SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Informativo Técnico do Sindicato dos
                                                                                Trabalhadores em Assistência Técnica e
                                                                                Extensão Rural do Estado de Minas Gerais




                                                                                    Ano 4 | Edição nº 27 | Dezembro de 2012

     www.sinter-mg.org.br




Fragmentos de mata atlântica em meio a plantações de milho.
Fotografia de Renata Calixto Campos




                                                                 DESTAQUE



        Efeito Dominó: Cultivo de milho transgênico pode
        estar alterando a floresta
                                                                                                           págs. 03 e 04



                                                              OUTRAS NOTÍCIAS




        02             Bio Dicas: Saiba como cuidar de Inflamações do Úbere
Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4
                                                                                                                                                                                                      02

  Editorial                                                                        Bio Dicas
   Mais um ano está indo embora, mas                                               Inflamações do Úbere
   antes você tem que dar uma lida nesta
   última edição de 2012 do Agroecológi-                                           Nas inflamações sem pus, usar massagens frias, e em inflamações com pus,
   co. Durante este ano tentamos levar até                                         tipo a mamite, usar massagens mornas ou quentes
   você informações que pudessem auxiliar
   o trabalho, estimular e propagar uma ali-                                       · Gengibre: descascar um pedaço de 10cm. Ralar, colocar na água fervente,
   mentação saudável e a importância das                                           amornar e fazer compressas, no mínimo por 5 minutos.
   plantas no tratamento de pragas e doen-                                         · Compressas e massagens, com chá de malva, aipo, maria-mole, sabuguei-
   ças. Os temas são complexos, delicados                                          ro, cebola, menstrus, erva de raposa, palma, arruda, erva de bicho, capim de
   e sujeitos a muitas discussões. Aliás, a                                        burro, fedegoso, picão preto, gervão, maria-mole, santos filhos, funcho, car-
   agroecologia ainda é um tema controver-                                         rapicho, parreirinha. Pode misturar um pouco de sal e arinha de mandioca.
   so para muitos.                                                                 · Arruda, cânfora e guiné: amassar 5 folhas das plantas, misturar com 3 litros
                                                                                   de água, passar com pano sobre o corpo do animal e massagear o úbere.
   Como última edição do ano, esta edição                                          · Fazer um chá forte de arruda e malva, com água e sal. Lavar o úbere.
   mostrará um trabalho que nos faz pensar                                         · Misturar 3 colheres de sopa de flor de camomila em 100ml de azeite. Ferver
   na utilização de transgênicos. Eles afe-                                        em banho-maria. Massagear o úbere.
   tam o meio ambiente? E o entorno? Será                                          · Disponibilizar ao animal, chá de malva, guaco, funcho, parreirinha, bardana,
   que os benefícios financeiros imediatos                                         carrapicho, chapéu-de-couro, maria-mole, duas a três vezes por dia, no balde
   não se tornarão prejuízos elevados em                                           ou dar 1 a 2 litros, 2 vezes por dia, na boca. Pode disponibilizar as ervas na
   um futuro próximo? Faça você mesmo a                                            ração, como por exemplo, hortelã picada, dar por 5 dias, um punhado de
   sua avaliação, reflita e dê o seu parecer.                                      manhã e à tarde.
                                                                                   · Massagear o úbere com água corrente ou de manga.
   Na BIO DICAS, estamos fornecendo                                                · Massagear o úbere com espuma de sabão e água fria.
   algumas sugestões para o tratamento                                             · Dar 3 folhas de arruda dentro da espiga de milho, 1 vez ao dia, de 3 a 4 dias.
   das inflamações de úbere, problema re-
   corrente em qualquer espécie animal. As                                         Nos edemas com dor intensa, usar na forma de massagem no úbere, 2 a 3
   maiorias destas receitas foram aprendi-                                         vezes por dia, a fórmula Lunardi, composta de 1 parte de álcool ou cachaça,
   das com as comunidades e seus indiví-                                           1 parte de água, 1 parte de vinagre, 1 parte de azeite. Nos edemas de úbere,
   duos, o conhecimento popular e a sua                                            usar as ervas diuréticas citadas. Também diminuir a disponibilidade de água,
   utilização com resultados positivos. Tam-                                       ração, concentrados, sal mineral e sal comum, deixando a vaca na sombra.
   bém estamos disponibilizando algumas                                            Pode-se deixá-las dormirem com o úbere inflamado sobre galhos e folhas de
   sugestões de tratamento homeopático.                                            erva de bicho, umbu, maria-mole, cobrina, sabugueiro.

