Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos

9.301 visualizações

Publicada em

Aula ministrada pelo Ev. Natalino das Neves - Programa IEADSJP_EBDTV
IEADSJP - Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais
Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva
Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana
Co-Pastor da Sede: Josué Barros Abreu
Sup. EBD-Sede: Ev. Ismael Nascimento de Oliveira

Publicada em: Educação
8 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.345
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
8
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 1 - O Valor dos Bons Conselhos

  1. 1. LIÇÕES BÍBLICAS - CPAD 4º TRIMESTRE DE 2013 Lição 1 06 de outubro de 2013 O VALOR DOS BONS CONSELHOS Prof. Ms. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br
  2. 2. ACESSE O VÍDEO COM OS COMENTÁRIOS REFERENTE A ESTE ARQUIVO EM UM DOS ENDEREÇOS ABAIXO: www.redemaoamiga.com.br www.natalinodasneves.blogspot.com.br SUGESTÃO: 1) Assista o vídeo; 2) Baixe este arquivo; 3) Assista novamente o vídeo, acompanhando com este arquivo de slides.
  3. 3. REFERÊNCIA TEXTO/TEMA Texto áureo Lições Bíblicas CPAD “O temor do SENHOR é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução” (Pv 1.7). Verdade prática Lições Bíblicas CPAD “Provérbios e Eclesiastes são verdadeiras pérolas da sabedoria divina para o nosso bom viver”.
  4. 4. LEITURA BÍBLICA – Pv 1:1-6 1 - Provérbios de Salomão, filho de Davi, rei de Israel. 2 - Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem as palavras da prudência; 3 - para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a equidade; 4 - para dar aos simples prudência, e aos jovens conhecimento e bom siso; 5 - para o sábio ouvir e crescer em sabedoria, e o instruído adquirir sábios conselhos; 6 - para entender provérbios e sua interpretação, como também as palavras dos sábios e suas adivinhações.
  5. 5. OBJETIVOS PROPOSTOS* Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: 1. Conhecer o conceito geral dos livros de Provérbios e Eclesiastes.* 2. Identificar as fontes da sabedoria dos sábios antigos.* 3. Compreender o propósito da sabedoria ensinada em Provérbios e Eclesiastes.* 4. Aplicar na sua prática diária o conteúdo aprendido. * Objetivos propostos na revista Lições Bíblicas da CPAD.
  6. 6. INTRODUÇÃO • Neste trimestre estudaremos parte da literatura sapiencial judaica (conselhos para a vida). • Conselhos que continuam atuais e relevantes para a vida. • Quem nunca ouviu um provérbio popular? • 25% da Bíblia foi escrita em forma de poesia. • Neste trimestre estudaremos os conselhos contidos nos livros de Provérbio e Eclesiastes.
  7. 7. I. JOIAS DA LITERATURA SAPIENCIAL
  8. 8. I. JOIAS DA LITERATURA SAPIENCIAL 1. O livro de Provérbios : • Salomão, um dos autores. Vários autores e ambientes históricos diferentes. Seis séculos? • A Bíblia diz que Salomão compôs "três mil provérbios, e foram os seus cânticos mil e cinco" (1 Rs 4.32). • Fazia uso de alguns dos provérbios de outros autores (Pv 24.23). • Costumes e tradições no âmbito da monarquia, relacionamento familiar, relacionamento entre pessoas de classes diferentes, papel da mulher e dos jovens na sociedade, entre outros.
  9. 9. I. JOIAS DA LITERATURA SAPIENCIAL 2. O livro de Eclesiastes: • Também conhecido por Coelet ou Qoheleth (título original que é intraduzível). • Ele se apresenta como um discurso usado em assembleias ou templos. Gênero literário: poesia e prosa. • Autoria de Salomão? (Ec 1:2; 7:27 na 3ª pessoa; palavras persas; hebraico moderno, condições históricas). • Um livro cético? Pessimismo e preocupação excessiva com a morte. Mas,... • Apresenta uma sabedoria simples e franca nas fronteiras da vida.
  10. 10. I. JOIAS DA LITERATURA SAPIENCIAL 2. O livro de Eclesiastes: • Não se pode exigir a felicidade como algo obrigatório. • O autor apresenta Deus como o Criador, o Soberano e como a Sabedoria Inescrutável. • Deus não pode ser culpado pela falhas dos seres humanos. • Quanto mais a pessoa se apega as coisas, mais difícil é superar sua perda. • O autor usa o estilo dialético, descontrói para depois construir, afirma e em seguida contesta. • Grandes temas: vaidade e morte, Tempo adequado para todas as coisas, alegoria da velhice.
  11. 11. Aplicação prática Como está sua vida profissional, familiar, conjugal e espiritual? O quanto tem se apegado às coisas? Sua vida tem valido a pena ser vivida?
