Biblioteca Alaor David de Souza                                  Turno Vespertino e Matutuino / 2012                      ...
‘... a literatura me dá imenso prazer, exercendo em mim o fascínio de algo mágico, intenso, estético. É a janela poronde o...
Maldade Portuguesa, sofrimento Indígena           Larissa S. Amaral – 3T    Professora: Egídia R. L. Figueiredo           ...
Riquezas – não importam           Mas sim quem nós somos.         Ouro não compra a felicidade           Mas compra o cami...
Samba Enredo em homenagem aos 48 anos da E. E. Cassiano Mendes                             2012          Cassiano Mendes, ...
E VIVA A CASSIANO MENDES!Graças a Sebastião FariaUm belo prédio se ergueriaNa década de sessentaEm Pedra Azul, ali surgia....
Se eu Fosse             Thainá Ribeiro – 3T              Professora: Egídia Se eu fosse uma cidade com história marcante  ...
Amizade     Mikaely F. Santos – 2T1       Professora: Romária      O sol traz a amizade     A amizade traz a união   A uni...
Dor             Elias Costa Farias – 3T2                Professora: Romária              Dor que nos faz sofrer           ...
Tenho imenso orgulho de aqui morar   Em meu coração hei de sempre te carregar      Mesmo se algum dia de ti me afastarLeva...
100 anos de alegria, luta e tradição               Grandes talentos exalando poesia e canção.              São muitos os l...
Pedra Azul                              Isabela Moura – 1M                              Professora: MérciaAos 100 anos que...
Centenário de Pedra Azul                            Joice P.Ferreira – 1M                              Professora: MérciaV...
Pois estava chará da ‘ amante’ do Brasil.Cem anos com corpo de vinte,Isso não é um requinte?E hoje tão nobre e bela,Mais c...
Se amar a terra é ardoroso...                     Se amar a pedra é grandioso...                     Se amar o azul é cari...
Daqui saíram artistasQue incentivam jovens sonhadoresA buscarem o caminho da arteAtingindo a verdadeira felicidade.Na Rio ...
Suas histórias e memórias   Passam de geração a geração.         Terra de coronéis      Terra de agropecuária    Terra de ...
Pedra Azul             Roniel Dias – 1T            Professora: Mércia          Pedra Azul encantos mil          Linda como...
Encanta todos com sua magia.    Cheia de lendas e históriasCoisas que não se apagam da memória        Princesinha do Sertã...
Pedra Azul, ó princesa do Sertão      Tu és tão bela, que me desperta               Amor e paixão,    Lá fundo, na mina do...
Pedra Azul, nossa alegria.                                    POEMAS DE LARISSA AMARAL                                    ...
QUERIA EUMeu coração bate tão fortePerdida no deserto sem fimNão vejo a luz do solE ninguém olha para mim.Queria estar em ...
Lembro-me do abandonoNão é nada compreensivoMachuca até a alma.A escuridão me destróiA dor, a tristeza, e o abandono.Por d...
Com uma enorme esperança.                    CORTIIINA DE FERRO                    CORT NA DE FERRO                     OR...
Net book e ipod.Não estou entendendo nadaEstá tudo tão mudadoO mundo sem fronteirasTodo mundo atualizado.Hoje estou aquiPr...
Mas para mim nada mudouEstá tudo como eraPrefiro colher floresQuando chegar a primavera.Destino cruelJamais feri alguémMas...
Nozes, amendoim, coco e chocolate.As gorduras são derivadasPredominantementeÁcido saturado apresenta-se na fase sólidaE ta...
Agarrei na minha mão Estava perdida no vento Com o formato de escuridão. Pobre violão Toca essa canção Que é triste e sem ...
Vamos ajudar a quem precisaDessa droga se livrarFazendo panfletos e cartazesE campanhas organizar.Essa é uma poesiaSem sen...
Mas mesmo assim, continuamos a nos encontrar, mas às escondidas. Porele abandonei amigos, minha família já não me importav...
Ela diz que alguns só aprendem da forma mais dura. Mas não se preocupe,eu não causo muito mal.  Pare e pense, eu apareço s...
Tentando vencer na vida    Virar uma grande artista.      Completamente sozinha     Meu GPS é o meu coração    Sei que o c...
Nada melhor do que    Uma boa poesia para nos emocionar              E um belo conto             Pra nos cativar .       V...
Quero Respostas              Quem sou eu?             Por que nasci?          Qual o meu destino?          Por que estou a...
Você foi embora para sempreDeixando-me profundamente ferida.  Só me restaram as lembranças     Suas fotos já rasguei      ...
A Professora Egídia, declamando uma poesia na Biblioteca .A Professora Mércia e sua filha Ivana, aluna da E. E. Cassiano M...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escritores da Cassiano Mendes

1.130 visualizações

Publicada em

Este é um projeto da Biblioteca do turno vespertino, da E. E. Cassiano Mendes, de Pedra Azul, MG.
São produções dos alunos, em aulas desenvolvidas pelos professores.

