Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora nº2Curso Profissional de Técnico de Apoio à Infância              Disciplina : P...
Índice A Função do género     As formações socialmente desvalorizadas     Escolarização do estereótipo Trajetória soci...
Introdução• No âmbito da disciplina de psicologia do módulo 6  “Da diferença dos comportamentos à  diferenciação na interv...
Em função do género:• “Em que medida as suas opiniões sobre masculinidade e  feminilidade interferiam nos julgamentos e o ...
Professora posta a prova!                            ? Será que passa no nosso teste
Uma pesquisa teve por objectivo apresentar como o género se     manifesta na pratica pedagógica de uma professora de Pré- ...
Vamos partir do princípio que a igualdade de   género realmente existe na sociedade em que vivemos, e que é legalmente obr...
PRONTOS   ?     !PARTIDA
“Esta criança é o máximo, quieta, comportada…”                A criança é do sexo:       Feminino?                  Mascul...
!ERRADO
“Esta criança é o máximo,Feminino!   quieta, comportada e o            caderno, até dá gosto ver!”            Esta cena é...
“A professora tem de impor limites, já vi na sala  os alunos em cima das mesas, incluindo…”               Completa a frase...
!ERRADO
“A professora tem de imporMeninas!   limites, já vi na sala os           alunos em cima das mesas,           incluindo men...
Jogo
REFLECTE AGORA UM POUCOSOBRE AS PROFISSÕES QUESURGIRAM NO JOGO ERELACIONA COM A PESSOA QUECALHOU…1. Faz uma análise oral e...
As formações socialmente desvalorizadas:Reflexão: Na minha opinião, as formações socialmente desvalorizadassão os cursos p...
REFLECTINDO UM POUCOSOBRE O ENSINOPROFISSIONAL E OTECNOLÓGICO...Quais serão as diferenças?
Encontrei algumas diferenças:      2      1
Igualdade no acesso vs. Igualdade no sucesso                              Defende que todos os indivíduos                 ...
Dificuldades na aprendizagemA educação nem sempre é composta somente de sucessos e aprovações•É importante que todos os en...
Algumas dificuldades na aprendizagem:O QUE É AHiperactividade    ?
A hiperactividade é um problema de ordem neurológica, quetrás consigo sinais evidentes de inquietude, desatenção, falta de...
O QUE É A ? Dislexia              ?
A dislexia é uma dificuldade específica de aprendizagem, de origem neurológica. É caracterizada por uma dificuldade na cor...
Estudos recentes demonstram que os disléxicos processam ainformação em áreas diferentes do cérebro, comparativamente com o...
Sinais de Alerta                 ?        Na Infância
• Verificou-se um atraso na aquisição da linguagem;• Teve dificuldade em pronunciar determinados sons;• Revelou dificuldad...
Sinais de Alerta                   ?     Na Idade Escolar
• Dificuldade em compreender que as palavras se podem segmentar emsílabas e fonemas;• Lentidão na aprendizagem dos mecanis...
DisgrafiaA disgrafia é uma alteração da escrita que a afecta na forma ouno significado, sendo do tipo funcional. Há uma pe...
DisortografiaA disortografia constitui uma dificuldade da escrita, que podemanifestar-se independentemente de haver ou não...
DiscalculiaDiscalculia é um transtorno adquirido da habilidade pararealizar operações matemáticas, depois de estas se tere...
Desmotivação e frustraçãoCrianças com dificuldades de aprendizagem geralmenteapresentam desmotivação e incómodo com as tar...
VÍDEODificuldades na aprendizagem
CRIANÇAS COMNECESSIDADES EDUCATIVASESPECIAIS
O QUE É O AUTISMO    ?
O autismo é descrito como uma síndrome comportamental com causas       múltiplas, decorrente de um distúrbio de desenvolvi...
SINTOMAS COMUNS DO AUTISMO•1. Dificuldade de relacionamento com outrascrianças•2. Riso inapropriado•3. Pouco ou nenhum con...
O QUE É O                  ?Síndrome de Asperger
A Síndrome de Asperger é uma perturbação neurocomportamental de basegenética, pode ser definida como uma perturbação do de...
Entre as características mais comuns podemos destacar:    •Défice de comportamento social;    •Interesses limitados;    •C...
SÍNDROME DE DOWNA síndrome de Down é a forma mais frequente de retardo mentalcausada por uma aberração cromossômica micros...
