SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
Hipnose
Científica
Uma maneira de
facilitar a melhoria
       humana
É além: uma Medicina Alternativa

  É um procedimento médico e ético, podendo
  ser exercido por psicólogos, médicos,
  odontólogos e demais profissionais de
  melhoria de performance, com curso superior
  e/ou em formação, da área humana, desde
  que devidamente qualificados em curso para
  esse fim.
O que é
e para que serve?
A definição científica é:
um estado modificado
da consciência.
Como ciência serve para que as pessoas
permitam-se viver com mais qualidade.


É utilizada nas mais diversas áreas:
         Médica                  Esportiva
         Odontológica            Profissional
         Psicológica             Pediátrica
         Educacional             Entre outras
Então não se trabalha só com as
    dificuldades, com a patologia?

• Não!
  Antigamente os profissionais eram formados somente para
  tratar a doença, as dificuldades, a patologia e muitos ainda hoje
  estão com o seu foco concentrado nessa direção, perdendo
  mercado, dinheiro e auto-realização.


• Hoje, mesmo as pessoas saudáveis e que se cuidam bem,
  querem crescer, querem ter melhoria de performance (já fazem
  bem alguma coisa e sabem que podem melhorar).
Então não se trabalha só com as
    dificuldades, com a patologia?

• É ai também que a hipnose tem colaborado! A melhoria de
  performance passa a ser o principal pano de fundo com esses
  profissionais. É possível potencializar a motivação, o bem estar, a
  persistência. Torna-se fácil redirecionar o foco de cada um para
  seus objetivos. Através do inconsciente se reprograma os novos
  recursos para que se chegue aonde quiser, com mais facilidade e
  num período de tempo menor.
Por que alguns profissionais e clientes
têm medo da hipnose?
  • Primeiro porque Freud a utilizou e depois a abandonou. Ele foi o
    único terapeuta que nunca foi terapeutizado (muitas das suas
    dificuldades nunca foram resolvidas).


  • Alguns professores nas faculdades sem saber usar, porque não
    aprenderam, preferem botar a culpa em Freud;


  • No passado e ainda hoje muitos charlatães usam e abusam da
    hipnose;
Por que alguns profissionais e clientes
têm medo da hipnose?
  • Os produtores cinematográficos preferem dar o enfoque
    sensacionalista e pernicioso para a hipnose;


  • Muitos profissionais conhecem pouco da hipnose e temem
    aplicá-la, preferindo uma posição neutra.
HISTÓRIA DA HIPNOSE (resumo)

 • No Egito Antigo está registrada nos Templos do sono.


 • Na Índia, Pérsia, Caldéia, China, etc.


 • O Termo Hipnose Moderna foi criado em 1815 pelo Médico Franz
    Antoni Mesmer.


 • O Médico James Braid em 1860 comprovou a Hipnose como
    fenômeno Neuro-fisiológico.
HISTÓRIA DA HIPNOSE (resumo)

• Em 1904 – Dr. Hypolite B.: Faculdade de Medicina, na França
  realizou cirurgias c/ analgesias e anestesias por hipnose.


• Em 1925 o Dr. J. Breuer deu continuidade a hipnose na medicina.


• Em 1939 Dr. S. Freud utiliza-a na melhoria da histeria feminina e
  depois abandona.
HIPNOSE CIENTÍFICA NO
BRASIL
 •   Em 1888 o Dr. Francisco Fajardo faz sua tese de Doutorado com a Hipnose na Faculdade
     de Medicina do RJ.


 •   Em 1891 na Bahia, na Faculdade de Medicina: De novo hipnose como Tese de
     Doutorado do Dr. A. F. Magalhães.


 •   Em 1916 na Faculdade de Medicina do RJ, o Dr. C. N. Guimarães também faz sua Tese
     de Doutorado no uso da hipnose.


 •   Em 1973 a Faculdade de Medicina da USP inicia o pleno uso da hipnose pelo Instituto
     de Psiquiatria.


 •   Em 1974 a Faculdade de Medicina da USP de novo, o Dr. A. C.
     Moraes Passos faz sua Tese de Doutorado mostrando
     a eficácia do hipnose.
HIPNOSE CIENTÍFICA NO
BRASIL
 •   No início dos anos 80 Myron Saling e Mauricio de Souza com outros amigos fundaram
     a SOHIPAR – Sociedade de Hipnologia do Paraná, pra estender para todo Sul do País
     entre médicos, dentistas e psicólogos, através do Curso Básico de Hipnose Científica.


 •   Em 1993 na PUC/RJ a Dra. Ruth Nogueira aplica a Hipnose na Obstetrícia.


 •   Em 2003 o Dr. Marlus V.C. Ferreira, lança uma das obras mais completas sobre a
     hipnose científica, com o título: Hipnose na Prática Clínica - Editora Atheneu, SP.


 •   Em 2004 o Dr. Myron e Maurício criaram o Curso Avançado em Hipnose Científica,
     através da SOHIPAR - uma ESPECIALIZAÇÃO – com encontros mensais, num fim de
     semana, durante um ano.
Pressupostos básicos na
Hipnose Científica:
•   Todas as pessoas são hipnotizáveis;
•   Os hipnólogos conhecem as técnicas de indução e facilitam as pessoas para
    que elas se beneficiem;
•   São as pessoas que se permitem ser hipnotizadas. Portanto, as pessoas se
    curam;
•   O contato direto com o inconsciente é freqüente;
•   Após cada sessão o inconsciente continua agindo em benefício da própria
    pessoa;
•   Os resultados são mais rápidos, mais eficazes, mais duradouros e menos
    onerosos.


“Ninguém pode lhe dar conselhos mais sábios que você mesmo”.
(Cícero)
Na prática, como isso acontece?