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
358
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escritores da Cassiano Mendes

  1. 1. Biblioteca Alaor David de Souza Turno Vespertino e Matutuino / 2012 Diretora: Ana Lúcia Costa Vice-Diretora: Wanda Silva da Rocha Supervisora : Arlene Silva Professoras de Português: Romária C. F. Porto, Mércia P. Morais, Egídia R. L. Figueiredo, Eva Ozana P. Souza Bibliotecárias: Obed R. de Souza e Cristina D. M. Marques Eu gosto de escrever porque me faz bem, me sinto aliviada quando escrevo. Tudo que eu sinto registro no papel e fazer isso me deixa leve. Eu não preciso fazer esforço para ser poetiza, eu não procuro as palavras, elas veem até mim, basta pegar um lápis, o papel, e expressar o quenão posso desabafar com outros: meus sentimentos, tristeza e o que me deixa magoada. Escrever poesia foi um jeito que eu encontrei de completar aminha vida. Quando estou escrevendo é como se eu viajasse para outro planeta encontrando pessoas, gestos e palavras. Larissa Amaral – 3T
  2. 2. ‘... a literatura me dá imenso prazer, exercendo em mim o fascínio de algo mágico, intenso, estético. É a janela poronde o mundo entra na minha casa, na minha vida. A literatura dirigiu meu pensamento, minha forma de ver omundo. ‘ ( Lya Luft, escritora ) INTRODUÇÃO Estes são textos produzidos pelos alunos da E. E. Cassiano Mendes, de Pedra Azul – MG. O intuito é valorizar otrabalho dos alunos e incentivá-los a ler e crescer intelectualmente. Os poemas sobre o centenário de Pedra Azul, foram resultado de um projeto idealizado pela professora MérciaP. de Morais e executado por todos os professores de Português: ( Romária Porto, Egídia Lacerda e Eva Ozana ). Outros foram produzidos pelos alunos após apresentarem trabalhos das professoras Iracy Bispo, de História eOrquídea , de Química. Queremos ressaltar aqui, entre outros tantos alunos do turno vespertino, o talento de Larissa Amaral, LeidePorto e Thainá Ribeiro, do 3T, alunas da Professora Egídia Figueiredo. Esperamos que a E. E. Cassiano Mendes continue sendo um ambiente favorável à criatividade e à afetividade,tendo a Biblioteca como o coração de todo o processo educativo, afinal: ‘ UM PAÍS SE FAZ COM HOMENS E COM LIVROS.’ ( Monteiro Lobato ) Obed R. de Souza Bibliotecária / Organizadora
  3. 3. Maldade Portuguesa, sofrimento Indígena Larissa S. Amaral – 3T Professora: Egídia R. L. Figueiredo Homem branco Homem vermelho Começaram uma luta Sem antes conversarem primeiro. Os Portugueses chegaram Sem serem convidados Destruindo as terras indígenas Matando uns e deixando outros enlutados. Os brancos não tinhan direito Os vermelhos cultivaram e cuidaram Portugueses eram maus Índios chegaram primeiro. Portugueses queriam riquezas Riquezas – mais e mais Roubaram nosso ouro Sem devolver jamais. Roubaram pau-brasil e guaraná Pegaram nossa fórmula Para Portugal comercializar. Portugal ficou muito rico Roubando ouro e Pau-Brasil Mas não perdemos a dignidade Pois temos orgulho do Brasil. Muitos Índios morreram Existem muito pouco deles Foram extintas muitas raças Tupi – Guarani Pequena parte que existe hoje São Machacalis. Índios Guerreiros deixaram sem querer Portugal vencer a disputa Perderam suas vidas mas Não deixaram de ir à luta. Ficamos pobres, sem ouro Mas somos ricos em sonhos
  4. 4. Riquezas – não importam Mas sim quem nós somos. Ouro não compra a felicidade Mas compra o caminho para O ódio e a inimizadeA confiança no que somos e em que acreditamos Nos torna fortes E assim sempre em frente Todos nós, como uma nação – avançamos! Cem anos, Sem PalavrasGustavo Magalhães – 2 M / Professora Eva Ozana São cem anos dessa terra, Que me acolheu quando menino, Foi amor à primeira vista, Parece obra do destino. Cem anos de histórias, Que se perdem em meu pensamento, Cem anos de vitórias e glórias, Cem anos de prosas jogadas ao vento. E nesse Mundo de Meu Deus, Nessa Terra de Maria, Foi aqui onde eu encontrei, O que eu realmente queria. Encontrei o que realmente faltava, Na verdade, achei tudo que eu precisava, Se faltou amor, sobrou alegria, Se faltou felicidade, sobrou Poesia. Os Artistas e os poetas, Os cantores e suas letras, Será que um dia imaginariam, Rimar sobre o centenário de Fortaleza? E será que Manoel Botelho, Na sua maior imaginação, Teria um dia em sua mente, O centenário da Conceição? E nesse mundo de felicidade, O que me alegra de verdade, É que junto ao meu coração, Eu tenho você, Pedra Azul, Princesa do meu Sertão.
  5. 5. Samba Enredo em homenagem aos 48 anos da E. E. Cassiano Mendes 2012 Cassiano Mendes, Uma Lição Inesquecível ! O Samba tem como ideia central a linha do tempo da escola, começando pela década de 60 quando a escola foi criada, chegando até os nossos dias.Autores: Ítalo, Eduardo, Samuel, Arthur, Daniel Silva, Ritchely, Lhaís, Adrielson e Júlia Antoniol. Alunos dos 3T1, 3T2 e 2M Professora – Eva Ozana Sinônimo de talento, Exemplo de educação Cassiano é orgulho Orgulho de uma geração. Refrão: Cassiano, Cassiano, Temos que honrar Em nossa Pedra Azul, Pra no Brasil se detacar. As normalistas, no início, progresso a conquistar No tempo da repressão e ditadura militar. Paulinho Pedra Azul e sua Ave Cantadeira Na copa de setenta, a seleção brasileira. Refrão Traga hoje um legume, sem fazer charminho Na merenda vai ter sopa, puxa-puxa e biquinho. Cada canto um encanto, Tecnologia, evolução, DNA e Internet Era de transformação. Cassifolia tá chegando, que alegria que me dá Micarazul tá acabando Na tristeza vou ficar. Faz cem anos a Princesa Princesinha do Sertão Com o bicho da carneira Assombrando o povão. Independência da mulher Dilma e Ana no poder Estudantes construindo Um mundo novo pra você.
