O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

XILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - Arte

15.611 visualizações

Publicada em

XILOGRAVURA - Professora Laurizete Cação - Arte

  1. 1. XILOGRAVURA Artes Profª: Laurizete
  2. 2. A técnica da xilogravura é extremamente antiga. Inicialmente a xilogravura era usada na confecção de produtos considerados “menos nobres”, como rótulos debebidas, folhetos e almanaques.Foi a partir da década de 50 que ela passou a ser usada como capa de cordel.
  3. 3. A xilografia é uma técnica de impressão que consiste emgravar imagens em relevo sobre pranchas de madeira para depois, com tinta, estampá-las em papel.
  4. 4. Crie um desenho sobre a madeirautilizando o lápis. É importante lembrar que o desenho deverá estar invertido (espelhado).
  5. 5. Seguindo o traçado comece a cortar aspartes desejadas (talhando a madeira).
  6. 6. Cubra com tinta a superfície em relevo da prancha com o rolo até ficar uniforme.
  7. 7. Apóie o papel sobre a prancha já pintadatomando cuidado para ela não se mover.
  8. 8. Levante o papel, e você já terá criado a sua xilogravura.
  9. 9. JOSÉ BORGES: Patrimônio Vivo de Pernambuco,J. Borges tem 73 anos. Ele é um dos artistasfolclóricos mais celebrados. Apenas em uma turnêele percorreu 20 países europeus e foi tema deuma reportagem no jornal The New York Times eapontado como um gênio da arte popular.
  10. 10. Já teve um lote de xilogravuras desua autoria arrematado por US$ 30mil num leilão nos Estados Unidos.O dinheiro, no entanto, não foi para o bolso do artista. Ficou com um colecionador americano quegarimpa exemplares raros de obras folclóricas.
  11. 11. A Dupé lançou a coleção Arte Brasileira comréplicas de xilogravuras de J. Borges, patrimônio vivo de Pernambuco.
  12. 12. a marca Havaianastambém lançou uma“edição limitada” em homenagem ao “Maior São João do Mundo, Campina Grande”.
  13. 13. A xilogravura esteve presente no desfile da grife/cooperativa: Etnia das Artes
  14. 14. LITERATURA DE CORDEL
  15. 15. Cordel é uma poesia popular escrita de forma rimada com 6,8 ou 10 versos por estrofe, que trata de assuntos do cotidiano do artista, variando entre a crítica social epolítica e assuntos de teor picante e cômico, bem ao gosto popular.
  16. 16. Este texto a seguir faz parte da Literatura de Cordel, de Francisco Diniz.
  17. 17. Literatura de Cordel É poesia popular,É história contada em versos Em estrofes a rimar, Escrita em papel comum Feita pra ler ou cantar.
  18. 18. A capa é em xilogravura, Trabalho de artesão,Que esculpe em madeiraUm desenho com ponção Preparando a matriz Pra fazer reprodução.
  19. 19. Mas pode ser um desenho, Uma foto, uma pintura, Cujo título, bem à mostra, Resume a escritura. É uma bela tradição,Que exprime nossa cultura.
  20. 20. Os folhetos de cordel,Nas feiras eram vendidos, Pendurados num cordão Falando do acontecido,De amor, luta e mistério, De fé e do desassistido.
  21. 21. A minha literatura De cordel é reflexãoSobre a questão social E orienta o cidadão A valorizar a culturaE também a educação.
  22. 22. Oswaldo GoeldiImportante artista da Xilogravura no Brasil.
  23. 23. Oswaldo Goeldi Felino , 1935 xilogravura 17,7 x 24 cmMuseu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro, RJ)
  24. 24. Oswaldo Goeldi Caminhantes I - 1976Xilogravura sobre papel 21.0 x 24.3 cm
  25. 25. Pesadelo , 1935 xilogravura 18,5 x 14,5 cmFundação Biblioteca Nacional (Rio de Janeiro, RJ)
  26. 26. Oswaldo Goeldi - Abandono
  27. 27. Oswaldo Goeldi, “Tarde", 1950, xilogravura
  28. 28. Oswaldo Goeldi, "Chuva", 1957, xilogravura
  29. 29. GOELDI, Oswaldo (1895 - 1961) Gato e peixe - Xilogravura

×