SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Lista de exercícios pH e soluções-tampão (II)
GABARITO
1. Qual é o pH de uma solução que tem [H+
] de:
a) 1,75 x 10-5
mol/L
Resposta:
pH = -log 1,75 x 10-5
pH = 4,76
b) 6,5 x 10-10
mol/L
pH = 9,19
c) 1,0 x 10-4
mol/L
pH = 4
2. Qual é a concentração de H+
de uma solução com pH de:
a) 3,82
Resposta:
pH = - log [H+
]
3,82 = -log[H+
]
ou
3,82 = log 1/[H+
]
1/[H+
]=103,82
1/[H+
] = 6606
[H+
] = 1,51 x 10-4
mol/L
b) 11,11
Resposta:
[H+
] = 7,76 x 10-12
3. Calcule o pH de uma solução preparada pela diluição de 3 mL de HCl 2,5 mol/L até um volume final de 100
mL com água destilada.
Resposta:
Em 3 mL de solução de HCl 2,5 mol/L temos:
2,5 mol — 1000 mL
x mol — 3 mL
Ou seja, em 3 mL, existem 0,0075 mol de HCl.
Esta quantidade será diluída a 100 mL de água. Ou seja, após a diluição, a nova concentração molar (molL)
será:
0,0075 mol de HCl — 100 mL
X mol — 1000 mL
X = 0,075 mol/L
Como o HCl é um ácido forte e se dissocia 100 % em água, podemos considerar que a [H+
] será também igual
à 0,075 mol/L.
Por isso, é só aplicar na equação do pH:
pH = -log 0,075
pH = 1,12
4. Qual das soluções aquosas seguintes tem o menor pH:
a) 0,1 mol/l de HCl (ácido forte)
b) 0,1 mol/L de ácido acético (pKa = 4,76, Ka = 1,8 x 10-5
)
c) 0,1 mol/L de ácido fórmico (pKa = 3,75, Ka = 1,8 x 10-4
)
Resposta:
Os valores de pH das soluções são:
a) HCl – ácido forte, ou seja, a concentração de [H+
] é igual à concentração do ácido. Então:
pH = - log 0,1
pH = 1
b) Ácido acético é um ácido fraco. Para calcular o pH da solução, precisamos utilizar a equação do Ka:
Ka = [H+
][CH3COO-
]/[CH3COOH]
Considerando que após ser atingido o equilíbrio as concentrações destas espécies possam ser escritas como:
CH3COOH ↔ CH3COO-
+ H+
(0,1 mol/L –x) x x
Como a concentração do ácido (0,1 mol/l) é muito maior do que sua dissociação, podemos desconsiderar a
diminuição desta concentração em função de x. Ou seja, substituindo na equação do Ka:
Ka = x.x/0,1 → 1,8. 10-5
= x2
/0,1 → X2
= 1,8. 10-5
. 0,1 → X = 0,0013
X = [H+
] = 0,0013 mol/L
Aplicando na fórmula do pH:
pH = - log 0,0013
pH = -log 0,0013 → pH = 2,87
c) O ácido fórmico também é um ácido fraco. Basta aplicar o mesmo raciocínio do exercício anterior (letra b),
utilizando o valor de Ka para o ácido fórmico.
pH = 1,88
Ou seja, levando em consideração todos estes cálculos, a solução de HCl 0,1 mol/L teria menor pH.
5. Qual é o ácido e qual é a base conjugada em cada um dos pares abaixo:
a) RCOOH (ácido); RCOO—
(Base conjugada)
b) H2PO4
—
(Base conjugada); H3PO4(ácido)
c) RNH2 (Base conjugada); RNH3
+
(ácido)
d) H2CO3(ácido); HCO3
—
(Base conjugada)
6. O ácido fosfórico (H3PO4) é um ácido triprótico e possui três valores de pKa (pKa1= 2,14; pKa2= 6,86; pKa3=
12,4). Qual é a razão molar de HPO4
-2
e H2PO4
-
que produziria um a solução de pH 7,0? Dica: somente um dos
valores de pKa é relevante.
Resposta: Em pH 7,0 todas as moléculas do ácido fosfórico estarão na forma de HPO4
-2
e H2PO4
-
, o que
corresponde à segunda dissociação deste ácido, ou seja, devemos utilizar o pKa2 = 6,86.
Uitilizaremos a equação de Henderson-Hasselbach:
pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido]
Substituindo:
7,0 = 6,86 + log [HPO4
-2
]/[ H2PO4
-
]
7,0 – 6,86 = log [HPO4
-2
]/[ H2PO4
-
]
log [HPO4
-2
]/[ H2PO4
-
] = 0,14
[HPO4
-2
]/[ H2PO4
-
] = 100,14
[HPO4
-2
]/[ H2PO4
-
] = 1,38
7. Uma determinada reação produz 0,01 mol/L de H+
. Calcular o pH final quando esta reação se processa em 1
litro de:
a) H2O
Resposta: Neste caso, a concentração de [H+
] da solução será de 0,01 mol/L e o pH da solução será:
pH = - log[H+
]
pH = -log 0,01
pH = 2
b) Uma solução 0,11 mol/L de histidina com pH 7,04 (pKa da histidina 6,04).
Resposta: Primeiramente precisamos calcular as concentrações do ácido e da base conjugada da histidina
em pH 7,04. Em pH = 7,04 a razão entre a concentração do ácido e da base conjugada da histina é:
pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido]
