SlideShare uma empresa Scribd logo
PROF. PAULO C. MOURA 2007 AQUECIMENTO GLOBAL E  MUDANÇAS CLIMÁTICAS
“ As pessoas usam dinheiro que não têm, para comprar coisas de que não necessitam, para impressionar pessoas que não conhecem.” Oystein Dahle norueguês Vice – presidente aposentado da EXXON
"Ventos, Chuvas, trovões, lembrai-vos de que o homem terreno é apenas uma substância que sempre vencereis“ .  William Shakespeare
AQUECIMENTO GLOBAL MUDANÇAS CLIMÁTICAS
As mudanças climáticas podem ser caracterizadas pelo aquecimento global que se verifica na Terra, e ocorre devido ao aumento indiscriminado das emissões de gases causadores do  Efeito Estufa .
Efeito Estufa  Fenômeno natural  gerado por gases causadores de efeito estufa -GEE-, os quais absorvem luz infravermelha térmica que deveria ser direcionada ao espaço, aquecendo a atmosfera e garantindo a vida no planeta.  O  Efeito Estufa Intensificado , contudo, causado pelo aumento das concentrações de GEE altera as condições de temperatura naturais, sendo prejudicial a fauna e a flora terrestre.
Gases que causam o Efeito Estufa ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Principais Causas do Efeito Estufa ,[object Object],[object Object],[object Object]
EMISSÃO DE CO2 – 2000 MILHÕES DE  TONELADAS
 
 
 
QUEIMADAS NA AMAZÔNIA
 
A  RADIAÇÃO  SOLAR ENTRA NA  ATMOSFERA . ENTENDENDO  O EFEITO ESTUFA
PARTE É REFLETIDA PELA ATMOSFERA  E VOLTA PARA O ESPAÇO .
A MAIOR PARTE DA RADIAÇÃO É  ABSORVIDA PELA SUPERFICÍE  TERRESTRE E AQUECE O PLANETA  .
UMA PARTE É REFLETIDA PELA SUPERFICÍE  E VOLTA PARA A ATMOSFERA , REFLETE NA  ATMOSFERA E VOLTA PARA A SUPERFICÍE AQUECENDO NOVAMENTE O PLANETA .
A SUPERFICÍE DA TERRA EMITE RADIAÇÃO  INFRAVERMELHA ( CALOR ) . PARTE DEIXA  A ATMOSFERA .
OUTRA PARTE É ABSORVIDA E IMPEDIDA DE SAIR  PELO VAPOR DE ÁGUA E POR OUTROS GASES , EM ESPECIAL O CO 2  ( DIÓXIDO DE CARBONO ).
Evidências das Mudanças Climáticas Globais ,[object Object],[object Object],[object Object]
AUMENTO DO CALOR EM TODO O MUNDO
Mortes estimadas devido ao Aquecimento Global em 2000. FONTE: University of Wisconsin - Madison Mortalidade por Milhões de Pessoas 0 – 2 2 – 4 4 – 70 70 – 120
ESTÔNIA  1995 2004 HOLANDA :  CONSTRUÇÃO  DE DIQUES.
Concentração de CO 2  na atmosfera
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: IPCC Evidências das Mudanças Climáticas Globais
2003
 
