A Onipresença Salvadora de DeusIntrodução – Como Deus é? O que significa dizer que ele é onipresente?A primeira coisa que ...
"Sou eu apenas um Deus de perto", pergunta o Senhor, "e não também um Deus delonge? Poderá alguém esconder-se sem que eu o...
para o local mais profundo do nosso coração, mas lá Deus também está. Um grandeexemplo é a história de Jonas que escutamos...
Deus está em todos os lugares e a sua palavra e presença sustentam todas as coisas nolugar. O mar, a lua, o sol, as estrel...
diferença de Israel estava em andar perto de Deus. E por isso, mesmo diante dapromessa da terra e do sustento de Deus ele ...
a    minha       mão    até    que      eu    tenha     acabado     de     passar.Então tirarei a minha mão e você verá as...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A onipresença salvadora de Deus

962 visualizações

Publicada em

Pregação Radical dia 20/10/2012

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A onipresença salvadora de Deus

  1. 1. A Onipresença Salvadora de DeusIntrodução – Como Deus é? O que significa dizer que ele é onipresente?A primeira coisa que devemos compreender antes da onipresença é o ser de Deus.Principalmente a respeito do seu “corpo”. Fazendo uma separação da Trindade apenaspara explicação, apenas Jesus possui um corpo físico e por isso ele não é onipresentepor si só. Deus Pai e seu Espírito Santo não possuem corpo e nenhuma forma. Deus éespírito (João 4:24). Não conseguiremos imaginar a Deus comparando-o com nossopadrão humano. Deus não tem corpo e por isso não pode ser limitado pelo espaço, sejaele qual for. Essa verdade é maravilhosa, principalmente quando lemos a declaração deSalomão após ter construído o templo em 1 Reis 8:27“Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, nãote poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado.”.É fantástico saber que o mesmo Deus que preenche o espaço infinito é também aqueleque preenche a terra e o templo com toda a plenitude do seu ser. Esse mesmo Deus quenem o espaço pode conter é aquele que cabe dentro dos nossos corações!E assim podemos definir a onipresença divina: Deus está em todos os lugares aomesmo tempo, com toda a sua plenitude, mas podendo agir de formas diferentesem locais diferentes. Essa definição é importante para entendermos principalmentesobre a plenitude de Deus. Dizer que Deus está plenamente presente em todos oslugares ao mesmo tempo significa que todo o ser de Deus, todos seus atributos estãopresentes em todos os lugares. É errado pensar, por exemplo, que Deus é tão grande queenquanto seu pé direito está no Brasil seu pé esquerdo está na China, ou que uma partede Deus está aqui e outra ali. O mesmo pensamento se torna errado a respeito do caráterde Deus. Não podemos afirmar que o amor de Deus está aqui e que está em menorquantidade ali, ou que a justiça de Deus está no Brasil e não está na África.Deus está plenamente presente em todos os lugares, o que acontece é que Ele pode agirde formas diferentes, da maneira que mais lhe agradar. Deus é glorificado em todo o seuser em todos os lugares ao mesmo tempo!As diferentes formas da presença de Deus diante de Moisés e Israel.A história da peregrinação do povo de Israel no deserto após o êxodo nos mostra fatosimpressionantes e maravilhosos sobre a presença de Deus e como ela se manifesta nomeio do povo. Ao passarmos pelos capítulos 32, 33 e 34 vamos perceber claramenteDeus estando presente de 3 formas diferentes. Deus está presente para sustentar,punir e salvar. Mas antes de entramos no texto, precisamos entender uma coisaimportante com Jeremias:
  2. 2. "Sou eu apenas um Deus de perto", pergunta o Senhor, "e não também um Deus delonge? Poderá alguém esconder-se sem que eu o veja? ", pergunta o Senhor. "Nãosou eu aquele que enche os céus e a terra? ", pergunta o Senhor.” (Jeremias 23:23-24)Os autores bíblicos usam algumas vezes expressões dizendo que Deus está perto oulonge. Não que o Deus onipresente esteja em algum momento longe de algo ou alguém,mas eles usam esses termos para diferenciar as formas da presença de Deus. Quando aBíblia diz que Deus está longe ou que se ausentou ela está dizendo que Deus estápunindo ou apenas sustentando a criação. Deus perto significa que ele estásalvando e