SlideShare uma empresa Scribd logo
Terra pode estar girando ao redor do Sol?

   Aristarchus de Samos, astrônomo grego antigo (aproximadamente 310 a 230 AC), foi o primeiro
a sugerir que a Terra orbitava ao redor do Sol, em lugar do contrário. Ele fez a primeira estimativa
da distância da Lua e era a observação cuidadosa dele de uma eclipse lunar--alfinete--ing a
posição do Sol no lado oposto do céu--isso habilitou Hipparchus, 169 anos depois, deduzir o
processo dos equinócios.




Só um cálculo de Aristarchus sobreviveu, uma estimativa da distância e tamanho do Sol. Disto,
porém, poderia adivinhar a pessoa por que ele acreditou que o Sol, não a Terra, era ao redor o
corpo central que o outro revolveu. Lhe falou que o Sol era muito maior que a Terra--uma
melancia, comparou a um pêssego--e parecia improvavelmente que um corpo grande iria órbita um
tanto menor.

Aqui desenvolveremos aquela linha de razoamento (para o cálculo atual por Aristarchus, veja
referência ao fim). Ele começou de uma observação de uma eclipse lunar (seção (8c)). Em tal um
momento os movimentos de Lua pela sombra da Terra, e que serra de Aristarchus o convenceu
que a sombra era duas vezes aproximadamente tão largo quanto a Lua. Suponha a largura da
sombra também era a largura da Terra (de fato reduz um pouco). Então o diâmetro da Lua seria
meio a Terra.

Que às vezes acontece que são vistas o Sol e a meio-lua de dia. Em tal um momento, Aristarchus
tentou achar o momento quando exatamente meio o disco visível da Lua estava iluminado pelo sol,
que é, quando o limite de sombra-luz era uma linha direta que corta a Lua precisamente pela
metade (puxando à direita). Para isto acontecer, o ângulo da a Terra-Lua-Sol (ângulo EMS no
desenho) deve ser exatamente de 90 graús.

Os ângulos dentro de um triângulo somam 180°. O ângulo SEM entre a direção observada do Sol e
que da Lua seria então menor que 90°, e nós denotaremos a diferença pela carta grega? (alfa).
Nós sabemos agora que? é muito pequeno ser medido confiantemente (certamente tão mais que
18 séculos antes da invenção do telescópio!), mas Aristarchus usa as observações dele e concluiu
que importou a 1/30 de um ângulo certo ou 3°.

If Rs is the Sun's distance and Rm the Moon's, a full 360° circle around the Sun at the Earth's
distance has length of 2d Rs ( = 3.14159...). A distância Rm = EM está então aproximadamente
contanto que um arco daquele círculo, cobrindo só 3° ou 1/120 do círculo cheio. Segue isso
Rm = 2?Rs/120 ~ Rs/19
Então
Rs/Rm ~ 19

Supondo o Sol (de acordo com Aristarchus) 19 vezes mais distante que a Lua. Mas os dois têm
muito quase o mesmo tamanho no céu, embora um deles seja 19 vezes mais distante! O
diâmetro do Sol deve ser então também 19 vezes maior que isso da Lua.

Se agora o diâmetro da Lua é metade do tamanho da Terra, o Sol deve ser 19/2 ou quase 10 vezes
mais largo que a Terra. O fato que a sombra cultiva narrower gradualmente com distância modifica
este argumento um pouco (detalha aqui), e de fato a Terra é 3 vezes e uma fração mais largo que
a Lua, não duas vezes. Se todas as outras figuras de Aristarchus estivessem corretas, que faria
para o diâmetro do Sol 19/3 vezes--um pouco mais de 6 vezes--que a Terra.

Atualmenter as suas figuras eram bastante inexatas. A posição formal da Lua perto de M é ' no
desenho, e o ângulo? está em realidade aproximadamente 20 vezes menor que 3°, colocando o Sol
400 vezes até onde a Lua, e fazendo para seu diâmetro mais de 100 vezes isso de Terra.

