SlideShare uma empresa Scribd logo
A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA DO NORTE
A INGLATERRA EM EBULIÇÃO
DURANTE O REINADO DE ELIZABETH I, NAVEGANTES INGLESES EM BUSCA DE NOVOS CAMINHOS PARA AS INDIAS ENCONTRARAM TERRAS DA AMÉRICA DO NORTE.
COMO NÃO HAVIA INTERESSE NEM DINHEIRO EM COLONIZAR O LOCAL, LIMITARAM EM EXPLORAR SEUS RECURSOS COMO PELES E MADEIRAS.
NO  INÍCIO DO SÉCULO XVII , COM O AUMENTO DA  INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, OS CERCAMENTOS E A  E AS DIFICULDADES ECONÔMICAS NA INGLATERRA, MUITOS INGLESES DECIDIRAM PROCURAR A AMÉRICA DO NORTE UM OUTRO LUGAR PARA VIVER.
PARA LÁ MIGRARAM TAMBÉM FRANCESES,HOLANDESES, IRLANDESES E ALEMÃES.
O SONHO DE UM NOVO LUGAR
AS PESSOAS BUSCAVAM NA AMÉRICA DO NORTE UM LUGAR ONDE PUDESSEM RECOMEÇAR SUAS VIDAS, EVITAR OS PROBLEMAS QUE ASSOLAVAM A EUROPA (GUERRAS, FOME, PERSEGUIÇÕES).
A RELATIVA AUTONOMIA DE QUE OS COLONOS DESFRUTARAM NA AMÉRICA DO NORTE PARECIA REALIZAR A PROMESSA DE NOVO MUNDO.
POR ISSO EM MUITOS DOS NOMES DADOS ÁS COLÔNIAS APARECE A PALAVRA “NOVO” OU “NOVA”:NOVA INGLATERRA, NOVA ORLEANS.
HAVIA O SONHO E A DISPOSIÇÃO DE REALIZAR NA AMÉRICA O QUE NA EUROPA PARECIA PERDIDO
OS PEREGRINOS NA AMÉRICA
EM GERAL A COLONIZAÇÃO DA AMERICA DO NORTE FOI EMPREENDIDA POR COMPANHIAS INGLESAS
AS PRINCIPAIS EMPRESAS ERAM COMPANHIAS DE LONDRES, QUE TINHAM O MONOPÓLIO DO NORTE
A COMPANHIA PLYMOUTH RECEBEU O MONOPÓLIO DOS TERRITÓRIOS DO SUL.
A PRIMEIRA INICIATIVA DE INDEPENDENTE DE COLONIZAR A AMÉRICA DO NORTE OCORREU  EM 1620, QUANDO MUITOS PURITANOS FUGIDOS DE PERSEGUIÇOES RELIGIOSAS DESEMBARCARAM E FUNDARAM A CIDADE DE PLYMOUTH NO ATUAL ESTADO DE MASSACHUSETTS
ELES FICARAM CONHECIDOS COMO “PAIS PEREGRINOS”.
NO RASTRO DESSES COLONOS VIERAM OUTROS DE DIFERENTES REGIÕES DA EUROPA E FORMARAM AS TREZE COLÔNIAS AMERICANAS DO NORTE
AS COLÔNIAS DO NORTE E DO CENTRO
O PONTO DE PARTIDA DA COLONIZAÇÃO DO NORTE FOI PLYMOUTH, DEPOIS FUNDARAM NEW HAVEN.
APESAR DE TEREM SIDO VITIMAS DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA OS PURITANOS TAMBEM FORAM EXTREMAMANTE INTOLERANTES COM OS NÃO-PURITANOS NA NOVA TERRA.