 
CAMPINAS – PERÍODO DE 100 ANOS AUMENTO DE 2º C NA TEMPERATURA MÉDIA.   FONTE - AGRITEMPO
PEQUENA ERA GLACIAL 1816 – o ano sem verão CURIOSIDADE
1816 ERUPÇÃO DO MONTE TAMBORA  - 1815 a força da erupção do Tambora impeliu cinzas e gases na estratosfera (de 17 a 50 quilômetros acima da superfície), onde os ventos os espalharam por todo o mundo por mais de um ano. Essas partículas suspensas criaram um manto de poeira, que refletiu o calor do sol.  “  ANO SEM VERÃO “
CONSEQUÊNCIAS DA ERUPÇÃO   SUIÇA – fome , passaram a comer plantas ( musgos ).  FRANÇA – congelamento das uvas : não houve colheita. IRLANDA –  chuva fria , destruição das colheitas de trigo e batata . HUNGRIA – nevasca de cor marrom . INGLATERRA – escassez de comida. ALEMANHA – fome , os alemães assaram palha e  serragem como se fossem pão. SALEM ( EUA ) – oscilação da temperatura  : em um dia 27º C. NEW YORK – perda de colheitas  .
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: IPCC Evidências das Mudanças Climáticas Globais
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Fonte: IPCC Evidências das Mudanças Climáticas Globais
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],OS EFEITOS NO BRASIL
O QUE JÁ ACONTECEU   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O FURACÃO CATARINA   7 de março de 2004.   Muitos prédios foram devastados no litoral sul de S. Catarina e litoral norte gaúcho pela ação do  Furacão   Catarina . Ventos de 150km/h e ondas de 5 metros deixaram Torres, no litoral gaúcho, em estado de emergência. Vinte mil residências foram destruídas nas cidades litorâneas da Região Sul.
Furacão Categoria 1   OLHO
LITORAL SUL DE SC LITORAL SUL DE SC TORRES - RS
 
 
TEMPORAIS   ARARAQUARA – MARÇO DE 2007 PORTO ALEGRE – MARÇO DE 2007
 
 
AUMENTO DA SECA EM ALGUMAS REGIÕES
O POLO NORTE ESTÁ ENCOLHENDO
A GROELÂNDIA   TAMBÉM !
FURACÕES MAIS VIOLENTOS
EXTINÇÃO DE ESPÉCIES ANIMAIS
INUNDAÇÕES
REDUÇÃO DAS GELEIRAS   ARGENTINA - 1906 ARGENTINA - 2004
Glaciares ou geleiras são enormes massas de gelo (podem atingir várias centenas de quilômetros de extensão) que, por ação da gravidade, sofrem lentos deslizamentos ao longo de superfícies inclinadas.  GLACIAR PERITO MORENO   - Argentina
[object Object]
Protocolo de Kyoto ,[object Object]
 
Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) ,[object Object],[object Object],[object Object]
Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)
Desafios para o Futuro Haverá Protocolo depois de 2012? Quais serão as metas no segundo período de compromissos (pós 2012)? Brasil, China e Índia terão que assumir compromissos?
Emissões Acumuladas FONTE: Pew Center – Climate Data: Insights and Observations
Projeção das Emissões ,[object Object],[object Object],[object Object]
 
As emissões tendem a aumentar exponencialmente. A comunidade internacional tem cada vez mais se preocupado com a questão, E VOCÊ ?
Desenvolvimento Sustentável SOCIAL AMBIENTAL ECONÔMICO
Desenvolvimento Sustentável “ Satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações satisfazerem suas próprias necessidades”.
Brent Blackwerder, presidente da organização Amigos da Terra: "O aquecimento global está afetando tudo o que vive e respira no planeta. Grandes tempestades, furacões, ciclones, chuvas em grande quantidade, enchentes... Algumas nações desaparecerão totalmente. Isto é o que nos acontecerá, e será pior do que imaginamos, se não começarmos a nos tornar inteligentes."
OPINIÕES CONTRÁRIAS   "O aquecimento global é resultado da elevada e prolongada atividade solar  que aconteceu na maior parte do século passado, e não se deve ao efeito  estufa",  disse o cientista à agência russa *Novosti*. Contrariando a opinião  da maioria das organizações de defesa do meio-ambiente,  o cientista russo  afirmou que a atividade industrial não influencia de forma determinante no clima do planeta, que ao longo dos séculos   passou por períodos de aquecimento e esfriamento .  O Sol é a causa do aquecimento global, diz cientista . O aquecimento global do planeta deve-se em maior medida à  atividade do Sol , e não ao "efeito estufa" causado pelos homens, afirmou  o diretor do  Observatório Astronômico de São Petersburgo, Khabibullo Abdusamatov .
O que faz com que o clima da terra mude?   A mudança no clima é complexa — há muitas dinâmicas envolvidas. Um fator importante pode ser o relacionamento entre a Terra e o sol.  O astrônomo Milutin Milankovitch (1879 – 1958) estudou as variações na forma da órbita da Terra em torno do Sol e a inclinação do eixo da Terra. Ele teorizou que essas mudanças cíclicas e as interações entre elas eram responsáveis por mudanças de clima no longo prazo. Milankovitch estudou três fatores: 1 .  Mudanças na inclinação   do eixo da terra; 2.  Variações na forma da órbita da terra  em  torno do sol  e  3.  Precessão : mudanças em como a inclinação do eixo é orientada em relação à órbita.
 