   Boa leitura. Felicidades, paz e luz em                                          · Pegar folhas de couve. Amassar com uma garrafa. Aquecer
   2013.                                                                           · Dar abóbora para as vacas comerem quando tiverem o úbere inflamado.

   Antônio Domingues                                                               Fonte: Produção Limpa e Sadia de Alimentos de Origem Animal - Isentos ou Com
   Diretor de Comunicação do Sinter-MG                                             Menos Químicos


                                                                                                                                                    Manhuaçu | Célio Alexandre de O. Barros Juiz de Fora | Deyler Nelson
                                                                           Diretores de Base                                                        Maia Souto Viçosa | Luciano Saraiva Gonçalves de Souza Alfenas | Sávio
                                                                           Norte | Maria de Lourdes V. Leopoldo Centro | Afrânio Otávio Nogueira    dos Reis Dutra Lavras | Júlio César Silva Pouso Alegre | Sérgio Bras
                                                                           Triângulo | Walter Lúcio de Brito Leste | Adilson Lopes Barros Zona Da   Regina
                                                                           Mata | Margareth do Carmo C. Guimarães Sul | André Martins Ferreira
                                                                           Alto Paranaíba e Noroeste | Paulo César Thompson                         Conselho Fiscal
Rua José de Alencar, 738 | Nova Suíça | Belo Horizonte/MG
                                                                                                                                                    Ilka Alves Santana | Francisco Paiva de Rezende | Marlene da
CEP 30480-500 | Telefax: 31 3334 3080
                                                                           Representantes das Seções Sindicais                                      Conceição A. Pereira | Noé de Oliveira Fernandes Filho | Reinaldo
www.sinter-mg.org.br | conexao@sinter-mg.org.br
                                                                           Janaúba | Raimundo Mendes de Souza Júnior Januária | Renato Alves        Bortone
                                                                           Lopes Montes Claros | Onias Guedes Batista Salinas | José dos Reis
DIRETORIA COLEGIADA DO SINTER-MG                                           Francisco da Rocha Barbacena | Tadeu César Gomes de Azevedo Belo         Conexão sinter
Diretor Geral | Carlos Augusto de Carvalho Diretor Secretário | Ronaldo    Horizonte | Silmara Aparecida C. Campos Curvelo | Marcelino Teixeira     Coordenação | Antônio Domingues Participação | Diretoria Sinter-MG |
Vieira de Aquino Diretor de Administração e Finanças | Darci Roberti       da Silva Divinópolis | Júlio César Maia Uberaba | Oeder Pedro Ferreira   André Henriques Edição | Mauro Morais Diagramação | Somanyideas
Diretor de Comunicação e Cultura | Antônio Domingues de Souza              Uberlândia | Carlos Miguel Rodrigues Couto Patos De Minas | Dener        Projeto Gráfico | Somanyideas Jornalista Responsável | Dante Xavier
Diretor De Assuntos Jurídicos | Pascoal Pereira de Almeida Diretor de      Henrique de Castro Unaí | Dalila Moreira da Cunha Almenara |             MG-13.092 Circulação | Online
Formação Política e Sindical | Lúcio Passos Ferreira Diretor de Assuntos   Ronilson Martins Nascimento Capelinha | Vilivaldo Alves da Rocha
de Agricultura Familiar e Reforma Agrária | Leni Alves de Souza Diretor    Governador Valadares | Maurílio Andrade Dornelas Teófilo Otoni | Luiz    Para sugestões, comentários e críticas sobre o Conexão Sinter-MG
De Assuntos Dos Aposentados | Elizabete Soares de Andrade                  Mário Leite Júnior Cataguases | Janya Aparecida de Paula Costa           conexao@sinter-mg.org.br
Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4
                                                                                                      03

O cultivo de milho transgênico próximo à Mata
Atlântica pode estar alterando a floresta




