SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 86
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL Contextos e  Práticas
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL   Contextos e  Práticas   I ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL COMO PRÁTICA HUMANA E SOCIAL
A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
Pré-História No período do Paleolítico, os hominídeos passaram a viver em grupos, denominados clãs e viviam em cavernas.  Um grande acontecimento que ocorre nestes tempos é a manipulação do fogo. Este acontecimento vem dotar os clãs ( a sociedade da época) de um conjunto de meios,  bens e serviços que lhe possibilitam uma maior qualidade de vida.  É neste período temporal que o homem começa a  utilizar roupas feitas com peles de animais. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
Pré-História Este acontecimento vem dotar os clãs (a sociedade da época) de um conjunto de meios,  bens e serviços que lhe possibilitam uma maior qualidade de vida.  É neste período temporal que o homem começa a  utilizar roupas feitas com peles de animais. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I No período do  Neolítico,  surge o desenvolvimento da agricultura e com esta prática, intensificam-se as necessidades de vida em sociedade. Os seres humanos procuram fixar-se. Tem então inicio o período da consolidação do sedentarismo e assiste-se ao surgimento dos aglomerados urbanos.
A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Este movimento vem propiciar a especialização de tarefas e trabalhos, dando inicio ao surgimento das profissões, começaram a surgir bens de troca e de regulação, como ouro.
Existia neste período uma forma clara de comunicação, muito para além da comunicação verbal.  A Pintura Rupestre  ou Gravura Rupestre é uma forma de comunicação que pode ser considerada como a "escrita" e a arte dos homens pré-históricos. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
Esses desenhos ensinam muitas coisas sobre os homens primitivos, como, por exemplo, que eles acreditavam que os elementos da natureza como a água, o sol, o fogo, a terra, e outros, tinham alma e eram deuses ou eram governados por deuses. Muitas dessas figuras mostram cenas de caça ou de adoração aos deuses. Os desenhos nas paredes também serviam para mostrar aos deuses os animais que eles queriam caçar. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
Observando as estatuetas, percebemos que retratam somente figuras femininas, com formas arredondadas e fartas (seios e nádegas avantajados) e onde eram valorizados os órgãos reprodutores. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I A História é o homem em acção .  ( Marc Bloch).   Ao longo dos tempos, o homem, em contacto com os seus pares foi desenvolvendo a arte de comunicar. O nascimento dos núcleos urbanos, a pensar em termos colectivos, fez com que o homem se torna-se, acima de tudo, um ser social.
A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I É em sociedade que cria novas formas de comunicação. Desenvolve a escrita, funda O Teatro, A Música, A Literatura. Inventa a Politica, descobre a Filosofia e aprende  a usar a cabeça para pensar. O homem é o centro do mundo. Às tarefas produtivas, juntam-se as actividades lúdicas, recreativas, culturais…
Jogos e Passatempos Os R omanos  entregavam-se a passatempos simples e quase infantis como o salto à corda, a pela, os dados (tesserae) e os astrágalos (tali), o ludus latrunculorum jogo dos soldados que lembra vagamente o jogo das damas e o duodecim scripta, o jogo das doze linhas, semelhante ao gamão. As peças de jogo compreendiam dados, peões, astrágalos e tesseras de diversos feitios; as mais abundantes são as marcas de vidro liso e as improvisadas a partir de cacos e vasos.  A Animação Sociocultural como “ prática humana e social ” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I O Circo Máximo; As Orgias; Os Bacanais; Os Gladiadores; O Coliseu
FACTORES CULTURAIS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
É necessário encontrar novos modelos e dinamismos  culturais que favoreçam a participação, aumentem a solidariedade e permitam novas formas de expressão e diálogo, onde a iniciativa pessoal/individual e/ou do  grupo seja considerada como a base de uma cultura mais popular e democrática.  Factores Culturais ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
Tenta-se criar uma nova alternativa cultural, incentivando a participação de todos. Esta nova orientação “da cultura” inspira a Animação Sociocultural que nasce como resposta á um conjunto de pedidos urgentes de uma sociedade em crise. Factores Culturais ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
Factores Culturais ,[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
FACTORES EDUCATIVOS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
A escola representa um processo inovador que procura insistentemente novas formas que satisfaçam, de uma forma eficaz,  as necessidades educativas que vão sendo geradas no  presente  para um  futuro próximo. A escola do futuro deve fazer do objecto da  educação  o sujeito própria  educação .  A  educação  deve ser coexistente com a vida, de acordo com a realidade vivida por cada ser humano. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
A acção escolar deve apoiar-se no enriquecimento do meio onde esta inserida e da realidade sociocultural que a rodeia, implicando as famílias no processo educativo e tentando anular as variáveis de privação sociocultural existentes, mediante a oferta de uma igualdade de possibilidades e também uma igualdade de oportunidades. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
 
