1a integracoes-mar2012

394 visualizações

Publicada em

1ª Aula - Saúde, Sobrevivência, Bem-Estar e Evolução

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1a integracoes-mar2012

  1. 1. O Ser HumanoA Saúde e a Sobrevivência A Saúde e o Bem-Estar A Saúde e a Evolução
  2. 2. As PessoasPreocupam-se Cada Vez Mais em Aumentar a sua Saúde
  3. 3. As Pessoas Também se Preocupam emSaber como Evitar a Doença
  4. 4. Estas Sessões Proponho que as encaremos comoSessões-de-Reflexão- em-Conjunto
  5. 5. Os Recursos1-Apontamentos2-Glossários3-Questionários4-Diapositivos5-Auto-Avaliações
  6. 6. O que Peço aos Interessados Partilha PesquisasConstituição de Grupos Trabalhos de Grupo Auto-Avaliações
  7. 7. Começaremos por Estudar O Ser Humano Do Átomo à Molécula Da Molécula à Célula Da Célula aos Peixes,aos Batráquios, aos Répteis, às Aves e aos Mamíferos
  8. 8. Dos Lémures aos Símios, Dos Símios aos Antropoides
  9. 9. De há ± 25 Milhões de Anos para Cá...Do Homo erectus ao Homo sapiens
  10. 10. Uma EVOLUÇÃO CONSTANTEe em PROGRESSÃO MANTIDA: * Do Corpo ... * Da Mente ... * Do Espírito ... * E Sócio-Ecológica ... “Do Homo sapiens”...
  11. 11. Do CORPO:
  12. 12. Da MENTE:
  13. 13. Do ESPÍRITO:
  14. 14. SÓCIO-ECOLÓGICA:
  15. 15. Aumentará a Sobrevivência doHomo sapiens ... Sempre que AUMENTAR …• A Resistência Biológica Do Corpo .• A Resiliência Psicológica Da Mente .• A Força Anímica Do Espírito .* A Integração Sócio-Ecológica .
  16. 16. Globalmente, a Sobrevivência do Homo sapiens...• Depende da sua Robustez, (pela Promoção da sua Saúde)• Depende do Controlo do Meio Ambiente, (fazendo a Prevenção das Doenças)
  17. 17. Para isso o Ser Humano Tem de Se Conhecer Bem a Si-Mesmo Saber Bem o que é queFaz-Aumentar a sua Saúde Saber Bem quais são as Causas das Doenças
  18. 18. Para isso o Ser HumanoDeve aprender a Assumiro seu Corpo, a sua Mente, e o seu EspíritoE Aprender a Promover asua Saúde, Sobrevivência, Bem-Estar, e Evolução
  19. 19. Como PROMOVER A SAÚDE?* Como Aumentar a Resistência do Corpo ...* Como Aumentar a Resiliência da Mente ... * Como Aumentar a Força Anímica do Espírito ...* Como Aumentar a Integração Sócio-Ecológica ...
  20. 20. Como PREVENIR A DOENÇA? •Como Eliminar os Agentes Agressores... * Como Minimizar a sua Agressão...
  21. 21. • Que Atitudes, Comportamentos e Hábitos para Promover a Saúde... •* Que Atitudes, Comportamentos e Hábitos para Prevenir a Doença...
  22. 22. • Que Terapêuticas Farmacológicas e Não-Farmacológicas Adequar, para Combater e Eliminar, ou Minimizar, a Dor e oSofrimento: nas Cefaleias, nasLombalgias, nas Artralgias, na Oncologia, nos Estados Depressivos, e nos Demenciais...
  23. 23. Objectivos do Orientador Tornar e os Principais Conceitos: 1De Pessoa, de 2 Das Causas Saúde, e de 3 das Doenças 4 (Mecanismos de Agressão e Doença De Defesa) Das Atitudes e Das Terapias Comportamentos a Assumir a Adequar
  24. 24. Competências a Adquirir Tornarem-se de os Principais Conceitos sobre: 1 A Pessoa, A 2 As Causas Saúde, e A 3 das Doenças 4 (Mecanismos de Agressão e Doença De Defesa) As Atitudes eAs Terapias a Comportamentos a Assumir Adequar
  25. 25. Competências / Capacidades a Adquirir. Compreender e Saber Caracte- rizar:Compreender, e Saber Identificar
  26. 26. O Programa da Unidade1 – Conceitos Humanistas e Salutares Básicos:
  27. 27. O Programa da Unidade2 – A Causalidade das Doenças! 3 – A Dor e o Sofrimento!
  28. 28. O Programa da Unidade4 – Atitudes e Comportamentos nas:5 – Atitudes e Comportamentos nos:
  29. 29. Como Vamos Fazer?Que Ideias?Sugestões?
  30. 30. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Como a Informa- ção?
  31. 31. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Como a Informa- ção?
  32. 32. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Como a Infor- mação?
  33. 33. Algumas Estratégias de Aprendizagem.Como da Informação?
  34. 34. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Como a sua da Informação?
  35. 35. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Como a sua da Informação?
  36. 36. Algumas Estratégias de Aprendizagem.Como a sua da Informação?
  37. 37. Algumas Estratégias de Aprendizagem. Comoà sua da Informação?
  38. 38. A Auto-Avaliação das Capacitações Alguns Exercícios dos Apontamentos, e outros da Internet ...
  39. 39. A Bibliografia para Hoje PINK, D. A Nova Inteligência – Treinar o Hemisfério Direito do Cé- rebro. Alfragide: Oficina do Livro. 2009. “O futuro pertence a um tipo muito diferente de pessoas …interessadas nos cuidados de saúde…dotadas de uma abrangente visão de conjun- to…”
  40. 40. NUNES, B. et al. Memória: Funci-onamento, Perturbações e Trei-no. Lisboa: Lidel. 2008.Explicar a Memória…Como Fun-ciona…Como Aprendemos a A-prender e a Esquecer…Os Tiposde Amnésias…Perturbações daMemória…Estratégias Para Me-lhorar o Funcionamento da Me-mória...
  41. 41. GUEDES, M. G. et al. Bolonha: Ensino e Aprendizagem por Pro- jecto. Lisboa: CentroAtlantico, Lda. 2007.“A Aprendizagem tornou-se o foco daactividade de docentes e alunos… é agarantia de que a aprendizagem espe-cífica é alcançada e que os alunos ad-quirem a capacidade de a aplicar emcontextos diversos, explorando no-vas possibilidades.”
  42. 42. BUSAN, T. Um Cérebro sempre Jo-vem. Alfragide: Oficina do Livro.2007.Melhore o seu Cérebro. A suaMemória não tem Limites. Téc-nicas rápidas para melhorar asua Memória. Plano de Sete Di-as para ficar em Forma. Plano deSete Semanas para ficar em For-ma. Mantenha os seus resulta-dos.
  43. 43. NOGUEIRA DIAS, F. Relações Gru-pais e Desenvolvimento Humano.Lisboa: Instituto Piaget. 2004.…remete-se o processo de com-preensão empática, proposto porCarl Rogers …para o propostopor Max Weber… os diferentesaspectos da comunicação nãoverbal, suas modalidades ex-pressivas e referências teóricassobre este assunto.”
  44. 44. GAWAIN, S. Desenvolva a Sua In- tuição. Cascais: Pergaminho. 2001Todos nascemos com Intuição, masquase todos somos ensinados a des-valorizá-la e a ignorá-la. Através de e-xercícios simples, a autora mostra-nos passo a passo, como desenvol-ver a nossa capacidade intuitiva.” “AIntuição é um recurso importante quepode contribuir largamente para onosso sucesso e realização na vida.”
  45. 45. DAMÁSIO, A. R. O Erro de Des- cartes. Mem Martins: Publicações Europa-América, 6ª Edição. 1995Qual é a relação entre a mente e oCérebro? O Cérebro de um Corpo comMente. O Processo de Sentir. Para A-lém dos Impulsos e dos Instintos. E-moções e Sentimentos. Em Larga Me-dida, o Pensamento é feito de Ima-gens. Evidência a Partir de LesõesNão Frontais. Uma Reflexão sobreAnatomia e Função.
  46. 46. Sobrevivência, Bem-Estar e Evolução Há 25 – 2,5 Milhões de anos Há 1 Milhão Há 200.000 Há 40.000–35.000 Homo habilis Paleolítico Inferior Paleolítico Paleolítico Médio Superior Homo erectus Homo habilis Homo neanderthalensis Homo sapiens Homo sapiens sapiens 450 cm3 500 cm3 1600 cm3 900 cm3 1500 cm3 Australantropos Arcantropos Paleantropos Neantropos E nos próximos 1.000 anos?
  47. 47. Obrigado pela Colaboração!Boas Reflexões!Até para a Semana!

×