 Através de técnica de indução, atingindo níveis
 de aprofundamento, onde é realizado um
 trabalho espontâneo através do inconsciente,
 ou conduzido, atendendo aos interesses do
 hipnotizado.
O que é profundidade?

É o nível atingido pelas ondas cerebrais com a
redução das batidas cardíacas, onde as pessoas
apresentam maior suscetibilidade aos
comandos, sugestões e permissões internas
para sua própria melhoria, comparadas ao seu
estado normal de vigília.
E como se sabe dos Níveis de
profundidade no transe hipnótico?
Através de testes e sinais físicos observáveis, nos quatro níveis que são:
•   LEVE - Apresenta uma ciclagem cerebral entre 13 e 8 ondas por segundo, o
    equivalente a estado Alfa no alfabeto grego;


•   MÉDIA – Apresenta a ciclagem cerebral entre 7 e 4, o equivalente a o estado
    Teta;


•   PROFUNDA – com uma ciclagem cerebral entre 4 e 1 equivalente ao estado
    Delta;


•   SONAMBÚLICA – com uma ciclagem entre 1 e 0,5,
    o equivalente ao estado Ômega.
Hipnose e Sono
então não são as
mesmas coisas?
Não!
O termo H I P N O S E é de origem grega, que significa:
                Hypnos = sono
                Anesis = Relax físico e mental


 O Inconsciente dorme nunca! Ele é sábio e age por prioridade. E a base da
 HIPNOSE CIENTÍFICA é ter acesso a esse lado humano chamado
 inconsciente (inconsciente coletivo, individual, sistema autônomo que
 mantém a vida) para gerar melhorias.
 Isso é muito diferente do sono fisiológico, espontâneo, com seus sonhos e
 pesadelos que aliviam a psiquê para o dia seguinte.


 De acordo com Jung: “Não vemos o mundo como ele é.
 O mundo é como nós o vemos.
 A mente é programável e reprogramável.
Então, as pessoas podem se
reprogramar?
• Sim!
• Ninguém tem que continuar sendo o que é a vida inteira.
• O dia-a-dia pode fazer as pessoas se tornarem melhores
  ou piores.


 A hipnose é o melhor recurso para ajudar na
  transformação das pessoas no crescimento pessoal e
  profissional.
Legislação Geral

• Decreto 51.009 de 22/07/61 - assinado pelo
  Presidente Jânio Quadros – Proibia o uso em
  espetáculos de qualquer tipo ou forma, em
  clubes, auditórios, palcos ou estúdios de rádio e
  televisão. Foi revogado pelo Fernando Collor com
  o Decreto 11 de 19/01/1991.
NO BRASIL A HIPNOTERAPIA foi
      reconhecida e aprovada!
•   Pelo Conselho Federal de Medicina – CFM, Código de Ética , no Capítulo VI , Art.
    62, 63 e 64 em 20.08.1999 – Sociedade de Hipnose Médica do Rio de Janeiro
    SOHIMERJ;


•   A Lei da Odontologia foi 5.081 de 24/08/1966, Art. 6o. Par. I-VI, regulamentando
    o exercício da Hipnose na profissão;


•   Já o Conselho Federal de Psicologia - CFP, fez a aprovação em 20.12.2000, com a
    Resolução 013/00. Desde 1964 o Decreto 53.464 de 21 de Janeiro regulamenta a
    Lei 4.119 de 27/08/1962, que permitia a Psicologia utilizar a Hipnose como
    recurso auxiliar do trabalho do Psicólogo.
A prática da HIPNOSE é exercida pelos
Profissionais da Área Humana!

 Os que têm decretos são os que trabalhavam mais com
 as enfermidades:
                     Médicos – Decreto n° 3 268/57;
                     Psicólogos – Decreto n° 53 461/61;
                     Odontólogos – Decreto n° 5 081/66;


 Os demais dependem de seus Conselhos com a nova
 visão de Melhoria de Performance.
Antigamente:
• Dizia que algumas pessoas são hipnotizáveis;
• Dizia-se que as pessoas hipnotizáveis apresentavam um dos cinco
   sinais:
• 1) lóbulo da orelha colado;
• 2) pomo de Adão ressaltado;
• 3) curvas laterais nos lábios – coringa;
• 4) olhar de Cristo – parte branca dos olhos; e
• 5) cabelos loiros. J.Kennedy reunia todos esses sinais
   simultaneamente!
• Hoje sabemos que todos as pessoas são hipnotizáveis,
   só depende dela querer e do hipnólogo utilizar
   técnica adequada.
Afinal, onde tem sido mais
    aplicada a hipnose?
•   Na área médica – potencializando o medicamento, cirurgia sem anestesia química,
    reprogramando a forma de falar e pensar do médico e dos pacientes, entre outras
    maneiras;


•   Na área odontológica – extração sem anestesia química, eliminando o medo de
    dentista, aceleração na recuperação de cirurgias, etc.;


•   Na área psicológica – eliminando traumas, potencializando bem-estar e estudos,
    tratamento de vícios, melhoria de performance, entre outros;


•   Na área esportiva – com preparação de atletas para competições, eliminação de
    medos, potencializando resistência, reprogramando forma de pensar, entre outras
    maneiras mais;
Afinal, onde tem sido mais
    aplicada a hipnose?
•   Na área de enfermagem – eliminando a dor, acelerando a recuperação, a cura e a
    cicatrização num menor espaço de tempo, etc.;


•   Na Educação – com superaprendizagem, aumentando a concentração e a memória,
    reduzindo estresse, se preparando melhor para provas, etc.;


•   Na criminalística – desvendando crimes, localizando objetos, etc.;


•   Na nutrição – reprogramando obesos, terceira idade mais saudáveis, potencializando
    alimento e força de vontade, entre outras;
Afinal, onde tem sido mais
    aplicada a hipnose?