A Escola (e a educação) deve estar atenta aos constantes progressos tecnológicos e científicos, de maneira a formar cidadãos integrados, responsáveis e com conhecimento do seu papel na sociedade. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
FACTORES ECONÓMICOS E SOCIAIS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
Factores Económicos e Sociais ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I A industrialização e consequente deslocamento de pessoas para os centros urbanos, que vem provocar novas realidades sociais. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FACTORES  POLITICOS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
Factores Politicos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS As características da sociedade em que vivemos contribuem para que muito frequentemente se originam conflitos que dificultam a vida quotidiana das populações e da pessoas.  A Animação Sociocultural pode ser um remédio oportuno para lutar contra essas “doenças” sociais.
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Afinal, o que é a Animação Sociocultural? Como se pode definir?
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Uma definição   A nimação  S ociocultural Procurando de
A  animação Sociocultural distingue-se menos pelas suas actividades específicas que pela maneira de as praticar. A diversidade dos “suportes” da animação é, na verdade, extraordinária: museus,  serviços sociais, emissões de rádio ou de TV, urbanização, teatros, protecção do meio ambiente, lares juvenis, bibliotecas, etc.  ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural Promover a expansão e a melhoria da qualidade da educação, entendida como direito fundamental do indivíduo e instrumento essencial para uma política de diálogo entre os cidadãos e os Estados. O lema  Educação Para Todos  implica o combate às discriminações no acesso ao ensino e a educação contínua ao longo da vida, como meio de melhorar a adaptação às transformações do mundo actual.
N enhuma actividade parece excluir-se a priori…  U ma política de animação não se manifesta a priori em actividades particulares, mas mais na maneira de levar a cabo uma actividade qualquer.  A  animação é mais uma atitude que uma acção específica; uma maneira de obrar mais do que o conteúdo da acção. Uma mesma actividade pode estar ou não orientada para a animação e uma mesma preocupação pela animação pode manifestar-se em actividades múltiplas. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A nimação:  um colocar em movimento  consciente dos indivíduos e dos grupos, que tende à adaptação, à mudança que é um dos fundamentos da vida moderna e a construir entre eles relações de linguagem de carácter permanente.  del Valle ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
Q uer sob a forma francesa de  Animation Sócio Culturelle  ou sob a forma inglesa  Community Development , é após a segunda guerra mundial, que a animação se apresenta como uma reacção ante o fracasso das actividades culturais e educativas do século passado…  A instrução popular, a educação popular, a assistência social… todas elas partiam excessivamente de um modelo de transferência paternalista.  R. Labourié ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  aparição da animação sóciocultural responde a uma reacção frente ao carácter inaceitável de uma cultura cuja produção e transmissão estão reservadas a uma minoria privilegiada intelectualmente e/ou economicamente, e a um projecto tendente a que os cidadãos intervenham numa cultura que vivem cada dia, participem na sua criação e a integrem no seu desenvolvimento geral.  G. Enckevort ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A animação é um novo tipo de intervenção social, que tende a favorecer e desenvolver a comunicação, a socialização e a criatividade, através dos meios e uma linguagem que estimula a fantasia e o prazer de participar.  José Maria Quintana ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação é a resposta que melhor se adapta aos desafios provenientes das grandes mudanças produzidas na nossa sociedade; resposta que quer em vez de adaptação às mudanças, permitir, ao mesmo tempo, resistir ou impor-lhes orientações.  Centro de Formazione Animatore  do Centro Milanese per lo sport e la ricreazione ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sócio-cultural é uma tentativa para aportar uma solução a um problema grave que, na hora actual, afecta a todos os países: a existência de um “fosso” cultural que não somente está em contradição com o nosso ideal de justiça social, senão que, alem do mais, destrói  o  efeito  das  medidas ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural económicas, políticas e   educativas que se esforçam em trazer às nossas sociedades uma democratização em profundidade, uma humanização e uma verdadeira igualdade de oportunidades.  J. Rovan
C omo consequência da exigências criadas pelas mudanças permanentes da sociedade moderna, a animação vai aparecer como um fenómeno essencial, quer seja como compensador, regulador, catalisador, quer redutor de obsolescência cultural, renovando os componentes e as atitudes que permitem a adaptação e a autonomia; a animação sóciocultural é a resposta social que o sistema põe à disposição para certas necessidades específicas que suscita a evolução.  J. A. Simpson ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
Animação e Participação C onjunto de esforços que tendem a estimular a participação activa nas actividades culturais e o movimento geral de inovação e de expressão pessoal e colectiva.  Pierre Bernard  ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sóciocultural promove a tomada de consciência participava e criadora das comunidades no processo da sua própria organização e luta.  H. de Varine ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação é um processo que surge no seio dos grupos sociais, os quais mediante a participação activa dos seus membros, vão ser capazes de gerar cultura. Direcção Geral de Assuntos Culturais Ministério de Educação e Cultura de Portugal ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A nimar  é fazer participar a população no aumento da sua vitalidade; devolver-lhe e desenvolver-lhe a alma, o espírito de equipa, um impulso, despertar o espírito de pioneiro num clima de liberdade… é fazer que cada um tome o seu destino nas suas mãos. Mário Vilché ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
P rocesso que compreende a acção em movimento, uma vitalização, uma dinamização das energias que existem no seio do grupo, pessoas ou comunidades e, paralelamente uma restituição desta energia à comunidade de que emana para contribuir para um “desenvolvimento comunitário”… Dirige-se também a aqueles que, pelo que percebem, converter-se-ão só em agentes activos do seu próprio desenvolvimento e do dacomunidade com a condição de se “libertar da alienação” implícita de uma certa forma de cultura. Henry Thery ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
Animação e Comunicação   A  animação é um processo de intervenção sobre as situações e as relações sociais, necessária em todas as partes onde os sistemas de relação e de comunicação estão desorganizados.  E. Grosjean e H. Ingberg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sóciocultural é um elemento técnico que permite ajudar os indivíduos a tomar consciência dos seus problemas e necessidades, e a entrar em comunicação a fim de resolver colectivamente esses problemas…  A  animação aplica-se em todos os domínios da actividade humana, em todos os problemas da vida em grupo, da vida de bairro, da vida urbana ou rural, formam-se animadores a fim de ajudar à tomada de consciência em todos os âmbitos das actividades.  Documento FONJEP Groupe de travail Animation du VI Plan ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
Implicações sócio-políticas da animação A  animação cultural considera-se como uma acção tendente a criar o dinamismo social ali  onde não existe, ou bem favorecer a acção cultural e comunitária, orientando as suas actividades para a mudança social. “  (…)  A animação sociocultural é um elemento técnico que permite ajudar os indivíduos a tomar consciência de seus problemas e necessidades, e a entrar em comunicação a fim de resolver colectivamente esses problemas… ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural A animação implica-se em todos os domínios da actividade humana, em  todos os problemas da vida em grupo, da vida de bairro, da vida urbana ou rural, formam-se animadores a fim de ajudar a tomada de consciência em todos os âmbitos das actividades ”. P. Waisgerberf
A  animação é um conjunto de acções empreendidas no quadro de uma comunidade de vida…  P rocura harmonizar a vida social, permitindo a cada um uma melhor tomada de posição na vida quotidiana e uma melhor inserção na sociedade. É  um instrumento de regulação da repartição do poder e das responsabilidades.  A  sua actividade apoia-se tanto nos contactos humanos, como nos equipamentos ou actividades especializadas. Jean Nazet ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A nimar é sempre dar a alma e a vida a um grupo humano, a um conjunto de pessoas entre as quais as relações não se produzem espontaneamente, ou são impedidas e bloqueadas a consequência da coacção das estruturas sociais ou das condições de vida.  D a ideia simples de “dar impulsão” passa-se pouco e pouco à de uma acção exercida sobre os outros sem nenhum tipo de coacção: suscitar e orientar as iniciativas, aumentar a sua participação na vida do grupo, organizar a vida deste grupo, provocar a reflexão. J. P. Imhof ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
D enomina-se animação a toda acção em ou sobre um  grupo , uma  colectividad e ou uma  área determinada , que trata de desenvolver a  comunicação  e  estruturar a vida social , recorrendo a métodos não directivos ou semi-directivos;  é um método de integração e de participação .  A  função da animação define-se como uma função de  adaptação às novas formas da vida social …  com dois aspectos complementares:  como remédio às inadaptações e como factor de desenvolvimento individual e colectivo .  L. Trichaud ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
