Coragem Moral

1.174 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Coragem Moral

  1. 1. CORAGEM MORAL
  2. 2. Um dos requisitos exigidos por Jesus,como condição indispensável àquelesque pretendessem seguir-lhes aspegadas, é a coragem moral.
  3. 3. “Eu vos envio,disse Ele aos discípulos,como ovelhas no meio de lobos .”
  4. 4. Esta frase é bastante eloqüente e,por si só, define muito bem aposição dos cristãos na sociedadedo século.
  5. 5. “Sereis entregues aos tribunais porminha causa. Suportareisperseguições, açoites e prisão.Haverá delações entre os própriosirmãos. Atraireis o ódio de todos. Avossa vida correrá iminente risco acada instante.”
  6. 6. “Todavia, não temais, pois até oscabelos de vossas cabeças estãocontados. Nenhum receio deveister dos homens, cujo poder não vaialém do vosso corpo. Portanto,nada de temores.”
  7. 7. “Nada há encoberto que não seja descoberto;nada há oculto que se não venha a saber. Porisso, aquele que me confessar diante doshomens; eu o confessarei diante de meu Paicelestial; e o que me negar diante dos homens,eu o negarei perante meu Pai que estás nosCéus.” (Mateus, 10: 16 a 33)
  8. 8. Tais expressões são de total clareza.Para ser cristão, é preciso coragem,ânimo forte, atitude varonil.“ Seja o teu falar:sim, sim; não, não. ”
  9. 9. Não há lugar para composturasdúbias, indecisas, oscilantes.O crente em Cristo deve possuirconvicção inabalável, têmpera rija,caráter positivo e franco.
  10. 10. Entre as virtudes não háincompatibilidade.A mansidão, a sensatez e a humildadesão predicados que podem (e devem)coexistir com a energia, com aintrepidez, com o heroismo.
  11. 11. Deus é infinitamentemisericordioso e, ao mesmo tempo,é infinitamente justo.O caráter do cristão há de serforjado de aço e de ouro.
  12. 12. “ Ouro sobre aço sejam a tua vontade ea tua conduta.Sobre o aço do teu pensamento há deluzir o arabesco de ouro das formaspuras e gentis.Ouro e aço será tua vida, serão teuspropósitos, serão teus atos”
  13. 13. Inércia, indiferença e marasmo nãosão expressões de bondade.
  14. 14. Entre o bem e o mal, a verdade e aimpostura, a justiça e a iniqüidadenão há lugar para acomodaçõesnem para neutralidade.Passividade não é virtude.
  15. 15. O cristão se define sempre em taisconjunturas, confessando o seuMestre.“ Ninguém pode servir a doissenhores.”Que relação pode haver entre Jesuse Baal?
  16. 16. “ Não sejais escravos dos homensnem das paixões; não sejais,igualmente, nem parasitas, nembajuladores, nem mendigos”
  17. 17. É a covardia moral que faz o homemescravizar-se a outros homens; que ofaz o escravo de vícios repugnantes ede paixões vis.É ainda por fraqueza e covardia queo homem bajula, mendiga e setorna parasita.
  18. 18. Sem boa dose de coragem(porque não dizer audácia),o homem não cumpre o dever emenos ainda consegue sair-se bemdas emergências da vida.
  19. 19. Os altos problemas da Vida,consubstanciados na sentençaevangélica- Sede perfeitos como vosso Paicelestial é perfeito -requerem ânimo forte e vontadeirredutível para serem solucionados.
  20. 20. Não é fugindo aos perigos e ásdificuldades que o homem há devencê-las; é enfrentando-as.
  21. 21. A coragem moral é a primeiravirtude do homem de fé.Cumpre, porém, não confundir averdadeira coragem com atitudesviolentas e perigosas. A coragemnada tem em comum com atemeridade.
  22. 22. A coragem moral é serena e íntima.Não se ostenta em bracejos, ougesticulações espetaculosas, nem emvozeios e frases ameaçadoras eofensivas.
  23. 23. Revela-se antes em suportar do queem repelir a ofensa recebida.Energia não significa agressividade.Ser franco não é ser ferino, nem,sequer, contundente.
  24. 24. Quanto maior é a coragem, tantomais calmo age o indivíduo.A consciência do valor próprio,aliada à fé no Supremo Poder, faz ohomem tolerante e sofrido, pacientee tranqüilo.
  25. 25. Tal foi a atitude de Jesus diante dasconjunturas mais embaraçosas desua vida terrena.Suportou todas as tribulações,conservando imaculada e intangívela pureza do alto ideal por que sebateu até ao extremo sacrifício.
  26. 26. Tal é a coragem de que precisamrevestir-se os seus discípulos de hoje,como souberam fazer os discípulosdo passado.
  27. 27. Provemos em nós mesmos, com atransformação radical de nossocaráter, a eficiência e o poder deJesus Cristo, como redentor dahumanidade, como libertador dohomem, mediante o exemplo dacoragem moral que nos legou comoherança preciosa.

×