POR CAUSA DISSO MUITAS PESSOAS MIGRARAM MAIS PARA O NORTE FUNDANDO COLÔNIAS COMO RHODE ISLAND E NEW HAMPSHIRE.AS COLÔNIAS DO NORTE FICARAM CONHECIDAS COMO NOVA INGLATERRA.
NO CENTRO FUNDARAM A PENSILVÂNIA, NOVA JERSEY E DELAWARE.
EM 1664 APOSSARAM DA COLÔNIA HOLANDESA DE NOVA AMSTERDÃ E LHE DERAM NOME DE NOVA YORK
O CLIMA DO NORTE E DO CENTRO, COM INVERNOS RIGOROSOS DIFICULTOU A IMPLANTAÇÃO DE UMA AGRICULTURA DE PRODUTOS TROPICAIS.
ENTRETANTO OS COLONOS DESENVOLVERAM DESDE CEDO, O COMÉRCIO, AS MANUFATURAS E A ATIVIDADE PESQUEIRA.
A AGRICULTURA DAS COLÔNIAS DO NORTE E DO CENTRO TINHA UMA BASE FAMILIAR
OS PRODUTOS CULTIVADOS ABASTECIAM O MERCADO INTERNO.
AS COLÔNIAS DO SUL
PARA A INGLATERRA AS TERRAS MAIS IMPORTANTES  SE LOCALIZAVAM NO SUL.
VIRGÍNIA (1607), MARYLAND (1632), CAROLINA DO SUL(1663) E GEÓRGIA (1733) SITUAVAM EM ÁREAS DE CLIMA MENOS FRIO, QUE FAVORECIA O CULTIVO DE PRODUTOS TROPICAIS.
NESSAS COLÔNIAS PRODUZIAM ALGODÃO , TABACO, E ARROZ, PLANTADOS EM GRANDE PROPRIEDADES POR ESCRAVOS AFRICANOS
OS PRODUTOS CULTIVADOS NO SUL ABASTECIAM AS COLÔNIAS DO NORTE E CENTRO ALÉM DE SEREM VENDIDOS AOS COMERCIANTES INGLESES.
O DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA DE EXPORTAÇÃO NAS COLÔNIAS DO SUL CONTRIBUIU PARA O ENRIQUECIMENTO DA BURGUESIA METROPOLITANA.
AS COLÔNIAS FRANCESAS
A FRANÇA TAMBÉM COLONIZOU PARTE DA AMÉRICA DO NORTE .
NO INÍCIO DO SÉCULO XVII FUNDARAM POVOAMENTO DO LADO DO ATLÂNTICO, BEM AO NORTE.DEPOIS EXPANDIRAM A TERRITÓRIO PARA O INTERIOR CRIANDO A NOVA FRANÇA (FUTURO CANADÁ).
NA METADE DO SÉCULO XVII A INGLATERRA DOMINOU A LOUISIANA APÓS A VITÓRIA CONTRA A FRANÇA NA GUERRA DOS SETE ANOS(1756-1763).ALGUNS ANOS DEPOIS OS FRANCESES A  RECUPERARAM.
NO SÉCULO XIX, OS ESTADOS UNIDOS, JÁ INDEPENDENTE, COMPRARAM A LOUSIANA E ANEXARAM A SEU TERRITÓRIO .
NO SÉCULO XIX, OS ESTADOS UNIDOS, JÁ INDEPENDENTE, COMPRARAM A LOUSIANA E ANEXARAM A SEU TERRITÓRIO
OS HOLANDESES NA AMÉRICA DO NORTE
A HOLANDA TAMBÉM TEVE POR UM BREVE PERÍODO UMA COLÔNIA NA AMÉRICA DO NORTE: NOVA AMSTERDÃ FUNDADA EM 1626 POR UM PEQUENO GRUPOS DE HOLANDESES LIGADOS A COMPANHIA DAS ÍNDIAS OCIDENTAIS.
OS HOLANDESES NÃO TIVERAM MUITO INTERESSE NA AMERICA DO NORTE, POIS ESTAVAM INTERESSADOS NAS TERRAS MAIS AO SUL ONDE PRODUZURIAM AÇÚCAR (NO CARIBE E NO NORDESTE BRASILEIRO).
 