  6. 6. E VIVA A CASSIANO MENDES!Graças a Sebastião FariaUm belo prédio se ergueriaNa década de sessentaEm Pedra Azul, ali surgia.A Cassiano Mendes, umaescola pra cidadania,No Brasil, a ditadura militarNo mundo, a guerra fria.Nos anos setentao Brasil estava em festa,pois na Copa do mundoa taça era certa.Num cantinho de Minas,chamado Pedra Azul,Comemorava o Festivale.Com a Ave Cantadeira de Paulinho Pedra AzulHélio José de Souza, a direção assumia,A Cassiano Mendes, finalmente, brilharia.O avanço estava em altaE logo começou a aparecer:computador, celular e internet,as novas tecnologias,pra nossa vida resolver.Na Cassiano Mendeshouve continuação bem sucedidacom Neldira, Tomás, Eva e D. LetíciaA escola agora o futuro garantia.Pedra Azul era só alegria,Com o Micarazul, Micaramendes e Cassifolia.A Princesa do SertãoCem anos completava.Cultura e riqueza, ela esbanjavaWaldemar, Sílvio, Tomich e Gusmão,Amaram esta cidade de todo o coração.Amelinha e Ana Lúcia,É a nova geração.REFRÃO: E Viva a Cassiano Mendes! Escola que muitos formou sonhos realizou e fez acontecer. A você devemos alegrias, sorrisos, momentos que nunca deixaremos morrer!Letra: Mirelle Lima de Andrade Peixoto – 3º ano M
  7. 7. Se eu Fosse Thainá Ribeiro – 3T Professora: Egídia Se eu fosse uma cidade com história marcante Seria Pedra Azul, com garra abundante Se eu fosse as pedras encontradas no sertão Seria Pedra Azul, a princesa da canção. Se eu quisesse brilhar em algum lugar Escolheria Pedra Azul Onde teria chances de sonhar Se eu fosse declarar meu amor e emoçãoEu diria Pedra Azul você mora no meu coração. A Vida, um Livro Aberto Roniel Oliveira Moreira – 2T Professora: Romária A vida é bela, sincera E às vezes ganha sequelas. Muitas vezes Nem encontra seu próprio estilo Mas existe em sua própria forma de ser. Vida, muitas vezes sofrida Pouco vivida Por quem nem se interessa Em vivê-la. Vida ... com altos e baixos Tristeza e alegria Mesmo assim Nos ensina com sua sabedoria. Vida ... desprovida de paz Mas persiste por dias melhores Sempre avança... um passo a dar Fazendo-nos acreditar. A Vida nos ensina a viver A aprender coisas novas Revela segredos e mistérios Muitas vezes difíceis de ler.
  8. 8. Amizade Mikaely F. Santos – 2T1 Professora: Romária O sol traz a amizade A amizade traz a união A união traz a longevidade Que dá paz ao coração. Quem tem amigo sabe como é Repara mais a terra e o céu Anda sempre com féNunca desanimado... sempre de pé. Assim descrevo a amizade Estado de amor e de graça É como andar por uma cidade E descansar em sua praça. Raiz da Paixão Thaís Dias dos Santos – 2T1 Professora: Romária Oh! Minha paixão Muitas vezes tentei te achar Nos caminhos da minha vida Quantos anos a procurar Por vários dias sem cessarSonhando com um dia te encontrar Entrei em depressão Com medo da escuridão Nasceu a rosa da paixão Na raiz do meu coração. Mistura de Opiniões Thainá Dias dos Santos – 2T1 Professora: Romária Não sei mais o que pensar Se na vida Ou no sonho Se na realidade Ou na ficção. Não sei mais em quem confiar Se na razão ou na emoção Nos raios ultravioletas Ou nas borboletas. Não me importa a resposta Só me interessa sua opinião E aquilo que você gosta.
  9. 9. Dor Elias Costa Farias – 3T2 Professora: Romária Dor que nos faz sofrer Dor de perder, dor de doer Dor que faz o homem Sofrer sem querer. Dor da paixão ou da traição Dor que faz o homem Se entregar na escuridão. Dor de perder, dor de ganhar Dor que faz o homem agir Sem pensar, sem querer Sem saber, sem refletir. Dor que não impede o coração de entender Que a vida está no amigo, no vizinho, no irmão, Vida que está no seu amor Na sua flor Flor de onde você desabrochou, A mesma que o mundo te mostrou. Dor que se tornou amor. Pedra Azul Leilde Souza Porto – 3T Professora: Egídia 100 anos de encanto e beleza Que perdure sua cultura e sua natureza Cidade encantadora e cheia de vida Gente hospitaleira, do sertão a mais querida. Apesar de tanto anos passados Pedra Azul cultiva seu legado: Artesanato e cultura Presentes na sua arquitetura. Embora tenha se desenvolvido Suas raízes não foram esquecidas Seus belos montes e pastagens Fazem-me contemplar suas belas paisagens. Conservando sempre seu patrimônio histórico Cheia de lendas e contos folclóricosOs artistas da nossa terra brilham e fazem brilhar Com talento e simpatia conseguem nos encantar.
  10. 10. Tenho imenso orgulho de aqui morar Em meu coração hei de sempre te carregar Mesmo se algum dia de ti me afastarLevarei comigo boas lembranças para recordar. Pedra Azul Adna Agnes R. dos S. Souza - 1M Professora Mércia Pedra Azul Princesa do sertão Você é meu sol Você é meu verão. Pedra Azul Brilhante como a lua Deslumbrante é tua beleza Esse brilho vem da sua cultura . Pedra Azul 100 anos de alegria 100 anos de cultura 100 anos de amor Bela e cheia de ternura. Através de histórias Que marcam sua memória Pois são belas E contam sua vitória. Pedra Azul Onde tudo começa: Maria, João, Adélia Onde lá foi marcado: Dulcina e Amélia. Pedra Azul Sua arte demonstra o seu poder Minha vida é um prazer Você é meu tudo, meu bem querer. Pedra Azul Gabrielle Pinheiro – 1M Professora Mércia 100 anos se passaram Boca da Caatinga, Fortaleza, Pedra Azul Cidade maravilhosa, muitos aqui lutaram. Uma cidade bonita e pequena Cheia de encantos e muito serena.
  11. 11. 100 anos de alegria, luta e tradição Grandes talentos exalando poesia e canção. São muitos os lugares, as coisas, a lembrança Carregando possíveis sonhos com fé e esperança. Saulo Laranjeira Paulinho Pedra Azul Dani Morais talentos da nossa terra Que não esquecemos jamais. 100 anos de história, muitas coisas ainda por vir Poetas, compositores, muitos outros irão surgir. E a nossa Pedra Azul, princesinha do Sertão Traz em seu centenário um dia cheio de atração. Cidadezinha Maria Júlia Barbosa Professora MérciaEra Boca das CaatingasDepois FortalezaRodeada de pedras preciosasVirou Pedra Azul.Cidadezinha pacata, pequenaMas que em seu coraçãoGuarda grande emoção.Cem anos ela já viveu,Que guarda em sua memória,Diversas histórias.Cidadezinha humilde,De beleza infinitaQue traz de si um valor único.Cidadezinha bonita,De pedras privilegiadas,De pedras de cartões postais,De lendas que fazem parte de sua história,De nome que me enche de orgulho‘ Pedra Azul – a Princesa do Sertão!”
