Hábitos das pessoas eficazes (conceitos)

3.379 visualizações

Publicada em

Nesta apresentação são identificados alguns hábitos das pessoas eficazes.

Publicada em: Educação
1 comentário
28 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
1
Gostaram
28
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hábitos das pessoas eficazes (conceitos)

  1. 1. Conceitos fundamentais 7 Hábitos das pessoas altamente eficazes
  2. 2. 2 Conceitos fundamentais Índice Página O que é um hábito? 8 Carácter e Personalidade 9 Os 7 hábitos: de dentro para fora 10 Continuum de maturidade 11 Dependência 12 Independência 13 Interdependência 14 Os 7 Hábitos 15 Vitória privada 16 Vitória pública 17 Hábito 7: o hábito da renovação 18
  3. 3. 3 Conceitos fundamentais Índice Página Aprender ensinando 19 Produção e Capacidade de produção 20 4 tipos de inteligência humana 21 Balanço P/CP 22 Princípios 23 Ensine os princípios 24 Princípios universais 25 Princípios e os 7 hábitos 26 Princípios e os 7 hábitos 27 Virtudes humanas 28 Paradigmas 29
  4. 4. 4 Conceitos fundamentais Índice Página Paradigmas e Espelho social 30 Princípios e Paradigmas 31 Mudança e Paradigmas 32 Conta corrente emocional 33 Depósitos na conta corrente emocional 34 Os 4 dons humanos 35 Estímulo-Resposta 36 Círculo de influência 37 Focalização proactiva 38 Figura de transição 39 4 Necessidades humanas 40
  5. 5. 5 Conceitos fundamentais Índice Página Viver para a missão 41 O processo em 6 passos 42 Os 6 passos do processo 43 Concentrar-se nas prioridades 44 Matriz urgência x importância 45 Matriz urgência x importância 46 Concentração no Q II 47 Paradigmas e interacção humana 48 Paradigmas da interacção humana 49 Acreditar em ganhar-ganhar 50 As 4 dimensões de ganhar-ganhar 51
  6. 6. 6 Conceitos fundamentais Índice Página Escuta empática 52 Criar sinergia 53 Interacção até ao fruto 54 Afinar o instrumento 55 Dimensão física 56 Dimensão mental 57 Dimensão espiritual 58 Dimensão social-emocional 59 Estabilizador (trim tab) 60 Estabilizador hábito 1 61 Estabilizador hábito 2 62
  7. 7. 7 Conceitos fundamentais Índice Página Estabilizador hábito 3 63 Estabilizador hábito 4 64 Estabilizador hábito 5 65 Estabilizador hábito 6 66 Estabilizador hábito 7 67 Estes “conceitos fundamentais” foram elaborados a partir do livro do Dr. Stephen R. Covey: “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes”
  8. 8. 8 O que é um hábito?
  9. 9. 9 Carácter e personalidade Carácter “Princípios” Ética do Carácter Personalidade “Como parecer ser” Ética da Personalidade
  10. 10. 10 Os 7 Hábitos: de dentro para fora • Se trabalharmos o nosso carácter, desenvolveremos confiabilidade
  11. 11. 11 Continuum de maturidade Independência Interdependência Dependência Vitória Pública Vitória Privada Processo que conduz ao crescimento e amadurecimento Maturidade Continuum Natureza continua do crescimento e da progressão
  12. 12. 12 Dependência • Quando necessitamos de outros para conseguir o que queremos •Física •Emocional •Intelectual • É a atitude do “tu”
  13. 13. 13 Independência • Quando estamos livres da influência externa, livres do controlo e do apoio dos outros • Pensamos e actuamos por nós próprios • Estamos validados por dentro • Somos dirigidos de dentro • Somos autoconfiantes • É a atitude do “eu” Eu posso Eu sou responsável Eu sou autoconfiante Eu posso escolher
  14. 14. 14 Interdependência • Nível mais alto no continuum de maturidade • Conseguir cooperar para conseguir o que eu quero, o que tu queres e o que nós queremos • É a atitude do “nós” Nós podemos trabalhar juntos Nós podemos combinar talentos e habilidades Nós podemos fazer os melhores esforços para alcançar os melhores êxitos
  15. 15. 15 Os 7 Hábitos
  16. 16. 16 Vitória privada • Auto mandato • Autocontrolo • Autodomínio São a parte mais profunda do nosso carácter Vitória Privada Hábito 1: Ser proactivo Hábito 2: Começar com um fim em mente Hábito 3: Primeiro o mais importante
  17. 17. 17 Vitória pública • Ajudam-nos nas relações com os outros • Capacitam-nos para ter sucesso com as pessoas • São a base do: Trabalho em equipa Cooperação Comunicação Interdependência é uma escolha que só as pessoas independentes podem fazer Vitória Privada Vitória Pública Hábito 4: Pensar ganhar-ganhar Hábito 5: Procure compreender primeiro para ser compreendido Hábito 6: Criar sinergia
