 369-74.
2. BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria 963/2013.
Redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de
Saúde.
3. COELHO, FLG, SAVASSI, LCM. “Aplicação da escala de risco
familiar como instrumento de priorização de visitas
domiciliares”. Revista Brasileira de Medicina de Família e
Comunidade. 2004; (2): 19-26.
4. Peres, Ellen M Andrade, Ana M Dal Poz, Mario R and Grande,
Nuno R. The practice of physicians and nurses in the
Brazilian Family Health Programme – evidences of change in
the delivery health care model. Human Resources for Health
2006, Vol. 4:25-33. available from: http://www.human-
resources-health.com/content/4/1/25. [acesso: 25/02/2007]
5. SAVASSI, LCM, DIAS, MF. Visita Domiciliar. Marco teórico do
GESF. Grupo de Estudos em Saúde da Família. AMMFC: Belo
Horizonte, 2006 Disponível em
http://www.smmfc.org.br/gesf/gesf_vd.pdf [acesso:
25/01/2008]
6. SOUZA, R.A., SAVASSI, LCM, SAVASSI, FM, (...). Avaliação
do processo de Visitação Domiciliar por profissionais de
Atenção Primaria Anais do X Congresso Brasileiro de
Medicina de Família e Comunidade. Florianópolis. SBMFC,
2009.
Contato: leosavassi@gmail.com
Gráfico 01: VD na APS de Ouro Preto - MG
µ D.P.
ENF 3,90 1,729
MED 4,92 2,678
Global 4,45 2,304
µ D.P.
ENF 1,08 0,448
MED 0,99 0,599
Global 1,03 0,526
Tabela 04: Quantas VD
você fez na última semana?
1. Acredito que a VD seja de extrema importância
2. Tenho grande satisfação em utilizar a ferramenta VD
3. Tenho excelentes resultados usando a ferramenta VD
4. Eu defendo plenamente que minha equipe realize VD
5. Na minha equipe eu participo ativamente da VD
F M Total
ENF 9 1 10
MED 5 7 12
Total 14 8 22
Idade
(µ anos)
t formado
(µ anos)
t na eSF
(µ anos)
ENF 36,41 11,56 8,83
MED 40,95 13,35 8,00
Tabela 01: Sexo Tabela 02: Dados dos profissionais
Mista Rural Urbana Total
ENF 2 2 6 10
MED 2 6 4 12
Total 4 8 10 22
Tabela 03: Perfil de local de atuação
Tabela 05: Tempo dedicado a
cada VD, Ouro Preto, 2017
Gráfico 02: Tempo dedicado a VD em relação à CH na eSF,
Ouro Preto, 2017.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2015 VD MFCaula disciplina mfc ufop
2015  VD MFCaula disciplina mfc ufop2015  VD MFCaula disciplina mfc ufop
2015 VD MFCaula disciplina mfc ufop
Leonardo Savassi
 
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmasMedicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
Leonardo Savassi
 
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
Leonardo Savassi
 
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
Leonardo Savassi
 
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
Leonardo Savassi
 
MFC na Graduação e pos graduação
MFC na Graduação e pos graduaçãoMFC na Graduação e pos graduação
MFC na Graduação e pos graduação
Leonardo Savassi
 
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMGAula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Leonardo Savassi
 
2014 CMMFC - APS no mundo - Savassi
2014   CMMFC - APS no mundo - Savassi2014   CMMFC - APS no mundo - Savassi
2014 CMMFC - APS no mundo - Savassi
Leonardo Savassi
 
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção DomiciliarAssociação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
Leonardo Savassi
 
1 oficina rj
1 oficina rj1 oficina rj
1 oficina rj
Eduardo Adorno
 
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
Conselho Nacional de Secretários de Saúde - CONASS
 
Relação médico paciente
Relação médico pacienteRelação médico paciente
Relação médico paciente
Giovanni Oliveira
 
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
Portal da Inovação em Saúde
 
Pet visita[1]
Pet visita[1]Pet visita[1]
Pet visita[1]
PET - Odontologia UFPR
 
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do RosárioEficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
Programa de Educação pelo Trabalho - PET Saúde/Vigilância
 
V10n3a21
V10n3a21V10n3a21
V10n3a21
Claudio Borges
 
Sala de espera
Sala de esperaSala de espera
Sala de espera
MarceloPerestrelo
 
Maternidade Balbina Mestrinho
Maternidade Balbina MestrinhoMaternidade Balbina Mestrinho
Maternidade Balbina Mestrinho
Portal da Inovação em Saúde
 