•   Na Parapsicologia – eliminando traumas, recuperando doentes, melhorando o bem-
    estar das pessoas, melhoria de performance, etc.


•   Na pediatria – com soluções noturnas – hipnopedia para qualquer dificuldade na
    criança, além da terapia com a recuperação rápida.
E se quiser fazer somente terapia
através da hipnose?
• São muitos os profissionais que fizeram o curso de
  Hipnose Científica e hoje trabalham com resultados
  surpreendentes.


• Os hipnoterapeutas que fizeram o Curso Avançado de
  Hipnose Científica são os mais indicados, porque são
  profissionais que possuem o equivalente ao Pós-
  graduação.
Por que um curso
Avançado de Hipnose
     Científica?
Porque a sua utilidade e abrangência
vão muito além do que se imagina e
  os profissionais da área humana
  precisam ser bem treinados para
   saber fazer com consciência e
              convicção!
São 73 temas de aprofundamento, dos
               quais destacamos:

•   Diversos Métodos de Indução;             •   Hipnose Transpessoal;
•   Rememorização e Revivescência –          •   Suicidas;
    Regressão;                               •   Hipnose no Pré, Per e Pós-operatório;
•   Gênese das Enfermidades;                 •   Hipnose na Criminalística;
•   Aplicações da Hipnose;                   •   Hipnose na Impotência e no Vaginismo;
•   Hipno-psico-neuro-endócrino              •   Enurese e Ecoprese;
    Imunologia;                              •   Tratamento da Obesidade;
•   Profilaxia do Casal Gestante;            •   Eliminação do Vício do Tabagismo;
•   Prontificação para Aprovação no          •   Conduto Terapêutico para Livrar-se das
    Vestibular;                                  Drogas;
•   Parapsicologia;                          •   Analgesia e Anestesia;
•   Geriatria, Pacientes Terminais e Coma;   •   Tratamento do Alcoolismo;
•   Distúrbios Sexuais;                      •   Síndrome de SAD;
•   Hipnopedia;                              •   Paciente Bipolar (maníaco e
•   Dermatologia – manifestações – HELP-         depressivo);
    ME;                                      •   Falar em Público;
•   Tricofagia – arrancar e comer os         •   Hipnose à distância.
    cabelos;
Já aconteceu algum curso
Avançado?
• Sim!
• Em Curitiba (PR) aconteceu uma turma de Agosto de
  2006 a Julho de 2007, envolvendo médicos, psicólogos,
  parapsicólogos, nutricionista e Professora de educação
  física.
• Até maio/06 duas turmas foram formadas em Passo
  Fundo – RS, sob a coordenação da Clínica TAO, com a
  Dra. Marinete Gaviolli.
A Sociedade de Hipnologia do
Paraná - SOHIPAR
•   Fundada no início do anos oitenta;
•   Realizou muitos cursos básicos de Hipnose para mais de mil médicos, dentistas,
    psicólogos, dentre outros profissionais da área humana através dos seus
    fundadores Myron Saling e Mauricio de Souza;
•   Teve sede própria, graças aos trabalhos não remunerados dos dois fundadores;
•   Tinha reuniões as quartas-feiras, das 20 às 22hs sempre com a “casa cheia” -
    presença entre 30 e 50 profissionais;
•   Chegou a ter mais de dez sociedades fundadas no Sul do país atuante, com
    encontros e congressos;
•   Chegou a ter mais de 20 mil dólares em caixa, além da sede própria;
•   Nos últimos anos em que outros colegas foram designados para a direção da
    SOHIPAR, ela vem se tornando inoperante e com dificuldades;
•   Hoje, não tem sede e está presente através dos profissionais.
Hoje a hipnose na vida
Empresarial
• Reduz o estresse de todos os colaboradores;
• Potencializa a performance dos cargos estratégicos;
• Aguça a concentração na tomada de decisão;
• Desenvolve a capacidade de pensar e melhora a
  criatividade nas equipes;
• Melhora o Relacionamento, elimina o conflito e cria
  sinergia;
• Facilita o cumprimento das metas, dentre outras
  aplicabilidade.
Hipnose e
suas derivações
Debates

   www.hipnosecientifica.com.br –
 desativado. Parte do site consta no
www.institutomauriciodesouza.com.br
Referências bibliográficas:
•   Ferreira, Marlus Venícius Costa. Hipnose na prática clínica. São Paulo: Atheneu, 2000;
•   Guyonnaud, Jean Paul. Adormecer pela Hipnose e esclarecer pela Sofrologia. 2. ed. São Paulo:
    Organização Andrei, 1981;
•   Damásio, Antonio. O mistério da consciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002;
•   Izquierdo, Iván. Questões sobre memória. São Leopoldo/RS: Unisinos, 2004. (Coleção Aldus 19);
•   Lent, Roberto. Cem bilhões de neurônios – conceitos fundamentais de neurociência. São Paulo:
    Atheneu, 2004;
•   Jaffe, Aniela. Memórias, sonhos e reflexões de Carl Gustav Jung. São Paulo: Nova Fronteira, 1989;
•   Ostronder, Sheila; LYNN, Schroedes. Superaprendizagem pela Sugestiologia. Rio de Janeiro:
    Record, 1978;
•   Souza, Mauricio. Ajudando na melhoria do seu filho – Pescador de Sonhos. Curitiba: Gráfica
    Amaro, 2006;
•   Saling, Myron e Mauricio de Souza. Prontificação para aprovação no Vestibular e em Concursos.
    Curitiba: Gráfica Vicentina Editora Ltda, 2006;
•   Benson, Herbert e Marg Stark – Medicina Espiritual –
    O Poder Essencial da Cura – Editora Campus - 1996

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.
Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.
Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.Diego Dumont
 
At puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmica
At   puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmicaAt   puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmica
At puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmicaefbarbosa
 
