Motivações
Bittencourt

UNISINOS-ComDig

Postay, Girardi, Renner
Daniel H Pink

O autor e as obras
Boas notícias para:
artistas,
inventores,
designers,
contadores de histórias,
prestadores de cuidados de saúde
e psicólogo...
capacidade de sentir empatia pelos outros,
entender as subtilezas da interação entre as pessoas,
saber encontrar a satisfa...
,

capacidade de criar beleza artística e emocional,
detectar padrões e oportunidades,
elaborar uma narrativa satisfatória...
Design
História
Sintonia
Empatia
Diversão
Sentido

6 aptidões próprias do hemisfério direito
Motivação
versão para Twitter, com 140 caracteres
("As cenouras e os chicotes são coisas
do passado. Drive diz que precisa...
Motivação

Foco

Direcionamento momentâneo

do pensamento, da atenção, da ação
Motivação

Abrange conceitos tão diversos como:

anseio
sonho
desejo
vontade
esforço
esperança

Objetivo positivo
instintos e pulsões são as forças propulsoras da ação

Necessidades internas
geram no indivíduo uma tensão
que exige ser r...
Motivação é um construto

Algo abstrato de nossa personalidade
Um objeto em movimento permanecerá em movimento

1ª lei de Movimento de Newton
enquanto um objeto em repouso permanecerá em repouso

a menos que uma força externa haja sobre ele

1ª lei de Movimento de...
Duas ideias simples e “elegantes...

...ou básicas

Ao recompensar uma
atividade,
vc terá mais dela.

Ao puni-la, vc terá ...
Quando as recompensas e as
punições encontram
nosso terceiro impulso, algo
semelhante a uma mecânica
quântica
comportament...
Quarks

Princípio da incerteza

Fria racionalidade de Newton da lugar
a bizzara imprevisibilidade de Lewis Carroll

Proble...
Mecanismos concebidos para aumentar a motivação
podem enfraquecê-las.

Cenoras
Taticas orientadas para estimular a criatividade

podem reduzi-la.

Cenoras ou Chicotes
Qualquer trabalho baseado em rotinas, que pode ser reduzido a um
conjunto de regras ou decomposto numa série de passos que...
Em vez de restringir o comportamento negativo

as recompensas
e as punições

Podem em geral dar vazão a trapaças, vicios e...
Motivação 1.0
objetivo: sobrevivência

Ascenção e queda da Motivação 2.0
Motivação 2.0
Funcionou bem no século XIX e XX

Ascenção e queda da Motivação 2.0
Circunstâncias especiais em que a motivação 2.0 resulta positivamente
As cenouras e os chicotes não são assim tão maus. Qu...
Sete razões porque as cenouras e o chicote
muitas vezes não resultam no que queremos

1. Extinguem a motivação intrínseca
...
Motivação 2.0 encoraja o comportamento
do tipo X que procura as recompensas
que determinada atividade proporciona

Tipo de...
Motivação 3.0 dialoga e depende do comportamento
do tipo I, que percebe uma satisfação
intensa com a própria actividade.

...
Os valores predeterminados com que nascemos são a
autonomia e a independência.

Para encorajar o comportamento de tipo I,
...
As pessoas precisam de autonomia:

.em relação à tarefa que realizam (aquilo que fazem);
.ao tempo (o momento em que a rea...
Motivação 2.0 exigia:
Concordância,
consentimento,
adesão,
aprovação,
anuência

A motivação 3.0 exige
o empenho, pois some...
Ela obedece a três regras peculiares:
.é uma maneira de pensar

exige que encaremos as nossas capacidades não como algo fi...
as três regras peculiares:
.é sofrimento

Exige esforço, concentração e prática intensiva;
A maestria
as três regras peculiares:
.é uma assimptota
(figurado caminho que se aproxima continuamente de um ideal sem jamais o atin...
Os seres humanos procuram sentido:
uma causa superior a eles próprios e que lhes possa sobreviver

Com a Motivação 3.0,
a ...
Dentro das organizações esta nova motivação expressa-se
de três maneiras diferentes:

.em objectivos
que incluem o lucro c...
UNISINOS
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cenouras e chicotes.

698 visualizações

Publicada em

Motivação: o que nos inspira?

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
698
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cenouras e chicotes.