7,04 = 6,04 = log[base conjugada]/[ácido]
[base conjugada]/[ ácido] = 101
Ou seja, neste pH, temos que:
1) [base conjugada] = 10[ácido]
Como também sabemos que:
2) [base conjugada] + [ácido] = 0,11 mol/L (que é a concentração do tampão dada no enunciado)
Substituindo o termo [base conjugada] por 10[ácido] da equação 1 na equação 2:
10[ácido] + [ácido] = 0,11 mol/L
11[ácido] = 0,11
[ácido] = 0,11/11
[ácido] = 0,01 mol/L
Consequentemente, a [base conjugada] = 0,1 mol/L.
Agora, precisamos calcular quais seriam as novas concentrações destas espécies após a adição de H+
(0,01mol/L). O H+
irá reagir com a base conjugada, formando o ácido não dissociado. Ou seja, neste caso, a
base conjugada será consumida (sua concentração irá diminuir em 0,01 mol/L) e o ácido irá aumentar sua
concentração (em 0,01 mol/L):
[base conjugada] = 0,1 – 0,01 = 0,09 mol/L
[ácido] = 0,01 + 0,01 = 0,02 mol/L
Para finalizar é só utilizar estas novas concentrações para calcular o pH da solução, utilizando a equação de
Henderson-Hasselbach:
pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido]
pH = 6,04 + log 0,09/0,02
pH = 6,04 + log 4,5
pH = 6,69
Ou seja, neste caso, o pH iria diminuir de 7,04 para 6,69.
8. Temos uma solução tampão formada por Ácido acético 0,10 M e Acetato de sódio 0,10M. Dado: pKa =
4,76
a) Calcule o pH desta solução.
Resposta:
Neste caso, temos soluções equimolares de um ácido fraco (ácido acético) e um sal deste ácido fraco
(acetato de sódio). O acetato de sódio se dissocia totalmente em água formando o ânion acetato, que é
a base conjugada do ácido acético.
Ou seja, para calcular o pH, basta aplicar na equação de Henderson-Hasselbach:
pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido]
pH = 4,76 + log 0,1/0,1
pH = 4,76 + log 1
pH = 4,76 + 0
pH = 4,76
b) Calcule o pH da solução quando a 1 litro dela se adiciona 1 ml de NaOH 5 mol/L.
Em 1 mL de NaOH temos:
5 mols — 1000 mL
X mol — 1 mL
X = 0,005 mol de NaOH em 1 mL
A adição de NaOH (OH-
) na solução consome H+
do meio, sendo que o ácido acético irá se dissociar para
repor estes prótons (H+
). Ao se dissociar, o ácido acético forma acetato + H+
. Ou seja, neste caso, após a
adição de NaOH ao meio, a concentração do ácido acético irá diminuir em 0,005 mol/L e a concentração
do acetato irá aumentar em 0,005 mol/L:
[ácido acético] = 0,1 - 0,005 = 0,095 mol/L
[base conjugada] = 0,1 + 0,005 = 0,105
Calculando o novo pH da solução:
pH = pKa + log [acetato]/[ácido acético]
pH = 4,76 + log 0,105/0,095
pH = 4,76 + log 1,1
pH = 4,76 + 0
pH = 4,8
c) Calcule o pH da solução quando a 1 litro dela se adiciona 1 mL de HCl 5 mol/L .
Em 1 mL de HCl temos:
5 mols — 1000 mL
X mol — 1 mL
X = 0,005 mol de HCl em 1 mL
A adição de HCl na solução libera H+
no meio. O H+
irá reagir com a base conjugada (acetato), formando o
ácido não dissociado (ácido acético). Ou seja, neste caso, a base conjugada será consumida (sua
concentração irá diminuir em 0,005 mol/L) e o ácido irá aumentar sua concentração (em 0,005 mol/L):
[acetato] = 0,1 – 0,005 = 0,095 mol/L
[ácido acético] = 0,1 + 0,005 = 0,105 mol/L
Calculando o novo pH da solução:
pH = pKa + log [acetato]/[ácido acético]
pH = 4,76 + log 0,095/0,105
pH = 4,76 + log 0,9
pH = 4,71
9. Deseja-se preparar uma solução-tampão para ser utilizada em experiências com uma enzima que tem
atividade máxima constante de pH 4,2 a 6,0. Dispõe-se das seguintes soluções de mesma molaridade: HCl,
NaOH, Cloreto de amônio (pKa= 9,3), ácido fórmico (pKa= 3,7), ácido lático (pKa= 3,9), ácido propiônico (pKa
4,8) e ácido fosfórico (pKa1= 2,14; pKa2= 6,86; pKa3= 12,4).
a) Qual seria o melhor tampão para este experimento?
Resposta: Ácido propiônico, pois sua faixa de tamponamento vai de 3,8 a 5,8, o que engloba quase que
totalmente a faixa de pH onde a enzima tem atividade máxima.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 8 quimica analitica
Aula 8 quimica analitica Aula 8 quimica analitica
Aula 8 quimica analitica Danilo Alex
 
