SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Montagem e configuração de computadores
(Conceitos - unidade 2 )
Instituto Federal de Educação Tecnológica – IFPB
Monteiro
Cursos: Técnico em Manutenção e Suporte em Informática
Prof. César Augusto
Página 0
Página 0
Fontes de Alimentação
FONTES
A energia fornecida pela
concessionária de energia é do tipo
alternada
FONTES
A energia utilizada pela maioria dos
equipamentos de informática é do
tipo contínua
Não varia seu valor durante o
tempo
FONTES
Componente responsável por
transformar a tensão alternada
fornecida pela concessionária de
energia elétrica em uma tensão
contínua, que será consumida
pelos componentes do computador.
COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE
 Transformador: é composto por três
partes: enrolamento primário, núcleo e
enrolamento secundário
COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE
 Transformador: transmite energia
elétrica ou potência elétrica de um
circuito a outro, abaixando ou
elevando tensões e correntes
COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE
 Retificador: transformar a corrente
alternada que sai do transformador em uma
corrente contínua pulsativa. Utiliza diodos
agrupados (ponte de diodos) para
permitir que a tensão só ocorra no
semi-ciclo positivo
COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE
 Filtro: Transformar a corrente contínua
pulsativa em uma corrente contínua
com pequena oscilação, chamada de
ripple. Para tal, utiliza capacitores
COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE
 Regulador de tensão: elimina as
oscilações contidas após a saída do
filtro, fazendo com que a tensão tenha
um valor constante. Utiliza-se um diodo
Zener ou um circuito integrado por
exemplo 7812
HÁ DOIS TIPOS DE TECNOLOGIAS
DE FONTES:
Fontes Lineares
x
Fontes Chaveadas
FONTES LINEARES
 Poucos componentes.
 Robustos
 Não geram interferências e ruídos
Pesados e volumosos
 Baixo rendimento (produzem muito calo
Negativo
Positivo
FONTES CHAVEADAS (USADAS
EM COMPUTADORES)
 Dimensões reduzidas
Alto rendimento
 Pouco peso
 Menor custo de fabricação
Geram muita interferência magnética
Negativo
Positivo
O tamanho do transformador e capacitor é inversamente proporcional
à frequência de entrada da tensão alternada.
Quanto menor a frequência, maior o transformador e capacitor e vice-versa
PADRÕES DE FONTE DE ALIMENTAÇÃO
 ATX -> 20 pinos AT -> 12 pinos ATX12V -> 24
pinos
FONTES AT
 Conector da fonte à placa-mãe: 2x6Pinos
 Valores de Tensão: 5V, 12V, -5V e -12V
 Ligada ao gabinete por um conector de quatro pinos chamado
rocker switch ou push switch
 Pode-se queimar a placa-mãe caso os conectores sejam
invertidos!!
FONTE ATX
 Conector da fonte à placa-mãe: 1x20
Pinos
 Valores de Tensão: 3,3V, 5V, 12V, -5V,
12V
 Ligada ao gabinete por um conector
chamado Power Switch ou Power Button
 Modelo mais popular hoje em dia
CONECTORES ATX
Características da fontes ATXs
ATX - Advanced Technology Extended
Fontes de alimentação ATX são instaladas em gabinetes e em placas-
mãe ATX.
Existem três principais diferenças entre fontes de alimentação AT e ATX.
• Primeiro, uma nova linha de tensão está disponível nas fontes de
alimentação ATX, de +3,3 V;
• Segundo, fontes de alimentação ATX utilizam um único conector de 20
pinos;
• Terceiro, a fonte de alimentação ATX tem um fio chamado power-on,
permitindo que a fonte de alimentação seja desligada por software.
Conexão de uma fonte de alimentação ATX em uma placa-mãe ATX.
Figura 3: Conector de quatro pinos de 12 V em uma placa-mãe ATX12V
(+12V Power Connector)
Conexão de uma fonte de alimentação ATX em uma placa-mãe ATX.
Conector de alimentação Serial ATA de quinze pinos introduzido nas fontes
ATX12V v1.3
Conector de 24 pinos em uma placa-mãe ATX12V v2.x
Layout dos Conector de 24 pinos em uma
placa-mãe ATX12V v2.x
FONTES: DIAGNÓTICOS (EFICIÊNCIA)
Faixa de Tolerância das Tensões da Fonte ATX
Mínimo Normal Máximo Tolerância
+11,40 V +12 V +12,60 V ± 5 %
-10,80 V -12 V -13,20 V ± 10 %
+4,75 V +5 V +5,25 V ± 5 %
-4,50 V -5 V -5,50 V ± 10 %
+4,75 V +5V (SB) +5,25 V ± 5 %
+3,14 V +3,3 V +3,47 V ± 4 %
PRÁTICA DE CONEXÃO DE FONTE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Potência em circuitos trifásicos
Potência em circuitos trifásicosPotência em circuitos trifásicos
Potência em circuitos trifásicos
zeu1507
 
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
Evandro Júnior
 
Transformadores para medição e proteção
Transformadores para medição e proteçãoTransformadores para medição e proteção
Transformadores para medição e proteção
Rodrigo Prado
 
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
Ivanir Silva
 
Disjuntores e fuzíveis
Disjuntores e fuzíveis Disjuntores e fuzíveis
Disjuntores e fuzíveis
cerejn
 

Mais procurados (20)

NBR-IEC-60479-1
NBR-IEC-60479-1NBR-IEC-60479-1
NBR-IEC-60479-1
 
Metodos de chaves de partida para motores.ppt
Metodos de chaves de partida para motores.pptMetodos de chaves de partida para motores.ppt
Metodos de chaves de partida para motores.ppt
 
Arquitectura Interna Do Computador
Arquitectura Interna Do ComputadorArquitectura Interna Do Computador
Arquitectura Interna Do Computador
 
Aplicação dos microcontroladores no dia a dia
Aplicação dos microcontroladores no dia a diaAplicação dos microcontroladores no dia a dia
Aplicação dos microcontroladores no dia a dia
 
Manutenção e montagem de computadores
Manutenção e montagem de computadoresManutenção e montagem de computadores
Manutenção e montagem de computadores
 
Potência em circuitos trifásicos
Potência em circuitos trifásicosPotência em circuitos trifásicos
Potência em circuitos trifásicos
 
Aterramento
AterramentoAterramento
Aterramento
 
Aula 03 tipos de fontes e uso do multimetro em fontes
Aula 03 tipos de fontes e uso do multimetro em fontesAula 03 tipos de fontes e uso do multimetro em fontes
Aula 03 tipos de fontes e uso do multimetro em fontes
 
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
Placa Mãe - Atualizado 29/10/2014
 
02 multimetro
02 multimetro02 multimetro
02 multimetro
 
Transformadores para medição e proteção
Transformadores para medição e proteçãoTransformadores para medição e proteção
Transformadores para medição e proteção
 
Aula 12 - Processador
Aula 12 - ProcessadorAula 12 - Processador
Aula 12 - Processador
 
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
Exercicios diodo-e-retificadores-v (1)
 
Aula 05 - Como funciona o Computador
Aula 05 - Como funciona o ComputadorAula 05 - Como funciona o Computador
Aula 05 - Como funciona o Computador
 
Eletronica basica-1
Eletronica basica-1Eletronica basica-1
Eletronica basica-1
 
Tecnicas de Detenção de Avaria
Tecnicas de Detenção de AvariaTecnicas de Detenção de Avaria
Tecnicas de Detenção de Avaria
 
Multimetros
MultimetrosMultimetros
Multimetros
 
Aula05 - Arquitetura e manutanção de Computadores
Aula05 - Arquitetura e manutanção de ComputadoresAula05 - Arquitetura e manutanção de Computadores
Aula05 - Arquitetura e manutanção de Computadores
 
Disjuntores e fuzíveis
Disjuntores e fuzíveis Disjuntores e fuzíveis
Disjuntores e fuzíveis
 
Cabeamento de redes
Cabeamento de redesCabeamento de redes
Cabeamento de redes
 

Semelhante a Aula 02-fontes-de-alimentac3a7c3a3o

Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Localização dos principais componentes da tv.pdf
Localização dos principais componentes da tv.pdfLocalização dos principais componentes da tv.pdf
Localização dos principais componentes da tv.pdf
activaware
 
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Inversor de frequencia
Inversor de frequenciaInversor de frequencia
Inversor de frequencia
Ademir Santos
 
Curso para conserto de tv
Curso para conserto de tvCurso para conserto de tv
Curso para conserto de tv
Bruno Pereira
 
Apostila hardware 2
Apostila hardware 2Apostila hardware 2
Apostila hardware 2
willdson2012
 
Eletronica basica 2,1
Eletronica basica 2,1Eletronica basica 2,1
Eletronica basica 2,1
andydurdem
 
Amplificador darlington de até 500 watts
Amplificador darlington de até 500 wattsAmplificador darlington de até 500 watts
Amplificador darlington de até 500 watts
Grilo Deus
 

Semelhante a Aula 02-fontes-de-alimentac3a7c3a3o (20)

Fontes
FontesFontes
Fontes
 
Aula 06 instalação de hardware
Aula 06 instalação de hardwareAula 06 instalação de hardware
Aula 06 instalação de hardware
 
Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
Semicondutores mosfetsdepotncia-antonio inacio ferraz escola senai e colegio ...
 
Localização dos principais componentes da tv.pdf
Localização dos principais componentes da tv.pdfLocalização dos principais componentes da tv.pdf
Localização dos principais componentes da tv.pdf
 
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
ANTONIO INCIO FERRAZ-ELETRONICA ANALÓGICA-TÉCNICO EM ELETRÔNICA/AGROPECUÁRIA ...
 
Fontes
FontesFontes
Fontes
 
aula07-fontes-180610180021.pdf
aula07-fontes-180610180021.pdfaula07-fontes-180610180021.pdf
aula07-fontes-180610180021.pdf
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
 
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pcCarregador de bateria a partir de fonte de pc
Carregador de bateria a partir de fonte de pc
 
Inversor de frequencia
Inversor de frequenciaInversor de frequencia
Inversor de frequencia
 
Curso para conserto de tv
Curso para conserto de tvCurso para conserto de tv
Curso para conserto de tv
 
06 elet pot-convac-dc-trifasicos-contr
06 elet pot-convac-dc-trifasicos-contr06 elet pot-convac-dc-trifasicos-contr
06 elet pot-convac-dc-trifasicos-contr
 
Apostila hardware 2
Apostila hardware 2Apostila hardware 2
Apostila hardware 2
 
Fonte AT- ATX
Fonte AT- ATXFonte AT- ATX
Fonte AT- ATX
 
Workshop de produtos Alfacomp
Workshop de produtos AlfacompWorkshop de produtos Alfacomp
Workshop de produtos Alfacomp
 
ABB - Capacitores e Controladores
ABB - Capacitores e ControladoresABB - Capacitores e Controladores
ABB - Capacitores e Controladores
 
Nota harmonicas
Nota harmonicasNota harmonicas
Nota harmonicas
 
Eletronica basica 2,1
Eletronica basica 2,1Eletronica basica 2,1
Eletronica basica 2,1
 
Defeitos em hardware
Defeitos em hardwareDefeitos em hardware
Defeitos em hardware
 
Amplificador darlington de até 500 watts
Amplificador darlington de até 500 wattsAmplificador darlington de até 500 watts
Amplificador darlington de até 500 watts
 

Mais de Capacitações.com.br Altemar Galvão (9)

00255760
0025576000255760
00255760
 
Protocols
ProtocolsProtocols
Protocols
 
Computer problem
Computer problemComputer problem
Computer problem
 
Aula 05 introducao aos sistemas estruturados
Aula 05   introducao aos sistemas estruturadosAula 05   introducao aos sistemas estruturados
Aula 05 introducao aos sistemas estruturados
 
Apostila redes1 beta
Apostila redes1 betaApostila redes1 beta
Apostila redes1 beta
 
Redes aula 1
Redes   aula 1Redes   aula 1
Redes aula 1
 
CURSO JAVA 01
CURSO JAVA 01CURSO JAVA 01
CURSO JAVA 01
 
CURSO BANCO DADOS
CURSO BANCO DADOSCURSO BANCO DADOS
CURSO BANCO DADOS
 
CURSO JAVA 02
CURSO JAVA 02CURSO JAVA 02
CURSO JAVA 02
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

Aula 02-fontes-de-alimentac3a7c3a3o

  • 1. Montagem e configuração de computadores (Conceitos - unidade 2 ) Instituto Federal de Educação Tecnológica – IFPB Monteiro Cursos: Técnico em Manutenção e Suporte em Informática Prof. César Augusto Página 0 Página 0 Fontes de Alimentação
  • 2. FONTES A energia fornecida pela concessionária de energia é do tipo alternada
  • 3. FONTES A energia utilizada pela maioria dos equipamentos de informática é do tipo contínua Não varia seu valor durante o tempo
  • 4. FONTES Componente responsável por transformar a tensão alternada fornecida pela concessionária de energia elétrica em uma tensão contínua, que será consumida pelos componentes do computador.
  • 5. COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE  Transformador: é composto por três partes: enrolamento primário, núcleo e enrolamento secundário
  • 6. COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE  Transformador: transmite energia elétrica ou potência elétrica de um circuito a outro, abaixando ou elevando tensões e correntes
  • 7. COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE  Retificador: transformar a corrente alternada que sai do transformador em uma corrente contínua pulsativa. Utiliza diodos agrupados (ponte de diodos) para permitir que a tensão só ocorra no semi-ciclo positivo
  • 8. COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE  Filtro: Transformar a corrente contínua pulsativa em uma corrente contínua com pequena oscilação, chamada de ripple. Para tal, utiliza capacitores
  • 9. COMPONENTES PRINCIPAIS DE UMA FONTE  Regulador de tensão: elimina as oscilações contidas após a saída do filtro, fazendo com que a tensão tenha um valor constante. Utiliza-se um diodo Zener ou um circuito integrado por exemplo 7812
  • 10. HÁ DOIS TIPOS DE TECNOLOGIAS DE FONTES: Fontes Lineares x Fontes Chaveadas
  • 11. FONTES LINEARES  Poucos componentes.  Robustos  Não geram interferências e ruídos Pesados e volumosos  Baixo rendimento (produzem muito calo Negativo Positivo
  • 12. FONTES CHAVEADAS (USADAS EM COMPUTADORES)  Dimensões reduzidas Alto rendimento  Pouco peso  Menor custo de fabricação Geram muita interferência magnética Negativo Positivo O tamanho do transformador e capacitor é inversamente proporcional à frequência de entrada da tensão alternada. Quanto menor a frequência, maior o transformador e capacitor e vice-versa
  • 13. PADRÕES DE FONTE DE ALIMENTAÇÃO  ATX -> 20 pinos AT -> 12 pinos ATX12V -> 24 pinos
  • 14. FONTES AT  Conector da fonte à placa-mãe: 2x6Pinos  Valores de Tensão: 5V, 12V, -5V e -12V  Ligada ao gabinete por um conector de quatro pinos chamado rocker switch ou push switch  Pode-se queimar a placa-mãe caso os conectores sejam invertidos!!
  • 15. FONTE ATX  Conector da fonte à placa-mãe: 1x20 Pinos  Valores de Tensão: 3,3V, 5V, 12V, -5V, 12V  Ligada ao gabinete por um conector chamado Power Switch ou Power Button  Modelo mais popular hoje em dia
  • 17. Características da fontes ATXs ATX - Advanced Technology Extended Fontes de alimentação ATX são instaladas em gabinetes e em placas- mãe ATX. Existem três principais diferenças entre fontes de alimentação AT e ATX. • Primeiro, uma nova linha de tensão está disponível nas fontes de alimentação ATX, de +3,3 V; • Segundo, fontes de alimentação ATX utilizam um único conector de 20 pinos; • Terceiro, a fonte de alimentação ATX tem um fio chamado power-on, permitindo que a fonte de alimentação seja desligada por software.
  • 18. Conexão de uma fonte de alimentação ATX em uma placa-mãe ATX.
  • 19. Figura 3: Conector de quatro pinos de 12 V em uma placa-mãe ATX12V (+12V Power Connector) Conexão de uma fonte de alimentação ATX em uma placa-mãe ATX.
  • 20. Conector de alimentação Serial ATA de quinze pinos introduzido nas fontes ATX12V v1.3
  • 21. Conector de 24 pinos em uma placa-mãe ATX12V v2.x
  • 22. Layout dos Conector de 24 pinos em uma placa-mãe ATX12V v2.x
  • 23. FONTES: DIAGNÓTICOS (EFICIÊNCIA) Faixa de Tolerância das Tensões da Fonte ATX Mínimo Normal Máximo Tolerância +11,40 V +12 V +12,60 V ± 5 % -10,80 V -12 V -13,20 V ± 10 % +4,75 V +5 V +5,25 V ± 5 % -4,50 V -5 V -5,50 V ± 10 % +4,75 V +5V (SB) +5,25 V ± 5 % +3,14 V +3,3 V +3,47 V ± 4 %