SlideShare uma empresa Scribd logo
AS REVOLUÇÕES INGLESAS
DO SÉCULO XVII
Prof. Medeiros
www.historiasdomedeiros.blogspot.com – Aula 2015
Introdução:
 A Inglaterra, durante o século XVII, passou por
um processo revolucionário;
 Tal processo serviu para a ruptura definitiva das
estruturas feudais ainda vigentes que
atrapalhavam o avanço capitalista:
 transformação da estrutura agrária;
 modificações nas relações trabalhistas no
campo;
 aperfeiçoamento da produção;
 substituição do Estado absolutista por um
Estado liberal-capitalista.
O Processo Revolucionário:
 a Inglaterra era um país de contrastes sociais e
econômicos durante o século XVII;
 querendo transformar o absolutismo de fato, já
existe com os Tudor, num
absolutismo de direito, a
monarquia dos Stuart entrou em
choque com o Parlamento;
 Carlos I dissolveu o Parlamento,
mas teve que convocá-lo
novamente, e, como os atritos
continuaram, mandou prender
seus principais líderes;
O Processo Revolucionário: (Continuação)
 o Parlamento, com o apoio do povo, entrou em
guerra contra as tropas do rei. Trata-se da
Revolução Puritana (1642-
1649);
 Oliver Cromwell (deputa-
do puritano) liderou as
tropas populares do
Parlamento e após o rei ser
derrotado, foi instalado um
regime republicano na
Inglaterra, sob a liderança
de Cromwell;
O Processo Revolucionário: (Continuação)
 Carlos I foi preso e condenado à morte, sendo
decapitado em 30/01/1649;
 Cromwell governou a Inglaterra de 1649-1658,
tornando-se "Lorde Protetor da Comunidade
Britânica" (da República), a partir de 1653 (um
cargo vitalício e hereditário, portanto, um
ditador);
 a realização mais
importante de Oliver
Cromwell foi o decreto
dos Atos de
Navegação (1651),
O Processo Revolucionário: (Continuação)
através do qual, qualquer mercadoria importada
pela Inglaterra só poderia ser transportada em
navios ingleses ou em navios de seu
país de origem. A medida prejudicou
a Holanda e provocou a Primeira
Guerra Anglo-Holandesa (1652-
1654), vencida pela Inglaterra.
 com os Atos de Navegação, a
construção naval inglesa e a
atividade comercial sofreram
notáveis impulsos, dirigindo o país
para a conquista da hegemonia
marítima.
O Processo Revolucionário: (Continuação)
 após a morte de Oliver Cromwell, seu filho
Ricardo Cromwell governou apenas 8 meses e
foi deposto pelo exército.
A Restauração Monárquica e
a Revolução Gloriosa:
 o Parlamento eleito em 1660 convidou Carlos II
(Stuart) para assumir o trono e depois seu irmão
Jaime II;
A Restauração Monárquica e
a Revolução Gloriosa: (Continuação)
 descontente novamente com os Stuart, o
Parlamento ofereceu o trono a Guilherme de
Orange (genro de Jaime II e príncipe holandês),
sob a condição de respeitá-lo, portanto com
poderes limitados;
A Restauração Monárquica e
a Revolução Gloriosa: (Continuação)
 iniciava-se então a Revolução
Gloriosa (1688-89), na qual Jaime
II foi derrotado e Guilherme de
Orange assumiu o trono inglês,
após assinar a "Declaração de
Direitos", dando maiores poderes
ao Parlamento.
Considerações Finais:
 As transformações ocorridas com as Revoluções:
(No plano político:)
 fim do absolutismo inglês;
 implantação de uma monarquia
constitucional, limitada pelo Parlamento;
(no plano socioeconômico:)
 a Revolução Gloriosa conseguiu unir a
burguesia urbana e a nobreza latifundiária e
capitalista;
 assim, a Inglaterra tornou-se a maior
potência comercial da época, lançando as
origens do capitalismo industrial.
As Revoluções Inglesas do Século XVII - Prof. Medeiros