Mas dá no mesmo. A conclusão principal, que o Sol é imensamente maior que Terra, ainda segura,
e o argumento de Aristarchus é feito até mais forte. Ele pôde da mesma maneira que bem disse
que o ângulo? era no máximo 3 graus, em qual caso estava pelo menos o Sol 19 vezes mais
distante que a Lua, e seu tamanho pelo menos 19/3 vezes o de Terra. De fato ele disse assim--mas
ele também colocou um limite superior em seu tamanho que não era muito maior. Dá no mesmo:
contanto que o Sol seja muito maior que a Terra, faz sentido mais que isto, em lugar de a Terra,
está ao centro.

Boa lógica, mas poucos aceitaram isto, nem mesmo Hipparchus e Ptolemy. De fato, o argumento
oposto foi feito: se a Terra orbitasse o Sol, estariam em lados opostos do Sol a cada 6 meses. Se
aquela distância fosse que tão grande quanto Aristarchus reivindicou ser, as posições das estrelas
não difeririam quando vistas de tão longe separadamente como duas manchas? Nós sabemos a
resposta agora: as estrelas estão tão distantes de nós, aquele até mesmo com os dois aponta mais
adiante separadamente 20 vezes que Aristarchus tinha reivindicado, nossos melhores telescópios
podem observar a troca de até mesmo o ones apenas mais íntimo para nós. Levou quase 18
séculos antes das idéias de Aristarchus foi reavivado por Copernicus.

Pós-escrito

  No ano 1600, William Gilbert, o médico para a Rainha Elizabeth de Inglaterra eu e o primeiro
investigador de magnetismo, De Magnete publicado (" No Imã " em latim no qual o livro foi
escrito). Aquele livro marca o fim de pensamento medieval, construído em grande parte em
citações de autores antigos, e o começo de ciência moderna baseado em experiências. (Para um
local de rede grande que contém duas revisões do livro e a história do magnetismo da Terra de
Gilbert para nosso tempo, veja aqui.)

  Gilbert era um partidário forte de Copernicus (veja seção #9c), mas é interessante a nota que ele
ainda cita o resultado de Aristarchus (o Livro 6 " de Gilbert, seção 2, aproximadamente 2/3 pela
seção), escrevendo " O Sol em sua maior excentricidade tem uma distância de 1142 semi-
diâmetros da Terra ". Aristarchus calculou a distância do Sol para estar ligeiramente debaixo de 20
vezes isso da Lua que estava em uma distância de cerca de 60 rádio de Terra e 20x60 = 1200,
perto da figura de Gilbert. Em 1800 anos, ninguém tinha conferido aquele resultado!
A introdução para Gilbert ' livro foi escrito por Edward Wright que usou aquele valor para derivar a
velocidade do Sol se fosse circular a Terra todo 24 horas, ariving a uma velocidade tão alto que ele
considerou isto impossível:

        Então se pareceria mais provável, que o aequator do globo terrestre, em um único
        segundo (quer dizer, em aproximadamente o tempo em qual caminhar depressa serão
        avançar só um único passo) enlate acomplish um quarto de uma milha britânica (de qual
        sessenta igualam um grau de um grande círculo na Terra), ou que o aequator do primum
        móvel no mesmo tempo deveria atravessar cinco mil milhas com ineffable de celeridade...
        mais prontamente que as asas de raio, se realmente eles mantêm a verdade que
        especialmente assalta o movimento da terra.

Este é o mesmo argumento que Aristarchus poderia ter feito, e provavelmente fez.

Nota: O cálculo atual por Aristarchus era mais complexo e menos transparente. Veja UM.
Pannekoek: UMA História de Astronomia, Interscience, 1961, pág., 118-120 e Apêndice UM.

 While que o método usou por Aristarchus para calcular a distância de Terra-sol não dá o valor
correto--o Sol está muito distante--uma variação disto era usada por um estudante dinamarquês,
prosperamente, calcular a distância para Saturno, em termos da distância de Sol-terra.