  12. 12. Pedra Azul Isabela Moura – 1M Professora: MérciaAos 100 anos que completaráA princesinha comemoraráAos 200 que há de chegarMuita gente ainda vai brilharPedra Azul cidade lindaQue encanta a toda genteCom seus contos e lendasE seu clima muito quenteA princesinha faz 100 anosPor aqui aconteceramMoradores viraram lendasE na quaresma apareceramSuas pedras majestosasEm todas posso subirPara ver a princesinhaE lá de cima me exibirChegando em Pedra AzulUma pedra se destacaComo é linda ver a naturezaDesta terra tão pacataDescendo a avenida Cassiano MendesVejo jardins e praçasCasas muito bonitasQue nem com o tempo perderam a graçaBem no centro da cidadeO santuário ali estáOnde todos os fiéisAli vão para rezarAqui termino os versosQue resumem a cidadePedra Azul que a todos encantaCom a sua diversidade.
  13. 13. Centenário de Pedra Azul Joice P.Ferreira – 1M Professora: MérciaVentos fortes sopramBrisa que ficaMemórias guardadasLembranças passadas.Pedra Azul ... Cem anosMilhões de histórias que ficaramGuardadas na memóriaFiguras que marcaramOutras que história construirãoPedra Azul, sua culturaJamais se perderá e muitos a louvarão.Do alto das pedrasVejo a belezaDessa cidadezinhaQue guarda milhõesDe surpresas.Casarões enriquecidosComo estes jamais vistos.Guardam lendas e históriasQue virou livro de memóriasE o que aconteceuDurante esses 100 anosEm rimas vou contandoMemórias vou guardandoDa princesa do sertão. PEDRAS DA PRINCESA Pedro Henrique Moreira Neves - 1M1 Professora: MérciaPedras me cercamPedras me escondemPedras me fazem Pedra AzulCem anos se passaram desde quando me registraram.Fui boca da CaatingaQue de mau cheiro – nada tinhaMais respeito, meu camarada!Esta é Pedra Azul, princesa minha!Já fui Fortaleza, tão nobre, quanta beleza!Um decreto me extinguiu,
  14. 14. Pois estava chará da ‘ amante’ do Brasil.Cem anos com corpo de vinte,Isso não é um requinte?E hoje tão nobre e bela,Mais cem anos me esperam.O tempo passou...Mas eu não.Continuo sendo a Princesinha do Sertão. Pedra Azul Yvana de Morais Lima – 1M1 Professora: MérciaCidade que me faz sonharCidade que me faz pensarEsta é Pedra Azul,Uma fortaleza de sonhadores e pensadores,Petrificados nas exuberantes belezasDesta cidade.Ah! Que infância maravilhosaQue aqui passei.O canto lírico dos pássarosEmbalavam minhas brincadeiras.Nostalgia pura!O espírito imponente das pedrasEsbraveja em cada morador!Leões de pedra!Cem anos se passaramE as muralhas da fortalezaContinuam intactas no tempoE os moradores seguem o tempo,A cidade segue o tempoE o espírito continua petrificado. Quero Brunna Cardoso – 1M2 Professora: Mércia Quero ver, lembrar, registrar Deste que é meu canto, Pedras, fortalezas ao seu redor, Gentes de cantos e encantos. Paulinhos, Saulos, Erasminos Dondês, Geraldas, Wilmas, Heitores Singulares no plural Plurais nos amores.
  15. 15. Se amar a terra é ardoroso... Se amar a pedra é grandioso... Se amar o azul é carinhoso ... Amar Pedra Azul é precioso. Pedra Azul Larissa Bispo – 1M3 Professora: Mércia Pedra da Conceição Pedra da Rocinha Pedra do Morcego Pedra da Cabeça Torta Pedra Forno de Bolo Tantas e tantas Pedras preciosas Cada uma com sua história Que rodeiam uma pedra única E a mais radiante! Pedra Azul Pedra eterna. Pedra Azul Ariely Reis - 1M3 Professora: MérciaConhecida por todos comoPrincesinha do SertãoPois tem seu lugar de destaqueEm nossa região.Chamada Boca da CaatingaLogo após FortalezaE por fim Pedra AzulNome dado a essa cidade de muita beleza.Suas pedras, cartão postalPonto de visita dos turistasOnde ali marcam momentosInesquecíveis em suas vidasPaisagens nunca vistas.Na praça do VarandalPessoas se encontramJogam conversa fora e até namoramVivendo grandes momentos de maneira genial.
  16. 16. Daqui saíram artistasQue incentivam jovens sonhadoresA buscarem o caminho da arteAtingindo a verdadeira felicidade.Na Rio Branco fica o patrimônio históricoZelado pelos moradoresOnde admiram peças antigasE memoráveis da cidade.O chafariz que ali existiaSó deixou saudadeAs pessoas guardam momentos felizesMarcados pela realidade.Indivíduos de raçaRenovadores de costumesNa diversidade da nossa culturaDestacam-se datas festivasÉ folia de Reis, São João e MicaretaQue demonstram características distintas com muita realeza.Ano de 2011 tão esperadoAfinal, comemoramos o centenárioPreparativos começam a se desenvolver1º. de junho logo chegaráE nós ansiosos e ao mesmo tempo curiososPara saber o que acontecerá.Encerro aqui os meus meros versosOrgulhosa do que pude descrever.Espero e desejo que a festa do centenárioOcorra com êxito e muita pazDemonstrando a beleza e a riquezaQue nossa linda Pedra Azul nos traz. Pedra Azul rumo ao centenário Heidy Azevedo Viana – 1M3 Professora: Mércia Cidade de grandes riquezas Cidade que amo demais Cidade de grandes artistas Cidade que não esquecerei jamais!... Falo de Pedra Azul Minha querida terra natal Terra da Pedra da Conceição Que virou cartão postal. Quando falo de Pedra Azul Bate forte o coração
  17. 17. Suas histórias e memórias Passam de geração a geração. Terra de coronéis Terra de agropecuária Terra de pedras preciosas Que deu nome ao lugar Onde amamos morar. Cidade de lugares altos Que guardam muitas belezas Pedra Azul que já foi berço De inúmeras riquezas... Cidade de grandes memórias Princesinha do Sertão Rumo ao centenário Com muita emoção! Centenário de grandes lembranças Centenário de recordaçõesCentenário de grandes histórias... Princesinha do sertão Do alto de suas pedras Voa a imaginação!... Cem Anos de História Raphael Lopes Lima – 1M4 Professora: Mércia Pedra Azul, Pedra Azul Princesa do Sertão Você assim tão bela Conquistou meu coração. Pedra Azul, cem anos de alegria Tão bela e tão bonita Terra de gente feliz Terra de quem sempre te quis. Cem anos de alegria Cem anos de beleza Cem anos de História Cem anos de cultura Cem anos de sua doce companhia.
