O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Empreendedorismo

34.220 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Entre para ver os comentários

Empreendedorismo

  1. 1. E.E. Profª. Ada Teixeira dos Santos Pereira Empreendedorismo Mostra cultural – outubro 2011
  2. 2. O que é? <ul><li>Empreendedor é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele individuo que detém de uma forma especial, inovadora. </li></ul>
  3. 3. Sua origem... <ul><li>O conceito &quot;empreendedorismo&quot; foi utilizado pelo economista Joseph Schumpeter em 1950 como sendo uma pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovações. Mais tarde, em 1967 com Kenneth E. Knight e em 1970 com Peter Drucker foi introduzido o conceito de risco, uma pessoa empreendedora precisa arriscar em algum negócio. </li></ul>
  4. 4. Projetos... <ul><li>O projeto &quot; Aveiro Empreendedor&quot;, hoje apresentado, pretende apoiar os &quot;empreendedores por necessidade&quot; que o aumento do desemprego está a gerar em número crescente, afirmou um representante de uma entidade promotora da iniciativa. </li></ul>
  5. 5. Seu crescimento... Trata-se de um consenso entre pesquisadores e demais estudiosos que os empreendedores são a locomotiva do desenvolvimento econômico, os responsáveis pelas mudanças econômicas de qualquer país. O seu papel envolve muito mais do que apenas o aumento de produção e da renda per capita.
  6. 6. Mitos.... <ul><li>1 . Empreendedores nascem empreendedores.
  7. 7. 2 . Empreendedores são apostadores .
  8. 8. 3 . Empreendedores querem o show todo para eles.
  9. 9. 4 . Empreendedores são 100% independentes e não prestam satisfação aos outros.
  10. 10. 5 . Sem muito dinheiro é impossível começar um negócio. </li></ul>
  11. 11. Verdades... <ul><li>1 .Seguro de saúde é muito mais barato (e mais fácil de obter) do que você pensa.
  12. 12. 2 . Novo não é necessariamente melhor.
  13. 13. 3 .Os primeiros anos são cansativos. </li></ul>
  14. 14. No Brasil... No Brasil, o empreendedorismo começou a ganhar força na década de 1990, durante a abertura da economia. A entrada de produtos importados ajudou a controlar os preços, uma condição importante para o país voltar a crescer.
  15. 15. Como se tornar 1.... <ul><li>1 .ESTABELEÇA METAS.
  16. 16. 2 . PLANTE O SEU FUTRO AGORA.
  17. 17. 3 .TOME A INICIATIVA.
  18. 18. 4 .FIQUE NA BERLINDA.
  19. 19. 5 .CONHEÇA SUA ORGANIZAÇÃO EM DETALHES. </li></ul>
  20. 20. E.E. Prof°Ada Teixeira dos Santos Pereira Data:03 de Novembro de 2011. Alunas:Andressa n°04 Larissa n°27 3°ano Tema:Empreendedorismo
  21. 21. EMPREENDEDORISMO
  22. 22. Empreendedor - É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Também é utilizado – no cenário econômico – para designar o fundador de uma empresa ou entidade, aquele que constroi tudo a duras custas, criando o que ainda não existir
  23. 23. Empreendedorismo é o principal fator promotor do desenvolvimento econômico e social de um país. Identificar oportunidades, agarrá-las e buscar os recursos para transformá-las em negócio lucrativo. Esse é o papel do empreendedor.
  24. 24. PERFIL EMPREENDEDOR
  25. 25. “ Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; prover recursos necessários para pô-los em vantagens; e iniciar ação apropriada para assegurar o sucesso. São orientadas para a ação, altamente motivados; assumem riscos para atingirem seus objetivos”.
  26. 26. Nas qualidades pessoais de um empreendedor destacam-se: iniciativa; visão; coragem; firmeza; decisão; atitude de respeito humano; capacidade de organização e direção.
  27. 27. Novas habilidades vêm sendo exigidas dos profissionais para poderem enfrentar a globalização com responsabilidade, competência e autonomia. Buscam-se profissionais que desenvolveram novas habilidades e competências, com coragem de arriscar-se e de aceitar novos valores, descobrindo e transpondo seus limites. O futuro é cheio de incertezas, por isso, é preciso refletir sobre: habilidades pessoais e profissionais; criatividade; memória; comunicação; como enfrentar este século .
