SlideShare uma empresa Scribd logo
13 de Maio de 2013•15h49 •atualizado em 14 de Maio de 2013 às 12h15
ONU alerta que concentração de CO2 deixa Terra em perigo
A concentração de CO2 na atmosfera, que superou pela primeira vez as 400 partes por milhão (ppm)
*, coloca o planeta em uma "zona de perigo", advertiu nesta segunda-feira a encarregada das Nações
Unidas para o Clima, Christiana Figueres.
[*Partes por milhão (ppm) indica a quantidade, em gramas, de soluto presente em 1000000 gramas
da solução. É uma grandeza que serve para relacionar a massa do soluto com a de soluções que estão muito diluí-
das.]
Um planeta rumo ao aquecimento
Embora se trate de uma medida pontual, a média anual de 2013 sem dúvida superará os 400 ppm
que, segundo os especialistas, é um valor simbólico que marca uma tendência preocupante do planeta
rumo ao aquecimento.
Fenômenos climáticos extremos
Em 2009, a meta estabelecida pela comunidade internacional era manter o aquecimento global a uma
elevação máxima da temperatura de +2°C com relação aos níveis anteriores à era industrial. Se estes
2ºC forem superados, os cientistas consideram que o planeta entrará em um sistema climático marca-
do por fenômenos extremos.
0,4º C acima da média
Com uma média anual de 400 ppm de concentração de CO2, o aquecimento global previsto será de
pelo menos 2,4°C, segundo o último relatório do Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudanças
Climáticas (IPCC)*.
[*IPCC – é a sigla para Intergovernmental Panel on Climate Change, em português, Painel Intergo-
vernamental sobre Mudanças Climáticas]
Perspectivas pessimistas
E as perspectivas são pessimistas: as emissões de CO2 na atmosfera não param de crescer e se a ten-
dência se mantiver, a temperatura pode aumentar entre 3º e 5°C.
Os maiores emissores de CO2 do planeta resistem
O próximo grande encontro será a cúpula climática da ONU, em 2015 na França. Mais de 190 países
concordaram em assinar um acordo global que limite as emissões de gases de efeito estufa de todos
os países. Mas estas negociações, que envolvem os grandes poluidores do planeta não serão nada fá-
ceis, pois China e Estados Unidos resistem a participar desse acordo. A última tentativa para estabele-
cer um acordo deste tipo - Copenhague, em 2009 - fracassou.
Voltando ao clima pré-histórico
A última vez que o planeta registrou uma concentração de C02 na atmosfera superior às 400 partes
por milhão (ppm) foi entre 3 e 5 milhões de anos, durante a era do Plioceno. A temperatura na época
era de 3° a 4°C superior à atual. "Estamos criando um clima pré-histórico no qual a nossa sociedade
terá que enfrentar riscos enormes e potencialmente catastróficos", advertiu no final da semana passa-
da Bob Ward, diretor de comunicações do Instituto de Pesquisas Grantham sobre Mudanças climáticas
e Meio Ambiente, da London School of Economics and Political Science.
Biodiversidade em extinção
Um estudo publicado na revista Nature Climate Change, que alerta para os efeitos previstos das mu-
danças climáticas na biodiversidade. Segundo especialistas, se a tendência atual se mantiver, o espaço
propício para a existência de mais da metade das espécies vegetais e de um terço das espécies ani-
mais será reduzido em 50% até 2080.
Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Aquecimento Global
Geografia - Prof. Silvio
Aquecimento Global
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013
Questões—Aprenda fazendo
Questão 1 – Enem 2006
Com base em porjeções realizadas por especialistas, preve-se, para o fim do século 21, aumento de
temperatura média, no planeta, entre 1,4ºC e 5,8ºC.
Como consequência desse aquecimento, possivelmente o clima será mais quente e mais úmido bem
como ocorrerão mais enchentes em algumas áreas e secas crônicas em outras. O aquecimento tam-
bém provocará o desaparecimento de algumas geleiras, o que acarretará o aumento do nível dos oce-
anos e a inundação de certas áreas litorâneas.
As mudanças climáticas previstas para o fim do século 21;
A) provocarão a redução das taxas de evaporação e de condensação do ciclo da água.
B) Poderão interferir nos processos do ciclo da água que envolvem mudanças de estado físico.
C) Promoverão o aumento da disponibilidade de alimento das espécies marinhas.
D) Induzirão o aumento dos mananciais, o que solucionará os problemas de falta de água no pla-
neta.
E) Causarão o aumento do volume de todos os cursos de água, o que minimizara os efeitos da po-
luição aquática.
Questão 2 - Quais as principais consequências ambientais do aquecimento global?
Influencia o regime de chuvas e secas, afetando plantações e florestas. O processo de desertificação
de algumas áreas e o alagamento de plantações. Outro fator de risco é o derretimento das geleiras
