Concepção De Projectos

5.080 visualizações

Publicada em

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Boa Noite,

    Gosto desse manual. Obrigado
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.080
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
95
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Concepção De Projectos

  1. 1. ELABORAÇÃO DE PROJECTOS ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS relacionados com PROJECTOS SOCIAIS
  2. 2. DESENVOLVIMENTO <ul><li>O que o desenvolvimento tem a ver com o feijão? </li></ul>
  3. 3. <ul><li>“Desenvolvimento” é o processo pelo qual são libertadas as potencialidades de um organismo vivo para que alcance a sua forma completa. Na biologia, portanto, desenvolvimento é o processo pelo qual os organismos atingem o seu potencial, desenvolver = desabrochar (a semente rompe o que lhe envolve e evolui). </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A transferência da metáfora biológica para a esfera social ocorreu no final do século XVIII quando Jusus Moser (considerado pai da história social) emprega a palavra para designar um “processo gradual de mudança social”. </li></ul><ul><li>Desenvolvimento Sustentado </li></ul><ul><li>Ao desenvolvimento tem sido associado o conceito SUSTENTÁVEL ou SUSTENTADO, que é difícil de se definir, pois inclui os relacionamentos da sociedade com a natureza, do Estado com a sociedade civil, do equilíbrio ambiental com o bem-estar. </li></ul>
  5. 5. Desenvolvimento Local <ul><li>é a expressão local, territorial do desenvolvimento (desabrochar da semente) e que deve partir da constatação de que há necessidades básicas não satisfeitas na comunidade e que para as responder é preciso usar os recursos locais. </li></ul><ul><li>Como estratégia de acção, permite que as instituições municipais, as comunidades locais, os movimentos populares, as PESSOAS, sejam ACTORES do seu desenvolvimento. </li></ul>
  6. 6. Conceito de Cidadania e valores A cidadania é um termo associado à vida em sociedade. Portanto é difícil datar com precisão o aparecimento do conceito de cidadania. O seu significado clássico associava-se à participação política. O próprio adjectivo ‘político’, por sua vez, já nos remete a ideia de pólis (Cidade-Estado). Podemos concluir, que foi justamente sobre esse tipo de organização urbana que se assentaram as bases do conceito tradicional de cidadania e de uma considerável parte de seu significado actual. Hoje apesar da existência de profundas desigualdades sociais, esse termo evoluiu com o passar dos anos. Ampliou a abrangência de sua concepção, abraçando todas as classes sociais.
  7. 7. OS CONCEITOS REFERIDOS SÃO MUITO MENSIONADOS QUANDO SE TRABALHA COM PROJECTOS, NO CASO CONCRETO TEMOS AINDA QUE TER EM CONTA OS CONCEITOS DE… <ul><li>EXCLUSÃO SOCIAL </li></ul><ul><li>POBREZA </li></ul><ul><li>PRINCIPIOS ESTRATÉGICOS PARA COMBATER A EXCLUSÃO </li></ul><ul><li>FUNÇÕES CÍCLICAS </li></ul>
  8. 8. CONCEPÇÃO DE PROJECTOS <ul><li>Um projecto pode ser definido pelas seguintes características: </li></ul><ul><li>● Temporário - todo o projecto tem um início e um fim definidos. </li></ul><ul><li>● Único - deve possuir características únicas que o diferencie de outros projectos e tem resultados exclusivos. </li></ul><ul><li>● Progressivo - ao longo do desenvolvimento do projecto, este é progressivamente elaborado em etapas e melhorado. </li></ul><ul><li>Planeado, executado e controlado – em cada etapa </li></ul><ul><li>Realizado por pessoas – equipa de gestão </li></ul><ul><li>Tem recursos limitados – custos bem definidos e controlados </li></ul><ul><li>Tem objectivos a serem alcançados </li></ul>
  9. 9. A concepção de um projecto conjuga tarefas de diferentes tipos <ul><li>Para melhor clarificar o processo podemos dividi-lo em quatro etapas básicas: </li></ul><ul><li>Identificação (a partir do diagnóstico) </li></ul><ul><li>Planificação - Programação das actividades </li></ul><ul><li>Ante-projecto – Estudo da viabilidade </li></ul><ul><li>Análise – socialização do documento do projecto </li></ul><ul><li>NÃO ESQUECER QUE DEPOIS VEM A EXECUÇÃO, O ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO FINAL </li></ul>
  10. 10. Modelo de elaboração de projecto <ul><li>Não existe um modelo único </li></ul><ul><li>Várias instituições disponibilizam formulários próprios </li></ul><ul><li>Alguns aspectos são comuns </li></ul><ul><li>Usar linguagem clara, dados verdadeiros baseados no diagnóstico e rever sempre os antecedentes. </li></ul>
  11. 11. Mãos à obra!!
