SlideShare uma empresa Scribd logo
“Pelo que, como por um homem entrou o
pecado no mundo, e pelo pecado, a
morte, assim também a morte passou a
todos os homens, por isso que todos
pecaram” (Romanos 5.12)
O pecado de Adão trouxe-nos a morte,
mas a morte de Jesus Cristo garante-nos
a vida eterna e plena comunhão com
Deus.
Romanos 5.12-19
12 - Pelo que, como por um homem entrou o pecado
no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a
morte passou a todos os homens, por isso que todos
pecaram.
13 - Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas
o pecado não é imputado não havendo lei.
14 - No entanto, a morte reinou desde Adão até
Moisés, até sobre aqueles que não pecaram à
semelhança da transgressão de Adão, o qual é a
figura daquele que havia de vir.
15 - Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa;
porque, se, pela ofensa de um, morreram muitos,
muito mais a graça de Deus e o dom pela graça, que
é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre
muitos.
16 - E não foi assim o dom como a ofensa, por um só
que pecou; porque o juízo veio de uma só ofensa, na
verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio
de muitas ofensas para justificação
17 - Porque, se, pela ofensa de um só, a morte
reinou por esse, muito mais os que recebem a
abundância da graça e do dom da justiça reinarão
em vida por um só, Jesus Cristo.
18 - Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo
sobre todos os homens para condenação, assim
também por um só ato de justiça veio a graça sobre
todos os homens para justificação de vida.
19 - Porque, como, pela desobediência de um só
homem, muitos foram feitos pecadores, assim, pela
obediência de um, muitos serão feitos justos.
Por algum tempo, Adão e Eva viveram a mais
completa ventura. Aquela harmonia, porém, estava
para ser quebrada por uma personagem sinistra e
inimiga de todo o bem.
No entanto, se o Diabo supôs que a obra divina
achava-se arruinada para sempre, enganou-se,
porque Deus, em seu infinito amor, já havia
elaborado, desde a fundação do mundo, o Plano de
Salvação para resgatar-nos do pecado.
A Queda de Adão haveria de ser revertida por Jesus
Cristo através de sua morte na cruz.
Após haver plantado um jardim, no Éden, nele o
Senhor colocou o homem que criara (Gn 2.8). Dali,
caberia a Adão governar o mundo como o
representante de Deus na Terra. Ele tinha como
tarefas cultivar a Terra e guardar o jardim.
1. Cultivar a Terra. Adão deveria fazer a cultura da
Terra (Gn 2.15). Ele não somente a cultivaria, como
dela haveria de criar invenções, utilidades, ciências e
artes. Observemos que o Éden localizava-se numa
região abundante em ouro (Gn 2.11,12). Ao criar
Adão, Deus o dotou de muitas habilidades.
2. Guardar o Éden. Não podemos confundir a
inocência de Adão com incapacidade intelectual.
Santo no corpo e na alma, nosso pai era sábio e
perfeitamente capaz de discernir entre o bem e o
mal. Aliás, era mais inteligente que nós. Por isso
mesmo, Deus o incumbiu de guardar o Éden, pois
teria de enfrentar um inimigo mui astuto e sagaz.
O Éden era um lugar perfeito. A partir daí, a
humanidade poderia multiplicar-se e espalhar-se por
todo o planeta, ampliando, em amoroso trabalho, o
jardim que Deus plantara. Infelizmente, nossos pais
caíram na tentação do Diabo.
1. O agente ativo da tentação. A fim de induzir a raça
humana ao pecado, Satanás instrumenta um animal
astuto e sagaz, a serpente (Gn 3.1). E, por seu
intermédio, dialoga com Eva levando-a à apostasia.
Não podemos travar diálogos com o nosso Inimigo,
independente do meio que ele usar para nos
convencer, pois pecaremos contra Deus.
2. O agente
passivo da
tentação. Adão
era o guardião do
Éden. Todavia,