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01Amanda Guimarães
 
Equilíbrio parte2
Equilíbrio parte2Equilíbrio parte2
Equilíbrio parte2iqscquimica
 
Equilíbrio Iônico
Equilíbrio IônicoEquilíbrio Iônico
Equilíbrio IônicoPaulo Filho
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercíciosadelinoqueiroz
 
Equilibrio ionico quimico_2014
Equilibrio ionico quimico_2014Equilibrio ionico quimico_2014
Equilibrio ionico quimico_2014André Medeiros
 
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIAulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIiqscquimica
 
Exercícios de-hidrólise-lista-3
Exercícios de-hidrólise-lista-3Exercícios de-hidrólise-lista-3
Exercícios de-hidrólise-lista-3Julyanne Rodrigues
 
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosas
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosasO produto iônico da água e o p h das soluções aquosas
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosasRobson Ricards
 
Ph e solução do tampão
Ph e solução do tampãoPh e solução do tampão
Ph e solução do tampãoGabi Campos
 

Mais procurados (19)

Aula 8 quimica analitica
Aula 8 quimica analitica Aula 8 quimica analitica
Aula 8 quimica analitica
 
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01
Aulaequilbrioquimico02 121023135234-phpapp01
 
Equilíbrio parte2
Equilíbrio parte2Equilíbrio parte2
Equilíbrio parte2
 
Solução tampão
Solução tampãoSolução tampão
Solução tampão
 
Equilibrio iônico
Equilibrio iônicoEquilibrio iônico
Equilibrio iônico
 
Volumetria de neutralizacao
Volumetria de neutralizacaoVolumetria de neutralizacao
Volumetria de neutralizacao
 
Equilíbrio Iônico
Equilíbrio IônicoEquilíbrio Iônico
Equilíbrio Iônico
 
11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios11ºano - Quimica Exercícios
11ºano - Quimica Exercícios
 
Equilibrio ionico quimico_2014
Equilibrio ionico quimico_2014Equilibrio ionico quimico_2014
Equilibrio ionico quimico_2014
 