P roporcionar aos homens o “maximum” de meios para que juntos inventem os seus próprios fins.  T rata-se, em suma, de despertar no seio das sociedades a função civilizadora: a que postula no mais simples habitante de qualquer aldeia ou bairro, um cidadão cabal com uma exigência de sentido que lhe permita contribuir pessoalmente à gestão da colectividade e à criação dos seus valores.  R. Torraille   ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sóciocultural inscreve-se no quadro de uma emancipação colectiva…  N o entanto, apresenta dificuldades para ser claramente definida devido a sua riqueza e diversidade.  A  animação sócio-cultural consiste, essencialmente, em oferecer possibilidades de cultura ao mais amplo sector possível da vida cidadã, fazendo participar a gente no maior número possível.  Francis Jeason  ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A animação representa, para nós, um meio de acumulação de forças sociais capazes de nos colocar, no momento decisivo da ruptura, do lado dos trabalhadores;  Isto é, de contribuir para quebrar a dominação.  Ela pode, igualmente, representar neste movimento de acumulação e dinamização social um lugar possível de educação libertadora para a autogestão social que permite preparar o terreno para a sociedade futura. Charpentreau ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sóciocultural é um sector da vida social em que os agentes propõem como objectivo uma certa transformação das atitudes e das relações inter individuais e colectivas,  mediante uma acção directa  sobre os indivíduos.  E sta acção exerce-se em geral pela mediação de actividades diversas, com a ajuda de uma pedagogia que utiliza métodos não directivos ou activos.  Documento de CEDAL (Espanha) ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sóciocultural implica uma política de cultura baseada numa vontade de democracia cultural.  S upõe a aceitação desta perspectiva a todos os níveis e a vontade para aproximar, cada vez mais, os lugares onde se tomam as decisões às pessoas e aos grupos a cuja qualidade e significação de vida concernem. M. Simonot ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação pode definir-se como um estímulo mental, físico e emotivo que, num sector determinado, incita “as gentes” a iniciar uma gama de experiências que lhes permitam expandir-se e expressar a sua personalidade e desenvolver nelas o sentimento de pertencer a uma comunidade sobre a qual podem e devem exercer certa influência.  Simpósio de São Remo ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação implica três processos conjuntos: um processo de  criar as condições para que todo grupo ou todo indivíduo se revele a si mesmo ; um processo de  por em relação de grupos de pessoas entre si, ou com as obras e os criadores , ou com os centros de decisão, quer seja pela concertação, quer pelo conflito;  um processo de criatividade, pela interrogação dos indivíduos e dos grupos  com o seu entorno, expressão, iniciativa e responsabilidade.  Fundação para o Desenvolvimento Cultural ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação deve chegar a ser uma pedagogia de compreensão e de intervenção, que permita estabelecer  relações de igualdade  onde as relações hierárquicas dêem margem a mais liberdade e a uma maior autonomia;  p ermitam uma selecção pessoal das actividades e das relações;  d êem “vida” reconhecendo à existência de um sujeito autónomo que participa  no desenvolvimento do mundo ao que pertence;  e  além disso, assegurem um saber fazer tendo em conta a diversidade de situações.  H. Thery ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
S ão acções dirigidas pelas mesmas  pessoas que actuam conjuntamente e  que determinam por si mesmas o  conteúdo desta acção em função de  objectivos sociais e culturais…  são  actividades educativas fora do tempo de  trabalho: vida familiar, vida urbana e  rural, actividades de tempo livre, actividades desportivas , etc.  A  animação dá-se essencialmente nas associações voluntárias ou nas instituições semipúblicas.  N este quadro nasce o conceito de animação sócio-cultural, cuja semântica expressa a intenção de “descravar” a cultura para relacioná-la com os fenómenos da vida colectiva, ao mesmo tempo que amplia o campo da vida cultural aos problemas da vida quotidiana.  Revista Pour ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação sócio-cultural é o conjunto de práticas sociais que têm como finalidade estimular a iniciativa e a participação das comunidades no processo do seu próprio desenvolvimento e na dinâmica global da vida sócio-política em que estão integradas.  R. Labourié ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
A  animação é o meio de organizar uma mini-sociedade geográfica, de suscitar bons intercâmbios entre as pessoas e de resolver, mediante a concertação, os problemas mais graves dos habitantes.  E. Grosjean e H. Ingberg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
O  distintivo da animação sócio-cultural não é “que faz” senão “como o faz”, e a sua tarefa é situar-se no centro da realidade e mobilizar as energias da comunidade, de forma que de espectador passivo se converta em protagonista.  D aí que as palavras chave da animação sejam:  animar, mover e suscitar. Pilar Crespo ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
ASC - um conjunto de técnicas sociais que, baseadas numa pedagogia participativa, têm como finalidade promover práticas voluntárias que com a participação activa das pessoas, se desenvolvam no seio de um grupo ou comunidade determinados e se manifestem nos diferentes âmbitos das actividades socioculturais que procuram o desenvolvimento da qualidade de vida ;  Ander-Egg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS   Procurando uma definição de  Animação Sociocultural
CIDADE E  CIDADANIA ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I “  O crescimento da população urbana sem planificação prévia, criou graves problemas de “massificação”, originando desenraizamento, alteração e  adulteração de valores e marginalidade.”
[object Object],[object Object],[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I ,[object Object],Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
[object Object],[object Object],ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I ,[object Object],[object Object],Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
A ASC, como pedagogia da cultura, luta pela abolição das desigualdades socioculturais entre os membros de uma comunidade; A ASC deve dar lugar a projectos concretos que devem nascer da comunidade com a finalidade de a transformar e melhorar; A ASC aplica o postulado metodológico e pedagógico da “proximidade “ ou “vizinhança vital”; ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
Procurando criar âmbitos e momentos de convivialidade nos quais as pessoas, integrando-se, as vivem; Construindo uma cidade de pessoas através de redes sociais para a “acção mediadora” e para a “comunicação de encontro”; A melhor estratégia para que os colectivos sociais se identifiquem com a sua comunidade é a Educação. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania
METODOLOGIA  DE INTERVENÇÃO ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
PARTICIPAÇÃO Esta metodologia é uma metodologia  à medida ,  ou seja, adequa-se às especificidades de cada participante e deve respeitar sempre os indivíduos.  È muito flexível e adaptativa.  Muda-se e enriquecesse com as sugestões e intervenções de todos. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania -   Metodologia de Intervenção
Com as suas necessidades, as suas preocupações,  os seus interesses,  os seus medos e receios,  mas também com   os seus prazeres,  as suas capacidades e incapacidades, a sua criatividade e,  muitas vezes não temos isso em conta ,  as suas limitações e as suas falhas. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania -   Metodologia de Intervenção
-Produzir actividades e acções para  um público específico,  respeitando sempre as  suas características, as  suas raízes, as suas  necessidades, os seus  gostos expectativas e  tendo em conta as suas  fragilidades e limitações. -Privilegiar o individuo,  a pessoa, o ser humano.  É nossa obrigação  conhecer, respeitar,  proteger e evitar  confrontos e conflitos,  resultantes da participação de todos . ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania -   Metodologia de Intervenção
SIMBOLOGIA/TOTENISMO CONSULTADO E INFORMADO Participação INICIATIVA DAS PESSOAS E PARTILHA DAS DECISÕES MANIPULAÇÃO DECOR NÃO CONSULTADO,  MAS INFORMADO INICIATIVA APRESENTADA  E PARTILHA DAS DECISÕES INICIATIVA CRIADA E  DIRIGIDA PELAS PESSOAS Não Participação ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural –   Cidade e Cidadania -   Metodologia de Intervenção
MODALIDADES, CAMPOS  E ÂMBITOS DE ACÇÃO ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
Os Âmbitos da Animação Sociocultural delimitam naturalmente a sua operatividade. Nascem pelo facto de persistirem ainda muitas necessidades sociais não resolvidas;  Os diferentes Âmbitos da Animação Sociocultural exigem uma  certa  especialização no modelo de intervenção. “ A Festa” é o espaço educativo da ASC para  integração das diferenças ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural  Modalidades, Campos e Âmbito de Acção
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural  Modalidades, Campos e Âmbito de Acção  MODALIDADES DA Animação  Sociocultural Sector de  Acção  Ou Actividade Âmbito da Acção Cultural Social Institucional Técnico Social Espacial Politico Educativo Campo De Acção
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural  Modalidades, Campos e Âmbito de Acção  Campo de Acção Critérios de Idade Categoria  Profissional Sexo Conteúdo Actividades Crianças Jovens Adultos Seniores Operários Trabalhadores do campo Desempregados Artísticas Intelectuais Sociais Práticas/ Manuais Físicas e Desportivas Masculino Feminino Empregados
da ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural  Modalidades, Campos e Âmbito de Acção  Âmbitos  Animação Os Grupos Naturais Associações e IPSS’S Entidades Locais Outras Entidades O Estado Freguesias e C.Municipais Associações de Moradores, Clubes S.C. Misericordia Del. Regionais Institutos Públicos ONG’s Nac. Intern. Proj. Comunitários
ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural  Modalidades, Campos e Âmbito de Acção  Cont. Institucio naliz. Critério  Pedagógico Estatuto Animador Tarefa Animador Modelos Referência Âmbito  Geográfico Nacional Centrada Conteúdo Centrada Grupo Volunt. Profiss. Difusor Monitor Grupo Coorden. Arte Formação Interv. Social Rural Urbana Sub-Urb. Regional Local Grupos Espontâneos Inst. Não  Gov.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Património cultural
Património culturalPatrimónio cultural
Património culturalcattonia
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]J P
 