Cultivo de milho transgênico próximo a áreas de mata      de animais), os besouros escarabeíneos participam di-
atlântica pode alterar a organização funcional de comu-   retamente do processo de ciclagem de nutrientes, ou
nidades de besouros e, consequentemente, a regenera-      seja, promovem o reingresso de elementos químicos
ção da floresta.                                          presentes em materiais em decomposição na cadeia ali-
                                                          mentar do ecossistema.
O cultivo de milho transgênico próximo a áreas de mata
atlântica pode estar alterando o ecossistema da flores- Em uma comunidade, eles podem ser classificados em
ta. De acordo com estudo realizado em Santa Catarina, três grupos de acordo com o tipo de comportamento e
comunidades de besouros da subfamília Scarabaeinae a função desempenhada: rodadores (movem a matéria
que vivem perto de                                                                  orgânica na superfície),
plantações do grão ge-                                                              tuneleiros (cavam túneis
neticamente modificado
                               A armadilha consiste em um pote                      e transportam o alimen-
têm apresentado uma
organização funcional
                           plástico que contém uma solução com toresidentes (depositam
                                                                                    e
                                                                                       para dentro do solo)

diferente da observada       detergente em seu interior. Sobre o ovos no bolo de matéria
em grupos que habitam                                                               orgânica e não partici-
áreas próximas a culti-       pote, há uma tampa suspensa por                       pam do deslocamento
vos tradicionais.                                                                   do alimento).
                           palitos de madeira a uma altura sufi-
Esse tipo de besouro,                                                                  Em sua dissertação de
popularmente conheci-        ciente para a entrada dos besouros. mestrado, defendida na
do como rola-bosta, é                                                                  Universidade    Federal
tido como um importan-                                                                 de Santa Catarina, a bi-
te bioindicador por ser bastante sensível a modificações óloga Renata Calixto Campos constatou que, em áreas
em seu hábitat. Apesar disso, é considerado um orga- próximas a plantações de milho transgênico, há predo-
nismo não alvo, ou seja, que não deveria ser afetado minância de besouros residentes, o que foge à estrutura
pela presença de plantas transgênicas. Esse tipo de be- tradicional desse tipo de comunidade: perto de plantios
souro é tido como um importante bioindicador por ser de milho convencional, escarabeíneos tuneleiros são
bastante sensível a modificações em seu hábitat.         encontrados em maior quantidade.

Por se alimentar de matéria orgânica (fezes e carcaças    Campos explica que, em longo prazo, a redução na pro-
Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4
                                                                                                         04




porção de besouros tuneleiros resulta em diminuição da      EFEITO POUCO CONHECIDO
remoção de fezes animais, da dispersão de sementes,
da incorporação de matéria orgânica pelo solo e, por fim,   Segundo Campos, ainda não está claro por que as mu-
da regeneração de florestas. “São os besouros tunelei-      danças nas comunidades de besouros ocorreram. Em
ros que arejam e adubam o solo ao enterrar os bolos de      seu doutorado, a bióloga pretende investigar se a alimen-
matéria orgânica, promovendo a dispersão de sementes        tação com milho transgênico altera a composição das
presentes nas fezes”, afirma. “A abundância de besouros     fezes de mamíferos e se isso tem relação com a organi-
residentes pode tornar a renovação de nutrientes da flo-    zação funcional dessas comunidades.
resta mais lenta.”
                                                            “O uso de plantas geneticamente modificadas pode ser
ARMADILHAS                                                  uma alternativa no controle de pragas, mas o efeito dos
                                                            transgênicos em organismos não alvo ao longo da cadeia
O trabalho de campo foi realizado durante o mês de fe-      alimentar ainda é pouco conhecido”, diz a pesquisadora.
vereiro de 2011, no município de Campos Novos (SC).
Para fazer a coleta dos besouros, a pesquisadora utilizou   O cultivo do milho transgênico no Brasil foi liberado em
armadilhas com iscas feitas de carne de porco em de-        2008. Segundo dados do Serviço Internacional para a
composição e fezes humanas e conseguiu atrair cerca         Aquisição de Aplicações Biotecnológicas, em 2011 o
de 1,5 mil besouros.                                        cultivo de milho geneticamente modificado no país che-
                                                            gou perto dos 9,1 milhões de hectares, o que já repre-
A armadilha consiste em um pote plástico que contém         sentava quase 65% do total de lavouras do grão.
uma solução com detergente em seu interior. Sobre o
pote, há uma tampa suspensa por palitos de madeira a
uma altura suficiente para a entrada dos besouros. A isca
é pendurada na tampa em uma pequena bolsa de tecido.
Atraído pelo odor para dentro da armadilha, o inseto aca-
ba imergindo na solução e fica preso ao líquido.