Equilibrio acido base
Equilibrio acido baseEquilibrio acido base
Equilibrio acido base
 
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte IIAulas de Equilíbrio químico - Parte II
Aulas de Equilíbrio químico - Parte II
 
Exercícios de-hidrólise-lista-3
Exercícios de-hidrólise-lista-3Exercícios de-hidrólise-lista-3
Exercícios de-hidrólise-lista-3
 
Acidosbasestitulacao
AcidosbasestitulacaoAcidosbasestitulacao
Acidosbasestitulacao
 
EquilíBrio IôNico
EquilíBrio IôNicoEquilíBrio IôNico
EquilíBrio IôNico
 
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosas
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosasO produto iônico da água e o p h das soluções aquosas
O produto iônico da água e o p h das soluções aquosas
 
Reacoes Quimicas II
Reacoes Quimicas IIReacoes Quimicas II
Reacoes Quimicas II
 
Ph e solução do tampão
Ph e solução do tampãoPh e solução do tampão
Ph e solução do tampão
 
Lista 2 ph e poh
Lista 2   ph e pohLista 2   ph e poh
Lista 2 ph e poh
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 

Semelhante a Lista de exercicios p h e solucoes ii resolucoes

Soluções tampão
Soluções tampãoSoluções tampão
Soluções tampãoLuis Ribeiro
 
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdf
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdfSlide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdf
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdfMaykonSilva38
 
Acido - Base Escola Agrária.pdf Apresentação
Acido - Base Escola Agrária.pdf ApresentaçãoAcido - Base Escola Agrária.pdf Apresentação
Acido - Base Escola Agrária.pdf ApresentaçãoLuciliaPereira15
 
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16Liceu dos Mosteiros
 
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagre
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagrePadronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagre
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagreRodrigo Henrique
 
ácido base
ácido baseácido base
ácido baseFersay
 
Aula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula práticaAula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula práticaCARLOSEDUARDOSALESDA
 
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4Ivys Antônio
 
Texto nº 3 Volumetria de Neutralização
Texto nº 3   Volumetria de NeutralizaçãoTexto nº 3   Volumetria de Neutralização
Texto nº 3 Volumetria de NeutralizaçãoMarta Pinheiro
 
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptx
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptxaula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptx
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptxSilvaAdrianny
 
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docxResolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docxRômulo Alexandrino Silva
 
aula teorica_20_5 (1).pptx
aula teorica_20_5 (1).pptxaula teorica_20_5 (1).pptx
aula teorica_20_5 (1).pptxsintiasousa3
 

Semelhante a Lista de exercicios p h e solucoes ii resolucoes (20)

Soluções tampão
Soluções tampãoSoluções tampão
Soluções tampão
 
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdf
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdfSlide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdf
Slide sobre Equilíbrio Iônico Aquoso e Tampão.pdf
 
Acido - Base Escola Agrária.pdf Apresentação
Acido - Base Escola Agrária.pdf ApresentaçãoAcido - Base Escola Agrária.pdf Apresentação
Acido - Base Escola Agrária.pdf Apresentação
 
Folha 18 aula p h e poh
Folha 18 aula p h e pohFolha 18 aula p h e poh
Folha 18 aula p h e poh
 
Equílibrio ácido base pronto cópia
Equílibrio ácido   base pronto cópiaEquílibrio ácido   base pronto cópia
Equílibrio ácido base pronto cópia
 
Titulação 2014
Titulação 2014Titulação 2014
Titulação 2014
 
Aula pratica 3
Aula pratica 3Aula pratica 3
Aula pratica 3
 
02.acido base
02.acido base02.acido base
02.acido base
 
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
 
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagre
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagrePadronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagre
Padronização de H2SO4 e H3PO4 e teor vinagre
 
ácido base
ácido baseácido base
ácido base
 
Aula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula práticaAula pHmetria apresentação da aula prática
Aula pHmetria apresentação da aula prática
 
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
 
Texto nº 3 Volumetria de Neutralização
Texto nº 3   Volumetria de NeutralizaçãoTexto nº 3   Volumetria de Neutralização
Texto nº 3 Volumetria de Neutralização
 