que em ritmo acelerado trará o aumenta o nível do mar e inundações no litoral. O sistema climático
será marcado por fenômenos extremos, como chuvas intensas em curto período de tempo, aumento
do poder destruidor dos furacões e tornados. O aquecimento global trará consequências lamentáveis
ao planeta. Segundo especialistas, se a tendência atual se mantiver, o espaço propício para a existên-
cia de mais da metade das espécies vegetais e de um terço das espécies animais será reduzido em
50% até 2080.
Questão 3 - O efeito de estufa é o principal fenômeno responsável pelo aquecimento global,
quais os principais gases que desencadeiam esse processo?
O efeito estufa é um fenômeno natural que mantém o planeta aquecido e possibilita a manutenção da
vida. A maioria dos especialistas sustenta que a principal causa é a queima de combustíveis fósseis,
como o petróleo, carvão mineral e gás natural. A queima dessas substâncias produz gases como o dió-
xido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O), que retêm o calor proveniente das
radiações solares, como se fossem o vidro de uma estufa de plantas.
Questão 4 - Qual o principal objetivo do Protocolo de Kyoto?
A elaboração do Protocolo de Kyoto é consequência de uma série de eventos ambientais para a redu-
ção de emissão de gases poluentes na atmosfera. É um instrumento para implementar a Convenção
das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Seu objetivo é que os países industrializados (com ex-
ceção dos EUA, que se recusam a participar do Acordo) reduzam (e controlem) até 2008-2012 as e-
missões de gases que causam o efeito estufa em, aproximadamente, 5% abaixo dos níveis registrados
em 1990.
Questão 5 - Como se caracteriza o processo de aquecimento global?
O aquecimento global é uma das consequências das alterações climáticas ocorridas no planeta. Tem
como característica principal o aumento médio da temperatura da atmosfera do planeta pela maior
presença de gases que possuem a propriedade de reter calor, como o CO2, Dióxido de carbono.
Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Aquecimento Global
Geografia - Prof. Silvio
Aquecimento Global
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013
Questões—Aprenda fazendo
Questão 6 – Qual a posição ou consenso da comunidade científica internacional sobre essa
questão do aquecimento global?
Muitos estudos são realizados com o intuito de estabelecer os principais causadores do aquecimento
global. Atualmente, duas vertentes tentam esclarecer esse fenômeno. Uma parcela da comunidade
científica atribui que o aquecimento global é um processo natural, em razão das constantes modifica-
ções que o planeta Terra está sujeito a passar. É um fenômeno natural.
Outra parcela da comunidade científica alega que o aquecimento global está diretamente ligado às ati-
vidades humanas, que intensificam o efeito de estufa através do aumento na queima de gases de
combustíveis fósseis, como petróleo, carvão mineral e gás natural. É consequência das ações do ho-
mem sobre o planeta.
Questão 7 - Quais as soluções para combater o aumento do efeito estufa?
Existem várias maneiras de reduzir as emissões dos gases de efeito estufa. Diminuir o desmatamento,
incentivar o uso de energias renováveis não-convencionais, eficiência energética, reciclagem de mate-
riais e melhorar o transporte público são algumas das possibilidades.
Questão 8 - O que são energias renováveis não-convencionais?
São energias que não vêm de combustíveis fósseis (como petróleo e gás natural) e também não inclui
a hidroeletricidade. As energias renováveis não-convencionais mais conhecidas são a solar, onde se
aproveita a luz e o calor do sol para gerar energia, a biomassa, oriunda mais comumente do bagaço
da cana-de-açúcar, e a eólica, dos ventos.
Questão 9 - UNICID 2013 - O efeito estufa é intensificado pelo excesso de certos gases que, quan-
do lançados na atmosfera, bloqueiam a irradiação de calor para o espaço e aumentam a temperatura
média da Terra. A maioria das pesquisas científicas aponta que o principal gás responsável por esse
fenômeno é o...
A) ozônio B) clorofluorcarbono C) óxido nitroso D) metano E) dióxido de carbono
Webgrafia:
http://noticias.terra.com.br/ciencia/clima/onu-alerta-que-concentracao-de-co2-deixa-terra-em-
perigo,de0b95d82cd9e310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html
http://exercicios.brasilescola.com/geografia/exercicios-sobre-aquecimento-global.htm#resposta-295
http://www.conexaoaluno.rj.gov.br/especial.asp?EditeCodigoDaPagina=555
Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Aquecimento Global
Geografia - Prof. Silvio
Aquecimento Global
Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4   efeito estufa alterações climáticas globaisAula 4   efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
Marcelo Gomes
 