  12. 12. <ul><li>Mesmo não existindo um modelo único é possível usar um modelo-padrão que pode ser adaptado de acordo com a natureza e a dimensão do projecto que se quer elaborar. Como na proposta que se segue… </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Apresentação da situação – informação sobre a situação que se estudou durante a elaboração do diagnóstico, os aspectos sócio-económicos, costumes e outras informações que caracterizam a situação. </li></ul><ul><li>Justificação – demonstração da importância do projecto na resolução dos problemas identificados. </li></ul><ul><li>Beneficiários – ou público-alvo é o conjunto de pessoas que serão favorecidas com o projecto, podem ser beneficiários directos ou indirectos. </li></ul><ul><li>Objectivos gerais e específicos – identificar o propósito que se pretende alcançar com o projecto de forma clara. </li></ul><ul><li>Programação das actividades – descrever as acções que se pretende implementar para se atingir os objectivos. </li></ul><ul><li>Metodologia – descrição da forma como se vão realizar as actividades programadas. </li></ul><ul><li>Orçamento – identificar os recursos financeiros, humanos, materiais e tecnológicos e o custo deles. </li></ul><ul><li>Gestão do Projecto – identificação de quem se responsabilizará pela implementação do projecto, possíveis instituições que participarão nas actividades. </li></ul><ul><li>Monitorização/Acompanhamento – explicar como vai ser feita o acompanhamento do projecto durante a sua execução. </li></ul><ul><li>Resultados esperados – é a previsão do que se espera alcançar, em termos quantitativos sempre que possível. </li></ul><ul><li>Anexos – quando for necessário – fotos, mapas, declarações e outros. </li></ul>
  14. 14. Funções cíclicas DO PROJECTO <ul><li>Ao elaborar o projecto devemos ter em conta as funções cíclicas: </li></ul><ul><li>Diagnóstico </li></ul><ul><li>Planificação </li></ul><ul><li>Execução </li></ul><ul><li>Acompanhamento/Avaliação </li></ul><ul><li>Retroalimentação </li></ul>
  15. 15. Diagnóstico <ul><li>Processo concertado, permanente e reiterado, de identificação e de análise, entre os actores implicados : </li></ul><ul><ul><li>População/ indivíduos </li></ul></ul><ul><ul><li>Situação da exclusão </li></ul></ul><ul><ul><li>Actores institucionais relevantes </li></ul></ul><ul><ul><li>Pessoas recursos </li></ul></ul>
  16. 16. Planificação <ul><li>Exercício que consiste em determinar os objectivos precisos e estabelecer os meios próprios para os alcançar dentro dos prazos previstos. Requer: </li></ul><ul><ul><li>Previsão do futuro/Tempo </li></ul></ul><ul><ul><li>Determinar objectivos/ métodos /estratégias </li></ul></ul><ul><ul><li>Planificar as actividades </li></ul></ul><ul><ul><li>Fazer opções e tomar posição </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Garantir o êxito da acção e servir de inovação social </li></ul></ul></ul>
  17. 17. Riscos da Planificação <ul><li>Perder-se em muitos de pormenores </li></ul><ul><li>Pensar que tudo é racional e esquecer os sentimentos e valores </li></ul><ul><li>Ser formulada por um único actor </li></ul><ul><li>Responder a uma única metodologia </li></ul><ul><li>Ser inútil para a acção a empreender </li></ul><ul><li>Não respeitar aspectos territoriais </li></ul>
  18. 18. Acompanhamento/Monitorização <ul><li>Acompanhamento : é a função de verificar de forma continua se a acção se desenvolve conforme o previsto e que contribui com as informações necessárias para dirigir a acção e avalia-la. </li></ul><ul><li>Se o projecto é um meio para a solução de determinado problema, então será necessário verificar até que ponto a solução proposta VAI SER boa, se ESTÁ A SER boa e se FOI boa. </li></ul><ul><li>Isto implica um processo de acompanhamento e avaliação, ou seja teremos que verificar todo o ciclo de vida do projecto , antes da sua implementação, durante a implementação e depois do projecto implementado (futuro, presente e passado). </li></ul>
  19. 19. Avaliação <ul><li>serve para se verificar se as actividades são executadas de acordo com a programação em termos de cronograma, objectivos, participação, despesas e ainda para detectar se há problemas e imprevistos que podem alterar os trabalhos. </li></ul><ul><li>O conteúdo da avaliação deve ser quantitativa, com dados sobre os custos, os prazos, as pessoas envolvidas, etc. e também qualitativa, com a descrição do processo, dificuldades e aprendizagens, recolha de opiniões e depoimentos dos gestores do projecto, sugestões de novas necessidades e outras informações importantes de acordo com a natureza do projecto. </li></ul>
  20. 20. Potencialidades /Avaliação <ul><li>Reflexão continua sobre o que se faz </li></ul><ul><li>Dar conhecimento integral de todos os sectores </li></ul><ul><li>Permitir uma maior racionalidade das decisões </li></ul><ul><li>Tornar evidente os resultados </li></ul><ul><li>Incentivar inovações a partir dos resultados </li></ul><ul><li>Não voltar a cometer erros </li></ul>
  21. 21. OBRIGADA PELA ATENÇÃO! <ul><li>MAMI ESTRELA </li></ul><ul><li>ATELIER MAR </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>mamiestrela @hotmail.com </li></ul><ul><li>9914621 / 232 82 71 </li></ul>

×