SlideShare uma empresa Scribd logo
Cidadania Efetiva com Ações Afirmativas: Uma
  Abordagem Metodológica Sócio-Construtivista para o
   Ensino de Noções de Ética, Civismo e Cidadania em
  Escolas Públicas por meio do Desenvolvimento e da
   Implantação do Projeto Piloto – “Desbravando com
                       Cidadania”
As discussões que envolvem o conceito de
Ética, Civismo e Cidadania estiveram e ainda
estão presentes no campo educacional, seja
através de disciplinas como Educação, Moral
e Cívica; Organização Social e Política
Brasileira, Estudo dos Problemas Brasileiros.
Entre os anos de 1997 e 2006, 13 proposições
foram apresentadas por congressistas,
procurando reintroduzir nas escolas o estudo
da educação moral e civismo, ou introduzir
disciplina que contemple a ética e cidadania,
em busca do resgate de valores supostamente
perdidos pela sociedade.
POLÍTICAS EDUCACIONAIS - CURRÍCULOS - EDUCAÇÃO
              MORAL E CÍVICA - ÉTICA
O Decreto-Lei n. 869, de 12 de setembro de 1969, instituiu como obrigatória a
disciplina Educação Moral e Cívica nas escolas de todos os graus e
modalidades dos sistemas de ensino no país, que permaneceu como tal até
meados da década de 80.
Ela apenas foi oficialmente retirada da grade curricular das escolas brasileiras
após a promulgação da Lei n. 8.663, de 14 de junho de 1993, que revogou o
decreto.
Com a Lei de Diretrizes Bases da Educação Nacional n. 9.294/96 - LDB - e a
divulgação dos Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN -, a discussão acerca
da ética e cidadania tornou-se mais corrente, uma vez que tais documentos
apontam esses termos como elementos-chave para a educação no país.
Na última década alguns congressistas apresentaram proposições, tanto na
Câmara Federal como no Senado, procurando alterar esse quadro na
tentativa de reintroduzir nas escolas o estudo da Educação Moral e Cívica,
seja por meio de uma disciplina curricular obrigatória, seja mediante um
tema transversal.
Atualmente, existem 13 documentos propostos pelo
CONGRESSO NACIONAL que abordam o ensino da
educação para a moral e o civismo, da ética e
cidadania e Organização Social e Política Brasileira,
sendo 12 projetos de lei e uma indicação,
apresentados por onze deputados federais e um
senador (um deputado apresentou dois projetos) no
período de 1997 a 2006.
Em suas justificativas, os congressistas apontam o
papel da mídia, especialmente a televisiva, na
formação da personalidade de crianças e jovens, por
muitas vezes criticando os modelos apresentados.
Acreditamos que, devido às notícias recentemente
veiculadas a respeito do comportamento de diversos
deputados e senadores, a temática sobre a ética
ganhou mais peso nos meios de comunicação.
Soma-se a isso o fato de a própria mídia,
especialmente a televisiva, apresentar programas
em que, muitas vezes, o que importa é ser o mais
bonito, o mais magro, o mais esperto, o mais
Muitos desses programas de entretenimento têm invadido
os lares brasileiros em horário nobre, divulgando valores,
comportamentos, atitudes, e, muitas vezes, valorizando
estereótipos de beleza inatingíveis pela maior parte da
população.
Em suas justificativas, os congressistas apontam o papel
da mídia, especialmente a televisiva, na formação da
personalidade de crianças e jovens, por muitas vezes
criticando os modelos apresentados.
Acreditamos que, devido às notícias recentemente
veiculadas a respeito do comportamento de diversos
deputados e senadores, a temática sobre a ética ganhou
mais peso nos meios de comunicação.
Soma-se a isso o fato de a própria mídia, especialmente a
televisiva, apresentar programas em que, muitas vezes, o
que importa é ser o mais bonito, o mais magro, o mais
esperto, o mais popular.
Muitos desses programas de entretenimento têm invadido
os lares brasileiros em horário nobre, divulgando valores,
comportamentos, atitudes, e, muitas vezes, valorizando
estereótipos de beleza inatingíveis pela maior parte da
A televisão tem forte papel nesse contexto, pois se configura
como um veículo de enorme alcance, atingindo, segundo dados
do IBGE, aproximadamente 98% da população brasileira.
É um grande instrumento de coesão nacional, gratuito,
praticamente 24 horas por dia.
Para reforçar as estatísticas, o Instituto da Cidadania revelou
recentemente que 91 % dos jovens, entre 15 e 24 anos, vêem TV.
Em pesquisa realizada na Região Sudeste, em 2001 e 2002, com
949 jovens com idades entre 11 e 17 anos, a TV é citada por 98%
dos respondentes como uma das mídias que utilizam na maior
parte do tempo.
Segundo pesquisa do Unicef, os adolescentes brasileiros - mais
de 20 milhões de meninos e meninas entre 12 e 17 anos - passam
diariamente, em média, quatro horas diante da TV
(aproximadamente o mesmo tempo que passam na escola).
A televisão, por meio principalmente das novelas, lança
modismos relacionados ao vestuário, corte de cabelo, músicas,
entre outros.
“ A falta de heróis, sejam eles da política, das artes, da religião,
da mitologia, é substituída de certa maneira pelos padrões e
modelos que a televisão e o rádio impõem".
De certo que, partindo desse dado de realidade, muitos
parlamentares propõem o ensino da ética, da cidadania e
da moral e cívica, acreditando no papel dessa(s)
disciplina(s) no confronto de modelos considerados
inadequados, que são veiculados por inúmeros programas
de televisão.
Como resultado desta Análise, foi idealizado um Projeto-
Piloto, cujo TEMA do mesmo é: "Desbravadorismo e
Cidadania como Fator de Transformação da Realidade
Sócioeducacional presente nas Escolas Públicas Paulistas
atualmente“.
O mesmo, prima essencialmente pela Aplicação dos
Princípios de Civismo e Cidadania, presentes no Contexto
Conceitual do DESBRAVADORISMO, ou seja, um Programa
Cristão-Instrutivo-Recreativo Juvenil Sócio-educativo, que
têm como sua Principal Característica, Trabalhar com
juvenis de 10 a 15 anos de qualquer classe, cor ou fé;
destacando-lhes os Aspectos Físico, Mental e Espiritual.
Os DESBRAVADORES, são meninos e meninas que se
reúnem uma vez por semana para aprenderem a
desenvolver suas capacidades, habilidades e o gosto pela
natureza, na qual vibram com as atividades ao ar livre,
tais como: acampamentos, caminhadas, escaladas,
