SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
1
GRUPO I – Versão 1
Lê com atenção o poemade Eugéniode Andrade a seguirtranscrito e responde ao questionário.
Adeus
Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mão à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.
Meto as mãos nas algibeiras
e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro!
Era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes!
e eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.
Mas isso era no tempo dos segredos,
no tempo em que o teu corpo era um aquário,
no tempo em que os meus olhos
eram peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco, mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.
Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor...,
já se não passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.
Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.
Adeus.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE
Ano letivo de 2013/2014
Avaliação de Português – 10º ano
maio 2014 Prof. Paula Ângelo
EscolaSecundária daPortela
EscolaEB2,3 Gaspar Correia
EscolaEB1 CatelaGomes
EscolaEB1/JI QuintadaAlegria
EscolaEB1/JI Portela
2
V.1
1. No poema “ Adeus”, o “eu” dirige-se a um “tu”.
1.1.Transcreve quatro vocábulos que provam a afirmação. (15 pts)
1.2.Relaciona o títulodo poema com a mensagemque osujeito plírico dirige ao destinatário.
(15 pts)
2. O texto desenvolve uma oposição entre o passado e o presente.
2.1.Indicaos temposverbais utilizados e osadvérbiosque marcamessa oposição, referindo o
valor dos mesmos e dando exemplos de cada um deles. (20 pts)
2.2.Caracteriza a relação existente entre o “eu” e o “tu”, nesses dois momentos. (20 pts)
3. Indica uma interpretação possível para a expressão “tempo dos segredos”, no contexto da
quarta estrofe. (20 pts)
4. Identificaosrecursosexpressivospresentesnasfrases abaixo transcritas, mencionando a sua
intencionalidade.
a) “ Já gastámos as palavras (…)”; ( 15 pts)
b) “ O passado é inútil como um trapo. “ ( 15 pts)
GRUPO II
Lê, com atenção, o texto abaixo transcrito.
5
10
15
FESTIVALDE POESIA DE BERLIM - Filipa Leal representa a poesia portuguesa
FilipaLeal representaPortugal noFestival de Poesiade Berlim,onde,segundoaorganização
do evento, poetas de 28 países debaterão, de 1 a 9 de junho, o significado da cultura para a
construção da identidade europeia.
A jovem portuguesa participará num dos cinco debates agendados entre os poetas
europeus, intitulado “Renshi.eu – Um diálogo europeu em versos”, com o objectivo de
escreveremumpoemaemcadeiasobre a Europa. Este evento decorre no sábado, na Embaixada
do Luxemburgo, em Berlim, e os outros interlocutores são os poetas Luigi Nacci (Itália), Maarja
Kangro (Estónia), Tom Reisen (Luxemburgo), Jenny Tunedal (Suécia) e Zoltán Tolvaj (Hungria).
Filipa Leal nasceu no Porto, tem 33 anos e é também jornalista cultural. As suas obras já foram
selecionadas para antologias nacionais e internacionais e os seus poemas traduzidos para
castelhano, croata, turco e búlgaro.
Provavelmente,opontoaltodo Festival de Poesiade Berlim seráaapresentação,tambémno
sábado, de um poema escrito em cadeia (“renshi”) por todos os participantes, oriundos dos 27
países da União Europeia e da Croácia, na chamada Noite de Renshi. “É a primeira vez que um
parlamentode poetasde todosospaíses da UniãoEuropeiase expressa,atravésde versos, sobre
os receios e os valores europeus, com fúria, tristeza ou prazer”, escreveu o diretor do Festival,
3
20
25
Thomas Wohlfhart, na respetiva página na Internet.
O poema em cadeia começou a ser escrito na Grécia, país europeu mais afectado pela crise
das dívidas soberanas, mas também a pátria da democracia e da cultura europeias, pelo poeta
líricoYannisStiggas.Depoisde serprosseguidopelosoutrospoetaseuropeus,em grupos de cinco
