O Grão de Trigo
“Em verdade, em verdade vos digo:Se o grão de trigo caído na terranão morrer, fica só;mas, se morrer, dá muito fruto.”(Joã...
Jesus compreendia perfeitamente anecessidade de se sacrificar peloideal que encarnara, para que esseideal vingasse e fruti...
A semente, para proliferar, há dedar-se a si mesma em holocausto.Enquanto a semente se mantiverilesa, em estado integral, ...
A semente para que entre em ação éindispensável o sacrifício.Quando a semente desaparece,imolada no seio da terra, éprecis...
A cova não se fecha sobre ela senãopara se abrir em seguida, a fim dede a restituir centuplicada.
Tal é o que se passa com o homem.Para que ele dê o que de melhorencerra, é necessário dispor-se aosacrifício de sua person...
Enquanto a personalidade não seoferece em holocausto, os altospoderes do espírito jazemimprodutivos, no estado de simplesg...
No fundo de nossas almas estãoescondidos tesouros inestimáveis.O personalismo nos impede que nosapossemos desses bens.O eg...
Imaginemos a semente sempreresguardada de toda e qualquerinfluência, mantida em perpétuoestado de conservação.Que utilidad...
Donde vem o valor da sementesenão de sua intrínsecapropriedade de germinação?E como promover este fenômenosem a sacrificar?
Mas ponderemos: a semente quefrutifica seria, porventura,aniquilada?De modo algum.
Apenas a aparência foi desfeita; aessência, a vida, porém, até entãoembaraçada e oculta na forma,transfundiu-se no broto, ...
Eis a imagem do homem.Enquanto ele permaneceegoisticamente encastelado em seupersonalismo, nada pode produzirde elevado ou...
À medida, porém, que vai seresolvendo dar-se em sacrifíciopelas causas nobres, transforma-senuma fonte perene de bênçãos p...
“Quem quer ganhar a vida,perdê-la-á;quem se dispuser a perder a vidapor amor do Evangelho,ganhá-la-á.”
É indispensável transformarmosnosso “eu”: de tal depende todobem presente e futuro.Não há sacrifício perdido: domenor ao m...
Ofertemos, pois, em holocausto, nossasvaidades, nossas ambições, nossopersonalismo e nossa própria vida, setanto for preci...
Sejamos como o grão de trigo que,morrendo, produz muito fruto.
Grão de Trigo
Grão de Trigo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Grão de Trigo

379 visualizações

Publicada em

Palestra do dia 09/04/2011

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Grão de Trigo

  1. 1. O Grão de Trigo
  2. 2. “Em verdade, em verdade vos digo:Se o grão de trigo caído na terranão morrer, fica só;mas, se morrer, dá muito fruto.”(João, 12:24)
  3. 3. Jesus compreendia perfeitamente anecessidade de se sacrificar peloideal que encarnara, para que esseideal vingasse e frutificasse.
  4. 4. A semente, para proliferar, há dedar-se a si mesma em holocausto.Enquanto a semente se mantiverilesa, em estado integral, os germesque encerra permanecerãolatentes, inativos.
  5. 5. A semente para que entre em ação éindispensável o sacrifício.Quando a semente desaparece,imolada no seio da terra, éprecisamente quando a vida surgedesse aparente aniquilamento, emlargos e francos borbotões.
  6. 6. A cova não se fecha sobre ela senãopara se abrir em seguida, a fim dede a restituir centuplicada.
  7. 7. Tal é o que se passa com o homem.Para que ele dê o que de melhorencerra, é necessário dispor-se aosacrifício de sua personalidade.
  8. 8. Enquanto a personalidade não seoferece em holocausto, os altospoderes do espírito jazemimprodutivos, no estado de simplesgermes, como as propriedadesocultas no âmago da semente.
  9. 9. No fundo de nossas almas estãoescondidos tesouros inestimáveis.O personalismo nos impede que nosapossemos desses bens.O egoísmo – misto de orgulho eambição, escravizando-nos às coisasexternas , não nos deixa tempo parasondarmos nosso interior.
  10. 10. Imaginemos a semente sempreresguardada de toda e qualquerinfluência, mantida em perpétuoestado de conservação.Que utilidade teria ?
  11. 11. Donde vem o valor da sementesenão de sua intrínsecapropriedade de germinação?E como promover este fenômenosem a sacrificar?
  12. 12. Mas ponderemos: a semente quefrutifica seria, porventura,aniquilada?De modo algum.
  13. 13. Apenas a aparência foi desfeita; aessência, a vida, porém, até entãoembaraçada e oculta na forma,transfundiu-se no broto, no caule,no tronco donde pendem ramosfrondosos ostentando belas flores esazonados frutos.
  14. 14. Eis a imagem do homem.Enquanto ele permaneceegoisticamente encastelado em seupersonalismo, nada pode produzirde elevado ou digno de nota.
  15. 15. À medida, porém, que vai seresolvendo dar-se em sacrifíciopelas causas nobres, transforma-senuma fonte perene de bênçãos parasi e para outrem.
  16. 16. “Quem quer ganhar a vida,perdê-la-á;quem se dispuser a perder a vidapor amor do Evangelho,ganhá-la-á.”
  17. 17. É indispensável transformarmosnosso “eu”: de tal depende todobem presente e futuro.Não há sacrifício perdido: domenor ao maior, todos trazemconseqüências proveitosas àevolução de nosso espírito.
  18. 18. Ofertemos, pois, em holocausto, nossasvaidades, nossas ambições, nossopersonalismo e nossa própria vida, setanto for preciso, para que de nossointerior resplandeça a Luz divina que alise esconde; para que nossas almaspossam refletir, como límpidos cristais, aimagem santa de Deus a cuja semelhançafomos criados.
  19. 19. Sejamos como o grão de trigo que,morrendo, produz muito fruto.

×