A Terra sem estações. Eixo da Terra a 0°.  Final de junho: verão no hemisfério norte e inverno no hemisfério sul.  Final de dezembro: inverno no hemisfério  norte e verão no hemisfério sul.
PARA PENSAR   "Somos criaturas arrogantes e estamos prestes a sofrer os danos que estamos provocando a um sistema do qual somos apenas uma parte" . James Lovelock, cientista, ex-funcionário da Nasa.
 
QUE MUNDO QUEREMOS PARA ELES ?
OBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Professor
 
Impactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequênciasImpactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequências
Charlles Moreira
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
Tânia Reis
 
Aquecimento Global
Aquecimento  GlobalAquecimento  Global
Aquecimento Global
Pdrs
 
Ppt aquecimento global
Ppt aquecimento globalPpt aquecimento global
Ppt aquecimento global
CatarinaKaulitz
 
Impactos antrópicos nos ecossistemas
Impactos antrópicos nos ecossistemasImpactos antrópicos nos ecossistemas
Impactos antrópicos nos ecossistemas
solanicandido
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Preservação do Meio Ambiente
Preservação do Meio AmbientePreservação do Meio Ambiente
Preservação do Meio Ambiente
Pedro
 
Meio ambiente e sustentabilidade aula
Meio ambiente e sustentabilidade aulaMeio ambiente e sustentabilidade aula
Meio ambiente e sustentabilidade aula
Alenilson De Sousa Nobre
 
Radiação e a Vida
Radiação e a VidaRadiação e a Vida
Radiação e a Vida
Alex Eduardo Ribeiro
 
Aquecimento global - Resumo
Aquecimento global - ResumoAquecimento global - Resumo
Aquecimento global - Resumo
Matheus Alves
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticas
Professor
 
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicasCausas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Emília Cabral
 
O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
Soleducador1
 
Mudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento globalMudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento global
Universidade Federal Fluminense
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
Luiz Henrique Ferreira
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
Margarida Santos
 
Ação do homem no meio ambiente
Ação do homem no meio ambienteAção do homem no meio ambiente
Ação do homem no meio ambiente
Wedson Nascimento Santos
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
Plínio Gonçalves
 

Mais procurados (20)

Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
 
Impactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequênciasImpactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequências
 
Poluição atmosférica
Poluição atmosféricaPoluição atmosférica
Poluição atmosférica
 
Aquecimento Global
Aquecimento  GlobalAquecimento  Global
Aquecimento Global
 
Ppt aquecimento global
Ppt aquecimento globalPpt aquecimento global
Ppt aquecimento global
 
Impactos antrópicos nos ecossistemas
Impactos antrópicos nos ecossistemasImpactos antrópicos nos ecossistemas
Impactos antrópicos nos ecossistemas
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Preservação do Meio Ambiente
Preservação do Meio AmbientePreservação do Meio Ambiente
Preservação do Meio Ambiente
 
Meio ambiente e sustentabilidade aula
Meio ambiente e sustentabilidade aulaMeio ambiente e sustentabilidade aula
Meio ambiente e sustentabilidade aula
 