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticas
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticasReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticas
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticasguest564c19
 
Animação e coordenação de campos de férias 1
Animação e coordenação de campos de férias 1Animação e coordenação de campos de férias 1
Animação e coordenação de campos de férias 1Cristina Soares
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)joaokota
 
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadora
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadoraAna rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadora
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadorarasteiro
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
SocializaçãoBiaa
 
Animaçao para Idosos
Animaçao para IdososAnimaçao para Idosos
Animaçao para Idososanimaclub
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandroLeandro Pacheco
 
A Construção do Social
A Construção do SocialA Construção do Social
A Construção do SocialJorge Barbosa
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptSILVIA G. FERNANDES
 
Cidadania e Empregabilidade .pdf
Cidadania e Empregabilidade .pdfCidadania e Empregabilidade .pdf
Cidadania e Empregabilidade .pdfJuditeBarbosa1
 
PAP Power Point
PAP Power Point PAP Power Point
PAP Power Point Rui Pato
 

Mais procurados (20)

Património cultural
Património culturalPatrimónio cultural
Património cultural
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
 
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticas
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticasReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticas
ReflexãO M35 - Animação sociocultural - contextos e práticas
 
Animação e coordenação de campos de férias 1
Animação e coordenação de campos de férias 1Animação e coordenação de campos de férias 1
Animação e coordenação de campos de férias 1
 
Reflexão - CP1
Reflexão - CP1Reflexão - CP1
Reflexão - CP1
 
Ufcd-9634-Jovens.doc
Ufcd-9634-Jovens.docUfcd-9634-Jovens.doc
Ufcd-9634-Jovens.doc
 
Reflexão STC 7
Reflexão STC 7Reflexão STC 7
Reflexão STC 7
 
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
Reflecção clc 5 (dr 1,2,3,4)
 
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadora
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadoraAna rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadora
Ana rasteiro reflexão 3281 ana rasteiro corrigida pela mediadora
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Socialização
SocializaçãoSocialização
Socialização
 
Animaçao para Idosos
Animaçao para IdososAnimaçao para Idosos
Animaçao para Idosos
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
 
Família
FamíliaFamília
Família
 
A Construção do Social
A Construção do SocialA Construção do Social
A Construção do Social
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
 
Cidadania e Empregabilidade .pdf
Cidadania e Empregabilidade .pdfCidadania e Empregabilidade .pdf
Cidadania e Empregabilidade .pdf
 
CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS
CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOSCLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS
CLC_6_TRABALHOS APRESENTADOS
 
PAP Power Point
PAP Power Point PAP Power Point
PAP Power Point
 

Semelhante a ASC Cidadania Cidade

A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)
A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)
A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)Tati Garcia
 
Museu do inconsciente coletivo
Museu do inconsciente coletivoMuseu do inconsciente coletivo
Museu do inconsciente coletivoEx Votos Do Brasil
 
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016Territórios Criativos
 
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martins
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martinsPaper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martins
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martinsPedro Silva
 
Sociologia civ i
Sociologia civ   iSociologia civ   i
Sociologia civ iDiedNuenf
 
Legislação organização da educação brasileira george
Legislação organização da educação brasileira georgeLegislação organização da educação brasileira george
Legislação organização da educação brasileira georgeFernanda Angel Silva
 