Entre os Desbravadores, é nutrido um SENTIMENTO Forte de
   Patriotismo, bem como também, é lhes exposto uma idéia clara
   dos deveres do cidadão.
Entre eles, existe uma promessa de Fidelidade à Bandeira e um
   compromisso sério para com a comunidade.
Os desbravadores oferecem variedade de experiências e
   oportunidades
É um serviço educacional, feito para formar belos caracteres
   juvenis.
Os desbravadores são conhecidos em todo o mundo.
Tendo como conhecimento ora exposto com Relação aos
   DESBRAVADORES, no Tocante as Questões de Civismo e
   Cidadania, o que podemos Inferir é que, assim como os
   DESBRAVADORES AMAM também a Sua PÁTRIA, os mesmos,
   procuram Experimentar Viver o PLENO Conceito de CIVISMO e
   CIDADANIA, que vem a ser o seguinte.:
Qualidade ou condição de cidadão; condição de pessoa que, como
   membro de um estado, se acha no gozo de direitos que lhe
   permitem participar da vida política;
Além destes aspectos, podemos salientar significativamente que,
   dentro de um Contexto Sócio-educativo, o ensino-aprendizagem dos
   conceitos de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, em Escolas
   Públicas, acabam Contribuindo para o Pleno desenvolvimento dos
   respectivos Fatores Biopsicossociais, e, desta forma, podendo-os
   envolvê-los em todos os Conhecimentos teórico-práticos com
   Relação ao Total Aproveitamento dos Conceitos ensinados, e,
   podendo aplicá-los, segundo o meio Social onde estiverem
   Inseridos.
Este Projeto-Piloto, tem como Objetivo principal, a utilização
  de uma Metodologia de ensino baseada na Proposta
  Pedagógica denominada Sócio-Construtivista, ou seja, o
  Objetivo principal é levar o Juvenil – 10 a 12 Anos, e, o
  Adolescente – 13 a 15 Anos, a explorar e Descobrir TODAS
  as possibilidades do seu Corpo, da sua Mente, dos seus
  Valores e Princípios Éticos e Morais, das suas Relações
  Interpessoais, do seu Espaço Social, e, através disso,
  visando Integrar de forma Harmônica, todos os Agentes
  envolvidos dentro deste Escopo presentes nas Escolas
  Públicas, para que, com isso, façam a diferença dentro do
  Contexto Social de suas Respectivas Comunidades,
  tornando-as, um Lugar melhor para se Viver, desenvolver
  desta forma, a sua capacidade de Observar, Descobrir,
  Inferir, Argumentar e Pensar.
Tendo isso em Mente, as Atividades propostas para esse
  Projeto-Piloto, estarão programadas a inserir o Conteúdo
  do Civismo e Cidadania, num contexto do Desbravadorismo,
  a ser desenvolvido, seguindo as Diretrizes de Ensino-
  Aprendizado, para ser Utilizado no Processo
  Transformacional da Realidade Social da Comunidade onde
  estes Alunos de Escolas Públicas estejam inseridos, no
  seu Dia-a-dia.
O mesmo privilegia o Ensino-Aprendizado enquanto
  Construção do Conhecimento Cívico e Cidadão, bem como
  também os Conceitos do Desbravadorismo, o
  Desenvolvimento Pleno das Potencialidades destes Alunos,
  frente a sua Realidade Social em suas Respectivas
  Comunidades, preparando-os, desta forma para o trabalho,
  utilizando-se para isso, os Conteúdos Curriculares dos
Nesse sentido, baseado no texto da Constituição Federal de 1988, este
   Projeto-Piloto, tem como finalidade principal, orientar os Alunos destas
   Escolas Públicas, quanto aos Princípios gerais, que visam à consecução
   das seguintes Metas.:
2. Co-Responsabilidade pela vida Social como Compromisso Individual e
   Coletivo;
3. Igualdade de Direitos, de forma a Garantir a eqüidade em todos os
   Níveis;
4. Participação como elemento fundamental na Transformação de sua
   Realidade Social, frente a Democracia, a Cidadania e ao
   Desbravadorismo;
5. Respeito aos Direitos Humanos e exclusão de qualquer tipo de
   Discriminação, nas Relações Interpessoais, Públicas e Privadas.
A Lei nº 9294/96 tem na Cidadania seu Eixo Orientador e se compromete
   com Valores e Conhecimentos que viabilizam a participação EFETIVA do
   Aluno na Vida Social, em função disso, este Projeto-Piloto, tem como
   diretrizes de ensino, às seguintes.:
7. Inclusão dessas perspectivas no ensino dos diversos conteúdos de
   Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, frente as suas Respectivas
   Realidades Sociais, em suas Comunidades em que vivem;
8. Posicionamento em relação às questões sociais e visão da tarefa
   educativa com intervenção intencional no presente;
9. Tratamento de Valores e Princípios Ético-Morais como Conceitos Reais,
   inseridos no Contexto do seu respectivo Cotidiano de Vida em sua
   respectiva Comunidade Social.
Assim sendo, este Projeto-Piloto, visa junto a esses Alunos de Escolas
   Públicas, o seguinte.:
11.Desenvolver as suas Capacidades: Cognitiva, Física, Afetiva, de
   Relação Interpessoal, Estética, Ética, de Inserção Social, Mental e
   Espiritual; Ter acesso aos Conteúdos como um meio de aquisição e
   desenvolvimento dessas capacidades; capacitar-se para o processo de
   Educação Permanente, exigido pelas Constantes Inovações no Mundo
   de Trabalho. Desenvolvendo as Capacidades.: Cognitiva, Afetiva, Ética,
Com isso, podemos Ter uma Atitude Positiva, frente a
   este Projeto-Piloto, que corresponde à tendência de
   nos comportarmo-nos de forma consistente com os
   Valores e as Normas, diante de ocorrências,
   situações, pessoas ou objetos aludidos a nossa
   vivência diária.
São as atitudes que trazem à tona o grau de respeito
   que o indivíduo tem aos valores e normas,
   manifestando-se de forma observável.
Também podemos trabalhar com as Habilidades
   Sociais, tais como.:
4. Como evitar Conflitos Interpessoais;
5. Como cooperar e obter Cooperação;
6. Como competir com Lealdade; e,
7. Como Motivar os Outros.
Junto disto, devem-se também, ser evidenciados os
   aspectos de Trabalho, observação e valorização de
   Atividades que contemplem, eventos Cívicos e
   Comemorativos.
Por fim, temos a aquisição de Valores Éticos e Morais através
   do Respeito às Diferenças e Regras pré-estabelecidas, bem
   como também, o Desenvolvimento das Habilidades Cívicas
   e de Cidadania, bem como também, os Conceitos de
   Desbravadorismo, reconhecendo e valorizando os Alunos de
   Escolas Públicas, exercendo desta forma, a tão Buscada
