SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO
BANCO COMUNITÁRIO DE DESENVOLVIMENTO JARDIM BOTÂNICO
O economista austríaco Joseph A. Schumpeter, no livro
“Capitalismo, socialismo e democracia”, publicado em 1942,
associa o empreendedor ao desenvolvimento econômico.
Para ele o sistema capitalista tem como característica, uma
força que ele denomina de processo de Destruição Criativa,
em síntese, trata-se de destruir o velho para se criar o novo.
Segundo Schumpeter, o agente básico desse processo de
destruição criativa está é o que ele denominou de
empreendedor.
“empreendedor é alguém que cria algo novo, algo diferente, que
modifica ou transforma valores. Ele está sempre buscando a
mudança, reage a ela e a explora como sendo uma oportunidade.
Os empreendedores inovam. A inovação é o instrumento
específico do espírito empreendedor. O empreendedor, por
definição, transfere recursos de áreas de baixa produtividade e
rendimento para áreas de produtividade e rendimento mais
elevados. De acordo com o raciocínio de Drucker, o fato de alguém
abrir uma nova empresa não faz dessa pessoa necessariamente
um empreendedor. Ela poderá estar iniciando um negócio igual a
tantos outros já existentes no mercado”
EMPREENDEDOR:
IMAGINAÇÃO E CONHECIMENTO
A imaginação é mais importante que o
conhecimento. O conhecimento é limitado.A
imaginaçãoenvolveo mundo.
(ALBERT EINSTEIN)
O empreendedor tem de certa forma uma perspectiva diferente sobre as coisas.
Ele enxerga com um olhar crítico, considerando suas experiências e valores para
então tomar decisões corretas. Suas habilidades se dividem em 3 áreas:
- TÉCNICAS: saber escrever, ouvir as pessoas e captar informações, ser
organizado, saber liderar e trabalhar em equipe;
- GERENCIAIS: incluem as áreas envolvidas na criação e gerenciamento da
organização;
- CARACTERÍSTICAS pessoais: ser disciplinado, assumir riscos, ser inovador,
ter ousadia, ser persistente e visionário, ter iniciativa e coragem e principalmente
ter paixão pelo que faz.
"EMPRESÁRIO" é a condição jurídica do indivíduo que foi
aos órgão públicos e registrou uma empresa no seu nome,
enquanto que o "EMPREENDEDOR" é a expressão de um
conjunto de comportamentos que potencializa a condição
deste empresário direcionando-o com mais eficiência rumo
aos seus objetivos.
Destacam-se as seguintes:
a) Iniciativa;
b) Visão;
c) Coragem;
d) Firmeza;
e) Decisão;
f) Atitude de respeito humano;
g) Capacidade de organização e direção.
O Empreendedor se destaca no meio da
multidão!
O empreendedor deve focalizar o aprendizado nos quatro pilares da
educação:
Aprender a conhecer,
Aprender a fazer,
Aprender a conviver e,
Aprender a ser,
e com isso, ser capaz de tomar a decisão certa frente à
concorrência existente.
Novas habilidades vêm sendo exigidas dos profissionais para
poderem enfrentar a globalização com responsabilidade,
Os empreendedores sociais são indivíduos com soluções inovadoras para os problemas
sociais mais prementes da sociedade. São ambiciosos e persistentes, enfrentando as grandes
questões sociais e propondo novas ideias de mudança em larga escala.
Em vez de relegarem as necessidades da sociedade para os setores público ou privado, os
empreendedores sociais identificam o que não está a funcionar e resolvem o problema mudando o
sistema, disseminando a solução e persuadindo sociedades inteiras a seguir um novo rumo.
Os empreendedores sociais
muitas vezes parecem estar possuídos
pelas suas ideias, dedicando a vida a
mudar a orientação do seu setor. São
simultaneamente visionários e muito
realistas, preocupando-se acima de
tudo com a aplicação prática da sua
visão.
Este tipo de negócio com impacto social tem proliferado por
todo o País, por uma geração de empreendedores que pautam
sua estratégia em valores sustentáveis. Diversas instituições têm
colaborado para a conceituação e fomento deste novo modelo de
negócio.A organização internacional
Artemisia, a Ashoka, pioneira no
campo da inovação social, e a
Fundação Schwab, responsável
pelo prêmio Empreendedor Social
no Brasil, são alguns dos órgãos
que estimulam o desenvolvimento
Educaç
ão
Segurança
Alimentar
Reciclagem/Catador
es
Padaria Comunitária
"Seu tempo é limitado, então
não perca tempo vivendo a
vida de outra pessoa“
Steve Jobs
REFERÊNCIAS
CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espirito
empreendedor. SAO PAULO: Saraiva, 2004. 278p.
___________. Gerenciando pessoas: o passo decisivo para a administração
participativa.. 3ª ed. SÃO PAULO: Makron Books, 1994. 257p.
___________. Gestão de pessoas. 2ª ed. RIO DE JANEIRO: Elservier, 2005. 529 p.
BERNARDI, Luiz Antônio. Manual de empreendedorismo e gestão: fundamentos,
estratégias e dinâmicas. SÃO PAULO: Atlas, 2003. 314p.
DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor. SÃO PAULO: Cultura, 1999.
275p.
CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO
http://www.cpcc.webnode.com.br
Email: cpcc.org.br@gmail.com
Fones: (83) 9 8602-3591 (83) 9 8854-8148