  18. 18. Pedra Azul Roniel Dias – 1T Professora: Mércia Pedra Azul encantos mil Linda como nunca se viu No sertão do meu Brasil Assim o povo surgiu. Por seus blocos de granito O povo se encantou Cada vez mais bonita A paisagem aqui se destacou. Para o crescimento cultural Lendas e figuras sobrenaturais Pedra Azul – sonho real Dando-lhe vida estrutural E uma arte fenomenal. Pedra Azul Clarisse Félix Ruas – 1T Professora: Mércia Pedra Azul É cidadania É responsabilidade Perante nós E perante os outros. É consciência de deveres E de direitos Impulso para solidariedade E para participação. É sentido de comunidade e de partilha E insatisfação perante o que é Injusto ou que está mal. É vontade de aperfeiçoar, de servirÉ espírito de inovação e audácia, de risco. É pensamento que age É ação que pensa. Pedra Azul Viviane Alves Félix – 1T Professora: Mércia Uma cidade cultural Repleta de beleza natural Grande jardim da fantasia
  19. 19. Encanta todos com sua magia. Cheia de lendas e históriasCoisas que não se apagam da memória Princesinha do Sertão Te guardarei no coração. Pedra Azul, de arte e literatura Que promove nossa cultura Cidade mineira Na tristeza ou na alegria Vou amar-te a vida inteira. Viva Pedra Azul Cidade rica de paisagens Gloriosa... toda formosura Pra sempre cheia de doçura . Pedra Azul Matheus Souza Cruz – 1T Professora: Mércia Uma cidade em expansão Também cheia de emoção Radiante como poucas É a princesa do Sertão. Pequena na extensão Mas de grande coração É a cidade da harmonia Como poucas na região. Cem anos de amor, Cem anos de paixão Esse ano é o centenário Da princesa do sertão. Pedra Azul Maxwel da Silva Santos / 1T2 Professora: Mércia Pedra Azul Cidade querida Terra que abriga Minha vida. Pedra Azul Não esquecerei Jamais Riqueza das Minas Gerais. Pedra Azul, Princesa do Sertão Esconde belezas de montão
  20. 20. Pedra Azul, ó princesa do Sertão Tu és tão bela, que me desperta Amor e paixão, Lá fundo, na mina do meu coração. Pedra Azul Josiane – 1T3 Professora: Mércia Oh! Que cidade tão bela Quão formosa tu és ! Patrimônio de formosura Outra não tem Que chegue a seus pés. Serás soberana Formosa também Cidade de orgulho Completa aos seus cem. Será uma cidade Jamais esquecida Cidade amada Também sempre enaltecida. Oh! Que cidade formosa A você Deus deu a beleza No segredo do êxito Retidão com certeza. Serás a mais bela Também a perfeitaQuem passa por ti vindo do norte ou do sul Receia tua beleza Ó que cidade formosa És tu Pedra Azul Belezas da Terra Beatriz Gomes – 1T4 Professora: Mércia Cidade que nasceu entre os montes Lindas paisagens entre Estradas e horizontes. Praças que irradiam Praças que encantam Onde o sorriso das crianças Sempre na lembrança Enchem-se de graça e esperança. 100 anos de muita folia E harmonia
  21. 21. Pedra Azul, nossa alegria. POEMAS DE LARISSA AMARAL 3t / Professora Egídia QUEM SOU EU ? QUEM SOU EU ? Eu gosto de escrever: porque me faz bem, me sinto aliviada quando escrevo. Tudo que eu sinto registro no papel e fazer isso me deixa leve. Eu não preciso fazer esforço para ser poetiza, eu não procuro as palavras, elas veem até mim, basta pegar umlápis, o papel, e expressar o que não posso desabafar com outros: meus sentimentos, tristeza e o que me deixamagoada. Escrever poesia foi um jeito que eu encontrei de completar a minha vida. Quando estou escrevendo é comose eu viajasse para outro planeta encontrando pessoas, gestos e palavras. Quando estou alegre escrevo coisas alegres. Quando estou triste, escrevo coisas tristes. quando estou feliz,escrevo de tudo. Nas minhas poesias tento colocar outros personagens, mas não consigo, pois tudo que eu escrevo é sobre mim,meu passado, minha vida, meus momentos bons e ruins. Eu encontro inspiração nos meus animais de estimação, no meu cotidiano, na minha família e nas minhasemoções. A minha carreira de poetiza começou quando eu li a biografia de Clarice Lispector, fiquei comovida com a históriadela e impressionada com os sentimentos e o seu jeito de escrever, e a partir dali só fui escrevendo. Gosto de ser bem natural, de ter minhas próprias ideias. Uma coisa que me deixa irritada é a falsidade. Fico triste quando as pessoas me tratam mal. Tenho meu lado dequerer dar uma de forte e tenho meu lado sentimental. Tenho uma personalidade difícil, às vezes estou bem humorada, às vezes não. Tento ser a melhor pessoa possível para não magoar quem eu amo. Eu sou verdadeira com as pessoas e quero que sejam comigo também. Não me importa se não consigo criar novos personagens, pois ser poetiza é ser autora da sua própria história. Larissa Souza Amaral 3T – Professora: Egídia APRESENTAÇÃO Meu nome é Larissa tenho 17 anos, nascida em 07/05/95 na cidade de Pedra Azul - Mg. Estudo na escola Cassiano Mendes. Minha mãe é Alenice Gonçalves Souza e meu pai é José Amaral. Meus irmãos são : Juliana, Laiany, Elaine, David, Victor, Victória. Bom gostaria de agradecer primeiramente a JEOVÁ DEUS por essa oportunidade. Agradeço a todos pela força que me deram, e que sempre acreditaram no meu talento e no meu potencial. Principalmente minhas amigas Leilde Porto, Patrícia Gonçalves, Geisiane e minha prima Daniele que sempre me apoiaram quando eu mais precisava. Todos os meus professores sempre me apoiaram e em especial (Egídia, Orquídea e Iracy), a bibliotecária Obed e minhas diretoras Ana Lúcia e Wanda. Sou de uma família humilde, mas que por sinal muito feliz. Estou realizando meu sonho que é lançar o meu primeiro livro. Quero fazer uma homenagem à minha mãe que sempre fez de tudo para que eu pudesse estar realizando esse sonho.