Radiação e a Vida
Radiação e a VidaRadiação e a Vida
Radiação e a Vida
 
Aquecimento global - Resumo
Aquecimento global - ResumoAquecimento global - Resumo
Aquecimento global - Resumo
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticas
 
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicasCausas Das AlteraçõEs ClimáTicas
Causas Das AlteraçõEs ClimáTicas
 
O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
 
Mudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento globalMudanças climáticas e o aquecimento global
Mudanças climáticas e o aquecimento global
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
 
Ação do homem no meio ambiente
Ação do homem no meio ambienteAção do homem no meio ambiente
Ação do homem no meio ambiente
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
 

Semelhante a Aquecimento Global

Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
Paula Morgado
 
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
Fernando Alcoforado
 
Alt climat
Alt climatAlt climat
Alt climat
cnoetz
 
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terraComo evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Fernando Alcoforado
 
Como evitar as catastrofes no clima da terra
Como evitar as catastrofes no clima da terraComo evitar as catastrofes no clima da terra
Como evitar as catastrofes no clima da terra
Roberto Rabat Chame
 
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundialConsequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Ana Soares
 
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundialConsequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Ana Soares
 
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüênciasO aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
Fernando Alcoforado
 
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTASMUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
MariliaLayse
 
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
ProfMario De Mori
 
Amostra powerpoint
Amostra powerpointAmostra powerpoint
Amostra powerpoint
mch100
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
João Félix
 
AulãO Biologia
AulãO    BiologiaAulãO    Biologia
AulãO Biologia
Escola Paroquial
 
Aulão biologia
Aulão   biologiaAulão   biologia
Aulão biologia
Escola Paroquial
 
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUEAquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
Mussagy Sidine Massango
 
Mudanças climáticas
Mudanças climáticasMudanças climáticas
Mudanças climáticas
Gabriel Lecoque Francisco
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Luan Furtado
 

Semelhante a Aquecimento Global (20)

Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
Conclusões da mesa redonda sobre o aquecimento global e catástrofe planetária
 
Alt climat
Alt climatAlt climat
Alt climat
 
Como evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terraComo evitar as catástrofes no clima da terra
Como evitar as catástrofes no clima da terra
 
Como evitar as catastrofes no clima da terra
Como evitar as catastrofes no clima da terraComo evitar as catastrofes no clima da terra
Como evitar as catastrofes no clima da terra
 
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundialConsequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
 
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundialConsequências das alterações climáticas a nível mundial
Consequências das alterações climáticas a nível mundial
 
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüênciasO aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
O aquecimento global e suas catastróficas conseqüências
 
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTASMUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
MUDANÇA GLOBAL: O HOMEM E AS PLANTAS
 
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
CURSO DE ATUALIDADES AULA 1 - PARTE 2
 
Amostra powerpoint
Amostra powerpointAmostra powerpoint
Amostra powerpoint
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
AulãO Biologia
AulãO    BiologiaAulãO    Biologia
AulãO Biologia
 
Aulão biologia
Aulão   biologiaAulão   biologia
Aulão biologia
 
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUEAquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
Aquecimento global UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE MOCAMBIQUE
 
Mudanças climáticas
Mudanças climáticasMudanças climáticas
Mudanças climáticas
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 