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!Vanderlei Moraes
 
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo RibeiroAula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo RibeiroPablo Ribeiro
 
Empreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedorEmpreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedorFelipe Pereira
 
Aula 1 empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptm
Aula 1   empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptmAula 1   empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptm
Aula 1 empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptmClaudio Parra
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoCassia Dias
 
Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2siqueiralc
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismocattonia
 
Empreendedorismo Corporativo
Empreendedorismo CorporativoEmpreendedorismo Corporativo
Empreendedorismo CorporativoLeonardo_Dias
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesBenjamim Garcia Netto
 
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIA
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIAAPRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIA
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIAINSTITUTO VOZ POPULAR
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoJairo Siqueira
 
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptx
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptxRev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptx
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptxSoniaAparecidadeMede
 

Mais procurados (20)

Tipos de empreendedores
Tipos de empreendedoresTipos de empreendedores
Tipos de empreendedores
 
O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!O que é empreendedorismo!
O que é empreendedorismo!
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Educação Empreendedora
Educação EmpreendedoraEducação Empreendedora
Educação Empreendedora
 
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo RibeiroAula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
Aula de Empreendedorismo Social - Pablo Ribeiro
 
Mercado de trabalho
Mercado de trabalhoMercado de trabalho
Mercado de trabalho
 
Empreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedorEmpreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedor
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Aula formação cidadã
Aula formação cidadãAula formação cidadã
Aula formação cidadã
 
Aula 1 empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptm
Aula 1   empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptmAula 1   empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptm
Aula 1 empreendedorismo - conceitos e caracteristicas.pptm
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma Profissão
 
Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Empreendedorismo Corporativo
Empreendedorismo CorporativoEmpreendedorismo Corporativo
Empreendedorismo Corporativo
 
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidadesMercado de trabalho desafios e oportunidades
Mercado de trabalho desafios e oportunidades
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIA
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIAAPRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIA
APRESENTAÇÃO O QUE É ECONOMIA SOLIDÁRIA
 
Criatividade e Inovaçao
Criatividade e InovaçaoCriatividade e Inovaçao
Criatividade e Inovaçao
 
Os 4P's do Marketing
Os 4P's do MarketingOs 4P's do Marketing
Os 4P's do Marketing
 
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptx
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptxRev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptx
Rev 1- Unesco Paraná - Projeto de Vida - Aula 01 - Projeto de Vida (1).pptx
 

Destaque

CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASIL
CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASILCORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASIL
CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASILINSTITUTO VOZ POPULAR
 
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOS
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOSTERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOS
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOSINSTITUTO VOZ POPULAR
 
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)INSTITUTO VOZ POPULAR
 
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010INSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCDAPRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCDINSTITUTO VOZ POPULAR
 
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTELISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTEINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAEL
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAELAPRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAEL
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAELINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOSAPRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOSINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICOAPRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICOINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCDAPRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCDINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOSAPRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOSINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUALAPRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUALINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIROAPRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIROINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCDAPRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCDINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOSAPRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOSINSTITUTO VOZ POPULAR
 

Destaque (20)

CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASIL
CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASILCORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASIL
CORRESPONDENTES BANCÁRIOS NO BRASIL
 