Ao todo foram espalhadas 200 armadilhas em 10 frag-
mentos de mata atlântica próximos a plantações de milho
convencional e em 10 áreas de floresta localizadas perto
de plantações de milho transgênico. Os locais foram es-     Fonte: Ciência Hoje
colhidos a partir de uma lista fornecida pela Companhia
Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catari-      Disponível através do link:
na e pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão
Rural de Santa Catarina, com o apoio dos donos das          http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2012/09/
propriedades.                                               efeito-domino

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Agroecológico Dezembro 2012

Agroecológico Fevereiro 2012
Agroecológico Fevereiro 2012Agroecológico Fevereiro 2012
Agroecológico Fevereiro 2012sintermg
 
Agroecológico Novembro 2012
Agroecológico Novembro 2012Agroecológico Novembro 2012
Agroecológico Novembro 2012sintermg
 
Agroecológico Setembro 2012
Agroecológico Setembro 2012Agroecológico Setembro 2012
Agroecológico Setembro 2012sintermg
 
Receitas Sucos Desintoxicantes 01
Receitas Sucos Desintoxicantes 01Receitas Sucos Desintoxicantes 01
Receitas Sucos Desintoxicantes 01frutadiferente
 
Agroecológico Abril 2012
Agroecológico Abril 2012Agroecológico Abril 2012
Agroecológico Abril 2012sintermg
 
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pele
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pelePlantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pele
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pelecomunidadedepraticas
 
6756836 receitas-com-plantas-is
6756836 receitas-com-plantas-is6756836 receitas-com-plantas-is
6756836 receitas-com-plantas-isMaria Alves Silva
 
☮ Guia de ervas 1
☮ Guia de ervas 1☮ Guia de ervas 1
☮ Guia de ervas 1LetciaNobre7
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.Roberto Rabat Chame
 
Receitas De Chá Mãe Natureza
Receitas De  Chá  Mãe  NaturezaReceitas De  Chá  Mãe  Natureza
Receitas De Chá Mãe NaturezaTomateVerdeFrito
 
revista_saude_lazer_edicao2
revista_saude_lazer_edicao2revista_saude_lazer_edicao2
revista_saude_lazer_edicao2Fernando Roveri
 
Plantas medicinais usadas em infecções respiratórias
Plantas medicinais usadas em infecções respiratóriasPlantas medicinais usadas em infecções respiratórias
Plantas medicinais usadas em infecções respiratóriascomunidadedepraticas
 
Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle naturalarboreo.net
 

Semelhante a Agroecológico Dezembro 2012 (20)

Agroecológico Fevereiro 2012
Agroecológico Fevereiro 2012Agroecológico Fevereiro 2012
Agroecológico Fevereiro 2012
 
Agroecológico Novembro 2012
Agroecológico Novembro 2012Agroecológico Novembro 2012
Agroecológico Novembro 2012
 
Agroecológico Setembro 2012
Agroecológico Setembro 2012Agroecológico Setembro 2012
Agroecológico Setembro 2012
 
Receitas Sucos Desintoxicantes 01
Receitas Sucos Desintoxicantes 01Receitas Sucos Desintoxicantes 01
Receitas Sucos Desintoxicantes 01
 
Agroecológico Abril 2012
Agroecológico Abril 2012Agroecológico Abril 2012
Agroecológico Abril 2012
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pele
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pelePlantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pele
Plantas medicinais antissépticas e cicatrizantes usadas em doenças de pele
 
6756836 receitas-com-plantas-is
6756836 receitas-com-plantas-is6756836 receitas-com-plantas-is
6756836 receitas-com-plantas-is
 
Semente De LinhaçA
Semente De LinhaçASemente De LinhaçA
Semente De LinhaçA
 
☮ Guia de ervas 1
☮ Guia de ervas 1☮ Guia de ervas 1
☮ Guia de ervas 1
 
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.
AGRISSÊNIOR NOTÍCIAS - Nº 599 an 23 novembro_2016.
 
Receitas De Chá Mãe Natureza
Receitas De  Chá  Mãe  NaturezaReceitas De  Chá  Mãe  Natureza
Receitas De Chá Mãe Natureza
 
revista_saude_lazer_edicao2
revista_saude_lazer_edicao2revista_saude_lazer_edicao2
revista_saude_lazer_edicao2
 
Ajude o seu bichinho com receitas naturais
Ajude o seu bichinho com receitas naturaisAjude o seu bichinho com receitas naturais
Ajude o seu bichinho com receitas naturais
 
Terra fria
Terra friaTerra fria
Terra fria
 
PLANTAS AROMÁTICAS MEDICINAIS.pdf
PLANTAS AROMÁTICAS MEDICINAIS.pdfPLANTAS AROMÁTICAS MEDICINAIS.pdf
PLANTAS AROMÁTICAS MEDICINAIS.pdf
 