não soube como
resguardar a
esposa, que
acabou sendo
seduzida pelo
Diabo. Iludida,
Eva pecou:
"E, vendo a mulher
que aquela árvore era
boa para se comer, e
agradável aos olhos,
e árvore desejável
para dar
entendimento,
tomou do seu fruto, e
comeu, e deu
também a seu
marido, e ele comeu
com ela" (Gn 3.6).
Adão e Eva deixaram-se levar pela concupiscência da
carne, pela concupiscência dos olhos e pela soberba
da vida (1 Jo 3.16). Adão e Eva pecaram de forma
voluntária e cônscia. Biblicamente, são os
responsáveis pela introdução do pecado no mundo
(Rm 5.12).
Satanás
enganou, mentiu
e prometeu o
que nem ele
mesmo possuía.
O juízo de Deus,
portanto, não
tardaria a vir
sobre a
serpente, sobre
a mulher e sobre
o homem.
1. Sobre a serpente. Devido à sua natureza, a
serpente é um tipo perfeito de Satanás: esperta,
sagaz e oportunista (Ef 6.11). Agora, ela seria
obrigada a comer pó (Gn 3.14). Mesmo no Milênio,
quando a natureza dos animais for restaurada, ela
não será redimida de sua degradação (Is 65.25).
Em seguida, Deus decreta
a inimizade entre a
serpente e a mulher, como
também a promessa da
redenção: "E porei
inimizade entre ti e a
mulher e entre a tua
semente e a sua semente;
esta te ferirá a cabeça, e tu
lhe ferirás o calcanhar" (Gn
3.15). Apesar da Queda,
Eva seria auxiliar de Deus.
Veja suas declarações ao dar à luz Caim e Sete (Gn
4.1,25). Séculos mais tarde, Maria haveria de
enaltecer o Eterno de Israel por ter sido escolhida
como a mãe do Salvador do mundo (Lc 1.46-56).
2. Sobre a mulher. A fim de punir a desobediência de
Eva, o Senhor torna-lhe a maternidade estressante e
mui dolorosa. Não bastasse, sujeita a mulher ao
governo do homem: "Multiplicarei grandemente a
tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o
teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará"
(Gn 3.16; Ef 5.22,23).
Apesar da Queda, não são poucas as filhas de Eva
elogiadas por sua incomum virtude e cooperação no
Reino de Deus (Pv 31.10-30; 2 Jo 1-13). Sara, Débora,
Ester, Maria e Priscila são apenas alguns desses belos
exemplos.
3. Sobre o homem. Deus
denuncia Adão como o
responsável pela Queda da
humanidade. Conforme escreve o
apóstolo Paulo, o pecado entrou
no mundo não por uma mulher,
nem pelo Diabo, mas por
intermédio de um homem (Rm
5.12). Por isso, o juízo divino recai
com mais dureza sobre o nosso
primeiro genitor. E, por causa
dele, a Terra faz-se maldita
Por causa de sua desobediência a Deus, os dias de
Adão e de seus descendentes seriam mais
trabalhosos. Seu sustento seria obtido com um
trabalho mais árduo, e teria de conviver com
adversidades, e com o fim de sua própria existência:
"No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te
tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto
és pó e em pó te tornarás" (Gn 3.19). Adão viu, a
duras penas, o preço de se desobedecer a Deus e à
sua Palavra.
Deus não foi apanhado de surpresa pela Queda de
Adão, pois o Cordeiro, em sua presciência, já havia
sido morto desde a fundação do mundo (Ap 13.8).
Nossos primeiros pais, de fato, pecaram, mas Deus
prometeu redimir toda a humanidade pelo sangue de
Cristo, pois Jesus morreu por todos (Jo 1.29). Na
genealogia de Jesus, registrada por Lucas, Adão é
chamado de filho de Deus (Lc 3.38). Maravilhosa
graça!
Portanto, apesar da aparente vitória do pecado, o
Senhor Jesus, o segundo Adão, veio para resgatar-nos
das mãos de Satanás: "Porque, assim como todos
morrem em Adão, assim também todos serão
vivificados em Cristo" (1 Co 15.22). Somente Jesus
Cristo pode-nos resgatar do pecado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
Márcio Melânia
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
Felicio Araujo
 