Aquecimento Global Final
Aquecimento Global FinalAquecimento Global Final
Aquecimento Global Final
Pdrs
 
Aquecimento global-56755-2784
Aquecimento global-56755-2784Aquecimento global-56755-2784
Aquecimento global-56755-2784
nuria almeida
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
O que é aquecimento global
O que é aquecimento globalO que é aquecimento global
O que é aquecimento global
Anna Freire
 
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terraComo evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Fernando Alcoforado
 
Mudanças climáticas
Mudanças climáticasMudanças climáticas
Mudanças climáticas
Gabriel Lecoque Francisco
 
Causas e consequências do aquecimento global!!
Causas e consequências do aquecimento global!!Causas e consequências do aquecimento global!!
Causas e consequências do aquecimento global!!
mokuia
 
Atividades aquecimento global e efeito estufa
Atividades aquecimento global e efeito estufaAtividades aquecimento global e efeito estufa
Atividades aquecimento global e efeito estufa
Atividades Diversas Cláudia
 
Poluição do Ar - Aquecimento Global
Poluição do Ar - Aquecimento GlobalPoluição do Ar - Aquecimento Global
Poluição do Ar - Aquecimento Global
MartaCCG
 
4 efeito estufa e aquecimento global
4   efeito estufa e aquecimento global4   efeito estufa e aquecimento global
4 efeito estufa e aquecimento global
elydef
 
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
Fernando Alcoforado
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
Roberto Santos
 
Webquest - Aquecimento Global
Webquest - Aquecimento GlobalWebquest - Aquecimento Global
Webquest - Aquecimento Global
Juliane Luênia
 
Slides aquecimento global
Slides aquecimento global   Slides aquecimento global
Slides aquecimento global
JUCIANO PEREIRA DOS SANTOS
 
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Webquest Aquecimento Global
Webquest Aquecimento GlobalWebquest Aquecimento Global
Webquest Aquecimento Global
rlnobre
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Prof.Paulo/geografia
 
Impacto das alterações climáticas
Impacto das alterações climáticasImpacto das alterações climáticas
Impacto das alterações climáticas
Grupo2apcm
 

Mais procurados (19)

Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4   efeito estufa alterações climáticas globaisAula 4   efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
 
Aquecimento Global Final
Aquecimento Global FinalAquecimento Global Final
Aquecimento Global Final
 
Aquecimento global-56755-2784
Aquecimento global-56755-2784Aquecimento global-56755-2784
Aquecimento global-56755-2784
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
O que é aquecimento global
O que é aquecimento globalO que é aquecimento global
O que é aquecimento global
 
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terraComo evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terra
 
Mudanças climáticas
Mudanças climáticasMudanças climáticas
Mudanças climáticas
 
Causas e consequências do aquecimento global!!
Causas e consequências do aquecimento global!!Causas e consequências do aquecimento global!!
Causas e consequências do aquecimento global!!
 