  28. 28. CAMINHOS DO EMPREENDEDOR
  29. 29. * Caminho 1 (Auto-conhecimento): Espaço de sí estreito (Teoria X) versus. Espaço de sí amplo (Teoria Y). * Caminho 2 (Perfil do empreendedor): Comparação das características do empreendedor e da pessoa. * Caminho 3 (Aumento da criatividade): Dominar os processos internos para gerar inovação e criatividade.
  30. 30. Empreendedorismo O conceito &quot;empreendedorismo&quot; foi utilizado pelo economista Joseph Schumpeter em 1950 como sendo uma pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovações. Mais tarde, em 1967 com Kenneth E. Knight e em 1970 com Peter Drucker foi introduzido o conceito de risco, uma pessoa empreendedora precisa arriscar em algum negócio. E em 1985 com Gifford Pinchot foi introduzido o conceito de Intra-empreendedor, uma pessoa empreendedora mas dentro de uma organização.
  31. 31. Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; prover recursos necessários para pô-los em vantagens; e iniciar ação apropriada para assegurar o sucesso. São orientadas para a ação, altamente motivados; assumem riscos para atingirem seus objetivos”.
  32. 33. Escola E. Prof. Ada Teixeira Dos Santos Pereira Alunas: Bruna Ferreira e Dayane Silva Nº: 06 e 12 Atividade de Literatura
  33. 34. Empreendedorismo Empreendedor é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento. É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Também é utilizado – no cenário econômico – para designar o fundador de uma empresa ou entidade, aquele que constrói tudo a duras custas, criando o que ainda não existia.
  34. 36. Bancos oferecem linhas especiais para empreendedores 13/04/2011 Da Agência SEBRAE de Notícias Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Caixa já emprestaram R$ 83,6 milhões para empreendedores individuais Dilma Tavares Brasília - Empreendedores individuais que necessitam de crédito para expandir o negócio podem contar com algumas linhas de financiamento de bancos públicos para financiar máquinas, veículos e instalações próprias, com juros acessíveis. Juntos o Banco do Brasil, a Caixa e o Banco do Nordeste têm 680,6 mil clientes com o perfil desse público e já financiaram R$ 83,6 milhões.
  35. 38. Tratamento Diferenciado para a Micro e Pequena Empresa na Constituição Federal: &quot;Art. 146. Cabe à lei complementar: III - estabelecer normas gerais em matéria de legislação tributária, especialmente sobre: d) definição de tratamento diferenciado e favorecido para as microempresas e para as empresas de pequeno porte, inclusive regimes especiais ou simplificados no caso do imposto previsto no art. 155, II, das contribuições previstas no art. 195, I e §§ 12 e 13, e da contribuição a que se refere o art. 239.&quot; &quot;Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: IX - tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no País.&quot; &quot;Art. 179. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios dispensarão às microempresas e às empresas de pequeno porte, assim definidas em lei, tratamento jurídico diferenciado, visando a incentivá-las pela simplificação de suas obrigações administrativas, tributárias, previdenciárias e creditícias, ou pela eliminação ou redução destas por meio de lei.&quot;
  36. 40. Dos 20 empreendedores retratados nas próximas páginas, 13 são americanos. Quatro dos estrangeiros fizeram fama e fortuna nos Estados Unidos: os russos Louis Mayer, da MGM, e David Sarnoff, da RCA, o publicitário inglês David Ogilvy e o cubano Roberto Goizueta, da Coca-Cola. Os três restantes - Konosuke Matsushita, Akio Morita e Ei ji Toyoda - representam o milagre que transformou o Japão na segunda mais próspera economia capitalista do mundo.
  37. 41. Em Empreendedorismo Os estudos na área do empreendedorismo mostram que as características do empreeendedor ou do espírito empreendedor, da indústria ou da instituição, não é um traço de personalidade. Para Meredith, Nelson e Nech (apud UFSC /LED 2000 p. 51) “ Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; prover recursos necessários para pô-los em vantagens; e iniciar ação apropriada para assegurar o sucesso. São orientadas para a ação, altamente motivados; assumem riscos para atingirem seus objetivos”.