Atos
AtosAtos
FéFé
ADPC109
 
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da SalvaçãoLição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Cleonilson Freitas
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
Junior Cesar Santiago
 
Santa Ceia do Senhor
Santa Ceia do SenhorSanta Ceia do Senhor
Santa Ceia do Senhor
Almy Alves
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Estudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicasEstudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicas
Estudos Bíblicos
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - SermãoAdoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
Levi de Paula Tavares
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de DeusLição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Éder Tomé
 
Plano de-salvação
Plano de-salvaçãoPlano de-salvação
Plano de-salvação
Davi Leite
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
Moisés Sampaio
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
LUCAS CANAVARRO
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Erivelton Rodrigues Nunes
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
Eid Marques
 

Mais procurados (20)

Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Atos
AtosAtos
Atos
 
FéFé
 
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da SalvaçãoLição 1 - Introdução à História da Salvação
Lição 1 - Introdução à História da Salvação
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
Santa Ceia do Senhor
Santa Ceia do SenhorSanta Ceia do Senhor
Santa Ceia do Senhor
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Estudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicasEstudo das alianças bíblicas
Estudo das alianças bíblicas
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - SermãoAdoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
Adoração - Um Presente do Homem Para Deus - Sermão
 
34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias34. O profeta Oséias
34. O profeta Oséias
 
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de DeusLição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
Lição 10 - Bíblia: Infalível Revelação de Deus
 
Plano de-salvação
Plano de-salvaçãoPlano de-salvação
Plano de-salvação
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus6. sinais da volta de jesus
6. sinais da volta de jesus
 
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi finalEspiritismo e estudos bíblicos rei davi final
Espiritismo e estudos bíblicos rei davi final
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
 

Destaque

Melquiseque Abençoa Abraão
Melquiseque Abençoa AbraãoMelquiseque Abençoa Abraão
Melquiseque Abençoa Abraão
Márcio Martins
 
A Provisão de Deus em Tempos Dificeis
A Provisão de Deus em Tempos DificeisA Provisão de Deus em Tempos Dificeis
A Provisão de Deus em Tempos Dificeis
Márcio Martins
 
05 caim era do maligno
05  caim era do maligno05  caim era do maligno
05 caim era do maligno
Márcio Martins
 
01 genesis o livro da criação divina
01  genesis o livro da criação divina01  genesis o livro da criação divina
01 genesis o livro da criação divina
Márcio Martins
 
03 e Deus criou homem e mulher
03  e Deus criou homem e mulher03  e Deus criou homem e mulher
03 e Deus criou homem e mulher
Márcio Martins
 
02 a criação dos céus e da terra
02  a criação dos céus e da terra02  a criação dos céus e da terra
02 a criação dos céus e da terra
Márcio Martins
 
Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.
Márcio Martins
 

Destaque (7)

Melquiseque Abençoa Abraão
Melquiseque Abençoa AbraãoMelquiseque Abençoa Abraão
Melquiseque Abençoa Abraão
 
A Provisão de Deus em Tempos Dificeis
A Provisão de Deus em Tempos DificeisA Provisão de Deus em Tempos Dificeis
A Provisão de Deus em Tempos Dificeis
 
05 caim era do maligno
05  caim era do maligno05  caim era do maligno
05 caim era do maligno
 
01 genesis o livro da criação divina
01  genesis o livro da criação divina01  genesis o livro da criação divina
01 genesis o livro da criação divina
 
03 e Deus criou homem e mulher
03  e Deus criou homem e mulher03  e Deus criou homem e mulher
03 e Deus criou homem e mulher
 
02 a criação dos céus e da terra
02  a criação dos céus e da terra02  a criação dos céus e da terra
02 a criação dos céus e da terra
 
Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.Uma Vida de Frutificação.
Uma Vida de Frutificação.
 

Semelhante a 04 A queda da raça humana.