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução inglesa 2º. ano
Revolução inglesa   2º. anoRevolução inglesa   2º. ano
Revolução inglesa 2º. ano
Fatima Freitas
 
Período Regencial
Período Regencial Período Regencial
Período Regencial
Edenilson Morais
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
Adriana Gomes Messias
 
Brasil Holandês
Brasil HolandêsBrasil Holandês
Brasil Holandês
Paulo Alexandre
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
Edenilson Morais
 
A Independência dos Estados Unidos (EUA)
A Independência dos Estados Unidos (EUA)A Independência dos Estados Unidos (EUA)
A Independência dos Estados Unidos (EUA)
João Medeiros
 
A independência dos EUA ppt
A independência dos EUA pptA independência dos EUA ppt
A independência dos EUA ppt
josepinho
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
Daniel Alves Bronstrup
 
As revoluções inglesas
As revoluções inglesasAs revoluções inglesas
As revoluções inglesas
Janaina Flavia Santos Azevedo
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
henrique.jay
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
eiprofessor
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Douglas Barraqui
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Alê Maldonado
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
Capitanias hereditárias
Capitanias hereditáriasCapitanias hereditárias
Capitanias hereditárias
Creusa Lima
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 

Mais procurados (20)

Revolução inglesa 2º. ano
Revolução inglesa   2º. anoRevolução inglesa   2º. ano
Revolução inglesa 2º. ano
 
Período Regencial
Período Regencial Período Regencial
Período Regencial
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
 
Brasil Holandês
Brasil HolandêsBrasil Holandês
Brasil Holandês
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
A Independência dos Estados Unidos (EUA)
A Independência dos Estados Unidos (EUA)A Independência dos Estados Unidos (EUA)
A Independência dos Estados Unidos (EUA)
 
A independência dos EUA ppt
A independência dos EUA pptA independência dos EUA ppt
A independência dos EUA ppt
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
As revoluções inglesas
As revoluções inglesasAs revoluções inglesas
As revoluções inglesas
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O BrasilVinda Da Familia Real Para O Brasil
Vinda Da Familia Real Para O Brasil
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Capitanias hereditárias
Capitanias hereditáriasCapitanias hereditárias
Capitanias hereditárias
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 

Semelhante a As Revoluções Inglesas do Século XVII - Prof. Medeiros

Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
Valkuiria Andrade
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
Stefânia Balestero
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
Nelia Salles Nantes
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
historiando
 
Trabalho história
Trabalho históriaTrabalho história
Trabalho história
Emilli Santos
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Pedro Kangombe
 
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa11 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
flaviaLION
 
A república puritana de oliver cromwell
A república puritana de oliver cromwellA república puritana de oliver cromwell
A república puritana de oliver cromwell
Nelia Salles Nantes
 
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdfATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
MARIANEBARBOSADACRUZ
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
Nelia Salles Nantes
 
Revolucao inglesa
Revolucao inglesaRevolucao inglesa
Revolucao inglesa
MargarethFranklim
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
Nelia Salles Nantes
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
Nelia Salles Nantes
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
Nelia Salles Nantes
 
A revolucao inglesa
A revolucao inglesaA revolucao inglesa
A revolucao inglesa
Lucas pk'
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Luiz Antonio Souza
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
Paulo Alexandre
 
revolucao-inglesa.pdf
revolucao-inglesa.pdfrevolucao-inglesa.pdf
revolucao-inglesa.pdf
caroDorino
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
joana71
 
Revolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
Revolução inglesa- 7ª série - Profª IvanoskaRevolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
Revolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
elaineoliver12
 

Semelhante a As Revoluções Inglesas do Século XVII - Prof. Medeiros (20)

Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
Trabalho história
Trabalho históriaTrabalho história
Trabalho história
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa11 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
1 216-ensino-fundamental-7a-serie-historia-jadilson-silveira-revolucao-inglesa1
 
A república puritana de oliver cromwell
A república puritana de oliver cromwellA república puritana de oliver cromwell
A república puritana de oliver cromwell
 