APRESENTAÇÃO AGENTES DE CRÉDITO
APRESENTAÇÃO AGENTES DE CRÉDITOAPRESENTAÇÃO AGENTES DE CRÉDITO
APRESENTAÇÃO AGENTES DE CRÉDITO
 
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOS
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOSTERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOS
TERMO DE REFERÊNCIA DOS BANCOS COMUNITÁRIOS
 
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)
PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº , DE 2007 (Da Sra. Luiza Erundina)
 
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010
DECRETO Nº 7.358, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2010
 
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCDAPRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
APRESENTAÇÃO - ENTIDADE GESTORA DO BCD
 
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
APRESENTAÇÃO - NOTA DE $ 100
 
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTELISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
LISTA DE BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE
 
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAEL
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAELAPRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAEL
APRESENTAÇÃO FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) SÃO RAFAEL
 
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOSAPRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO PONTO DE FINANÇAS SOLIDÁRIOS
 
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICOAPRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
APRESENTAÇÃO - MAPEAMENTO SOCIOECONÔMICO
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
 
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCDAPRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
APRESENTAÇÃO - CONSELHO GESTOR BCD
 
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOSAPRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
APRESENTAÇÃO - BANCOS COMUNITÁRIOS
 
APRESENTAÇÃO MOEDAS SOCIAIS
APRESENTAÇÃO MOEDAS SOCIAISAPRESENTAÇÃO MOEDAS SOCIAIS
APRESENTAÇÃO MOEDAS SOCIAIS
 
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUALAPRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
APRESENTAÇÃO - MEI DECLARAÇÃO ANUAL
 
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIROAPRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
APRESENTAÇÃO - A ORIGEM DO DINHEIRO
 
APRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CACAPRESENTAÇÃO CAC
APRESENTAÇÃO CAC
 
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCDAPRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
APRESENTAÇÃO - POLÍTICA DE CRÉDITO PARA BCD
 
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOSAPRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS
APRESENTAÇÃO FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS
 

Semelhante a APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL

1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14 valorização e empreendedorismo ruralPelo Siro
 
Professora Vanúcia Moreira - Empreendedorismo
Professora Vanúcia Moreira - EmpreendedorismoProfessora Vanúcia Moreira - Empreendedorismo
Professora Vanúcia Moreira - EmpreendedorismoVanúcia Moreira
 
O empreendedor e o empreendimento na área de estética
O empreendedor e o empreendimento na área de estéticaO empreendedor e o empreendimento na área de estética
O empreendedor e o empreendimento na área de estéticaFederal University of Ceará
 
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier Social Good Brasil
 
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAngelo Peres
 
Empreendedorismo e Ecoempreededorismo
Empreendedorismo e EcoempreededorismoEmpreendedorismo e Ecoempreededorismo
Empreendedorismo e EcoempreededorismoFernando Vasconcelos
 
Empreendedorismo Motivacao
Empreendedorismo MotivacaoEmpreendedorismo Motivacao
Empreendedorismo Motivacaogeceli
 
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdf
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdfCULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdf
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdfkalytekLopes
 
emprendedorismo & inovação
emprendedorismo & inovaçãoemprendedorismo & inovação
emprendedorismo & inovaçãoannoni
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoGilvan Nunes
 
1 introdução ao empreendedorismo
1 introdução ao empreendedorismo1 introdução ao empreendedorismo
1 introdução ao empreendedorismoSuelen Christine
 
Introdução ao Empreendedorismo .pptx
Introdução ao Empreendedorismo .pptxIntrodução ao Empreendedorismo .pptx
Introdução ao Empreendedorismo .pptxDemetriusNarciso
 
EMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMO EMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMO MrcioDnis
 

Semelhante a APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL (20)

1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
 
Empr1
Empr1Empr1
Empr1
 
Professora Vanúcia Moreira - Empreendedorismo
Professora Vanúcia Moreira - EmpreendedorismoProfessora Vanúcia Moreira - Empreendedorismo
Professora Vanúcia Moreira - Empreendedorismo
 
Empreendedorismo formatado
Empreendedorismo formatadoEmpreendedorismo formatado
Empreendedorismo formatado
 
O empreendedor e o empreendimento na área de estética
O empreendedor e o empreendimento na área de estéticaO empreendedor e o empreendimento na área de estética
O empreendedor e o empreendimento na área de estética
 
