SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
AMEOPOEMA
#102 - agosto de 2023 - Ouro Preto, MG - Brasil
PARTICIPE, APOIE, DIVULGUE!
QUER PARTICIPAR DAS NOSSAS AÇÕES?
ENTRE EM CONTATO:
@coletivoameopoema // fb.com.ameopoema
PROJETO DE EXTENSÃO AMEOPO MA
E
Trabalhaste dez lustros e segundo
Mo disseram, morreste foi de fome,
Como a sorte é variável neste mundo!
Como a tua lembrança me consome!
Não sei se tinhas prole, nem se o fundo
Da sua alma era bom, nem qual teu nome,
Porém sei que arrastaste um mal profundo
Para a cova onde a dor se some!
Descansa, lutador, em paz! Descansa!
Tu, que nunca o descanso usufruíste
Sobre a terra onde luz tanta bonança!
Descansa, que o suor do teu trabalho
Há de rolar no teu sepulcro triste
Cristalizado em pérolas de orvalho!
Se até hoje vivi impenitente,
Tão revolucionário e tão íncreo,
A culpa não foi minha unicamente,
Cabe parte maior ao Deus do céu…
Olhei a terra, as coisas, o alto, ansioso,
Buscando, aflito, o sobrenatural.
Não encontrei sinais do deus famoso,
Tudo que vi, foi tudo material…
19 e 20 de agosto
A CIDADE
Sinto a repulsa dos dominadores…
Sou novo, sou ateu, sou anarquista;
Não sigo a mesma norma dos doutores
E ergo, acima das baias, minha vista.
Aperto, entre meus dedos compressores,
A garganta da casta comodista;
Anuncio outra lei e outros valores;
Sou a palavra santa que conquista.
Vou sozinho, arrostando o ódio dos amos…
E em pó, no topo da colina extrema,
Indico ao povo a Sião para onde vamos:
Vamos para a cidade iluminada!
Vejo-a ao longe, a faiscar, como diadema,
Entre a prata e os carmins da madrugada.
PARA
UM
OPERÁRIO
AOS POETAS
MISÉRIA
Artista! Se te oprime a esquálida miséria,
Se a grande falta de ouro amarra as tuas asas,
Rojando-te no chão, na lama da matéria,
Mesclando a fome vil ao sonho que te abrasas,
Não te importe o clamor dessas turbas tão rasas,
Não te importe o pungir da carne deletéria;
Num solo de veludo ou num solo de brasas,
Caminha, fito o olhar numa esperança etérea.
Que te importa o banal? A propriedade? O mundo?
Se te negam o pão, usa a força, expropria;
Em vez de te humilhar, faz-te vagabundo!
Vibra o pletro de luz por esse mundo fora,
Mas lega, quando morto, à multidão sombria,
Um grito de revolta e uma estrofe sonora.
bibliotecaanarquista.org @ameopoemaeditora || @ coletivoameopoema
UM PAVOROSO
MILAGRE
Edição: Editora AMEOPOEMA (@ameopoemaeditora)
Coordenação: Editora AMEOPOEMA (@ameopoemaeditora).
Circulação (impressa e E-book): Ouro Preto, Mariana (MG) e BH
Conselho Editorial: Rômulo Ferreira | Flávia Alves
Exemplares na pRAÇA: 1000 (distribuídos gratuitamente).
Poemas retirados do livro ‘‘Poesias e Hinos Libertários’’ org:
Michel Felipe e Polyana Arenari (a maioria das poesias foram
retiradas do jornal "A Plebe", (1950).
ameopoemaeditora@gmail.com || @ameopoemaeditora
ameopoemaeditora.com.br | @coletivoameopoema
$
BY ND
=
NC
cc _
EDITORIAL
clique abaixo para ir direto ao formulário
O projeto busca a ampliação do acesso cultural e literário
para a população residente em áreas pouco assistidas por
serviços públicos, artísticos e culturais.
Dentre as propostas apresentadas, estão atividades de
estímulo à leitura, escrita, criação artística e geração de renda,
além de reforço e acompanhamento escolar. PARTICIPE!
.
.
.
clique nos
