UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ – UNOCHAPECÓ
ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
CURSO DE MEDICINA
COMPONENTE CURRICUL...
Sistema Cardiovascular

Sistema arterial
Conjunto de vasos que saem do coração e se ramificam sucessivamente
distribuindo-...
Artéria carótida externa: irriga pescoço e face. Seus ramos colaterais são: artéria
tireoide superior, artéria lingual, ar...
Polígono de Willis:
A vascularização cerebral é formada pelas artérias vertebrais direita e esquerda e
pelas artérias caró...
Polígono de Willis - Esquema

Artérias dos membros superiores
Artéria
Subclávia
Axilar
Braquial
Radial
Ulnar
Arco superior...
Esquema: Vascularização arterial dos membros superiores, pescoço e cabeça.

Artérias
Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

Artérias dos membros su...
Parietais: (irrigam a parede dos órgãos):
5 – Intercostais posteriores;
6 – Subcostais;
7 – Frênicas superiores.

Artéria ...
Artérias da porção abdominal da aorta

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000
...
Ramos da artéria mesentérica superior

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000....
Principais ramos das artérias mesentéricas

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, ...
Esquema das artérias dos membros inferiores

Artérias dos Membros Inferiores

Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia ...
Sistema Venoso
É constituído por tubos chamados de veias que tem como função conduzir o
sangue dos capilares para o coraçã...
Esquema das veias da cabeça e pescoço

Crânio: a rede venosa do interior do crânio é representada por um sistema
de canais...
Seios da Dura-máter

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Pescoço: descend...
Veias do pescoço
VEIAS DO TÓRAX E ABDOME
Tórax: encontramos duas exceções principais:
- A primeira se refere ao seio coronário que se abre ...
Ao chegar nas proximidades do hilo hepático, a veia porta se bifurca em
dois ramos (direito e esquerdo), penetrando assim ...
Veias que formam a veia porta (Sistema Porta-Hepático)

Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Aleg...
Veias dos Membros Superiores
Situação

Região Drenada

Cefálica

Face lateral do membro superior

Basílica

Face medial do...
Esquema das veias dos membros superiores

Veias dos Membros Inferiores
Situação

Veia
Safena magna

Superficiais

Profunda...
Veias dos membros inferiores

Esquema das veias dos membros inferiores
REFERÊNCIAS:

- NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre:
Artmed, 2000.

- MOORE, Keith L.. Anatomia ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resumo sobre a vascularização do corpo humano

17.468 visualizações

Publicada em

Trabalho de anatomia sobre a vascularização do corpo humano.
UNOCHAPECÓ

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Resumo sobre a vascularização do corpo humano