Metas para serem Cumpridas, dentro deste Projeto-Piloto:
2. Melhoria do Ensino, dando ênfase para a Formação da
   Cidadania, procurando diminuir os índices de evasão e
   Retenção no respectivo Ciclo Escolar II do Ensino
   Fundamental e do Ensino Médio.
3. Prática dos Ensinamentos Cívicos, de Cidadania e de
   Desbravadorismo, bem como também, o Respeito ao Código
   de Disciplina estabelecido pelo proponente do referido
   Projeto-Piloto, além de práticas diversificadas com
   parcerias envolvendo a Comunidade onde estes Alunos
   estão Inseridos, demonstrando desta forma, um Espírito de
   Consciência Cívica, Cidadão e de Desbravadorismo, no
   Contexto de Transformação da Realidade Social, em que se
   encontram vivendo; também poderá este Grupo, vir a
   Participar de Atividades Extra-Escola da Família, tais
   como.: Camporees, Cursos de Treinamento,
   Acampamentos de Finais de Semana, Desfiles Cívicos e
   Comemorativos, encontro de Fanfarras, Demonstrações de
   Ordem Unida, etc.; também, poderá ocorrer Excursão,
   Visitas Técnicas, Desenvolvimento de Intervalo Interativo.
4. Abordagem de temas atuais com elaboração de pequenos
   Projetos, como por exemplo, Feira dos Estudantes
   Desbravadores, evento na qual, serão apresentados
   Produtos desenvolvidos pelos Estudantes Desbravadores,
   tais como: Trabalhos Manuais, Trabalhos Artísticos,
   Trabalhos Domésticos, Trabalhos de Habilidades
   Profissionais, etc.; Concurso de Músicas e Marchas de
   Ordem Unida, Concurso de Slogan do Clube de Estudantes
   Desbravadores, Concurso para Escolha do Nome do Clube
   de Estudantes Desbravadores, etc.; Dinamização de
•   Aumentar o uso dos Laboratórios existentes na Escola, em
    especial, o SAI – Sala Ambiente de Informática, para a Prática de
    Projetos de Inclusão Digital, procurando desenvolver nos Alunos o
    aprimoramento das práticas do Civismo, Cidadania e do
    Desbravadorismo, através de Pesquisas e Experimentações, para
    que, desta forma, sejam os protagonistas na obtenção de
    Informações para ampliação dos seus Direitos e Deveres como
    Cidadãos, num Contexto Social, através de Práticas Comunitárias.
•   Aliar a Teoria à Prática , com o uso dos Diversos Materiais
    disponíveis na Escola, para que, com isso, possa ser construído ou
    adquirido, conhecimentos de Práticas de ensino-aprendizagem, que
    se façam necessários durante o Ano Letivo.
•   Reduzir DRASTICAMENTE, a quantidade de Alunos que Não
    possuem Conhecimento prévio sobre Práticas de Civismo,
    Cidadania e Desbravadorismo, gerando desta forma, através deste
    Projeto-Piloto, o Interesse da Busca de Conhecimentos e
    Informações referentes a estes Assuntos; fomentando, com isso, a
    utilização Efetiva no exercício dos seus Direitos, Deveres e de sua
    Condição Social, no âmbito de sua Comunidade Local.
•   Aumentar o número de Alunos Autônomos na escolha das Práticas
    Cívicas, Cidadãs e de Desbravadorismo, promovendo desta forma,
    um maior Comprometimento Social, para com a Comunidade Local,
    onde estes Alunos estejam Convivendo Diariamente.
•   Envolver TODOS os Alunos da Comunidade Escolar, e da
    Comunidade Local, dentro dos seus respectivos Contextos
    Sociais, nas mais Diversas Atividades e Situações de ensino-
    aprendizagem, nos Conceitos de Civismo, Cidadania e
    Desbravadorismo.
•   Proporcionar aos Alunos Universitários, que são Voluntários do Programa
    “Escola da Família”, oportunidades de Aplicar Conceitos Teóricos e
    Práticos, no Ensino de Modelos Interativos, Instrutivos e Recreativos,
    voltados para as Questões do Civismo, da Cidadania Efetiva e do
    Desbravadorismo, protagonizando desta forma, a aquisição de
    Conhecimentos Educacionais, auxiliando com isso, a sua Prática da
Público Alvo
2. Comunidade Escolar, em Especial, os Alunos Juvenis –
   10 à 12 Anos de Idade, e, os Alunos Adolescentes – 13 à
   15 Anos de Idade, respectivamente, da 5ª, 6ª, 7ª, 8ª
   Séries, e, do 1º e 2º Ano do Ensino Médio
3. Alunos Universitários que, são Voluntários do Programa
   “Escola da Família”, e, que possam ser Utilizados como
   Instrutores de Conteúdo Didático-Pedagógico,
   relacionados ao Ensino dos Conceitos de Civismo,
   Cidadania e Desbravadorismo, propostos por este
   Projeto-Piloto.
4. Instrutor Geral de Classes e Conteúdos dos Conceitos de
   Desbravadorismo.
5. Instrutor Associado de Práticas Físicas e Recreativas,
   preparado para o Ensino Aplicado de Movimentos
   Corporais e de Recreação, para Contextualização de
   Temáticas Transversais dos Conteúdos ministrados, com
   relação aos Conceitos e Práticas do Civismo, Cidadania
   e, principalmente do Desbravadorismo, utilizando-se
   para isso, de Jogos e Dinâmicas Recreativas de Grupo,
   motivando esses Juvenis e Adolescentes, a continuarem
   prosseguindo no Ensino-Aprendizado, construído, desde
   o Início deste Projeto-Piloto.
6. Instrutor de Bandas Marciais e Fanfarras, para o
   Desenvolvimento Pleno e Efetivo, de Princípios e
   Valores Éticos-Morais, tais como.: DISCIPLINA, UNIÃO,
   RESPEITO, ORDEM, TRABALHO EM EQUIPE, ATENÇÃO,
   AGILIDADE, etc.; preparando-os, desta forma, para
• Professores da Escola, para o Ensino de
  Conteúdos e Tópicos voltados para o
  Conhecimento de Conceitos de Estudos da
  Natureza e Realidade Social presentes na
  Comunidade Local, onde estejam Inseridos.
• Artesãos da Comunidade, que possam Ensinar
  Habilidades Manuais, Domésticas e
  Profissionais, para a preparação Plena e o
  Desenvolvimento Efetivo, de DONS e TALENTOS
  destes Juvenis e Adolescentes, preparando-os
  para o Exercício Profissional, de um dia
  Vindouro, ajudando-os, desde já, a se
  Habituarem a saber, quais são as suas
  respectivas Habilidades, Capacidades,
  Competências e Aptidões, para o Exercício
  Efetivo de sua Cidadania como um TODO no
  Mundo de Trabalho.
Parcerias
Prefeitura Municipal de Ubatuba/SP, Ministério
  Jovem – Departamento de Desbravadores – MPV –
  Missão Paulista do Vale do Paraíba – IASD –
  Igreja Adventista do Sétimo Dia, Polícia Militar,
  Conselho Tutelar de Ubatuba/SP, Secretaria
  Municipal de Saúde de Ubatuba/SP, Alunos
Muito Obrigado !!!

