Genética dos Tumores
•
•
•
•
•
•
•

Aby Rian
Ézio Brunno
Hugo Costa
Juvenal Marinho
Marcos Santos
Sheyla Souza
Raurício Vi...
Câncer
 O que é o Câncer ?
 Como se Desenvolve esses Tumores ?
 Genes que provocam alterações na sequência do
DNA
 Rad...
Câncer
 Principais Causas
 Predisposição Genética
 Estilo de Vida
 Hábitos Alimentares

 Tratamento
 Levar uma vida ...
Classes: Proto-Oncogenes e Supressores
de tumor
“Representam um pequena proporção do genoma
inteiro, mas tem papeis import...
O proto-oncogene poder-se tornar oncogene nas
três situações distintas:

 Mutações (mutações pontuais, delecções).

Ampl...
Mutações - Alterações estruturais na sequência de um gene. Podem ser de
dois tipos: mutações pontuais ou deleções.
 Mutaç...
 Deleções
Consiste no corte de determinadas sequências de um gene, sendo mais
comum nos oncogenes retrovirais.
 Rearranjo de Cromossomos
Ocorre principalmente por translocações que podem originar novas
sequências reguladoras ou cria...
Oncogenes atuam:
• Proliferação celular incontrolada
• Inibição da diferenciação celular
• Falha da apoptose
NEOPLASIAS E ALTERAÇÕES
CROMOSSÔMICAS
• Inespecíficas: quebras
rearranjos observados em
predisponentes ao câncer.

aneuplo...
• Translocações reciprocas balanceadas: em
todas as leucemias e linfomas.
▫ Ex: Leucemia mielóide crônica, leucemia mielói...
Manifestações Craniofaciais Das
Neuplasias
• A maior parte dos tumores de cabeça e de
pescoço ocorre nas vias aéreas e dig...
Lesões neoplásicas craniofaciais mais
frequentes.
• Podem ser encontradas mais frequente no sexo
masculino, encontram-se n...
• O câncer de seio maxilar,
é uma sinusite prévia, dor
e deslocamento dentário e
mal oclusão
recentemente.
• Também existe...
Fatores de risco:

• Tabagismo
• Usuários de tabaco sem fumaça
• Consumo excessivo de álcool
Lesões pré-neoplasicas
craniofaciais mais frequentes
• Leocoplasia: placa branca
da mucosa que não pode ser
removida por r...
Lesões neoplásicas craniofaciais mais
frequentes
o Câncer de boca: mal prognóstico
Neoplasias e Vírus
• Vírus de DNA
• Epsteins-Baar (EBV)
• Hepatite B (HBV)
• Papilomavírus (HPV)
• Vírus de RNA (Retrovíru...
Sistemas de Defesa do Organismo
Humano
“Evitar a divisão celular descontrolada”
• Sistema íntegro de reparo do DNA
▫ Repar...
• Ausência de telomerase e encurtamento dos
telômeros na divisão celular
▫ Reconstituição após cada ciclo mitótico

• Apop...
Fatores de Risco e Proteção
Desencadeante ambiental

Tipo de câncer

Vírus

Toxina

Bexiga
Gene
TP53

Cérebro
Pulmão
Mama
...
Fatores que diminuem
os riscos de desenvolver
câncer:

•
•
•
•

Não fumar
Não beber álcool
Fazer exercícios
Limitar exposi...
Genética dos Tumores
•
•
•
•
•
•
•

Aby Rian
Ézio Brunno
Hugo Costa
Juvenal Marinho
Marcos Santos
Sheyla Souza
Raurício Vi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Genética dos tumores

1.196 visualizações

Publicada em

Visão geral dos tumores, como enfoque para a genética.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.196
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Genética dos tumores