O que são mindsets
O que são mindsetsO que são mindsets
O que são mindsetsEdsonNardi1
 
Oficina de Criatividade
Oficina de CriatividadeOficina de Criatividade
Oficina de Criatividadesebraeleste1
 
Palestra motivacional 3
Palestra motivacional 3Palestra motivacional 3
Palestra motivacional 3Roberto Souza
 
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coaching
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coachingDesenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coaching
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coachingCarlos Hoyos
 
Motivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoMotivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoAnita Rink
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRAlessandra Gonzaga
 
Palestra criatividade
Palestra criatividadePalestra criatividade
Palestra criatividadeKaduLima
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?Douglas Barraqui
 
Autoconhecimento e projeto de vida
Autoconhecimento e projeto de vidaAutoconhecimento e projeto de vida
Autoconhecimento e projeto de vidaNadini de Sousa
 

Mais procurados (20)

Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.
Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.
Empatia - A habilidade fundamental para os novos tempos.
 
Atitudes Vencedoras
Atitudes VencedorasAtitudes Vencedoras
Atitudes Vencedoras
 
Palestra motivação
Palestra motivação Palestra motivação
Palestra motivação
 
At puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmica
At   puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmicaAt   puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmica
At puc 2011- fatores de motivação e realização na vida acadêmica
 
O que são mindsets
O que são mindsetsO que são mindsets
O que são mindsets
 
Filosofia Analítica
Filosofia AnalíticaFilosofia Analítica
Filosofia Analítica
 
Oficina de Criatividade
Oficina de CriatividadeOficina de Criatividade
Oficina de Criatividade
 
Palestra motivacional 3
Palestra motivacional 3Palestra motivacional 3
Palestra motivacional 3
 
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coaching
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coachingDesenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coaching
Desenvolvendo seu poder pessoal através do processo de coaching
 
Motivação e auto estima
Motivação e auto estimaMotivação e auto estima
Motivação e auto estima
 
Motivação e auto motivação
Motivação e auto motivaçãoMotivação e auto motivação
Motivação e auto motivação
 
Hipnoterapia
HipnoterapiaHipnoterapia
Hipnoterapia
 
Autoconhecimento - Prof. Paulo Campos
Autoconhecimento - Prof. Paulo CamposAutoconhecimento - Prof. Paulo Campos
Autoconhecimento - Prof. Paulo Campos
 
Introdução À Psicologia
Introdução À PsicologiaIntrodução À Psicologia
Introdução À Psicologia
 
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBRPalestra Inteligência Emocional - WLMBR
Palestra Inteligência Emocional - WLMBR
 
Palestra criatividade
Palestra criatividadePalestra criatividade
Palestra criatividade
 
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
FILOSOFIA - O QUE É O SER HUMANO?
 
Autoconhecimento e projeto de vida
Autoconhecimento e projeto de vidaAutoconhecimento e projeto de vida
Autoconhecimento e projeto de vida
 
Mindset
MindsetMindset
Mindset
 
20130424 palestra motivação
20130424 palestra motivação20130424 palestra motivação
20130424 palestra motivação
 

Destaque

Procedimentos para uma boa sessão hipnótica
Procedimentos para uma boa sessão hipnóticaProcedimentos para uma boa sessão hipnótica
Procedimentos para uma boa sessão hipnóticaAntonio Azevedo
 
História da hipnose ppt
História da hipnose pptHistória da hipnose ppt
História da hipnose pptLuis Mendes
 
Hipnose dicas, métodos e técnicas
Hipnose   dicas, métodos e técnicas Hipnose   dicas, métodos e técnicas
Hipnose dicas, métodos e técnicas Esdras Cardoso
 
Manual hipnose completo fabio puentes
Manual hipnose completo fabio puentes Manual hipnose completo fabio puentes
Manual hipnose completo fabio puentes Esdras Cardoso
 
hipnose - marketing da religioes
hipnose - marketing da religioeshipnose - marketing da religioes
hipnose - marketing da religioesCobol Engineering
 
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael Jaques
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael JaquesLATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael Jaques
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael JaquesLATEC - UFF
 
Hipnose - Aplicações e Benefícios
Hipnose - Aplicações e BenefíciosHipnose - Aplicações e Benefícios
Hipnose - Aplicações e BenefíciosMário Rui Santos
 
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnótico
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnóticoUma visão ericksoniana da cura no transe hipnótico
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnóticoMari Oldoni
 
Engenharia Social - A arte de enganar
Engenharia Social - A arte de enganarEngenharia Social - A arte de enganar
Engenharia Social - A arte de enganarAnderson Zardo
 
Formação em Hipnoterapia Clínica
Formação em Hipnoterapia ClínicaFormação em Hipnoterapia Clínica
Formação em Hipnoterapia ClínicaOficina Psicologia
 

Destaque (20)

Mapas Mentais & Testes
Mapas Mentais & TestesMapas Mentais & Testes
Mapas Mentais & Testes
 
Procedimentos para uma boa sessão hipnótica
Procedimentos para uma boa sessão hipnóticaProcedimentos para uma boa sessão hipnótica
Procedimentos para uma boa sessão hipnótica
 
História da hipnose ppt
História da hipnose pptHistória da hipnose ppt
História da hipnose ppt
 
Hipnose
HipnoseHipnose
Hipnose
 
Hipnose dicas, métodos e técnicas
Hipnose   dicas, métodos e técnicas Hipnose   dicas, métodos e técnicas
Hipnose dicas, métodos e técnicas
 
Auto Hipnose Aula01
Auto Hipnose Aula01Auto Hipnose Aula01
Auto Hipnose Aula01
 
Manual hipnose completo fabio puentes
Manual hipnose completo fabio puentes Manual hipnose completo fabio puentes
Manual hipnose completo fabio puentes
 
hipnose - marketing da religioes
hipnose - marketing da religioeshipnose - marketing da religioes
hipnose - marketing da religioes
 