Último

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 

Aquecimento Global

  • 1. PROF. PAULO C. MOURA 2007 AQUECIMENTO GLOBAL E MUDANÇAS CLIMÁTICAS
  • 2. “ As pessoas usam dinheiro que não têm, para comprar coisas de que não necessitam, para impressionar pessoas que não conhecem.” Oystein Dahle norueguês Vice – presidente aposentado da EXXON
  • 3. "Ventos, Chuvas, trovões, lembrai-vos de que o homem terreno é apenas uma substância que sempre vencereis“ . William Shakespeare
  • 5. As mudanças climáticas podem ser caracterizadas pelo aquecimento global que se verifica na Terra, e ocorre devido ao aumento indiscriminado das emissões de gases causadores do Efeito Estufa .
  • 6. Efeito Estufa Fenômeno natural gerado por gases causadores de efeito estufa -GEE-, os quais absorvem luz infravermelha térmica que deveria ser direcionada ao espaço, aquecendo a atmosfera e garantindo a vida no planeta. O Efeito Estufa Intensificado , contudo, causado pelo aumento das concentrações de GEE altera as condições de temperatura naturais, sendo prejudicial a fauna e a flora terrestre.
  • 7.
  • 8.
  • 9. EMISSÃO DE CO2 – 2000 MILHÕES DE TONELADAS
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 14.  
  • 15. A RADIAÇÃO SOLAR ENTRA NA ATMOSFERA . ENTENDENDO O EFEITO ESTUFA
  • 16. PARTE É REFLETIDA PELA ATMOSFERA E VOLTA PARA O ESPAÇO .
  • 17. A MAIOR PARTE DA RADIAÇÃO É ABSORVIDA PELA SUPERFICÍE TERRESTRE E AQUECE O PLANETA .
  • 18. UMA PARTE É REFLETIDA PELA SUPERFICÍE E VOLTA PARA A ATMOSFERA , REFLETE NA ATMOSFERA E VOLTA PARA A SUPERFICÍE AQUECENDO NOVAMENTE O PLANETA .
  • 19. A SUPERFICÍE DA TERRA EMITE RADIAÇÃO INFRAVERMELHA ( CALOR ) . PARTE DEIXA A ATMOSFERA .
  • 20. OUTRA PARTE É ABSORVIDA E IMPEDIDA DE SAIR PELO VAPOR DE ÁGUA E POR OUTROS GASES , EM ESPECIAL O CO 2 ( DIÓXIDO DE CARBONO ).
  • 21.
  • 22. AUMENTO DO CALOR EM TODO O MUNDO
  • 23. Mortes estimadas devido ao Aquecimento Global em 2000. FONTE: University of Wisconsin - Madison Mortalidade por Milhões de Pessoas 0 – 2 2 – 4 4 – 70 70 – 120
  • 24. ESTÔNIA 1995 2004 HOLANDA : CONSTRUÇÃO DE DIQUES.
  • 25. Concentração de CO 2 na atmosfera
  • 26.
  • 27. 2003
  • 28.  
  • 29.  
  • 30. CAMPINAS – PERÍODO DE 100 ANOS AUMENTO DE 2º C NA TEMPERATURA MÉDIA. FONTE - AGRITEMPO
  • 31. PEQUENA ERA GLACIAL 1816 – o ano sem verão CURIOSIDADE
  • 32. 1816 ERUPÇÃO DO MONTE TAMBORA - 1815 a força da erupção do Tambora impeliu cinzas e gases na estratosfera (de 17 a 50 quilômetros acima da superfície), onde os ventos os espalharam por todo o mundo por mais de um ano. Essas partículas suspensas criaram um manto de poeira, que refletiu o calor do sol. “ ANO SEM VERÃO “
  • 33. CONSEQUÊNCIAS DA ERUPÇÃO SUIÇA – fome , passaram a comer plantas ( musgos ). FRANÇA – congelamento das uvas : não houve colheita. IRLANDA – chuva fria , destruição das colheitas de trigo e batata . HUNGRIA – nevasca de cor marrom . INGLATERRA – escassez de comida. ALEMANHA – fome , os alemães assaram palha e serragem como se fossem pão. SALEM ( EUA ) – oscilação da temperatura : em um dia 27º C. NEW YORK – perda de colheitas .
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. O FURACÃO CATARINA 7 de março de 2004. Muitos prédios foram devastados no litoral sul de S. Catarina e litoral norte gaúcho pela ação do Furacão Catarina . Ventos de 150km/h e ondas de 5 metros deixaram Torres, no litoral gaúcho, em estado de emergência. Vinte mil residências foram destruídas nas cidades litorâneas da Região Sul.
  • 40. LITORAL SUL DE SC LITORAL SUL DE SC TORRES - RS
