SlideShare uma empresa Scribd logo
Geografia - Prof. Silvio
                                                                                         Seca no Semiárido - Aquecimento Global ?
 Seca no Semiárido - Aquecimento Global ?                                               Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
                                                                                        Moraes - Guarujá - SP— 29/04/2012


1 - A Seca no Semiárido Nordestino e o Aquecimento Global ?
Duas informações publicadas no UOL no dia 29 de
abril, a primeira ( imagens do satélite mostram 80%
do semiárido nordestino afetado por maior seca em
30 anos ) no caderno de notícias e a outra no caderno
Meio Ambiente ( Estudo indica que o aquecimento
global pode se tornar extremo nas próximas déca-
das ), podem ser utilizadas com finalidades pedagógi-
cas quando o tema for consequências do aquecimento
global, com o propósito de enriquecimento da apre-
sentação, ressaltando-se para os alunos, que ainda
não há um consenso entre os cientistas sobre alguns
efeitos do aquecimento global.


I – Seca no Semiárido Nordestino
Imagens captadas pelo satélite Meteosat-9 mostram
que boa parte do Nordeste enfrenta a maior seca dos
últimos 30 anos. Nas imagens é possível ver que 80%
do semiárido da região sofre com a estiagem. Nos
mapas produzidos com imagens de 2011 e 2012,
pela Universidade Federal de Alagoas a pedido do U-
OL mostram diferenças gritantes entre os cenários,
representados pelas áreas em vermelho, a vegetação
afetada pela falta de água.
Em 2011, quando o volume de chuvas no início do
ano ficou dentro da média, a área do semiárido nor-
destino atingida por estiagem não chegava a 15%.
II – A situação tende a piorar
Segundo o coordenador do laboratório da Ufal, o meteorologista Humberto Barbosa, a situação na região é grave
e tende a piorar nos próximos meses, já que a quadra chuvosa sertaneja começa em fevereiro e termina em mai-
o, pois o inverno no semiárido é marcado por chuvas raras e de baixa intensidade.
A seca de 2012 é pior do que foi previsto, e o agravamento da situação foi demonstrada pela análise de imagens
de satélite. Os dados coletados sugerem um impacto severo, generalizado na vegetação do bioma da caatinga.
III – A contribuição das imagens do satélite
“As secas são desastres naturais recorrentes que atingem, em termos regionais, uma quantidade de pessoas su-
perior a quaisquer outros desastres naturais e que isto exige a utilização de novas tecnologias para avaliação da
extensão das secas. Os satélites, neste sentido, são importantes ferramentas de monitoramento para a correta
avaliação da extensão da seca”, explicou o meteorologista Humberto Barbosa.
IV – Consequências desse Fenômeno Climático
Segundo dados atualizados na sexta-feira (27/4), pelo menos 550 municípios já estão com decreto de situação de
emergência em vigor por conta da estiagem ou da seca. O número deve crescer nos próximos dias, já que vários
municípios anunciaram que ainda preparam a documentação.




                                                              1
   Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Geografia - Prof. Silvio
                                                                                        Seca no Semiárido - Aquecimento Global ?
 Seca no Semiárido - Aquecimento Global ?                                               Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
                                                                                        Moraes - Guarujá - SP— 29/04/2012