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael Jaques
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael JaquesLATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael Jaques
LATEC - UFF. MATÉRIA - ENGENHARIA SOCIAL - Rafael Jaques
 
5 palestra não_caia_no pricipicio_ (23)
5 palestra não_caia_no pricipicio_ (23)5 palestra não_caia_no pricipicio_ (23)
5 palestra não_caia_no pricipicio_ (23)
 
Hipnose
HipnoseHipnose
Hipnose
 
Hipnose - Aplicações e Benefícios
Hipnose - Aplicações e BenefíciosHipnose - Aplicações e Benefícios
Hipnose - Aplicações e Benefícios
 
Qualidade No Atendimento 201008
Qualidade No Atendimento 201008Qualidade No Atendimento 201008
Qualidade No Atendimento 201008
 
Desmistificando a hipnose
Desmistificando a hipnoseDesmistificando a hipnose
Desmistificando a hipnose
 
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnótico
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnóticoUma visão ericksoniana da cura no transe hipnótico
Uma visão ericksoniana da cura no transe hipnótico
 
Engenharia Social - A arte de enganar
Engenharia Social - A arte de enganarEngenharia Social - A arte de enganar
Engenharia Social - A arte de enganar
 
Formação em Hipnoterapia Clínica
Formação em Hipnoterapia ClínicaFormação em Hipnoterapia Clínica
Formação em Hipnoterapia Clínica
 
Os mitos da hipnose (parte i)
Os mitos da hipnose (parte i)Os mitos da hipnose (parte i)
Os mitos da hipnose (parte i)
 
Atendimento nota 10
Atendimento nota 10Atendimento nota 10
Atendimento nota 10
 
Mitos e crendices da Hipnose Clínica
Mitos e crendices da Hipnose ClínicaMitos e crendices da Hipnose Clínica
Mitos e crendices da Hipnose Clínica
 

Semelhante a Hipnose Científica

Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia
Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da OdontologiaPsicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia
Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da OdontologiaThiago de Almeida
 
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertido
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertidoPsicologia aplicada aula 001 quinta convertido
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertidonaienf
 
Deficiência de hormônio de crescimento 1
Deficiência de hormônio de crescimento 1Deficiência de hormônio de crescimento 1
Deficiência de hormônio de crescimento 1Van Der Häägen Brazil
 
352443680 apostila-milton-alencar-pdf
352443680 apostila-milton-alencar-pdf352443680 apostila-milton-alencar-pdf
352443680 apostila-milton-alencar-pdfJOANA OVIEDO
 
Apostila psicologia-clinica-life-ead
Apostila psicologia-clinica-life-eadApostila psicologia-clinica-life-ead
Apostila psicologia-clinica-life-eadSilvanaLima74
 
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdf
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdfAULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdf
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdfRonaldoAlves895997
 
Esquema para a aprendizagem da auto hipnose
Esquema para a aprendizagem da auto hipnoseEsquema para a aprendizagem da auto hipnose
Esquema para a aprendizagem da auto hipnoseAutônomo
 
1a integracoes-mar2012
1a integracoes-mar20121a integracoes-mar2012
1a integracoes-mar2012César Morais
 
Nassri hipnose odontologia
Nassri hipnose odontologiaNassri hipnose odontologia
Nassri hipnose odontologiaCaroline Augusta
 
Formação em Psicanálise - Instituto Brasileiro
Formação em Psicanálise - Instituto BrasileiroFormação em Psicanálise - Instituto Brasileiro
Formação em Psicanálise - Instituto Brasileirolilsonasilva
 
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)Nelson Urio
 

Semelhante a Hipnose Científica (20)

A tecnica-condicionativa
A tecnica-condicionativaA tecnica-condicionativa
A tecnica-condicionativa
 
Hipnose crosp odonto
Hipnose crosp odontoHipnose crosp odonto
Hipnose crosp odonto
 
Hipnose crosp odonto
Hipnose crosp odontoHipnose crosp odonto
Hipnose crosp odonto
 
Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia
Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da OdontologiaPsicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia
Psicologia Cognitivo Comportamental Aplicada No ExercíCio Da Odontologia
 
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertido
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertidoPsicologia aplicada aula 001 quinta convertido
Psicologia aplicada aula 001 quinta convertido
 
Deficiência de hormônio de crescimento 1
Deficiência de hormônio de crescimento 1Deficiência de hormônio de crescimento 1
Deficiência de hormônio de crescimento 1
 
352443680 apostila-milton-alencar-pdf
352443680 apostila-milton-alencar-pdf352443680 apostila-milton-alencar-pdf
352443680 apostila-milton-alencar-pdf
 
Apostila psicologia-clinica-life-ead
Apostila psicologia-clinica-life-eadApostila psicologia-clinica-life-ead
Apostila psicologia-clinica-life-ead
 
Até que a morte nos separe 3
Até que a morte nos separe 3Até que a morte nos separe 3
Até que a morte nos separe 3
 
Conceções sobre hipnose
Conceções sobre hipnoseConceções sobre hipnose
Conceções sobre hipnose
 
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdf
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdfAULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdf
AULA APRESENTAÇÃO PROCESSO HISTÓRICO DA PSIQUIATRIA E DA SAÚDE MENTAL.pdf
 
( Espiritismo) apometria e outras tecnicas nas reunioes mediúnicas
( Espiritismo)   apometria e outras tecnicas nas reunioes mediúnicas( Espiritismo)   apometria e outras tecnicas nas reunioes mediúnicas
( Espiritismo) apometria e outras tecnicas nas reunioes mediúnicas
 