   Autoria desta Apresentação e do Projeto-Piloto:
Marcos Augusto Toassa Fontealba – SECR. ESCOLA
  – Secretário de Escola – Titular de Cargo
  EFETIVO – Líder de DESBRAVADORES
  INVESTIDO e CREDENCIADO pela UCB – União
  Central Brasileira – Instrutor de Classes
  Regulares/Avançadas e Classes de
  LÍDER/Agrupadas e Instrutor de Especialidades
  – Prestando Consultoria Ad-Hoc Especializada
  em Gestão de Clubes de Desbravadores, para
  com o Clube de Desbravadores “Atalaias de
  Aglâe” – Ubatuba/SP.
Co-Autoria do PPP – Projeto de Proposta
  Pedagógica:
• Profº Esp.º Ionei Rosseti Mariano – Professor-
  Gestor de Atividades Operacionais do Programa
  “Escola da Família” – EE “Clarinda Machado de
  Souza” – Riolândia-SP.
• Profª. Espª. Maria Enilda Leite Magalhães de
  Lima – Professora-Gestora-Coordenadora
  Pedagógica do Ensino Médio – Gestora
  Institucional do Programa “Escola da Família” –

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
feraps
 
Relatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
Relatorio Projetos de Vida - Ensino MedioRelatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
Relatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
uliarau
 
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Marilene dos Santos
 
Respeito
RespeitoRespeito
Aula Cidadania
Aula CidadaniaAula Cidadania
Aula Cidadania
Ana Márcia
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
eebirmawienfrida
 
Valores
ValoresValores
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
Atividades Diversas Cláudia
 
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
 Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Prof. Noe Assunção
 
18 de Maio
18 de Maio 18 de Maio
18 de Maio
Patrícia Brasil
 
fake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolarfake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolar
Washington Rocha
 
Relações Raciais na Escola
Relações Raciais na EscolaRelações Raciais na Escola
Relações Raciais na Escola
estudosacademicospedag
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
Victor Claudio
 
Geografia os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
Geografia   os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...Geografia   os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
Geografia os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
Gustavo Soares
 
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos RefugiadosProcessos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Patrícia Éderson Dias
 
Espaço rural e urbano
Espaço rural e urbanoEspaço rural e urbano
Espaço rural e urbano
Portal do Vestibulando
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
marleneves
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
PTAI
 
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
Jessica Ferrarese
 

Mais procurados (20)

Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
Relatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
Relatorio Projetos de Vida - Ensino MedioRelatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
Relatorio Projetos de Vida - Ensino Medio
 
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
Dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolesce...
 
Respeito
RespeitoRespeito
Respeito
 
Aula Cidadania
Aula CidadaniaAula Cidadania
Aula Cidadania
 
Atribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de salaAtribuições dos líderes de sala
Atribuições dos líderes de sala
 
Valores
ValoresValores
Valores
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
 
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
 Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta Gabarito: Atividade interdisciplinar:  Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
Gabarito: Atividade interdisciplinar: Bullying – 8º ou 9ª ano – Com resposta
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
18 de Maio
18 de Maio 18 de Maio
18 de Maio
 
fake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolarfake news no cotidiano escolar
fake news no cotidiano escolar
 
Relações Raciais na Escola
Relações Raciais na EscolaRelações Raciais na Escola
Relações Raciais na Escola
 
Preconceito e intolerência
Preconceito e intolerênciaPreconceito e intolerência
Preconceito e intolerência
 
Geografia os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
Geografia   os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...Geografia   os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
Geografia os ciclos economicos do brasil e sua relacao com a dinamica de oc...
 
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos RefugiadosProcessos Migratórios e a Crise dos Refugiados
Processos Migratórios e a Crise dos Refugiados
 
Espaço rural e urbano
Espaço rural e urbanoEspaço rural e urbano
Espaço rural e urbano
 
O Racismo
O RacismoO Racismo
O Racismo
 
Racismo trabalho
Racismo trabalhoRacismo trabalho
Racismo trabalho
 
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
Indice de Desenvolvimento Humano (idh)
 

Destaque

PROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICOPROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICO
Marcio Souza Reis
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Apresentação Momento Cívico
Apresentação  Momento CívicoApresentação  Momento Cívico
Apresentação Momento Cívico
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Momento cívico parte 1
Momento cívico parte 1Momento cívico parte 1
Momento cívico parte 1
emefbompastor
 
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITAO CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
Jorge Luiz dos Santos
 
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do CivismoElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
eugeniamarquessilva
 
Civismo
CivismoCivismo
Civismo
Pedro Castelo
 
Civismo?
Civismo?Civismo?
Civismo?
Francisco Gomes
 
Ordem unida animada
Ordem unida animadaOrdem unida animada
Ordem unida animada
Hugo Esteves
 
Manual de ordem unida da área 5
Manual de ordem unida da área 5Manual de ordem unida da área 5
Manual de ordem unida da área 5
PCaatinga
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
Andréia Guimarães
 
Plano de aula 03
Plano de aula 03Plano de aula 03
Plano de aula 03
Carlos Souza
 
Momento Civico 1º Ano
Momento Civico 1º AnoMomento Civico 1º Ano
Momento Civico 1º Ano
Prof CidaAlves
 
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICOAPRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
Marcio Souza Reis
 
Aula 3 com e cidadania
Aula 3  com e cidadaniaAula 3  com e cidadania
Aula 3 com e cidadania
UFSM
 
CasaSua
CasaSuaCasaSua
CasaSua
Pedro Castelo
 
Dia Bandeira
Dia BandeiraDia Bandeira
Dia Bandeira
sintian
 
A criança e a hora cívica por simone drumond
A criança e a hora cívica por simone drumondA criança e a hora cívica por simone drumond
A criança e a hora cívica por simone drumond
SimoneHelenDrumond
 