Prática 01
Prática 01Prática 01
Prática 01
 
Solucao tampao
Solucao tampaoSolucao tampao
Solucao tampao
 
Solucao tampao.ufpr
Solucao tampao.ufprSolucao tampao.ufpr
Solucao tampao.ufpr
 
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptx
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptxaula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptx
aula-4-Volumetria-de-Neutralização-alunos-2011.12.pptx
 
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docxResolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
 
aula teorica_20_5 (1).pptx
aula teorica_20_5 (1).pptxaula teorica_20_5 (1).pptx
aula teorica_20_5 (1).pptx
 

Mais de Maria Joao Sargento

Mais de Maria Joao Sargento (10)

3. leya prova modelo 2021 enunciado + resolução
3. leya prova modelo 2021 enunciado + resolução3. leya prova modelo 2021 enunciado + resolução
3. leya prova modelo 2021 enunciado + resolução
 
Ficha 2 fisica
Ficha 2 fisicaFicha 2 fisica
Ficha 2 fisica
 
01 ap modelosdegrafos
01 ap modelosdegrafos01 ap modelosdegrafos
01 ap modelosdegrafos
 
3.3.3.retas paralelas
3.3.3.retas paralelas3.3.3.retas paralelas
3.3.3.retas paralelas
 
F gb rlnq7s9istboxwwg8_7 soluções e concentrações
F gb rlnq7s9istboxwwg8_7 soluções e concentraçõesF gb rlnq7s9istboxwwg8_7 soluções e concentrações
F gb rlnq7s9istboxwwg8_7 soluções e concentrações
 
1 teste12 15-16
1 teste12 15-161 teste12 15-16
1 teste12 15-16
 
Ficha 9 -_limites e continuidade
Ficha 9 -_limites e continuidadeFicha 9 -_limites e continuidade
Ficha 9 -_limites e continuidade
 
Livro igles 7º ano
Livro igles 7º anoLivro igles 7º ano
Livro igles 7º ano
 
Ftq4 mediçoes alg signif
Ftq4 mediçoes alg signifFtq4 mediçoes alg signif
Ftq4 mediçoes alg signif
 
Ft4 dominios planos 10
Ft4 dominios planos 10Ft4 dominios planos 10
Ft4 dominios planos 10
 

Último

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 

Último (20)

Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 

Lista de exercicios p h e solucoes ii resolucoes

  • 1. Lista de exercícios pH e soluções-tampão (II) GABARITO 1. Qual é o pH de uma solução que tem [H+ ] de: a) 1,75 x 10-5 mol/L Resposta: pH = -log 1,75 x 10-5 pH = 4,76 b) 6,5 x 10-10 mol/L pH = 9,19 c) 1,0 x 10-4 mol/L pH = 4 2. Qual é a concentração de H+ de uma solução com pH de: a) 3,82 Resposta: pH = - log [H+ ] 3,82 = -log[H+ ] ou 3,82 = log 1/[H+ ] 1/[H+ ]=103,82 1/[H+ ] = 6606 [H+ ] = 1,51 x 10-4 mol/L b) 11,11 Resposta: [H+ ] = 7,76 x 10-12 3. Calcule o pH de uma solução preparada pela diluição de 3 mL de HCl 2,5 mol/L até um volume final de 100 mL com água destilada. Resposta: Em 3 mL de solução de HCl 2,5 mol/L temos: 2,5 mol — 1000 mL x mol — 3 mL Ou seja, em 3 mL, existem 0,0075 mol de HCl. Esta quantidade será diluída a 100 mL de água. Ou seja, após a diluição, a nova concentração molar (molL) será: 0,0075 mol de HCl — 100 mL X mol — 1000 mL X = 0,075 mol/L Como o HCl é um ácido forte e se dissocia 100 % em água, podemos considerar que a [H+ ] será também igual à 0,075 mol/L.
  • 2. Por isso, é só aplicar na equação do pH: pH = -log 0,075 pH = 1,12 4. Qual das soluções aquosas seguintes tem o menor pH: a) 0,1 mol/l de HCl (ácido forte) b) 0,1 mol/L de ácido acético (pKa = 4,76, Ka = 1,8 x 10-5 ) c) 0,1 mol/L de ácido fórmico (pKa = 3,75, Ka = 1,8 x 10-4 ) Resposta: Os valores de pH das soluções são: a) HCl – ácido forte, ou seja, a concentração de [H+ ] é igual à concentração do ácido. Então: pH = - log 0,1 pH = 1 b) Ácido acético é um ácido fraco. Para calcular o pH da solução, precisamos utilizar a equação do Ka: Ka = [H+ ][CH3COO- ]/[CH3COOH] Considerando que após ser atingido o equilíbrio as concentrações destas espécies possam ser escritas como: CH3COOH ↔ CH3COO- + H+ (0,1 mol/L –x) x x Como a concentração do ácido (0,1 mol/l) é muito maior do que sua dissociação, podemos desconsiderar a diminuição desta concentração em função de x. Ou seja, substituindo na equação do Ka: Ka = x.x/0,1 → 1,8. 10-5 = x2 /0,1 → X2 = 1,8. 10-5 . 0,1 → X = 0,0013 X = [H+ ] = 0,0013 mol/L Aplicando na fórmula do pH: pH = - log 0,0013 pH = -log 0,0013 → pH = 2,87 c) O ácido fórmico também é um ácido fraco. Basta aplicar o mesmo raciocínio do exercício anterior (letra b), utilizando o valor de Ka para o ácido fórmico. pH = 1,88 Ou seja, levando em consideração todos estes cálculos, a solução de HCl 0,1 mol/L teria menor pH. 5. Qual é o ácido e qual é a base conjugada em cada um dos pares abaixo:
  • 3. a) RCOOH (ácido); RCOO— (Base conjugada) b) H2PO4 — (Base conjugada); H3PO4(ácido) c) RNH2 (Base conjugada); RNH3 + (ácido) d) H2CO3(ácido); HCO3 — (Base conjugada) 6. O ácido fosfórico (H3PO4) é um ácido triprótico e possui três valores de pKa (pKa1= 2,14; pKa2= 6,86; pKa3= 12,4). Qual é a razão molar de HPO4 -2 e H2PO4 - que produziria um a solução de pH 7,0? Dica: somente um dos valores de pKa é relevante. Resposta: Em pH 7,0 todas as moléculas do ácido fosfórico estarão na forma de HPO4 -2 e H2PO4 - , o que corresponde à segunda dissociação deste ácido, ou seja, devemos utilizar o pKa2 = 6,86. Uitilizaremos a equação de Henderson-Hasselbach: pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido] Substituindo: 7,0 = 6,86 + log [HPO4 -2 ]/[ H2PO4 - ] 7,0 – 6,86 = log [HPO4 -2 ]/[ H2PO4 - ] log [HPO4 -2 ]/[ H2PO4 - ] = 0,14 [HPO4 -2 ]/[ H2PO4 - ] = 100,14 [HPO4 -2 ]/[ H2PO4 - ] = 1,38 7. Uma determinada reação produz 0,01 mol/L de H+ . Calcular o pH final quando esta reação se processa em 1 litro de: a) H2O Resposta: Neste caso, a concentração de [H+ ] da solução será de 0,01 mol/L e o pH da solução será: pH = - log[H+ ] pH = -log 0,01 pH = 2 b) Uma solução 0,11 mol/L de histidina com pH 7,04 (pKa da histidina 6,04). Resposta: Primeiramente precisamos calcular as concentrações do ácido e da base conjugada da histidina em pH 7,04. Em pH = 7,04 a razão entre a concentração do ácido e da base conjugada da histina é: pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido] 7,04 = 6,04 = log[base conjugada]/[ácido] [base conjugada]/[ ácido] = 101 Ou seja, neste pH, temos que: 1) [base conjugada] = 10[ácido] Como também sabemos que: 2) [base conjugada] + [ácido] = 0,11 mol/L (que é a concentração do tampão dada no enunciado) Substituindo o termo [base conjugada] por 10[ácido] da equação 1 na equação 2: 10[ácido] + [ácido] = 0,11 mol/L 11[ácido] = 0,11
