Normas trabalho aap

267 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Normas trabalho aap

  1. 1. Escola Superior de Desenvolvimento Social e Comunitário UNIDADE CURRICULAR DE ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE PROJECTOS REGRAS E CONSELHOS PARA O TRABALHO DE ANÁLISE E AVALIAÇÃO DE PROJECTOS1. Organização do TrabalhoO presente documento pretende apresentar um conjunto de procedimentos que os alunos da disciplina de Análise eAvaliação de Projectos deverão seguir para a elaboração do trabalho individual.Ao preparar o trabalho, tenha em consideração a Grelha de Avaliação, pois ela reflecte os critérios que estarão na baseda sua avaliação. Notem que a percentagem atribuída a cada critério é um indicador da importância relativa que têm deconsiderar para cada componente do trabalho. Apesar de não existir uma relação matemática, existe uma relação deproporcionalidade entre o tempo dispendido com cada tema e o seu peso na avaliação.Na elaboração do Trabalho, devem ter em consideração um conjunto de regras essenciais para a sua “Apresentação eEstruturação” (com um peso de 10%). Essas regras devem seguir os procedimentos estabelecidos no Guião para aElaboração de Trabalhos Académicos em vigor na ESDSC do ISPGaya.Existe uma limitação relativamente à dimensão do trabalho apresentado, pois não poderá ter mais de 75.000 caracteres(incluindo espaços). Os anexos não estão incluídos neste número de caracteres, sendo os alunos livres de incluir osanexos que entenderem como aconselháveis. Não existe uma obrigatoriedade relativamente à organização interna decada um dos pontos apresentados. A imaginação na forma como cada um dos pontos é abordado e apresentado faz parteintegrante da avaliação. Apesar do índice apresentado seguidamente ser obrigatório, os alunos podem sub-dividir cadaum dos pontos da forma que melhor entenderem.Por exemplo, o ponto 4 pode ser dividido em:4 – Avaliação Económica e Financeira4.1 – Valor Actual Líquido4.2 – Taxa Interna de RentabilidadeO Trabalho é apresentado como um trabalho individual.A entrega dos Relatórios apresenta as seguintes condicionantes:• Devem entregar 1 versão em papel• Devem colocar uma versão em formato digital no SapienFlex (em PDF) e enviar via mail para o endereçojmonteiro@ispgaya.pt• A data de entrega será a data definida no calendário de avaliação2. Conselhos e IndicaçõesO trabalho deverá obedecer sempre à organização que o docente apresenta. A estrutura apresentada é mesmoobrigatória. Os alunos podem dividir cada um dos pontos ou sub-pontos apresentados nos sub-pontos que entenderem,mas os pontos e sub-pontos listados são obrigatórios (devem utilizar a numeração apresentada). Caso pretendam algumaalteração, devem discuti-la previamente com o docente. Avenida dos Descobrimentos, 333 4400-103 Vila Nova de Gaia Portugal Telefone – 00.351.22.3745730 e Fax – 00.351.22.0134479 www.ispgaya.pt
  2. 2. Escola Superior de Desenvolvimento Social e ComunitárioCapaÍndice1. Resumo executivo (5%)2. Apresentação do Promotor (10%)3. Caracterização do Projecto (10%)4. Avaliação Económica e Financeira (50%)5. Conclusões (5%)6. Bibliografia e Cibergrafia (5%)7. Anexos (5%)(conforme já foi referido, a Apresentação e Estruturação têm um peso de 10% na avaliação)Para apoiar os alunos e tornar mais eficaz o seu trabalho, efectuam-se algumas considerações complementares sobrealguns dos pontos do índice.No Ponto 1 (“Resumo Executivo”), pretende-se que os alunos consigam transmitir o trabalho que realizaram. Deve sercurto (não mais do que uma página) e deverá conter tudo o que é essencial e apenas o que é essencial para se perceber otrabalho.Um resumo executivo não é um resumo do trabalho. Num resumo do trabalho os alunos iriam sintetizar todo o trabalhoque fizeram. Num resumo executivo apenas vão apresentar aquilo que um executivo, sem tempo, necessita ler paraperceber a resolução. Nesse sentido, não são incluídas, por exemplo, quaisquer referências à forma como organizaram otrabalho, aos problemas que tiveram, às diferentes alternativas de resolução. O resumo executivo apenas deveapresentar o que é necessário para se perceber o problema e a resolução.As características mais importantes deste tipo de resumos são:• O texto deve ter mesmo 1 página; se tiver mais, viola as regras e o texto excedente não será lido; se tivermenos, os alunos estão a desperdiçar espaço para apresentarem as suas ideias;• O resumo deve ser suficiente para compreender a análise que realizaram e a forma como a fizeram;• No resumo, os alunos não devem colocar generalidades e introduções, nem considerações sobre a forma comotrataram o problema; quem está a ler o resumo executivo apenas quer conhecer os resultados do trabalho e não a formacomo trabalharam; os alunos devem ir directos aos assuntos, sem floreados nem divagações;• O resumo é impessoal (escrito na 3ª pessoa) e qualquer executivo que o leia deve conseguir entendê-lodescontextualizado.Ao redigirem o resumo, tentem estruturar bem as ideias. Um resumo executivo não é um somatório de parágrafos. Oresumo tem um começo (apresentação da empresa e enquadramento dentro do sector), uma evolução (objectivos a quese propuseram), consubstanciada