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kbNossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
G. Gomes
 
Hino E Bandeira Nacional
Hino E Bandeira NacionalHino E Bandeira Nacional
Hino E Bandeira Nacional
Ana Barreiros
 

Destaque (20)

PROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICOPROJETO MOMENTO CÍVICO
PROJETO MOMENTO CÍVICO
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Apresentação Momento Cívico
Apresentação  Momento CívicoApresentação  Momento Cívico
Apresentação Momento Cívico
 
Momento cívico parte 1
Momento cívico parte 1Momento cívico parte 1
Momento cívico parte 1
 
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITAO CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
O CIVISMO NA VISÃO ESPÍRITA
 
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do CivismoElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
ElaboraçãO Cartaz Sobre As Regras Do Civismo
 
Civismo
CivismoCivismo
Civismo
 
Civismo?
Civismo?Civismo?
Civismo?
 
Ordem unida animada
Ordem unida animadaOrdem unida animada
Ordem unida animada
 
Manual de ordem unida da área 5
Manual de ordem unida da área 5Manual de ordem unida da área 5
Manual de ordem unida da área 5
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Plano de aula 03
Plano de aula 03Plano de aula 03
Plano de aula 03
 
Momento Civico 1º Ano
Momento Civico 1º AnoMomento Civico 1º Ano
Momento Civico 1º Ano
 
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICOAPRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
APRESENTAÇÃO PROJ. MOMENTO CÍVICO
 
Aula 3 com e cidadania
Aula 3  com e cidadaniaAula 3  com e cidadania
Aula 3 com e cidadania
 
CasaSua
CasaSuaCasaSua
CasaSua
 
Dia Bandeira
Dia BandeiraDia Bandeira
Dia Bandeira
 
A criança e a hora cívica por simone drumond
A criança e a hora cívica por simone drumondA criança e a hora cívica por simone drumond
A criança e a hora cívica por simone drumond
 
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kbNossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
Nossos simbolos patrios, bandeira e hinos nacional e a bandeira 851kb
 
Hino E Bandeira Nacional
Hino E Bandeira NacionalHino E Bandeira Nacional
Hino E Bandeira Nacional
 

Semelhante a Apresentação Civismo Cidadania Escolas PúBlicas

Projeto Educação e Valores
Projeto Educação e ValoresProjeto Educação e Valores
Projeto Educação e Valores
celiaregiane
 
1 etica juvenil
1 etica juvenil1 etica juvenil
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
Alex Alecrim
 
Ética e Cidadania
Ética e CidadaniaÉtica e Cidadania
Ética e Cidadania
Prof.Paulo/geografia
 
Livro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadaniaLivro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadania
Raimundo Bezerra
 
Proposta haddad prefeitura sp 2012
Proposta haddad prefeitura sp 2012Proposta haddad prefeitura sp 2012
Proposta haddad prefeitura sp 2012
Eduardo Wöetter
 
Propostas Haddad SP Prefeitura
Propostas Haddad SP PrefeituraPropostas Haddad SP Prefeitura
Propostas Haddad SP Prefeitura
Danilo Cattani
 
1 etica relacoes
1 etica relacoes1 etica relacoes
1 etica relacoes
clayton Clayton
 
Cidadania sustentável
Cidadania sustentávelCidadania sustentável
Cidadania sustentável
Daniela Menezes
 
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
Universidad de la Empresa UDE
 
Cipó (1)
Cipó (1)Cipó (1)
Cipó (1)
ROSELY OLIVEIRA
 
Institucional apresentando o makanudos
Institucional   apresentando o makanudosInstitucional   apresentando o makanudos
Institucional apresentando o makanudos
ONG MAKANUDOS
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
elianabizarro
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
elianabizarro
 
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1 Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
♥Marcinhatinelli♥
 
Projeto leonor original
Projeto leonor originalProjeto leonor original
Projeto leonor original
Leonor
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
sirlenegomes
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
guesta2bb9a
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
guesta2bb9a
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
guesta2bb9a
 

Semelhante a Apresentação Civismo Cidadania Escolas PúBlicas (20)

Projeto Educação e Valores
Projeto Educação e ValoresProjeto Educação e Valores
Projeto Educação e Valores
 
1 etica juvenil
1 etica juvenil1 etica juvenil
1 etica juvenil
 
Etica e cidadania
Etica e cidadaniaEtica e cidadania
Etica e cidadania
 
Ética e Cidadania
Ética e CidadaniaÉtica e Cidadania
Ética e Cidadania
 
Livro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadaniaLivro etica e_cidadania
Livro etica e_cidadania
 
Proposta haddad prefeitura sp 2012
Proposta haddad prefeitura sp 2012Proposta haddad prefeitura sp 2012
Proposta haddad prefeitura sp 2012
 
Propostas Haddad SP Prefeitura
Propostas Haddad SP PrefeituraPropostas Haddad SP Prefeitura
Propostas Haddad SP Prefeitura
 
1 etica relacoes
1 etica relacoes1 etica relacoes
1 etica relacoes
 
Cidadania sustentável
Cidadania sustentávelCidadania sustentável
Cidadania sustentável
 
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
Avances de investigación: Políticas Educativas, Cultura y Tecnologías de la E...
 
Cipó (1)
Cipó (1)Cipó (1)
Cipó (1)
 
Institucional apresentando o makanudos
Institucional   apresentando o makanudosInstitucional   apresentando o makanudos
Institucional apresentando o makanudos
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1 Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
Programa de reorganização curricular e administrativa, ampliação 1
 
Projeto leonor original
Projeto leonor originalProjeto leonor original
Projeto leonor original
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
 
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidadePdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
Pdf%5 C%C3%89tica%20e%20cidadania%5 C%C3%89tica%20cidadania%20comunidade
 