  18. 18. 18 Hábito 7: o hábito da renovação • Renovação com equilíbrio em todas as dimensões da vida • Física • Intelectual • Espiritual • Social/Emocional •É o hábito do melhoramento contínuo
  19. 19. 19 Aprender ensinando A melhor maneira de aprender alguma coisa é ensinar •Aumenta a aprendizagem •Aumenta a probabilidade de aplicação •Melhora-se a comunicação •Desenvolve-se a relação 4 BENEFÍCIOS DE ENSINAR
  20. 20. 20 Produção e Capacidade de Produção P = Produção Conseguir o que queremos CP = Capacidade de Produção Estar habilitado a conseguir o que queremos Capacidade é o activo para conseguir produzir os resultados Estes conceitos são aplicáveis a qualquer campo de desempenho humano
  21. 21. 21 4 tipos de inteligência humana
  22. 22. 22 Balanço P/CP Corpo Faz exercício físico? Sabe que deveria fazê-lo? O que acontece se não fizer exercício físico? Mente O que faz com o desenvolvimento da mente? Actualiza-se e aprende constantemente no seu campo de actuação? Actualiza-se acerca da relação entre o seu campo de actuação e os outros campos? O que acontece se não se actualizar continua e sistematicamente? Pode vir a tornar-se “obsoleto” rapidamente? Este balanço pode ser feito para todas as inteligências/capacidades humanas
  23. 23. 23 Princípios • Factos reais, tal como o é a lei da gravidade, inevitável • Leis naturais, como a lei da colheita • Universais e fundamentais • Objectivos • Verdadeiros • Exteriores a nós próprios • Evidentes por si mesmos As pessoas passam mas os princípios permanecem
  24. 24. 24 Ensine os princípios • Quando ensinar alguma prática , ensine o princípio que está por detrás • A prática pode mudar, e já não será sustentável "Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo toda a vida.“ Lao-Tsé
  25. 25. 25 Princípios universais •Integridade •Responsabilidade •Respeito •Honestidade •Serviço •Contribuição •Bondade •Justiça •Dignidade •Crescimento e Desenvolvimento Consideram-se universais pois gozam de um consenso generalizado
  26. 26. 26 Princípios e os 7 hábitos Hábito 1: Ser proactivo Sou livre de escolher mas também sou responsável pelas minhas escolhas Princípio Hábito 2: Começar com um fim em mente Hábito 3: Primeiro o mais importante A criação mental precede a criação física. Nós somos os criadores da nossa vida e damos-lhe sentido Princípio O mais importante na nossa vida são as relações. Estas são governadas por um sentido moral de princípios. Pratique a integridade Princípio Vitória Privada
  27. 27. 27 Princípios e os 7 hábitos Vitória PúblicaHábito 4: Pensar ganhar-ganhar Abundância. Benefício mútuo. Lá fora existe muito para repartir Princípio Hábito 5: Procure compreender primeiro para ser compreendido Hábito 6: Criar Sinergia Para comunicar eficazmente tem que compreender primeiroPrincípio O todo é maior que a soma das partesPrincípio
  28. 28. 28 Virtudes humanas •Humildade •Abertura •Sensibilidade •Aprendizagem •Consciência das realidades externas As virtudes humanas são disposições estáveis do entendimento e da vontade que regulam nossas acções, ordenam nossas paixões e guiam nossa conduta
  29. 29. 29 Paradigmas Basicamente significa padrão, modelo, representação, algo que está no lugar de outra coisa É a imagem mental da forma como são as coisas Essas imagens da realidade provêm dos nossos antecedentes e das nossas experiências Todos acreditamos que vemos o mundo tal como ele é De facto, vemos o mundo tal como somos
  30. 30. 30 Paradigmas e Espelho social A maioria dos mapas pessoais (paradigmas) são uma função do espelho social Quando uma pessoa tem um mapa (imagem) de outra pessoa na cabeça, trata-a de acordo com esse mapa Quando isso acontece a tendência é a outra responder de acordo com a forma como a tratam Profecia que se auto-profetiza: As pessoas respondem ao espelho social que as rodeia
  31. 31. 31 Princípios e Paradigmas
  32. 32. 32 Mudança e Paradigmas Todas as descobertas importantes foram rupturas com as antigas formas de pensar Os problemas importantes que enfrentamos não podem resolver-se ao mesmo nível do pensamento em que estávamos quando os criámos É importante: •Ser reflexivo •Ser introspectivo •Explorar os próprios paradigmas •Mudar!!!
  33. 33. 33 Conta corrente emocional Confiança Conta corrente emocional As relações entre as pessoas funcionam como as contas bancárias: •Podemos fazer “depósitos” •Podemos fazer “levantamentos” É o equivalente à capacidade de produção no que se refere ao estabelecimento de relações humanas, de realizar interacções Existe uma relação entre a conta corrente emocional e a confiança