Plantas medicinais usadas em infecções respiratórias
Plantas medicinais usadas em infecções respiratóriasPlantas medicinais usadas em infecções respiratórias
Plantas medicinais usadas em infecções respiratórias
 
Controle natural
Controle naturalControle natural
Controle natural
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
 

Mais de sintermg

Informe Comissão Eleitoral
Informe Comissão EleitoralInforme Comissão Eleitoral
Informe Comissão Eleitoralsintermg
 
Reunião das negociaçoes 2012
Reunião das negociaçoes 2012Reunião das negociaçoes 2012
Reunião das negociaçoes 2012sintermg
 
Reunião de negociação ministério do trabalho e emprego
Reunião de negociação ministério do trabalho e empregoReunião de negociação ministério do trabalho e emprego
Reunião de negociação ministério do trabalho e empregosintermg
 
Término das negociações
Término das negociaçõesTérmino das negociações
Término das negociaçõessintermg
 
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajuste
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajusteSinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajuste
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajustesintermg
 
Observações pagamento reajuste salarial
Observações pagamento reajuste salarialObservações pagamento reajuste salarial
Observações pagamento reajuste salarialsintermg
 
Eleições
EleiçõesEleições
Eleiçõessintermg
 
Plano de desligamento voluntário
Plano de desligamento voluntárioPlano de desligamento voluntário
Plano de desligamento voluntáriosintermg
 
Revisão do cálculo da ceres
Revisão do cálculo da ceresRevisão do cálculo da ceres
Revisão do cálculo da ceressintermg
 
Multas de trânsito 2000-2001
Multas de trânsito 2000-2001Multas de trânsito 2000-2001
Multas de trânsito 2000-2001sintermg
 
Diárias - Nota fiscal de hospedagem
Diárias - Nota fiscal de hospedagemDiárias - Nota fiscal de hospedagem
Diárias - Nota fiscal de hospedagemsintermg
 
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...sintermg
 
Ceres quais são os nossos questionamentos
Ceres quais são os nossos questionamentosCeres quais são os nossos questionamentos
Ceres quais são os nossos questionamentossintermg
 
Convocatória Assembleia geral 2013
Convocatória Assembleia geral 2013Convocatória Assembleia geral 2013
Convocatória Assembleia geral 2013sintermg
 
Conheçam a importancia do imposto sindical
Conheçam a importancia do imposto sindicalConheçam a importancia do imposto sindical
Conheçam a importancia do imposto sindicalsintermg
 
Boletim Governador Valadares
Boletim Governador ValadaresBoletim Governador Valadares
Boletim Governador Valadaressintermg
 
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicato
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicatoJá que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicato
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicatosintermg
 
Boletim Caxambu
Boletim CaxambuBoletim Caxambu
Boletim Caxambusintermg
 
Boletim Abaeté
Boletim AbaetéBoletim Abaeté
Boletim Abaetésintermg
 

Mais de sintermg (20)

Informe Comissão Eleitoral
Informe Comissão EleitoralInforme Comissão Eleitoral
Informe Comissão Eleitoral
 
Estatuto
EstatutoEstatuto
Estatuto
 
Reunião das negociaçoes 2012
Reunião das negociaçoes 2012Reunião das negociaçoes 2012
Reunião das negociaçoes 2012
 
Reunião de negociação ministério do trabalho e emprego
Reunião de negociação ministério do trabalho e empregoReunião de negociação ministério do trabalho e emprego
Reunião de negociação ministério do trabalho e emprego
 
Término das negociações
Término das negociaçõesTérmino das negociações
Término das negociações
 
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajuste
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajusteSinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajuste
Sinter mg solicita o não desconto da taxa sindical na diferença do reajuste
 
Observações pagamento reajuste salarial
Observações pagamento reajuste salarialObservações pagamento reajuste salarial
Observações pagamento reajuste salarial
 
Eleições
EleiçõesEleições
Eleições
 
Plano de desligamento voluntário
Plano de desligamento voluntárioPlano de desligamento voluntário
Plano de desligamento voluntário
 
Revisão do cálculo da ceres
Revisão do cálculo da ceresRevisão do cálculo da ceres
Revisão do cálculo da ceres
 
Multas de trânsito 2000-2001
Multas de trânsito 2000-2001Multas de trânsito 2000-2001
Multas de trânsito 2000-2001
 
Diárias - Nota fiscal de hospedagem
Diárias - Nota fiscal de hospedagemDiárias - Nota fiscal de hospedagem
Diárias - Nota fiscal de hospedagem
 
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...
Carta aberta ao excelentíssimo senhor Governador de minas gerais, Antônio Ana...
 