  1. 1. UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ – UNOCHAPECÓ ÁREA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA COMPONENTE CURRICULAR: FCMF – II (ANATOMIA) PROFESSORA: MICHELE CRISTINA MINOZZO DOS ANJOS ACADÊMICO: MARCOS DYNKOSKI, GEOVAN FÁBIO DE OLIVEIRA, IGOR BARROCA MAURER, ANDRE MONTES JUNIOR Resumo sobre a vascularização do corpo humano Chapecó – SC, 2013
  2. 2. Sistema Cardiovascular Sistema arterial Conjunto de vasos que saem do coração e se ramificam sucessivamente distribuindo-se para todo o organismo. Do coração saem o tronco pulmonar (relacionase com a pequena circulação, ou seja leva sangue venoso para os pulmões através de sua ramificação, duas artérias pulmonares uma direita e outra esquerda) e a artéria aorta (carrega sangue arterial para todo o organismo através de suas ramificações). Artérias do pescoço e da cabeça: As artérias vertebrais direita e esquerda e as artérias carótida comum direita e esquerda são responsáveis pela vascularização arterial do pescoço e da cabeça. Antes de entrar na axila, a artéria subclávia dá um ramo para o encéfalo, chamada artéria vertebral, que passa nos forames transversos da C6 à C1 e entra no crânio através do forame magno. As artérias vertebrais unem-se para formar a artéria basilar (supre o cerebelo, ponte e ouvido interno), que dará origem às artérias cerebrais posteriores, que irrigam a face inferior e posterior do cérebro. Na borda superior da laringe, as artérias carótidas comuns se dividem em artéria carótida externa e artéria carótida interna. A artéria carótida externa irriga as estruturas externas do crânio. A artéria carótida interna penetra no crânio através do canal carotídeo e supre as estruturas internas do mesmo. Os ramos terminais da artéria carótida interna são a artéria cerebral anterior (supre a maior parte da face medial do cérebro) e artéria cerebral média (supre a maior parte da face lateral do cérebro).
  3. 3. Artéria carótida externa: irriga pescoço e face. Seus ramos colaterais são: artéria tireoide superior, artéria lingual, artéria facial, artéria occipital, artéria auricular posterior e artéria faríngea ascendente. Seus ramos terminais são: artéria temporal e artéria maxilar.
  4. 4. Polígono de Willis: A vascularização cerebral é formada pelas artérias vertebrais direita e esquerda e pelas artérias carótidas internas direita e esquerda. As vertebrais se anastomosam originado a artéria basilar, alojada na goteira basilar, ela se divide em duas artérias cerebrais posteriores que irrigam a parte posterior da face inferior de cada um dos hemisférios cerebrais. As artérias carótidas internas em cada lado originam uma artéria cerebral média e uma artéria cerebral anterior. As artérias cerebrais anteriores se comunicam através de um ramo entre elas que é a artéria comunicante anterior. As artérias cerebrais posteriores se comunicam com as arteriais carótidas internas através das artérias comunicantes posteriores. Polígono de Willis: Willi Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. Polígono de Willis – Esquema
  5. 5. Polígono de Willis - Esquema Artérias dos membros superiores Artéria Subclávia Axilar Braquial Radial Ulnar Arco superior palmar Arco profundo palmar Distribuição Encéfalo e medula espinhal, pescoço e ombro (origina as artérias dos membros superiores) Ombro, músculo toráxico e escapulares e úmeros Braço Face lateral do antebraço, punho e mão Face medial do antebraço, punho e mão Palma da mão e dedos (formado principalmente pela artéria ulnar) Palma da mão e dedos (formado principalmente pela artéria radial) Explicação da tabela acima: a artéria subclávia (direita ou esquerda), logo após o seu início, origina a artéria vertebral que vai auxiliar na vascularização cerebral, descendo em direção à axila recebe o nome de artéria axilar, e quando, finalmente atinge o braço, seu nome muda para artéria braquial (umeral). Na região do cotovelo ela emite dois ramos terminais que são a artéria radial e ulnar que vão percorrer o antebraço. Na mão essas duas artérias se anastomosam formando um arco palmar profundo que origina as artérias digitais palmares comuns e as artérias metacarpianas palmares que vão se anastomosar.
  6. 6. Esquema: Vascularização arterial dos membros superiores, pescoço e cabeça. Artérias
  7. 7. Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000. Artérias dos membros superiores. Artérias da aorta parte torácica: Após a curva ou arco aórtico, a artéria começa a descer do lado esquerdo da coluna vertebral dado origem aos ramos: Viscerais (nutrem os órgãos): 1 – Pericárdicos; 2 – Bronquiais; 3 – Esofágicos; 4 – Mediastinais.
