SlideShare uma empresa Scribd logo
ANATOMIA VASCULAR
DE MMSS
MMSS
A principal artéria a fornecer sangue para o membro superior é a:
 artéria subclávia.
Durante o seu trajeto, a artéria muda de nome, dependendo da
região em que se encontra.
Assim, as principais artérias nomeadas do membro superior são:
a artéria subclávia,
a artéria axilar,
a artéria braquial
as artérias ulnar e radial.
Artérias do ombro
A principal artéria do ombro:
artéria axilar: Ela se origina da artéria subclávia na
margem lateral da primeira costela, e entra na região do
ombro.
fornece sangue para o ombro e o braço através de
seus seis ramos, cada um originando-se do tronco da
artéria, na seguinte ordem:
Artéria torácica superior
Artérias toracoacromial e torácica lateral
Artérias subescapular, artérias circunflexa umeral
anterior e posterior
Artérias do braço
A principal artéria do braço é a artéria braquial, que
continua a partir da artéria axilar na margem inferior
do músculo redondo menor. A artéria braquial termina
no ápice da fossa cubital ao emitir os ramos do
antebraço; as artérias ulnar e radial.
A artéria braquial fornece sangue para o braço através
de quatro ramos:
artéria braquial profunda,
artéria nutridora do úmero,
artérias colaterais ulnares superior e inferior.
Artérias do antebraço
A região do antebraço é vascularizada por dois vasos principais,
a artéria radial;
a artéria ulnar.
Estas artérias se originam da artéria braquial no ápice da fossa cubital,
com a artéria radial descendo através da parte lateral do antebraço e a
artéria ulnar pela parte medial do antebraço.
Ambas as artérias emitem seus principais ramos no antebraço;
a artéria radial emitindo a artéria recorrente radial;
ramo carpal palmar;
ramo carpal superficial,
a artéria ulnar - emitindo a artéria recorrente ulnar, artérias
musculares, artéria interóssea comum e artérias carpais dorsal e
palmar.
Artérias da mão
As artérias radial e ulnar terminam ambas na mão, se
anastomosando uma com a outra.
A artéria radial supre principalmente o polegar e a face lateral do
dedo indicador,
A artéria ulnar supre o lado medial do dedo indicador e os demais
dedos.
Estas duas artérias formam dois arcos anastomóticos na palma
da mão, chamados de:
arco palmar superficial;
arco palmar profundo.
A partir dos quais artérias menores para os músculos, dedos e
articulações da mão se originam.
Veias do membro superior
As veias direcionam todo o sangue da periferia para
o coração.
A mão possui duas redes de drenagem venosa.
as veias profundas, que acompanham as artérias;
as veias superficiais, que se anastomosam em
uma rede venosa dorsal.
Esta rede superficial localiza-se no dorso da mão.
A veia basílica se origina do lado medial da rede
venosa dorsal,
A veia cefálica se origina do lado lateral.
As duas veias mencionadas, basílica e cefálica, são as
principais veias do antebraço.
A basílica cursando através do lado ulnar e
A cefálica através do lado radial do antebraço.
Além destas duas, a veia mediana do antebraço ajuda
na drenagem do antebraço. Ela cursa através do meio
do antebraço. As três veias do antebraço são tributárias
das veias braquiais.
As veias que drenam o braço são:
as veias braquiais pareadas: são veias profundas,
que se posicionam como guarda-costas adjacentes à
artéria braquial - uma cursa em seu lado medial, e a
outra em seu lado lateral.
As tributárias são veias do antebraço e veias que
acompanham os ramos da artéria braquial. Todas juntas
são tributárias da veia axilar.
A principal veia do ombro é a veia axilar, que leva
sangue do ombro e do braço.
Ela se inicia na margem inferior do músculo redondo
menor, formada pela veia basílica e pela veia cefálica,
acumulando tributárias na região dos ombros. Em
seguida ela se torna a veia subclávia, na borda lateral
da primeira costela.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula 11 hemodinamica - Anatomia Vascular de MMSS.ppt

Mini-curso sobre sistema circulatório
Mini-curso sobre sistema circulatório Mini-curso sobre sistema circulatório
Mini-curso sobre sistema circulatório
Kamila Joyce
 
1 sistema cardiovascular
1   sistema cardiovascular1   sistema cardiovascular
1 sistema cardiovascular
brunojmrezende
 
Embriologia sistema cardiovascular
Embriologia sistema cardiovascularEmbriologia sistema cardiovascular
Embriologia sistema cardiovascular
ksouzabraz
 