2 - Aquecimento Global
Novas pesquisas sugerem que o aquecimento global está fazendo com que o ciclo de evaporação e chuva sobre os
oceanos se intensifique mais do que os cientistas esperavam, uma descoberta preocupante que pode indicar um
potencial maior de manifestações climáticas extremas nas próximas décadas.
Através de medições das mudanças de salinidade na superfície do oceano, os pesquisadores auferiram que o ciclo
do clima acelerou em cerca de 4% ao longo do último meio século. Se a estimativa for confirmada, isso implica
que o ciclo da água pode se acelerar em até 20% no final deste século à medida que o planeta aquece, levando
possivelmente a mais secas e enchentes. O estudo mostra que áreas com muitas chuvas no clima de hoje devem
se tornar mais úmidas, enquanto áreas secas devem se tornar mais secas devido ao aquecimento global. Nesta
afirmação do texto podemos fazer uma correlação , deixando bem explícito que é uma correlação empírica, total-
mente sem rigor científico, entre o que vem ocorrendo no semiárido nordestino e este estudo sobre as conse-
quências do aquecimento global.
Kevin E. Trenberth do Centro Nacional para Pesquisa Atmosférica em Boulder, Colorado, disse que o documento
produziu provas intrigantes de que o aquecimento global já estava criando mudanças no ciclo da água em uma
escala regional.
Assumindo que o artigo resista às avaliações, isso sugere que um aquecimento global de 1 grau Fahrenheit ao
longo do último meio século foi suficiente para intensificar o ciclo da água em cerca de 4%. Isso levou o autor a
projetar uma possível intensificação de cerca de 20% à medida que o planeja se aquece vários graus no próximo
século.
O novo artigo confirma um padrão há muito esperado para o oceano que também parece se aplicar sobre a terra:
áreas com muitas chuvas no clima de hoje devem se tornar mais úmidas, enquanto áreas secas devem se tornar
mais secas.
No clima do futuro, os cientistas temem que uma grande aceleração do ciclo da água possa aumentar ainda mais
os extremos climáticos. Talvez o maior risco do aquecimento global, segundo eles, é que importantes áreas agrí-
colas possam secar, afetando o fornecimento de alimentos, enquanto outras regiões terão mais chuvas torrenciais
e enchentes.
3 – A Grande Questão
A maior seca dos últimos 30 anos na região do semiárido nordestino, períodos de seca em grandes regiões do
Sul, enchentes e ventos de mais de 70 km/h na região Sudeste , já não são pequenos indícios de que o Brasil de-
vido a sua grande extensão territorial já esta sentindo os efeitos das mudanças climáticas resultantes do Aqueci-
mento Global ? Vamos aguardar os próximos eventos climáticos ..............extremos.


Fontes: 1 - Estudo indica que aquecimento global pode se tornar extremo nas próximas décadas – The New York Times – Justin
Gillis –
2 – UOL notícias – 29 de abril de 2012 - Imagens de satélite mostram 80% do semiárido nordestino afetado por maior seca em
30 anos




                                                              2
   Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Futuro climatico-da-amazonia
Futuro climatico-da-amazoniaFuturo climatico-da-amazonia
Futuro climatico-da-amazonia
Fabian Martin
 
Cartilha mudancasclimaticas
Cartilha mudancasclimaticasCartilha mudancasclimaticas
Cartilha mudancasclimaticas
sandrofloripa
 
Prova completa resposta - 1 s-rie
Prova  completa   resposta - 1  s-rieProva  completa   resposta - 1  s-rie
Prova completa resposta - 1 s-rie
ledaesteves
 
Correção ca fichas_13_a_16
Correção ca fichas_13_a_16Correção ca fichas_13_a_16
Correção ca fichas_13_a_16
Geografias Geo
 
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
Elias Galvan
 
Oceanografia e Aquecimento Global
Oceanografia e Aquecimento GlobalOceanografia e Aquecimento Global
Oceanografia e Aquecimento Global
Beatriz Neves
 
Economia das Mudanças Climáticasnte
Economia das Mudanças ClimáticasnteEconomia das Mudanças Climáticasnte
Economia das Mudanças Climáticasnte
ProjetoBr
 
Fasc 05
Fasc 05Fasc 05
Eduardo assad agrocafé salvador
Eduardo assad agrocafé salvadorEduardo assad agrocafé salvador
Eduardo assad agrocafé salvador
Revista Cafeicultura
 
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
Universidade Federal Fluminense
 
Sol e clima na terra
Sol e clima na terraSol e clima na terra
Sol e clima na terra
O mundo da FÍSICA
 
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-PardoEstudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
deborahfss
 
Geografia 1ano3bim
Geografia  1ano3bimGeografia  1ano3bim
Geografia 1ano3bim
Junior Oliveira
 
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Elias Galvan
 
Uma adaptação curricular de física para ciências agrárias
Uma adaptação curricular de física para ciências agráriasUma adaptação curricular de física para ciências agrárias
Uma adaptação curricular de física para ciências agrárias
Seminário Latino-Americano SLIEC
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
Prof.Paulo/geografia
 
Tempo e clima blog+
Tempo e clima blog+Tempo e clima blog+
Tempo e clima blog+
Regina Mencarelli
 
Cilede
CiledeCilede
Cilede
Cilede Maria
 

Mais procurados (18)

Futuro climatico-da-amazonia
Futuro climatico-da-amazoniaFuturo climatico-da-amazonia
Futuro climatico-da-amazonia
 
Cartilha mudancasclimaticas
Cartilha mudancasclimaticasCartilha mudancasclimaticas
Cartilha mudancasclimaticas
 
Prova completa resposta - 1 s-rie
Prova  completa   resposta - 1  s-rieProva  completa   resposta - 1  s-rie
Prova completa resposta - 1 s-rie
 
Correção ca fichas_13_a_16
Correção ca fichas_13_a_16Correção ca fichas_13_a_16
Correção ca fichas_13_a_16
 
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
Poster - Estudo da Simulação Física de Downbursts e Análise da Ocorrência do ...
 