AULA 1.pdf
AULA 1.pdfAULA 1.pdf
AULA 1.pdf
 
Esquema para a aprendizagem da auto hipnose
Esquema para a aprendizagem da auto hipnoseEsquema para a aprendizagem da auto hipnose
Esquema para a aprendizagem da auto hipnose
 
1a integracoes-mar2012
1a integracoes-mar20121a integracoes-mar2012
1a integracoes-mar2012
 
Nassri hipnose odontologia
Nassri hipnose odontologiaNassri hipnose odontologia
Nassri hipnose odontologia
 
Hipnoterapia
HipnoterapiaHipnoterapia
Hipnoterapia
 
Formação em Psicanálise - Instituto Brasileiro
Formação em Psicanálise - Instituto BrasileiroFormação em Psicanálise - Instituto Brasileiro
Formação em Psicanálise - Instituto Brasileiro
 
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)
A construção da subjetividade na medicina (Dr_Nelson)
 
Aula 5 as doenças os doentes e os medicos
Aula 5 as doenças os doentes e os medicosAula 5 as doenças os doentes e os medicos
Aula 5 as doenças os doentes e os medicos
 

Último

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 

Hipnose Científica

  • 2. Uma maneira de facilitar a melhoria humana
  • 3. É além: uma Medicina Alternativa É um procedimento médico e ético, podendo ser exercido por psicólogos, médicos, odontólogos e demais profissionais de melhoria de performance, com curso superior e/ou em formação, da área humana, desde que devidamente qualificados em curso para esse fim.
  • 4. O que é e para que serve?
  • 5. A definição científica é: um estado modificado da consciência.
  • 6. Como ciência serve para que as pessoas permitam-se viver com mais qualidade. É utilizada nas mais diversas áreas: Médica  Esportiva Odontológica  Profissional Psicológica  Pediátrica Educacional  Entre outras
  • 7. Então não se trabalha só com as dificuldades, com a patologia? • Não! Antigamente os profissionais eram formados somente para tratar a doença, as dificuldades, a patologia e muitos ainda hoje estão com o seu foco concentrado nessa direção, perdendo mercado, dinheiro e auto-realização. • Hoje, mesmo as pessoas saudáveis e que se cuidam bem, querem crescer, querem ter melhoria de performance (já fazem bem alguma coisa e sabem que podem melhorar).
  • 8. Então não se trabalha só com as dificuldades, com a patologia? • É ai também que a hipnose tem colaborado! A melhoria de performance passa a ser o principal pano de fundo com esses profissionais. É possível potencializar a motivação, o bem estar, a persistência. Torna-se fácil redirecionar o foco de cada um para seus objetivos. Através do inconsciente se reprograma os novos recursos para que se chegue aonde quiser, com mais facilidade e num período de tempo menor.
  • 9. Por que alguns profissionais e clientes têm medo da hipnose? • Primeiro porque Freud a utilizou e depois a abandonou. Ele foi o único terapeuta que nunca foi terapeutizado (muitas das suas dificuldades nunca foram resolvidas). • Alguns professores nas faculdades sem saber usar, porque não aprenderam, preferem botar a culpa em Freud; • No passado e ainda hoje muitos charlatães usam e abusam da hipnose;
  • 10. Por que alguns profissionais e clientes têm medo da hipnose? • Os produtores cinematográficos preferem dar o enfoque sensacionalista e pernicioso para a hipnose; • Muitos profissionais conhecem pouco da hipnose e temem aplicá-la, preferindo uma posição neutra.
  • 11. HISTÓRIA DA HIPNOSE (resumo) • No Egito Antigo está registrada nos Templos do sono. • Na Índia, Pérsia, Caldéia, China, etc. • O Termo Hipnose Moderna foi criado em 1815 pelo Médico Franz Antoni Mesmer. • O Médico James Braid em 1860 comprovou a Hipnose como fenômeno Neuro-fisiológico.
  • 12. HISTÓRIA DA HIPNOSE (resumo) • Em 1904 – Dr. Hypolite B.: Faculdade de Medicina, na França realizou cirurgias c/ analgesias e anestesias por hipnose. • Em 1925 o Dr. J. Breuer deu continuidade a hipnose na medicina. • Em 1939 Dr. S. Freud utiliza-a na melhoria da histeria feminina e depois abandona.
  • 13. HIPNOSE CIENTÍFICA NO BRASIL • Em 1888 o Dr. Francisco Fajardo faz sua tese de Doutorado com a Hipnose na Faculdade de Medicina do RJ. • Em 1891 na Bahia, na Faculdade de Medicina: De novo hipnose como Tese de Doutorado do Dr. A. F. Magalhães. • Em 1916 na Faculdade de Medicina do RJ, o Dr. C. N. Guimarães também faz sua Tese de Doutorado no uso da hipnose. • Em 1973 a Faculdade de Medicina da USP inicia o pleno uso da hipnose pelo Instituto de Psiquiatria. • Em 1974 a Faculdade de Medicina da USP de novo, o Dr. A. C. Moraes Passos faz sua Tese de Doutorado mostrando a eficácia do hipnose.
  • 14. HIPNOSE CIENTÍFICA NO BRASIL • No início dos anos 80 Myron Saling e Mauricio de Souza com outros amigos fundaram a SOHIPAR – Sociedade de Hipnologia do Paraná, pra estender para todo Sul do País entre médicos, dentistas e psicólogos, através do Curso Básico de Hipnose Científica. • Em 1993 na PUC/RJ a Dra. Ruth Nogueira aplica a Hipnose na Obstetrícia. • Em 2003 o Dr. Marlus V.C. Ferreira, lança uma das obras mais completas sobre a hipnose científica, com o título: Hipnose na Prática Clínica - Editora Atheneu, SP. • Em 2004 o Dr. Myron e Maurício criaram o Curso Avançado em Hipnose Científica, através da SOHIPAR - uma ESPECIALIZAÇÃO – com encontros mensais, num fim de semana, durante um ano.
