Caça tesouro vasco da gama sines

1.309 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Caça tesouro vasco da gama sines

  1. 1. De Escolas de Sinesde Escolas de Sinesde Escolas de SinesAlunos:Cheila Gonçalves nº 2Joana Silva nº 10Ricardo Palmeira nº 13Turma: 9º BProfessora: Adriana Ribeiro Ano Letivo 2011-2012
  2. 2. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de SinesObjetivos: A Caça ao Tesouro por nós organizada pretende que os colegas do 3ºciclo se informem sobre os lugares históricos que constituíram cenários doamor entre D. Pedo e D. Inês, bem como do seu desfecho trágico. Para tal,deverão mobilizar os conhecimentos adquiridos nas aulas de LínguaPortuguesa, bem como no âmbito da disciplina de História. Esses espaços serão descobertos, mediante a decifração dos enigmasque criamos e que os levarão aos espaços registados no mapa da escola. Omapa foi adaptado de forma a que todos os locais históricos apareçamreferenciados.Regras do Jogo:  As equipas deverão ser constituídas por 3 participantes do 3º ciclo.  Cada equipa receberá o seguinte material:  Mapa com os locais históricos assinalados;  Ficha com os oito enigmas;  Ficha para carimbos das etapas superadas;  Os alunos à medida que forem decifrando os enigmas vão circulando pelos vários espaços escolares, que serão nomeados de acordo com a designação do local histórico apresentado no mapa.  Em cada local deverão carimbar a ficha e recolher o objeto em causa.  As equipas participantes irão acumular 5 pontos por cada enigma decifrado.  As equipas poderão saltar enigmas e avançar na caça ao tesouro.  A equipa vencedora será aquela que reunir o maior número de carimbos e objetos no menor tempo.Tesouro: Três exemplares da obra “Os Lusíadas” de Luís de Camões. 2
  3. 3. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de SinesEnigmas 1. Amor à primeira vista é a vossa pista. Dirijam-se ao local onde D. Pedro viu D. Inês pela primeira vez e não resistiu aos seus encantos. A pista encontra-se na pista, por isso corram e encontrem o símbolo do amor. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 2. O espaço da felicidade foi importante, por isso avancem para o local onde os dias de amor foram vividos intensamente e, junto ao local onde as leituras vos desafiam, perguntem por uma carta especial. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 3. Nem tudo foram rosas! Dirijam-se agora para o local onde se começa a conspirar a sentença deste amor infinito e, junto do mesmo, onde podemos descansar, recolham a nuvem negra que paira sobre este amor. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 4. A natureza foi confidente dos momentos de felicidade e de saudade. Dirijam-se para o local onde D. Inês suspirou pelo seu amor e partilhou angústias com a flora que a rodeava. Procurem e recolham a flor que simboliza o amor. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 5. A sentença é cruel. Avancem para o local onde as vozes dos algozes não deixaram o “Rei benino” perdoar. Entrem no edifício e recolham as palavras que tanto dano causaram. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 3
  4. 4. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de Sines 6. Foi aqui que Inês suplicou pela sua vida, mas nenhum argumento a salvou. Procurem a imagem que retrata aqueles por quem ela lutou para se manter viva, junto do local onde tudo se duplica, Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 7. Este par foi sepultado lado a lado para que possam viver o seu amor eternamente. Procurem o edifício, entrem e junto do local onde a tudo se assiste, procurem a imagem que retrata os mais estupendos monumentos funerários alguma vez feitos em Portugal. Carimbem o vosso passaporte e avancem para o próximo desafio! 8. A natureza imortaliza até hoje este amor. Volta ao local e procura no exterior do recinto o líquido que brota da fonte e que Camões imortalizou nestes versos: “Vede que fresca fonte rega as flores, / Que lágrimas são a água e o nome Amores!”. Carimbem o vosso passaporte. Parabéns! Terminaram o desafio! Recolham as provas e dirijam-se ao posto de controlo.Equipa vencedora: 9- A obra que imortalizou este amor é o vosso prémio, dirijam-se ao local onde D. Inês e D. Pedro viveram felizes e apaixonados. Procurem o vosso prémio na estante com a letra inicial do último nome do autor. Muito bem! O prémio é vosso! 4