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdfATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
ATIVIDADEDISCURSIVASOBREAREVOLUÇÃOINGLESA.pdf
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
Revolucao inglesa
Revolucao inglesaRevolucao inglesa
Revolucao inglesa
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosaA república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
A república puritana de oliver cromwell e a revolução gloriosa
 
A revolucao inglesa
A revolucao inglesaA revolucao inglesa
A revolucao inglesa
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 
revolucao-inglesa.pdf
revolucao-inglesa.pdfrevolucao-inglesa.pdf
revolucao-inglesa.pdf
 
Revolução Inglesa
Revolução InglesaRevolução Inglesa
Revolução Inglesa
 
Revolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
Revolução inglesa- 7ª série - Profª IvanoskaRevolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
Revolução inglesa- 7ª série - Profª Ivanoska
 

Mais de João Medeiros

Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: FigurinistasSophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
João Medeiros
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
João Medeiros
 
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros AlvesUma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
João Medeiros
 
Bioma Cerrado - Sophia Medeiros
Bioma Cerrado - Sophia MedeirosBioma Cerrado - Sophia Medeiros
Bioma Cerrado - Sophia Medeiros
João Medeiros
 
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
João Medeiros
 
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
João Medeiros
 
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
João Medeiros
 
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
João Medeiros
 
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. MedeirosHistória de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
João Medeiros
 
As Cruzadas
As CruzadasAs Cruzadas
As Cruzadas
João Medeiros
 
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. MedeirosOs Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
O Império Bizantino - Prof. Medeiros
O Império Bizantino - Prof. MedeirosO Império Bizantino - Prof. Medeiros
O Império Bizantino - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo
As Sete Maravilhas do Mundo AntigoAs Sete Maravilhas do Mundo Antigo
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo
João Medeiros
 
Os Governos Militares na América Latina.
Os Governos Militares na América Latina.Os Governos Militares na América Latina.
Os Governos Militares na América Latina.
João Medeiros
 
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
João Medeiros
 
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. MedeirosHistória do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
João Medeiros
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
João Medeiros
 
Médici e a Ditadura Militar.
Médici e a Ditadura Militar.Médici e a Ditadura Militar.
Médici e a Ditadura Militar.
João Medeiros
 
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
João Medeiros
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
João Medeiros
 

Mais de João Medeiros (20)

Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: FigurinistasSophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
Sophia Medeiros - Trabalho de Arte: Figurinistas
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros AlvesUma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
Uma maneira simples de voar - Sophia Medeiros Alves
 
Bioma Cerrado - Sophia Medeiros
Bioma Cerrado - Sophia MedeirosBioma Cerrado - Sophia Medeiros
Bioma Cerrado - Sophia Medeiros
 
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
Atividades de Ciências Humanas e da Natureza: Política; Continentes e Oceanos.
 
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
Atividades de Português: Uso dos Porquês - Numeral - Interjeição.
 
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
Atividades de Matemática: medidas de massa e distância - bilhões.
 
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
Atividades de espanhol: profesiones y habitación.
 
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. MedeirosHistória de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
História de Mato Grosso em Exercícios... Prof. Medeiros
 
As Cruzadas
As CruzadasAs Cruzadas
As Cruzadas
 
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. MedeirosOs Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
Os Povos Bárbaros - Os Francos - Prof. Medeiros
 
O Império Bizantino - Prof. Medeiros
O Império Bizantino - Prof. MedeirosO Império Bizantino - Prof. Medeiros
O Império Bizantino - Prof. Medeiros
 
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo
As Sete Maravilhas do Mundo AntigoAs Sete Maravilhas do Mundo Antigo
As Sete Maravilhas do Mundo Antigo
 
Os Governos Militares na América Latina.
Os Governos Militares na América Latina.Os Governos Militares na América Latina.
Os Governos Militares na América Latina.
 
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
Ditadura Militar: Os Atos Institucionais.
 
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. MedeirosHistória do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
História do Brasil: Ditadura Militar (1964-1985). Prof. Medeiros
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Médici e a Ditadura Militar.
Médici e a Ditadura Militar.Médici e a Ditadura Militar.
Médici e a Ditadura Militar.
 