ou seis autores, “terá também uma conclusão grega”, de novo a cargo de Yannis Stiggas,
anunciou Wohlfhart.
Poetas alemães e brasileiros farão uma simbiose de obras suas noutra das secções do
festival,VERSschmuggel (Contrabandode Versos,emtraduçãolivre),experiênciajá levada a cabo
por alemães em anos anteriores com colegas de outros países, nomeadamente Portugal. (…)
O Festival de Poesia de Berlim garantirá ainda sessões dedicadas a crianças, um concurso
para jovens poetas alemães e polacos, e encerrará com um mercado de lírica, em que
participarão várias editoras e antiquários […].
Agência Lusa,29 de maio de 2012 (texto transcrito de Novo Plural 9) (V.1)
Faz corresponder a cada uma das frases a alínea que melhor completa o seu sentido, de acordo com as
informações do texto. ( 7x 5 pts = 35 pontos)
1. “FilipaLeal” (l.1) e “ A jovemportuguesa” (l.4) são:
a) Correferentesnãoanafóricos.
b) Correferentesanafóricos.
c) Sinónimos.
d) Referênciasdeíticas.
2. O antecedente da expressão “ Este evento” ( linha 6 ) é
a) O Festival de Poesiade Berlim.
b) Um diálogoeuropeuemversos.
c) Um poemaem cadeia.
d) Um dos cinco debatesagendadosentreospoetasportugueses.
3. No contextoem que ocorre, a expressão “ mas também” ( l.19) tem um valor de:
a) Adição.
b) Contraste.
c) Consequência.
d) Conclusão.
4. Quanto ao processo de formação, em “ Provavelmente” e “ Democracia” temos
a) Uma palavra derivadaporsufixaçãoe umcomposto morfossintático.
b) Uma palavra derivadaporsufixaçãoe umcomposto morfológico.
c) Um advérbiode frase e um compostomorfológico.
d) Uma palavra derivadaporparassíntese e umcompostomorfossintático.
4
5. Na expressão“ Poetasalemães e brasileiros[…]” (linha23) estão presentes:
a) Um nome comum nãocontável e adjetivosqualificativos.
b) Um nome comum contável e adjetivosrelacionais.
c) Um nome comum nãocontável e adjetivosrelacionais.
d) Nenhumadahipótesesanteriores.
6. “O Festival de Poesiade Berlim garantiráaindasessões dedicadasacrianças […]” ( linha 26)
configura um ato ilocutório
a) Assertivo
b) Compromissivo
c) Declarativo
d) Diretivo
7. As expressões “Festival de Poesiade Berlim” (linha12), “Festival ” ( linha16) e “Festival de
Poesiade Berlim” ( linha 26) assegurama coesão
a) Frásica
b) Interfrásica
c) Temporoaspetual
d) Lexical
B. Identificaa função sintática dos excertosa seguirindicados,transcritos do textoB. ( 4x 5 pts= 20
pts)
a) “num doscinco debatesagendadosentre ospoetaseuropeus”(l.4)
b) “jornalistacultural”(l. 9)
c) “o diretordo festival”(l.16)
d) “país europeumaisafectadopelacrise dasdívidassoberanas”(l.18/19)
C. 1. Associa cada elementodacoluna A ao elementodacoluna B que lhe corresponde,de modo a
identificaresaoração sublinhada emcada frase. ( 5x 3 pts = 15 pts )
A B
a) Recomendo a todos que leiamestes poemas.
b) Ainda que goste de poesia,leio muito mais prosa.
c) Sophia de Mello Breyner, que não foi só poetisa,é
admirada por muitas crianças.
d) Este poema é tão bonito que me emociona!
e) É pena que não aprecies esta autora.
1. Oração subordinada substantiva completiva.
2. Oração subordinada adjetiva relativa explicativa.
3. Oração subordinada adjetiva relativa restritiva.
4. Oração subordinada adverbial causal
5. Oração subordinada adverbial comparativa
6. Oração subordinada adverbial concessiva
7. Oração subordinada adverbial condicional.
8. Oração subordinada adverbial consecutiva
C.2. – Identificaasfunçõessintáticasdesempenhadaspelasoraçõessubordinadaspresentesnas
alíneasa) e e ) doexercícioanterior. ( 2 x 5pts = 10 pts)
(V.1)
5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJAulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
CrisBiagio
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
luisprista
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
luisprista
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
luisprista
 