Apresentação Civismo Cidadania Escolas PúBlicas

  • 1. Cidadania Efetiva com Ações Afirmativas: Uma Abordagem Metodológica Sócio-Construtivista para o Ensino de Noções de Ética, Civismo e Cidadania em Escolas Públicas por meio do Desenvolvimento e da Implantação do Projeto Piloto – “Desbravando com Cidadania” As discussões que envolvem o conceito de Ética, Civismo e Cidadania estiveram e ainda estão presentes no campo educacional, seja através de disciplinas como Educação, Moral e Cívica; Organização Social e Política Brasileira, Estudo dos Problemas Brasileiros. Entre os anos de 1997 e 2006, 13 proposições foram apresentadas por congressistas, procurando reintroduzir nas escolas o estudo da educação moral e civismo, ou introduzir disciplina que contemple a ética e cidadania, em busca do resgate de valores supostamente perdidos pela sociedade.
  • 2. POLÍTICAS EDUCACIONAIS - CURRÍCULOS - EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA - ÉTICA O Decreto-Lei n. 869, de 12 de setembro de 1969, instituiu como obrigatória a disciplina Educação Moral e Cívica nas escolas de todos os graus e modalidades dos sistemas de ensino no país, que permaneceu como tal até meados da década de 80. Ela apenas foi oficialmente retirada da grade curricular das escolas brasileiras após a promulgação da Lei n. 8.663, de 14 de junho de 1993, que revogou o decreto. Com a Lei de Diretrizes Bases da Educação Nacional n. 9.294/96 - LDB - e a divulgação dos Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN -, a discussão acerca da ética e cidadania tornou-se mais corrente, uma vez que tais documentos apontam esses termos como elementos-chave para a educação no país. Na última década alguns congressistas apresentaram proposições, tanto na Câmara Federal como no Senado, procurando alterar esse quadro na tentativa de reintroduzir nas escolas o estudo da Educação Moral e Cívica, seja por meio de uma disciplina curricular obrigatória, seja mediante um tema transversal.
  • 3. Atualmente, existem 13 documentos propostos pelo CONGRESSO NACIONAL que abordam o ensino da educação para a moral e o civismo, da ética e cidadania e Organização Social e Política Brasileira, sendo 12 projetos de lei e uma indicação, apresentados por onze deputados federais e um senador (um deputado apresentou dois projetos) no período de 1997 a 2006. Em suas justificativas, os congressistas apontam o papel da mídia, especialmente a televisiva, na formação da personalidade de crianças e jovens, por muitas vezes criticando os modelos apresentados. Acreditamos que, devido às notícias recentemente veiculadas a respeito do comportamento de diversos deputados e senadores, a temática sobre a ética ganhou mais peso nos meios de comunicação. Soma-se a isso o fato de a própria mídia, especialmente a televisiva, apresentar programas em que, muitas vezes, o que importa é ser o mais bonito, o mais magro, o mais esperto, o mais
  • 4. Muitos desses programas de entretenimento têm invadido os lares brasileiros em horário nobre, divulgando valores, comportamentos, atitudes, e, muitas vezes, valorizando estereótipos de beleza inatingíveis pela maior parte da população. Em suas justificativas, os congressistas apontam o papel da mídia, especialmente a televisiva, na formação da personalidade de crianças e jovens, por muitas vezes criticando os modelos apresentados. Acreditamos que, devido às notícias recentemente veiculadas a respeito do comportamento de diversos deputados e senadores, a temática sobre a ética ganhou mais peso nos meios de comunicação. Soma-se a isso o fato de a própria mídia, especialmente a televisiva, apresentar programas em que, muitas vezes, o que importa é ser o mais bonito, o mais magro, o mais esperto, o mais popular. Muitos desses programas de entretenimento têm invadido os lares brasileiros em horário nobre, divulgando valores, comportamentos, atitudes, e, muitas vezes, valorizando estereótipos de beleza inatingíveis pela maior parte da
  • 5. A televisão tem forte papel nesse contexto, pois se configura como um veículo de enorme alcance, atingindo, segundo dados do IBGE, aproximadamente 98% da população brasileira. É um grande instrumento de coesão nacional, gratuito, praticamente 24 horas por dia. Para reforçar as estatísticas, o Instituto da Cidadania revelou recentemente que 91 % dos jovens, entre 15 e 24 anos, vêem TV. Em pesquisa realizada na Região Sudeste, em 2001 e 2002, com 949 jovens com idades entre 11 e 17 anos, a TV é citada por 98% dos respondentes como uma das mídias que utilizam na maior parte do tempo. Segundo pesquisa do Unicef, os adolescentes brasileiros - mais de 20 milhões de meninos e meninas entre 12 e 17 anos - passam diariamente, em média, quatro horas diante da TV (aproximadamente o mesmo tempo que passam na escola). A televisão, por meio principalmente das novelas, lança modismos relacionados ao vestuário, corte de cabelo, músicas, entre outros. “ A falta de heróis, sejam eles da política, das artes, da religião, da mitologia, é substituída de certa maneira pelos padrões e modelos que a televisão e o rádio impõem".
  • 6. De certo que, partindo desse dado de realidade, muitos parlamentares propõem o ensino da ética, da cidadania e da moral e cívica, acreditando no papel dessa(s) disciplina(s) no confronto de modelos considerados inadequados, que são veiculados por inúmeros programas de televisão. Como resultado desta Análise, foi idealizado um Projeto- Piloto, cujo TEMA do mesmo é: "Desbravadorismo e Cidadania como Fator de Transformação da Realidade Sócioeducacional presente nas Escolas Públicas Paulistas atualmente“. O mesmo, prima essencialmente pela Aplicação dos Princípios de Civismo e Cidadania, presentes no Contexto Conceitual do DESBRAVADORISMO, ou seja, um Programa Cristão-Instrutivo-Recreativo Juvenil Sócio-educativo, que têm como sua Principal Característica, Trabalhar com juvenis de 10 a 15 anos de qualquer classe, cor ou fé; destacando-lhes os Aspectos Físico, Mental e Espiritual. Os DESBRAVADORES, são meninos e meninas que se reúnem uma vez por semana para aprenderem a desenvolver suas capacidades, habilidades e o gosto pela natureza, na qual vibram com as atividades ao ar livre, tais como: acampamentos, caminhadas, escaladas,