  5. 5. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de SinesEnigmas solucionados 1. Amor à primeira vista é a vossa pista. Dirijam-se ao local onde D. Pedro viu D. Inês pela primeira vez e não resistiu aos seus encantos. A pista encontra-se na pista, por isso corram e encontrem o símbolo do amor. Local 5: Paços Reais da Alcáçova / recinto desportivo com pista Objeto: Coração de cartolina vermelha 2. O espaço da felicidade foi importante, por isso avancem para o local onde os dias de amor foram vividos intensamente e, junto ao local onde as leituras vos desafiam, perguntem por uma carta especial. Local 1: Paço a-par-de Santa Clara / Biblioteca Objeto: Carta de amor 3. Nem tudo foram rosas! Dirijam-se agora para o local onde se começa a conspirar a sentença deste amor infinito e, junto do mesmo, onde podemos descansar, recolham a nuvem negra que paira sobre este amor. Local 3: Montemor-o-Velho / Zona exterior do pavilhão gimnodesportivo 2 Objeto: Nuvem de carolina preta 4. A natureza foi confidente dos momentos de felicidade e de saudade. Dirijam-se para o local onde D. Inês suspirou pelo seu amor e partilhou angústias com a flora que a rodeava. Procurem e recolham a flor que simboliza o amor. Local 4: Quinta das Lágrimas / Campo de jogos Objeto: Rosa vermelha 5. A sentença é cruel. Avancem para o local onde as vozes dos algozes não deixaram o “rei benino” perdoar. Entrem no edifício e recolham as palavras que tanto dano causaram. Local 3: Montemor-o-Velho / Pavilhão Gimnodesportivo 2 Objeto: Frases com excertos do episódio de Inês de Castro n´”Os Lusíadas” 5
  6. 6. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de Sines 6. Foi aqui que Inês suplicou pela sua vida, mas nenhum argumento a salvou. Procurem a imagem que retrata aqueles por quem ela lutou para se manter viva, junto do local onde tudo se duplica, Local 1: Paço a-par-de Santa Clara / Reprografia Objeto: Imagem de Inês com os filhos. 7. Este par foi sepultado lado a lado para que possam viver o seu amor eternamente. Procurem o edifício, entrem e junto dos locais onde a tudo se assiste, procurem a imagem que retrata os mais estupendos monumentos funerários alguma vez feitos em Portugal. Local 2: Mosteiro de Alcobaça / Pavilhão Gimnodesportivo 1- bancadas Objeto: Imagem dos túmulos 8. A natureza imortaliza até hoje este amor. Volta ao local e procura no exterior do recinto o líquido que brota da fonte e que Camões imortalizou nestes versos: “Vede que fresca fonte rega as flores, / Que lágrimas são a água e o nome Amores!”. Local 4: Quinta das Lágrimas / Campo de Jogos Objeto: Garrafa com águaEquipa vencedora 9- A obra que imortalizou este amor é o vosso prémio, dirijam-se ao local onde D. Inês e D. Pedro viveram felizes e apaixonados. Procurem o vosso prémio na estante com a letra inicial do último nome do autor. Local 1: Paço a-par-de Santa Clara / Biblioteca Prémios: Obra “Os Lusíadas” 6
  7. 7. De Escolas de Sinesde Escolas de Sines MAPA DE JOGO 5de Escolas de Sines 3 Locais Históricos 1- Paço a-par-de Santa Clara 4 2- Mosteiro de Alcobaça 3- Montemor-o-Velho 4- Quinta das Lágrimas 2 5- Paços Reais da Alcáçova 1 Mapa da Escola Básica Vasco da Gama de Sines
  8. 8. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de Sines CARIMBOS DAS ETAPAS SUPERADAS Enigma Carimbos Objeto recolhido 1  Sim  Não 2  Sim  Não 3  Sim  Não 4  Sim  Não 5  Sim  Não 6  Sim  Não 7  Sim  Não 8  Sim  Não 9  Sim  Não 8
  9. 9. CAÇA AO TESOURO - INÊS DE CASTROEscola Básica Vasco da Gama de SinesFontes bibliográficas da pesquisa(que será feita como preparação para a caça ao tesouro) BAPTISTA, Vera Saraiva e PINTO, Elisa Costa – Plural - Língua Portuguesa, LisboaEditora, 2004, 1ª edição (pág. 204-205). PAIS, Amélia Pinto - Os Lusíadas em prosa, Areal Editora, 2008, 1ª edição. http://pt.wikipedia.org/wiki/In%C3%AAs_de_Castro http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%BAmulos_de_D._Pedro_I_e_de_In%C3%AAs_de_Castro 9

×