abençoando o povo! Existem inúmeros exemplos de Deus estando longe,mas os fatos mais mencionados e enfatizados das escrituras são aqueles que contam decomo Deus está perto, salvando e abençoando o povo. Vamos então passar rapidamentepelo Deus de longe (punição e sustentação) e focar no Deus de perto (redenção)! Deus presente para punirMoisés foi ao encontro de Deus no monte Sinai e enquanto isso o povo o esperava láembaixo. O que acabou acontecendo foi a violação do primeiro mandamento de Deus,que estava sendo entregue justamente para Moisés. O povo ficou impaciente e resolveuconstruir um bezerro de ouro e o adorar como deus. Deus então avisa a Moisés, quedesce irado e chega a quebrar as tábuas da lei de tanta raiva pelo pecado do povo. Entãoa presença de Deus entra em ação para punir.No dia seguinte Moisés disse ao povo: "Vocês cometeram um grande pecado. Masagora subirei ao Senhor, e talvez possa oferecer propiciação pelo pecado de vocês".Assim, Moisés voltou ao Senhor e disse: "Ah, que grande pecado cometeu este povo!Fizeram para si um deus de ouro. Mas agora, eu te rogo, perdoa-lhes o pecado; senão, risca-me do teu livro que escreveste". Respondeu o Senhor a Moisés: "Riscareido meu livro todo aquele que pecar contra mim. Agora vá, guie o povo ao lugar deque lhe falei, e meu anjo irá à sua frente. Todavia, quando chegar a hora de puni-los,eu os punirei pelos pecados deles". E o Senhor feriu o povo com uma praga porquequiseram que Arão fizesse o bezerro. (Êxodo 32:30-35)Esse é um dos exemplos simples de Deus presente para punir ou julgar. Inclusive ofamoso versículo sobre Deus se fazer presente onde 2 ou 3 estiverem reunidos(Mateus 18:20) diz respeito exatamente a uma situação de julgamento e disciplinana igreja. Mas claro que acreditamos que ele pode se fazer presente, no sentido de serpercebido, em qualquer lugar independente do número de pessoas, mesmo que vocêesteja sozinho no seu quarto. Não precisamos demorar muito nesse ponto. Acredito quetodos já escutaram muito que não podemos nos esconder de Deus e que ele não deixa opecado impune. Tentamos fugir sempre para o lugar mais escondido. Queremos pecarem segredo e então vamos para casa, mas lá Deus está. Fugimos para nosso quarto, maslá Deus está. Fugimos então para pecar em nossa mente, mas lá Deus está. Fugimos
  3. 3. para o local mais profundo do nosso coração, mas lá Deus também está. Um grandeexemplo é a história de Jonas que escutamos desde o Geração Futuro.Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. Edescendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, edesceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença doSENHOR. (Jonas 1:3)Deus então se faz presente para punir o pecado de Jonas mandando uma tempestade edepois o jogando dento da barriga de um grande peixe. Deus faz assim conosco hoje. Equando perguntam se realmente acredito que Jonas esteve na barriga de um peixepor 3 dias só posso responder que sim. Pois acredito que Deus esteve lá com ele,sustentando sua vida. Como um cristão pode passar por tantos momentos ruins semperder alegria e a vida? Mesma resposta, Deus pune, mas também sustenta e abençoaseu povo! Deus presente para sustentarDepois do pecado do povo Deus decide ter uma conversa mais séria com Moisés. Eleainda está punindo o povo e agora vai retirar sua presença abençoadora do meio deles.Mesmo assim, no meio da sua ira e justiça podemos ainda perceber Deus agindo comamor e bondade para com Israel.Depois ordenou o Senhor a Moisés: "Saia deste lugar, com o povo que você tirou doEgito, e vá para a terra que prometi com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó,dizendo: Eu a darei a seus descendentes. Mandarei à sua frente um anjo e expulsareios cananeus, os amorreus, os hititas, os ferezeus, os heveus e os jebuseus. Vão para aterra onde manam leite e mel. Mas eu não irei com vocês, pois vocês são um povoobstinado, e eu poderia destruí-los no caminho". (Êxodo 33:1-3)Percebemos aqui Deus decidindo estar longe do povo. O pecado deles faria com que aira de Deus os destruísse pelo caminho e Deus está se ausentando, mesmo mantendo suapromessa. O povo quebrou seu relacionamento íntimo com Deus, mas Ele ainda estásustentando o povo, a terra e sua promessa dada a Abraão. Mesmo de longe Deus aindasustentará o povo contra os outros povos e também a terra farta de alimentos. Deus éonipresente para sustentar sua criação, e ele faz isso para com todos! Chamamosisso de graça comum, onde chove para os bons e para os maus. Todos nós temosoxigênio para respirar, todos desfrutam da natureza criada por Deus.O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser, sustentandotodas as coisas por sua palavra poderosa. Hebreus 1:3