[NITRO] FAQ - DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf
[NITRO] FAQ -  DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf[NITRO] FAQ -  DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf
[NITRO] FAQ - DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdfBrunoCosta364836
 
Homem cultura sociedade u1
Homem cultura sociedade u1Homem cultura sociedade u1
Homem cultura sociedade u1ingrid stefanny
 
Redes de cultura e ativismo
Redes de cultura e ativismoRedes de cultura e ativismo
Redes de cultura e ativismoRodrigo Savazoni
 
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02Rosimay Monteiro
 
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.pptMARIADAASSUNOSIMOESF
 
Clc5 e dr4 cultura e redes sociais
Clc5  e dr4 cultura e redes sociaisClc5  e dr4 cultura e redes sociais
Clc5 e dr4 cultura e redes sociaisBelmira Lourenço
 
1524251146708.pdf
1524251146708.pdf1524251146708.pdf
1524251146708.pdfCrasUrucuia
 
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado culturalO Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado culturalBabiBrasileiro
 

Semelhante a ASC Cidadania Cidade (20)

A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)
A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)
A cultura da mídia e o trifunfo do espetáculo douglas kellner (1)
 
Museu do inconsciente coletivo
Museu do inconsciente coletivoMuseu do inconsciente coletivo
Museu do inconsciente coletivo
 
Design gráfico
Design  gráficoDesign  gráfico
Design gráfico
 
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016
Projetos da animação sociocultural à economia criativa 1976 2016
 
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martins
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martinsPaper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martins
Paper projetos da asc à economia criativa 1976 até 2016 final_luis matos martins
 
Sociologia v
Sociologia vSociologia v
Sociologia v
 
Revista autores
Revista autoresRevista autores
Revista autores
 
Sociologia civ i
Sociologia civ   iSociologia civ   i
Sociologia civ i
 
Legislação organização da educação brasileira george
Legislação organização da educação brasileira georgeLegislação organização da educação brasileira george
Legislação organização da educação brasileira george
 
[NITRO] FAQ - DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf
[NITRO] FAQ -  DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf[NITRO] FAQ -  DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf
[NITRO] FAQ - DIRH08F01 - Direito e Humanidades.pdf
 
Homem cultura sociedade u1
Homem cultura sociedade u1Homem cultura sociedade u1
Homem cultura sociedade u1
 
Livro unico
Livro unicoLivro unico
Livro unico
 
Redes de cultura e ativismo
Redes de cultura e ativismoRedes de cultura e ativismo
Redes de cultura e ativismo
 
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02
Sociologiadaeducao1 110325113112-phpapp02
 
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt
1.-A-educacao-como-objeto-de-estudo-sociologico.ppt
 
Clc5 e dr4 cultura e redes sociais
Clc5  e dr4 cultura e redes sociaisClc5  e dr4 cultura e redes sociais
Clc5 e dr4 cultura e redes sociais
 
Introducao a sociologia
Introducao a sociologiaIntroducao a sociologia
Introducao a sociologia
 
Projeto Ser Um Mano
Projeto Ser Um ManoProjeto Ser Um Mano
Projeto Ser Um Mano
 
1524251146708.pdf
1524251146708.pdf1524251146708.pdf
1524251146708.pdf
 
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado culturalO Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
 

Último

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 

Último (20)