O papel dos Protocolos de Enfermagem no município de Jaraguá do Sul (SC) co...
O papel dos Protocolos de  Enfermagem no município de  Jaraguá do Sul (SC) co...O papel dos Protocolos de  Enfermagem no município de  Jaraguá do Sul (SC) co...
O papel dos Protocolos de Enfermagem no município de Jaraguá do Sul (SC) co...
Portal da Inovação em Saúde
 
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao estrutura- processo e resu...
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao  estrutura- processo e resu...Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao  estrutura- processo e resu...
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao estrutura- processo e resu...
oticspedra2012
 

Mais procurados (20)

2015 VD MFCaula disciplina mfc ufop
2015  VD MFCaula disciplina mfc ufop2015  VD MFCaula disciplina mfc ufop
2015 VD MFCaula disciplina mfc ufop
 
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmasMedicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
Medicina Baseada em Evidências - Oficina UFOP buscando evidencias para subturmas
 
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
III Simpósio de Medicina de Família e Comunidade da Liga de Medicina de Famíl...
 
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
2013 demonstracao pratica ferramentas vd congresso belém final
 
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
AULA Atenção Domiciliar UFOP 2014 - 02 - Disciplina Medicina de Família e Com...
 
MFC na Graduação e pos graduação
MFC na Graduação e pos graduaçãoMFC na Graduação e pos graduação
MFC na Graduação e pos graduação
 
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMGAula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
Aula Visita Domiciliar - IAPS 2 - FM UFMG
 
2014 CMMFC - APS no mundo - Savassi
2014   CMMFC - APS no mundo - Savassi2014   CMMFC - APS no mundo - Savassi
2014 CMMFC - APS no mundo - Savassi
 
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção DomiciliarAssociação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
Associação Paulista de Medicina: Formação Médica para Atenção Domiciliar
 
1 oficina rj
1 oficina rj1 oficina rj
1 oficina rj
 
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
7ª ASSEMBLEIA – APRIMORAMENTO DA PNAB
 
Relação médico paciente
Relação médico pacienteRelação médico paciente
Relação médico paciente
 
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
CIRCUITO EU SOU SUS – PRÉ-NATAL: UMA ESTRATÉGIA PARA FORTALECER A ADESÃO AO P...
 
Pet visita[1]
Pet visita[1]Pet visita[1]
Pet visita[1]
 
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do RosárioEficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
Eficácia da ¨Sala de Espera¨ nas usf do Feira VI e do Rosário
 
V10n3a21
V10n3a21V10n3a21
V10n3a21
 
Sala de espera
Sala de esperaSala de espera
Sala de espera
 
Maternidade Balbina Mestrinho
Maternidade Balbina MestrinhoMaternidade Balbina Mestrinho
Maternidade Balbina Mestrinho
 
O papel dos Protocolos de Enfermagem no município de Jaraguá do Sul (SC) co...
O papel dos Protocolos de  Enfermagem no município de  Jaraguá do Sul (SC) co...O papel dos Protocolos de  Enfermagem no município de  Jaraguá do Sul (SC) co...
O papel dos Protocolos de Enfermagem no município de Jaraguá do Sul (SC) co...
 
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao estrutura- processo e resu...
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao  estrutura- processo e resu...Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao  estrutura- processo e resu...
Pesquisa avaliativa sobre aspectos de implantacao estrutura- processo e resu...
 

Semelhante a Avaliação clínico-assistencial das Visitas Domiciliares por Profissionais da Estratégia Saúde da Família

VD IV CMMFC
VD IV CMMFCVD IV CMMFC
VD IV CMMFC
Leonardo Savassi
 
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Regionalpimentas
 
4. vd
4. vd4. vd
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFCVisita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
Leonardo Savassi
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentistaCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
manoelramosdeoliveir1
 
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOPVisita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
Leonardo Savassi
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux denCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
manoelramosdeoliveir1
 
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob aPrograma de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
DEISEAJALA
 
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
Elaine Macedo
 
Odontologia em saúde coletiva II 1ª aula
Odontologia em saúde coletiva II   1ª aulaOdontologia em saúde coletiva II   1ª aula
Odontologia em saúde coletiva II 1ª aula
Adélia Correia
 
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes HipertensosReabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Melissa Possa
 
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associadosVisita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
Centro Universitário Ages
 
Diabetes e exercícios
Diabetes e exercícios Diabetes e exercícios
Diabetes e exercícios
marcelosilveirazero1
 
OM - DMO recepção internos 2014
OM - DMO recepção internos 2014OM - DMO recepção internos 2014
OM - DMO recepção internos 2014
David Rodrigues
 
Manual de calibração sb brasil 2000
Manual de calibração sb brasil 2000Manual de calibração sb brasil 2000
Manual de calibração sb brasil 2000
Suzana Goya
 
OS ASPECTOS DA DOR
OS ASPECTOS DA DOROS ASPECTOS DA DOR
OS ASPECTOS DA DOR
Andréa Dantas
 
Pesquisa em APS
Pesquisa em APSPesquisa em APS
Pesquisa em APS
Leonardo Savassi
 
metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2
Leandro Lourenção Duarte
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medicoCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
manoelramosdeoliveir1
 
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFCIntrodução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
Leonardo Savassi
 

Semelhante a Avaliação clínico-assistencial das Visitas Domiciliares por Profissionais da Estratégia Saúde da Família (20)

VD IV CMMFC
VD IV CMMFCVD IV CMMFC
VD IV CMMFC
 
Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013Relatório de Gestão Aracilia 2013
Relatório de Gestão Aracilia 2013
 
4. vd
4. vd4. vd
4. vd
 
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFCVisita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
Visita Domiciliar - I Congreso Nordeste de MFC
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentistaCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes dentista
 
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOPVisita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
Visita Domiciliar: PET-Saúde UFOP
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux denCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes aux den
 
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob aPrograma de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
Programa de saúde da família – PSF: Uma reflexão crítica dos PSFs sob a
 
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
“A promoção da saúde na atenção primária do município de belford roxo
 
Odontologia em saúde coletiva II 1ª aula
Odontologia em saúde coletiva II   1ª aulaOdontologia em saúde coletiva II   1ª aula
Odontologia em saúde coletiva II 1ª aula
 
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes HipertensosReabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
 
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associadosVisita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
Visita domiciliar a idosos: caracteristicas e fatores associados
 
Diabetes e exercícios
Diabetes e exercícios Diabetes e exercícios
Diabetes e exercícios
 
OM - DMO recepção internos 2014
OM - DMO recepção internos 2014OM - DMO recepção internos 2014
OM - DMO recepção internos 2014
 
Manual de calibração sb brasil 2000
Manual de calibração sb brasil 2000Manual de calibração sb brasil 2000
Manual de calibração sb brasil 2000
 
OS ASPECTOS DA DOR
OS ASPECTOS DA DOROS ASPECTOS DA DOR
OS ASPECTOS DA DOR
 
Pesquisa em APS
Pesquisa em APSPesquisa em APS
Pesquisa em APS
 
metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2metodologia do trabalho científico 2
metodologia do trabalho científico 2
 
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medicoCapacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
Capacitacao a distancia para atencao basica diabetes medico
 
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFCIntrodução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
Introdução a pesquisa em APS - V Congresso Mineiro MFC
 

Mais de Leonardo Savassi

Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
Leonardo Savassi
 
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
Leonardo Savassi
 
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
Leonardo Savassi
 
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da CriançaVentilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
Leonardo Savassi
 
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e ComunidadeAula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
Leonardo Savassi
 
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
Leonardo Savassi
 
2017 ufop rastreamento
2017 ufop rastreamento2017 ufop rastreamento
2017 ufop rastreamento
Leonardo Savassi
 
2017 2 aula tabagismo
2017 2 aula tabagismo2017 2 aula tabagismo
2017 2 aula tabagismo
Leonardo Savassi
 
2017 2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
2017   2 ab fam 2 disciplina mfc ufop2017   2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
2017 2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
Leonardo Savassi
 
Princípios da aps slides selecionados
Princípios da aps slides selecionadosPrincípios da aps slides selecionados
Princípios da aps slides selecionados
Leonardo Savassi
 
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
Leonardo Savassi
 
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vdIaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Leonardo Savassi
 
Habilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistasHabilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistas
Leonardo Savassi
 
UFMG IAPS
UFMG IAPSUFMG IAPS
UFMG IAPS
Leonardo Savassi
 
2016 wonca final pastor savassi rural
2016 wonca final pastor savassi rural2016 wonca final pastor savassi rural
2016 wonca final pastor savassi rural
Leonardo Savassi
 
2016 cover page wonca normatizado
2016 cover page wonca normatizado2016 cover page wonca normatizado
2016 cover page wonca normatizado
Leonardo Savassi
 
Versão final hc and ue ufop wonca (2)
Versão final hc and ue ufop wonca (2)Versão final hc and ue ufop wonca (2)
Versão final hc and ue ufop wonca (2)
Leonardo Savassi
 