EM1630 POR EXEMPLO A POPULAÇÃO LOCAL ERA DE MENOS  DE 300 PESSOAS, DAS QUAIS A METADE ERAM HOLANDESAS, E AS DEMAIS, BELGAS, FRANCESAS E INGLESAS.
EM 1664, NOVA AMSTERDÃ PASSOU PARA O DOMÍNIO INGLÊS E MUDOU DE NOME: NOVA YORK
EXPLORAÇÃO, POVOAMENTO, AUTONOMIA
UMA DAS PARTICULARIEDADES DA OCUPAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA DO NORTE FOI A MESCLAGEM DE DOIS TIPOS DE COLONIZAÇÃO: O DE EXPLORAÇÃO E O DE POVOAMENTO.
AS COLÔNIAS NO NORTE E DO CENTRO ERAM VOLTADAS PARA A OCUPAÇÃO.
AS COLÔNIAS DO SUL TINHAM A FUNÇÃO DE ABASTECER O MERCADO EXTERNO.POSSUINDO CARACTERÍSTICAS SEMELHANTES AS DA AMÉRICA PORTUGUESA.
NOS DOIS CASOS, PORÉM A COLONIZAÇÃO NÃO ERA DETERMINADA OU CONTROLADA DIRETAMENTE PELA MONARQUIA BRITÂNICA. AS COLÔNIAS TINHAM UMA RAZOÁVEL AUTONOMIA PODENDO ATÉ NEGOCIAR COM OUTRAS PARTES DA AMÉRICA SEM A INTERFERÊNCIA DA METRÓPOLE, COMO NO CHAMADO “COMÉRCIO TRIANGULAR”.
TAMBÉM NÃO HAVIA UM COMANDO ÚNICO SOBRE A COLÔNIAS.ELAS ERAM INDEPENDENTES UMAS DAS OUTRAS.DEVIAM OBEDIÊNCIA AO ESTADO INGLÊS, MAS DISPUNHA DE UMA RELATIVA AUTONOMIA NAS SUA ORGANIZAÇÕES E NAS DECISÕES POLÍTICAS QUE TOMAVAM.
SÓ NA METADE DO SÉCULO XVII E QUE A MONARQUIA INGLESAS TENTOU CONTROLAR COM MAIS RIGÍDEZ AS COLÔNIAS, ISSO PROVOCOU FORTE REAÇÕES DOS COLONOS E ACELEROU O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA
TODAS ESSAS PARTICULARIDADES DA COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA INGLESAS TIVERAM GRANDE IMPACTO NA ORGANIZAÇÃO DA REGIÃO APÓS A INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS EM 1776.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
Marcos Azevedo
 