Atividades aquecimento global e efeito estufa
Atividades aquecimento global e efeito estufaAtividades aquecimento global e efeito estufa
Atividades aquecimento global e efeito estufa
 
Poluição do Ar - Aquecimento Global
Poluição do Ar - Aquecimento GlobalPoluição do Ar - Aquecimento Global
Poluição do Ar - Aquecimento Global
 
4 efeito estufa e aquecimento global
4   efeito estufa e aquecimento global4   efeito estufa e aquecimento global
4 efeito estufa e aquecimento global
 
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
Aquecimento global e sistema energético sustentável (notas de aula)
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 
Webquest - Aquecimento Global
Webquest - Aquecimento GlobalWebquest - Aquecimento Global
Webquest - Aquecimento Global
 
Slides aquecimento global
Slides aquecimento global   Slides aquecimento global
Slides aquecimento global
 
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
Atividades aquecimento global e efeito estufa (1)
 
Webquest Aquecimento Global
Webquest Aquecimento GlobalWebquest Aquecimento Global
Webquest Aquecimento Global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Impacto das alterações climáticas
Impacto das alterações climáticasImpacto das alterações climáticas
Impacto das alterações climáticas
 

Semelhante a Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013

Aquecimento Global - Keydian Teixeira
Aquecimento Global - Keydian TeixeiraAquecimento Global - Keydian Teixeira
Aquecimento Global - Keydian Teixeira
Keydian Vergasta Teixeira
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
RefletindoGeografia
 
Questões ambientais globais
Questões ambientais globaisQuestões ambientais globais
Questões ambientais globais
Edenilson Morais
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
claudiapinto7a
 
O aquecimento global 9.3 andreia
O aquecimento global  9.3  andreiaO aquecimento global  9.3  andreia
O aquecimento global 9.3 andreia
Mayjö .
 
Química texto 2
Química   texto 2Química   texto 2
Química texto 2
bjsjd
 
Apostila aquecimento global1
Apostila  aquecimento global1Apostila  aquecimento global1
Apostila aquecimento global1
Colégio Certo - Rio Tinto/PB
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
marquione ban
 
Aquecimento global ines 9.4
Aquecimento global ines 9.4Aquecimento global ines 9.4
Aquecimento global ines 9.4
Mayjö .
 
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBALECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
aplopespaiva1
 
Trabalho Informática
Trabalho InformáticaTrabalho Informática
Trabalho Informática
ewertoncorrea
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Mayjö .
 
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüênciasO aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
Fernando Alcoforado
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
FradesEstudantes
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 

Semelhante a Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013 (20)

Aquecimento Global - Keydian Teixeira
Aquecimento Global - Keydian TeixeiraAquecimento Global - Keydian Teixeira
Aquecimento Global - Keydian Teixeira
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Questões ambientais globais
Questões ambientais globaisQuestões ambientais globais
Questões ambientais globais
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
O aquecimento global 9.3 andreia
O aquecimento global  9.3  andreiaO aquecimento global  9.3  andreia
O aquecimento global 9.3 andreia
 
Química texto 2
Química   texto 2Química   texto 2
Química texto 2
 
Apostila aquecimento global1
Apostila  aquecimento global1Apostila  aquecimento global1
Apostila aquecimento global1
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
 
Aquecimento global ines 9.4
Aquecimento global ines 9.4Aquecimento global ines 9.4
Aquecimento global ines 9.4
 
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBALECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
ECO-CONSCIÊNCIA: QUEIMADAS E SUAS IMPLICAÇÕES NO AQUECIMENTO GLOBAL
 
Trabalho Informática
Trabalho InformáticaTrabalho Informática
Trabalho Informática
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüênciasO aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
Silvio Araujo de Sousa
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Silvio Araujo de Sousa
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Silvio Araujo de Sousa
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Silvio Araujo de Sousa
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Silvio Araujo de Sousa
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
Silvio Araujo de Sousa
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
Silvio Araujo de Sousa
 
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Silvio Araujo de Sousa
 
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta ÁrabePrimavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Silvio Araujo de Sousa
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
Silvio Araujo de Sousa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
Silvio Araujo de Sousa
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa (17)

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
 
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
 
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta ÁrabePrimavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
 

Último

Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 

Último (20)

Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 

Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013

  • 1. 13 de Maio de 2013•15h49 •atualizado em 14 de Maio de 2013 às 12h15 ONU alerta que concentração de CO2 deixa Terra em perigo A concentração de CO2 na atmosfera, que superou pela primeira vez as 400 partes por milhão (ppm) *, coloca o planeta em uma "zona de perigo", advertiu nesta segunda-feira a encarregada das Nações Unidas para o Clima, Christiana Figueres. [*Partes por milhão (ppm) indica a quantidade, em gramas, de soluto presente em 1000000 gramas da solução. É uma grandeza que serve para relacionar a massa do soluto com a de soluções que estão muito diluí- das.] Um planeta rumo ao aquecimento Embora se trate de uma medida pontual, a média anual de 2013 sem dúvida superará os 400 ppm que, segundo os especialistas, é um valor simbólico que marca uma tendência preocupante do planeta rumo ao aquecimento. Fenômenos climáticos extremos Em 2009, a meta estabelecida pela comunidade internacional era manter o aquecimento global a uma elevação máxima da temperatura de +2°C com relação aos níveis anteriores à era industrial. Se estes 2ºC forem superados, os cientistas consideram que o planeta entrará em um sistema climático marca- do por fenômenos extremos. 0,4º C acima da média Com uma média anual de 400 ppm de concentração de CO2, o aquecimento global previsto será de pelo menos 2,4°C, segundo o último relatório do Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudanças Climáticas (IPCC)*. [*IPCC – é a sigla para Intergovernmental Panel on Climate Change, em português, Painel Intergo- vernamental sobre Mudanças Climáticas] Perspectivas pessimistas E as perspectivas são pessimistas: as emissões de CO2 na atmosfera não param de crescer e se a ten- dência se mantiver, a temperatura pode aumentar entre 3º e 5°C. Os maiores emissores de CO2 do planeta resistem O próximo grande encontro será a cúpula climática da ONU, em 2015 na França. Mais de 190 países concordaram em assinar um acordo global que limite as emissões de gases de efeito estufa de todos os países. Mas estas negociações, que envolvem os grandes poluidores do planeta não serão nada fá- ceis, pois China e Estados Unidos resistem a participar desse acordo. A última tentativa para estabele- cer um acordo deste tipo - Copenhague, em 2009 - fracassou. Voltando ao clima pré-histórico A última vez que o planeta registrou uma concentração de C02 na atmosfera superior às 400 partes por milhão (ppm) foi entre 3 e 5 milhões de anos, durante a era do Plioceno. A temperatura na época era de 3° a 4°C superior à atual. "Estamos criando um clima pré-histórico no qual a nossa sociedade terá que enfrentar riscos enormes e potencialmente catastróficos", advertiu no final da semana passa- da Bob Ward, diretor de comunicações do Instituto de Pesquisas Grantham sobre Mudanças climáticas e Meio Ambiente, da London School of Economics and Political Science. Biodiversidade em extinção Um estudo publicado na revista Nature Climate Change, que alerta para os efeitos previstos das mu- danças climáticas na biodiversidade. Segundo especialistas, se a tendência atual se mantiver, o espaço propício para a existência de mais da metade das espécies vegetais e de um terço das espécies ani- mais será reduzido em 50% até 2080. Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil Aquecimento Global Geografia - Prof. Silvio Aquecimento Global Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013
  • 2. Questões—Aprenda fazendo Questão 1 – Enem 2006 Com base em porjeções realizadas por especialistas, preve-se, para o fim do século 21, aumento de temperatura média, no planeta, entre 1,4ºC e 5,8ºC. Como consequência desse aquecimento, possivelmente o clima será mais quente e mais úmido bem como ocorrerão mais enchentes em algumas áreas e secas crônicas em outras. O aquecimento tam- bém provocará o desaparecimento de algumas geleiras, o que acarretará o aumento do nível dos oce- anos e a inundação de certas áreas litorâneas. As mudanças climáticas previstas para o fim do século 21; A) provocarão a redução das taxas de evaporação e de condensação do ciclo da água. B) Poderão interferir nos processos do ciclo da água que envolvem mudanças de estado físico. C) Promoverão o aumento da disponibilidade de alimento das espécies marinhas. D) Induzirão o aumento dos mananciais, o que solucionará os problemas de falta de água no pla- neta. E) Causarão o aumento do volume de todos os cursos de água, o que minimizara os efeitos da po- luição aquática. Questão 2 - Quais as principais consequências ambientais do aquecimento global? Influencia o regime de chuvas e secas, afetando plantações e florestas. O processo de desertificação de algumas áreas e o alagamento