  • 15. Pressupostos básicos na Hipnose Científica: • Todas as pessoas são hipnotizáveis; • Os hipnólogos conhecem as técnicas de indução e facilitam as pessoas para que elas se beneficiem; • São as pessoas que se permitem ser hipnotizadas. Portanto, as pessoas se curam; • O contato direto com o inconsciente é freqüente; • Após cada sessão o inconsciente continua agindo em benefício da própria pessoa; • Os resultados são mais rápidos, mais eficazes, mais duradouros e menos onerosos. “Ninguém pode lhe dar conselhos mais sábios que você mesmo”. (Cícero)
  • 16. Na prática, como isso acontece? Através de técnica de indução, atingindo níveis de aprofundamento, onde é realizado um trabalho espontâneo através do inconsciente, ou conduzido, atendendo aos interesses do hipnotizado.
  • 17. O que é profundidade? É o nível atingido pelas ondas cerebrais com a redução das batidas cardíacas, onde as pessoas apresentam maior suscetibilidade aos comandos, sugestões e permissões internas para sua própria melhoria, comparadas ao seu estado normal de vigília.
  • 18. E como se sabe dos Níveis de profundidade no transe hipnótico? Através de testes e sinais físicos observáveis, nos quatro níveis que são: • LEVE - Apresenta uma ciclagem cerebral entre 13 e 8 ondas por segundo, o equivalente a estado Alfa no alfabeto grego; • MÉDIA – Apresenta a ciclagem cerebral entre 7 e 4, o equivalente a o estado Teta; • PROFUNDA – com uma ciclagem cerebral entre 4 e 1 equivalente ao estado Delta; • SONAMBÚLICA – com uma ciclagem entre 1 e 0,5, o equivalente ao estado Ômega.
  • 19. Hipnose e Sono então não são as mesmas coisas?
  • 20. Não! O termo H I P N O S E é de origem grega, que significa: Hypnos = sono Anesis = Relax físico e mental O Inconsciente dorme nunca! Ele é sábio e age por prioridade. E a base da HIPNOSE CIENTÍFICA é ter acesso a esse lado humano chamado inconsciente (inconsciente coletivo, individual, sistema autônomo que mantém a vida) para gerar melhorias. Isso é muito diferente do sono fisiológico, espontâneo, com seus sonhos e pesadelos que aliviam a psiquê para o dia seguinte. De acordo com Jung: “Não vemos o mundo como ele é. O mundo é como nós o vemos. A mente é programável e reprogramável.
  • 21. Então, as pessoas podem se reprogramar? • Sim! • Ninguém tem que continuar sendo o que é a vida inteira. • O dia-a-dia pode fazer as pessoas se tornarem melhores ou piores. A hipnose é o melhor recurso para ajudar na transformação das pessoas no crescimento pessoal e profissional.
  • 22. Legislação Geral • Decreto 51.009 de 22/07/61 - assinado pelo Presidente Jânio Quadros – Proibia o uso em espetáculos de qualquer tipo ou forma, em clubes, auditórios, palcos ou estúdios de rádio e televisão. Foi revogado pelo Fernando Collor com o Decreto 11 de 19/01/1991.
  • 23. NO BRASIL A HIPNOTERAPIA foi reconhecida e aprovada! • Pelo Conselho Federal de Medicina – CFM, Código de Ética , no Capítulo VI , Art. 62, 63 e 64 em 20.08.1999 – Sociedade de Hipnose Médica do Rio de Janeiro SOHIMERJ; • A Lei da Odontologia foi 5.081 de 24/08/1966, Art. 6o. Par. I-VI, regulamentando o exercício da Hipnose na profissão; • Já o Conselho Federal de Psicologia - CFP, fez a aprovação em 20.12.2000, com a Resolução 013/00. Desde 1964 o Decreto 53.464 de 21 de Janeiro regulamenta a Lei 4.119 de 27/08/1962, que permitia a Psicologia utilizar a Hipnose como recurso auxiliar do trabalho do Psicólogo.
  • 24. A prática da HIPNOSE é exercida pelos Profissionais da Área Humana! Os que têm decretos são os que trabalhavam mais com as enfermidades:  Médicos – Decreto n° 3 268/57;  Psicólogos – Decreto n° 53 461/61;  Odontólogos – Decreto n° 5 081/66; Os demais dependem de seus Conselhos com a nova visão de Melhoria de Performance.
  • 25. Antigamente: • Dizia que algumas pessoas são hipnotizáveis; • Dizia-se que as pessoas hipnotizáveis apresentavam um dos cinco sinais: • 1) lóbulo da orelha colado; • 2) pomo de Adão ressaltado; • 3) curvas laterais nos lábios – coringa; • 4) olhar de Cristo – parte branca dos olhos; e • 5) cabelos loiros. J.Kennedy reunia todos esses sinais simultaneamente! • Hoje sabemos que todos as pessoas são hipnotizáveis, só depende dela querer e do hipnólogo utilizar técnica adequada.
  • 26. Afinal, onde tem sido mais aplicada a hipnose? • Na área médica – potencializando o medicamento, cirurgia sem anestesia química, reprogramando a forma de falar e pensar do médico e dos pacientes, entre outras maneiras; • Na área odontológica – extração sem anestesia química, eliminando o medo de dentista, aceleração na recuperação de cirurgias, etc.; • Na área psicológica – eliminando traumas, potencializando bem-estar e estudos, tratamento de vícios, melhoria de performance, entre outros; • Na área esportiva – com preparação de atletas para competições, eliminação de medos, potencializando resistência, reprogramando forma de pensar, entre outras maneiras mais;