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da AmazôniaGEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
Diego Lopes
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
dmflores21
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
Nefer19
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Fabiana Tonsis
 
Civilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-ColombianasCivilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-Colombianas
joana71
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
Dirair
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Douglas Barraqui
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
Aulas de História
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
Escravidão / Resistência
Escravidão / ResistênciaEscravidão / Resistência
Escravidão / Resistência
Joemille Leal
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
Janayna Lira
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
Vivihistoria
 

Mais procurados (20)

Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da AmazôniaGEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
GEO PSC1 - A Conquista e a Ocupação da Amazônia
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
A Reforma Protestante - 7º ANO (2017)
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Civilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-ColombianasCivilizações Pré-Colombianas
Civilizações Pré-Colombianas
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
Escravidão / Resistência
Escravidão / ResistênciaEscravidão / Resistência
Escravidão / Resistência
 
Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)Independência dos eua (1776)
Independência dos eua (1776)
 
Brasil imperial
Brasil imperialBrasil imperial
Brasil imperial
 

Semelhante a A colonizacao da america do norte - 8-ano

Mineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIIIMineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIII
Aulas de História
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
ana paula santos molina
 
Invasão Holandesa
Invasão HolandesaInvasão Holandesa
Invasão Holandesa
Aulas de História
 
A era dos imperios - 9-ano
A era dos imperios - 9-anoA era dos imperios - 9-ano
A era dos imperios - 9-ano
Lucas Degiovani
 
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
maria aparecida coelho lira
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
Carlos Zaranza
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Apresentação de historia ii unidade
Apresentação de historia ii unidadeApresentação de historia ii unidade
Apresentação de historia ii unidade
Uelder Santos
 
colonização da América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
colonização da  América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013colonização da  América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
colonização da América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
Uelder Santos
 
Colonização das américas
Colonização das américasColonização das américas
Colonização das américas
harlissoncarvalho
 
Módulos 45 e 46 Expansão e colonização francesa e holandesa
Módulos 45 e 46  Expansão e colonização francesa e holandesaMódulos 45 e 46  Expansão e colonização francesa e holandesa
Módulos 45 e 46 Expansão e colonização francesa e holandesa
Lú Carvalho
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
juracyferra
 
Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
Aulas de História
 
A expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesaA expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesa
Vitor Ferreira
 
O comercio à escala mundial
O comercio à escala mundialO comercio à escala mundial
O comercio à escala mundial
Susana Simões
 
8 ano aula 3
8 ano   aula 38 ano   aula 3
8 ano aula 3
profdu
 
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do BrasilSistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Valeria Kosicki
 
O império português do oriente parte 5
O império português do oriente  parte 5O império português do oriente  parte 5
O império português do oriente parte 5
anabelasilvasobral
 
América espanhola e inglesa
América espanhola e inglesaAmérica espanhola e inglesa
América espanhola e inglesa
Acrópole - História & Educação
 
A descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouroA descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouro
Lucas Degiovani
 

Semelhante a A colonizacao da america do norte - 8-ano (20)

Mineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIIIMineração - Século XVIII
Mineração - Século XVIII
 
Colonização do brasil
Colonização do brasilColonização do brasil
Colonização do brasil
 
Invasão Holandesa
Invasão HolandesaInvasão Holandesa
Invasão Holandesa
 
A era dos imperios - 9-ano
A era dos imperios - 9-anoA era dos imperios - 9-ano
A era dos imperios - 9-ano
 
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
04-a-colonizacao-da-america-do-norte-8-ano-110331134005-phpapp02.pdf
 
Colonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesaColonizacao inglesa e francesa
Colonizacao inglesa e francesa
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Apresentação de historia ii unidade
Apresentação de historia ii unidadeApresentação de historia ii unidade
Apresentação de historia ii unidade
 
colonização da América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
colonização da  América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013colonização da  América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
colonização da América do Norte-IFBA-alunos de química 1º ano-2013
 
Colonização das américas
Colonização das américasColonização das américas
Colonização das américas
 
Módulos 45 e 46 Expansão e colonização francesa e holandesa
Módulos 45 e 46  Expansão e colonização francesa e holandesaMódulos 45 e 46  Expansão e colonização francesa e holandesa
Módulos 45 e 46 Expansão e colonização francesa e holandesa
 
Trabalho de História
Trabalho de HistóriaTrabalho de História
Trabalho de História
 
Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
 
A expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesaA expansão territorial na américa portuguesa
A expansão territorial na américa portuguesa
 
O comercio à escala mundial
O comercio à escala mundialO comercio à escala mundial
O comercio à escala mundial
 
8 ano aula 3
8 ano   aula 38 ano   aula 3
8 ano aula 3
 
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do BrasilSistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
Sistema colonial - Questões dos últimos vestibulares do Sul do Brasil
 
O império português do oriente parte 5
O império português do oriente  parte 5O império português do oriente  parte 5
O império português do oriente parte 5
 
América espanhola e inglesa
América espanhola e inglesaAmérica espanhola e inglesa
América espanhola e inglesa
 
A descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouroA descoberta e a exploração do ouro
A descoberta e a exploração do ouro
 