Ceres quais são os nossos questionamentos
Ceres quais são os nossos questionamentosCeres quais são os nossos questionamentos
Ceres quais são os nossos questionamentos
 
Convocatória Assembleia geral 2013
Convocatória Assembleia geral 2013Convocatória Assembleia geral 2013
Convocatória Assembleia geral 2013
 
Conheçam a importancia do imposto sindical
Conheçam a importancia do imposto sindicalConheçam a importancia do imposto sindical
Conheçam a importancia do imposto sindical
 
Boletim Governador Valadares
Boletim Governador ValadaresBoletim Governador Valadares
Boletim Governador Valadares
 
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicato
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicatoJá que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicato
Já que é imposto, pelo menos que seja para o seu verdadeiro sindicato
 
Boletim Caxambu
Boletim CaxambuBoletim Caxambu
Boletim Caxambu
 
Boletim Abaeté
Boletim AbaetéBoletim Abaeté
Boletim Abaeté
 

Último

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 

Último (20)

A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 

Agroecológico Dezembro 2012

  • 1. Informativo Técnico do Sindicato dos Trabalhadores em Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais Ano 4 | Edição nº 27 | Dezembro de 2012 www.sinter-mg.org.br Fragmentos de mata atlântica em meio a plantações de milho. Fotografia de Renata Calixto Campos DESTAQUE Efeito Dominó: Cultivo de milho transgênico pode estar alterando a floresta págs. 03 e 04 OUTRAS NOTÍCIAS 02 Bio Dicas: Saiba como cuidar de Inflamações do Úbere
  • 2. Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4 02 Editorial Bio Dicas Mais um ano está indo embora, mas Inflamações do Úbere antes você tem que dar uma lida nesta última edição de 2012 do Agroecológi- Nas inflamações sem pus, usar massagens frias, e em inflamações com pus, co. Durante este ano tentamos levar até tipo a mamite, usar massagens mornas ou quentes você informações que pudessem auxiliar o trabalho, estimular e propagar uma ali- · Gengibre: descascar um pedaço de 10cm. Ralar, colocar na água fervente, mentação saudável e a importância das amornar e fazer compressas, no mínimo por 5 minutos. plantas no tratamento de pragas e doen- · Compressas e massagens, com chá de malva, aipo, maria-mole, sabuguei- ças. Os temas são complexos, delicados ro, cebola, menstrus, erva de raposa, palma, arruda, erva de bicho, capim de e sujeitos a muitas discussões. Aliás, a burro, fedegoso, picão preto, gervão, maria-mole, santos filhos, funcho, car- agroecologia ainda é um tema controver- rapicho, parreirinha. Pode misturar um pouco de sal e arinha de mandioca. so para muitos. · Arruda, cânfora e guiné: amassar 5 folhas das plantas, misturar com 3 litros de água, passar com pano sobre o corpo do animal e massagear o úbere. Como última edição do ano, esta edição · Fazer um chá forte de arruda e malva, com água e sal. Lavar o úbere. mostrará um trabalho que nos faz pensar · Misturar 3 colheres de sopa de flor de camomila em 100ml de azeite. Ferver na utilização de transgênicos. Eles afe- em banho-maria. Massagear o úbere. tam o meio ambiente? E o entorno? Será · Disponibilizar ao animal, chá de malva, guaco, funcho, parreirinha, bardana, que os benefícios financeiros imediatos carrapicho, chapéu-de-couro, maria-mole, duas a três vezes por dia, no balde não se tornarão prejuízos elevados em ou dar 1 a 2 litros, 2 vezes por dia, na boca. Pode disponibilizar as ervas na um futuro próximo? Faça você mesmo a ração, como por exemplo, hortelã picada, dar por 5 dias, um punhado de sua avaliação, reflita e dê o seu parecer. manhã e à tarde. · Massagear o úbere com água corrente ou de manga. Na BIO DICAS, estamos fornecendo · Massagear o úbere com espuma de sabão e água fria. algumas sugestões para o tratamento · Dar 3 folhas de arruda dentro da espiga de milho, 1 vez ao dia, de 3 a 4 dias. das inflamações de úbere, problema re- corrente em qualquer espécie animal. As Nos edemas com dor intensa, usar na forma de massagem no úbere, 2 a 3 maiorias destas receitas foram aprendi- vezes por dia, a fórmula Lunardi, composta