  22. 22. QUERIA EUMeu coração bate tão fortePerdida no deserto sem fimNão vejo a luz do solE ninguém olha para mim.Queria estar em um mundoCoberto de caracóisFlores de todas as coresE o cantar dos rouxinóis.Queria enxergar um dia lindoSentir o vento me tocarOs galhos em mim baterE a chuva me molhar.Daria tudo para ser felizVendo livre uma gaivotaRolar de tanto rirE brincar de cambalhota.Quem me dera ver uma rosa se abrirOuvir os pássaros cantarVer uma linda borboletaDe o seu casulo despertar.Estou cansada de ser infelizA primavera logo vai chegarVou lutar com toda forçaSe cair vou levantar.A DOR DO ABANDONOOlho para o céuE escrevoNo papel.Na imensidão do desertoFico tentando encontrar o meu amorTriste, deprimida, e solitária.Tentando encontrar o caminhoDa luz, da alegria, onde pudesse.Livrar-me de vez daquela agonia.A dor, o abandono e solidão.Perseguem-me dia após dia, noite após noiteÉ como se fosse um fantasmaQuerendo me assustar.
  23. 23. Lembro-me do abandonoNão é nada compreensivoMachuca até a alma.A escuridão me destróiA dor, a tristeza, e o abandono.Por dentro me corrói.Sem ter um ombro para chorarSem ninguém para desabafarNas minhas lágrimasTento me afogar. Por mais que eu tente me livrar da solidãoAs lembranças da amarguraVoltam cada vez mais fortesFazendo em pedaços meu coraçãoEnquanto isso a vida vai passandoCom minha triste história vou me conformandoSabendo que nunca me libertarei do sofrimentoE assim fico mais sozinha a cada momento.A cada segundo que passa, sinto que estou morrendo aos poucosPor mais que eu tente da angústia da angústia me livrarNão vou conseguirPois triste e solitária, amarga e infelizPara sempre vou ficar .AdmiraçãoOlho para o céu turvoE enxergo as estrelasFixo meus olhos para elasE me pergunto por que são as mais belas?A capacidade do seu brilhoA tonalidade das suas coresA essência do seu cheiroÉ como o perfume das flores.O tempo sensívelEmbeleza o meu diaVejo um passarinho azulE o meu coração se enche de alegria.A sensibilidade do arO infinito da imensidãoAvisto um reflexo embasadoEntre as nuvens de algodão.Prefiro viver na InocênciaComo se fosse uma criançaQue adormece e desperta
  24. 24. Com uma enorme esperança. CORTIIINA DE FERRO CORT NA DE FERRO ORT NA DE FERRO PROFESSORA ORIIIENTADORA::IIRACY BIIISPO ,,PROFESSORA DE HIIISTÓRIIIA PROFESSORA OR ENTADORA RACY B SPO PROFESSORA DE H STÓR A ROFESSORA R ENTADORA RACY SPO PROFESSORA DE STÓR AA cortina de ferroFoi uma grande expressãoPara promover o domínioDa extinta união.Esse nome foi criadoE na pesquisa está escritoE foi proferido no discursoDo primeiro ministro.Foi exibido no dia 5 de marçoE vou repetir outra vezNo país dos estados unidosEm 1946.Winston afirmavaQue a cortina desceu sobre a EuropaCriando uma severa divisãoPolítico-ideológica.Essa divisão foi entre os regimesCapitalista e Comunista quem tinham poder masEnvolviam tambémOutros sistemas liberais.A imagem do bloco socialistaFicou conhecida como sendo a vilãPois causaram contendaAgora virou inimiga da coligação anglo-saxã.Gostaria de agradecerÀ professora IRACYPor dar- nos esta chancePor gostar de toda a classeE pela cultura que eu adquiri. O mundo globalizadoAntigamente era tudo diferenteNão existia patineteNem computadorE muito menos internet.Antes celularEra só para quem podeHoje é tal de tablet
  25. 25. Net book e ipod.Não estou entendendo nadaEstá tudo tão mudadoO mundo sem fronteirasTodo mundo atualizado.Hoje estou aquiPronta para falarO que você acha deste mundoComo está?Antes tudo era difícilHoje tudo es tá mais fácilNinguém está mais distanteTodo mundo es tá ligado.No meu mundo Onde eu viviaEra tudo muito bomHoje basta só um cliqueJá está no.com.Antes todo mundo brincavaDe equilibrar só de um péHoje tudo tá mudadoÉ fazer aula de balé.Nós éramos tão felizesTodo dia lia o bookHoje ninguém tem tempo maisPois está no facebook. Minha mãe linha gibisPra poder me acalentarMas não faz isso maisPois ela tem que estudar.Todo mundo brincavaDe passear na florestaHoje tudo é baladaCurtição e muita festa.Antes era meu amigo,Tudo bem eu vim te verHoje é meu mano,Tá ligado pode crer.Está tudo diferenteEstá tudo tão modernoNão acendem mais lareiraNas noites de inverno.