Oceanografia e Aquecimento Global
Oceanografia e Aquecimento GlobalOceanografia e Aquecimento Global
Oceanografia e Aquecimento Global
 
Economia das Mudanças Climáticasnte
Economia das Mudanças ClimáticasnteEconomia das Mudanças Climáticasnte
Economia das Mudanças Climáticasnte
 
Fasc 05
Fasc 05Fasc 05
Fasc 05
 
Eduardo assad agrocafé salvador
Eduardo assad agrocafé salvadorEduardo assad agrocafé salvador
Eduardo assad agrocafé salvador
 
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
Alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas, ... a mãe natureza volta ...
 
Sol e clima na terra
Sol e clima na terraSol e clima na terra
Sol e clima na terra
 
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-PardoEstudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
Estudo de anomalias de chuva na UGRHI-4-Pardo
 
Geografia 1ano3bim
Geografia  1ano3bimGeografia  1ano3bim
Geografia 1ano3bim
 
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
Fenômeno la niña de maio de 2007 a abril de 2008 e a precipitação no rio ...
 
Uma adaptação curricular de física para ciências agrárias
Uma adaptação curricular de física para ciências agráriasUma adaptação curricular de física para ciências agrárias
Uma adaptação curricular de física para ciências agrárias
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
 
Tempo e clima blog+
Tempo e clima blog+Tempo e clima blog+
Tempo e clima blog+
 
Cilede
CiledeCilede
Cilede
 

Destaque

D+ìAs De Alcohol Y Rosas
D+ìAs De Alcohol Y RosasD+ìAs De Alcohol Y Rosas
D+ìAs De Alcohol Y Rosas
PsiquiatriaProfesional
 
Querida marisa
Querida marisaQuerida marisa
Querida marisa
bevico
 
Marco conceptual sistemas educativos alejandra
Marco conceptual sistemas educativos alejandraMarco conceptual sistemas educativos alejandra
Marco conceptual sistemas educativos alejandra
profe_alejandra
 
orientaciones did. 1o.b
orientaciones did. 1o.borientaciones did. 1o.b
orientaciones did. 1o.b
Centro de maestros CRAM 3003
 
Vulnerabilidad en las redes sociales
Vulnerabilidad en las redes socialesVulnerabilidad en las redes sociales
Vulnerabilidad en las redes sociales
Freddy Linares
 
Practica edwin
Practica edwinPractica edwin
Practica edwin
ehtello
 
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabunaSecretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
Guy Valerio Barros dos Santos
 
Matematicas
MatematicasMatematicas
Matematicas
Valeria Anguiano
 
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60DavidSP1996
 
Suspensión de autorizaciones de planes productivos
Suspensión de autorizaciones de planes productivosSuspensión de autorizaciones de planes productivos
Suspensión de autorizaciones de planes productivos
Reserva Corbalanes
 
Cada semana 4000 se suman a Twitter
Cada semana 4000 se suman a TwitterCada semana 4000 se suman a Twitter
Cada semana 4000 se suman a Twitter
Freddy Linares
 
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaroEsquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
Henry Zapata
 
Promoción de lectura
Promoción de lecturaPromoción de lectura
Promoción de lectura
El Charly
 
Orquesta
OrquestaOrquesta
Orquesta
Luis Guerrero
 
Por tanto
Por tantoPor tanto
Por tanto
Gabriela Galaz
 
Conceptos de Roma clasica
Conceptos de Roma clasicaConceptos de Roma clasica
Conceptos de Roma clasica
Nico
 
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
Câmara Municipal de Coimbra
 
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano AComentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
José Lima
 
Asistencia grado 2o
Asistencia grado 2o Asistencia grado 2o
Asistencia grado 2o
Efrain Prado Angulo
 

Destaque (20)

D+ìAs De Alcohol Y Rosas
D+ìAs De Alcohol Y RosasD+ìAs De Alcohol Y Rosas
D+ìAs De Alcohol Y Rosas
 