  8. 8. Parietais: (irrigam a parede dos órgãos): 5 – Intercostais posteriores; 6 – Subcostais; 7 – Frênicas superiores. Artéria Aorta – Porção Abdominal: Ao atravessar o hiato aórtico do diafragma até a altura da quarta vértebra lombar, onde termina, a aorta é representada pela porção abdominal. Nesta porção a aorta fornece vários ramos colaterais e dois terminais. Artéria Distribuição Gástrica esquerda Estômago e esôfago Esplênica Pâncreas, estômago e omento maior Tronco Celíaco Hepática Própria Fígado, vesícula biliar e estômago Hepática Comum Gástrica Direita Estômago Gastroduodenal Estômago, duodeno, pâncreas e omento maior Mesentérica Superior Pâncreas, intestino delgado, e intestino grosso (colo ascendente e transverso) Mesentérica inferior Intestino grosso (colo transverso, descendente, sigmoide e reto) Renais Rins, glândulas suprarrenais e ureteres Os ramos terminas da artéria aorta são artéria ilíaca comum direita e artéria ilíaca comum esquerda.
  9. 9. Artérias da porção abdominal da aorta Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000 Tronco celíaco Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
  10. 10. Ramos da artéria mesentérica superior Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. Ramos da artéria mesentérica inferior Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000
  11. 11. Principais ramos das artérias mesentéricas Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. Artérias dos Membros Inferiores: Artéria Distribuição Ilíaca Comum Pelve, genitália externa e membro inferiores Ilíaca Interna Pelve, nádegas, genitália externa e coxas Ilíaca Externa Membros inferiores Femoral Virilhas e músculo da coxa Poplítea Região posterior da perna, joelho, fêmur, patela e fíbula Tibial Anterior Joelho, músculos anteriores da perna e tornozelo Tibial Posterior Músculo, ossos e articulações das pernas e dos pés Fíbular Músculos profundos da régio posterior da perna, músculos fibulares, fíbula, tarso e face lateral do calcanhar Dorsal do Pé Músculos e articulações da face dorsal do pé Plantar Lateral Metatarsos e artelhos Plantar Medial Flexor curto dos dedos, adutor do hálux e dedos
  12. 12. Esquema das artérias dos membros inferiores Artérias dos Membros Inferiores Fonte: SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
  13. 13. Sistema Venoso É constituído por tubos chamados de veias que tem como função conduzir o sangue dos capilares para o coração. As veias, também como as artérias, pertencem a grande e a pequena circulação. O circuito que termina no átrio esquerdo através das quatro veias pulmonares trazendo sangue arterial dos pulmões chama-se de pequena circulação ou circulação pulmonar. E o circuito que termina no átrio direito através das veias cavas e do seio coronário retornando com sangue venoso chama-se de grande circulação ou circulação sistêmica. Veias da cabeça e pescoço Veia Região Drenada Jugular Interna Encéfalo, face e pescoço Jugular Externa Crânio e face Vertebral Estruturas profundas do pescoço (vértebras e medula cervical e alguns músculos do pescoço) Veias da cabeça e pescoço
  14. 14. Esquema das veias da cabeça e pescoço Crânio: a rede venosa do interior do crânio é representada por um sistema de canais intercomunicantes denominados seios da dura-máter. Seios da dura-máter: São verdadeiros túneis escavados na membrana dura-máter. Esta é a membrana mais externa das meninges. Estes canais são forrados por endotélio. Os seios da dura-máter podem ser divididos em seis ímpares e sete pares.
  15. 15. Seios da Dura-máter Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. Pescoço: descendo pelo pescoço, encontramos quatro pares de veias jugulares. Essas veias jugulares têm o nome de interna, externa, anterior e posterior. Veia jugular interna: vai se anastomosar com a veia subclávia para formar o tronco braquiocefálico venoso. Veia jugular externa: desemboca na veia subclávia. Veia jugular anterior: origina-se superficialmente ao nível da região suprahioídea e desemboca na terminação da veia jugular externa. Veia jugular posterior: origina-se nas proximidades do occipital e desce posteriormente ao pescoço para ir desembocar no tronco braquiocefálico venoso. Está situada profundamente.
  16. 16. Veias do pescoço
  17. 17. VEIAS DO TÓRAX E ABDOME Tórax: encontramos duas exceções principais: - A primeira se refere ao seio coronário que se abre diretamente no átrio direito. - A segunda disposição venosa diferente é o sistema de ázigos. As veias do sistema de ázigo recolhem a maior parte do sangue venoso das paredes do tórax e abdome. Do abdome o sangue venoso sobe pelas veias lombares ascendentes; do tórax é recolhido principalmente por todas as veias intercostais posteriores. O sistema de ázigo forma um verdadeiro "H" por diante dos corpos vertebrais da porção torácica da coluna vertebral. O ramo vertical direito do "H" é chamado veia ázigos. O ramo vertical esquerdo é subdividido pelo ramo horizontal em dois segmentos, um superior e outro inferior. O segmento inferior do ramo vertical esquerdo é constituído pela veia hemiázigos, enquanto o segmento superior desse ramo recebe o nome de hemiázigo acessória. O ramo horizontal é anastomótico, ligando os dois segmentos do ramo esquerdo com o ramo vertical direito. Finalmente a veia ázigo vai desembocar na veia cava superior. Abdome: no abdome, há um sistema venoso muito importante que recolhe sangue das vísceras abdominais para transportá-lo ao fígado. É o sistema da veia porta. A veia porta é formada pela anastomose da veia esplênica (recolhe sangue do baço) com a veia mesentérica superior. A veia esplênica, antes de se anastomosar com a veia mesentérica superior, recebe a veia mesentérica inferior. Depois de constituída, a veia porta recebe ainda as veias gástrica esquerda e prepilórica.
  18. 18. Ao chegar nas proximidades do hilo hepático, a veia porta se bifurca em dois ramos (direito e esquerdo), penetrando assim no fígado. No interior do fígado, os ramos da veia porta realizam uma verdadeira rede. Vão se ramificar em vênulas de calibre cada vez menor até a capilarização. Em seguida os capilares vão constituindo novamente vênulas que se reúnem sucessivamente para formar as veias hepáticas as quais vão desembocar na veia cava inferior. A veia gonodal do lado direito vai desembocar em um ângulo agudo na veia cava inferior, enquanto a do lado esquerdo desemboca perpendicularmente na veia renal. RESUMINDO O SISTEMA PORTA-HEPÁTICO: A circulação porta hepática desvia o sangue venoso dos órgãos gastrointestinais e do baço para o fígado antes de retornar ao coração. A veia porta hepática é formada pela união das veias mesentérica superior e esplênica. A veia mesentérica superior drena sangue do intestino delgado e partes do intestino grosso, estômago e pâncreas. A veia esplênica drena sangue do estômago, pâncreas e partes do intestino grosso. A veia mesentérica inferior, que deságua na veia esplênica, drena partes do intestino grosso. O fígado recebe sangue arterial (artéria hepática própria) e venoso (veia porta hepática) ao mesmo tempo. Por fim, todo o sangue sai do fígado pelas veias hepáticas que deságuam na veia cava inferior.
  19. 19. Veias que formam a veia porta (Sistema Porta-Hepático) Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
  20. 20. Veias dos Membros Superiores Situação Região Drenada Cefálica Face lateral do membro superior Basílica Face medial do membro superior Mediana Palma da mão e antebraço Radial Face medial do antebraço Ulnar Face lateral do antebraço Braquial Antebraço, cotovelo, braço e úmero Axilar Superficiais Veia Braço, axila, e parede torácica superolateral Profundas (idem artérias) Subclávia Braço, pescoço e parede torácica Veias Membro Superiores
  21. 21. Esquema das veias dos membros superiores Veias dos Membros Inferiores Situação Veia Safena magna Superficiais Profundas (idem artérias) Safena parva Tibial posterior Tibial anterior Poplítea Femoral Ilíaca externa Ilíaca interna Ilíaca comum Cava inferior Região Drenada Face medial da perna e coxa, virilha, genitália externa e parede abdominal Pés e face posterior da perna Pé e músculo do compartimento posterior Tornozelo, joelho e face anterior da perna Joelho e músculos e ossos da perna e coxa Músculo da coxa, fêmur e genitália externa Membro inferior e parede abdominal Coxa, nádega, genitália externa e pelve Pelve, genitália externa e membro inferior Membros inferiores, pelve e abdome
  22. 22. Veias dos membros inferiores Esquema das veias dos membros inferiores
  23. 23. REFERÊNCIAS: - NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2000. - MOORE, Keith L.. Anatomia Orientada para a Prática Clínica. 4ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. - GOSS, Charles Mayo. Gray Anatomia. 29ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 1988. - SOBOTTA, Johannes. Atlas de Anatomia Humana. 21ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

×