O que é Empreendedorismo
O que é EmpreendedorismoO que é Empreendedorismo
O que é Empreendedorismo
 
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
Redescobrindo a Inovação Social, por kriss deiglmeier
 
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao finalAula 3   2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
Aula 3 2014.1 ucam - empreendedorismo e gestão - conceituaçao final
 
Empreendedorismo e Ecoempreededorismo
Empreendedorismo e EcoempreededorismoEmpreendedorismo e Ecoempreededorismo
Empreendedorismo e Ecoempreededorismo
 
Empreendedorismo Motivacao
Empreendedorismo MotivacaoEmpreendedorismo Motivacao
Empreendedorismo Motivacao
 
Introdução empreendedorismo
Introdução empreendedorismoIntrodução empreendedorismo
Introdução empreendedorismo
 
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdf
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdfCULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdf
CULTURA EMPREENDEDORA E EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO ok.pdf
 
emprendedorismo & inovação
emprendedorismo & inovaçãoemprendedorismo & inovação
emprendedorismo & inovação
 
Tid ii atual
Tid ii atualTid ii atual
Tid ii atual
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente CorporativoInovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
Inovação: O Desenvolvimento da Ideia no Ambiente Corporativo
 
1 introdução ao empreendedorismo
1 introdução ao empreendedorismo1 introdução ao empreendedorismo
1 introdução ao empreendedorismo
 
Introdução ao Empreendedorismo .pptx
Introdução ao Empreendedorismo .pptxIntrodução ao Empreendedorismo .pptx
Introdução ao Empreendedorismo .pptx
 
EMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMO EMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMO
 
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slidesEmpreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
 

Mais de INSTITUTO VOZ POPULAR

APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULARAPRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULARINSTITUTO VOZ POPULAR
 
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIASMODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIASINSTITUTO VOZ POPULAR
 
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCCREGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCCINSTITUTO VOZ POPULAR
 
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTEAPRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTEINSTITUTO VOZ POPULAR
 
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)INSTITUTO VOZ POPULAR
 

Mais de INSTITUTO VOZ POPULAR (9)

APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULARAPRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
APRESENTAÇÃO DO INSTITUTO VOZ POPULAR
 
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIASMODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
MODELO DE ESTATUTO SOCIAL PARA RÁDIOS COMUNITÁRIAS
 
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCCREGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ROTATIVO SOLIDÁRIO DO CPCC
 
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTEAPRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
APRESENTAÇÃO - COMO MONTAR UMA RÁDIO POSTE
 
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIOAPRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
APRESENTAÇÃO - WEB RÁDIO
 
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
LEI nº 6.615 78 (PROFISSÃO DO RADIALISTA)
 
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO  E-DINHEIROAPRESENTAÇÃO  E-DINHEIRO
APRESENTAÇÃO E-DINHEIRO
 
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEIAPRESENTAÇÃO SOBRE MEI
APRESENTAÇÃO SOBRE MEI
 
COOPERATIVAS DE CRÉDITO
COOPERATIVAS DE CRÉDITOCOOPERATIVAS DE CRÉDITO
COOPERATIVAS DE CRÉDITO
 

Último

Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxLucasFCapistrano
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Centro Jacques Delors
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSPedro Luis Moraes
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaANNAPAULAAIRESDESOUZ
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 

Último (20)

Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 

APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL

  • 1. CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO BANCO COMUNITÁRIO DE DESENVOLVIMENTO JARDIM BOTÂNICO
  • 2. O economista austríaco Joseph A. Schumpeter, no livro “Capitalismo, socialismo e democracia”, publicado em 1942, associa o empreendedor ao desenvolvimento econômico. Para ele o sistema capitalista tem como característica, uma força que ele denomina de processo de Destruição Criativa, em síntese, trata-se de destruir o velho para se criar o novo. Segundo Schumpeter, o agente básico desse processo de destruição criativa está é o que ele denominou de empreendedor.
  • 3. “empreendedor é alguém que cria algo novo, algo diferente, que modifica ou transforma valores. Ele está sempre buscando a mudança, reage a ela e a explora como sendo uma oportunidade. Os empreendedores inovam. A inovação é o instrumento específico do espírito empreendedor. O empreendedor, por definição, transfere recursos de áreas de baixa produtividade e rendimento para áreas de produtividade e rendimento mais elevados. De acordo com o raciocínio de Drucker, o fato de alguém abrir uma nova empresa não faz dessa pessoa necessariamente um empreendedor. Ela poderá estar iniciando um negócio igual a tantos outros já existentes no mercado”
  • 4. EMPREENDEDOR: IMAGINAÇÃO E CONHECIMENTO A imaginação é mais importante que o conhecimento. O conhecimento é limitado.A imaginaçãoenvolveo mundo. (ALBERT EINSTEIN)
  • 5. O empreendedor tem de certa forma uma perspectiva diferente sobre as coisas. Ele enxerga com um olhar crítico, considerando suas experiências e valores para então tomar decisões corretas. Suas habilidades se dividem em 3 áreas: - TÉCNICAS: saber escrever, ouvir as pessoas e captar informações, ser organizado, saber liderar e trabalhar em equipe; - GERENCIAIS: incluem as áreas envolvidas na criação e gerenciamento da organização; - CARACTERÍSTICAS pessoais: ser disciplinado, assumir riscos, ser inovador, ter ousadia, ser persistente e visionário, ter iniciativa e coragem e principalmente ter paixão pelo que faz.
  • 6. "EMPRESÁRIO" é a condição jurídica do indivíduo que foi aos órgão públicos e registrou uma empresa no seu nome, enquanto que o "EMPREENDEDOR" é a expressão de um conjunto de comportamentos que potencializa a condição deste empresário direcionando-o com mais eficiência rumo aos seus objetivos.
  • 7. Destacam-se as seguintes: a) Iniciativa; b) Visão; c) Coragem; d) Firmeza; e) Decisão; f) Atitude de respeito humano; g) Capacidade de organização e direção. O Empreendedor se destaca no meio da multidão!
  • 8. O empreendedor deve focalizar o aprendizado nos quatro pilares da educação: Aprender a conhecer, Aprender a fazer, Aprender a conviver e, Aprender a ser, e com isso, ser capaz de tomar a decisão certa frente à concorrência existente. Novas habilidades vêm sendo exigidas dos profissionais para poderem enfrentar a globalização com responsabilidade,
  • 9.
  • 10. Os empreendedores sociais são indivíduos com soluções inovadoras para os problemas sociais mais prementes da sociedade. São ambiciosos e persistentes, enfrentando as grandes questões sociais e propondo novas ideias de mudança em larga escala. Em vez de relegarem as necessidades da sociedade para os setores público ou privado, os empreendedores sociais identificam o que não está a funcionar e resolvem o problema mudando o sistema, disseminando a solução e persuadindo sociedades inteiras a seguir um novo rumo. Os empreendedores sociais muitas vezes parecem estar possuídos pelas suas ideias, dedicando a vida a mudar a orientação do seu setor. São simultaneamente visionários e muito realistas, preocupando-se acima de tudo com a aplicação prática da sua visão.
  • 11. Este tipo de negócio com impacto social tem proliferado por todo o País, por uma geração de empreendedores que pautam sua estratégia em valores sustentáveis. Diversas instituições têm colaborado para a conceituação e fomento deste novo modelo de negócio.A organização internacional Artemisia, a Ashoka, pioneira no campo da inovação social, e a Fundação Schwab, responsável pelo prêmio Empreendedor Social no Brasil, são alguns dos órgãos que estimulam o desenvolvimento
  • 12.
  • 13.
  • 15. "Seu tempo é limitado, então não perca tempo vivendo a vida de outra pessoa“ Steve Jobs
  • 16. REFERÊNCIAS CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espirito empreendedor. SAO PAULO: Saraiva, 2004. 278p. ___________. Gerenciando pessoas: o passo decisivo para a administração participativa.. 3ª ed. SÃO PAULO: Makron Books, 1994. 257p. ___________. Gestão de pessoas. 2ª ed. RIO DE JANEIRO: Elservier, 2005. 529 p. BERNARDI, Luiz Antônio. Manual de empreendedorismo e gestão: fundamentos, estratégias e dinâmicas. SÃO PAULO: Atlas, 2003. 314p. DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor. SÃO PAULO: Cultura, 1999. 275p.
  • 17. CENTRO POPULAR DE CULTURA E COMUNICAÇÃO http://www.cpcc.webnode.com.br Email: cpcc.org.br@gmail.com Fones: (83) 9 8602-3591 (83) 9 8854-8148