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_seArlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
Ana Júlia
 
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdfsistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
NetoPaes2
 
Vascularização das paredes do abdómen
Vascularização das paredes do abdómenVascularização das paredes do abdómen
Vascularização das paredes do abdómen
Filipe Nóbrega
 
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
Simone Alvarenga
 
Fisiologia cardiaca...tema
Fisiologia  cardiaca...temaFisiologia  cardiaca...tema
Fisiologia cardiaca...tema
Sebastiao Margarida
 
Biologo
BiologoBiologo
Biologo
ZFSoares
 
Cardiovascular
CardiovascularCardiovascular
Cardiovascular
Rodrigo R. Fritz
 
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantes
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantesSistema cardiovascular Coração e seus circulantes
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantes
aristidespaulod
 
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
Michaela Helena Moretto Alves
 
Coraçao
CoraçaoCoraçao
Coraçao
Ronny Jara
 
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdfSISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
Kalyne5
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
Douglas Freitas
 
Coração imprimir
Coração imprimirCoração imprimir
Coração imprimir
jdsouza11
 
Sistema circulatorio 2003_2
Sistema circulatorio 2003_2Sistema circulatorio 2003_2
Sistema circulatorio 2003_2
Rafael Portela
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
Sabrina Mares
 
Medresumos 2016 omf - cardiovascular
Medresumos 2016   omf - cardiovascularMedresumos 2016   omf - cardiovascular
Medresumos 2016 omf - cardiovascular
Jucie Vasconcelos
 
IV Angiologia
IV AngiologiaIV Angiologia
IV Angiologia
Bolivar Motta
 

Semelhante a Aula 11 hemodinamica - Anatomia Vascular de MMSS.ppt (20)

Mini-curso sobre sistema circulatório
Mini-curso sobre sistema circulatório Mini-curso sobre sistema circulatório
Mini-curso sobre sistema circulatório
 
1 sistema cardiovascular
1   sistema cardiovascular1   sistema cardiovascular
1 sistema cardiovascular
 
Embriologia sistema cardiovascular
Embriologia sistema cardiovascularEmbriologia sistema cardiovascular
Embriologia sistema cardiovascular
 
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_seArlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
Arlindo ugulino netto_medresumos_2016_se
 
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdfsistemacardiovascular1-170831184902.pdf
sistemacardiovascular1-170831184902.pdf
 
Vascularização das paredes do abdómen
Vascularização das paredes do abdómenVascularização das paredes do abdómen
Vascularização das paredes do abdómen
 
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
Anatomiaii sistemacardiovascular-120831120501-phpapp02
 
Fisiologia cardiaca...tema
Fisiologia  cardiaca...temaFisiologia  cardiaca...tema
Fisiologia cardiaca...tema
 
Biologo
BiologoBiologo
Biologo
 
Cardiovascular
CardiovascularCardiovascular
Cardiovascular
 
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantes
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantesSistema cardiovascular Coração e seus circulantes
Sistema cardiovascular Coração e seus circulantes
 
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório3  Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
3 Apostila Anato - Sis. Cardiovascular e Sis. Respiratório
 
Coraçao
CoraçaoCoraçao
Coraçao
 
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdfSISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
SISTEMA CARDIOVASCULAR - finalizado.pdf
 
Sistema Circulatório
Sistema CirculatórioSistema Circulatório
Sistema Circulatório
 
Coração imprimir
Coração imprimirCoração imprimir
Coração imprimir
 
Sistema circulatorio 2003_2
Sistema circulatorio 2003_2Sistema circulatorio 2003_2
Sistema circulatorio 2003_2
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Medresumos 2016 omf - cardiovascular
Medresumos 2016   omf - cardiovascularMedresumos 2016   omf - cardiovascular
Medresumos 2016 omf - cardiovascular
 
IV Angiologia
IV AngiologiaIV Angiologia
IV Angiologia
 

Mais de José Neres de Almeida Junior

aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdfaula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
José Neres de Almeida Junior
 
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdfaula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
José Neres de Almeida Junior
 
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDDPÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
José Neres de Almeida Junior
 
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestradoTexto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
José Neres de Almeida Junior
 
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
José Neres de Almeida Junior
 
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
José Neres de Almeida Junior
 

Mais de José Neres de Almeida Junior (6)

aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdfaula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
aula 3 - tecido conjuntivo - material de apoio.pdf
 
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdfaula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
aula 2 - tecido epitelial - material de apoio.pdf
 
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDDPÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
PÓS-QUALIFICAÇÃO - NERES TIDD
 
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestradoTexto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
Texto apresentado para obtenção da qualificação de mestrado
 
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
Proposta de Desenvolvimento de um Protótipo de Laboratório Remoto Aplicado ao...
 
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
Pré-projeto de Mestrado: Interface Lúdica para Ensino Remoto de Conteúdos de ...
 

Último

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 

Último (20)

GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 

Aula 11 hemodinamica - Anatomia Vascular de MMSS.ppt

  • 2.
  • 4. A principal artéria a fornecer sangue para o membro superior é a:  artéria subclávia. Durante o seu trajeto, a artéria muda de nome, dependendo da região em que se encontra. Assim, as principais artérias nomeadas do membro superior são: a artéria subclávia, a artéria axilar, a artéria braquial as artérias ulnar e radial.
  • 5. Artérias do ombro A principal artéria do ombro: artéria axilar: Ela se origina da artéria subclávia na margem lateral da primeira costela, e entra na região do ombro. fornece sangue para o ombro e o braço através de seus seis ramos, cada um originando-se do tronco da artéria, na seguinte ordem: Artéria torácica superior Artérias toracoacromial e torácica lateral Artérias subescapular, artérias circunflexa umeral anterior e posterior
  • 6.
  • 7.
  • 8. Artérias do braço A principal artéria do braço é a artéria braquial, que continua a partir da artéria axilar na margem inferior do músculo redondo menor. A artéria braquial termina no ápice da fossa cubital ao emitir os ramos do antebraço; as artérias ulnar e radial. A artéria braquial fornece sangue para o braço através de quatro ramos: artéria braquial profunda, artéria nutridora do úmero, artérias colaterais ulnares superior e inferior.
  • 9.
  • 10. Artérias do antebraço A região do antebraço é vascularizada por dois vasos principais, a artéria radial; a artéria ulnar. Estas artérias se originam da artéria braquial no ápice da fossa cubital, com a artéria radial descendo através da parte lateral do antebraço e a artéria ulnar pela parte medial do antebraço. Ambas as artérias emitem seus principais ramos no antebraço; a artéria radial emitindo a artéria recorrente radial; ramo carpal palmar; ramo carpal superficial, a artéria ulnar - emitindo a artéria recorrente ulnar, artérias musculares, artéria interóssea comum e artérias carpais dorsal e palmar.
  • 11.
  • 12. Artérias da mão As artérias radial e ulnar terminam ambas na mão, se anastomosando uma com a outra. A artéria radial supre principalmente o polegar e a face lateral do dedo indicador, A artéria ulnar supre o lado medial do dedo indicador e os demais dedos. Estas duas artérias formam dois arcos anastomóticos na palma da mão, chamados de: arco palmar superficial; arco palmar profundo. A partir dos quais artérias menores para os músculos, dedos e articulações da mão se originam.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Veias do membro superior As veias direcionam todo o sangue da periferia para o coração. A mão possui duas redes de drenagem venosa. as veias profundas, que acompanham as artérias; as veias superficiais, que se anastomosam em uma rede venosa dorsal. Esta rede superficial localiza-se no dorso da mão. A veia basílica se origina do lado medial da rede venosa dorsal, A veia cefálica se origina do lado lateral.
  • 17.
  • 18. As duas veias mencionadas, basílica e cefálica, são as principais veias do antebraço. A basílica cursando através do lado ulnar e A cefálica através do lado radial do antebraço. Além destas duas, a veia mediana do antebraço ajuda na drenagem do antebraço. Ela cursa através do meio do antebraço. As três veias do antebraço são tributárias das veias braquiais.
  • 19.
  • 20. As veias que drenam o braço são: as veias braquiais pareadas: são veias profundas, que se posicionam como guarda-costas adjacentes à artéria braquial - uma cursa em seu lado medial, e a outra em seu lado lateral. As tributárias são veias do antebraço e veias que acompanham os ramos da artéria braquial. Todas juntas são tributárias da veia axilar.
  • 21.
  • 22. A principal veia do ombro é a veia axilar, que leva sangue do ombro e do braço. Ela se inicia na margem inferior do músculo redondo menor, formada pela veia basílica e pela veia cefálica, acumulando tributárias na região dos ombros. Em seguida ela se torna a veia subclávia, na borda lateral da primeira costela.