2016 iaps wonca normatizado
2016 iaps wonca normatizado2016 iaps wonca normatizado
2016 iaps wonca normatizado
Leonardo Savassi
 
2016 wonca savassi home care
2016 wonca savassi home care2016 wonca savassi home care
2016 wonca savassi home care
Leonardo Savassi
 
2016 abordagem familiar 1 savassi
2016 abordagem familiar 1   savassi2016 abordagem familiar 1   savassi
2016 abordagem familiar 1 savassi
Leonardo Savassi
 

Mais de Leonardo Savassi (20)

Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
Savassi LCM. Cuidados Paliativos e Atenção Domiciliar (LACP e Ubuntu 2023)
 
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
2021 "A importância da MFC para a Saúde Pública do país". UBUNTU Liga acadêmi...
 
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
2021 Medicina e Arte Liga Saude Espiritualidade.pptx
 
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da CriançaVentilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
Ventilacao Mecanica Domiciliar - Especificidades da Criança
 
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e ComunidadeAula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
Aula Prevenção Quaternária - UFOP - Disciplina Medicina de Família e Comunidade
 
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
Facebook: estratégia pedagógica sobre evidências na disciplina “Medicina de F...
 
2017 ufop rastreamento
2017 ufop rastreamento2017 ufop rastreamento
2017 ufop rastreamento
 
2017 2 aula tabagismo
2017 2 aula tabagismo2017 2 aula tabagismo
2017 2 aula tabagismo
 
2017 2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
2017   2 ab fam 2 disciplina mfc ufop2017   2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
2017 2 ab fam 2 disciplina mfc ufop
 
Princípios da aps slides selecionados
Princípios da aps slides selecionadosPrincípios da aps slides selecionados
Princípios da aps slides selecionados
 
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
IAPS 3 UFMG Educação em saúde mudança de comportamento e habilidade de comuni...
 
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vdIaps 3 UFMG  habilidade de comunicação na vd
Iaps 3 UFMG habilidade de comunicação na vd
 
Habilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistasHabilidade de comunicação para entrevistas
Habilidade de comunicação para entrevistas
 
UFMG IAPS
UFMG IAPSUFMG IAPS
UFMG IAPS
 
2016 wonca final pastor savassi rural
2016 wonca final pastor savassi rural2016 wonca final pastor savassi rural
2016 wonca final pastor savassi rural
 
2016 cover page wonca normatizado
2016 cover page wonca normatizado2016 cover page wonca normatizado
2016 cover page wonca normatizado
 
Versão final hc and ue ufop wonca (2)
Versão final hc and ue ufop wonca (2)Versão final hc and ue ufop wonca (2)
Versão final hc and ue ufop wonca (2)
 
2016 iaps wonca normatizado
2016 iaps wonca normatizado2016 iaps wonca normatizado
2016 iaps wonca normatizado
 
2016 wonca savassi home care
2016 wonca savassi home care2016 wonca savassi home care
2016 wonca savassi home care
 
2016 abordagem familiar 1 savassi
2016 abordagem familiar 1   savassi2016 abordagem familiar 1   savassi
2016 abordagem familiar 1 savassi
 

Último

Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Fabiano Pessanha
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
AdrianoPompiroCarval
 
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdfQuest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
ighormt
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
walterjose20
 
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tccPsicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
rosilenenunes9
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
barbosakennedy04
 
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Sergio Wilfrido Vazquez Apestegui
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
LuFelype
 

Último (8)

Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
Tecnicas-de-Instrumentacao-Cirurgica-Em-Cirurgia-Geral-e-Em-Videolaparoscopia...
 
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdfmapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
mapas-mentais---calculo-de-medicacoes_1-3.pdf
 
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdfQuest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
Quest+Áes para Treinamento Ginecologia.pdf
 
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptxA-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
A-Importancia-da-Saude-Mental-na-Juventude.pptx
 
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tccPsicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
Psicologia hospitalar ansiedade e abordagens da tcc
 
Guia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudávelGuia completo para secar de maneira saudável
Guia completo para secar de maneira saudável
 
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
Saiba agora como aumentar o número de atendimentos médicos sem comprometer a ...
 
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
1-A Organização do Sistema de Saúde e a Atenção Primária à Saúde (APS) no Bra...
 