Escanear0001
Escanear0001Escanear0001
Escanear0001
 
Querida marisa
Querida marisaQuerida marisa
Querida marisa
 
Marco conceptual sistemas educativos alejandra
Marco conceptual sistemas educativos alejandraMarco conceptual sistemas educativos alejandra
Marco conceptual sistemas educativos alejandra
 
orientaciones did. 1o.b
orientaciones did. 1o.borientaciones did. 1o.b
orientaciones did. 1o.b
 
Vulnerabilidad en las redes sociales
Vulnerabilidad en las redes socialesVulnerabilidad en las redes sociales
Vulnerabilidad en las redes sociales
 
Practica edwin
Practica edwinPractica edwin
Practica edwin
 
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabunaSecretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
Secretaria da saúde confirma caso de dengue hemorrágica em itabuna
 
Matematicas
MatematicasMatematicas
Matematicas
 
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60
Detalles y datos técnicos del nuevo Ferrari F60
 
Suspensión de autorizaciones de planes productivos
Suspensión de autorizaciones de planes productivosSuspensión de autorizaciones de planes productivos
Suspensión de autorizaciones de planes productivos
 
Cada semana 4000 se suman a Twitter
Cada semana 4000 se suman a TwitterCada semana 4000 se suman a Twitter
Cada semana 4000 se suman a Twitter
 
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaroEsquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
Esquema conceptos relacionados con la web 2.0. henry zapata otálvaro
 
Promoción de lectura
Promoción de lecturaPromoción de lectura
Promoción de lectura
 
Orquesta
OrquestaOrquesta
Orquesta
 
Por tanto
Por tantoPor tanto
Por tanto
 
Conceptos de Roma clasica
Conceptos de Roma clasicaConceptos de Roma clasica
Conceptos de Roma clasica
 
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
COIMBRA RECEBE ENCONTRO EMPRESARIAL – “INTERNACIONALIZAR PARA A COLÔMBIA”
 
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano AComentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Comentário: 29° Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
Asistencia grado 2o
Asistencia grado 2o Asistencia grado 2o
Asistencia grado 2o
 

Semelhante a Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?

Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Filipe Simão Kembo
 
tempo e clima
tempo e climatempo e clima
tempo e clima
SarahAlves89
 
Mudanças Climáticas NEED UPE
Mudanças Climáticas NEED UPEMudanças Climáticas NEED UPE
Mudanças Climáticas NEED UPE
professoralivia
 
Aquecimento global 2º A
Aquecimento global 2º AAquecimento global 2º A
Aquecimento global 2º A
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
Aula   a crise socioambiental planetária (atual)Aula   a crise socioambiental planetária (atual)
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
João Alfredo Telles Melo
 
Aula de Cidadania e Direitos Humanos
Aula de Cidadania e Direitos HumanosAula de Cidadania e Direitos Humanos
Aula de Cidadania e Direitos Humanos
anderson sousa
 
Tese Portilho_Ramos 2010
Tese Portilho_Ramos 2010Tese Portilho_Ramos 2010
Tese Portilho_Ramos 2010
Rodrigo da Costa Portilho Ramos
 
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Silvio Araujo de Sousa
 
aquecimento global
aquecimento global aquecimento global
aquecimento global
John Joseph
 
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
Fernando Júnior Antunes
 
Todos Contra O Aquecimento Global
Todos Contra O Aquecimento GlobalTodos Contra O Aquecimento Global
Todos Contra O Aquecimento Global
eduardocorral
 
Aula a crise socioambiental planetária
Aula a crise socioambiental planetáriaAula a crise socioambiental planetária
Aula a crise socioambiental planetária
João Alfredo Telles Melo
 
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
planetapantanal.org
 
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptxQuestione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
Renato Ferraz de Arruda Veiga
 
25793 94001-1-pb
25793 94001-1-pb25793 94001-1-pb
25793 94001-1-pb
Paulo Benevides
 
O aquecimento global
O aquecimento globalO aquecimento global
O aquecimento global
CMCLACEBAC
 
alteracoes-climaticas
alteracoes-climaticasalteracoes-climaticas
alteracoes-climaticas
Filipe Gomes
 
Evapotranspiracao do nordeste
Evapotranspiracao do nordesteEvapotranspiracao do nordeste
Evapotranspiracao do nordeste
Engagro
 
Questõesde Geografia.docx
Questõesde Geografia.docxQuestõesde Geografia.docx
Questõesde Geografia.docx
ssuser9666b0
 