de plantações. Outro fator de risco é o derretimento das geleiras que em ritmo acelerado trará o aumenta o nível do mar e inundações no litoral. O sistema climático será marcado por fenômenos extremos, como chuvas intensas em curto período de tempo, aumento do poder destruidor dos furacões e tornados. O aquecimento global trará consequências lamentáveis ao planeta. Segundo especialistas, se a tendência atual se mantiver, o espaço propício para a existên- cia de mais da metade das espécies vegetais e de um terço das espécies animais será reduzido em 50% até 2080. Questão 3 - O efeito de estufa é o principal fenômeno responsável pelo aquecimento global, quais os principais gases que desencadeiam esse processo? O efeito estufa é um fenômeno natural que mantém o planeta aquecido e possibilita a manutenção da vida. A maioria dos especialistas sustenta que a principal causa é a queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, carvão mineral e gás natural. A queima dessas substâncias produz gases como o dió- xido de carbono (CO2), o metano (CH4) e o óxido nitroso (N2O), que retêm o calor proveniente das radiações solares, como se fossem o vidro de uma estufa de plantas. Questão 4 - Qual o principal objetivo do Protocolo de Kyoto? A elaboração do Protocolo de Kyoto é consequência de uma série de eventos ambientais para a redu- ção de emissão de gases poluentes na atmosfera. É um instrumento para implementar a Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Seu objetivo é que os países industrializados (com ex- ceção dos EUA, que se recusam a participar do Acordo) reduzam (e controlem) até 2008-2012 as e- missões de gases que causam o efeito estufa em, aproximadamente, 5% abaixo dos níveis registrados em 1990. Questão 5 - Como se caracteriza o processo de aquecimento global? O aquecimento global é uma das consequências das alterações climáticas ocorridas no planeta. Tem como característica principal o aumento médio da temperatura da atmosfera do planeta pela maior presença de gases que possuem a propriedade de reter calor, como o CO2, Dióxido de carbono. Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil Aquecimento Global Geografia - Prof. Silvio Aquecimento Global Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013
  • 3. Questões—Aprenda fazendo Questão 6 – Qual a posição ou consenso da comunidade científica internacional sobre essa questão do aquecimento global? Muitos estudos são realizados com o intuito de estabelecer os principais causadores do aquecimento global. Atualmente, duas vertentes tentam esclarecer esse fenômeno. Uma parcela da comunidade científica atribui que o aquecimento global é um processo natural, em razão das constantes modifica- ções que o planeta Terra está sujeito a passar. É um fenômeno natural. Outra parcela da comunidade científica alega que o aquecimento global está diretamente ligado às ati- vidades humanas, que intensificam o efeito de estufa através do aumento na queima de gases de combustíveis fósseis, como petróleo, carvão mineral e gás natural. É consequência das ações do ho- mem sobre o planeta. Questão 7 - Quais as soluções para combater o aumento do efeito estufa? Existem várias maneiras de reduzir as emissões dos gases de efeito estufa. Diminuir o desmatamento, incentivar o uso de energias renováveis não-convencionais, eficiência energética, reciclagem de mate- riais e melhorar o transporte público são algumas das possibilidades. Questão 8 - O que são energias renováveis não-convencionais? São energias que não vêm de combustíveis fósseis (como petróleo e gás natural) e também não inclui a hidroeletricidade. As energias renováveis não-convencionais mais conhecidas são a solar, onde se aproveita a luz e o calor do sol para gerar energia, a biomassa, oriunda mais comumente do bagaço da cana-de-açúcar, e a eólica, dos ventos. Questão 9 - UNICID 2013 - O efeito estufa é intensificado pelo excesso de certos gases que, quan- do lançados na atmosfera, bloqueiam a irradiação de calor para o espaço e aumentam a temperatura média da Terra. A maioria das pesquisas científicas aponta que o principal gás responsável por esse fenômeno é o... A) ozônio B) clorofluorcarbono C) óxido nitroso D) metano E) dióxido de carbono Webgrafia: http://noticias.terra.com.br/ciencia/clima/onu-alerta-que-concentracao-de-co2-deixa-terra-em- perigo,de0b95d82cd9e310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html http://exercicios.brasilescola.com/geografia/exercicios-sobre-aquecimento-global.htm#resposta-295 http://www.conexaoaluno.rj.gov.br/especial.asp?EditeCodigoDaPagina=555 Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil Aquecimento Global Geografia - Prof. Silvio Aquecimento Global Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 23/05/2013