  4. 4. Deus está em todos os lugares e a sua palavra e presença sustentam todas as coisas nolugar. O mar, a lua, o sol, as estrelas, o ar e tudo que existe é mantido por Deus! Esse éum dos grandes motivos da nossa alegria. Se Deus sustenta e controla todas ascoisas podemos dizer que tudo coopera para o bem daqueles que o amam!(Romanos 8:28). Podemos ter a confiança e esperança que Deus é soberano sobre tudo!As vezes não conseguimos sentir a presença de Deus perto de nós. As vezes situaçõesruins e de extrema tristeza nos deixam insensíveis a presença de Deus, mas se pararmospara pensar nesse Deus que sustenta vamos perceber que até nossas lágrima e nossorespirar estão sendo mantidos por Deus. Ele está presente até no fato de chorarmos. Porisso o salmista diz com alegria que não pode fugir da mão de Deus que guia e sustenta!Para onde poderia eu escapar do teu Espírito? Para onde poderia fugir da tuapresença? Se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura,também lá estás. Se eu subir com as asas da alvorada e morar na extremidade domar, mesmo ali a tua mão direita me guiará e me susterá. Mesmo que eu dissesse queas trevas me encobrirão, e que a luz se tornará noite ao meu redor, verei que nem astrevas são escuras para ti. A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas sãoluz. (Salmos 139:7-12)Não existe nenhum lugar que Deus não possa ir para nos consolar e salvar! Deus presente para salvar e abençoarAté aqui temos falado da presença de Deus que está de forma normal sobre todas aspessoas, cristãs ou não. Deus pune os pecadores, que são todos, e sustenta todas ascoisas de forma semelhante para todos. Mas a diferença do povo de Deus estájustamente na sua presença salvadora. A diferença está no que agora sim podemoschamar de um Deus de perto!Disse Moisés ao Senhor: "Tu me ordenaste: „Conduza este povo‟, mas não mepermites saber quem enviarás comigo. Disseste: „Eu o conheço pelo nome e de vocêtenho me agradado‟. Se me vês com agrado, revela-me os teus propósitos, para que eute conheça e continue sendo aceito por ti. Lembra-te de que esta nação é o teu povo".Respondeu o Senhor: "Eu mesmo o acompanharei, e lhe darei descanso". EntãoMoisés lhe declarou: "Se não fores conosco não nos envies. Como se saberá que eu eo teu povo podemos contar com o teu favor, se não nos acompanhares? Que maispoderá distinguir a mim e a teu povo de todos os demais povos da face da terra? "OSenhor disse a Moisés: "Farei o que me pede, porque tenho me agradado de você e oconheço pelo nome". (Êxodo 33:12-17)Moisés conhece essa presença salvadora de Deus de perto. Ele se relacionava com Deusface a face e viu tudo que Deus fez no Egito através dele mesmo. Moisés sabia que a
  5. 5. diferença de Israel estava em andar perto de Deus. E por isso, mesmo diante dapromessa da terra e do sustento de Deus ele pôde dizer não. Moisés não estavainteressado em nada mais a não ser a presença salvadora e abençoadora de Deus. Elesabe que esse é o tesouro mais valioso e a marca de um cristão. Moisés não trocariabenção nenhuma, promessa nenhuma, anjo nenhum, vitória nenhuma por essapresença sobrenatural de Deus. E nós, será que temos trocado?Por que não sentimos a presença de Deus? Porque temos construído e adoradosnossos próprios bezerros de ouro. Nós precisamos destruir nossos bezerros deouro!Deus então decidiu ir com Moisés. Deus decidiu estar no meio do seu povo não apenassustentando, mas continuando a salvar e abençoar Israel. É maravilhoso ler Deusdizendo que conhece Moisés pelo nome e que achou graça diante dele. É exatamenteisso que acontece conosco. Deus nos conhece pelo nome, conhece de perto. Conhecenosso nome desde antes a criação do mundo. Já estamos com o nome escrito nolivro da vida a muito tempo e Deus honrará seu nome através da nossa salvação!Mas isso não