  12. 12. II. A SABEDORIA DOS ANTIGOS
  13. 13. II. A SABEDORIA DOS ANTIGOS 1. A inteligência dos sábios: • As "Palavras dos Sábios" (Pv 22.17; 24.23). • Cidades-Estado e as escola dos escribas. • Sábios anônimos, funcionários de Ezequias, Agur, Lamuel, entre outros. • O foco dos escritos sapienciais é a experiência da vida cotidiana, uma mensagem mais pessoal do que os demais livros bíblicos. • Principio básico da doutrina sapiencial: busca do sentido da vida e felicidade.
  14. 14. II. A SABEDORIA DOS ANTIGOS 2. A sabedoria de Salomão: • Quando Davi conquistou Jerusalém, uma cidade- Estado, herda o grupo de escribas e burocratas existentes. Salomão amplia... • A literatura sapiencial tomou forma no reinado de Salomão, que representava o ideal do homem sábio para a tradição judaica (visão patronal). • Salomão os sobrepujou demais sábios em sabedoria (1 Rs 4.29-31). • Com a monarquia a sabedoria foi tomada da mão do povo e das famílias e transferida aos líderes monárquicos e religiosos.
  15. 15. Aplicação prática O sábio Salomão também cometeu falhas? Você tem buscado o sentido da vida?
  16. 16. III. AS FONTES DA SABEDORIA
  17. 17. III. AS FONTES DA SABEDORIA 1. A sabedoria popular: • Contexto do Antigo Oriente (Mesopotâmia, Palestina e Egito). • Clãs familiares – origens de códigos legais e normas que orientavam a vida em comunidade. • Este processo produziu um rico repositório de parábolas e de provérbios, narrativas orais e escritas destinadas a instruir a geração mais jovem. • Salomão apresenta máximas populares para compor os seus Provérbios (Pv 22.17; 24.23).
  18. 18. III. AS FONTES DA SABEDORIA 2. A sabedoria divina: • Deus é o dono da sabedoria. • Deus dá inteligência aos homens para que estes possam analisar as situações da vida.
  19. 19. Aplicação prática A sabedoria sapiencial dava uma grande importância à família, e você? Como está sua família? Quais são as regras que regem a vida em seu lar?
  20. 20. IV. O PROPÓSITO DA SABEDORIA
  21. 21. IV. O PROPÓSITO DA SABEDORIA 1. Valores éticos e morais: • Um conjunto de valores éticos e morais que revelam o propósito desses conselhos. • Alguns temas importantes: instrução; prudência; justiça, o juízo e a equidade; sensatez; saber ouvir; adquirir sábios conselhos; dentre outros.
  22. 22. IV. O PROPÓSITO DA SABEDORIA 2. Valores espirituais: • “O temor do Senhor é o princípio da ciência; somente os loucos desprezam a sabedoria e a instrução" (Pv 1.7).
  23. 23. Aplicação prática Você tem vivido sua vida de maneira sábia? Tem valorizado os valores éticos, morais e espirituais?
  24. 24. CONSIDERAÇÕES FINAIS)
  25. 25. CONSIDERAÇÕES FINAIS Nesta lição aprendemos que: 1. Nem tudo que se atribui a Salomão foi ele que escreveu. 2. A literatura sapiencial aponta para as experiências da vida diária, em busca do sentido da vida. 3. A família tem um papel fundamental. 4. Por meio de provérbios são ensinados valores éticos, morais e espirituais.
  26. 26. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CERESKO, Anthony R. A Sabedoria no Antigo Testamento. São Paulo: Paulus, 2004. ELLIS, Percy E. Os provérbios de Salomão: a sabedoria dos reis a disposição do homem moderno. Rio de Janeiro: CPAD, 10986. KIDNER, Derek. A Mensagem de Eclesiastes. São Paulo: ABU, 2004. NEVES, Natalino das. Livros Poéticos. Curitiba: Editora Unidade, 2011. NICCACCI, Alviero. A Casa da Sabedoria: vozes e rostos da sabedoria bíblica. São Paulo: Paulinas, 1997.
  27. 27. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS RAVASI, Gianfranco. Coélet. São Paulo: Edições Paulinas, 1993. RENDTORFF, Rolf. Antigo Testamento: uma introdução. São Paulo: Editora Academia Cristã, 2009. SCHWANTES, Milton. Sentenças e Provérbios: sugestões para a interpretação da Sabedoria. São Leopoldo: Editora Oikos, 2009. STORNIOLO, Ivo. Trabalho e Felicidade: O Livro do Eclesiastes. São Paulo: Paulus, 2002.
  28. 28. IEADSJP – Igreja Evangélica Assembleia de Deus de São José dos Pinhais www.adsaojosedospinhais.com.br www.redemaoamiga.com.br Pr. Presidente: Ival Teodoro da Silva Pr. Vice-Presidente: Eurico Deraldo Santana Co-pastor da sede: Josué Barros Abreu Sup. da EBD: Ev. Ismael Nascimento Oliveira Comentários: Ev. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br natalino6612@gmail.com (41) 8409 8094 / 3076 3589

×