Vascularização de membros superiores

45.038 visualizações

Publicada em

Aulas por Romero Frazão

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
45.038
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
523
Comentários
0
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vascularização de membros superiores

  1. 1. Vascularização dosMembros Superiores
  2. 2. Passagens para a Região Escapular Posterior Forame Supra-escapular- Formada pela incisura da escápula e Ligamento Transverso Superior da escápula, que transforma a incisura em um forame; Espaço Quadrangular- Proporciona um caminho para nervos e vasos provenientes de regiões mais anteriores (a axila) e posteriores à região escapular. Espaço Triangular- É uma área de comunicação entre a axila e a região escapular posterior. Intervalo Triangular- Serve como caminho entre os compartimentos anterior e posterior do braço;- E caminho entre o compartimento posterior do braço e a axila;
  3. 3. Fig pág 638 Gray
  4. 4. Artérias da região escapular posterior3 artérias principais são encontradas na região escapular posterior:Interconectam a rede vascular ao redor da escápula.- a. Supra-escapular;- a. Circunflexa posterior do úmero;- a. Circunflexa da escápula
  5. 5. Fig 640 Gray
  6. 6. Artérias e Veias Artéria Circunflexa da Escápula:- Ramo da artéria subescapular que se origina da 3ª. parte da artéria axilar, na axila.- Deixa a axila através do espaço triangular e entra na região escapular posterior, passando através da origem do músculo redondo menor e formando conexões anastomóticas com outras artérias da região. Veias- As veias na região escapular posterior seguem as artérias e conectam-se com os vasos do pescoço, dorso, braço e axila.
  7. 7. Fig 640 Grays
  8. 8. Axila É a porta para o membro superior, sendo uma área de transição entre o pescoço e o braço; Todas as principais estruturas que entram ou saem do membro superior passam através da axila. Os principais vasos e nervos passam entre o pescoço e axila cruzando sobre a margem lateral da 1ª. Costela e através da entrada da axila; Artéria Subclávia torna-se artéria Axilar ao cruzar a margem lateral da 1ª. Costela e entrar na axila; A Veia Axilar torna-se Veia Subclávia ao cruzar a margem lateral da 1ª. Costela e entrar no pescoço cruzando a axila. Na entrada da axila, a veia axilar é anterior à artéria axilar, que por sua vez é anterior aos troncos do plexo braquial; Ao passarem pela 1ª. Costela, a artéria e veia subclávia são separadas pela inserção do músculo escaleno anterior.
  9. 9. Fig pág 642
  10. 10. Fáscia Clavipeitoral Espessa lâmina de tecido conjuntivo que une a clavícula ao assoalho da axila; Envolve os músculos Subclávio e e Peitoral Menor e cruza o espaço entre eles. A veia cefálica, artéria toracoacromial e o nervo peitoral lateral passam entre os músculos subclávio e peitoral menor; O nervo peitoral medial deixa a axila penetrando diretamente no músculo peitoral menor, inervando-o e alcançando o m. peitoral maior;
  11. 11. Fig 644 Gray
  12. 12. Artéria Axilar Supre as paredes da axila e regiões relacionadas e continua como a principal fonte de suprimento sangüíneo para partes mais distais do membro superior; A artéria subclávia, no pescoço transforma-se na artéria axilar ao cruzar a margem lateral da 1ª costela e segue através da axila; Torna-se artéria Braquial ao cruzar a margem inferior do músculo redondo maior; A artéria axilar é separada em 3 partes pelo músculo Peitoral Menor (cruza anteriormente ao vaso):1ª. Parte proximal ao Peitoral Menor;2ª. Parte é posterior ao Peitoral Menor;3ª. Parte é distal ao Peitoral Menor;
  13. 13. Artéria Axilar⇒ Geralmente, 6 ramos emergem da artéria axilar: 1ª. Parte: (1 ramo)=> Artéria Torácica superior- Nutre as regiões superiores das paredes axilares medial e anterior. 2ª. Parte (2 ramos):⇒ Artéria Toracoacromial e Artéria torácica lateral=> Artéria Torácica Lateral – Nutre as paredes medial e anterior da axila.
  14. 14. Ramos da Artéria Axilar 3ª. Parte (3 ramos):-> a. Subescapular - Principal suprimento sanguíneo para a parede posterior da axila e escápula.-> a. Circunflexa Anterior do úmero – Nutre os tecidos adjacentes, incluindo articulação glenoumeral e cabeça do úmero;-> a. Circunflexa posterior do úmero – Nutre os músculos adjacentes e a articulação glenoumeral.
