SlideShare uma empresa Scribd logo
ABORTO  É  CRIME....
Um aborto ou interrupção da gravidezé a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero,  resultando na sua morte ou sendo por esta causada.[1] Isto pode ocorrer de forma espontânea ou artificial, provocando-se o fim da gestação, e consequentemente o fim da vida do feto, mediante técnicas médicas, cirúrgicas entre outras.Após 180 dias (seis meses) de gestação, quando o feto já é considerado viável, o processo tem a designação médica de parto prematuro.[2]A terminologia "aborto", entretanto, pode continuar a ser utilizada em geral, quando refere-se à indução da morte do feto.Através da história, o aborto foi provocado por vários métodos diferentes e seus aspectos morais, éticos, legais e religiosos são objeto de intenso debate em diversas partes do mundo.
                        Os seguintes termos são usados para definir os diversos tipos de aborto a partir da óptica médica:Aborto espontâneo: aborto devido a uma ocorrência acidental ou natural. A maioria dos abortamentos espontâneos são causados por uma incorreta replicação dos cromossomos e por fatores ambientais. Também por ser denominado aborto involuntário ou casual.
Aborto terapêutico
 aborto provocado para salvar a vida da gestante[3]
 para preservar a saúde física ou mental da mulher[3]
 para dar fim à gestação que resultaria numa criança com problemas congênitos que seriam fatais ou associados com enfermidades graves[3]
 para reduzir seletivamente o número de fetos para minorar a possibilidade de riscos associados a gravidezas múltiplas[3].
Aborto eletivo: aborto provocado por qualquer outra motivação[3]. Quanto ao tempo de duração da gestação Aborto subclínico: abortamento que acontece antes de quatro semanas de gestação
Aborto precoce: entre quatro e doze semanas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aborto
AbortoAborto
Aborto
Nokas Silva
 
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERESO CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
Enfº Ícaro Araújo
 
Ng7-Aborto
Ng7-AbortoNg7-Aborto
Ng7-Aborto
AT
 
Aborto - Sociologia
Aborto - SociologiaAborto - Sociologia
Aborto - Sociologia
Larissa Azevedo Milward
 
Aborto slides
Aborto slidesAborto slides
Aborto
AbortoAborto
Aborto
AbortoAborto
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
Maria Stella
 
Aborto
   Aborto   Aborto
ABORTO
ABORTOABORTO
ABORTO
jekinha
 
Seminário aborto 8 ano
Seminário aborto 8 anoSeminário aborto 8 ano
Seminário aborto 8 ano
NTE RJ14/SEEDUC RJ
 
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho FilosofiaInterrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
SNM
 
Seminário aborto
Seminário  abortoSeminário  aborto
Seminário aborto
Laíz Coutinho
 
Aborto apresentaçao palestra
Aborto apresentaçao palestraAborto apresentaçao palestra
Aborto apresentaçao palestra
Rita Jussara
 
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Rosimeire Areias
 
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
Sônia Marques
 
O Aborto
O AbortoO Aborto
O Aborto
Rita Galrito
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Bruh Zilli
 
Aborto 2012
Aborto 2012Aborto 2012
Aborto 2012
ruslan33422
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
luciana
 

Mais procurados (20)

Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERESO CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
 
Ng7-Aborto
Ng7-AbortoNg7-Aborto
Ng7-Aborto
 
Aborto - Sociologia
Aborto - SociologiaAborto - Sociologia
Aborto - Sociologia
 
Aborto slides
Aborto slidesAborto slides
Aborto slides
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legaisAborto: questões éticas e legais
Aborto: questões éticas e legais
 
Aborto
   Aborto   Aborto
Aborto
 
ABORTO
ABORTOABORTO
ABORTO
 
Seminário aborto 8 ano
Seminário aborto 8 anoSeminário aborto 8 ano
Seminário aborto 8 ano
 
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho FilosofiaInterrupção Voluntária Da Gravidez Aborto   Trabalho Filosofia
Interrupção Voluntária Da Gravidez Aborto Trabalho Filosofia
 
Seminário aborto
Seminário  abortoSeminário  aborto
Seminário aborto
 
Aborto apresentaçao palestra
Aborto apresentaçao palestraAborto apresentaçao palestra
Aborto apresentaçao palestra
 
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1Apresentacao legislacao em enfermagem 1
Apresentacao legislacao em enfermagem 1
 
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
Brasil autoriza o aborto de fetos anencéfalos!
 