  • 4. [ácido] = 0,11/11 [ácido] = 0,01 mol/L Consequentemente, a [base conjugada] = 0,1 mol/L. Agora, precisamos calcular quais seriam as novas concentrações destas espécies após a adição de H+ (0,01mol/L). O H+ irá reagir com a base conjugada, formando o ácido não dissociado. Ou seja, neste caso, a base conjugada será consumida (sua concentração irá diminuir em 0,01 mol/L) e o ácido irá aumentar sua concentração (em 0,01 mol/L): [base conjugada] = 0,1 – 0,01 = 0,09 mol/L [ácido] = 0,01 + 0,01 = 0,02 mol/L Para finalizar é só utilizar estas novas concentrações para calcular o pH da solução, utilizando a equação de Henderson-Hasselbach: pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido] pH = 6,04 + log 0,09/0,02 pH = 6,04 + log 4,5 pH = 6,69 Ou seja, neste caso, o pH iria diminuir de 7,04 para 6,69. 8. Temos uma solução tampão formada por Ácido acético 0,10 M e Acetato de sódio 0,10M. Dado: pKa = 4,76 a) Calcule o pH desta solução. Resposta: Neste caso, temos soluções equimolares de um ácido fraco (ácido acético) e um sal deste ácido fraco (acetato de sódio). O acetato de sódio se dissocia totalmente em água formando o ânion acetato, que é a base conjugada do ácido acético. Ou seja, para calcular o pH, basta aplicar na equação de Henderson-Hasselbach: pH = pKa + log [base conjugada]/[ácido] pH = 4,76 + log 0,1/0,1 pH = 4,76 + log 1 pH = 4,76 + 0 pH = 4,76 b) Calcule o pH da solução quando a 1 litro dela se adiciona 1 ml de NaOH 5 mol/L. Em 1 mL de NaOH temos: 5 mols — 1000 mL X mol — 1 mL X = 0,005 mol de NaOH em 1 mL A adição de NaOH (OH- ) na solução consome H+ do meio, sendo que o ácido acético irá se dissociar para repor estes prótons (H+ ). Ao se dissociar, o ácido acético forma acetato + H+ . Ou seja, neste caso, após a adição de NaOH ao meio, a concentração do ácido acético irá diminuir em 0,005 mol/L e a concentração do acetato irá aumentar em 0,005 mol/L:
  • 5. [ácido acético] = 0,1 - 0,005 = 0,095 mol/L [base conjugada] = 0,1 + 0,005 = 0,105 Calculando o novo pH da solução: pH = pKa + log [acetato]/[ácido acético] pH = 4,76 + log 0,105/0,095 pH = 4,76 + log 1,1 pH = 4,76 + 0 pH = 4,8 c) Calcule o pH da solução quando a 1 litro dela se adiciona 1 mL de HCl 5 mol/L . Em 1 mL de HCl temos: 5 mols — 1000 mL X mol — 1 mL X = 0,005 mol de HCl em 1 mL A adição de HCl na solução libera H+ no meio. O H+ irá reagir com a base conjugada (acetato), formando o ácido não dissociado (ácido acético). Ou seja, neste caso, a base conjugada será consumida (sua concentração irá diminuir em 0,005 mol/L) e o ácido irá aumentar sua concentração (em 0,005 mol/L): [acetato] = 0,1 – 0,005 = 0,095 mol/L [ácido acético] = 0,1 + 0,005 = 0,105 mol/L Calculando o novo pH da solução: pH = pKa + log [acetato]/[ácido acético] pH = 4,76 + log 0,095/0,105 pH = 4,76 + log 0,9 pH = 4,71 9. Deseja-se preparar uma solução-tampão para ser utilizada em experiências com uma enzima que tem atividade máxima constante de pH 4,2 a 6,0. Dispõe-se das seguintes soluções de mesma molaridade: HCl, NaOH, Cloreto de amônio (pKa= 9,3), ácido fórmico (pKa= 3,7), ácido lático (pKa= 3,9), ácido propiônico (pKa 4,8) e ácido fosfórico (pKa1= 2,14; pKa2= 6,86; pKa3= 12,4). a) Qual seria o melhor tampão para este experimento? Resposta: Ácido propiônico, pois sua faixa de tamponamento vai de 3,8 a 5,8, o que engloba quase que totalmente a faixa de pH onde a enzima tem atividade máxima.