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 

ASC Cidadania Cidade

  • 2.
  • 3. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL COMO PRÁTICA HUMANA E SOCIAL
  • 4. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 5. Pré-História No período do Paleolítico, os hominídeos passaram a viver em grupos, denominados clãs e viviam em cavernas. Um grande acontecimento que ocorre nestes tempos é a manipulação do fogo. Este acontecimento vem dotar os clãs ( a sociedade da época) de um conjunto de meios, bens e serviços que lhe possibilitam uma maior qualidade de vida. É neste período temporal que o homem começa a utilizar roupas feitas com peles de animais. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 6. Pré-História Este acontecimento vem dotar os clãs (a sociedade da época) de um conjunto de meios, bens e serviços que lhe possibilitam uma maior qualidade de vida. É neste período temporal que o homem começa a utilizar roupas feitas com peles de animais. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 7. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I No período do Neolítico, surge o desenvolvimento da agricultura e com esta prática, intensificam-se as necessidades de vida em sociedade. Os seres humanos procuram fixar-se. Tem então inicio o período da consolidação do sedentarismo e assiste-se ao surgimento dos aglomerados urbanos.
  • 8. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Este movimento vem propiciar a especialização de tarefas e trabalhos, dando inicio ao surgimento das profissões, começaram a surgir bens de troca e de regulação, como ouro.
  • 9. Existia neste período uma forma clara de comunicação, muito para além da comunicação verbal. A Pintura Rupestre ou Gravura Rupestre é uma forma de comunicação que pode ser considerada como a "escrita" e a arte dos homens pré-históricos. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 10. Esses desenhos ensinam muitas coisas sobre os homens primitivos, como, por exemplo, que eles acreditavam que os elementos da natureza como a água, o sol, o fogo, a terra, e outros, tinham alma e eram deuses ou eram governados por deuses. Muitas dessas figuras mostram cenas de caça ou de adoração aos deuses. Os desenhos nas paredes também serviam para mostrar aos deuses os animais que eles queriam caçar. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 11. Observando as estatuetas, percebemos que retratam somente figuras femininas, com formas arredondadas e fartas (seios e nádegas avantajados) e onde eram valorizados os órgãos reprodutores. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 12. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I A História é o homem em acção . ( Marc Bloch). Ao longo dos tempos, o homem, em contacto com os seus pares foi desenvolvendo a arte de comunicar. O nascimento dos núcleos urbanos, a pensar em termos colectivos, fez com que o homem se torna-se, acima de tudo, um ser social.
  • 13. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I É em sociedade que cria novas formas de comunicação. Desenvolve a escrita, funda O Teatro, A Música, A Literatura. Inventa a Politica, descobre a Filosofia e aprende a usar a cabeça para pensar. O homem é o centro do mundo. Às tarefas produtivas, juntam-se as actividades lúdicas, recreativas, culturais…
  • 14. Jogos e Passatempos Os R omanos entregavam-se a passatempos simples e quase infantis como o salto à corda, a pela, os dados (tesserae) e os astrágalos (tali), o ludus latrunculorum jogo dos soldados que lembra vagamente o jogo das damas e o duodecim scripta, o jogo das doze linhas, semelhante ao gamão. As peças de jogo compreendiam dados, peões, astrágalos e tesseras de diversos feitios; as mais abundantes são as marcas de vidro liso e as improvisadas a partir de cacos e vasos. A Animação Sociocultural como “ prática humana e social ” ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I O Circo Máximo; As Orgias; Os Bacanais; Os Gladiadores; O Coliseu
  • 16. É necessário encontrar novos modelos e dinamismos culturais que favoreçam a participação, aumentem a solidariedade e permitam novas formas de expressão e diálogo, onde a iniciativa pessoal/individual e/ou do grupo seja considerada como a base de uma cultura mais popular e democrática. Factores Culturais ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 17. Tenta-se criar uma nova alternativa cultural, incentivando a participação de todos. Esta nova orientação “da cultura” inspira a Animação Sociocultural que nasce como resposta á um conjunto de pedidos urgentes de uma sociedade em crise. Factores Culturais ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
  • 18.
  • 20. A escola representa um processo inovador que procura insistentemente novas formas que satisfaçam, de uma forma eficaz, as necessidades educativas que vão sendo geradas no presente para um futuro próximo. A escola do futuro deve fazer do objecto da educação o sujeito própria educação . A educação deve ser coexistente com a vida, de acordo com a realidade vivida por cada ser humano. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I
  • 21. A acção escolar deve apoiar-se no enriquecimento do meio onde esta inserida e da realidade sociocultural que a rodeia, implicando as famílias no processo educativo e tentando anular as variáveis de privação sociocultural existentes, mediante a oferta de uma igualdade de possibilidades e também uma igualdade de oportunidades. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
  • 22.  
  • 23. A Escola (e a educação) deve estar atenta aos constantes progressos tecnológicos e científicos, de maneira a formar cidadãos integrados, responsáveis e com conhecimento do seu papel na sociedade. Factores Educativos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS
  • 24. FACTORES ECONÓMICOS E SOCIAIS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
  • 25.
  • 26. FACTORES POLITICOS ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
  • 27. Factores Politicos ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS As características da sociedade em que vivemos contribuem para que muito frequentemente se originam conflitos que dificultam a vida quotidiana das populações e da pessoas. A Animação Sociocultural pode ser um remédio oportuno para lutar contra essas “doenças” sociais.
  • 28. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Afinal, o que é a Animação Sociocultural? Como se pode definir?
  • 29. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Uma definição A nimação S ociocultural Procurando de
  • 30. A animação Sociocultural distingue-se menos pelas suas actividades específicas que pela maneira de as praticar. A diversidade dos “suportes” da animação é, na verdade, extraordinária: museus, serviços sociais, emissões de rádio ou de TV, urbanização, teatros, protecção do meio ambiente, lares juvenis, bibliotecas, etc. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 31. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural Promover a expansão e a melhoria da qualidade da educação, entendida como direito fundamental do indivíduo e instrumento essencial para uma política de diálogo entre os cidadãos e os Estados. O lema Educação Para Todos implica o combate às discriminações no acesso ao ensino e a educação contínua ao longo da vida, como meio de melhorar a adaptação às transformações do mundo actual.
  • 32. N enhuma actividade parece excluir-se a priori… U ma política de animação não se manifesta a priori em actividades particulares, mas mais na maneira de levar a cabo uma actividade qualquer. A animação é mais uma atitude que uma acção específica; uma maneira de obrar mais do que o conteúdo da acção. Uma mesma actividade pode estar ou não orientada para a animação e uma mesma preocupação pela animação pode manifestar-se em actividades múltiplas. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 33. A nimação: um colocar em movimento consciente dos indivíduos e dos grupos, que tende à adaptação, à mudança que é um dos fundamentos da vida moderna e a construir entre eles relações de linguagem de carácter permanente. del Valle ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 34. Q uer sob a forma francesa de Animation Sócio Culturelle ou sob a forma inglesa Community Development , é após a segunda guerra mundial, que a animação se apresenta como uma reacção ante o fracasso das actividades culturais e educativas do século passado… A instrução popular, a educação popular, a assistência social… todas elas partiam excessivamente de um modelo de transferência paternalista. R. Labourié ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 35. A aparição da animação sóciocultural responde a uma reacção frente ao carácter inaceitável de uma cultura cuja produção e transmissão estão reservadas a uma minoria privilegiada intelectualmente e/ou economicamente, e a um projecto tendente a que os cidadãos intervenham numa cultura que vivem cada dia, participem na sua criação e a integrem no seu desenvolvimento geral. G. Enckevort ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 36. A animação é um novo tipo de intervenção social, que tende a favorecer e desenvolver a comunicação, a socialização e a criatividade, através dos meios e uma linguagem que estimula a fantasia e o prazer de participar. José Maria Quintana ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 37. A animação é a resposta que melhor se adapta aos desafios provenientes das grandes mudanças produzidas na nossa sociedade; resposta que quer em vez de adaptação às mudanças, permitir, ao mesmo tempo, resistir ou impor-lhes orientações. Centro de Formazione Animatore do Centro Milanese per lo sport e la ricreazione ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 38. A animação sócio-cultural é uma tentativa para aportar uma solução a um problema grave que, na hora actual, afecta a todos os países: a existência de um “fosso” cultural que não somente está em contradição com o nosso ideal de justiça social, senão que, alem do mais, destrói o efeito das medidas ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural económicas, políticas e educativas que se esforçam em trazer às nossas sociedades uma democratização em profundidade, uma humanização e uma verdadeira igualdade de oportunidades. J. Rovan
  • 39. C omo consequência da exigências criadas pelas mudanças permanentes da sociedade moderna, a animação vai aparecer como um fenómeno essencial, quer seja como compensador, regulador, catalisador, quer redutor de obsolescência cultural, renovando os componentes e as atitudes que permitem a adaptação e a autonomia; a animação sóciocultural é a resposta social que o sistema põe à disposição para certas necessidades específicas que suscita a evolução. J. A. Simpson ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 40. Animação e Participação C onjunto de esforços que tendem a estimular a participação activa nas actividades culturais e o movimento geral de inovação e de expressão pessoal e colectiva. Pierre Bernard ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 41. A animação sóciocultural promove a tomada de consciência participava e criadora das comunidades no processo da sua própria organização e luta. H. de Varine ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 42. A animação é um processo que surge no seio dos grupos sociais, os quais mediante a participação activa dos seus membros, vão ser capazes de gerar cultura. Direcção Geral de Assuntos Culturais Ministério de Educação e Cultura de Portugal ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 43. A nimar é fazer participar a população no aumento da sua vitalidade; devolver-lhe e desenvolver-lhe a alma, o espírito de equipa, um impulso, despertar o espírito de pioneiro num clima de liberdade… é fazer que cada um tome o seu destino nas suas mãos. Mário Vilché ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 44. P rocesso que compreende a acção em movimento, uma vitalização, uma dinamização das energias que existem no seio do grupo, pessoas ou comunidades e, paralelamente uma restituição desta energia à comunidade de que emana para contribuir para um “desenvolvimento comunitário”… Dirige-se também a aqueles que, pelo que percebem, converter-se-ão só em agentes activos do seu próprio desenvolvimento e do dacomunidade com a condição de se “libertar da alienação” implícita de uma certa forma de cultura. Henry Thery ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 45. Animação e Comunicação A animação é um processo de intervenção sobre as situações e as relações sociais, necessária em todas as partes onde os sistemas de relação e de comunicação estão desorganizados. E. Grosjean e H. Ingberg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 46.
  • 47. A animação sóciocultural é um elemento técnico que permite ajudar os indivíduos a tomar consciência dos seus problemas e necessidades, e a entrar em comunicação a fim de resolver colectivamente esses problemas… A animação aplica-se em todos os domínios da actividade humana, em todos os problemas da vida em grupo, da vida de bairro, da vida urbana ou rural, formam-se animadores a fim de ajudar à tomada de consciência em todos os âmbitos das actividades. Documento FONJEP Groupe de travail Animation du VI Plan ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 48. Implicações sócio-políticas da animação A animação cultural considera-se como uma acção tendente a criar o dinamismo social ali onde não existe, ou bem favorecer a acção cultural e comunitária, orientando as suas actividades para a mudança social. “ (…) A animação sociocultural é um elemento técnico que permite ajudar os indivíduos a tomar consciência de seus problemas e necessidades, e a entrar em comunicação a fim de resolver colectivamente esses problemas… ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural A animação implica-se em todos os domínios da actividade humana, em todos os problemas da vida em grupo, da vida de bairro, da vida urbana ou rural, formam-se animadores a fim de ajudar a tomada de consciência em todos os âmbitos das actividades ”. P. Waisgerberf
  • 49. A animação é um conjunto de acções empreendidas no quadro de uma comunidade de vida… P rocura harmonizar a vida social, permitindo a cada um uma melhor tomada de posição na vida quotidiana e uma melhor inserção na sociedade. É um instrumento de regulação da repartição do poder e das responsabilidades. A sua actividade apoia-se tanto nos contactos humanos, como nos equipamentos ou actividades especializadas. Jean Nazet ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 50. A nimar é sempre dar a alma e a vida a um grupo humano, a um conjunto de pessoas entre as quais as relações não se produzem espontaneamente, ou são impedidas e bloqueadas a consequência da coacção das estruturas sociais ou das condições de vida. D a ideia simples de “dar impulsão” passa-se pouco e pouco à de uma acção exercida sobre os outros sem nenhum tipo de coacção: suscitar e orientar as iniciativas, aumentar a sua participação na vida do grupo, organizar a vida deste grupo, provocar a reflexão. J. P. Imhof ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 51. D enomina-se animação a toda acção em ou sobre um grupo , uma colectividad e ou uma área determinada , que trata de desenvolver a comunicação e estruturar a vida social , recorrendo a métodos não directivos ou semi-directivos; é um método de integração e de participação . A função da animação define-se como uma função de adaptação às novas formas da vida social … com dois aspectos complementares: como remédio às inadaptações e como factor de desenvolvimento individual e colectivo . L. Trichaud ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 52. P roporcionar aos homens o “maximum” de meios para que juntos inventem os seus próprios fins. T rata-se, em suma, de despertar no seio das sociedades a função civilizadora: a que postula no mais simples habitante de qualquer aldeia ou bairro, um cidadão cabal com uma exigência de sentido que lhe permita contribuir pessoalmente à gestão da colectividade e à criação dos seus valores. R. Torraille ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 53. A animação sóciocultural inscreve-se no quadro de uma emancipação colectiva… N o entanto, apresenta dificuldades para ser claramente definida devido a sua riqueza e diversidade. A animação sócio-cultural consiste, essencialmente, em oferecer possibilidades de cultura ao mais amplo sector possível da vida cidadã, fazendo participar a gente no maior número possível. Francis Jeason ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 54. A animação representa, para nós, um meio de acumulação de forças sociais capazes de nos colocar, no momento decisivo da ruptura, do lado dos trabalhadores; Isto é, de contribuir para quebrar a dominação. Ela pode, igualmente, representar neste movimento de acumulação e dinamização social um lugar possível de educação libertadora para a autogestão social que permite preparar o terreno para a sociedade futura. Charpentreau ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 55. A animação sóciocultural é um sector da vida social em que os agentes propõem como objectivo uma certa transformação das atitudes e das relações inter individuais e colectivas, mediante uma acção directa sobre os indivíduos. E sta acção exerce-se em geral pela mediação de actividades diversas, com a ajuda de uma pedagogia que utiliza métodos não directivos ou activos. Documento de CEDAL (Espanha) ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 56. A animação sóciocultural implica uma política