  38. 42. Hoje você é o Funcionário e amanhã Você pode ser o seu Próprio patrão, E, Não precisa receber Ordem de ninguém, Só dar ordem para seus funcionários
  39. 44. <ul>Empreendedorismo é o principal fator promotor do desenvolvimento econômico e social de um país. Identificar oportunidades, agarrá-las e buscar os recursos para transformá-las em negócio lucrativo. Esse é o papel do empreendedor. </ul>
  40. 45. <ul><li>é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento. É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. </li></ul>
  41. 46. <ul><li>O empreendedor tem um novo olhar sobre o mundo à medida que presencia a evolução. Valoriza suas experiências, valoriza seu valor, tomando decisões e decisões acertadas. Abre novas trilhas, explora novos conhecimentos, define objetivos e dá o primeiro passo. </li></ul>
  42. 47. <ul><li>iniciativa;
  43. 48. visão;
  44. 49. coragem;
  45. 50. firmeza;
  46. 51. decisão;
  47. 52. atitude de respeito humano;
  48. 53. capacidade de organização e direção. </li></ul>
  49. 54. <ul><li>Técnicas: Envolve saber escrever, ouvir as pessoas e captar informações, ser organizado, saber liderar e trabalhar em equipe. </li></ul>
  50. 55. <ul><li>Gerenciais: Incluem as áreas envolvidas na criação e gerenciamento da empresa (marketing, administração, finanças, operacional, produção, tomada de decisão, planejamento e controle). </li></ul>
  51. 56. <ul><li>Características pessoais: Ser disciplinado, assumir riscos, ser inovador, ter ousadia, persistente, visionário, ter iniciativa, coragem, humildade e principalmente ter paixão pelo que faz. </li></ul>
  52. 57. <ul>Alunas: Lélia, Marta, Maria Cecília, Jozilei. 3º Ano A Professoras: Maria Socorro e Ednéia Literatura e Língua Inglesa </ul><ul>EMPREENDEDORISMO </ul>
  53. 58. <ul>Empreendedorismo na escola: que negócio é esse? O tema, tão relacionado ao campo da administração, está cada vez mais presente nas escolas. Natural. Desde a Educação Infantil, os alunos aprendem a ter autonomia e iniciativa, qualidades indispensáveis aos bons profissionais . </ul>
  54. 59. <ul>Empreendedorismo é uma expressão que vem do mundo dos negócios. O termo, porém, tem tudo a ver com educação. Afinal, um dos objetivos da escola, desde a Educação Infantil, é formar alunos autônomos - é nessa fase que as crianças aprendem a ir ao banheiro sozinhas! Cabe aos professores desenvolver nos alunos um conjunto de competências que os tornem capazes de tomar decisões, traçar planos e organizar os recursos necessários para chegar ao sucesso. Hoje, muitas escolas estão dando a essa prática um novo sentido, mais voltado ao competitivo mundo do trabalho. A iniciativa tem tudo para dar certo. </ul>
  55. 61. <ul>Muitas das habilidades que os estudantes desenvolvem ao longo da escolaridade são exigidas de um empreendedor ou de um profissional competente. Eles precisam saber superar obstáculos, ter iniciativa, assumir desafios, exigir qualidade, planejar e estabelecer metas. Alunos que têm noções de empreendedorismo aprendem conceitos e conhecimentos que fazem parte do currículo e que mais tarde vão ajudá-los a entrar no mercado de trabalho sem depender das vagas de emprego, cada vez mais escassas. &quot;Bons profissionais e líderes empresariais ou comunitários devem saber calcular riscos e enfrentar frustrações, além de ter autonomia para traçar metas&quot;, afirma Augusto de Franco, coordenador-geral da Agência de Educação para o Desenvolvimento (AED), programa público desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. </ul>
  56. 62. <ul>Aulas de Robótica, culinária, Ética, ecologia empreendedorismo. Em Busca da diferenciação, Escolas Particulares da Capital apostam nas Inovações pedagógicas e JÁ apimentam uma grade curricular tradicional com muitas dessas Disciplinas. </ul>
  57. 65. <ul>Projeto Despertar/Sebrae realiza Feira do Jovem Empreendedor Alunos da Escola Escola Estadual Dom Joaquim de Almeida participam de Feira do Jovem Empreendedor,evento aberto à comunidade.   </ul><ul>Feira marca protagonismo juvenil no empreendedorismo </ul><ul>O Centro Social Urbano de Lins foi o cenário da Feira de Empreendedorismo, evento que mostra o resultado do esforço de cerca de mil crianças ao apresentar o que aprendeu em sala de aula. </ul>
  58. 68. <ul>ESTUDIOSOS QUE ANALISAM O COMPORTAMENTO do empreendedor costumam listar características marcantes nas pessoas que se aventuram e iniciam um novo negócio: nunca se acomodar em uma posição de conforto; buscar desafios constantemente; enxergar oportunidades até em momentos de crise; saber analisar o ambiente no qual está inserido; ter sede de informações; pôr a mão na massa e construir uma boa rede de relacionamentos. </ul>
  59. 69. <ul>Diante de tantas variáveis, cabe uma indagação: é possível aprender a ser empreendedor na escola? Desde 2007, um colégio paulistano tenta ajudar seus alunos a descobrir suas capacidades empreendedoras. É a Escola Internacional de Alphaville, na cidade de Barueri, São Paulo, a primeira no País a ministrar aulas de empreendedorismo para alunos do ensino médio. “Mas não falamos apenas de negócios”, diz Ricardo Chioccarello, diretor da escola, cuja mensalidade é de R$ 2,09 mil. “ Ensinamos o empreendedorismo voltado para a vida dos alunos como pautar as decisões baseadas em princípios e valores.” Além das aulas semanais, com módulos de economia, finanças e direito, os estudantes assistem a palestras com grandes executivos. Já passaram por lá profissionais como Michel Levy, o presidente da Microsoft. No último ano, eles criam um projeto de um negócio sustentável. </ul>
  60. 70. <ul>A palavra Empreendedorismo geralmente é associada à capacidade de criar e gerir empresas, aproveitar oportunidades, ter sucesso, gerar emprego, renda e riqueza. Mas Empreendedorismo vai muito mais além do que tudo isso; pressupõe, acima de tudo, a realização do indivíduo por meio de atitudes de inquietação, ousadia e proatividade na sua relação com o mundo. Define-se também, como o tipo de comportamento que favorece a interferência criativa e realizadora no meio, em busca de um crescimento pessoal e coletivo, através do desenvolvimento da capacidade intelectual para investigar e solucionar problemas, tomar decisões, ter iniciativa e orientação inovadora, competências essas, cada vez mais exigidas na formação profissional e valorizadas no mundo do trabalho </ul>
  61. 71. Empreendedorismo É o principal fator promotor do desenvolvimento econômico e social de um país. Identificar oportunidades, agarrá-las e buscar os recursos para transformá-las em negócio lucrativo. Esse é o papel do empreendedor aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento.
  62. 72. Empreendedores Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; prover recursos necessários para pô-los em vantagens; e iniciar ação apropriada para assegurar o sucesso. São orientadas para a ação, altamente motivados; assumem riscos para atingirem seus objetivos.
  63. 73. Empreendedores <ul><li>foi o economista francês Jean-Baptiste Say, que no início do século XIX conceituou o empreendedor como o indivíduo capaz de mover recursos econômicos de uma área de baixa para outra de maior produtividade e retorno. Mais tarde, o austríaco Joseph Schumpeter, um dos mais importantes economistas do século XX que definiria esse indivíduo como o que reforma ou revoluciona o processo “criativo-destrutivo” do capitalismo, por meio do desenvolvimento de nova tecnologia ou do aprimoramento de uma antiga – o real papel da inovação. Esses indivíduos são os agentes de mudança na economia. </li></ul>
  64. 74. <ul><li>Segundo Leite(2000), nas qualidades pessoais de um empreendedor, entre muitas, destacam-se:
  65. 75. a) iniciativa;
  66. 76. b) visão;
  67. 77. c) coragem;
  68. 78. d) firmeza;
  69. 79. e) decisão;
  70. 80. f) atitude de respeito humano; </li></ul>
  71. 81. EMPRENDEDORISMO
  72. 82. Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de um projeto (técnico, científico, empresarial). Tem origem no termo empreender que significa realizar, fazer ou executar. O QUE É EMPREENDEDORISMO?
  73. 84. O QUE É UM EMPREENDEDOR? O empreendedor é aquele que apresenta determinadas habilidades e competência para criar, abrir e gerir um negócio, gerando resultados positivos.
  74. 86. CARACTERISTICAS DE UM EMPREENDEDOR - Criatividade - Capacidade de organização e planejamento - Responsabilidade - Capacidade de liderança - Habilidade para trabalhar em equipe - Gosto pela área em que atua - Visão de futuro e coragem para assumir riscos - Interesse em buscar novas informações, soluções e inovações para o seu negócio - Persistência (não desistir nas primeiras dificuldades encontradas) - Saber ouvir as pessoas - Facilidade de comunicação e expressão
  75. 87. Empreendedor é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento. É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Também é utilizado – no cenário econômico – para designar o fundador de uma empresa ou entidade, aquele que constroi tudo a duras custas, criando o que ainda não existia.
  76. 89. O conceito &quot;empreendedorismo&quot; foi utilizado pelo economista Joseph Schumpeter em 1950 como sendo uma pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovações. Mais tarde, em 1967 com Kenneth E. Knight e em 1970 com Peter Drucker foi introduzido o conceito de risco, uma pessoa empreendedora precisa arriscar em algum negócio. E em 1985 com Gifford Pinchot foi introduzido o conceito de Intra-empreendedor, uma pessoa empreendedora mas dentro de uma organização. Uma das definições mais aceitas hoje em dia é dada pelo estudioso de empreendedorismo, Robert Hirsch, em seu livro “Empreendedorismo”. Segundo ele, empreendedorismo é o processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes e recebendo as consequentes recompensas da satisfação econômica e pessoal. A satisfação econômica é resultado de um objetivo alcançado (um novo produto ou empresa, por exemplo) e não um fim em si mesma.
  77. 91. Empreendedor é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos – mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento. É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Também é utilizado – no cenário econômico – para designar o fundador de uma empresa ou entidade, aquele que constroi tudo a duras custas, criando o que ainda não existia.
  78. 93. O conceito &quot;empreendedorismo&quot; foi utilizado pelo economista Joseph Schumpeter em 1950 como sendo uma pessoa com criatividade e capaz de fazer sucesso com inovações. Mais tarde, em 1967 com Kenneth E. Knight e em 1970 com Peter Drucker foi introduzido o conceito de risco, uma pessoa empreendedora precisa arriscar em algum negócio. E em 1985 com Gifford Pinchot foi introduzido o conceito de Intra-empreendedor, uma pessoa empreendedora mas dentro de uma organização. A palavra empreendedor (entrepreneur) surgiu na França por volta dos séculos XVII e XVIII, com o objetivo de designar aquelas pessoas ousadas que estimulavam o progresso econômico, mediante novas e melhores formas de agir.
  79. 95. Empreendendorismo Empreendedorismo não e só fazer uma peque na ideia se trasformar em um grande sucesso mas sim ser capaz de ver em pequenos detalhes um grande futuro.
  80. 97. Empreendedorismo Cada um ecapaz defazer um pequeno negocio se transformar em um grande negocio.nao sosignifica só em ganhar dinheiro mas sim ganhar sonhos realisados.
  81. 98. ' Seja capaz de criar seu próprio futuro
  82. 99. Empreendedorismo Alunos Lucas Mateus N°33 Marcos Paulo N°34
  83. 100. Empreendedor é o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial,inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos mercadorias ou serviços; gerando um novo método com o seu próprio conhecimento.
  84. 101. É o profissional inovador que modifica, com sua forma de agir, qualquer área do conhecimento humano. Também é utilizado – no cenário econômico – para designar o fundador de uma empresa ou entidade, aquele que constrói tudo a duras custas, criando o que ainda não existia.
  85. 102. Empreendedorismo é o principal fator promotor do desenvolvimento econômico e social de um país. Identificar oportunidades, agarrá-las e buscar os recursos para transformá-las em negócio lucrativo. Esse é o papel do empreendedor.
  86. 103. Os estudos na área do empreendedorismo mostram que as características do empreendedor ou do espírito empreendedor, da indústria ou da instituição, não é um traço de personalidade. Para Meredith, Nélson e Nech. “ Empreendedores são pessoas que têm a habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios; prover recursos necessários para pô-los em vantagens; e iniciar ação apropriada para assegurar o sucesso. São orientadas para a ação, altamente motivados; assumem riscos para atingirem seus objetivos ”.
  87. 104. - Assumir riscos - Os riscos fazem parte de qualquer atividade e é preciso aprender a administrá-los. - Aproveitar oportunidades - Tem que estar sempre atento e ser capaz de perceber, no momento certo, as oportunidades de negócio que o mercado oferece; - Conhecer o ramo - Quanto mais você dominar o ramo em que pretende atuar, maiores serão suas chances de êxito. Se você já tem experiência no setor, ótimo - Tomar decisões - Ser capaz de tomar decisões corretas no momento exato, estar bem informado, analisar friamente a situação e avaliar as alternativas para poder escolher a solução mais adequada. - Ser independente - Precisa soltar as amarras e, sozinho, determinar seus próprios passos, abrir seus próprios caminhos, decidir o rumo de sua vida, enfim, ser seu próprio patrão; - Manter o otimismo - Nunca deixar de ter a esperança de ver seus projetos realizados, porque quem é bem informado conhece o chão que pisa e tem confiança em seu desempenho profissional. Principais Caracteristicas do Empreendedorismo
  88. 105. E.E Profª Ada Teixeira dos Santos Pereira <ul><li>Daniele Leão
  89. 106. Nº 11 </li></ul><ul><li>Thaís Rossi
  90. 107. Nº47 </li></ul>
  91. 108. EMPREENDEDORISMO
  92. 109. Definição: <ul><li>É o termo utilizado para qualificar, ou especificar, principalmente, aquele indivíduo que detém uma forma especial, inovadora, de se dedicar às atividades de organização, administração, execução; principalmente na geração de riquezas, na transformação de conhecimentos e bens em novos produtos. </li></ul>
  93. 110. “ Alguns homens vêm as coisas como são, e perguntam: “Por quê”? Eu sonho com as coisas que nunca existiram e pergunto: &quot;Por que não?&quot; (Bernard Shaw)
  94. 111. Para alguns, o sucesso dos negócios é pura sorte, mas para o empreendedor, é apenas o resultado de sua visão acompanhada de uma ação, pois todos os dias são feitos para se realizar algo.
  95. 112. Não ficam reclamando do sol ou da chuva, pois estão ocupados em atingir o que planejaram para sua vida.
  96. 113. Os obstáculos que surgem são retirados de sua frente com trabalho e garra, não servindo nunca como “desculpas” para afastá-lo de seus objetivos .
  97. 114. <ul><li>O empreendedor acredita em si mesmo. E isso o faz arriscar mais, ousar, oferecer-se para realizar tarefas desafiadoras, enfim, torna-o mais empreendedor. </li></ul>
  98. 115. <ul><li>E aquele que souber como administrar da melhor forma seus negócios, sem medo de inovar e arriscar tudo numa criação, terá sucesso profissional. </li></ul>
  99. 116. Fonte de informações <ul><li>Portal do empreendedor
  100. 117. Papo de empreendedor
  101. 118. Wikipedia/empreendedorismo </li></ul>
  102. 119. Allan Silva Aline Leandro Anielle Rayane Bruna Dayane Silva Carlos Dayane L. Lélia Marta Maria Cecília Jozilei Weslen Gabriella Jakson Kaio Lucas Mateus Marcos Paulo Thais Daniele Edna Euciene Fernanda Kelly ALUNOS 3º ano E.M.
  103. 120. Orientados pelos professores: Profª. Maria Socorro Figueiredo Literatura Profª. Edineia Mariano Campos Inglês Profª. Marinês Adiers Alves Pereira STE – noturno

×