Algumas das características físicas das crianças com síndrome de Down são:      • Achatamento da parte de trás da cabeça; ...
A educação nem sempre é composta somente de sucessos e aprovações. Muitas vezes, no decorrer do ensino,  deparamo-nos com ...
VÍDEONecessidades Educativas Especiais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Algumas diferenças perante a educação e a formação

8.163 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.163
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
120
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • ?
  • !
  • !
  • Completa a frase com:
  • !
  • http://www.suitablefor.com/pt/
  • ?
  • ?
  • Algumas diferenças perante a educação e a formação

    1. 1. Agrupamento de Escolas da Senhora da Hora nº2Curso Profissional de Técnico de Apoio à Infância Disciplina : Psicologia Professora : Cristina Costa Trabalho realizado por: Joana Terra nº9 Marta Teixeira nº12 Rafaela Amaral nº15
    2. 2. Índice A Função do género  As formações socialmente desvalorizadas  Escolarização do estereótipo Trajetória social e escolar anterior  Igualdade no acesso vs. igualdade no sucesso  Fenómenos de exclusão e de integração diferenciados Dificuldades na aprendizagem Alunos com necessidades educativas especiais
    3. 3. Introdução• No âmbito da disciplina de psicologia do módulo 6 “Da diferença dos comportamentos à diferenciação na intervenção” foi-nos pedido pela professora Cristina que fizesse-mos um trabalho sobre: Algumas Diferenças Perante a Educação e Formação.• Esperemos que gostem! 
    4. 4. Em função do género:• “Em que medida as suas opiniões sobre masculinidade e feminilidade interferiam nos julgamentos e o que era mais valorizado no comportamento tanto de meninas quanto de meninos. Nem sempre o que apreendemos foram preconceitos ou estereótipos explícitos, mas subtis interpretações entre opiniões estereotipadas e julgamentos profissionais bem fundamentados, cujos efeitos se ampliavam na medida da falta de critérios de avaliação objectivos e colectivamente explicitados pela equipa escolar.”
    5. 5. Professora posta a prova! ? Será que passa no nosso teste
    6. 6. Uma pesquisa teve por objectivo apresentar como o género se manifesta na pratica pedagógica de uma professora de Pré- Escolar. Foram realizadas observações e entrevistas com a professora. Após analisar episódios do trabalho da professora e da sua fala,O vosso desafiofrases suas que gostaríamos de comentar. tiramos umas será descobrir se as frases foramditas para os meninos ou se foram para as meninas.
    7. 7. Vamos partir do princípio que a igualdade de género realmente existe na sociedade em que vivemos, e que é legalmente obrigatório no ponto de vista dos direitos humanos. (Por igualdade de género não queremosdizer que somos todos iguais, mas sim quemerecemos as mesmas oportunidades, sem que sejam influenciadas pelo sexo.)
    8. 8. PRONTOS ? !PARTIDA
    9. 9. “Esta criança é o máximo, quieta, comportada…” A criança é do sexo: Feminino? Masculino?
    10. 10. !ERRADO
    11. 11. “Esta criança é o máximo,Feminino! quieta, comportada e o caderno, até dá gosto ver!” Esta cena é uma representação do comportamento esperado pelo sexo feminino, é aceitável que um menino tenha o caderno desorganizado, mas o mesmo não acontece se for uma menina.
    12. 12. “A professora tem de impor limites, já vi na sala os alunos em cima das mesas, incluindo…” Completa a frase com: Meninas! Meninos!
    13. 13. !ERRADO
    14. 14. “A professora tem de imporMeninas! limites, já vi na sala os alunos em cima das mesas, incluindo meninas!” Faria sentido dizer que tanto meninos como meninas não podem subir as mesas, mas a professora realça que, os meninos não o devem fazer, mas pior do que serem os meninos a faze-lo, é serem as meninas!
    15. 15. Jogo
    16. 16. REFLECTE AGORA UM POUCOSOBRE AS PROFISSÕES QUESURGIRAM NO JOGO ERELACIONA COM A PESSOA QUECALHOU…1. Faz uma análise oral em grupo;2. Faz uma reflexão por escrito sobre a tua opinião e a opinião dos colegas.
    17. 17. As formações socialmente desvalorizadas:Reflexão: Na minha opinião, as formações socialmente desvalorizadassão os cursos profissionais e os cefs.As pessoas acham que no ensino profissional não se faz nada, quequem vai para o profissional são os burros, etc. Esta é também aopinião de muitos professores, que falam mal dos cursos queensinam esquecendo-se que nós aprendemos aquilo que os mesmosnos ensinam.