ícones
PROJETO DE EXTENSÃO AMEOPO MA
E
Informações: @feiraanarquistabh
Publicação sem fins lucrativos, feita artesanalmente, com amor
e vontade de circular ideias e estimular a produção literária em
Ouro Preto e região. (Circulação: desde junho de 2010)
Nos dias 19 e 20 de agosto de 2023 acontecerá a 3ª
Feira do Livro Anarquista de Belo Horizonte, reunindo
diversas editoras, coletivos e artistas do campo
libertário que irão expor publicações, artes gráficas,
materiais audiovisuais e outras produções
relacionadas ao tema. O evento tem como objetivo
difundir a cultura anarquista e dar visibilidade para os
movimentos sociais e coletivos de caráter horizontal
que se desenvolvem na cidade de Belo Horizonte.
Serão dois dias de evento, com a participação de
mais de 30 editoras e artistas que farão vendas de
livros, publicações, artes e comidas veganas. Além
dos stands de venda, o evento também conta com
uma intensa programação de lançamento de livros,
bate-papo com autores e debates sobre temas
relevantes da contemporaneidade, como a luta pelo
desencarceramento, as ocupações urbanas e
experiências de autogestão e organização comunitária
em Belo Horizonte.
Quem organiza o evento é a Kasa Invisível e o
Coletivo Mineiro Popular Anarquista (COMPA),
organizações com mais de dez anos de atuação
política e social na cidade.
Todas as atividades da 3ª Feira do Livro Anarquista de
Belo Horizonte são abertas à comunidade e gratuitas.
É para o bem que o teu silêncio eu peço,
padre, inimigo acérrimo da luz!
Tua batina, padre, eu te confesso,
De crimes um rosário ela conduz!
Sempre zombaste da sagrada cruz;
Sempre tolheste a marcha do progresso,
negociante do corpo de Jesus,
tu és a perfeição do retrocesso!
E queres tu que o povo brasileiro,
esse gigante intrépido e altaneiro,
que glórias conquistou de armas na mão,
se curve, humilde e reverentemente,
ante a batina imunda e repelente
que oculta crimes e devassidão!
O PADRE
O POVO
O povo és tu, sou eu: nós somos povo.
E bendigamos a perfeita graça
De pertencer à multidão, à massa.
Diante da qual me inclino e me comovo.
Dela é que há de surgir o mundo novo.
E partícula dessa, população,
Sinto que a prepotência me esperança,
Mas do posto em que estou não me demovo.
Esqueço a Torre de Marfim da lenda.
E, a clarinar, me envolvo na contenda,
Ressangrando às pedradas e aos ápodos
Nada de caridade ou de piedade,
Mas de união ou solidariedade,
Sendo todos por um, sendo um por todos.
DENTRO
DA NOITE…
Ia a noite avançada. Exposta ao vento,
Escondida na ponta do portal
Estava a pobre mãe já sem alento,
Passando a fria noite de Natal.
Buscando-a, dois filhinos se amparavam
no tronco dessa mãe desventurada;
Ao colo onde os seios ressecavam
Estava o mais novinho…
Desgraçada!...
A vida é bem pesada para quem passa
O dia a mendigar pelos caminhos,
E a noite vai pousar com a desgraça
À porta do burguês com seus filhinhos…
Radiantes de alegria e de esperanças,
Do que estas mais felizes e mais prendadas,
Lá dentro, a voz alegre das crianças
Soltará cristalinas gargalhadas…
Que singular contraste oferece a vida!
Lá dentro, a opulência a rir, contente,
A miséria la fora, em plena lida,
Destruindo e matando cruelmente.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a FANZINE AMEOPOEMA #102 - agosto 2023

slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptEdilmaBrando1
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptWandersonBarros16
 
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)Ana Fonseca
 
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...AMEOPOEMA Editora
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxGANHADODINHEIRO
 
português%20trabalho.pptx
português%20trabalho.pptxportuguês%20trabalho.pptx
português%20trabalho.pptxDAYNARASANTOS3
 
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESAB
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESABExposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESAB
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESABBiblioteca Avelar Brotero
 
Folhas Soltas do GAP nº10
Folhas Soltas do GAP nº10Folhas Soltas do GAP nº10
Folhas Soltas do GAP nº10GAP
 
Poemas de álvaro de campos
Poemas de álvaro de camposPoemas de álvaro de campos
Poemas de álvaro de camposEdir Alonso
 
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdfMichaelMorais12
 

Semelhante a FANZINE AMEOPOEMA #102 - agosto 2023 (20)

slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
Acre004ago set-outde2014e-book-140924131458-phpapp01(1)
 
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...Acre 004 (ago set-out de 2014)  e-book revista de arte e poesia em geral circ...
Acre 004 (ago set-out de 2014) e-book revista de arte e poesia em geral circ...
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
 
Pré modernismo
Pré modernismoPré modernismo
Pré modernismo
 
Extrato de obras do poeta das moreninhas
Extrato de obras do poeta das moreninhasExtrato de obras do poeta das moreninhas
Extrato de obras do poeta das moreninhas
 
português%20trabalho.pptx
português%20trabalho.pptxportuguês%20trabalho.pptx
português%20trabalho.pptx
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESAB
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESABExposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESAB
Exposições de Autores de lingua e expressão portuguesa na biblioteca da ESAB
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Chicos 19 janeiro 2009
Chicos 19 janeiro 2009Chicos 19 janeiro 2009
Chicos 19 janeiro 2009
 
Antologia poética
Antologia poéticaAntologia poética
Antologia poética
 
Folhas Soltas do GAP nº10
Folhas Soltas do GAP nº10Folhas Soltas do GAP nº10
Folhas Soltas do GAP nº10
 
Gravado no tempo
Gravado no tempoGravado no tempo
Gravado no tempo
 
O pré modernismo no brasl
O pré modernismo no braslO pré modernismo no brasl
O pré modernismo no brasl
 
Poemas de álvaro de campos
Poemas de álvaro de camposPoemas de álvaro de campos
Poemas de álvaro de campos
 
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_romantismo-slideppt-pdf-free.pdf
 
Aula 5 - Pablo Neruda
Aula 5 -  Pablo NerudaAula 5 -  Pablo Neruda
Aula 5 - Pablo Neruda
 

Mais de AMEOPOEMA Editora

FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024
FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024
FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023AMEOPOEMA Editora
 
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023AMEOPOEMA Editora
 
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022AMEOPOEMA Editora
 
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022AMEOPOEMA Editora
 
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022AMEOPOEMA Editora
 

Mais de AMEOPOEMA Editora (20)

FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024
FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024
FANZINE AMEOPOEMA #107 - edição de abril 2024
 
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024
FANZINE AMEOPOEMA #106 - circulação: março de 2024
 
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024
Suplemento Acre 031 - fevereiro e março 2024
 
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024
FANZINE AMEOPOEMA #105 -fevereiro 2024
 
Sem Trégua Zine #3 2024
Sem Trégua Zine #3 2024Sem Trégua Zine #3 2024
Sem Trégua Zine #3 2024
 
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #103 - dezembro 2023
 
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023
Suplemento Acre 030 - novembro e dezembro 2023
 
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)
Fanzine Sinfonia do Kaos #3 (2023)
 
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023
Suplemento Acre 029 - Agosto, setembro e outubro 2023
 
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023
FANZINE AMEOPOEMA #101 - julho 2023
 
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023
FANZINE AMEOPOEMA #100 - abril 2023
 
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023
Suplemento Acre 028 - Maio, junho e Julho 2023
 