 Saturn tem um bem-knowen sistema de anéis ao redor seu equador. Usando um telescópio bom,
a pessoa pode observar a sombra do planeta nos anéis, e nota sua posição. Vendo os anéis como
um redondo dial, a pessoa nota a posição da extremidade da sombra relativo para o ponto onde os
anéis estão forrados para cima com o centro do planeta, como visto de Terra.

 That dá o (pequeno) ângulo entre a linha de Sol-Saturno e o Terra-Saturno enfileira. Sabendo as
posições no céu de Saturno e do Sol dá outro ângulo do triângulo de Terra-sol-Saturno. Relativo à
distância de Terra-sol como uma " unidade " astronômica (AU), a pessoa pode calcular a distância
de Terra-Saturno agora (e o Sol-Saturno distancia) em unidades astronômicas. Para detalhes, veja:
  http://www.amtsgym-sdbg.dk/as/AOL-SAT/SATURN.HTM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
Ismael Rosa
 
Relógio de sol
Relógio de solRelógio de sol
Relógio de sol
Karlrabech
 
Movimentos e orbitas_dos_planetas
Movimentos e orbitas_dos_planetasMovimentos e orbitas_dos_planetas
Movimentos e orbitas_dos_planetas
Rosário Duarte
 
Pontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógioPontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógio
Ismael Rosa
 
Apresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografiaApresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografia
Lucas pk'
 
1geo03
1geo031geo03
1geo03
NTE_Itaocara
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
fernando
 
Relatorio de matematica usar este akii
Relatorio de matematica usar este akiiRelatorio de matematica usar este akii
Relatorio de matematica usar este akii
tadakiyosakai
 
Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completa
Artur Lara
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Thommas Kevin
 
A Terra Gira...
A Terra Gira...A Terra Gira...
Trajetoria solar
Trajetoria solarTrajetoria solar
Trajetoria solar
Carlos Elson Cunha
 
A orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestreA orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestre
paulotmo
 
Aula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localizaçãoAula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localização
Péricles Penuel
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
UFES
 
Apostila brises
Apostila brisesApostila brises
Apostila brises
Carlos Elson Cunha
 
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómicaE1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
mariana garcao
 
Viagens com gps
Viagens com gpsViagens com gps
Viagens com gps
Carla Carvalho
 
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
Yasmym Oliveira
 
Coordenadas equatoriais
Coordenadas equatoriaisCoordenadas equatoriais
Coordenadas equatoriais
Adriano Oliveira
 

Mais procurados (20)

Pontos cardeais
Pontos cardeaisPontos cardeais
Pontos cardeais
 
Relógio de sol
Relógio de solRelógio de sol
Relógio de sol
 
Movimentos e orbitas_dos_planetas
Movimentos e orbitas_dos_planetasMovimentos e orbitas_dos_planetas
Movimentos e orbitas_dos_planetas
 
Pontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógioPontos cardeais com o relógio
Pontos cardeais com o relógio
 
Apresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografiaApresentaçao cartografia
Apresentaçao cartografia
 
1geo03
1geo031geo03
1geo03
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
 
Relatorio de matematica usar este akii
Relatorio de matematica usar este akiiRelatorio de matematica usar este akii
Relatorio de matematica usar este akii
 
Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completa
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
 
A Terra Gira...
A Terra Gira...A Terra Gira...
A Terra Gira...
 
Trajetoria solar
Trajetoria solarTrajetoria solar
Trajetoria solar
 
A orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestreA orientação no espaço terrestre
A orientação no espaço terrestre
 
Aula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localizaçãoAula 2 Orientação e localização
Aula 2 Orientação e localização
 
Geofísica
GeofísicaGeofísica
Geofísica
 
Apostila brises
Apostila brisesApostila brises
Apostila brises
 
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómicaE1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
E1 Expansionismo Europeu XVI XVII - navegação astronómica
 
Viagens com gps
Viagens com gpsViagens com gps
Viagens com gps
 
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
Artigo cientifico do livro "A espiral dourada"
 
Coordenadas equatoriais
Coordenadas equatoriaisCoordenadas equatoriais
Coordenadas equatoriais
 