Mais procurados (20)

Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIMAvaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
Avaliação 1 ano ENSINO MÉDIO 3 BIM
 
Questões de portugues
Questões de portuguesQuestões de portugues
Questões de portugues
 
Português julho 2017
Português julho 2017Português julho 2017
Português julho 2017
 
Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJAulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
Aulão de Linguagens - Enem 2017 - CSJ
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 16-17
 
Lingua Portuguesa
Lingua PortuguesaLingua Portuguesa
Lingua Portuguesa
 
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
Apresentação para décimo segundo ano, aula 13
 
Projetovestibular
ProjetovestibularProjetovestibular
Projetovestibular
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 46
 
1 ano prof karol
1 ano prof karol1 ano prof karol
1 ano prof karol
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 38-39
 
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
Apresentação para décimo ano de 2011 2, aula 33
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 3-4
 
Exrcícios de t rovadorismo e humanismo II
Exrcícios de t rovadorismo e humanismo IIExrcícios de t rovadorismo e humanismo II
Exrcícios de t rovadorismo e humanismo II
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
A intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aulaA intertextualidade: micro-aula
A intertextualidade: micro-aula
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 51-52
 
Figuras de linguagem exercícios
Figuras de linguagem   exercíciosFiguras de linguagem   exercícios
Figuras de linguagem exercícios
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 149-150
 

Semelhante a 5ºteste 10ºc v1

Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
luisprista
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
otsciepalexandrecarvalho
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
luisprista
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
luisprista
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
luisprista
 

Semelhante a 5ºteste 10ºc v1 (20)

Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 138-139
 
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesaBanco de questões e soluções de língua portuguesa
Banco de questões e soluções de língua portuguesa
 
Gêneros literários 3o
Gêneros literários 3oGêneros literários 3o
Gêneros literários 3o
 
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docxAvaliação 1 - formatada para o aluno.docx
Avaliação 1 - formatada para o aluno.docx
 
De tarde - Cesário Verde
De tarde - Cesário VerdeDe tarde - Cesário Verde
De tarde - Cesário Verde
 
Campo Contracampo VersãO Pub
Campo Contracampo VersãO PubCampo Contracampo VersãO Pub
Campo Contracampo VersãO Pub
 
Aula 27 produções contemporâneas em portugal e no brasil
Aula 27   produções contemporâneas em portugal e no brasilAula 27   produções contemporâneas em portugal e no brasil
Aula 27 produções contemporâneas em portugal e no brasil
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Crítica ao livro «Eutrapelia» de João Ricardo Lopes»
Crítica ao livro «Eutrapelia» de João Ricardo Lopes»Crítica ao livro «Eutrapelia» de João Ricardo Lopes»
Crítica ao livro «Eutrapelia» de João Ricardo Lopes»
 
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 49-50
 
Material do cursinho
Material do cursinhoMaterial do cursinho
Material do cursinho
 
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
ApresentaçãO Para DéCimo Segundo Ano, Aula 26
 
1º teste 12ºAd2.pdf
1º teste 12ºAd2.pdf1º teste 12ºAd2.pdf
1º teste 12ºAd2.pdf
 
O médico e o monstro artigo
O médico e o monstro artigoO médico e o monstro artigo
O médico e o monstro artigo
 
01. intertextualidade pre
01. intertextualidade pre01. intertextualidade pre
01. intertextualidade pre
 
Crítica ao livro «Reflexões à Boca de Cena / Onstage Reflections» de João Ric...
Crítica ao livro «Reflexões à Boca de Cena / Onstage Reflections» de João Ric...Crítica ao livro «Reflexões à Boca de Cena / Onstage Reflections» de João Ric...
Crítica ao livro «Reflexões à Boca de Cena / Onstage Reflections» de João Ric...
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 89-90
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Teste Fernando Pessoa
Teste Fernando PessoaTeste Fernando Pessoa
Teste Fernando Pessoa
 
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANOSEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
SEMANA DO FERA 2014 - SEGUNDO ANO
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 