    18. 18. REFLECTINDO UM POUCOSOBRE O ENSINOPROFISSIONAL E OTECNOLÓGICO...Quais serão as diferenças?
    19. 19. Encontrei algumas diferenças: 2 1
    20. 20. Igualdade no acesso vs. Igualdade no sucesso Defende que todos os indivíduos devam ter a hipótese de ter sucesso.Deve criar condições paraque a sociedade sejaflexível e quecircunstâncias que nãoforam escolha de um sabe, também, que acerto indivíduo tornem sociedade não se regeimpossível o seu sucesso. Um liberal apenas pelo méritoQue se deve assegurar individual.que existe a hipótese detodos chegarem ao topoatravés do seu mérito. Ouseja, igualdade deoportunidades numalógica de mobilidadesocial. Sabe que há sempre um grau de risco em cada escolha, e há sempre circunstâncias passadas que os indivíduos não controlam. Exemplo : enfase liberal na educação
    21. 21. Dificuldades na aprendizagemA educação nem sempre é composta somente de sucessos e aprovações•É importante que todos os envolvidos no processo educativo estejam atentos aessas dificuldades, observando se são momentâneas ou se persistem por algumtempo.•As dificuldades podem advir de factores orgânicos ou mesmo emocionais e éimportante que sejam descobertas a fim de auxiliaras resolver e facilitar odesenvolvimento do processo educativo, percebendo a que factores estãoassociadas e como podemos ajudar a criança.•O termo “Dificuldades de Aprendizagem” refere-se a um grupo de perturbações,manifestadas por dificuldades significativas na aquisição e uso da compreensãoauditiva, fala, leitura, escrita, raciocínio ou habilidades matemáticas. Estasdificuldades são intrínsecas, presumivelmente devem-se a disfunçõesdo sistema nervoso central, e podem ocorrer ao longo da vida.
    22. 22. Algumas dificuldades na aprendizagem:O QUE É AHiperactividade ?
    23. 23. A hiperactividade é um problema de ordem neurológica, quetrás consigo sinais evidentes de inquietude, desatenção, falta de concentração e impulsividade.
    24. 24. O QUE É A ? Dislexia ?
    25. 25. A dislexia é uma dificuldade específica de aprendizagem, de origem neurológica. É caracterizada por uma dificuldade na correcção e na leitura de palavras e uma fraca competência ortográfica. Secundariamente, podem surgir dificuldades ao nível dacompreensão da leitura, o que pode condicionar o desenvolvimento do vocabulário e dos conhecimentos gerais.
    26. 26. Estudos recentes demonstram que os disléxicos processam ainformação em áreas diferentes do cérebro, comparativamente com os indivíduos não disléxicos.” (The International Dyslexia Association, 2002; National Institute of Child Health and Human Developement, 2002).
    27. 27. Sinais de Alerta ? Na Infância
    28. 28. • Verificou-se um atraso na aquisição da linguagem;• Teve dificuldade em pronunciar determinados sons;• Revelou dificuldades em construir frases lógicas e com sentido;• Revelou dificuldade em memorizar a acompanhar canções infantise a rima das lengalengas;• Apresentava dificuldade em perceber que os sons das palavras sepodem dividir em bocados mais pequenos;• Teve dificuldade em aprender (e em recordar) nomes de letras;• Atrasava-se na realização dos trabalhos.
    29. 29. Sinais de Alerta ? Na Idade Escolar
    30. 30. • Dificuldade em compreender que as palavras se podem segmentar emsílabas e fonemas;• Lentidão na aprendizagem dos mecanismos da leitura e escrita;• A velocidade da leitura é inadequada para a idade, muitas vezessilábica e por soletração (após o primeiro ano);• Bastantes dificuldades na leitura, com a presença constante de erros,inventando palavras ao ler um texto;• Dificuldades na compreensão de textos escritos;• Boa compreensão quando as histórias lhe são lidas;• Dificuldades em seguir e realizar corretamente determinadas ordens ouinstruções mais complexas que envolvam várias tarefas diferentes aserem executados sequencialmente;
    31. 31. DisgrafiaA disgrafia é uma alteração da escrita que a afecta na forma ouno significado, sendo do tipo funcional. Há uma perturbação nacomponente motora do ato de escrever, provocandocompressão e cansaço muscular, que por sua vez sãoresponsáveis por uma caligrafia deficiente, com letras poucodiferenciadas, mal elaboradas e mal proporcionadas.