numa metodologia que foi seguida (técnicas e metodologias utilizadas) que dãoorigem a várias conclusões e resultados (leitura e interpretação dos valores obtidos). Assim sendo, cada parágrafo deveter uma sequência em relação ao anterior. O leitor tem de perceber bem esta evolução e de sentir que está a acompanharum raciocínio com lógica.Devem também dar uma especial atenção à linguagem utilizada, à pontuação, à formatação, aos espaçamentos, enfim, auma série de pormenores que, apesar de serem relevantes em todo o trabalho, assumem aqui uma importânciafundamental. Os resumos executivos constituem a parte do trabalho que todo o leitor lê com mais atenção e onde, porisso, qualquer falha a este nível é imediatamente detectada.No Ponto 2 (“Apresentação do Promotor”) deverá ser realizado um breve resumo da actividade da empresa/empresárioque irá realizar o investimento. Este ponto deve conter, para além da própria identificação do promotor, a evidência deque o projecto a desenvolver se adequa às competências e características principais do promotor. Devem portanto sersalientados aspectos que sejam relevantes para o empreendimento, como sejam, o know-how adquirido, a experiência Avenida dos Descobrimentos, 333 4400-103 Vila Nova de Gaia Portugal Telefone – 00.351.22.3745730 e Fax – 00.351.22.0134479 www.ispgaya.pt
  3. 3. Escola Superior de Desenvolvimento Social e Comunitáriona área de negócios, etc. Deve-se portanto, entre outros, incluir o nome e direcção do promotor, a classificação daactividade económica, a evolução histórica, a descrição das actividades principais, os mercados, principais clientes econcorrentes, quota de mercado, programa de produção/comercialização e a política comercial adoptada. Sempre quenão se trate de uma empresa já existente, devem-se apenas salientar os aspectos do próprio empresário que sejamrelevantes para o desenvolvimento do negócio.O Ponto 3 (“Caracterização do Projecto”) deverá apresentar uma caracterização do próprio investimento, deve justificara sua necessidade ou a sua pertinência, apresentar as vantagens esperadas da sua execução e a sua caracterizaçãotécnica. Deve como tal conter uma apresentação do investimento (breve apresentação do negócio/investimento,justificando a sua necessidade e adequabilidade, bem como as principais vantagens a retirar da sua realização), acaracterização da envolvente (apresentação das projecções dos principais parâmetros macroeconómicos que possamcondicionar as condições de exploração e de execução do investimento), uma breve análise de mercado (caracterizaçãodo mercado relativamente ao produto/serviço, elementos da procura e concorrentes), a descrição da localização, daestrutura organizativa da empresa e o planeamento temporal da implementação do investimento.O Ponto 4 (“Avaliação Económica e Financeira”) tem como objectivo apresentar os principais indicadores económicosde rentabilidade do investimento, os elementos de estudo da sua viabilidade financeira, tal como os pressupostos em queassentam tais conclusões. Um estudo económico-financeiro baseia-se na projecção de fluxos financeiros com base empressupostos assumidos tendo em conta os elementos de estudo referidos nos anteriores pontos do relatório. Este pontodeve portanto conter a avaliação do investimento com base nos critérios de avaliação que foram analisados no decursodas aulas e socorrendo-se dos ficheiros que vos foram disponibilizados no SapienFlex.No Ponto 5 (“Conclusões”), os alunos devem apresentar o resultado do trabalho, isto é, que ilações retiram sobre oprojecto e que decisão deverá ser tomada relativamente ao mesmo. Neste capítulo devem também questionar alguns dospressupostos que assumiram. Salienta-se aqui a especial relevância que será atribuída ao espírito crítico quedemonstram. Não se devem contudo esquecer que as conclusões devem ser apresentadas de uma forma lógica eordenada, para que o leitor compreenda perfeitamente os aspectos que pretendem salientar em cada uma delas. Devemtambém referir os sentimentos no final do trabalho, o que aprenderam, o que lhe deu mais trabalho, quais as principaisdificuldades que defrontaram, que apoios obtiveram, etc.O Ponto 6 (“Bibliografia e Cibergrafia”) deve englobar todo o material (livros, artigos científicos, sites,...) utilizado;não se trata de uma mera listagem de livros ou sites; trata-se de, para cada ponto importante do trabalho, apresentar umalistagem comentada de livros/sites/etc. que foram lidos pelos alunos e que, por isso, servem de suporte para o trabalho,abordando temas como a importância de cada fonte, os temas a que está ligada, de que forma foi incluída no texto ecomo influenciou o trabalho.O Ponto 7 (“Anexos”) é fundamental, constituindo também uma componente muito importante da avaliação. Como sepretende entender o trabalho realizado e justificar as diferentes opções, os alunos devem entregar todo o material queentenderem relevante para a resolução do caso. Em caso de dúvida (se devem ou não incluir um determinado anexo),decidam-se sempre pela sua inclusão. Avenida dos Descobrimentos, 333 4400-103 Vila Nova de Gaia Portugal Telefone – 00.351.22.3745730 e Fax – 00.351.22.0134479 www.ispgaya.pt

×