A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdfA QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
DigenesSoares3
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANALIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
Lourinaldo Serafim
 
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdfA QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
DigenesSoares3
 
Liçao 4 a queda da raça humana
Liçao 4  a queda da raça humanaLiçao 4  a queda da raça humana
Liçao 4 a queda da raça humana
Ev.Antonio Vieira
 
Lição 4 a queda da raça humana
Lição 4   a queda da raça humanaLição 4   a queda da raça humana
Lição 4 a queda da raça humana
Andrew Guimarães
 
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
Pr. Andre Luiz
 
A queda da raça humana
A queda da raça humanaA queda da raça humana
A queda da raça humana
Ailton da Silva
 
4º trimestre 2015 lição 04 adultos
4º trimestre 2015 lição 04 adultos4º trimestre 2015 lição 04 adultos
4º trimestre 2015 lição 04 adultos
Joel Silva
 
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
Joel Silva
 
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
fogotv
 
A obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcanceA obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcance
dimas campos
 
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
Gerson G. Ramos
 
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textosVendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
Gerson G. Ramos
 
As sete dispensações
As sete dispensaçõesAs sete dispensações
As sete dispensações
Pastora Neide Quadrangular
 
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
Pr. Andre Luiz
 
A Sobrevivencia Em Tempos de Crise
A Sobrevivencia Em Tempos de CriseA Sobrevivencia Em Tempos de Crise
A Sobrevivencia Em Tempos de Crise
Márcio Martins
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
antonio ferreira
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
antonio ferreira
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Semelhante a 04 A queda da raça humana. (20)

A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdfA QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA 2.pdf
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 4 A queda da raça humana.
 
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANALIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
LIÇÃO 04 - A QUEDA DA RAÇA HUMANA
 
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdfA QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
A QUEDA DA RAÇA HUMANA.pdf
 
Liçao 4 a queda da raça humana
Liçao 4  a queda da raça humanaLiçao 4  a queda da raça humana
Liçao 4 a queda da raça humana
 
Lição 4 a queda da raça humana
Lição 4   a queda da raça humanaLição 4   a queda da raça humana
Lição 4 a queda da raça humana
 
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
A Queda da Raça Humana - Lição 04 - 4º Trimestre 2015
 
A queda da raça humana
A queda da raça humanaA queda da raça humana
A queda da raça humana
 
4º trimestre 2015 lição 04 adultos
4º trimestre 2015 lição 04 adultos4º trimestre 2015 lição 04 adultos
4º trimestre 2015 lição 04 adultos
 
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
2015 4º trimestre adultos lição 04.pptx
 
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
SalvaçãO E Vida Eterna Modulo 1
 
A obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcanceA obra da expiação propósito e alcance
A obra da expiação propósito e alcance
 
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
❉ Respostas 112016_Crise no Céu_GGR
 
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textosVendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
Vendo por espelho, obscuramente_Liç_712013_original_com_textos
 
As sete dispensações
As sete dispensaçõesAs sete dispensações
As sete dispensações
 
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
A sobreivência em tempos de crise - Lição 01 - 4º Trimestre de 2016
 
A Sobrevivencia Em Tempos de Crise
A Sobrevivencia Em Tempos de CriseA Sobrevivencia Em Tempos de Crise
A Sobrevivencia Em Tempos de Crise
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 3 e Deus os criou homem e mu...
 

Mais de Márcio Martins

Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.
Márcio Martins
 
Salvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre ArbítrioSalvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre Arbítrio
Márcio Martins
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
Márcio Martins
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
Márcio Martins
 
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
Márcio Martins
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Márcio Martins
 
A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.
Márcio Martins
 
A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.
Márcio Martins
 
Uma Promessa de Salvação.
 Uma Promessa de Salvação. Uma Promessa de Salvação.
Uma Promessa de Salvação.
Márcio Martins
 
Sobre a Família e a sua Natureza.
Sobre a Família e a sua Natureza.Sobre a Família e a sua Natureza.
Sobre a Família e a sua Natureza.
Márcio Martins
 
O Mundo Vindouro.
O Mundo Vindouro.O Mundo Vindouro.
O Mundo Vindouro.
Márcio Martins
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
Márcio Martins
 
As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.
Márcio Martins
 
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
Márcio Martins
 
A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.
Márcio Martins
 
A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.
Márcio Martins
 
A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
 A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus. A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
Márcio Martins
 
A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.
Márcio Martins
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Márcio Martins
 
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
Márcio Martins
 

Mais de Márcio Martins (20)

Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.Arrependimento e Fé para a Salvação.
Arrependimento e Fé para a Salvação.
 
Salvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre ArbítrioSalvação e Livre Arbítrio
Salvação e Livre Arbítrio
 
A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.A Salvação pela Graça.
A Salvação pela Graça.
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
A Obra Salvífica de Jesus Cristo.
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
 
A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.A Salvação e o Advento do Salvador.
A Salvação e o Advento do Salvador.
 
A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.
 
Uma Promessa de Salvação.
 Uma Promessa de Salvação. Uma Promessa de Salvação.
Uma Promessa de Salvação.
 
Sobre a Família e a sua Natureza.
Sobre a Família e a sua Natureza.Sobre a Família e a sua Natureza.
Sobre a Família e a sua Natureza.
 
O Mundo Vindouro.
O Mundo Vindouro.O Mundo Vindouro.
O Mundo Vindouro.
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
 
As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.As Manifestações do Espírito Santo.
As Manifestações do Espírito Santo.
 
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
A Necessidade de Termos uma Vida Santa.
 
A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.A igreja de Cristo.
A igreja de Cristo.
 
A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.A Necessidade do Novo Nascimento.
A Necessidade do Novo Nascimento.
 
A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
 A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus. A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
A Pecaminosidade Humana e a sua Restauração a Deus.
 
A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.A identidade do Espírito Santo.
A identidade do Espírito Santo.
 
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
O Senhor e Salvador Jesus Cristo.
 
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
A Santíssima Trindade um só Deus em três Pessoas.
 

Último

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
ElijainaVelozoGonalv
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 

Último (18)