poderia acontecer de forma normal como as outras 2 formas da presençade Deus. Jesus precisou entrar na história!Um Deus santo, bom, fiel, amoroso e justo não poderia deixar o pecado impune. Umbom juiz condena os criminosos. Por isso ele precisou fazer justiça em Jesus. Por issoDeus precisou estar presente para punir seu próprio filho no nosso lugar. Por isso Jesusdisse antes de morrer: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste” (Mateus27:46). A presença abençoadora que sempre acompanhou Jesus agora estava seausentando para dar lugar a punição. Deus estava presente no calvário, mas de“longe” para punir. Por isso Jesus se sente abandonado. Nosso pecado estava sobreele. Jesus foi abandonado para que nós pudéssemos ser adotados. Deus ficou longede seu filho para que pudéssemos estar perto dEle. Jesus é o nosso maior tesouro, eleé a razão de estarmos na presença salvadora de Deus.É exatamente isso que acontece logo após Jesus entregar seu espírito e morrer na cruz(Mateus 27:50) O véu do templo, o símbolo que separava o povo da presença deDeus no velho testamento se rasga (Mateus 27:51) e agora todo aquele que está emCristo pode desfrutar dessa presença salvadora e abençoadora de Deus! Hoje nóspodemos ter um Deus de perto pelo que Jesus fez por nós na cruz! Moisés esperavapor isso, sabia desse tesouro que foi prometido desde o Édem. Para ele o maisimportante era viver na presença de Deus, mesmo que no deserto. E ele ainda foi além!Então disse Moisés: "Peço-te que me mostres a tua glória". E Deus respondeu:"Diante de você farei passar toda a minha bondade, e diante de você proclamarei omeu nome: o Senhor. Terei misericórdia de quem eu quiser ter misericórdia, e tereicompaixão de quem eu quiser ter compaixão". E acrescentou: "Você não poderá vera minha face, porque ninguém poderá ver-me e continuar vivo". E prosseguiu oSenhor: "Há aqui um lugar perto de mim, onde você ficará, em cima de uma rocha.Quando a minha glória passar, eu o colocarei numa fenda da rocha e o cobrirei com
  6. 6. a minha mão até que eu tenha acabado de passar.Então tirarei a minha mão e você verá as minhas costas; mas a minha face ninguémpoderá ver". (Êxodo 33:18-23)A presença de Deus é gloriosa e Moisés clamou para ver e provar dessa glória. Mesmoque ele tivesse que morrer, mas ele queria ver a glória de Deus. Espero que nossoclamor seja esse, pois esse é o final de todas as coisas, a glória de Deus. Deus nos pune,sustenta e salva para a sua glória. Moisés sabia disso e queria de qualquer forma que aglória de Deus se manifestasse sobre ele e sobre o povo! Que a glória de Deus seja onosso foco, que lembremos isso em tudo que fazemos (1 Coríntios 10:31). Quepossamos clamar mesmo pela presença gloriosa de Deus nas nossas vidas, salvando eabençoando! Moisés quando desceu do monte estava com seu rosto brilhando,resplandecendo a glória de Deus. O povo ficou maravilhado com isso. Que nosso rosto,nosso olhar, nosso sorriso, nossas palavras e expressões possam resplandecer tambémessa glória da presença de Deus! Para que os povos vejam essa diferença!A presença de Deus gera santidade e a santidade mantém a presença de Deus.Viver na presença de Deus é viver em santidade! Viver na presença de Deus é viverplenamente satisfeito! E quando mais somos satisfeitos em Deus mais ele églorificado em nós! Esses são os dois resultados de se viver na presença de Deus:Glória a Deus e nosso alegria!Vamos terminar com essa declaração do próprio Deus e com uma oração de Moisés:E passou diante de Moisés, proclamando: "Senhor, Senhor, Deus compassivo emisericordioso, paciente, cheio de amor e de fidelidade, que mantém o seu amor amilhares e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado. Contudo, não deixa de punir oculpado; castiga os filhos e os netos pelo pecado de seus pais, até a terceira e a quartagerações". Imediatamente Moisés prostrou-se, rosto em terra, e o adorou, dizendo:"Senhor, se de fato me aceitas com agrado, acompanha-nos o Senhor. Mesmo sendoesse um povo obstinado, perdoa a nossa maldade e o nosso pecado e faze de nós a tuaherança". (Êxodo 34:6-9)Não existe nenhum lugar para onde você possa fugir de um Deus irado a não serpara um Deus reconciliado. E isso só pode ser feito através de Jesus!Soli deo Gloria!

×