Mais de Lucas Degiovani

O surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
O  surgimento da sociedade de-massas - 9-anoO  surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
O surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
Lucas Degiovani
 
As revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-anoAs revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-ano
Lucas Degiovani
 
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 anoA cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
Lucas Degiovani
 
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-anoA economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
Lucas Degiovani
 
A sociedade feudal - 7-ano
A sociedade feudal - 7-anoA sociedade feudal - 7-ano
A sociedade feudal - 7-ano
Lucas Degiovani
 
A vida humana no paleolitico 6-ano
A vida humana no paleolitico 6-anoA vida humana no paleolitico 6-ano
A vida humana no paleolitico 6-ano
Lucas Degiovani
 
A evolucao do ser humano 6-ano
A evolucao do ser humano 6-anoA evolucao do ser humano 6-ano
A evolucao do ser humano 6-ano
Lucas Degiovani
 
A idade dos metais 6-ano
A idade dos metais 6-anoA idade dos metais 6-ano
A idade dos metais 6-ano
Lucas Degiovani
 
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
Lucas Degiovani
 
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o anoSegunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Lucas Degiovani
 
As novas tecnologias - 9o ano
As novas tecnologias - 9o anoAs novas tecnologias - 9o ano
As novas tecnologias - 9o ano
Lucas Degiovani
 
O Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o anoO Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o ano
Lucas Degiovani
 
O Absolutismo Inglês - 8o ano
O Absolutismo Inglês - 8o anoO Absolutismo Inglês - 8o ano
O Absolutismo Inglês - 8o ano
Lucas Degiovani
 
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o anoOs Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Lucas Degiovani
 
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o anoOs Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
Lucas Degiovani
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o ano
Lucas Degiovani
 
O Trabalho do Historiador - 6o Ano
O Trabalho do Historiador - 6o AnoO Trabalho do Historiador - 6o Ano
O Trabalho do Historiador - 6o Ano
Lucas Degiovani
 
Mapas
MapasMapas
Amizade Verdadeira
Amizade VerdadeiraAmizade Verdadeira
Amizade Verdadeira
Lucas Degiovani
 
O ser humano chega à América
O ser humano chega à AméricaO ser humano chega à América
O ser humano chega à América
Lucas Degiovani
 

Mais de Lucas Degiovani (20)

O surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
O  surgimento da sociedade de-massas - 9-anoO  surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
O surgimento da sociedade de-massas - 9-ano
 
As revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-anoAs revolucoes inglesas - 8-ano
As revolucoes inglesas - 8-ano
 
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 anoA cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
A cultura e a ciencia na europa feudal 7 ano
 
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-anoA economia feudal e sua transformacao - 7-ano
A economia feudal e sua transformacao - 7-ano
 
A sociedade feudal - 7-ano
A sociedade feudal - 7-anoA sociedade feudal - 7-ano
A sociedade feudal - 7-ano
 
A vida humana no paleolitico 6-ano
A vida humana no paleolitico 6-anoA vida humana no paleolitico 6-ano
A vida humana no paleolitico 6-ano
 
A evolucao do ser humano 6-ano
A evolucao do ser humano 6-anoA evolucao do ser humano 6-ano
A evolucao do ser humano 6-ano
 
A idade dos metais 6-ano
A idade dos metais 6-anoA idade dos metais 6-ano
A idade dos metais 6-ano
 
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
 
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o anoSegunda Revolução Industrial - 9o ano
Segunda Revolução Industrial - 9o ano
 
As novas tecnologias - 9o ano
As novas tecnologias - 9o anoAs novas tecnologias - 9o ano
As novas tecnologias - 9o ano
 
O Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o anoO Absolutismo - 8o ano
O Absolutismo - 8o ano
 
O Absolutismo Inglês - 8o ano
O Absolutismo Inglês - 8o anoO Absolutismo Inglês - 8o ano
O Absolutismo Inglês - 8o ano
 