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 

04 A queda da raça humana.

  • 1.
  • 2. “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram” (Romanos 5.12)
  • 3. O pecado de Adão trouxe-nos a morte, mas a morte de Jesus Cristo garante-nos a vida eterna e plena comunhão com Deus.
  • 4. Romanos 5.12-19 12 - Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram. 13 - Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado não havendo lei. 14 - No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir.
  • 5. 15 - Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos. 16 - E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou; porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação
  • 6. 17 - Porque, se, pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça e do dom da justiça reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. 18 - Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. 19 - Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim, pela obediência de um, muitos serão feitos justos.
  • 7. Por algum tempo, Adão e Eva viveram a mais completa ventura. Aquela harmonia, porém, estava para ser quebrada por uma personagem sinistra e inimiga de todo o bem.
  • 8. No entanto, se o Diabo supôs que a obra divina achava-se arruinada para sempre, enganou-se, porque Deus, em seu infinito amor, já havia elaborado, desde a fundação do mundo, o Plano de Salvação para resgatar-nos do pecado. A Queda de Adão haveria de ser revertida por Jesus Cristo através de sua morte na cruz.
  • 9. Após haver plantado um jardim, no Éden, nele o Senhor colocou o homem que criara (Gn 2.8). Dali, caberia a Adão governar o mundo como o representante de Deus na Terra. Ele tinha como tarefas cultivar a Terra e guardar o jardim.
  • 10. 1. Cultivar a Terra. Adão deveria fazer a cultura da Terra (Gn 2.15). Ele não somente a cultivaria, como dela haveria de criar invenções, utilidades, ciências e artes. Observemos que o Éden localizava-se numa região abundante em ouro (Gn 2.11,12). Ao criar Adão, Deus o dotou de muitas habilidades.
  • 11. 2. Guardar o Éden. Não podemos confundir a inocência de Adão com incapacidade intelectual. Santo no corpo e na alma, nosso pai era sábio e perfeitamente capaz de discernir entre o bem e o mal. Aliás, era mais inteligente que nós. Por isso mesmo, Deus o incumbiu de guardar o Éden, pois teria de enfrentar um inimigo mui astuto e sagaz.
  • 12. O Éden era um lugar perfeito. A partir daí, a humanidade poderia multiplicar-se e espalhar-se por todo o planeta, ampliando, em amoroso trabalho, o jardim que Deus plantara. Infelizmente, nossos pais caíram na tentação do Diabo.
  • 13. 1. O agente ativo da tentação. A fim de induzir a raça humana ao pecado, Satanás instrumenta um animal astuto e sagaz, a serpente (Gn 3.1). E, por seu intermédio, dialoga com Eva levando-a à apostasia. Não podemos travar diálogos com o nosso Inimigo, independente do meio que ele usar para nos convencer, pois pecaremos contra Deus.
  • 14. 2. O agente passivo da tentação. Adão era o guardião do Éden. Todavia, não soube como resguardar a esposa, que acabou sendo seduzida pelo Diabo. Iludida, Eva pecou:
  • 15. "E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela" (Gn 3.6).
  • 16. Adão e Eva deixaram-se levar pela concupiscência da carne, pela concupiscência dos olhos e pela soberba da vida (1 Jo 3.16). Adão e Eva pecaram de forma voluntária e cônscia. Biblicamente, são os responsáveis pela introdução do pecado no mundo (Rm 5.12).
  • 17. Satanás enganou, mentiu e prometeu o que nem ele mesmo possuía. O juízo de Deus, portanto, não tardaria a vir sobre a serpente, sobre a mulher e sobre o homem.
  • 18. 1. Sobre a serpente. Devido à sua natureza, a serpente é um tipo perfeito de Satanás: esperta, sagaz e oportunista (Ef 6.11). Agora, ela seria obrigada a comer pó (Gn 3.14). Mesmo no Milênio, quando a natureza dos animais for restaurada, ela não será redimida de sua degradação (Is 65.25).
  • 19. Em seguida, Deus decreta a inimizade entre a serpente e a mulher, como também a promessa da redenção: "E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar" (Gn 3.15). Apesar da Queda, Eva seria auxiliar de Deus.
  • 20. Veja suas declarações ao dar à luz Caim e Sete (Gn 4.1,25). Séculos mais tarde, Maria haveria de enaltecer o Eterno de Israel por ter sido escolhida como a mãe do Salvador do mundo (Lc 1.46-56).
  • 21. 2. Sobre a mulher. A fim de punir a desobediência de Eva, o Senhor torna-lhe a maternidade estressante e mui dolorosa. Não bastasse, sujeita a mulher ao governo do homem: "Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará" (Gn 3.16; Ef 5.22,23).
  • 22. Apesar da Queda, não são poucas as filhas de Eva elogiadas por sua incomum virtude e cooperação no Reino de Deus (Pv 31.10-30; 2 Jo 1-13). Sara, Débora, Ester, Maria e Priscila são apenas alguns desses belos exemplos.
  • 23. 3. Sobre o homem. Deus denuncia Adão como o responsável pela Queda da humanidade. Conforme escreve o apóstolo Paulo, o pecado entrou no mundo não por uma mulher, nem pelo Diabo, mas por intermédio de um homem (Rm 5.12). Por isso, o juízo divino recai com mais dureza sobre o nosso primeiro genitor. E, por causa dele, a Terra faz-se maldita
  • 24. Por causa de sua desobediência a Deus, os dias de Adão e de seus descendentes seriam mais trabalhosos. Seu sustento seria obtido com um trabalho mais árduo, e teria de conviver com adversidades, e com o fim de sua própria existência:
  • 25. "No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás" (Gn 3.19). Adão viu, a duras penas, o preço de se desobedecer a Deus e à sua Palavra.
  • 26. Deus não foi apanhado de surpresa pela Queda de Adão, pois o Cordeiro, em sua presciência, já havia sido morto desde a fundação do mundo (Ap 13.8). Nossos primeiros pais, de fato, pecaram, mas Deus prometeu redimir toda a humanidade pelo sangue de Cristo, pois Jesus morreu por todos (Jo 1.29). Na genealogia de Jesus, registrada por Lucas, Adão é chamado de filho de Deus (Lc 3.38). Maravilhosa graça!
  • 27. Portanto, apesar da aparente vitória do pecado, o Senhor Jesus, o segundo Adão, veio para resgatar-nos das mãos de Satanás: "Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo" (1 Co 15.22). Somente Jesus Cristo pode-nos resgatar do pecado.