  15. 15. Fig 653 Gray
  16. 16. Veia Axilar Começa na margem inferior do músculo redondo maior e é continuação da Veia Basílica (veia superficial) – drena a superfície póstero-medial da mão e do antebraço; A Veia Axilar passa através da axila, medial e anteriormente à artéria axilar e torna-se a Veia Subclávia quando cruza a margem lateral da 1ª. Costela; Tributárias da Veia Axilar geralmente seguem os ramos da artéria axilar e, outras tributárias incluem: Um par de Veias Braquiais , que seguem a artéria braquial e a Veia Cefálica; Veia Cefálica – veia superficial que drena as partes lateral e posterior da mão, antebraço e braço; Perfura a fáscia clavipeitoral para unir-se a veia axilar.
  17. 17. Artérias do Braço Artéria Braquial- A maior artéria do braço encontra-se no compartimento anterior, começando como uma continuação da artéria axilar, na margem mais inferior do m. Redondo maior, terminando na articulação do cotovelo, onde se divide em artérias Radial e Ulnar;- Ramos da artéria Braquial:1. => 2 vasos ulnares colaterais (a. Colateral ulnar superior e inferior);2. => Artéria Braquial Profunda- Passa e nutre o compartimento posterior do braço;3. => Artéria Nutrícia do úmero: Nutre o osso.
  18. 18. Fig 675 Grays
  19. 19. Veias Um par de Veias Braquiais passa medial e lateralmente à artéria Braquial, recebendo tributárias que acompanham ramos da artéria; Além das veias profundas, 2 veias subcutâneas: Veias Cefálica e Basílica estão localizadas no braço. A Veia Basílica passa verticalmente na metade distal do braço, medial à artéria Braquial, tornando-se a veia Axilar na margem inferior do músculo Redondo Maior; A veia Braquial une-se à Veia Axilar ou Basílica; A Veia Cefálica segue superiormente na região ântero-lateral do braço e através da parede anterior da axila, para alcançar a Veia Axilar.
  20. 20. Fig 655 Grays
  21. 21. Fig 678 Gray
  22. 22. Fig 679 Grays
  23. 23. Fossa Cubital É uma área de transição entre o braço e antebraço, estando anteriormente à articulação do cotovelo, sendo uma depressão triangular entre 2 músculos:- Músculo Braquiorradial e Pronador Redondo.=> Conteúdo da Fossa Cubital (lateral para medial):- Tendão do Bíceps Braquial;- Artéria Braquial;- Nervo Mediano .
  24. 24. Fig pág 686 Gray
  25. 25. Artérias do Antebraço A artéria braquial divide-se em dois grandes ramos: Artéria Radial e Ulnar. Artéria Radial: Inicia da artéria braquial, aproximadamente no nível do colo do rádio e continua pela face lateral do antebraço. Artéria Ulnar: Sai da fossa cubital, passando profundamente ao m. Pronador redondo;
  26. 26. Fig 698 Gray
  27. 27. Veias do AntebraçoVeias- As veias profundas do compartimento anterior, geralmenteacompanham as artérias e drenam nas veias braquiaisrelacionadas com a artéria braquial, na fossa cubital.
  28. 28. Artérias da Mão O suprimento sangüíneo da mão ocorre pelas artérias radial e Ulnar e forma 2 arcos vasculares interconectados: Arcos Palmar Superficial e Profundo, na região da palma. Artéria radial - contribui substancialmente com o suprimento sangüíneo do polegar e da face lateral do indicador. Os demais dedos e a face medial do indicador são supridos, principalmente, pela artéria Ulnar.
  29. 29. Artérias da Mão Os Ramos do Arco Palmar Superficial incluem:- 1 artéria digital palmar própria (face medial do dedo mínimo);- 3 artérias digitais palmares comuns (fluxo para face lateral do dedo mínimo, dedo anular e médio, e face medial do indicador;- São unidas pelas artérias Metacarpais Palmares provenientes do Arco Palmar profundo, antes de se bifurcarem em artérias digitais palmares próprias, que penetram nos dedos.
  30. 30. Fig 724 Gray
  31. 31. Fig 725 Gray
  32. 32. Veias A mão contém redes interconectadas de veias superficiais e profundas; As veias profundas seguem as artérias e as veias superficiais drenam na rede venosa dorsal no dorso da mão; A Veia Cefálica - origina-se da face lateral da rede venosa dorsal e passa sobre a Tabaqueira anatômica; A Veia Basílica – origina-se da face medial da rede venosa dorsal e segue na região dorsomedial do antebraço.
  33. 33. Fig 726 Gray

×