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
Aula   a crise socioambiental planetária (atual)Aula   a crise socioambiental planetária (atual)
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
João Alfredo Telles Melo
 

Semelhante a Seca no Semiárido e Aquecimento Global ? (20)

Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
tempo e clima
tempo e climatempo e clima
tempo e clima
 
Mudanças Climáticas NEED UPE
Mudanças Climáticas NEED UPEMudanças Climáticas NEED UPE
Mudanças Climáticas NEED UPE
 
Aquecimento global 2º A
Aquecimento global 2º AAquecimento global 2º A
Aquecimento global 2º A
 
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
Aula   a crise socioambiental planetária (atual)Aula   a crise socioambiental planetária (atual)
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
 
Aula de Cidadania e Direitos Humanos
Aula de Cidadania e Direitos HumanosAula de Cidadania e Direitos Humanos
Aula de Cidadania e Direitos Humanos
 
Tese Portilho_Ramos 2010
Tese Portilho_Ramos 2010Tese Portilho_Ramos 2010
Tese Portilho_Ramos 2010
 
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
 
aquecimento global
aquecimento global aquecimento global
aquecimento global
 
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
Mudanças climáticas se tornam debate urgente em 2014
 
Todos Contra O Aquecimento Global
Todos Contra O Aquecimento GlobalTodos Contra O Aquecimento Global
Todos Contra O Aquecimento Global
 
Aula a crise socioambiental planetária
Aula a crise socioambiental planetáriaAula a crise socioambiental planetária
Aula a crise socioambiental planetária
 
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
Cenários de desenvolvimento sustentável no pantanal em função de tendências h...
 
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptxQuestione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
Questione-se Meteorologia Slide 1 2024.pptx
 
25793 94001-1-pb
25793 94001-1-pb25793 94001-1-pb
25793 94001-1-pb
 
O aquecimento global
O aquecimento globalO aquecimento global
O aquecimento global
 
alteracoes-climaticas
alteracoes-climaticasalteracoes-climaticas
alteracoes-climaticas
 
Evapotranspiracao do nordeste
Evapotranspiracao do nordesteEvapotranspiracao do nordeste
Evapotranspiracao do nordeste
 
Questõesde Geografia.docx
Questõesde Geografia.docxQuestõesde Geografia.docx
Questõesde Geografia.docx
 
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
Aula   a crise socioambiental planetária (atual)Aula   a crise socioambiental planetária (atual)
Aula a crise socioambiental planetária (atual)
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
Silvio Araujo de Sousa
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Silvio Araujo de Sousa
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Silvio Araujo de Sousa
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Silvio Araujo de Sousa
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Silvio Araujo de Sousa
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
Silvio Araujo de Sousa
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
Silvio Araujo de Sousa
 
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta ÁrabePrimavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Silvio Araujo de Sousa
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
Silvio Araujo de Sousa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
Silvio Araujo de Sousa
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa (16)

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
 
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta ÁrabePrimavera Árabe ou Revolta Árabe
Primavera Árabe ou Revolta Árabe
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 

Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?