  26. 26. Mas para mim nada mudouEstá tudo como eraPrefiro colher floresQuando chegar a primavera.Destino cruelJamais feri alguémMas a vida insiste em me ferirCom seus atos de desprezoDeixa-me sempre deprimida.Nunca senti felicidadeE não sei como ela éJamais provei teu gostoPois ela sempre me rejeitou.A escuridão sempre me acolheA luz sempre se afastaA tristeza me abrigaE a alegria se despersa mais cedo.Meu destino vai ser sempre assimInimigo da felicidadeE companheiro da tristezaAmbos formam meu destino.Sou uma pobre infelizJá estou conformada Com a minha vida Não posso mudar o passadoPra tentar ser feliz no presente.Destino cruel que me faz refémPois não permite que eu seja felizOrdena que para sempreEu seja escrava da solidão. LIIPÍÍDEOS L P DEOSCOORDENAÇÃO:: PROF..ORQUÍÍÍDEA,,DE QUÍÍÍMIIICACOORDENAÇÃO PROF ORQU DEA DE QU M CA OORDENAÇÃO ROF RQU DEA DE QU M CAA nossa alimentação é importanteAs fontes de lipídiosInclui azeite, manteiga, abacate.
  27. 27. Nozes, amendoim, coco e chocolate.As gorduras são derivadasPredominantementeÁcido saturado apresenta-se na fase sólidaE também em condições ambiente.Precisamos comer alimentos sadiosQue nos causem bem-starPara não acumular gordurasE adquirir doenças que podem, nos matar.Os alimentos fornecem cerca de um terço de gordurasQue no organismo passam a circularE o restante é liberado das célulasQue é resultante do fluido biliar.Aqui fica um alerta tomem cuidado com gordurasExcessivas, escolham bem os alimentos.Para não ter que fazer dietas imprecisas.Nas nossas aulas de químicaOrquídea nos explica sobre lipídios e colesterol.Também nos fala o que é cetonaAldeído e fenol.(Larissa, Leilde, Patrícia, Maira, Geisiane, Cristiano) MINHA CANÇÃONa calada da noiteCom minha vida sem sentidoMinha jaqueta nas costasEu mais pareço um bandido.Com meu pensamento negativoMeu leque abanando a solidãoMinhas meias três quartosE tocando meu violão.Andando no meio do nadaTocando a minha cançãoQue é triste e sem graça Mas que vem do coração. A vida não sei por que Insiste em me bater Age sem pensar Só para triste me deixar. A letra da canção
  28. 28. Agarrei na minha mão Estava perdida no vento Com o formato de escuridão. Pobre violão Toca essa canção Que é triste e sem graça Mas que vem do coração.“O CRACK”O CRACK é uma drogaSem prestígio pode crêEla mata e destróiE por dentro te corrói.Quero fazer um pedidoPreste atenção minha amiga meu amigoNão caia nessa de usar drogaPara que não se torne um mendigo.O CRACK não é seu amigoEle só quer te derrotarNão caia em tentação‘Só esta pedra eu vou usar.’Quando experimenta umaNão tem como mais pararPois em apenas 12 segundosO seu cérebro vai afetar.Deixa-te velho e acabadoAgressivo , transtornadoSem amor à própria vidaVocê fica só e isolado.Acaba com seus sonhosDestrói a sua vidaDeixa-te sem amorRejeitada e perdida.O CRACK é compostoPelos ingredientes do malQuem usa garanteÈ sem açúcar e sem sal.Estou aqui para falarDe uma droga que pode matarQuem usa já está sabendoAonde vai parar.
  29. 29. Vamos ajudar a quem precisaDessa droga se livrarFazendo panfletos e cartazesE campanhas organizar.Essa é uma poesiaSem sentido pode serMas pode ser de grande ajudaPara quem um dia quer vencerEsse é nosso trabalhoQue fala sobre o CrackQue por sinal é um horrorMas foi passadoPela professora ORQUÍDEAQue tem o nome de uma flor. POEMAS DE THAINÁ RIBEIRO 3t / Professora Egídia Amor Incondicional Ah! Se eu fosse tão bela paa tentar te convencer; Que a partir daquele dia não vivo sem você. Se eu tivesse o brilho das estrelas e a suavidade das flores; Conseguiria conquistar mais de mil e um amores. Se eu tivesse você como Omar tem os golfinhos; Eu diria e sou o céu e você meu passarinho. Para escrever essa poesia pensei em você; Pois você sempre será a inspiração do meu viver. Lutar Coord. Professora Iracy Bispo que desenvolveu o projeto ‘ Motivando para Vencer.” A vida é difícil, mas não podemos desistir, Pois somos brasileiros e queremos progredir. Queremos buscar nossos sonhos, e lutarmos para ver, Por que somos inteligentes e queremos vencer. Obstáculos surgem, mas não podemos fraquejar, Porque a vida é curta e devemos lutar. Por maior que seja o problema não podemos desistir, Porque Deus está comigo e com Ele vou conseguir. Projeto Motivando para Vencer ! VIDA Oi, meu nome é Vida, quando o vi apaixonei. Para mim, ele ia me fazerfeliz, mas meus pais não aceitaram.