Semelhante a A Terra Girando Em Torno Do Sol

Aristarco
AristarcoAristarco
Dimensionword.doc
Dimensionword.docDimensionword.doc
Dimensionword.doc
MarcosRibeiro339314
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Apostila geofisica
Apostila geofisicaApostila geofisica
Apostila geofisica
Celian Magalhaes Rocha
 
Apostila geofisica
Apostila geofisicaApostila geofisica
Apostila geofisica
Celian Magalhaes Rocha
 
Física expansionismo2
Física expansionismo2Física expansionismo2
Física expansionismo2
Miguel Jorge Neto Mjoe
 
Madison.pptx
Madison.pptxMadison.pptx
Madison.pptx
MateusMota30
 
Cosmologia ciência hoje 216
Cosmologia ciência hoje 216Cosmologia ciência hoje 216
Cosmologia ciência hoje 216
marcos android
 
Via Láctea
Via LácteaVia Láctea
Via Láctea
Wellington Sampaio
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Thommas Kevin
 
6°ano cap.3
6°ano cap.36°ano cap.3
6°ano cap.3
Alexandre Alves
 
Trigonometria
TrigonometriaTrigonometria
Trigonometria
dayselane
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Thommas Kevin
 
O universo é muito interessante
O universo é muito interessanteO universo é muito interessante
O universo é muito interessante
Alex Andreas
 
O universo é muito interessante
O universo é muito interessanteO universo é muito interessante
O universo é muito interessante
Alex Andreas
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
Carlos Priante
 
Modelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentricoModelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentrico
reneesb
 
exercicios ciencias arariba
exercicios ciencias araribaexercicios ciencias arariba
exercicios ciencias arariba
Auricelio de Sousa
 
Cap 4 5 6
Cap 4  5 6Cap 4  5 6
Cap 4 5 6
Christie Freitas
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
Christie Freitas
 

Semelhante a A Terra Girando Em Torno Do Sol (20)

Aristarco
AristarcoAristarco
Aristarco
 
Dimensionword.doc
Dimensionword.docDimensionword.doc
Dimensionword.doc
 
Cartografia
CartografiaCartografia
Cartografia
 
Apostila geofisica
Apostila geofisicaApostila geofisica
Apostila geofisica
 
Apostila geofisica
Apostila geofisicaApostila geofisica
Apostila geofisica
 
Física expansionismo2
Física expansionismo2Física expansionismo2
Física expansionismo2
 
Madison.pptx
Madison.pptxMadison.pptx
Madison.pptx
 
Cosmologia ciência hoje 216
Cosmologia ciência hoje 216Cosmologia ciência hoje 216
Cosmologia ciência hoje 216
 
Via Láctea
Via LácteaVia Láctea
Via Láctea
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
 
6°ano cap.3
6°ano cap.36°ano cap.3
6°ano cap.3
 
Trigonometria
TrigonometriaTrigonometria
Trigonometria
 
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
Astronomia e astrof´+¢sica parte 001
 
O universo é muito interessante
O universo é muito interessanteO universo é muito interessante
O universo é muito interessante
 
O universo é muito interessante
O universo é muito interessanteO universo é muito interessante
O universo é muito interessante
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
 
Modelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentricoModelo geocentrico e heliocentrico
Modelo geocentrico e heliocentrico
 
exercicios ciencias arariba
exercicios ciencias araribaexercicios ciencias arariba
exercicios ciencias arariba
 
Cap 4 5 6
Cap 4  5 6Cap 4  5 6
Cap 4 5 6
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
 

Mais de Sanclé Porchéra

Manual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e TreinamentoManual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e Treinamento
Sanclé Porchéra
 
Ano Luz
Ano LuzAno Luz
Ano Solar
Ano SolarAno Solar
Latitude Longitude
Latitude LongitudeLatitude Longitude
Latitude Longitude
Sanclé Porchéra
 