5ºteste 10ºc v1

  • 1. 1 GRUPO I – Versão 1 Lê com atenção o poemade Eugéniode Andrade a seguirtranscrito e responde ao questionário. Adeus Já gastámos as palavras pela rua, meu amor, e o que nos ficou não chega para afastar o frio de quatro paredes. Gastámos tudo menos o silêncio. Gastámos os olhos com o sal das lágrimas, gastámos as mão à força de as apertarmos, gastámos o relógio e as pedras das esquinas em esperas inúteis. Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada. Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro! Era como se todas as coisas fossem minhas: quanto mais te dava mais tinha para te dar. Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes! e eu acreditava. Acreditava, porque ao teu lado todas as coisas eram possíveis. Mas isso era no tempo dos segredos, no tempo em que o teu corpo era um aquário, no tempo em que os meus olhos eram peixes verdes. Hoje são apenas os meus olhos. É pouco, mas é verdade, uns olhos como todos os outros. Já gastámos as palavras. Quando agora digo: meu amor..., já se não passa absolutamente nada. E no entanto, antes das palavras gastas, tenho a certeza de que todas as coisas estremeciam só de murmurar o teu nome no silêncio do meu coração. Não temos já nada para dar. Dentro de ti não há nada que me peça água. O passado é inútil como um trapo. E já te disse: as palavras estão gastas. Adeus. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PORTELA E MOSCAVIDE Ano letivo de 2013/2014 Avaliação de Português – 10º ano maio 2014 Prof. Paula Ângelo EscolaSecundária daPortela EscolaEB2,3 Gaspar Correia EscolaEB1 CatelaGomes EscolaEB1/JI QuintadaAlegria EscolaEB1/JI Portela
  • 2. 2 V.1 1. No poema “ Adeus”, o “eu” dirige-se a um “tu”. 1.1.Transcreve quatro vocábulos que provam a afirmação. (15 pts) 1.2.Relaciona o títulodo poema com a mensagemque osujeito plírico dirige ao destinatário. (15 pts) 2. O texto desenvolve uma oposição entre o passado e o presente. 2.1.Indicaos temposverbais utilizados e osadvérbiosque marcamessa oposição, referindo o valor dos mesmos e dando exemplos de cada um deles. (20 pts) 2.2.Caracteriza a relação existente entre o “eu” e o “tu”, nesses dois momentos. (20 pts) 3. Indica uma interpretação possível para a expressão “tempo dos segredos”, no contexto da quarta estrofe. (20 pts) 4. Identificaosrecursosexpressivospresentesnasfrases abaixo transcritas, mencionando a sua intencionalidade. a) “ Já gastámos as palavras (…)”; ( 15 pts) b) “ O passado é inútil como um trapo. “ ( 15 pts) GRUPO II Lê, com atenção, o texto abaixo transcrito. 5 10 15 FESTIVALDE POESIA DE BERLIM - Filipa Leal representa a poesia portuguesa FilipaLeal representaPortugal noFestival de Poesiade Berlim,onde,segundoaorganização do evento, poetas de 28 países debaterão, de 1 a 9 de junho, o significado da cultura para a construção da identidade europeia. A jovem portuguesa participará num dos cinco debates agendados entre os poetas europeus, intitulado “Renshi.eu – Um diálogo europeu em versos”, com o objectivo de escreveremumpoemaemcadeiasobre a Europa. Este evento decorre no sábado, na Embaixada do Luxemburgo, em Berlim, e os outros interlocutores são os poetas Luigi Nacci (Itália), Maarja Kangro (Estónia), Tom Reisen (Luxemburgo), Jenny Tunedal (Suécia) e Zoltán Tolvaj (Hungria). Filipa Leal nasceu no Porto, tem 33 anos e é também jornalista cultural. As suas obras já foram selecionadas para antologias nacionais e internacionais e os seus poemas traduzidos para castelhano, croata, turco e búlgaro. Provavelmente,opontoaltodo Festival de Poesiade Berlim seráaapresentação,tambémno sábado, de um poema escrito em cadeia (“renshi”) por todos os participantes, oriundos dos 27 países da União Europeia e da Croácia, na chamada Noite de Renshi. “É a primeira vez que um parlamentode poetasde todosospaíses da UniãoEuropeiase expressa,atravésde versos, sobre os receios e os valores europeus, com fúria, tristeza ou prazer”, escreveu o diretor do Festival,