  • 41.  
  • 42.  
  • 43. TEMPORAIS ARARAQUARA – MARÇO DE 2007 PORTO ALEGRE – MARÇO DE 2007
  • 44.  
  • 45.  
  • 46. AUMENTO DA SECA EM ALGUMAS REGIÕES
  • 47. O POLO NORTE ESTÁ ENCOLHENDO
  • 48. A GROELÂNDIA TAMBÉM !
  • 52. REDUÇÃO DAS GELEIRAS ARGENTINA - 1906 ARGENTINA - 2004
  • 53. Glaciares ou geleiras são enormes massas de gelo (podem atingir várias centenas de quilômetros de extensão) que, por ação da gravidade, sofrem lentos deslizamentos ao longo de superfícies inclinadas. GLACIAR PERITO MORENO - Argentina
  • 54.
  • 55.
  • 56.  
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60. Desafios para o Futuro Haverá Protocolo depois de 2012? Quais serão as metas no segundo período de compromissos (pós 2012)? Brasil, China e Índia terão que assumir compromissos?
  • 61. Emissões Acumuladas FONTE: Pew Center – Climate Data: Insights and Observations
  • 62.
  • 63.  
  • 64. As emissões tendem a aumentar exponencialmente. A comunidade internacional tem cada vez mais se preocupado com a questão, E VOCÊ ?
  • 65. Desenvolvimento Sustentável SOCIAL AMBIENTAL ECONÔMICO
  • 66. Desenvolvimento Sustentável “ Satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações satisfazerem suas próprias necessidades”.
  • 67. Brent Blackwerder, presidente da organização Amigos da Terra: "O aquecimento global está afetando tudo o que vive e respira no planeta. Grandes tempestades, furacões, ciclones, chuvas em grande quantidade, enchentes... Algumas nações desaparecerão totalmente. Isto é o que nos acontecerá, e será pior do que imaginamos, se não começarmos a nos tornar inteligentes."
  • 68. OPINIÕES CONTRÁRIAS "O aquecimento global é resultado da elevada e prolongada atividade solar que aconteceu na maior parte do século passado, e não se deve ao efeito estufa", disse o cientista à agência russa *Novosti*. Contrariando a opinião da maioria das organizações de defesa do meio-ambiente, o cientista russo afirmou que a atividade industrial não influencia de forma determinante no clima do planeta, que ao longo dos séculos passou por períodos de aquecimento e esfriamento . O Sol é a causa do aquecimento global, diz cientista . O aquecimento global do planeta deve-se em maior medida à atividade do Sol , e não ao "efeito estufa" causado pelos homens, afirmou o diretor do Observatório Astronômico de São Petersburgo, Khabibullo Abdusamatov .
  • 69. O que faz com que o clima da terra mude? A mudança no clima é complexa — há muitas dinâmicas envolvidas. Um fator importante pode ser o relacionamento entre a Terra e o sol. O astrônomo Milutin Milankovitch (1879 – 1958) estudou as variações na forma da órbita da Terra em torno do Sol e a inclinação do eixo da Terra. Ele teorizou que essas mudanças cíclicas e as interações entre elas eram responsáveis por mudanças de clima no longo prazo. Milankovitch estudou três fatores: 1 . Mudanças na inclinação do eixo da terra; 2. Variações na forma da órbita da terra em torno do sol e 3. Precessão : mudanças em como a inclinação do eixo é orientada em relação à órbita.
  • 70.  
  • 71. A Terra sem estações. Eixo da Terra a 0°. Final de junho: verão no hemisfério norte e inverno no hemisfério sul. Final de dezembro: inverno no hemisfério norte e verão no hemisfério sul.
  • 72. PARA PENSAR "Somos criaturas arrogantes e estamos prestes a sofrer os danos que estamos provocando a um sistema do qual somos apenas uma parte" . James Lovelock, cientista, ex-funcionário da Nasa.
  • 73.  
  • 74. QUE MUNDO QUEREMOS PARA ELES ?