  • 7. Entre os Desbravadores, é nutrido um SENTIMENTO Forte de Patriotismo, bem como também, é lhes exposto uma idéia clara dos deveres do cidadão. Entre eles, existe uma promessa de Fidelidade à Bandeira e um compromisso sério para com a comunidade. Os desbravadores oferecem variedade de experiências e oportunidades É um serviço educacional, feito para formar belos caracteres juvenis. Os desbravadores são conhecidos em todo o mundo. Tendo como conhecimento ora exposto com Relação aos DESBRAVADORES, no Tocante as Questões de Civismo e Cidadania, o que podemos Inferir é que, assim como os DESBRAVADORES AMAM também a Sua PÁTRIA, os mesmos, procuram Experimentar Viver o PLENO Conceito de CIVISMO e CIDADANIA, que vem a ser o seguinte.: Qualidade ou condição de cidadão; condição de pessoa que, como membro de um estado, se acha no gozo de direitos que lhe permitem participar da vida política; Além destes aspectos, podemos salientar significativamente que, dentro de um Contexto Sócio-educativo, o ensino-aprendizagem dos conceitos de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, em Escolas Públicas, acabam Contribuindo para o Pleno desenvolvimento dos respectivos Fatores Biopsicossociais, e, desta forma, podendo-os envolvê-los em todos os Conhecimentos teórico-práticos com Relação ao Total Aproveitamento dos Conceitos ensinados, e, podendo aplicá-los, segundo o meio Social onde estiverem Inseridos.
  • 8. Este Projeto-Piloto, tem como Objetivo principal, a utilização de uma Metodologia de ensino baseada na Proposta Pedagógica denominada Sócio-Construtivista, ou seja, o Objetivo principal é levar o Juvenil – 10 a 12 Anos, e, o Adolescente – 13 a 15 Anos, a explorar e Descobrir TODAS as possibilidades do seu Corpo, da sua Mente, dos seus Valores e Princípios Éticos e Morais, das suas Relações Interpessoais, do seu Espaço Social, e, através disso, visando Integrar de forma Harmônica, todos os Agentes envolvidos dentro deste Escopo presentes nas Escolas Públicas, para que, com isso, façam a diferença dentro do Contexto Social de suas Respectivas Comunidades, tornando-as, um Lugar melhor para se Viver, desenvolver desta forma, a sua capacidade de Observar, Descobrir, Inferir, Argumentar e Pensar. Tendo isso em Mente, as Atividades propostas para esse Projeto-Piloto, estarão programadas a inserir o Conteúdo do Civismo e Cidadania, num contexto do Desbravadorismo, a ser desenvolvido, seguindo as Diretrizes de Ensino- Aprendizado, para ser Utilizado no Processo Transformacional da Realidade Social da Comunidade onde estes Alunos de Escolas Públicas estejam inseridos, no seu Dia-a-dia. O mesmo privilegia o Ensino-Aprendizado enquanto Construção do Conhecimento Cívico e Cidadão, bem como também os Conceitos do Desbravadorismo, o Desenvolvimento Pleno das Potencialidades destes Alunos, frente a sua Realidade Social em suas Respectivas Comunidades, preparando-os, desta forma para o trabalho, utilizando-se para isso, os Conteúdos Curriculares dos
  • 9. Nesse sentido, baseado no texto da Constituição Federal de 1988, este Projeto-Piloto, tem como finalidade principal, orientar os Alunos destas Escolas Públicas, quanto aos Princípios gerais, que visam à consecução das seguintes Metas.: 2. Co-Responsabilidade pela vida Social como Compromisso Individual e Coletivo; 3. Igualdade de Direitos, de forma a Garantir a eqüidade em todos os Níveis; 4. Participação como elemento fundamental na Transformação de sua Realidade Social, frente a Democracia, a Cidadania e ao Desbravadorismo; 5. Respeito aos Direitos Humanos e exclusão de qualquer tipo de Discriminação, nas Relações Interpessoais, Públicas e Privadas. A Lei nº 9294/96 tem na Cidadania seu Eixo Orientador e se compromete com Valores e Conhecimentos que viabilizam a participação EFETIVA do Aluno na Vida Social, em função disso, este Projeto-Piloto, tem como diretrizes de ensino, às seguintes.: 7. Inclusão dessas perspectivas no ensino dos diversos conteúdos de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, frente as suas Respectivas Realidades Sociais, em suas Comunidades em que vivem; 8. Posicionamento em relação às questões sociais e visão da tarefa educativa com intervenção intencional no presente; 9. Tratamento de Valores e Princípios Ético-Morais como Conceitos Reais, inseridos no Contexto do seu respectivo Cotidiano de Vida em sua respectiva Comunidade Social. Assim sendo, este Projeto-Piloto, visa junto a esses Alunos de Escolas Públicas, o seguinte.: 11.Desenvolver as suas Capacidades: Cognitiva, Física, Afetiva, de Relação Interpessoal, Estética, Ética, de Inserção Social, Mental e Espiritual; Ter acesso aos Conteúdos como um meio de aquisição e desenvolvimento dessas capacidades; capacitar-se para o processo de Educação Permanente, exigido pelas Constantes Inovações no Mundo de Trabalho. Desenvolvendo as Capacidades.: Cognitiva, Afetiva, Ética,
  • 10. Com isso, podemos Ter uma Atitude Positiva, frente a este Projeto-Piloto, que corresponde à tendência de nos comportarmo-nos de forma consistente com os Valores e as Normas, diante de ocorrências, situações, pessoas ou objetos aludidos a nossa vivência diária. São as atitudes que trazem à tona o grau de respeito que o indivíduo tem aos valores e normas, manifestando-se de forma observável. Também podemos trabalhar com as Habilidades Sociais, tais como.: 4. Como evitar Conflitos Interpessoais; 5. Como cooperar e obter Cooperação; 6. Como competir com Lealdade; e, 7. Como Motivar os Outros. Junto disto, devem-se também, ser evidenciados os aspectos de Trabalho, observação e valorização de Atividades que contemplem, eventos Cívicos e Comemorativos. Por fim, temos a aquisição de Valores Éticos e Morais através do Respeito às Diferenças e Regras pré-estabelecidas, bem como também, o Desenvolvimento das Habilidades Cívicas e de Cidadania, bem como também, os Conceitos de Desbravadorismo, reconhecendo e valorizando os Alunos de Escolas Públicas, exercendo desta forma, a tão Buscada