Arcoiris 1
Arcoiris 1Arcoiris 1
Arcoiris 1
Sanclé Porchéra
 
Ano Bisexto
Ano BisextoAno Bisexto
Ano Bisexto
Sanclé Porchéra
 
Arco Iris
Arco IrisArco Iris
A Lua
A LuaA Lua
Spam
SpamSpam
Quadrados nunca mais
Quadrados nunca maisQuadrados nunca mais
Quadrados nunca mais
Sanclé Porchéra
 
De 1 Até 19
De 1 Até 19De 1 Até 19
De 1 Até 19
Sanclé Porchéra
 
Role As Bolas
Role As BolasRole As Bolas
Role As Bolas
Sanclé Porchéra
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
Sanclé Porchéra
 
Descubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira VistaDescubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira Vista
Sanclé Porchéra
 
Velozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas CautelosamenteVelozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas Cautelosamente
Sanclé Porchéra
 
AdiçãO RáPida
AdiçãO RáPidaAdiçãO RáPida
AdiçãO RáPida
Sanclé Porchéra
 
O desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro RobervalO desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro Roberval
Sanclé Porchéra
 
Cyber Teasers
Cyber TeasersCyber Teasers
Cyber Teasers
Sanclé Porchéra
 
Abelhas Fazem Mel
Abelhas  Fazem MelAbelhas  Fazem Mel
Abelhas Fazem Mel
Sanclé Porchéra
 
Logaritmos O Que SãO.
Logaritmos O Que SãO.Logaritmos O Que SãO.
Logaritmos O Que SãO.
Sanclé Porchéra
 

Mais de Sanclé Porchéra (20)

Manual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e TreinamentoManual do abaco e Treinamento
Manual do abaco e Treinamento
 
Ano Luz
Ano LuzAno Luz
Ano Luz
 
Ano Solar
Ano SolarAno Solar
Ano Solar
 
Latitude Longitude
Latitude LongitudeLatitude Longitude
Latitude Longitude
 
Arcoiris 1
Arcoiris 1Arcoiris 1
Arcoiris 1
 
Ano Bisexto
Ano BisextoAno Bisexto
Ano Bisexto
 
Arco Iris
Arco IrisArco Iris
Arco Iris
 
A Lua
A LuaA Lua
A Lua
 
Spam
SpamSpam
Spam
 
Quadrados nunca mais
Quadrados nunca maisQuadrados nunca mais
Quadrados nunca mais
 
De 1 Até 19
De 1 Até 19De 1 Até 19
De 1 Até 19
 
Role As Bolas
Role As BolasRole As Bolas
Role As Bolas
 
O Malandro E O Diabo
O Malandro E O DiaboO Malandro E O Diabo
O Malandro E O Diabo
 
Descubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira VistaDescubra A Primeira Vista
Descubra A Primeira Vista
 
Velozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas CautelosamenteVelozmente, Mas Cautelosamente
Velozmente, Mas Cautelosamente
 
AdiçãO RáPida
AdiçãO RáPidaAdiçãO RáPida
AdiçãO RáPida
 
O desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro RobervalO desafio do carteiro Roberval
O desafio do carteiro Roberval
 
Cyber Teasers
Cyber TeasersCyber Teasers
Cyber Teasers
 
Abelhas Fazem Mel
Abelhas  Fazem MelAbelhas  Fazem Mel
Abelhas Fazem Mel
 
Logaritmos O Que SãO.
Logaritmos O Que SãO.Logaritmos O Que SãO.
Logaritmos O Que SãO.
 

Último

Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 

Último (20)

Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 

A Terra Girando Em Torno Do Sol

  • 1. Terra pode estar girando ao redor do Sol? Aristarchus de Samos, astrônomo grego antigo (aproximadamente 310 a 230 AC), foi o primeiro a sugerir que a Terra orbitava ao redor do Sol, em lugar do contrário. Ele fez a primeira estimativa da distância da Lua e era a observação cuidadosa dele de uma eclipse lunar--alfinete--ing a posição do Sol no lado oposto do céu--isso habilitou Hipparchus, 169 anos depois, deduzir o processo dos equinócios. Só um cálculo de Aristarchus sobreviveu, uma estimativa da distância e tamanho do Sol. Disto, porém, poderia adivinhar a pessoa por que ele acreditou que o Sol, não a Terra, era ao redor o corpo central que o outro revolveu. Lhe falou que o Sol era muito maior que a Terra--uma melancia, comparou a um pêssego--e parecia improvavelmente que um corpo grande iria órbita um tanto menor. Aqui desenvolveremos aquela linha de razoamento (para o cálculo atual por Aristarchus, veja referência ao fim). Ele começou de uma observação de uma eclipse lunar (seção (8c)). Em tal um momento os movimentos de Lua pela sombra da Terra, e que serra de Aristarchus o convenceu que a sombra era duas vezes aproximadamente tão largo quanto a Lua. Suponha a largura da sombra também era a largura da Terra (de fato reduz um pouco). Então o diâmetro da Lua seria meio a Terra. Que às vezes acontece que são vistas o Sol e a meio-lua de dia. Em tal um momento, Aristarchus tentou achar o momento quando exatamente meio o disco visível da Lua estava iluminado pelo sol, que é, quando o limite de sombra-luz era uma linha direta que corta a Lua precisamente pela metade (puxando à direita). Para isto acontecer, o ângulo da a Terra-Lua-Sol (ângulo EMS no desenho) deve ser exatamente de 90 graús. Os ângulos dentro de um triângulo somam 180°. O ângulo SEM entre a direção observada do Sol e que da Lua seria então menor que 90°, e nós denotaremos a diferença pela carta grega? (alfa). Nós sabemos agora que? é muito pequeno ser medido confiantemente (certamente tão mais que 18 séculos antes da invenção do telescópio!), mas Aristarchus usa as observações dele e concluiu que importou a 1/30 de um ângulo certo ou 3°. If Rs is the Sun's distance and Rm the Moon's, a full 360° circle around the Sun at the Earth's distance has length of 2d Rs ( = 3.14159...). A distância Rm = EM está então aproximadamente contanto que um arco daquele círculo, cobrindo só 3° ou 1/120 do círculo cheio. Segue isso
  • 2. Rm = 2?Rs/120 ~ Rs/19 Então Rs/Rm ~ 19 Supondo o Sol (de acordo com Aristarchus) 19 vezes mais distante que a Lua. Mas os dois têm muito quase o mesmo tamanho no céu, embora um deles seja 19 vezes mais distante! O diâmetro do Sol deve ser então também 19 vezes maior que isso da Lua. Se agora o diâmetro da Lua é metade do tamanho da Terra, o Sol deve ser 19/2 ou quase 10 vezes mais largo que a Terra. O fato que a sombra cultiva narrower gradualmente com distância modifica este argumento um pouco (detalha aqui), e de fato a Terra é 3 vezes e uma fração mais largo que a Lua, não duas vezes. Se todas as outras figuras de Aristarchus estivessem corretas, que faria para o diâmetro do Sol 19/3 vezes--um pouco mais de 6 vezes--que a Terra. Atualmenter as suas figuras eram bastante inexatas. A posição formal da Lua perto de M é ' no desenho, e o ângulo? está em realidade aproximadamente 20 vezes menor que 3°, colocando o Sol 400 vezes até onde a Lua, e fazendo para seu diâmetro mais de 100 vezes isso de Terra. Mas dá no mesmo. A conclusão principal, que o Sol é imensamente maior que Terra, ainda segura, e o argumento de Aristarchus é feito até mais forte. Ele pôde da mesma maneira que bem disse que o ângulo? era no máximo 3 graus, em qual caso estava pelo menos o Sol 19 vezes mais distante que a Lua, e seu tamanho pelo menos 19/3 vezes o de Terra. De fato ele disse assim--mas ele também colocou um limite superior em seu tamanho que não era muito maior. Dá no mesmo: contanto que o Sol seja muito maior que a Terra, faz sentido mais que isto, em lugar de a Terra, está ao centro. Boa lógica, mas poucos aceitaram isto, nem mesmo Hipparchus e Ptolemy. De fato, o argumento oposto foi feito: se a Terra orbitasse o Sol, estariam em lados opostos do Sol a cada 6 meses. Se aquela distância fosse que tão grande quanto Aristarchus reivindicou ser, as posições das estrelas não difeririam quando vistas de tão longe separadamente como duas manchas? Nós sabemos a resposta agora: as estrelas estão tão distantes de nós, aquele até mesmo com os dois aponta mais adiante separadamente 20 vezes que Aristarchus tinha reivindicado, nossos melhores telescópios podem observar a troca de até mesmo o ones apenas mais íntimo para nós. Levou quase 18 séculos antes das idéias de Aristarchus foi reavivado por Copernicus. Pós-escrito No ano 1600, William Gilbert, o médico para a Rainha Elizabeth de Inglaterra eu e o primeiro investigador de magnetismo, De Magnete publicado (" No Imã " em latim no qual o livro foi escrito). Aquele livro marca o fim de pensamento medieval, construído em grande parte em citações de autores antigos, e o começo de ciência moderna baseado em experiências. (Para um local de rede grande que contém duas revisões do livro e a história do magnetismo da Terra de Gilbert para nosso tempo, veja aqui.) Gilbert era um partidário forte de Copernicus (veja seção #9c), mas é interessante a nota que ele ainda cita o resultado de Aristarchus (o Livro 6 " de Gilbert, seção 2, aproximadamente 2/3 pela seção), escrevendo " O Sol em sua maior excentricidade tem uma distância de 1142 semi- diâmetros da Terra ". Aristarchus calculou a distância do Sol para estar ligeiramente debaixo de 20 vezes isso da Lua que estava em uma distância de cerca de 60 rádio de Terra e 20x60 = 1200, perto da figura de Gilbert. Em 1800 anos, ninguém tinha conferido aquele resultado!
  • 3. A introdução para Gilbert ' livro foi escrito por Edward Wright que usou aquele valor para derivar a velocidade do Sol se fosse circular a Terra todo 24 horas, ariving a uma velocidade tão alto que ele considerou isto impossível: Então se pareceria mais provável, que o aequator do globo terrestre, em um único segundo (quer dizer, em aproximadamente o tempo em qual caminhar depressa serão avançar só um único passo) enlate acomplish um quarto de uma milha britânica (de qual sessenta igualam um grau de um grande círculo na Terra), ou que o aequator do primum móvel no mesmo tempo deveria atravessar cinco mil milhas com ineffable de celeridade... mais prontamente que as asas de raio, se realmente eles mantêm a verdade que especialmente assalta o movimento da terra. Este é o mesmo argumento que Aristarchus poderia ter feito, e provavelmente fez. Nota: O cálculo atual por Aristarchus era mais complexo e menos transparente. Veja UM. Pannekoek: UMA História de Astronomia, Interscience, 1961, pág., 118-120 e Apêndice UM. While que o método usou por Aristarchus para calcular a distância de Terra-sol não dá o valor correto--o Sol está muito distante--uma variação disto era usada por um estudante dinamarquês, prosperamente, calcular a distância para Saturno, em termos da distância de Sol-terra. Saturn tem um bem-knowen sistema de anéis ao redor seu equador. Usando um telescópio bom, a pessoa pode observar a sombra do planeta nos anéis, e nota sua posição. Vendo os anéis como um redondo dial, a pessoa nota a posição da extremidade da sombra relativo para o ponto onde os anéis estão forrados para cima com o centro do planeta, como visto de Terra. That dá o (pequeno) ângulo entre a linha de Sol-Saturno e o Terra-Saturno enfileira. Sabendo as posições no céu de Saturno e do Sol dá outro ângulo do triângulo de Terra-sol-Saturno. Relativo à distância de Terra-sol como uma " unidade " astronômica (AU), a pessoa pode calcular a distância de Terra-Saturno agora (e o Sol-Saturno distancia) em unidades astronômicas. Para detalhes, veja: http://www.amtsgym-sdbg.dk/as/AOL-SAT/SATURN.HTM