O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Artesanato cearense

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Origem dos números
Origem dos números
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 63 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Mais de Marcioveras (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Artesanato cearense

  1. 1. -Fruto da mais genuína manifestação popular, o artesanato ainda guarda características de seus primeiros artesãos, os índios que habitavam o território cearense no período pré- colonial. -De lá para cá as técnicas foram passadas de pai para filho.
  2. 2. -Segundo os especialistas, deve-se aos padres jesuítas a primeira fixação de técnicas artesanais e sua transmissão para as gerações posteriores, através do processo regular de ensino. - O colonizador europeu também participou deste processo, introduzindo a arte de trabalhar com o couro, a renda, o cordel, entre outras manifestações.
  3. 3. -A criatividade e a simplicidade do artesão cearense também podem ser vistas em trabalhos em renda de bilro, labirintos, madeira e barro. Em comum, os trabalhos guardam uma beleza que ultrapassa o tempo. -Entre as técnicas usadas no Estado destacam-se:
  4. 4. -Instrumentos: bilros e alfinetes de cabeça ou, quase sempre, o espinho do coradeiro ou mandacaru, almofada. -Núcleos Produtores: Na própria residência das artesãs, na faixa litorânea.
  5. 5. -Instrumentos: tecido preso a uma grade de madeira, alfinetes, agulhas e linha. -Núcleos Produtores: Na própria residência das artesãs, na faixa litorânea.
  6. 6. -Matérias-primas: bambu (taquara, para fazer bicas e calhas; taquara, para fazer cestas; taquari para fazer gaiolas; táabuas para fazer foguetes, apanhar olho de carnaúba e fazer pífaros); Cipó (mais resistente que o talo, para fazer caçuá; sobre o jumento vai a cangalha e sobre esta, o caçuá). -Núcleos Produtores: Sobral, Russas, Limoeiro do Norte, Jaguaruana, Aracati, Massapê, Crateús, Baturité e Camocim.
  7. 7. -Principais núcleos: Fortaleza, Cascavel, Ipú e Juazeiro do Norte. -Principais peças: quartinha, jarra, pote, gamela, prato, filtro, bacia, jarro, mealheiro, capitação-de-pé-de-cana, bule e balaia (utilitárias), decorativas e lúdicas (bonecos de barro, jangada, etc).
  8. 8. -Produtos vendidos em maior escala: alpercatas, sandálias, sapatos, calçados de um modo geral. -Pontos de Venda: feiras do interior e Centros de comercialização da capital -Produtos mais tradicionais e típicos: roupas e arreios, chapéu, gibão, peitoral, luvas, perneiras, sapatos, selas.
  9. 9. -Núcleos produtores: pequenas oficinas das zonas urbanas de regiões pecuárias, tais como; Aracoiaba, Itapiúna, Crato, Morada Nova,Fortaleza, Jaguaribe e Juazeiro do Norte. -Outros produtos: cintos, malas, objetos decorativos, pirogravuras, penduricalhos, tapetes, cortinas.
  10. 10. -Principal produto: redes (utilitário e decorativo) -Técnicas: com roca e fuso e rudimentarmente -Núcleos produtores: Fortaleza e Jaguaribe.
  11. 11. -Ramos: lataria, ferraria, serralheria, cutelaria -Produtos: balde, caneca, bacia, copo, ralador, candeeiro, caçarola, lamparina, foices, dobradiças, armadores de rede, chocalhos para o gado, estribos, ferraduras, esquadrias, portões, espingardas “passarinheiras”, etc. -Núcleos produtores: Juazeiro do Norte, Fortaleza.
  12. 12. -Ferramentas: utensílios básicos de marcenaria Produtos: móveis, desde os mais simples e rústicos até os mais finos, maquinaria de engenhos, tonéis, talhas e esculturas. -Núcleos Produtores: Fortaleza, Canindé, Cascavel, Juazeiro do Norte (mobiliário), Barbalha (maquinaria de engenhos de cana), Fortaleza (talhas e esculturas).
  13. 13. -Principal produto: xilogravura para ilustração de capas de folhetos de cordel, na figura de cantadores, vaqueiros, cangaceiros, bois, aves e animais de nossa fauna, muito encontrado nas feiras nordestinas. -Núcleos produtores: praticamente em todo o estado, principalmente nas cidades do interior e capital.
  14. 14. -Principal produto: garrafas ou potes de vidro contendo geralmente desenhos artísticos como paisagens locais produzidas com a técnica de preenchimento com areia colorida. -Núcleos produtores: praticamente todo o litoral cearense, principalmente Aracati, Jericoacoara, Camocim, Beberibe e Fortaleza.
  15. 15. -Prova concreta da paixão do povo cearense por suas crenças e seus santos, geralmente produzidos em madeira, barro cozido ou gesso. -Produtos: imagem de santos e ex-votos. -Núcleos Produtores: Juazeiro do Norte e Canindé, dois Centros que destacam-se como locais de peregrinação místico religiosa.
  16. 16. http://www.topgyn.com.br/conso01/ceara/conso 01a07.php

×