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o anoOs Francos e o Império Cristão 7o ano
Os Francos e o Império Cristão 7o ano
 
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o anoOs Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
Os Germanos entram no mundo Romano - 7o ano
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o ano
 
O Trabalho do Historiador - 6o Ano
O Trabalho do Historiador - 6o AnoO Trabalho do Historiador - 6o Ano
O Trabalho do Historiador - 6o Ano
 
Mapas
MapasMapas
Mapas
 
Amizade Verdadeira
Amizade VerdadeiraAmizade Verdadeira
Amizade Verdadeira
 
O ser humano chega à América
O ser humano chega à AméricaO ser humano chega à América
O ser humano chega à América
 

Último

História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 

Último (20)

História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 

A colonizacao da america do norte - 8-ano

  • 1. A COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA DO NORTE
  • 2. A INGLATERRA EM EBULIÇÃO
  • 3. DURANTE O REINADO DE ELIZABETH I, NAVEGANTES INGLESES EM BUSCA DE NOVOS CAMINHOS PARA AS INDIAS ENCONTRARAM TERRAS DA AMÉRICA DO NORTE.
  • 4. COMO NÃO HAVIA INTERESSE NEM DINHEIRO EM COLONIZAR O LOCAL, LIMITARAM EM EXPLORAR SEUS RECURSOS COMO PELES E MADEIRAS.
  • 5. NO INÍCIO DO SÉCULO XVII , COM O AUMENTO DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, OS CERCAMENTOS E A E AS DIFICULDADES ECONÔMICAS NA INGLATERRA, MUITOS INGLESES DECIDIRAM PROCURAR A AMÉRICA DO NORTE UM OUTRO LUGAR PARA VIVER.
  • 6. PARA LÁ MIGRARAM TAMBÉM FRANCESES,HOLANDESES, IRLANDESES E ALEMÃES.
  • 7. O SONHO DE UM NOVO LUGAR
  • 8. AS PESSOAS BUSCAVAM NA AMÉRICA DO NORTE UM LUGAR ONDE PUDESSEM RECOMEÇAR SUAS VIDAS, EVITAR OS PROBLEMAS QUE ASSOLAVAM A EUROPA (GUERRAS, FOME, PERSEGUIÇÕES).
  • 9. A RELATIVA AUTONOMIA DE QUE OS COLONOS DESFRUTARAM NA AMÉRICA DO NORTE PARECIA REALIZAR A PROMESSA DE NOVO MUNDO.
  • 10. POR ISSO EM MUITOS DOS NOMES DADOS ÁS COLÔNIAS APARECE A PALAVRA “NOVO” OU “NOVA”:NOVA INGLATERRA, NOVA ORLEANS.
  • 11. HAVIA O SONHO E A DISPOSIÇÃO DE REALIZAR NA AMÉRICA O QUE NA EUROPA PARECIA PERDIDO
  • 12. OS PEREGRINOS NA AMÉRICA
  • 13. EM GERAL A COLONIZAÇÃO DA AMERICA DO NORTE FOI EMPREENDIDA POR COMPANHIAS INGLESAS
  • 14. AS PRINCIPAIS EMPRESAS ERAM COMPANHIAS DE LONDRES, QUE TINHAM O MONOPÓLIO DO NORTE