  34. 34. 34 Depósitos na conta corrente emocional Depósitos •Amabilidade e cortesia •Fazer promessas e cumpri-las •Esclarecer expectativas •Lealdade ao ausente •Pedir desculpas
  35. 35. 35 4 dons dos seres humanos
  36. 36. 36 Estimulo-Resposta Estímulo •Coisas que nos acontecem •Emoções, Sentimentos, Instintos e Impulsos Resposta •O que fazemos •O modo como agimos Liberdade de Escolha 4 Dons do Ser Humano Autoconhecimento Consciência Vontade Independente Imaginação Criativa
  37. 37. 37 Círculo de influência Círculo de influência Todas as coisas sobre as quais uma pessoa pode agir directamente Círculo de preocupação Todos os assuntos acerca dos quais uma pessoa se preocupa mas sobre os quais não tem qualquer influência
  38. 38. 38 Focalização proactiva Focalização proactiva Quando nos focalizamos no que podemos influenciar Como resultado o Círculo de influência aumenta Focalização reactiva Quando nos focalizamos em coisas que não podemos controlar Como resultado o Círculo de influência diminui
  39. 39. 39 Figura de transição Muda comportamentos antigos substituindo-os por comportamentos proactivos, úteis e eficazes Modela comportamentos positivos aplicando os 7 hábitos Incentiva os outros a seguirem o mesmo caminho
  40. 40. 40 4 necessidades humanas
  41. 41. 41 Viver para a missão •Reservar algum tempo para ir a um lugar isolado e reflectir acerca da missão •Para que vivo? •Quais são os meus valores? •Quais são os meus objectivos?
  42. 42. 42 O processo em 6 passos
  43. 43. 43 Os 6 passos do processo Conectar-se com a Missão Rever os papéis da nossa vida Identificar as metas e os objectivos a alcançar em cada um dos papéis Organização semanal num contexto de longo prazo, no contexto da missão Exercitar a integridade Avaliar os resultados
  44. 44. 44 Concentrar-se nas prioridades A bússola representa a Missão, os princípios e os valores – o que é importante O relógio representa as reuniões, os prazos, as actividades – a forma como se gere o tempo
  45. 45. 45 Matriz urgência x importância URGENTE NÃO URGENTE
  46. 46. 46 Matriz urgência x importância URGENTE NÃO URGENTE
  47. 47. 47 Concentração no Q II URGENTE NÃO URGENTE
  48. 48. 48 Paradigmas da interacção humana Emfunçãodemim Em função do outro Ganha -Perde Perde-Ganha
  49. 49. 49 Paradigmas da interacção humama Emfunçãodemim Em função do outro Competição Acomodação Compromisso
  50. 50. 50 Acreditar em ganhar-ganhar É o coração das relações Geramos mais: •Criatividade •Capacidades •Desenvoltura •Engenhosidade •Sabedoria •Talento •Inteligência
  51. 51. 51 As 4 dimensões de ganhar-ganhar
  52. 52. 52 Escuta empática “Quando peço que ouças e começas a dar-me conselhos, não estás a fazer o que te pedi Quando te peço que ouças e me dizes que não devo sentir da forma que sinto, estás a desprezar os meus sentimentos Quando te peço que ouças e sentes que deves fazer alguma coisa para resolver o meu problema, não estás a entender bem, por mais estranho que pareça. Ouve!!! Tudo o que te peço é que ouças, não digas ou faças algo – apenas que me ouças” Ralph Roughton, M. D.
  53. 53. 53 Criar sinergia A tua maneira de ver A minha maneira de ver Terceira Alternativa
  54. 54. 54 Interacção até ao fruto
  55. 55. 55 Afinar o instrumento O conceito de “Afinar o instrumento” pessoalmente, interpessoalmente, organizacionalmente é o conceito do melhoramento contínuo, da aprendizagem contínua, de progredir sempre Este conceito aplica-se às 4 dimensões do ser: •Física •Mental •Esptiritual •Social-Emocional
  56. 56. 56 Dimensão física
  57. 57. 57 Dimensão mental
  58. 58. 58 Dimensão espiritual
  59. 59. 59 Dimensão social-emocional Dimensão social = Relação com os outros Dimensão emocional = Relação connosco
  60. 60. 60 Estabilizador (trim tab) Pequeno leme que faz mover o leme principal que determina a direcção
  61. 61. 61 Estabilizador hábito 1 Concentre-se naquilo que pode fazer, não no que não pode
  62. 62. 62 Estabilizador hábito 2 Defina e alinhe o contributo único que pode dar
  63. 63. 63 Estabilizador hábito 3 Diga não ao “bom”
  64. 64. 64 Estabilizador hábito 4 Pense “nós”, não “eu”
  65. 65. 65 Estabilizador hábito 5 Ouça para compreender, não para responder
  66. 66. 66 Estabilizador hábito 6 Confie na terceira alternativa
  67. 67. 67 Estabilizador hábito 7 Invista em si próprio

×