  1. 1. Genética dos Tumores • • • • • • • Aby Rian Ézio Brunno Hugo Costa Juvenal Marinho Marcos Santos Sheyla Souza Raurício Vital
  2. 2. Câncer  O que é o Câncer ?  Como se Desenvolve esses Tumores ?  Genes que provocam alterações na sequência do DNA  Radiações que quebram os cromossomos  Alguns vírus que se introduzem nas células de DNA
  3. 3. Câncer  Principais Causas  Predisposição Genética  Estilo de Vida  Hábitos Alimentares  Tratamento  Levar uma vida Saudável
  4. 4. Classes: Proto-Oncogenes e Supressores de tumor “Representam um pequena proporção do genoma inteiro, mas tem papeis importantes no desencadeamento do câncer” • Proto-oncogenes: regulam o crescimento celular e diferenciação normais • Supressores de tumor: regulam o crescimento anormal, inibindo-o.
  5. 5. O proto-oncogene poder-se tornar oncogene nas três situações distintas:  Mutações (mutações pontuais, delecções). Amplificação de genes Rearranjo de cromossomos (translocações)
  6. 6. Mutações - Alterações estruturais na sequência de um gene. Podem ser de dois tipos: mutações pontuais ou deleções.  Mutações pontuais Substituição de um único codão que leva à substituição de um único aminoácido no produto do oncogene, provocando actividade descontrolada das proteínas oncogénicas.
  7. 7.  Deleções Consiste no corte de determinadas sequências de um gene, sendo mais comum nos oncogenes retrovirais.
  8. 8.  Rearranjo de Cromossomos Ocorre principalmente por translocações que podem originar novas sequências reguladoras ou criação de um gene fusão que induz a formação de uma proteína fusão.
  9. 9. Oncogenes atuam: • Proliferação celular incontrolada • Inibição da diferenciação celular • Falha da apoptose
  10. 10. NEOPLASIAS E ALTERAÇÕES CROMOSSÔMICAS • Inespecíficas: quebras rearranjos observados em predisponentes ao câncer. aneuploidias e várias doenças ▫ Ex: síndromes com deficiência do reparo de DNA e as pré-leucemias • Específicas: consistem principalmente em translocações e deleções.
  11. 11. • Translocações reciprocas balanceadas: em todas as leucemias e linfomas. ▫ Ex: Leucemia mielóide crônica, leucemia mielóide aguda, leucemia promielocitica aguda, linfoma de Burtittt. • Deleções: encontradas nos Tumores sólidos. ▫ Ex: Del 1p no neuroblastoma disseminado; Del 3p no carcinoma de pequena célula do pulmão. • Obs: Podem ser encontradas outras alterações nas neoplasias que são as regiões coradas homogeneamente e os duplo-diminutos.
  12. 12. Manifestações Craniofaciais Das Neuplasias • A maior parte dos tumores de cabeça e de pescoço ocorre nas vias aéreas e digestivas. ▫ Boca, faringe e na laringe, sendo mais raros nas fossas nasais e nos seios paranasais.
  13. 13. Lesões neoplásicas craniofaciais mais frequentes. • Podem ser encontradas mais frequente no sexo masculino, encontram-se no melanoma maligno, o carcinoma espinocelular e os carcinomas de lábio, de língua e de seios maxilares. • O primeiro e pior prognóstico é do câncer de lábio inferior.
  14. 14. • O câncer de seio maxilar, é uma sinusite prévia, dor e deslocamento dentário e mal oclusão recentemente. • Também existem a síndrome do nevo basocelular, que pode se manifestar também por meio de cistos maxilares. câncer de boca
  15. 15. Fatores de risco: • Tabagismo • Usuários de tabaco sem fumaça • Consumo excessivo de álcool
  16. 16. Lesões pré-neoplasicas craniofaciais mais frequentes • Leocoplasia: placa branca da mucosa que não pode ser removida por raspagem e que não pode ser classificada como nenhuma outra doença.
  17. 17. Lesões neoplásicas craniofaciais mais frequentes o Câncer de boca: mal prognóstico
  18. 18. Neoplasias e Vírus • Vírus de DNA • Epsteins-Baar (EBV) • Hepatite B (HBV) • Papilomavírus (HPV) • Vírus de RNA (Retrovírus)
  19. 19. Sistemas de Defesa do Organismo Humano “Evitar a divisão celular descontrolada” • Sistema íntegro de reparo do DNA ▫ Reparo deficiente do DNA causa instabilidade genômica  Mutações generalizadas  Quebras cromossômicas e aneuploidias em todo o genoma • Sistema imunológico íntegro ▫ Combate por meio de anticorpos e citocina  Células T auxiliares TCD4 e TCD8 – atacam as células cancerígenas
  20. 20. • Ausência de telomerase e encurtamento dos telômeros na divisão celular ▫ Reconstituição após cada ciclo mitótico • Apoptose, morte celular programada ou suicídio celular ▫ Dano ao DNA ▫ Ativação de um oncogene ▫ Inativação de um gente supressor de tumor
  21. 21. Fatores de Risco e Proteção Desencadeante ambiental Tipo de câncer Vírus Toxina Bexiga Gene TP53 Cérebro Pulmão Mama Radiação Boca Fonte: Robinson apud Lewis, 2002 (adaptado)
  22. 22. Fatores que diminuem os riscos de desenvolver câncer: • • • • Não fumar Não beber álcool Fazer exercícios Limitar exposição ao sol • Limitar ingestão de lipídios Sinais de alerta sobre presença de tumor: • Sangramento incomum • Dificuldade para engolir • Ferida que não cicatriza • Coloração alterada da gengiva
  23. 23. Genética dos Tumores • • • • • • • Aby Rian Ézio Brunno Hugo Costa Juvenal Marinho Marcos Santos Sheyla Souza Raurício Vital

×