  • 15. A COMPANHIA PLYMOUTH RECEBEU O MONOPÓLIO DOS TERRITÓRIOS DO SUL.
  • 16. A PRIMEIRA INICIATIVA DE INDEPENDENTE DE COLONIZAR A AMÉRICA DO NORTE OCORREU EM 1620, QUANDO MUITOS PURITANOS FUGIDOS DE PERSEGUIÇOES RELIGIOSAS DESEMBARCARAM E FUNDARAM A CIDADE DE PLYMOUTH NO ATUAL ESTADO DE MASSACHUSETTS
  • 17. ELES FICARAM CONHECIDOS COMO “PAIS PEREGRINOS”.
  • 18. NO RASTRO DESSES COLONOS VIERAM OUTROS DE DIFERENTES REGIÕES DA EUROPA E FORMARAM AS TREZE COLÔNIAS AMERICANAS DO NORTE
  • 19. AS COLÔNIAS DO NORTE E DO CENTRO
  • 20. O PONTO DE PARTIDA DA COLONIZAÇÃO DO NORTE FOI PLYMOUTH, DEPOIS FUNDARAM NEW HAVEN.
  • 21. APESAR DE TEREM SIDO VITIMAS DA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA OS PURITANOS TAMBEM FORAM EXTREMAMANTE INTOLERANTES COM OS NÃO-PURITANOS NA NOVA TERRA.
  • 22. POR CAUSA DISSO MUITAS PESSOAS MIGRARAM MAIS PARA O NORTE FUNDANDO COLÔNIAS COMO RHODE ISLAND E NEW HAMPSHIRE.AS COLÔNIAS DO NORTE FICARAM CONHECIDAS COMO NOVA INGLATERRA.
  • 23. NO CENTRO FUNDARAM A PENSILVÂNIA, NOVA JERSEY E DELAWARE.
  • 24. EM 1664 APOSSARAM DA COLÔNIA HOLANDESA DE NOVA AMSTERDÃ E LHE DERAM NOME DE NOVA YORK
  • 25. O CLIMA DO NORTE E DO CENTRO, COM INVERNOS RIGOROSOS DIFICULTOU A IMPLANTAÇÃO DE UMA AGRICULTURA DE PRODUTOS TROPICAIS.
  • 26. ENTRETANTO OS COLONOS DESENVOLVERAM DESDE CEDO, O COMÉRCIO, AS MANUFATURAS E A ATIVIDADE PESQUEIRA.
  • 27. A AGRICULTURA DAS COLÔNIAS DO NORTE E DO CENTRO TINHA UMA BASE FAMILIAR
  • 28. OS PRODUTOS CULTIVADOS ABASTECIAM O MERCADO INTERNO.
  • 30. PARA A INGLATERRA AS TERRAS MAIS IMPORTANTES SE LOCALIZAVAM NO SUL.
  • 31. VIRGÍNIA (1607), MARYLAND (1632), CAROLINA DO SUL(1663) E GEÓRGIA (1733) SITUAVAM EM ÁREAS DE CLIMA MENOS FRIO, QUE FAVORECIA O CULTIVO DE PRODUTOS TROPICAIS.
  • 32. NESSAS COLÔNIAS PRODUZIAM ALGODÃO , TABACO, E ARROZ, PLANTADOS EM GRANDE PROPRIEDADES POR ESCRAVOS AFRICANOS
  • 33. OS PRODUTOS CULTIVADOS NO SUL ABASTECIAM AS COLÔNIAS DO NORTE E CENTRO ALÉM DE SEREM VENDIDOS AOS COMERCIANTES INGLESES.
  • 34. O DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA DE EXPORTAÇÃO NAS COLÔNIAS DO SUL CONTRIBUIU PARA O ENRIQUECIMENTO DA BURGUESIA METROPOLITANA.
  • 36. A FRANÇA TAMBÉM COLONIZOU PARTE DA AMÉRICA DO NORTE .
  • 37. NO INÍCIO DO SÉCULO XVII FUNDARAM POVOAMENTO DO LADO DO ATLÂNTICO, BEM AO NORTE.DEPOIS EXPANDIRAM A TERRITÓRIO PARA O INTERIOR CRIANDO A NOVA FRANÇA (FUTURO CANADÁ).