de cultura baseada numa vontade de democracia cultural. S upõe a aceitação desta perspectiva a todos os níveis e a vontade para aproximar, cada vez mais, os lugares onde se tomam as decisões às pessoas e aos grupos a cuja qualidade e significação de vida concernem. M. Simonot ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 57. A animação pode definir-se como um estímulo mental, físico e emotivo que, num sector determinado, incita “as gentes” a iniciar uma gama de experiências que lhes permitam expandir-se e expressar a sua personalidade e desenvolver nelas o sentimento de pertencer a uma comunidade sobre a qual podem e devem exercer certa influência. Simpósio de São Remo ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 58. A animação implica três processos conjuntos: um processo de criar as condições para que todo grupo ou todo indivíduo se revele a si mesmo ; um processo de por em relação de grupos de pessoas entre si, ou com as obras e os criadores , ou com os centros de decisão, quer seja pela concertação, quer pelo conflito; um processo de criatividade, pela interrogação dos indivíduos e dos grupos com o seu entorno, expressão, iniciativa e responsabilidade. Fundação para o Desenvolvimento Cultural ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 59. A animação deve chegar a ser uma pedagogia de compreensão e de intervenção, que permita estabelecer relações de igualdade onde as relações hierárquicas dêem margem a mais liberdade e a uma maior autonomia; p ermitam uma selecção pessoal das actividades e das relações; d êem “vida” reconhecendo à existência de um sujeito autónomo que participa no desenvolvimento do mundo ao que pertence; e além disso, assegurem um saber fazer tendo em conta a diversidade de situações. H. Thery ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 60. S ão acções dirigidas pelas mesmas pessoas que actuam conjuntamente e que determinam por si mesmas o conteúdo desta acção em função de objectivos sociais e culturais… são actividades educativas fora do tempo de trabalho: vida familiar, vida urbana e rural, actividades de tempo livre, actividades desportivas , etc. A animação dá-se essencialmente nas associações voluntárias ou nas instituições semipúblicas. N este quadro nasce o conceito de animação sócio-cultural, cuja semântica expressa a intenção de “descravar” a cultura para relacioná-la com os fenómenos da vida colectiva, ao mesmo tempo que amplia o campo da vida cultural aos problemas da vida quotidiana. Revista Pour ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 61. A animação sócio-cultural é o conjunto de práticas sociais que têm como finalidade estimular a iniciativa e a participação das comunidades no processo do seu próprio desenvolvimento e na dinâmica global da vida sócio-política em que estão integradas. R. Labourié ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 62. A animação é o meio de organizar uma mini-sociedade geográfica, de suscitar bons intercâmbios entre as pessoas e de resolver, mediante a concertação, os problemas mais graves dos habitantes. E. Grosjean e H. Ingberg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 63. O distintivo da animação sócio-cultural não é “que faz” senão “como o faz”, e a sua tarefa é situar-se no centro da realidade e mobilizar as energias da comunidade, de forma que de espectador passivo se converta em protagonista. D aí que as palavras chave da animação sejam: animar, mover e suscitar. Pilar Crespo ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 64. ASC - um conjunto de técnicas sociais que, baseadas numa pedagogia participativa, têm como finalidade promover práticas voluntárias que com a participação activa das pessoas, se desenvolvam no seio de um grupo ou comunidade determinados e se manifestem nos diferentes âmbitos das actividades socioculturais que procuram o desenvolvimento da qualidade de vida ; Ander-Egg ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS Procurando uma definição de Animação Sociocultural
  • 65. CIDADE E CIDADANIA ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
  • 66. Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I “ O crescimento da população urbana sem planificação prévia, criou graves problemas de “massificação”, originando desenraizamento, alteração e adulteração de valores e marginalidade.”
  • 67.
  • 68.
  • 69.
  • 70.
  • 71.
  • 72.
  • 73.
  • 74. A ASC, como pedagogia da cultura, luta pela abolição das desigualdades socioculturais entre os membros de uma comunidade; A ASC deve dar lugar a projectos concretos que devem nascer da comunidade com a finalidade de a transformar e melhorar; A ASC aplica o postulado metodológico e pedagógico da “proximidade “ ou “vizinhança vital”; ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania
  • 75. Procurando criar âmbitos e momentos de convivialidade nos quais as pessoas, integrando-se, as vivem; Construindo uma cidade de pessoas através de redes sociais para a “acção mediadora” e para a “comunicação de encontro”; A melhor estratégia para que os colectivos sociais se identifiquem com a sua comunidade é a Educação. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania
  • 76. METODOLOGIA DE INTERVENÇÃO ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
  • 77. PARTICIPAÇÃO Esta metodologia é uma metodologia à medida , ou seja, adequa-se às especificidades de cada participante e deve respeitar sempre os indivíduos. È muito flexível e adaptativa. Muda-se e enriquecesse com as sugestões e intervenções de todos. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania - Metodologia de Intervenção
  • 78. Com as suas necessidades, as suas preocupações, os seus interesses, os seus medos e receios, mas também com os seus prazeres, as suas capacidades e incapacidades, a sua criatividade e, muitas vezes não temos isso em conta , as suas limitações e as suas falhas. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania - Metodologia de Intervenção
  • 79. -Produzir actividades e acções para um público específico, respeitando sempre as suas características, as suas raízes, as suas necessidades, os seus gostos expectativas e tendo em conta as suas fragilidades e limitações. -Privilegiar o individuo, a pessoa, o ser humano. É nossa obrigação conhecer, respeitar, proteger e evitar confrontos e conflitos, resultantes da participação de todos . ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania - Metodologia de Intervenção
  • 80. SIMBOLOGIA/TOTENISMO CONSULTADO E INFORMADO Participação INICIATIVA DAS PESSOAS E PARTILHA DAS DECISÕES MANIPULAÇÃO DECOR NÃO CONSULTADO, MAS INFORMADO INICIATIVA APRESENTADA E PARTILHA DAS DECISÕES INICIATIVA CRIADA E DIRIGIDA PELAS PESSOAS Não Participação ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural – Cidade e Cidadania - Metodologia de Intervenção
  • 81. MODALIDADES, CAMPOS E ÂMBITOS DE ACÇÃO ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL
  • 82. Os Âmbitos da Animação Sociocultural delimitam naturalmente a sua operatividade. Nascem pelo facto de persistirem ainda muitas necessidades sociais não resolvidas; Os diferentes Âmbitos da Animação Sociocultural exigem uma certa especialização no modelo de intervenção. “ A Festa” é o espaço educativo da ASC para integração das diferenças ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural Modalidades, Campos e Âmbito de Acção
  • 83. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural Modalidades, Campos e Âmbito de Acção MODALIDADES DA Animação Sociocultural Sector de Acção Ou Actividade Âmbito da Acção Cultural Social Institucional Técnico Social Espacial Politico Educativo Campo De Acção
  • 84. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural Modalidades, Campos e Âmbito de Acção Campo de Acção Critérios de Idade Categoria Profissional Sexo Conteúdo Actividades Crianças Jovens Adultos Seniores Operários Trabalhadores do campo Desempregados Artísticas Intelectuais Sociais Práticas/ Manuais Físicas e Desportivas Masculino Feminino Empregados
  • 85. da ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural Modalidades, Campos e Âmbito de Acção Âmbitos Animação Os Grupos Naturais Associações e IPSS’S Entidades Locais Outras Entidades O Estado Freguesias e C.Municipais Associações de Moradores, Clubes S.C. Misericordia Del. Regionais Institutos Públicos ONG’s Nac. Intern. Proj. Comunitários
  • 86. ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL CONTEXTOS E PRÁTICAS I Animação Sociocultural Modalidades, Campos e Âmbito de Acção Cont. Institucio naliz. Critério Pedagógico Estatuto Animador Tarefa Animador Modelos Referência Âmbito Geográfico Nacional Centrada Conteúdo Centrada Grupo Volunt. Profiss. Difusor Monitor Grupo Coorden. Arte Formação Interv. Social Rural Urbana Sub-Urb. Regional Local Grupos Espontâneos Inst. Não Gov.