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
10 Mulheres Guerreiras Imbatíveis
 
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.A  Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
A Interiorização da Ocupação Colonial Portuguesa.
 

As Revoluções Inglesas do Século XVII - Prof. Medeiros

  • 1. AS REVOLUÇÕES INGLESAS DO SÉCULO XVII Prof. Medeiros www.historiasdomedeiros.blogspot.com – Aula 2015
  • 2. Introdução:  A Inglaterra, durante o século XVII, passou por um processo revolucionário;  Tal processo serviu para a ruptura definitiva das estruturas feudais ainda vigentes que atrapalhavam o avanço capitalista:  transformação da estrutura agrária;  modificações nas relações trabalhistas no campo;  aperfeiçoamento da produção;  substituição do Estado absolutista por um Estado liberal-capitalista.
  • 3. O Processo Revolucionário:  a Inglaterra era um país de contrastes sociais e econômicos durante o século XVII;  querendo transformar o absolutismo de fato, já existe com os Tudor, num absolutismo de direito, a monarquia dos Stuart entrou em choque com o Parlamento;  Carlos I dissolveu o Parlamento, mas teve que convocá-lo novamente, e, como os atritos continuaram, mandou prender seus principais líderes;
  • 4. O Processo Revolucionário: (Continuação)  o Parlamento, com o apoio do povo, entrou em guerra contra as tropas do rei. Trata-se da Revolução Puritana (1642- 1649);  Oliver Cromwell (deputa- do puritano) liderou as tropas populares do Parlamento e após o rei ser derrotado, foi instalado um regime republicano na Inglaterra, sob a liderança de Cromwell;
  • 5. O Processo Revolucionário: (Continuação)  Carlos I foi preso e condenado à morte, sendo decapitado em 30/01/1649;  Cromwell governou a Inglaterra de 1649-1658, tornando-se "Lorde Protetor da Comunidade Britânica" (da República), a partir de 1653 (um cargo vitalício e hereditário, portanto, um ditador);  a realização mais importante de Oliver Cromwell foi o decreto dos Atos de Navegação (1651),
  • 6. O Processo Revolucionário: (Continuação) através do qual, qualquer mercadoria importada pela Inglaterra só poderia ser transportada em navios ingleses ou em navios de seu país de origem. A medida prejudicou a Holanda e provocou a Primeira Guerra Anglo-Holandesa (1652- 1654), vencida pela Inglaterra.  com os Atos de Navegação, a construção naval inglesa e a atividade comercial sofreram notáveis impulsos, dirigindo o país para a conquista da hegemonia marítima.
  • 7. O Processo Revolucionário: (Continuação)  após a morte de Oliver Cromwell, seu filho Ricardo Cromwell governou apenas 8 meses e foi deposto pelo exército.
  • 8. A Restauração Monárquica e a Revolução Gloriosa:  o Parlamento eleito em 1660 convidou Carlos II (Stuart) para assumir o trono e depois seu irmão Jaime II;
  • 9. A Restauração Monárquica e a Revolução Gloriosa: (Continuação)  descontente novamente com os Stuart, o Parlamento ofereceu o trono a Guilherme de Orange (genro de Jaime II e príncipe holandês), sob a condição de respeitá-lo, portanto com poderes limitados;
  • 10. A Restauração Monárquica e a Revolução Gloriosa: (Continuação)  iniciava-se então a Revolução Gloriosa (1688-89), na qual Jaime II foi derrotado e Guilherme de Orange assumiu o trono inglês, após assinar a "Declaração de Direitos", dando maiores poderes ao Parlamento.
  • 11. Considerações Finais:  As transformações ocorridas com as Revoluções: (No plano político:)  fim do absolutismo inglês;  implantação de uma monarquia constitucional, limitada pelo Parlamento; (no plano socioeconômico:)  a Revolução Gloriosa conseguiu unir a burguesia urbana e a nobreza latifundiária e capitalista;  assim, a Inglaterra tornou-se a maior potência comercial da época, lançando as origens do capitalismo industrial.