  • 11. Metas para serem Cumpridas, dentro deste Projeto-Piloto: 2. Melhoria do Ensino, dando ênfase para a Formação da Cidadania, procurando diminuir os índices de evasão e Retenção no respectivo Ciclo Escolar II do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. 3. Prática dos Ensinamentos Cívicos, de Cidadania e de Desbravadorismo, bem como também, o Respeito ao Código de Disciplina estabelecido pelo proponente do referido Projeto-Piloto, além de práticas diversificadas com parcerias envolvendo a Comunidade onde estes Alunos estão Inseridos, demonstrando desta forma, um Espírito de Consciência Cívica, Cidadão e de Desbravadorismo, no Contexto de Transformação da Realidade Social, em que se encontram vivendo; também poderá este Grupo, vir a Participar de Atividades Extra-Escola da Família, tais como.: Camporees, Cursos de Treinamento, Acampamentos de Finais de Semana, Desfiles Cívicos e Comemorativos, encontro de Fanfarras, Demonstrações de Ordem Unida, etc.; também, poderá ocorrer Excursão, Visitas Técnicas, Desenvolvimento de Intervalo Interativo. 4. Abordagem de temas atuais com elaboração de pequenos Projetos, como por exemplo, Feira dos Estudantes Desbravadores, evento na qual, serão apresentados Produtos desenvolvidos pelos Estudantes Desbravadores, tais como: Trabalhos Manuais, Trabalhos Artísticos, Trabalhos Domésticos, Trabalhos de Habilidades Profissionais, etc.; Concurso de Músicas e Marchas de Ordem Unida, Concurso de Slogan do Clube de Estudantes Desbravadores, Concurso para Escolha do Nome do Clube de Estudantes Desbravadores, etc.; Dinamização de
  • 12. Aumentar o uso dos Laboratórios existentes na Escola, em especial, o SAI – Sala Ambiente de Informática, para a Prática de Projetos de Inclusão Digital, procurando desenvolver nos Alunos o aprimoramento das práticas do Civismo, Cidadania e do Desbravadorismo, através de Pesquisas e Experimentações, para que, desta forma, sejam os protagonistas na obtenção de Informações para ampliação dos seus Direitos e Deveres como Cidadãos, num Contexto Social, através de Práticas Comunitárias. • Aliar a Teoria à Prática , com o uso dos Diversos Materiais disponíveis na Escola, para que, com isso, possa ser construído ou adquirido, conhecimentos de Práticas de ensino-aprendizagem, que se façam necessários durante o Ano Letivo. • Reduzir DRASTICAMENTE, a quantidade de Alunos que Não possuem Conhecimento prévio sobre Práticas de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, gerando desta forma, através deste Projeto-Piloto, o Interesse da Busca de Conhecimentos e Informações referentes a estes Assuntos; fomentando, com isso, a utilização Efetiva no exercício dos seus Direitos, Deveres e de sua Condição Social, no âmbito de sua Comunidade Local. • Aumentar o número de Alunos Autônomos na escolha das Práticas Cívicas, Cidadãs e de Desbravadorismo, promovendo desta forma, um maior Comprometimento Social, para com a Comunidade Local, onde estes Alunos estejam Convivendo Diariamente. • Envolver TODOS os Alunos da Comunidade Escolar, e da Comunidade Local, dentro dos seus respectivos Contextos Sociais, nas mais Diversas Atividades e Situações de ensino- aprendizagem, nos Conceitos de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo. • Proporcionar aos Alunos Universitários, que são Voluntários do Programa “Escola da Família”, oportunidades de Aplicar Conceitos Teóricos e Práticos, no Ensino de Modelos Interativos, Instrutivos e Recreativos, voltados para as Questões do Civismo, da Cidadania Efetiva e do Desbravadorismo, protagonizando desta forma, a aquisição de Conhecimentos Educacionais, auxiliando com isso, a sua Prática da
  • 13. Público Alvo 2. Comunidade Escolar, em Especial, os Alunos Juvenis – 10 à 12 Anos de Idade, e, os Alunos Adolescentes – 13 à 15 Anos de Idade, respectivamente, da 5ª, 6ª, 7ª, 8ª Séries, e, do 1º e 2º Ano do Ensino Médio 3. Alunos Universitários que, são Voluntários do Programa “Escola da Família”, e, que possam ser Utilizados como Instrutores de Conteúdo Didático-Pedagógico, relacionados ao Ensino dos Conceitos de Civismo, Cidadania e Desbravadorismo, propostos por este Projeto-Piloto. 4. Instrutor Geral de Classes e Conteúdos dos Conceitos de Desbravadorismo. 5. Instrutor Associado de Práticas Físicas e Recreativas, preparado para o Ensino Aplicado de Movimentos Corporais e de Recreação, para Contextualização de Temáticas Transversais dos Conteúdos ministrados, com relação aos Conceitos e Práticas do Civismo, Cidadania e, principalmente do Desbravadorismo, utilizando-se para isso, de Jogos e Dinâmicas Recreativas de Grupo, motivando esses Juvenis e Adolescentes, a continuarem prosseguindo no Ensino-Aprendizado, construído, desde o Início deste Projeto-Piloto. 6. Instrutor de Bandas Marciais e Fanfarras, para o Desenvolvimento Pleno e Efetivo, de Princípios e Valores Éticos-Morais, tais como.: DISCIPLINA, UNIÃO, RESPEITO, ORDEM, TRABALHO EM EQUIPE, ATENÇÃO, AGILIDADE, etc.; preparando-os, desta forma, para
  • 14. • Professores da Escola, para o Ensino de Conteúdos e Tópicos voltados para o Conhecimento de Conceitos de Estudos da Natureza e Realidade Social presentes na Comunidade Local, onde estejam Inseridos. • Artesãos da Comunidade, que possam Ensinar Habilidades Manuais, Domésticas e Profissionais, para a preparação Plena e o Desenvolvimento Efetivo, de DONS e TALENTOS destes Juvenis e Adolescentes, preparando-os para o Exercício Profissional, de um dia Vindouro, ajudando-os, desde já, a se Habituarem a saber, quais são as suas respectivas Habilidades, Capacidades, Competências e Aptidões, para o Exercício Efetivo de sua Cidadania como um TODO no Mundo de Trabalho. Parcerias Prefeitura Municipal de Ubatuba/SP, Ministério Jovem – Departamento de Desbravadores – MPV – Missão Paulista do Vale do Paraíba – IASD – Igreja Adventista do Sétimo Dia, Polícia Militar, Conselho Tutelar de Ubatuba/SP, Secretaria Municipal de Saúde de Ubatuba/SP, Alunos
  • 15. Muito Obrigado !!! Autoria desta Apresentação e do Projeto-Piloto: Marcos Augusto Toassa Fontealba – SECR. ESCOLA – Secretário de Escola – Titular de Cargo EFETIVO – Líder de DESBRAVADORES INVESTIDO e CREDENCIADO pela UCB – União Central Brasileira – Instrutor de Classes Regulares/Avançadas e Classes de LÍDER/Agrupadas e Instrutor de Especialidades – Prestando Consultoria Ad-Hoc Especializada em Gestão de Clubes de Desbravadores, para com o Clube de Desbravadores “Atalaias de Aglâe” – Ubatuba/SP. Co-Autoria do PPP – Projeto de Proposta Pedagógica: • Profº Esp.º Ionei Rosseti Mariano – Professor- Gestor de Atividades Operacionais do Programa “Escola da Família” – EE “Clarinda Machado de Souza” – Riolândia-SP. • Profª. Espª. Maria Enilda Leite Magalhães de Lima – Professora-Gestora-Coordenadora Pedagógica do Ensino Médio – Gestora Institucional do Programa “Escola da Família” –