O Aborto
O AbortoO Aborto
O Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto 2012
Aborto 2012Aborto 2012
Aborto 2012
 
Apresentação aborto
Apresentação abortoApresentação aborto
Apresentação aborto
 

Destaque

2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
Natalino das Neves Neves
 
Lição 11 a ética cristã na mídia virtual
Lição 11 a ética cristã na mídia virtualLição 11 a ética cristã na mídia virtual
Lição 11 a ética cristã na mídia virtual
Leonardo Batista dos Santos
 
Gestação e Aborto
Gestação e AbortoGestação e Aborto
Gestação e Aborto
irmanzinha
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto apresentação geral
Aborto apresentação geralAborto apresentação geral
Aborto apresentação geral
ruslan33422
 
Aborto
AbortoAborto
o Aborto
o Abortoo Aborto
o Aborto
hugo87
 
Introdução a embriologia aula oficial
Introdução a embriologia aula  oficialIntrodução a embriologia aula  oficial
Introdução a embriologia aula oficial
Daiane Costa
 

Destaque (8)

2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
2013 3 tri lição 9 - confrontando os inimigos da cruz de cristo
 
Lição 11 a ética cristã na mídia virtual
Lição 11 a ética cristã na mídia virtualLição 11 a ética cristã na mídia virtual
Lição 11 a ética cristã na mídia virtual
 
Gestação e Aborto
Gestação e AbortoGestação e Aborto
Gestação e Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto apresentação geral
Aborto apresentação geralAborto apresentação geral
Aborto apresentação geral
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
o Aborto
o Abortoo Aborto
o Aborto
 
Introdução a embriologia aula oficial
Introdução a embriologia aula  oficialIntrodução a embriologia aula  oficial
Introdução a embriologia aula oficial
 

Semelhante a Aborto

Aborto ronaldo
Aborto ronaldoAborto ronaldo
Aborto ronaldo
Yaneh Viana
 
Aborto ronaldo
Aborto ronaldoAborto ronaldo
Aborto ronaldo
Tatyana Rodrigues
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
CriseGreg
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
AbortoAborto
Aborto
CriseGreg
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
egmichele
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
egmichele
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
CriseGreg
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Ylla Cohim
 
Abortar ou não abortar
Abortar ou não abortarAbortar ou não abortar
Abortar ou não abortar
Sérgio Antao
 
Aborto
AbortoAborto
Anna trab aborto
Anna trab abortoAnna trab aborto
Anna trab aborto
spynight
 
Anna trab aborto
Anna trab abortoAnna trab aborto
Anna trab aborto
spynight
 
O aborto
O abortoO aborto
O aborto
100ideias
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Ketiele Lima
 
Trabalho sobre O Aborto. Keth
Trabalho sobre O Aborto. KethTrabalho sobre O Aborto. Keth
Trabalho sobre O Aborto. Keth
Alearcos
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Alearcos
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
Ana Santos
 
Aborto - História, religião, politica e ética.
Aborto - História, religião, politica e ética.Aborto - História, religião, politica e ética.
Aborto - História, religião, politica e ética.
Ana Santos
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
SourcerRagna
 

Semelhante a Aborto (20)

Aborto ronaldo
Aborto ronaldoAborto ronaldo
Aborto ronaldo
 
Aborto ronaldo
Aborto ronaldoAborto ronaldo
Aborto ronaldo
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Abortar ou não abortar
Abortar ou não abortarAbortar ou não abortar
Abortar ou não abortar
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Anna trab aborto
Anna trab abortoAnna trab aborto
Anna trab aborto
 
Anna trab aborto
Anna trab abortoAnna trab aborto
Anna trab aborto
 
O aborto
O abortoO aborto
O aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Trabalho sobre O Aborto. Keth
Trabalho sobre O Aborto. KethTrabalho sobre O Aborto. Keth
Trabalho sobre O Aborto. Keth
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 
Aborto - História, religião, politica e ética.
Aborto - História, religião, politica e ética.Aborto - História, religião, politica e ética.
Aborto - História, religião, politica e ética.
 