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #099 - fevereiro 2023
 
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023
Suplemento Acre 027 - Fevereiro + março 2023
 
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023
FANZINE AMEOPOEMA #098 - janeiro 2023
 
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #097 - Dezembro 2022
 
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #096 - Novembro 2022
 
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)
Acre e-book nº 026 (outubro, novembro e dezembro 2022)
 
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #095 - Outubro 2022
 
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022
FANZINE AMEOPOEMA #094 - Setembro 2022
 

FANZINE AMEOPOEMA #102 - agosto 2023

  • 1. AMEOPOEMA #102 - agosto de 2023 - Ouro Preto, MG - Brasil PARTICIPE, APOIE, DIVULGUE! QUER PARTICIPAR DAS NOSSAS AÇÕES? ENTRE EM CONTATO: @coletivoameopoema // fb.com.ameopoema PROJETO DE EXTENSÃO AMEOPO MA E Trabalhaste dez lustros e segundo Mo disseram, morreste foi de fome, Como a sorte é variável neste mundo! Como a tua lembrança me consome! Não sei se tinhas prole, nem se o fundo Da sua alma era bom, nem qual teu nome, Porém sei que arrastaste um mal profundo Para a cova onde a dor se some! Descansa, lutador, em paz! Descansa! Tu, que nunca o descanso usufruíste Sobre a terra onde luz tanta bonança! Descansa, que o suor do teu trabalho Há de rolar no teu sepulcro triste Cristalizado em pérolas de orvalho! Se até hoje vivi impenitente, Tão revolucionário e tão íncreo, A culpa não foi minha unicamente, Cabe parte maior ao Deus do céu… Olhei a terra, as coisas, o alto, ansioso, Buscando, aflito, o sobrenatural. Não encontrei sinais do deus famoso, Tudo que vi, foi tudo material… 19 e 20 de agosto A CIDADE Sinto a repulsa dos dominadores… Sou novo, sou ateu, sou anarquista; Não sigo a mesma norma dos doutores E ergo, acima das baias, minha vista. Aperto, entre meus dedos compressores, A garganta da casta comodista; Anuncio outra lei e outros valores; Sou a palavra santa que conquista. Vou sozinho, arrostando o ódio dos amos… E em pó, no topo da colina extrema, Indico ao povo a Sião para onde vamos: Vamos para a cidade iluminada! Vejo-a ao longe, a faiscar, como diadema, Entre a prata e os carmins da madrugada. PARA UM OPERÁRIO AOS POETAS MISÉRIA Artista! Se te oprime a esquálida miséria, Se a grande falta de ouro amarra as tuas asas, Rojando-te no chão, na lama da matéria, Mesclando a fome vil ao sonho que te abrasas, Não te importe o clamor dessas turbas tão rasas, Não te importe o pungir da carne deletéria; Num solo de veludo ou num solo de brasas, Caminha, fito o olhar numa esperança etérea. Que te importa o banal? A propriedade? O mundo? Se te negam o pão, usa a força, expropria; Em vez de te humilhar, faz-te vagabundo! Vibra o pletro de luz por esse mundo fora, Mas lega, quando morto, à multidão sombria, Um grito de revolta e uma estrofe sonora. bibliotecaanarquista.org @ameopoemaeditora || @ coletivoameopoema UM PAVOROSO MILAGRE
  • 2. Edição: Editora AMEOPOEMA (@ameopoemaeditora) Coordenação: Editora AMEOPOEMA (@ameopoemaeditora). Circulação (impressa e E-book): Ouro Preto, Mariana (MG) e BH Conselho Editorial: Rômulo Ferreira | Flávia Alves Exemplares na pRAÇA: 1000 (distribuídos gratuitamente). Poemas retirados do livro ‘‘Poesias e Hinos Libertários’’ org: Michel Felipe e Polyana Arenari (a maioria das poesias foram retiradas do jornal "A Plebe", (1950). ameopoemaeditora@gmail.com || @ameopoemaeditora ameopoemaeditora.com.br | @coletivoameopoema $ BY ND = NC cc _ EDITORIAL clique abaixo para ir direto ao formulário O projeto busca a ampliação do acesso cultural e literário para a população residente em áreas pouco assistidas por serviços públicos, artísticos e culturais. Dentre as propostas apresentadas, estão atividades de estímulo à leitura, escrita, criação artística e geração de renda, além de reforço e acompanhamento escolar. PARTICIPE! . . . clique nos ícones PROJETO DE EXTENSÃO AMEOPO MA E Informações: @feiraanarquistabh Publicação sem fins lucrativos, feita artesanalmente, com amor e vontade de circular ideias e estimular a produção literária em Ouro Preto e região. (Circulação: desde junho de 2010) Nos dias 19 e 20 de agosto de 2023 acontecerá a 3ª Feira do Livro Anarquista de Belo Horizonte, reunindo diversas editoras, coletivos e artistas do campo libertário que irão expor publicações, artes gráficas, materiais audiovisuais e outras produções relacionadas ao tema. O evento tem como objetivo difundir a cultura anarquista e dar visibilidade para os movimentos sociais e coletivos de caráter horizontal que se desenvolvem na cidade de Belo Horizonte. Serão dois dias de evento, com a participação de mais de 30 editoras e artistas que farão vendas de livros, publicações, artes e comidas veganas. Além dos stands de venda, o evento também conta com uma intensa programação de lançamento de livros, bate-papo com autores e debates sobre temas relevantes da contemporaneidade, como a luta pelo desencarceramento, as ocupações urbanas e experiências de autogestão e organização comunitária em Belo Horizonte. Quem organiza o evento é a Kasa Invisível e o Coletivo Mineiro Popular Anarquista (COMPA), organizações com mais de dez anos de atuação política e social na cidade. Todas as atividades da 3ª Feira do Livro Anarquista de Belo Horizonte são abertas à comunidade e gratuitas. É para o bem que o teu silêncio eu peço, padre, inimigo acérrimo da luz! Tua batina, padre, eu te confesso, De crimes um rosário ela conduz! Sempre zombaste da sagrada cruz; Sempre tolheste a marcha do progresso, negociante do corpo de Jesus, tu és a perfeição do retrocesso! E queres tu que o povo brasileiro, esse gigante intrépido e altaneiro, que glórias conquistou de armas na mão, se curve, humilde e reverentemente, ante a batina imunda e repelente que oculta crimes e devassidão! O PADRE O POVO O povo és tu, sou eu: nós somos povo. E bendigamos a perfeita graça De pertencer à multidão, à massa. Diante da qual me inclino e me comovo. Dela é que há de surgir o mundo novo. E partícula dessa, população, Sinto que a prepotência me esperança, Mas do posto em que estou não me demovo. Esqueço a Torre de Marfim da lenda. E, a clarinar, me envolvo na contenda, Ressangrando às pedradas e aos ápodos Nada de caridade ou de piedade, Mas de união ou solidariedade, Sendo todos por um, sendo um por todos. DENTRO DA NOITE… Ia a noite avançada. Exposta ao vento, Escondida na ponta do portal Estava a pobre mãe já sem alento, Passando a fria noite de Natal. Buscando-a, dois filhinos se amparavam no tronco dessa mãe desventurada; Ao colo onde os seios ressecavam Estava o mais novinho… Desgraçada!... A vida é bem pesada para quem passa O dia a mendigar pelos caminhos, E a noite vai pousar com a desgraça À porta do burguês com seus filhinhos… Radiantes de alegria e de esperanças, Do que estas mais felizes e mais prendadas, Lá dentro, a voz alegre das crianças Soltará cristalinas gargalhadas… Que singular contraste oferece a vida! Lá dentro, a opulência a rir, contente, A miséria la fora, em plena lida, Destruindo e matando cruelmente.