Avaliação clínico-assistencial das Visitas Domiciliares por Profissionais da Estratégia Saúde da Família

  • 1. ` AVALIAÇÃO CLÍNICO-ASSISTENCIAL DAS VISITAS DOMICILIARES POR PROFISSIONAIS DA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA (PD980) Savassi LCM¹; Pimenta NDQ²; Esperidião ALS²; Pereira RPA¹. Universidade Federal de Ouro Preto 1. Docente da Escola de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto – Departamento de Saúde Mental e Coletiva 2. Discente da Escola de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto Introdução Resultados Objetivos Gráficos Método Conclusões Visitas Domiciliares (VD) promovem acessibilidade individual ou familiar pelas equipes Saúde da Família (eSF), mas ocorrem com frequência inferior a mundial, sob critérios não bem estabelecidos. Analisar: • Práticas das VD nas eSF por médicos (MED) e enfermeiros (ENF); • Motivos clínico-assistenciais das VD nas Esf. Estudo exploratório, analítico, com médicos e enfermeiros mediante consentimento. Aprovado no CONEP/CAAE:46478115.1.0000.5150. Os dados corroboram a literatura: • CH de um turno e cerca de 4 VD por turno • Enfermeiros visitam mais crianças • Médicos visitam mais idosos, por motivos diferentes. A VD é uma ação rotineira e prazerosa das eSF, mas há menor satisfação com os desfechos. Entender os motivos das VD auxiliará o planejamento de critérios mais claros. Amostra estudada: Avaliação da ferramenta Numa escala Likert de 1-5, foram avaliados 5 parâmetros da VD pelos profissionais (Gráfico 01). Dedicação às VD: Estudou-se a porcentagem de tempo dedicado em relação a CH na ESF, Ouro Preto, 2017 (Gráfico 02). Por motivos gerais ou planejamento familiar, ENF visitam mais crianças [0,70 vs. 0,00 VD semanais] e adultos jovens [0,60 vs. 0,09]; MED mais as faixas 45- 64 anos [0,80 vs. 1,09], 65-74 anos [0,80 vs.1,45] e 75- 84 anos [1,10 vs. 1,64], por motivos neurológicos, respiratórios, circulatórios e endocrinológicos. Referências bibliográficas 1. Bergerón, R; Laberge, A; Vézina, L; Aubin, M. Which Physicians mak home visits and why? A survey. Can. Med Association. August, 1999. Vol 161 (4), pages 369-74. 2. BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portaria 963/2013. Redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde. 3. COELHO, FLG, SAVASSI, LCM. “Aplicação da escala de risco familiar como instrumento de priorização de visitas domiciliares”. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. 2004; (2): 19-26. 4. Peres, Ellen M Andrade, Ana M Dal Poz, Mario R and Grande, Nuno R. The practice of physicians and nurses in the Brazilian Family Health Programme – evidences of change in the delivery health care model. Human Resources for Health 2006, Vol. 4:25-33. available from: http://www.human- resources-health.com/content/4/1/25. [acesso: 25/02/2007] 5. SAVASSI, LCM, DIAS, MF. Visita Domiciliar. Marco teórico do GESF. Grupo de Estudos em Saúde da Família. AMMFC: Belo Horizonte, 2006 Disponível em http://www.smmfc.org.br/gesf/gesf_vd.pdf [acesso: 25/01/2008] 6. SOUZA, R.A., SAVASSI, LCM, SAVASSI, FM, (...). Avaliação do processo de Visitação Domiciliar por profissionais de Atenção Primaria Anais do X Congresso Brasileiro de Medicina de Família e Comunidade. Florianópolis. SBMFC, 2009. Contato: leosavassi@gmail.com Gráfico 01: VD na APS de Ouro Preto - MG µ D.P. ENF 3,90 1,729 MED 4,92 2,678 Global 4,45 2,304 µ D.P. ENF 1,08 0,448 MED 0,99 0,599 Global 1,03 0,526 Tabela 04: Quantas VD você fez na última semana? 1. Acredito que a VD seja de extrema importância 2. Tenho grande satisfação em utilizar a ferramenta VD 3. Tenho excelentes resultados usando a ferramenta VD 4. Eu defendo plenamente que minha equipe realize VD 5. Na minha equipe eu participo ativamente da VD F M Total ENF 9 1 10 MED 5 7 12 Total 14 8 22 Idade (µ anos) t formado (µ anos) t na eSF (µ anos) ENF 36,41 11,56 8,83 MED 40,95 13,35 8,00 Tabela 01: Sexo Tabela 02: Dados dos profissionais Mista Rural Urbana Total ENF 2 2 6 10 MED 2 6 4 12 Total 4 8 10 22 Tabela 03: Perfil de local de atuação Tabela 05: Tempo dedicado a cada VD, Ouro Preto, 2017 Gráfico 02: Tempo dedicado a VD em relação à CH na eSF, Ouro Preto, 2017.