    32. 32. DisortografiaA disortografia constitui uma dificuldade da escrita, que podemanifestar-se independentemente de haver ou não alteraçõesna leitura. Muitas vezes constitui-se como um conjunto de errosda escrita, feitos de forma sistemática, que afectam a palavramas não o seu traçado ou grafia e que podem provocar a totalilegibilidade dos escritos.
    33. 33. DiscalculiaDiscalculia é um transtorno adquirido da habilidade pararealizar operações matemáticas, depois de estas se teremdesenvolvido e consolidado. Encontra-se sobretudo emcrianças, é de carácter evolutivo ou desenvolvi mental, nãoresulta de uma lesão e associa-se sobretudo a dificuldadesde matemática.
    34. 34. Desmotivação e frustraçãoCrianças com dificuldades de aprendizagem geralmenteapresentam desmotivação e incómodo com as tarefasescolares gerados por um sentimento de incapacidade, queleva à frustração. É fundamental valorizar o que a criançasabe para fortalecer sua auto-estima, mostrando-lhe o quantoela é boa em tarefas nas quais tem habilidade e incentivando-a a desenvolver outras tarefas nas quais não é tão boa.
    35. 35. VÍDEODificuldades na aprendizagem
    36. 36. CRIANÇAS COMNECESSIDADES EDUCATIVASESPECIAIS
    37. 37. O QUE É O AUTISMO ?
    38. 38. O autismo é descrito como uma síndrome comportamental com causas múltiplas, decorrente de um distúrbio de desenvolvimento. Écaracterizado por défice na interacção social, ou seja, inabilidade para serelacionar com o outro, usualmente combinado com défice de linguagem e alterações de comportamento. Os sinais e sintomas aparecem antes dos 3 anos de idade
    39. 39. SINTOMAS COMUNS DO AUTISMO•1. Dificuldade de relacionamento com outrascrianças•2. Riso inapropriado•3. Pouco ou nenhum contato visual•4. Não quer ser tocado•5. Isolamento; modos arredios•6.Aparente insensibilidade à dor•7.Acessos de raiva - demonstra extremaaflição sem razão aparente•8.Age como se estivesse surdo•9. Dificuldade de comunicação em expressarnecessidades - usa gesticular e apontar nolugar de palavras•10. Não tem real noção do perigo
    40. 40. O QUE É O ?Síndrome de Asperger
    41. 41. A Síndrome de Asperger é uma perturbação neurocomportamental de basegenética, pode ser definida como uma perturbação do desenvolvimento quese manifesta por alterações sobretudo na interacção social na comunicação e no comportamento. Embora seja uma disfunção com origem numfuncionamento cerebral particular, não existe marcador biológico, pelo que o diagnóstico se baseia num conjunto de critérios comportamentais.
    42. 42. Entre as características mais comuns podemos destacar: •Défice de comportamento social; •Interesses limitados; •Comportamentos rotineiros; •Peculiaridade do discurso e da linguagem; •Perturbação na comunicação não verbal; •Descoordenação motora.Como consequência destas dificuldades os portadores de Síndromede Asperger acabam por se isolar e limitar os seus interesses adeterminados temas assuntos, atitude que prejudica ainda mais a suarelação com o outro.
    43. 43. SÍNDROME DE DOWNA síndrome de Down é a forma mais frequente de retardo mentalcausada por uma aberração cromossômica microscopicamentedemonstrável. É caracterizada por história natural e aspectos fenotípicosbem definidos. É causada pela ocorrência de três (trissomia)cromossomos 21, na sua totalidade ou de uma porção fundamental dele.
    44. 44. Algumas das características físicas das crianças com síndrome de Down são: • Achatamento da parte de trás da cabeça; • Inclinação das fendas palpebrais; • Pequenas dobras de pele no canto interno dos olhos; • Língua proeminente; • Ponte nasal achatada; • Orelhas ligeiramente menores; • Boca pequena; • Ligamentos soltos; • Mãos e pés pequenos; • Pele na nuca em excesso;
    45. 45. A educação nem sempre é composta somente de sucessos e aprovações. Muitas vezes, no decorrer do ensino, deparamo-nos com problemas quedeixam os alunos “paralisados” diante do processo de aprendizagem.
    46. 46. VÍDEONecessidades Educativas Especiais

    ×