de 1 parte de álcool ou cachaça, das com as comunidades e seus indiví- 1 parte de água, 1 parte de vinagre, 1 parte de azeite. Nos edemas de úbere, duos, o conhecimento popular e a sua usar as ervas diuréticas citadas. Também diminuir a disponibilidade de água, utilização com resultados positivos. Tam- ração, concentrados, sal mineral e sal comum, deixando a vaca na sombra. bém estamos disponibilizando algumas Pode-se deixá-las dormirem com o úbere inflamado sobre galhos e folhas de sugestões de tratamento homeopático. erva de bicho, umbu, maria-mole, cobrina, sabugueiro. Boa leitura. Felicidades, paz e luz em · Pegar folhas de couve. Amassar com uma garrafa. Aquecer 2013. · Dar abóbora para as vacas comerem quando tiverem o úbere inflamado. Antônio Domingues Fonte: Produção Limpa e Sadia de Alimentos de Origem Animal - Isentos ou Com Diretor de Comunicação do Sinter-MG Menos Químicos Manhuaçu | Célio Alexandre de O. Barros Juiz de Fora | Deyler Nelson Diretores de Base Maia Souto Viçosa | Luciano Saraiva Gonçalves de Souza Alfenas | Sávio Norte | Maria de Lourdes V. Leopoldo Centro | Afrânio Otávio Nogueira dos Reis Dutra Lavras | Júlio César Silva Pouso Alegre | Sérgio Bras Triângulo | Walter Lúcio de Brito Leste | Adilson Lopes Barros Zona Da Regina Mata | Margareth do Carmo C. Guimarães Sul | André Martins Ferreira Alto Paranaíba e Noroeste | Paulo César Thompson Conselho Fiscal Rua José de Alencar, 738 | Nova Suíça | Belo Horizonte/MG Ilka Alves Santana | Francisco Paiva de Rezende | Marlene da CEP 30480-500 | Telefax: 31 3334 3080 Representantes das Seções Sindicais Conceição A. Pereira | Noé de Oliveira Fernandes Filho | Reinaldo www.sinter-mg.org.br | conexao@sinter-mg.org.br Janaúba | Raimundo Mendes de Souza Júnior Januária | Renato Alves Bortone Lopes Montes Claros | Onias Guedes Batista Salinas | José dos Reis DIRETORIA COLEGIADA DO SINTER-MG Francisco da Rocha Barbacena | Tadeu César Gomes de Azevedo Belo Conexão sinter Diretor Geral | Carlos Augusto de Carvalho Diretor Secretário | Ronaldo Horizonte | Silmara Aparecida C. Campos Curvelo | Marcelino Teixeira Coordenação | Antônio Domingues Participação | Diretoria Sinter-MG | Vieira de Aquino Diretor de Administração e Finanças | Darci Roberti da Silva Divinópolis | Júlio César Maia Uberaba | Oeder Pedro Ferreira André Henriques Edição | Mauro Morais Diagramação | Somanyideas Diretor de Comunicação e Cultura | Antônio Domingues de Souza Uberlândia | Carlos Miguel Rodrigues Couto Patos De Minas | Dener Projeto Gráfico | Somanyideas Jornalista Responsável | Dante Xavier Diretor De Assuntos Jurídicos | Pascoal Pereira de Almeida Diretor de Henrique de Castro Unaí | Dalila Moreira da Cunha Almenara | MG-13.092 Circulação | Online Formação Política e Sindical | Lúcio Passos Ferreira Diretor de Assuntos Ronilson Martins Nascimento Capelinha | Vilivaldo Alves da Rocha de Agricultura Familiar e Reforma Agrária | Leni Alves de Souza Diretor Governador Valadares | Maurílio Andrade Dornelas Teófilo Otoni | Luiz Para sugestões, comentários e críticas sobre o Conexão Sinter-MG De Assuntos Dos Aposentados | Elizabete Soares de Andrade Mário Leite Júnior Cataguases | Janya Aparecida de Paula Costa conexao@sinter-mg.org.br
  • 3. Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4 03 O cultivo de milho transgênico próximo à Mata Atlântica pode estar alterando a floresta Cultivo de milho transgênico próximo a áreas de mata de animais), os besouros escarabeíneos participam di- atlântica pode alterar a organização funcional de comu- retamente do processo de ciclagem de nutrientes, ou nidades de besouros e, consequentemente, a regenera- seja, promovem o reingresso de elementos químicos ção da floresta. presentes em materiais em decomposição na cadeia ali- mentar do ecossistema. O cultivo de milho transgênico próximo a áreas de mata atlântica pode estar alterando o ecossistema da flores- Em uma comunidade, eles podem ser classificados em ta. De acordo com estudo realizado em Santa Catarina, três grupos de acordo com o tipo de comportamento e comunidades de besouros da subfamília Scarabaeinae a função desempenhada: rodadores (movem a matéria que vivem perto de orgânica na superfície), plantações do grão ge- tuneleiros (cavam túneis neticamente modificado A armadilha consiste em um pote e transportam o alimen- têm apresentado uma organização funcional plástico que contém uma solução com toresidentes (depositam e para dentro do solo) diferente da observada detergente em seu interior. Sobre o ovos no bolo de matéria em grupos que habitam orgânica e não partici- áreas próximas a culti- pote, há uma tampa suspensa por pam do deslocamento vos tradicionais. do alimento). palitos de madeira a uma altura sufi- Esse tipo de besouro, Em sua dissertação de popularmente conheci- ciente para a entrada dos besouros. mestrado, defendida na do como rola-bosta, é Universidade Federal tido como um importan- de Santa Catarina, a bi- te bioindicador por ser bastante sensível a modificações óloga Renata Calixto Campos constatou que, em áreas em seu hábitat. Apesar disso, é considerado um orga- próximas a plantações de milho transgênico, há predo- nismo não alvo, ou seja, que não deveria ser afetado minância de besouros residentes, o que foge à estrutura pela presença de plantas transgênicas. Esse tipo de be- tradicional desse tipo de comunidade: perto de plantios souro é tido como um importante bioindicador por ser de milho convencional, escarabeíneos tuneleiros são bastante sensível a modificações em seu hábitat. encontrados em maior quantidade. Por se alimentar de matéria orgânica (fezes e carcaças Campos explica que, em longo prazo, a redução na pro-
  • 4. Edição nº 27 | Dezembro de 2012 | Ano 4 04 porção de besouros tuneleiros resulta em diminuição da EFEITO POUCO CONHECIDO remoção de fezes animais, da dispersão de sementes, da incorporação de matéria orgânica pelo solo e, por fim, Segundo Campos, ainda não está claro por que as mu- da regeneração de florestas. “São os besouros tunelei- danças nas comunidades de besouros ocorreram. Em ros que arejam e adubam o solo ao enterrar os bolos de seu doutorado, a bióloga pretende investigar se a alimen- matéria orgânica, promovendo a dispersão de sementes tação com milho transgênico altera a composição das presentes nas fezes”, afirma. “A abundância de besouros fezes de mamíferos e se isso tem relação com a organi- residentes pode tornar a renovação de nutrientes da flo- zação funcional dessas comunidades. resta mais lenta.” “O uso de plantas geneticamente modificadas pode ser ARMADILHAS uma alternativa no controle de pragas, mas o efeito dos transgênicos em organismos não alvo ao longo da cadeia O trabalho de campo foi realizado durante o mês de fe- alimentar ainda é pouco conhecido”, diz a pesquisadora. vereiro de 2011, no município de Campos Novos (SC). Para fazer a coleta dos besouros, a pesquisadora utilizou O cultivo do milho transgênico no Brasil foi liberado em armadilhas com iscas feitas de carne de porco em de- 2008. Segundo dados do Serviço Internacional para a composição e fezes humanas e conseguiu atrair cerca Aquisição de Aplicações Biotecnológicas, em 2011 o de 1,5 mil besouros. cultivo de milho geneticamente modificado no país che- gou perto dos 9,1 milhões de hectares, o que já repre- A armadilha consiste em um pote plástico que contém sentava quase 65% do total de lavouras do grão. uma solução com detergente em seu interior. Sobre o pote, há uma tampa suspensa por palitos de madeira a uma altura suficiente para a entrada dos besouros. A isca é pendurada na tampa em uma pequena bolsa de tecido. Atraído pelo odor para dentro da armadilha, o inseto aca- ba imergindo na solução e fica preso ao líquido. Ao todo foram espalhadas 200 armadilhas em 10 frag- mentos de mata atlântica próximos a plantações de milho convencional e em 10 áreas de floresta localizadas perto de plantações de milho transgênico. Os locais foram es- Fonte: Ciência Hoje colhidos a partir de uma lista fornecida pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catari- Disponível através do link: na e pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, com o apoio dos donos das http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2012/09/ propriedades. efeito-domino