  • 38. NA METADE DO SÉCULO XVII A INGLATERRA DOMINOU A LOUISIANA APÓS A VITÓRIA CONTRA A FRANÇA NA GUERRA DOS SETE ANOS(1756-1763).ALGUNS ANOS DEPOIS OS FRANCESES A RECUPERARAM.
  • 39. NO SÉCULO XIX, OS ESTADOS UNIDOS, JÁ INDEPENDENTE, COMPRARAM A LOUSIANA E ANEXARAM A SEU TERRITÓRIO .
  • 40. NO SÉCULO XIX, OS ESTADOS UNIDOS, JÁ INDEPENDENTE, COMPRARAM A LOUSIANA E ANEXARAM A SEU TERRITÓRIO
  • 41. OS HOLANDESES NA AMÉRICA DO NORTE
  • 42. A HOLANDA TAMBÉM TEVE POR UM BREVE PERÍODO UMA COLÔNIA NA AMÉRICA DO NORTE: NOVA AMSTERDÃ FUNDADA EM 1626 POR UM PEQUENO GRUPOS DE HOLANDESES LIGADOS A COMPANHIA DAS ÍNDIAS OCIDENTAIS.
  • 43. OS HOLANDESES NÃO TIVERAM MUITO INTERESSE NA AMERICA DO NORTE, POIS ESTAVAM INTERESSADOS NAS TERRAS MAIS AO SUL ONDE PRODUZURIAM AÇÚCAR (NO CARIBE E NO NORDESTE BRASILEIRO).
  • 44.  
  • 45. EM1630 POR EXEMPLO A POPULAÇÃO LOCAL ERA DE MENOS DE 300 PESSOAS, DAS QUAIS A METADE ERAM HOLANDESAS, E AS DEMAIS, BELGAS, FRANCESAS E INGLESAS.
  • 46. EM 1664, NOVA AMSTERDÃ PASSOU PARA O DOMÍNIO INGLÊS E MUDOU DE NOME: NOVA YORK
  • 48. UMA DAS PARTICULARIEDADES DA OCUPAÇÃO INGLESA NA AMÉRICA DO NORTE FOI A MESCLAGEM DE DOIS TIPOS DE COLONIZAÇÃO: O DE EXPLORAÇÃO E O DE POVOAMENTO.
  • 49. AS COLÔNIAS NO NORTE E DO CENTRO ERAM VOLTADAS PARA A OCUPAÇÃO.
  • 50. AS COLÔNIAS DO SUL TINHAM A FUNÇÃO DE ABASTECER O MERCADO EXTERNO.POSSUINDO CARACTERÍSTICAS SEMELHANTES AS DA AMÉRICA PORTUGUESA.
  • 51. NOS DOIS CASOS, PORÉM A COLONIZAÇÃO NÃO ERA DETERMINADA OU CONTROLADA DIRETAMENTE PELA MONARQUIA BRITÂNICA. AS COLÔNIAS TINHAM UMA RAZOÁVEL AUTONOMIA PODENDO ATÉ NEGOCIAR COM OUTRAS PARTES DA AMÉRICA SEM A INTERFERÊNCIA DA METRÓPOLE, COMO NO CHAMADO “COMÉRCIO TRIANGULAR”.
  • 52. TAMBÉM NÃO HAVIA UM COMANDO ÚNICO SOBRE A COLÔNIAS.ELAS ERAM INDEPENDENTES UMAS DAS OUTRAS.DEVIAM OBEDIÊNCIA AO ESTADO INGLÊS, MAS DISPUNHA DE UMA RELATIVA AUTONOMIA NAS SUA ORGANIZAÇÕES E NAS DECISÕES POLÍTICAS QUE TOMAVAM.
  • 53. SÓ NA METADE DO SÉCULO XVII E QUE A MONARQUIA INGLESAS TENTOU CONTROLAR COM MAIS RIGÍDEZ AS COLÔNIAS, ISSO PROVOCOU FORTE REAÇÕES DOS COLONOS E ACELEROU O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA
  • 54. TODAS ESSAS PARTICULARIDADES DA COLONIZAÇÃO DA AMÉRICA INGLESAS TIVERAM GRANDE IMPACTO NA ORGANIZAÇÃO DA REGIÃO APÓS A INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS EM 1776.