  30. 30. Mas mesmo assim, continuamos a nos encontrar, mas às escondidas. Porele abandonei amigos, minha família já não me importava mais. Ele para mim, mudaria minha vida, iria transformá-la em algo quesempre quis, mas que só acontecia em sonhos. Minha falta de interesse fez com que eu não buscasse, não lutassepara me transformar em uma pessoa digna. O tempo foi passando e as pessoas que diziam se preocupar comigo,falavam que ele não me fazia bem, que esse não era o caminho certo... maseu não acreditava! O tempo passou e hoje com 17 anos a minha vida mudou, não paramelhor. Hoje vivo nas ruas e não me reconheço mais, sou uma garota que deixeios meus sonhos para traz. E querem saber o nome dele que me fez tantomal? O CRACK. É! Hoje na cama de uma clínica, tentando vencer, deixo uma mensagempara você: NÃO BEBA, CURTA A VIDA DE MONTÃO. POIS COM CERTEZA SUA VIDA NÃO VAIVOLTAR NÃO. NO INÍCIO UMA CURTIÇÃO, NO FINAL UMA GRANDE DECEPÇÃO! DECEPÇÕES Tudo muda sem aviso. Mas a esperança é a última que morre, então aprenda com isso. Momentos ruins aparecem, mas não podemos desistir, isso faz parte ,depois voltaremos a sorrir. A vida não é um mar de rosas, sofremosdecepções. Aprenderemos com nossos erros para não machucar outroscorações. Não se importe com o tamanho do erro, muito menos com o problema. Como coração tudo se resolve e por amor tudo vale a pena. DOR DE AMOR O amor é uma dor, É um tédio sem remédio, É um prédio desabando, Igual a nós dois nos amando. É tristeza que não acaba É a saudade que me mata. Então, volta pra mim Não vê que estou aqui Sofrendo por ti Vem que te amarei ... sem fim. ERRO Olá! Sou o Erro. Às vezes decepciono as pessoas. Não que eu queira, minha mãe briga comigo... O nome dela é VIDA.
  31. 31. Ela diz que alguns só aprendem da forma mais dura. Mas não se preocupe,eu não causo muito mal. Pare e pense, eu apareço sem você menos perceber, será por quê? Deixe que eu vou responder, e que o estrago também faz você aprender. Por que eu não sirvo só para errar, eu também ensino você. Então deixe eu entrar, porque tenho certeza que você não vai searrepender por até com o erro vale a pena aprender. Poemas de Leilde Sousa Porto Professora: Egídia F. R. Lacerda GPS Hoje saí de casa Peguei minha mochila e meu violão Despedi-me do meu país Com dor no coração. O que mais me doeu Foi ver minha mãe chorar Ela disse: ‘ Filha, promete que um dia vai voltar!” Olhei dentro de seus olhos E Jurei que sim Abracei e disse: ‘ Mãe, você é tudo para mim. ‘ Eu bem que queria Continuar naquele lugar Mas tinha um sonho Que queria realizar. Queria conhecer o mundo Viajar sem destino Até encontrar Meu caminho. Vivo uma grande aventura Daquelas boas de recordar Ser feliz e levar minha música A quem quiser me escutar. Queria ser motivo De orgulho da minha família Ver as pessoas me aplaudindo E vibrando de alegria . Por enquanto Ainda sou uma turista
  32. 32. Tentando vencer na vida Virar uma grande artista. Completamente sozinha Meu GPS é o meu coração Sei que o caminho é longo Mas já encontrei a direção. Por enquanto ainda nesse avião Com destino a Nova York Que tudo dê certo Que eu encontre minha sorte. BORBOLETAS Eu amo as borboletas Suas asas coloridas Parecem um arco-íris Em volta das margaridas. Gosto de vê-las voando Sobre o céu Suas asas são tão leves Parecem feitas de papel. Borboleta, diga-me O que faz para ser tão bela? Com suas asas multicores Parece uma linda aquarela. Eu sei da sua sina Você já foi lagarta um dia Passou pela metamorfose E hoje nos traz alegria. Um dia uma borboleta Pousou no meu cabelo E eu disse para ela:Seja minha amiga, não tenha medo. De tempos em tempos Ela pousa na minha janela Dia desses andei pensando Não seria ela uma fadaMinha inspiração, ou uma donzela? LEITURA Quem aceita um café? Acompanhado de uma boa conversa Chame um amigo pra rodaVamos falar sobre o que interessa.
  33. 33. Nada melhor do que Uma boa poesia para nos emocionar E um belo conto Pra nos cativar . Vamos falar sobre um romance Ou sobre uma aventura A leitura dá asas à imaginação Mergulhe nas ondas da literatura. Que tal um poema Vamos falar de filosofia Eu gosto da combinação Amigos e poesia . Dê valor os livros A leitura é algo importante Este momento literário é pra Mostrar o quanto ler é interessante. Poema Apaixonado Ainda te amo Lembra daquele beijo Que você me deu? Será que de mim já se esqueceu? Se só queria diversão Por que não avisou Meu iludido coração? Eu que fiz tantos planos pra nós dois Sonhei em viver um grande amor Mas tudo não passouDe uma ilusão que me causou profunda dor. Ainda não estou pronta Pra poder te perdoar Não sei se um dia vou Esquecer o quanto me fez chorar. Mas um dia você vai se arrepender Tratou-me como um brinquedo Destruiu um sentimento b elo Só restou o medo. Amar é muito fácil Difícil mesmo é esquecer Ainda te amo e não sei o que fazer.
  34. 34. Quero Respostas Quem sou eu? Por que nasci? Qual o meu destino? Por que estou aqui? Será que sou especial? Ou uma garota qualquer? Só sou uma pateta Fantasiada de mulher... A sociedade de assusta Vivemos todos de fachada Cansei de olhar para os lados E enxergar pessoas mascaradas. Mentes fechadas e corações amargos Está na hora de quebrar tabus Ao invés de seguir as trevas Por que não seguir a luz? Somos seres humanos ou robôs? Até quando a mídia vai nos controlar? Abre os olhos e comece a questionar. O mundo te julga e te condena Será que o dinheiro é sinal de poder? Quere respostas... Quero entender... LEMBRANÇAS Ainda me lembro do seu sorriso As lembranças me atormentam Seu cheiro ainda está aqui Os devaneios só aumentam. Queria poder te tocar Novamente ouvir sua voz Dizendo que muito me ama Que ainda pensa em nós. Lembro-me de suas frases curtas Daquele seu olhar cativante Pensei que nosso amor iria durar Como o brilho de um diamanteMas tudo não passou de um sonho bom Agora estou sozinha e deprimida
  35. 35. Você foi embora para sempreDeixando-me profundamente ferida. Só me restaram as lembranças Suas fotos já rasguei Para tentar esquecer Que um dia te amei. Galeria de Fotos Professora Romária e os alunos do 2T Professora Romária e alunos do 2T1
  36. 36. A Professora Egídia, declamando uma poesia na Biblioteca .A Professora Mércia e sua filha Ivana, aluna da E. E. Cassiano Mendes.

×