Aborto
AbortoAborto
Aborto
 

Aborto

  • 1. ABORTO É CRIME....
  • 2. Um aborto ou interrupção da gravidezé a remoção ou expulsão prematura de um embrião ou feto do útero, resultando na sua morte ou sendo por esta causada.[1] Isto pode ocorrer de forma espontânea ou artificial, provocando-se o fim da gestação, e consequentemente o fim da vida do feto, mediante técnicas médicas, cirúrgicas entre outras.Após 180 dias (seis meses) de gestação, quando o feto já é considerado viável, o processo tem a designação médica de parto prematuro.[2]A terminologia "aborto", entretanto, pode continuar a ser utilizada em geral, quando refere-se à indução da morte do feto.Através da história, o aborto foi provocado por vários métodos diferentes e seus aspectos morais, éticos, legais e religiosos são objeto de intenso debate em diversas partes do mundo.
  • 3. Os seguintes termos são usados para definir os diversos tipos de aborto a partir da óptica médica:Aborto espontâneo: aborto devido a uma ocorrência acidental ou natural. A maioria dos abortamentos espontâneos são causados por uma incorreta replicação dos cromossomos e por fatores ambientais. Também por ser denominado aborto involuntário ou casual.
  • 5. aborto provocado para salvar a vida da gestante[3]
  • 6. para preservar a saúde física ou mental da mulher[3]
  • 7. para dar fim à gestação que resultaria numa criança com problemas congênitos que seriam fatais ou associados com enfermidades graves[3]
  • 8. para reduzir seletivamente o número de fetos para minorar a possibilidade de riscos associados a gravidezas múltiplas[3].
  • 9. Aborto eletivo: aborto provocado por qualquer outra motivação[3]. Quanto ao tempo de duração da gestação Aborto subclínico: abortamento que acontece antes de quatro semanas de gestação
  • 10. Aborto precoce: entre quatro e doze semanas
  • 11. Aborto tardio: após doze semanas Aborto induzidoO aborto induzido, também denominado aborto provocado ou interrupção voluntária da gravidez, ocorre pela ingestão de medicamentos ou por métodos mecânicos. A ética deste tipo de abortamento é fortemente contestada em muitos países do mundo mas é reconhecido como uma prática legalmente reconhecida em outros locais do mundo, sendo inclusive suportada pelo sistema público de saúde. Os dois polos desta discussão passam por definir quando o feto ou embrião se torna humano ou vivo (se na concepção, no nascimento ou em um ponto intermediário) e na primazia do direito da mulher grávida sobre o direito do feto ou embrião.
  • 12. Efeitos do aborto induzidoExiste controvérsia na comunidade médica e científica sobre os efeitos do aborto. As interrupções de gravidez feitas por médicos competentes são normalmente consideradas seguras para as mulheres, dependendo do tipo de cirurgia realizado.[4][5] Entretanto, um argumento contrário ao aborto seria de que, para o feto, o aborto obviamente nunca seria "seguro", uma vez que provoca sua morte sem direito de defesaOs métodos não médicos (p.ex. uso de certas drogas, ervas, ou a inserção de objectos não-cirúrgicos no útero) são potencialmente perigosos para a mulher, conduzindo a um elevado risco de infecção permanente ou mesmo à morte, quando comparado com os abortos feitos por pessoal médico qualificado. Segundo a ONU, pelo menos 70 mil mulheres perdem a vida anualmente em consequência de aborto realizado em condições precárias,[8] não há, no entanto, estatísticas confiáveis sobre o número total de abortos induzidos realizados no mundo nos países e/ou situações em que é criminalizado.Existem, com variado grau de probabilidade, possíveis efeitos negativos associados à prática abortiva, nomeadamente a hipótese de ligação ao câncer de mama, a dor fetal, o síndroma pós-abortivo. Possíveis efeitos positivos incluem redução de riscos para a mãe e para o desenvolvimento da criança não desejada
  • 13. Agora umas fotos de fetos abortados...(crueldade)
  • 15. Depois disso vc teria coragem de aborta ?