  1. 1. Motivações Bittencourt UNISINOS-ComDig Postay, Girardi, Renner
  2. 2. Daniel H Pink O autor e as obras
  3. 3. Boas notícias para: artistas, inventores, designers, contadores de histórias, prestadores de cuidados de saúde e psicólogos. Más notícias para os "trabalhadores do conhecimento": Advogados, Médicos, Contabilistas, Executivos e Engenheiros. O futuro pertence a quem for capaz de usar o lado direito do seu cérebro
  4. 4. capacidade de sentir empatia pelos outros, entender as subtilezas da interação entre as pessoas, saber encontrar a satisfação de viver dentro de nós próprios, bem como de ajudar os outros a fazê-lo ser capaz de perseguir um sentido para a vida, além da rotina diária; HIGH TOUCH:
  5. 5. , capacidade de criar beleza artística e emocional, detectar padrões e oportunidades, elaborar uma narrativa satisfatória combinar ideias desconexas num novo objecto. HIGH CONCEPT:
  6. 6. Design História Sintonia Empatia Diversão Sentido 6 aptidões próprias do hemisfério direito
  7. 7. Motivação versão para Twitter, com 140 caracteres ("As cenouras e os chicotes são coisas do passado. Drive diz que precisamos é de autonomia, mestria e sentido".) Versão para se utilizar numa festa, com um máximo de 100 palavras (segundo ele, mais ou menos 1 minuto de conversa) resumo capítulo a capítulo O que nos motiva?
  8. 8. Motivação Foco Direcionamento momentâneo do pensamento, da atenção, da ação
  9. 9. Motivação Abrange conceitos tão diversos como: anseio sonho desejo vontade esforço esperança Objetivo positivo
  10. 10. instintos e pulsões são as forças propulsoras da ação Necessidades internas geram no indivíduo uma tensão que exige ser resolvida Impulso e atração
  11. 11. Motivação é um construto Algo abstrato de nossa personalidade
  12. 12. Um objeto em movimento permanecerá em movimento 1ª lei de Movimento de Newton
  13. 13. enquanto um objeto em repouso permanecerá em repouso a menos que uma força externa haja sobre ele 1ª lei de Movimento de Newton
  14. 14. Duas ideias simples e “elegantes... ...ou básicas Ao recompensar uma atividade, vc terá mais dela. Ao puni-la, vc terá menos dela. Motivação 2.0
  15. 15. Quando as recompensas e as punições encontram nosso terceiro impulso, algo semelhante a uma mecânica quântica comportamental parece assumir o comando e coisas estranhas começam a acontecer Motivação 3.0
  16. 16. Quarks Princípio da incerteza Fria racionalidade de Newton da lugar a bizzara imprevisibilidade de Lewis Carroll Problemas da física newtoniana
  17. 17. Mecanismos concebidos para aumentar a motivação podem enfraquecê-las. Cenoras
  18. 18. Taticas orientadas para estimular a criatividade podem reduzi-la. Cenoras ou Chicotes
  19. 19. Qualquer trabalho baseado em rotinas, que pode ser reduzido a um conjunto de regras ou decomposto numa série de passos que se repetem O que esta em risco??
  20. 20. Em vez de restringir o comportamento negativo as recompensas e as punições Podem em geral dar vazão a trapaças, vicios e a raciocínios limitados. Cenoras e Chicotes
  21. 21. Motivação 1.0 objetivo: sobrevivência Ascenção e queda da Motivação 2.0
  22. 22. Motivação 2.0 Funcionou bem no século XIX e XX Ascenção e queda da Motivação 2.0
  23. 23. Circunstâncias especiais em que a motivação 2.0 resulta positivamente As cenouras e os chicotes não são assim tão maus. Quando estão em causa tarefas de rotina podem ser muito eficazes - uma vez que não está envolvida uma motivação intrínseca que possa ser prejudicada nem uma grande criatividade que possa ser esmagada. ROTINA ROTINA Além disso, podem ser ainda mais eficazes se: 1. Aqueles que as prometem oferecerem uma justificação da sua necessidade; 2. reconhecerem que as tarefas em questão são aborrecidas; 3. derem a quem as executa o máximo de autonomia Motivação 2.0
  24. 24. Sete razões porque as cenouras e o chicote muitas vezes não resultam no que queremos 1. Extinguem a motivação intrínseca 2. Prejudicam o desempenho 3. Embotam a criatividade 4. Afetam o bom comportamento 5. Estimulam a trapaça, os atalhos e o comportamento antiético 6. Tornam-se viciantes 7. Alimentam o raciocínio de curto prazo. bugs do nosso actual sistema operativo
  25. 25. Motivação 2.0 encoraja o comportamento do tipo X que procura as recompensas que determinada atividade proporciona Tipo de comportamento I e o tipo X
  26. 26. Motivação 3.0 dialoga e depende do comportamento do tipo I, que percebe uma satisfação intensa com a própria actividade. Tipo de comportamento I
  27. 27. Os valores predeterminados com que nascemos são a autonomia e a independência. Para encorajar o comportamento de tipo I, e o alto nível de desempenho que só ele permite, a primeira exigência é a autonomia A Autonomia
  28. 28. As pessoas precisam de autonomia: .em relação à tarefa que realizam (aquilo que fazem); .ao tempo (o momento em que a realizam); .à equipa (as pessoas com quem a levam a cabo); .e à técnica (a maneira como o fazem). Autonomia
  29. 29. Motivação 2.0 exigia: Concordância, consentimento, adesão, aprovação, anuência A motivação 3.0 exige o empenho, pois somente assim se poderá produzir maestria, tornando-nos cada vez melhores. A maestria
  30. 30. Ela obedece a três regras peculiares: .é uma maneira de pensar exige que encaremos as nossas capacidades não como algo finito, mas sim como algo que pode ser aperfeiçoado até ao infinito; A maestria
  31. 31. as três regras peculiares: .é sofrimento Exige esforço, concentração e prática intensiva; A maestria
  32. 32. as três regras peculiares: .é uma assimptota (figurado caminho que se aproxima continuamente de um ideal sem jamais o atingir) impossível de alcançar, ao mesmo tempo frustrante e empolgante. A maestria
  33. 33. Os seres humanos procuram sentido: uma causa superior a eles próprios e que lhes possa sobreviver Com a Motivação 3.0, a maximização do sentido tem lugar a par da maximização do lucro como aspiração e princípio orientador. O sentido
  34. 34. Dentro das organizações esta nova motivação expressa-se de três maneiras diferentes: .em objectivos que incluem o lucro como meio de alcançar sentido; .em palavras que sublinham mais que o interesse próprio; .e em regras que permitem que as pessoas procurem sentido nos seus próprios termos. O sentido
  35. 35. UNISINOS

×