  • 1. Geografia - Prof. Silvio Seca no Semiárido - Aquecimento Global ? Seca no Semiárido - Aquecimento Global ? Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 29/04/2012 1 - A Seca no Semiárido Nordestino e o Aquecimento Global ? Duas informações publicadas no UOL no dia 29 de abril, a primeira ( imagens do satélite mostram 80% do semiárido nordestino afetado por maior seca em 30 anos ) no caderno de notícias e a outra no caderno Meio Ambiente ( Estudo indica que o aquecimento global pode se tornar extremo nas próximas déca- das ), podem ser utilizadas com finalidades pedagógi- cas quando o tema for consequências do aquecimento global, com o propósito de enriquecimento da apre- sentação, ressaltando-se para os alunos, que ainda não há um consenso entre os cientistas sobre alguns efeitos do aquecimento global. I – Seca no Semiárido Nordestino Imagens captadas pelo satélite Meteosat-9 mostram que boa parte do Nordeste enfrenta a maior seca dos últimos 30 anos. Nas imagens é possível ver que 80% do semiárido da região sofre com a estiagem. Nos mapas produzidos com imagens de 2011 e 2012, pela Universidade Federal de Alagoas a pedido do U- OL mostram diferenças gritantes entre os cenários, representados pelas áreas em vermelho, a vegetação afetada pela falta de água. Em 2011, quando o volume de chuvas no início do ano ficou dentro da média, a área do semiárido nor- destino atingida por estiagem não chegava a 15%. II – A situação tende a piorar Segundo o coordenador do laboratório da Ufal, o meteorologista Humberto Barbosa, a situação na região é grave e tende a piorar nos próximos meses, já que a quadra chuvosa sertaneja começa em fevereiro e termina em mai- o, pois o inverno no semiárido é marcado por chuvas raras e de baixa intensidade. A seca de 2012 é pior do que foi previsto, e o agravamento da situação foi demonstrada pela análise de imagens de satélite. Os dados coletados sugerem um impacto severo, generalizado na vegetação do bioma da caatinga. III – A contribuição das imagens do satélite “As secas são desastres naturais recorrentes que atingem, em termos regionais, uma quantidade de pessoas su- perior a quaisquer outros desastres naturais e que isto exige a utilização de novas tecnologias para avaliação da extensão das secas. Os satélites, neste sentido, são importantes ferramentas de monitoramento para a correta avaliação da extensão da seca”, explicou o meteorologista Humberto Barbosa. IV – Consequências desse Fenômeno Climático Segundo dados atualizados na sexta-feira (27/4), pelo menos 550 municípios já estão com decreto de situação de emergência em vigor por conta da estiagem ou da seca. O número deve crescer nos próximos dias, já que vários municípios anunciaram que ainda preparam a documentação. 1 Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
  • 2. Geografia - Prof. Silvio Seca no Semiárido - Aquecimento Global ? Seca no Semiárido - Aquecimento Global ? Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 29/04/2012 2 - Aquecimento Global Novas pesquisas sugerem que o aquecimento global está fazendo com que o ciclo de evaporação e chuva sobre os oceanos se intensifique mais do que os cientistas esperavam, uma descoberta preocupante que pode indicar um potencial maior de manifestações climáticas extremas nas próximas décadas. Através de medições das mudanças de salinidade na superfície do oceano, os pesquisadores auferiram que o ciclo do clima acelerou em cerca de 4% ao longo do último meio século. Se a estimativa for confirmada, isso implica que o ciclo da água pode se acelerar em até 20% no final deste século à medida que o planeta aquece, levando possivelmente a mais secas e enchentes. O estudo mostra que áreas com muitas chuvas no clima de hoje devem se tornar mais úmidas, enquanto áreas secas devem se tornar mais secas devido ao aquecimento global. Nesta afirmação do texto podemos fazer uma correlação , deixando bem explícito que é uma correlação empírica, total- mente sem rigor científico, entre o que vem ocorrendo no semiárido nordestino e este estudo sobre as conse- quências do aquecimento global. Kevin E. Trenberth do Centro Nacional para Pesquisa Atmosférica em Boulder, Colorado, disse que o documento produziu provas intrigantes de que o aquecimento global já estava criando mudanças no ciclo da água em uma escala regional. Assumindo que o artigo resista às avaliações, isso sugere que um aquecimento global de 1 grau Fahrenheit ao longo do último meio século foi suficiente para intensificar o ciclo da água em cerca de 4%. Isso levou o autor a projetar uma possível intensificação de cerca de 20% à medida que o planeja se aquece vários graus no próximo século. O novo artigo confirma um padrão há muito esperado para o oceano que também parece se aplicar sobre a terra: áreas com muitas chuvas no clima de hoje devem se tornar mais úmidas, enquanto áreas secas devem se tornar mais secas. No clima do futuro, os cientistas temem que uma grande aceleração do ciclo da água possa aumentar ainda mais os extremos climáticos. Talvez o maior risco do aquecimento global, segundo eles, é que importantes áreas agrí- colas possam secar, afetando o fornecimento de alimentos, enquanto outras regiões terão mais chuvas torrenciais e enchentes. 3 – A Grande Questão A maior seca dos últimos 30 anos na região do semiárido nordestino, períodos de seca em grandes regiões do Sul, enchentes e ventos de mais de 70 km/h na região Sudeste , já não são pequenos indícios de que o Brasil de- vido a sua grande extensão territorial já esta sentindo os efeitos das mudanças climáticas resultantes do Aqueci- mento Global ? Vamos aguardar os próximos eventos climáticos ..............extremos. Fontes: 1 - Estudo indica que aquecimento global pode se tornar extremo nas próximas décadas – The New York Times – Justin Gillis – 2 – UOL notícias – 29 de abril de 2012 - Imagens de satélite mostram 80% do semiárido nordestino afetado por maior seca em 30 anos 2 Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil