SlideShare uma empresa Scribd logo
Ensinar a pensar 
ROTINAS DE PENSAMENTO 
CRIANDO UMA CULTURA DE PENSAMENTO NA ESCOLA 
Formação Maristas Compostela 
novembro 2014 
#Compostelaenruta 
@aggiornamento14
OBJETIVO GERAL 
O objetivo geral de ensinar a pensar é o de preparar os alunos 
para que, no futuro, possam resolver problemas com eficácia, 
tomar decisões bem pensadas e disfrutar de toda uma vida de 
aprendizagem. 
(Perkins 1997)
OBJETIVO ESPECÍFICO 
Tornar visível o pensamento para desenvolver distintas 
habilidades
O currículo contém em si mesmo muitos contextos 
para ensinar a pensar.
ASSIM POR EXEMPLO 
esperamos que …
Que a informação 
acerca da 
nutrição influencie 
os hábitos 
alimentares dos 
nossos alunos 
ou que o conhecimento da 
história 
política do país afete de um 
modo 
ou outro a consciência de 
cidadania 
dos indivíduos
É portanto essencial, que ensinemos aos alunos 
como usar a informação e os conceitos que 
aprendem na escola para tomar decisões e 
resolver problemas de maneira efetiva 
vontade 
PENSAR DECIDIR ATUAR 
Emoção
Ferramentas com que 
contamos… 
ROTINAS 
DESTREZAS
As destrezas 
estão um pouco mais 
elaboradas. 
Devem apoiar-se em 
organizadores gráficos 
para fazer visível o 
pensamento. 
As rotinas 
são padrões simples 
de pensamento que 
podem 
(e devem) ser 
utilizados uma e outra 
vez até se 
converterem em parte 
da aprendizagem da 
própria disciplina 
DIFERENÇA 
ENTRE 
DESTREZAS E 
ROTINAS
DESTREZAS de PENSAMENTO 
Realizar um tipo de 
pensamento de maneira 
cuidadosa, com habilidade
ROTINA de PENSAMENTO 
Modelo ou padrão simples de raciocínio que 
ajuda os alunos a aprender a pensar 
• Estratégias breves e fáceis de 
aprender que orientam o pensamento 
dos alunos e dão estrutura às discussões na aula.. 
• Se se praticam com frequência e flexibilidade, 
acabam por se converter no modo natural de 
pensar e operar com os conteúdos curriculares 
dentro da aula. 
• Tratam-se de simples protocolos, pequenas 
sequências de três ou quatro perguntas ou passos, 
que servem para explorar ideias relacionadas com
NÓS… vamos trabalhar primeiro as Rotinas de Pensamento 
CARACTERÍSTICAS 
• Poucos passos. 
• Fáceis de ensinar e aprender 
• Usam-se repetidamente em grupo 
ou de forma individual e em 
diversidade de contextos
Para criar uma CULTURA DE PENSAMENTO no 
nosso colégio: 
• Comprometer-nos-emos a fazer TODOS uma rotina 
Mas para que se 
converta em rotina é 
necessário que se 
repita continuamente 
em todas as nossas aulas 
• Para não confundir os alunos utilizando cada uma (não 
conseguiríamos o objetivo de fazê-la “rotina”) 
começaremos aplicando todos as mesmas até à 
próxima formação em cultura de pensamento (2º 
período)
ROTINAS PARA O PRIMEIRO PERÍODO 
Vejo – penso- pergunto-me 
Antes pensava agora penso 
Põe um título 
Cor- Símbolo-imagem 
Penso- interessa-me - investigo
VEJO- PENSO- INTERROGO-ME 
Depois de ver uma imagem ou um vídeo… 
• O Que VÊS? 
• O Qué PENSAS? 
• Sobre o que te INTERROGAS? 
Pregunta-se:
VEO- PENSO- INTERROGO 
FINALIDADE: Ajuda os alunos a serem 
cuidadosos nas observações e 
interpretações 
APLICAÇÃO: No início de um novo tema, 
como ponto de entrada ou com um objeto que 
ligue com o tema. 
MÉTODO: os alunos trabalham 
individualmente antes de partilhar com os 
outros.
ANTES PENSAVA- AGORA PENSO 
Depois de ler um texto, ver um vídeo, escutar as 
explicações de um tema… 
• Pede-se aos alunos que pensem uma ideia que 
tinham antes sobre o tema e mudou com o texto, 
vídeo ou explicação. 
• Escrevem a sua previa numa parte da folha e o 
pensamento/ideia que transformaram na outra 
parte da folha. 
• Põem em comum lendo em voz alta construindo a 
frase: 
“antes pensava que ……. e agora penso……” 
A descrição do pensamento deve ser breve e concreta
ANTES PENSAVA- AGORA É uma rotina que reflete como e por quê mudou o nosso 
pensamento 
Funciona muto bem ao terminar de tratar um conceito, 
depois de ler um texto ou ver um vídeo
ANTES PENSAVA-AGORA 
PENSO 
APLICAÇÃO: Esta rotina pode aplicar-se sempre que os 
pensamentos, opiniões ou crenças iniciais dos alunos 
sejam susceptiveis de mudar, como resultado da instrução 
ou da experiência. 
Por exemplo, depois de ler informação nova, ver um 
filme, escutar um orador, experimentar algo novo, ter 
um debate em aula no final de uma unidade, etc. 
MÉTODO: Os alunos trabalham-no 
individualmente antes de partilhar com os demais.
ANTES PENSAVA- AGORA FINALIDADE: ajuda os alunos a refletir sobre o seu 
pensamento em relação a um tema ou asunto, e a explorar 
como e por que mudou esse pensamento. 
• Pode ser útil para consolidar uma nova aprendizagem 
conforme os alunos identificam os novos entendimentos, 
opiniões e crenças 
• Examinando e explicando como e por que mudou o nosso 
pensamento, os alunos desenvolvem as suas habilidades 
de raciocínio e reconhecem as relações de causa e efeito.
PÕE UM TÍTULO (HUEmaArDotinLaINpaEra Sca)pturar a essência 
• Ajuda a identificar as ideias centrais de um assunto 
estudado. Também ajuda a resumir e a ligar a 
conclusões pessoais. 
• Pode utilizar-se também para saber de onde partem os 
alunos e refletir sobre a mudança que pode 
experimentar uma ideia depois de realizar um estudo
PÕE UM TÍTULO (HEADLINES) 
Esta rotina pode comparar-se ao titulo de um jornal e 
consiste em resumir e capturar a essência de um 
acontecimento, ideia, conceito, tema,… 
Esta rotina responde a uma 
questão nuclear: 
Sie quiseres escrever um título para 
este tema, agora que captaste o 
aspeto mais importante e que quieres 
que seja recordado, que título 
escolherias? 
Um segundo momento supõe ir 
mais ao fundo e dar a possibilidade 
aos alunos de mudar a ideia 
principal que eles tinham 
escolhido: 
Como mudou o teu “headline” a partir 
da discusisão de hoje? Em que difere
COR- SÍMBOLO- IMAGEM (C.S.I.) 
• Esta rotina procura tornar visível o pensamento com 
outros recursos distintos dos da linguagem oral ou 
escrita. A rotina procura que os alunos identifiquem 
o essencial das suas ideias, elaboradas a partir do 
que lera, visto ou ouvido, através de formas não 
verbais de comunicação. 
• Ao fazer este esforço cognitivo os alunos utilizam o 
pensamento metafórico. Uma metáfora é o melhor 
veículo para desenvolver algo que já sabiamos 
com algo que acabamos de conhecer, através de 
pensar en semelhanças e diferenças
COR- SÍMBOLO- IMAGEM APLICAÇÃO onde e quando utilizar-se? 
• Esta rotina pode ser utilizada para realizar a 
compreensão de ler, ver ou escutar. 
• Pode usar-se também como reflexo de acontecimentos 
ou aprendizagens prévias. 
• É muito útil se os alunos tiverem tido alguma experiência 
prévia com o subrayado de textos para ideias, conexões 
ou acontecimentos importantes. 
• A síntese tem lugar quando os estudantes selecionam 
uma cor, um símbolo ou uma imagen para representar 
três ideias importantes. 
• Esta rotina também facilita a discussão de um texto ou 
acontecimento quando os alunos apresentam cores, 
símbolos ou imagens
COR- SÍMBOLO- IMAGEN
APLICAÇÃO 
Diz-se aos alunos : 
1. “Conforme estás a ver no vídeo, ouvindo o profesor… toma nota 
das coisas que te pareçam interessantes, importantes ou intuitivas. 
(“O que te venha à cabeça”) 
2. “de todas as ideias que anotaste, escolhe as três que te pareçam 
mais importantes.. 
• Para uma delas, escolhe uma cor que consideres que melhor 
representa ou reflita a essência desta ideia. 
• Para outra, escolhe um símbolo que sintas que melhor 
representa o reflita a essência desta ideia. (desenha-o) 
• E para a outra, escolhe uma imagem (metáfora) que sintas que 
melhor representa ou reflita a essência desta ideia. (desenha-a) 
3. Anota e desenha tudo no organizador gráfico com a justificação da 
tua escolha.. 
COR- SÍMBOLO- IMAGEM
PENSO- INTERESSA-ME - INVESTIGO 
Uma rotina para ligar com o conhecimento prévio e o 
mundo interno dos alunos. Útil no começo de um 
tema e como prévio ao desenvolvimento de uma 
investigação. 
Expõe-se o tema a tratar e dá-se aos alunos um 
tempo para refletir sobre ele.. 
• Os alunos anotam as ideias que têm e organizam-nas.. 
• Refletem sobre aspetos que desejariam descobrir. 
• Depois em grupos partilham-nas e buscam 
estratégias para investigar as perguntas 
selecionadas. 
• O professor motiva os alunos para ajudá-los a
PIENSO- ME INTERESA
Outra opção: PENSO- INTERESSA-• Pode propor-se responder ao apartado “penso” antes 
de começar o tema: Que sabes? Que pensas sobre…? 
• A metade do tema, da exposição… quando já se 
apresentaram conteúdos pode-se pedir-lhes que 
respondam ao apartado “interessa.-me” Que 
despertou o teu interesse até ao momento? 
• Ao terminar o tema, exposição… pode-se pedir-lhes 
que respondam ao apartado “Investigo” Que coisa/s te 
interessa investigar para conhecer mais sobre o tema?
A rotina não deixa tempo, mas na realidade melhora o 
que estamos a projetar em fazer na aula 
Existem muitas rotinas que podemos utilizar em distintos momentos
Resolver 
problemas 
de forma 
efetiva 
Reunir 
Informação 
Avaliar a 
informaçã 
o 
Usar a 
informaç 
ão 
Tomar 
decisões de 
forma efetiva 
Para aplicá-lo 
às suas 
profissões 
Para aplicá-lo 
nos seus 
trabalhos 
Para 
aplicá-lo 
nas suas 
vidas 
Juízo 
crítico e 
pensament 
o criativo 
PARA QUÊ?
• Estamos acostumados a pensar que pensamos com 
palavras, mas por vezes é melhor pensar com imagens 
que estão feitas de cores, de símbolos ou de desenhos. 
• Se tratamos de converter nossas ideias, o que 
compreedemos de um texto, de um vídeo, de uma 
conversa, numa cor que o identifica, ou num símbolo que 
todos entendam e que resuma o que estou a trabalhar, ou 
numa foto ou pintura que o represente, estamos fazendo 
metáforas e portanto estaremos elaborando, ou fabricando, 
nosso próprio conhecimento sobre as coisas.
“A educação consiste em ensinar aos homens não o 
que devem pensar, mas a pensar“ 
C. Coolidge
OBRI 
GAD 
@aggiornamento14 
http://aggiornamento1314.blogspot.com.es #Compostelaenred

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto jornal escolar
Projeto jornal escolarProjeto jornal escolar
Projeto jornal escolar
Aridiane Santos
 
Aula formação cidadã
Aula formação cidadãAula formação cidadã
Aula formação cidadã
Socorro Vasconcelos
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
MaxLuisEspinosa
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
URCA - Universidade Regional do Cariri
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
Projeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação EspecialProjeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação Especial
Fábio Ribeiro Silva
 
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _  História em QuadrinhosProjeto de Leitura _  História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Dinâmica das emoções
Dinâmica das emoçõesDinâmica das emoções
Dinâmica das emoções
Thais Fraga
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
RubiaCP
 
Poema Letramento
Poema LetramentoPoema Letramento
Poema Letramento
christall2009
 
Tipos de linguagem
Tipos de linguagemTipos de linguagem
Tipos de linguagem
Glaucivaldo Coelho
 
Plano de intervenção pedagógica
Plano de intervenção pedagógicaPlano de intervenção pedagógica
Plano de intervenção pedagógica
CLAUDIA RAVAIANO
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
UFMA e UEMA
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Anaí Peña
 
Modelo orientativo projetos_sociais
Modelo orientativo projetos_sociaisModelo orientativo projetos_sociais
Modelo orientativo projetos_sociais
Josi2010
 
NOVO MODELO PIAF (1).docx
NOVO MODELO PIAF (1).docxNOVO MODELO PIAF (1).docx
NOVO MODELO PIAF (1).docx
GRACEDAVINODASILVA
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Vania Brasileiro
 
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatianaAtividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
Marcia Oliveira
 
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
SandraRombi
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
Carina De Juli
 

Mais procurados (20)

Projeto jornal escolar
Projeto jornal escolarProjeto jornal escolar
Projeto jornal escolar
 
Aula formação cidadã
Aula formação cidadãAula formação cidadã
Aula formação cidadã
 
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docxPrograma-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
Programa-de-Acao-PEI 2022_MARIA EUGENIA_atualizado.docx
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
Projeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação EspecialProjeto de Estagio - Educação Especial
Projeto de Estagio - Educação Especial
 
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _  História em QuadrinhosProjeto de Leitura _  História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
 
Dinâmica das emoções
Dinâmica das emoçõesDinâmica das emoções
Dinâmica das emoções
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Poema Letramento
Poema LetramentoPoema Letramento
Poema Letramento
 
Tipos de linguagem
Tipos de linguagemTipos de linguagem
Tipos de linguagem
 
Plano de intervenção pedagógica
Plano de intervenção pedagógicaPlano de intervenção pedagógica
Plano de intervenção pedagógica
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
Trabalho coletivo - Trabalho de Equipe, Cooperação, Colaboração como elemento...
 
Modelo orientativo projetos_sociais
Modelo orientativo projetos_sociaisModelo orientativo projetos_sociais
Modelo orientativo projetos_sociais
 
NOVO MODELO PIAF (1).docx
NOVO MODELO PIAF (1).docxNOVO MODELO PIAF (1).docx
NOVO MODELO PIAF (1).docx
 
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em ComunidadeProjeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
Projeto Direitos Humanos: da Sala de Aula à Convivência em Comunidade
 
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatianaAtividade sobre o filme a culpa é das estrelas   tatiana
Atividade sobre o filme a culpa é das estrelas tatiana
 
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
Formação para os Professores, Premissas: Excelência em Gestão, Corresponsabil...
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 

Destaque

RUTINAS DE PENSAMIENTO
RUTINAS DE PENSAMIENTORUTINAS DE PENSAMIENTO
RUTINAS DE PENSAMIENTO
Aggiornamento1314
 
Mídias na educação
Mídias na educaçãoMídias na educação
Mídias na educação
Leandro Bruno
 
Aprendendo a pensar
Aprendendo a pensarAprendendo a pensar
Aprendendo a pensar
Escola Costa e Silva
 
Ser Emprendedor y Educar en Emprendimiento
Ser Emprendedor y Educar en EmprendimientoSer Emprendedor y Educar en Emprendimiento
Ser Emprendedor y Educar en Emprendimiento
Carlos Trullén Calvo
 
Apresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_siteApresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_site
ramalhorolim
 
Rotina diária 6ºC
Rotina diária   6ºCRotina diária   6ºC
Rotina diária 6ºC
nmbsc
 
INTEGRACIÓN DE DESTREZAS
INTEGRACIÓN DE DESTREZASINTEGRACIÓN DE DESTREZAS
INTEGRACIÓN DE DESTREZAS
Gabino Boquete Martín
 
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamientoCultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
mvcasado
 
Aprendizagem cooperativa UFC
Aprendizagem cooperativa UFCAprendizagem cooperativa UFC
Resumen def. destrezas de pensamiento
Resumen   def. destrezas de pensamientoResumen   def. destrezas de pensamiento
Resumen def. destrezas de pensamiento
Yaniza Monterrozo
 
Introducción a las destrezas de pensamiento
Introducción a las destrezas de pensamientoIntroducción a las destrezas de pensamiento
Introducción a las destrezas de pensamiento
carmengf
 
Rutina 3 2-1 puente
Rutina 3 2-1 puenteRutina 3 2-1 puente
Rutina 3 2-1 puente
INTEF
 
Rotina diaria
Rotina diariaRotina diaria
Rotina diaria
martasacadura
 
Francês
FrancêsFrancês
Francês
Paula Costa
 
Algunas claves de Aprendizaje cooperativo
Algunas claves de Aprendizaje cooperativoAlgunas claves de Aprendizaje cooperativo
Algunas claves de Aprendizaje cooperativo
FundacionTrilema
 
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
Ana Tapadinhas
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensiónRutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
FundacionTrilema
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentalesRutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
FundacionTrilema
 
Habilidades y destrezas
Habilidades y destrezasHabilidades y destrezas
Habilidades y destrezas
luis
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividadRutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
FundacionTrilema
 

Destaque (20)

RUTINAS DE PENSAMIENTO
RUTINAS DE PENSAMIENTORUTINAS DE PENSAMIENTO
RUTINAS DE PENSAMIENTO
 
Mídias na educação
Mídias na educaçãoMídias na educação
Mídias na educação
 
Aprendendo a pensar
Aprendendo a pensarAprendendo a pensar
Aprendendo a pensar
 
Ser Emprendedor y Educar en Emprendimiento
Ser Emprendedor y Educar en EmprendimientoSer Emprendedor y Educar en Emprendimiento
Ser Emprendedor y Educar en Emprendimiento
 
Apresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_siteApresentação ac 2_site
Apresentação ac 2_site
 
Rotina diária 6ºC
Rotina diária   6ºCRotina diária   6ºC
Rotina diária 6ºC
 
INTEGRACIÓN DE DESTREZAS
INTEGRACIÓN DE DESTREZASINTEGRACIÓN DE DESTREZAS
INTEGRACIÓN DE DESTREZAS
 
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamientoCultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
Cultura pensamiento.Rutinas y destrezas de pensamiento
 
Aprendizagem cooperativa UFC
Aprendizagem cooperativa UFCAprendizagem cooperativa UFC
Aprendizagem cooperativa UFC
 
Resumen def. destrezas de pensamiento
Resumen   def. destrezas de pensamientoResumen   def. destrezas de pensamiento
Resumen def. destrezas de pensamiento
 
Introducción a las destrezas de pensamiento
Introducción a las destrezas de pensamientoIntroducción a las destrezas de pensamiento
Introducción a las destrezas de pensamiento
 
Rutina 3 2-1 puente
Rutina 3 2-1 puenteRutina 3 2-1 puente
Rutina 3 2-1 puente
 
Rotina diaria
Rotina diariaRotina diaria
Rotina diaria
 
Francês
FrancêsFrancês
Francês
 
Algunas claves de Aprendizaje cooperativo
Algunas claves de Aprendizaje cooperativoAlgunas claves de Aprendizaje cooperativo
Algunas claves de Aprendizaje cooperativo
 
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
Ficha de ingles - 6º Ano - 1º período
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensiónRutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
Rutinas de pensamiento: Rutinas de comprensión
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentalesRutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
Rutinas de pensamiento: Rutinas fundamentales
 
Habilidades y destrezas
Habilidades y destrezasHabilidades y destrezas
Habilidades y destrezas
 
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividadRutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
Rutinas de pensamiento: Rutinas para la creatividad
 

Semelhante a Apresentação de rotinas de pensamento proposta2

Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
Marcia Morena Soave
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
ramalhorolim
 
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdfOrganização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
MEIRYMEIRYNHA
 
Ensinar e Aprender, Uma questão de foco
Ensinar e Aprender, Uma questão de focoEnsinar e Aprender, Uma questão de foco
Ensinar e Aprender, Uma questão de foco
Francisco Restivo
 
Hábito de Leitura
Hábito de LeituraHábito de Leitura
Hábito de Leitura
celiagarci
 
Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)
Alice Lirio
 
Potencial comunicativo
Potencial comunicativoPotencial comunicativo
Potencial comunicativo
Simone Lesiko
 
560997.pptx
560997.pptx560997.pptx
560997.pptx
JaneteMachado9
 
Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1
Nadie Christina Machado-Spence
 
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
Josephcaio
 
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdfManual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Faculdades Decisão Borges de Mendonça
 
Pibid
PibidPibid
Pibid
pibidbio
 
Escola de Pais
Escola de PaisEscola de Pais
Escola de Pais
Ana Alpuim
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudo
teresaX
 
Veridiana test
Veridiana testVeridiana test
Veridiana test
manualdoevangelizador
 
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
RicardoReis505841
 
Métodos de Estudo.pdf
Métodos de Estudo.pdfMétodos de Estudo.pdf
Métodos de Estudo.pdf
PaulaFernandaOliveir4
 
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliaçãoPortfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Prefeitura de Lages
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
NTE Núcleo de Tecnologia Educacional
 
Design thinking - livro 2
Design thinking - livro 2Design thinking - livro 2
Design thinking - livro 2
Letícia Spina Tapia
 

Semelhante a Apresentação de rotinas de pensamento proposta2 (20)

Apresentação metacognição
Apresentação metacognição Apresentação metacognição
Apresentação metacognição
 
Apresentação metacognição proposta 2
Apresentação metacognição   proposta 2Apresentação metacognição   proposta 2
Apresentação metacognição proposta 2
 
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdfOrganização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
Organização e Técnicas Criativas de Estudos estilos de aprendizagens.pdf
 
Ensinar e Aprender, Uma questão de foco
Ensinar e Aprender, Uma questão de focoEnsinar e Aprender, Uma questão de foco
Ensinar e Aprender, Uma questão de foco
 
Hábito de Leitura
Hábito de LeituraHábito de Leitura
Hábito de Leitura
 
Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)Monte suas próprias aulas (1)
Monte suas próprias aulas (1)
 
Potencial comunicativo
Potencial comunicativoPotencial comunicativo
Potencial comunicativo
 
560997.pptx
560997.pptx560997.pptx
560997.pptx
 
Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1Apresentação p as sapiranga1
Apresentação p as sapiranga1
 
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
Aula 01 - Comport. Humano nas Organizações.
 
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdfManual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
Manual Prático de Estratégias de Aprendizagem (protótipo).pdf
 
Pibid
PibidPibid
Pibid
 
Escola de Pais
Escola de PaisEscola de Pais
Escola de Pais
 
Métodos estudo
Métodos estudoMétodos estudo
Métodos estudo
 
Veridiana test
Veridiana testVeridiana test
Veridiana test
 
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
_Apresentação Aprender a Transformar.pdf
 
Métodos de Estudo.pdf
Métodos de Estudo.pdfMétodos de Estudo.pdf
Métodos de Estudo.pdf
 
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliaçãoPortfólio  -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
Portfólio -o_que_é_como_organizar_e_como_usá-lo_na_avaliação
 
Guia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educadorGuia pensamento criativo_educador
Guia pensamento criativo_educador
 
Design thinking - livro 2
Design thinking - livro 2Design thinking - livro 2
Design thinking - livro 2
 

Mais de ramalhorolim

Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015
ramalhorolim
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
ramalhorolim
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
ramalhorolim
 
Apresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_siteApresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_site
ramalhorolim
 
Apresentação ac site
Apresentação ac siteApresentação ac site
Apresentação ac site
ramalhorolim
 
Teoria das Inteligências Múltiplas
Teoria das Inteligências MúltiplasTeoria das Inteligências Múltiplas
Teoria das Inteligências Múltiplas
ramalhorolim
 

Mais de ramalhorolim (6)

Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015Aprendizagem cooperativa II abril 2015
Aprendizagem cooperativa II abril 2015
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
 
Voo dos gansos
Voo dos gansosVoo dos gansos
Voo dos gansos
 
Apresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_siteApresentação ac 1_site
Apresentação ac 1_site
 
Apresentação ac site
Apresentação ac siteApresentação ac site
Apresentação ac site
 
Teoria das Inteligências Múltiplas
Teoria das Inteligências MúltiplasTeoria das Inteligências Múltiplas
Teoria das Inteligências Múltiplas
 

Último

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 

Apresentação de rotinas de pensamento proposta2

  • 1. Ensinar a pensar ROTINAS DE PENSAMENTO CRIANDO UMA CULTURA DE PENSAMENTO NA ESCOLA Formação Maristas Compostela novembro 2014 #Compostelaenruta @aggiornamento14
  • 2. OBJETIVO GERAL O objetivo geral de ensinar a pensar é o de preparar os alunos para que, no futuro, possam resolver problemas com eficácia, tomar decisões bem pensadas e disfrutar de toda uma vida de aprendizagem. (Perkins 1997)
  • 3. OBJETIVO ESPECÍFICO Tornar visível o pensamento para desenvolver distintas habilidades
  • 4. O currículo contém em si mesmo muitos contextos para ensinar a pensar.
  • 5. ASSIM POR EXEMPLO esperamos que …
  • 6. Que a informação acerca da nutrição influencie os hábitos alimentares dos nossos alunos ou que o conhecimento da história política do país afete de um modo ou outro a consciência de cidadania dos indivíduos
  • 7. É portanto essencial, que ensinemos aos alunos como usar a informação e os conceitos que aprendem na escola para tomar decisões e resolver problemas de maneira efetiva vontade PENSAR DECIDIR ATUAR Emoção
  • 8. Ferramentas com que contamos… ROTINAS DESTREZAS
  • 9. As destrezas estão um pouco mais elaboradas. Devem apoiar-se em organizadores gráficos para fazer visível o pensamento. As rotinas são padrões simples de pensamento que podem (e devem) ser utilizados uma e outra vez até se converterem em parte da aprendizagem da própria disciplina DIFERENÇA ENTRE DESTREZAS E ROTINAS
  • 10. DESTREZAS de PENSAMENTO Realizar um tipo de pensamento de maneira cuidadosa, com habilidade
  • 11. ROTINA de PENSAMENTO Modelo ou padrão simples de raciocínio que ajuda os alunos a aprender a pensar • Estratégias breves e fáceis de aprender que orientam o pensamento dos alunos e dão estrutura às discussões na aula.. • Se se praticam com frequência e flexibilidade, acabam por se converter no modo natural de pensar e operar com os conteúdos curriculares dentro da aula. • Tratam-se de simples protocolos, pequenas sequências de três ou quatro perguntas ou passos, que servem para explorar ideias relacionadas com
  • 12. NÓS… vamos trabalhar primeiro as Rotinas de Pensamento CARACTERÍSTICAS • Poucos passos. • Fáceis de ensinar e aprender • Usam-se repetidamente em grupo ou de forma individual e em diversidade de contextos
  • 13. Para criar uma CULTURA DE PENSAMENTO no nosso colégio: • Comprometer-nos-emos a fazer TODOS uma rotina Mas para que se converta em rotina é necessário que se repita continuamente em todas as nossas aulas • Para não confundir os alunos utilizando cada uma (não conseguiríamos o objetivo de fazê-la “rotina”) começaremos aplicando todos as mesmas até à próxima formação em cultura de pensamento (2º período)
  • 14. ROTINAS PARA O PRIMEIRO PERÍODO Vejo – penso- pergunto-me Antes pensava agora penso Põe um título Cor- Símbolo-imagem Penso- interessa-me - investigo
  • 15. VEJO- PENSO- INTERROGO-ME Depois de ver uma imagem ou um vídeo… • O Que VÊS? • O Qué PENSAS? • Sobre o que te INTERROGAS? Pregunta-se:
  • 16. VEO- PENSO- INTERROGO FINALIDADE: Ajuda os alunos a serem cuidadosos nas observações e interpretações APLICAÇÃO: No início de um novo tema, como ponto de entrada ou com um objeto que ligue com o tema. MÉTODO: os alunos trabalham individualmente antes de partilhar com os outros.
  • 17. ANTES PENSAVA- AGORA PENSO Depois de ler um texto, ver um vídeo, escutar as explicações de um tema… • Pede-se aos alunos que pensem uma ideia que tinham antes sobre o tema e mudou com o texto, vídeo ou explicação. • Escrevem a sua previa numa parte da folha e o pensamento/ideia que transformaram na outra parte da folha. • Põem em comum lendo em voz alta construindo a frase: “antes pensava que ……. e agora penso……” A descrição do pensamento deve ser breve e concreta
  • 18. ANTES PENSAVA- AGORA É uma rotina que reflete como e por quê mudou o nosso pensamento Funciona muto bem ao terminar de tratar um conceito, depois de ler um texto ou ver um vídeo
  • 19. ANTES PENSAVA-AGORA PENSO APLICAÇÃO: Esta rotina pode aplicar-se sempre que os pensamentos, opiniões ou crenças iniciais dos alunos sejam susceptiveis de mudar, como resultado da instrução ou da experiência. Por exemplo, depois de ler informação nova, ver um filme, escutar um orador, experimentar algo novo, ter um debate em aula no final de uma unidade, etc. MÉTODO: Os alunos trabalham-no individualmente antes de partilhar com os demais.
  • 20. ANTES PENSAVA- AGORA FINALIDADE: ajuda os alunos a refletir sobre o seu pensamento em relação a um tema ou asunto, e a explorar como e por que mudou esse pensamento. • Pode ser útil para consolidar uma nova aprendizagem conforme os alunos identificam os novos entendimentos, opiniões e crenças • Examinando e explicando como e por que mudou o nosso pensamento, os alunos desenvolvem as suas habilidades de raciocínio e reconhecem as relações de causa e efeito.
  • 21. PÕE UM TÍTULO (HUEmaArDotinLaINpaEra Sca)pturar a essência • Ajuda a identificar as ideias centrais de um assunto estudado. Também ajuda a resumir e a ligar a conclusões pessoais. • Pode utilizar-se também para saber de onde partem os alunos e refletir sobre a mudança que pode experimentar uma ideia depois de realizar um estudo
  • 22. PÕE UM TÍTULO (HEADLINES) Esta rotina pode comparar-se ao titulo de um jornal e consiste em resumir e capturar a essência de um acontecimento, ideia, conceito, tema,… Esta rotina responde a uma questão nuclear: Sie quiseres escrever um título para este tema, agora que captaste o aspeto mais importante e que quieres que seja recordado, que título escolherias? Um segundo momento supõe ir mais ao fundo e dar a possibilidade aos alunos de mudar a ideia principal que eles tinham escolhido: Como mudou o teu “headline” a partir da discusisão de hoje? Em que difere
  • 23. COR- SÍMBOLO- IMAGEM (C.S.I.) • Esta rotina procura tornar visível o pensamento com outros recursos distintos dos da linguagem oral ou escrita. A rotina procura que os alunos identifiquem o essencial das suas ideias, elaboradas a partir do que lera, visto ou ouvido, através de formas não verbais de comunicação. • Ao fazer este esforço cognitivo os alunos utilizam o pensamento metafórico. Uma metáfora é o melhor veículo para desenvolver algo que já sabiamos com algo que acabamos de conhecer, através de pensar en semelhanças e diferenças
  • 24. COR- SÍMBOLO- IMAGEM APLICAÇÃO onde e quando utilizar-se? • Esta rotina pode ser utilizada para realizar a compreensão de ler, ver ou escutar. • Pode usar-se também como reflexo de acontecimentos ou aprendizagens prévias. • É muito útil se os alunos tiverem tido alguma experiência prévia com o subrayado de textos para ideias, conexões ou acontecimentos importantes. • A síntese tem lugar quando os estudantes selecionam uma cor, um símbolo ou uma imagen para representar três ideias importantes. • Esta rotina também facilita a discussão de um texto ou acontecimento quando os alunos apresentam cores, símbolos ou imagens
  • 26. APLICAÇÃO Diz-se aos alunos : 1. “Conforme estás a ver no vídeo, ouvindo o profesor… toma nota das coisas que te pareçam interessantes, importantes ou intuitivas. (“O que te venha à cabeça”) 2. “de todas as ideias que anotaste, escolhe as três que te pareçam mais importantes.. • Para uma delas, escolhe uma cor que consideres que melhor representa ou reflita a essência desta ideia. • Para outra, escolhe um símbolo que sintas que melhor representa o reflita a essência desta ideia. (desenha-o) • E para a outra, escolhe uma imagem (metáfora) que sintas que melhor representa ou reflita a essência desta ideia. (desenha-a) 3. Anota e desenha tudo no organizador gráfico com a justificação da tua escolha.. COR- SÍMBOLO- IMAGEM
  • 27. PENSO- INTERESSA-ME - INVESTIGO Uma rotina para ligar com o conhecimento prévio e o mundo interno dos alunos. Útil no começo de um tema e como prévio ao desenvolvimento de uma investigação. Expõe-se o tema a tratar e dá-se aos alunos um tempo para refletir sobre ele.. • Os alunos anotam as ideias que têm e organizam-nas.. • Refletem sobre aspetos que desejariam descobrir. • Depois em grupos partilham-nas e buscam estratégias para investigar as perguntas selecionadas. • O professor motiva os alunos para ajudá-los a
  • 29. Outra opção: PENSO- INTERESSA-• Pode propor-se responder ao apartado “penso” antes de começar o tema: Que sabes? Que pensas sobre…? • A metade do tema, da exposição… quando já se apresentaram conteúdos pode-se pedir-lhes que respondam ao apartado “interessa.-me” Que despertou o teu interesse até ao momento? • Ao terminar o tema, exposição… pode-se pedir-lhes que respondam ao apartado “Investigo” Que coisa/s te interessa investigar para conhecer mais sobre o tema?
  • 30. A rotina não deixa tempo, mas na realidade melhora o que estamos a projetar em fazer na aula Existem muitas rotinas que podemos utilizar em distintos momentos
  • 31. Resolver problemas de forma efetiva Reunir Informação Avaliar a informaçã o Usar a informaç ão Tomar decisões de forma efetiva Para aplicá-lo às suas profissões Para aplicá-lo nos seus trabalhos Para aplicá-lo nas suas vidas Juízo crítico e pensament o criativo PARA QUÊ?
  • 32. • Estamos acostumados a pensar que pensamos com palavras, mas por vezes é melhor pensar com imagens que estão feitas de cores, de símbolos ou de desenhos. • Se tratamos de converter nossas ideias, o que compreedemos de um texto, de um vídeo, de uma conversa, numa cor que o identifica, ou num símbolo que todos entendam e que resuma o que estou a trabalhar, ou numa foto ou pintura que o represente, estamos fazendo metáforas e portanto estaremos elaborando, ou fabricando, nosso próprio conhecimento sobre as coisas.
  • 33. “A educação consiste em ensinar aos homens não o que devem pensar, mas a pensar“ C. Coolidge
  • 34. OBRI GAD @aggiornamento14 http://aggiornamento1314.blogspot.com.es #Compostelaenred