  • 27. Afinal, onde tem sido mais aplicada a hipnose? • Na área de enfermagem – eliminando a dor, acelerando a recuperação, a cura e a cicatrização num menor espaço de tempo, etc.; • Na Educação – com superaprendizagem, aumentando a concentração e a memória, reduzindo estresse, se preparando melhor para provas, etc.; • Na criminalística – desvendando crimes, localizando objetos, etc.; • Na nutrição – reprogramando obesos, terceira idade mais saudáveis, potencializando alimento e força de vontade, entre outras;
  • 28. Afinal, onde tem sido mais aplicada a hipnose? • Na Parapsicologia – eliminando traumas, recuperando doentes, melhorando o bem- estar das pessoas, melhoria de performance, etc. • Na pediatria – com soluções noturnas – hipnopedia para qualquer dificuldade na criança, além da terapia com a recuperação rápida.
  • 29. E se quiser fazer somente terapia através da hipnose? • São muitos os profissionais que fizeram o curso de Hipnose Científica e hoje trabalham com resultados surpreendentes. • Os hipnoterapeutas que fizeram o Curso Avançado de Hipnose Científica são os mais indicados, porque são profissionais que possuem o equivalente ao Pós- graduação.
  • 30. Por que um curso Avançado de Hipnose Científica?
  • 31. Porque a sua utilidade e abrangência vão muito além do que se imagina e os profissionais da área humana precisam ser bem treinados para saber fazer com consciência e convicção!
  • 32. São 73 temas de aprofundamento, dos quais destacamos: • Diversos Métodos de Indução; • Hipnose Transpessoal; • Rememorização e Revivescência – • Suicidas; Regressão; • Hipnose no Pré, Per e Pós-operatório; • Gênese das Enfermidades; • Hipnose na Criminalística; • Aplicações da Hipnose; • Hipnose na Impotência e no Vaginismo; • Hipno-psico-neuro-endócrino • Enurese e Ecoprese; Imunologia; • Tratamento da Obesidade; • Profilaxia do Casal Gestante; • Eliminação do Vício do Tabagismo; • Prontificação para Aprovação no • Conduto Terapêutico para Livrar-se das Vestibular; Drogas; • Parapsicologia; • Analgesia e Anestesia; • Geriatria, Pacientes Terminais e Coma; • Tratamento do Alcoolismo; • Distúrbios Sexuais; • Síndrome de SAD; • Hipnopedia; • Paciente Bipolar (maníaco e • Dermatologia – manifestações – HELP- depressivo); ME; • Falar em Público; • Tricofagia – arrancar e comer os • Hipnose à distância. cabelos;
  • 33. Já aconteceu algum curso Avançado? • Sim! • Em Curitiba (PR) aconteceu uma turma de Agosto de 2006 a Julho de 2007, envolvendo médicos, psicólogos, parapsicólogos, nutricionista e Professora de educação física. • Até maio/06 duas turmas foram formadas em Passo Fundo – RS, sob a coordenação da Clínica TAO, com a Dra. Marinete Gaviolli.
  • 34. A Sociedade de Hipnologia do Paraná - SOHIPAR • Fundada no início do anos oitenta; • Realizou muitos cursos básicos de Hipnose para mais de mil médicos, dentistas, psicólogos, dentre outros profissionais da área humana através dos seus fundadores Myron Saling e Mauricio de Souza; • Teve sede própria, graças aos trabalhos não remunerados dos dois fundadores; • Tinha reuniões as quartas-feiras, das 20 às 22hs sempre com a “casa cheia” - presença entre 30 e 50 profissionais; • Chegou a ter mais de dez sociedades fundadas no Sul do país atuante, com encontros e congressos; • Chegou a ter mais de 20 mil dólares em caixa, além da sede própria; • Nos últimos anos em que outros colegas foram designados para a direção da SOHIPAR, ela vem se tornando inoperante e com dificuldades; • Hoje, não tem sede e está presente através dos profissionais.
  • 35. Hoje a hipnose na vida Empresarial • Reduz o estresse de todos os colaboradores; • Potencializa a performance dos cargos estratégicos; • Aguça a concentração na tomada de decisão; • Desenvolve a capacidade de pensar e melhora a criatividade nas equipes; • Melhora o Relacionamento, elimina o conflito e cria sinergia; • Facilita o cumprimento das metas, dentre outras aplicabilidade.
  • 37. Debates www.hipnosecientifica.com.br – desativado. Parte do site consta no www.institutomauriciodesouza.com.br
  • 38. Referências bibliográficas: • Ferreira, Marlus Venícius Costa. Hipnose na prática clínica. São Paulo: Atheneu, 2000; • Guyonnaud, Jean Paul. Adormecer pela Hipnose e esclarecer pela Sofrologia. 2. ed. São Paulo: Organização Andrei, 1981; • Damásio, Antonio. O mistério da consciência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002; • Izquierdo, Iván. Questões sobre memória. São Leopoldo/RS: Unisinos, 2004. (Coleção Aldus 19); • Lent, Roberto. Cem bilhões de neurônios – conceitos fundamentais de neurociência. São Paulo: Atheneu, 2004; • Jaffe, Aniela. Memórias, sonhos e reflexões de Carl Gustav Jung. São Paulo: Nova Fronteira, 1989; • Ostronder, Sheila; LYNN, Schroedes. Superaprendizagem pela Sugestiologia. Rio de Janeiro: Record, 1978; • Souza, Mauricio. Ajudando na melhoria do seu filho – Pescador de Sonhos. Curitiba: Gráfica Amaro, 2006; • Saling, Myron e Mauricio de Souza. Prontificação para aprovação no Vestibular e em Concursos. Curitiba: Gráfica Vicentina Editora Ltda, 2006; • Benson, Herbert e Marg Stark – Medicina Espiritual – O Poder Essencial da Cura – Editora Campus - 1996