  • 3. 3 20 25 Thomas Wohlfhart, na respetiva página na Internet. O poema em cadeia começou a ser escrito na Grécia, país europeu mais afectado pela crise das dívidas soberanas, mas também a pátria da democracia e da cultura europeias, pelo poeta líricoYannisStiggas.Depoisde serprosseguidopelosoutrospoetaseuropeus,em grupos de cinco ou seis autores, “terá também uma conclusão grega”, de novo a cargo de Yannis Stiggas, anunciou Wohlfhart. Poetas alemães e brasileiros farão uma simbiose de obras suas noutra das secções do festival,VERSschmuggel (Contrabandode Versos,emtraduçãolivre),experiênciajá levada a cabo por alemães em anos anteriores com colegas de outros países, nomeadamente Portugal. (…) O Festival de Poesia de Berlim garantirá ainda sessões dedicadas a crianças, um concurso para jovens poetas alemães e polacos, e encerrará com um mercado de lírica, em que participarão várias editoras e antiquários […]. Agência Lusa,29 de maio de 2012 (texto transcrito de Novo Plural 9) (V.1) Faz corresponder a cada uma das frases a alínea que melhor completa o seu sentido, de acordo com as informações do texto. ( 7x 5 pts = 35 pontos) 1. “FilipaLeal” (l.1) e “ A jovemportuguesa” (l.4) são: a) Correferentesnãoanafóricos. b) Correferentesanafóricos. c) Sinónimos. d) Referênciasdeíticas. 2. O antecedente da expressão “ Este evento” ( linha 6 ) é a) O Festival de Poesiade Berlim. b) Um diálogoeuropeuemversos. c) Um poemaem cadeia. d) Um dos cinco debatesagendadosentreospoetasportugueses. 3. No contextoem que ocorre, a expressão “ mas também” ( l.19) tem um valor de: a) Adição. b) Contraste. c) Consequência. d) Conclusão. 4. Quanto ao processo de formação, em “ Provavelmente” e “ Democracia” temos a) Uma palavra derivadaporsufixaçãoe umcomposto morfossintático. b) Uma palavra derivadaporsufixaçãoe umcomposto morfológico. c) Um advérbiode frase e um compostomorfológico. d) Uma palavra derivadaporparassíntese e umcompostomorfossintático.
  • 4. 4 5. Na expressão“ Poetasalemães e brasileiros[…]” (linha23) estão presentes: a) Um nome comum nãocontável e adjetivosqualificativos. b) Um nome comum contável e adjetivosrelacionais. c) Um nome comum nãocontável e adjetivosrelacionais. d) Nenhumadahipótesesanteriores. 6. “O Festival de Poesiade Berlim garantiráaindasessões dedicadasacrianças […]” ( linha 26) configura um ato ilocutório a) Assertivo b) Compromissivo c) Declarativo d) Diretivo 7. As expressões “Festival de Poesiade Berlim” (linha12), “Festival ” ( linha16) e “Festival de Poesiade Berlim” ( linha 26) assegurama coesão a) Frásica b) Interfrásica c) Temporoaspetual d) Lexical B. Identificaa função sintática dos excertosa seguirindicados,transcritos do textoB. ( 4x 5 pts= 20 pts) a) “num doscinco debatesagendadosentre ospoetaseuropeus”(l.4) b) “jornalistacultural”(l. 9) c) “o diretordo festival”(l.16) d) “país europeumaisafectadopelacrise dasdívidassoberanas”(l.18/19) C. 1. Associa cada elementodacoluna A ao elementodacoluna B que lhe corresponde,de modo a identificaresaoração sublinhada emcada frase. ( 5x 3 pts = 15 pts ) A B a) Recomendo a todos que leiamestes poemas. b) Ainda que goste de poesia,leio muito mais prosa. c) Sophia de Mello Breyner, que não foi só poetisa,é admirada por muitas crianças. d) Este poema é tão bonito que me emociona! e) É pena que não aprecies esta autora. 1. Oração subordinada substantiva completiva. 2. Oração subordinada adjetiva relativa explicativa. 3. Oração subordinada adjetiva relativa restritiva. 4. Oração subordinada adverbial causal 5. Oração subordinada adverbial comparativa 6. Oração subordinada adverbial concessiva 7. Oração subordinada adverbial condicional. 8. Oração subordinada adverbial consecutiva C.2. – Identificaasfunçõessintáticasdesempenhadaspelasoraçõessubordinadaspresentesnas alíneasa) e e ) doexercícioanterior. ( 2 x 5pts = 10 pts) (V.1)
  • 5. 5