Carregando…

Flash Player 9 (ou mais recente) é necessário para visualizar apresentações.
Nós detectamos que ele não está instalado no seu computador. Para instalá-lo, vá para here.

Dissertacao Balanced Scorecard

5.764 visualizações

Publicada em

Apresentação de defesa de dissertação de mestrado em Engenharia de Produção sobre Balanced Scorecard - BSC

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.764
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
215
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dissertacao Balanced Scorecard

  1. 1. CONSTRUÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DO BALANCED SCORECARD EM UMA ORGANIZAÇÃO EDUCACIONAL: O CASO DO SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL DO RIO GRANDE DO NORTE – SENAC RN Candidato: Joannes Emmanuel Dantas e R. de Lima Orientador: Prof. José Alfredo F. Costa, Dr. Data da apresentação: 01/06/09 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Defesa de Dissertação – M.Sc.
  2. 2. Introdução <ul><li>Transformações no mundo </li></ul><ul><li>Metodologias para análise do desempenho </li></ul><ul><li>Sistemas ineficientes – anos 50 a 90 </li></ul><ul><li>Surgimento do Balanced Scorecard – BSC </li></ul><ul><li>Recomendação do TCU para utilização do BSC </li></ul><ul><li>Sistema S encontra dificuldades para implementação do BSC </li></ul><ul><li>Acompanhamento do processo do SENAC RN </li></ul>Defesa de Dissertação – M.Sc.
  3. 3. Problema e Justificativa <ul><li>Aspectos </li></ul><ul><li>Diversos Estados tem adotaram o BSC </li></ul><ul><li>Em alguns Regionais o BSC falhou </li></ul><ul><li>É desconhecido as causas de insucesso </li></ul><ul><li>Problema </li></ul><ul><li>Como a organização em estudo construiu e implementou o Balanced Scorecard à luz do modelo proposto por seus autores? </li></ul><ul><li>Justificativa </li></ul><ul><li>Organizações atribuem as falhas aos objetivos, cultura, estratégia e muito pouco ao processo </li></ul><ul><li>Conhecer o processo para ajudar as empresas </li></ul>Defesa de Dissertação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  4. 4. Objetivos <ul><li>Geral </li></ul><ul><li>Analisar o processo de construção e implementação do sistema de gestão estratégica Balanced Scorecard , tendo como estudo de caso uma Instituição Educacional </li></ul><ul><li>Específicos </li></ul><ul><li>1. Comparar o modelo sugerido por Kaplan e Norton (1996b) para construção do BSC versus o caso em estudo. </li></ul><ul><li>Passo 1: Definir a unidade de negócios e as diretrizes organizacionais </li></ul><ul><li>Passo 2: Levantar os objetivos estratégicos e indicadores </li></ul><ul><li>Passo 3: Selecionar os direcionadores estratégicos </li></ul><ul><li>Passo 4: Validar o BSC e elaborar plano de implementação </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>2. Comparar modelo sugerido Niven (2005) para construção BSC versus caso em estudo </li></ul><ul><li>Etapa 1: Planejamento </li></ul><ul><li>Etapa 2: Desenvolvimento </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>3. Comparar o modelo sugerido por Niven (2005) para implementação do BSC versus o caso em estudo </li></ul><ul><li>Aspectos que compõem a implementação do BSC </li></ul><ul><li>Principais questões que não devem faltar na implementação do BSC </li></ul>Defesa de Dissertação – M.Sc.
  5. 5. O contexto organizacional antes do BSC JOHNSON e KAPLAN (1991) Práticas surgiram nos últimos 100 anos ECCLES(1991) ROLSTADAS (1995) A competitividade mudou as empresas NEELY (1999) Críticas ao uso das medidas financeiras MAISEL (1992) KAPLAN e NORTON (1992) Apresentam proposta do BSC Exame de Qualificação – M.Sc. Quadro 1 – Levantamento dos Sistemas de Medição de Desempenho. Fonte: MARINHO et al. (2008, p. 7) Defesa de Dissertação – M.Sc.
  6. 6. Evolução Histórica Sistema de Medição de Desempenho KAPLAN e NORTON (1992) Sistema balanceado e acompanhamento de medidas críticas KAPLAN e NORTON (1993) Sistema direcionado para atingir um objetivo macro NIVEN (2005) O SMD já induzia a considerar a estratégia Exame de Qualificação – M.Sc. Figura 1 - O Balanced Scorecard liga medidas de desempenho. Fonte: KAPLAN e NORTON (1992, p.72). Figura 2 - Ligando medidas e perspectivas à estratégia. Fonte: KAPLAN e NORTON (1993, p.139) Defesa de Dissertação – M.Sc.
  7. 7. Evolução Histórica <ul><li>Sistema de Gerenciamento do Desempenho </li></ul><ul><li>KAPLAN e NORTON (1996) </li></ul><ul><li>Facilitar o gerenciamento e a tomada de decisão </li></ul><ul><li>Processo de criação do BSC </li></ul><ul><li>(10 atividades) </li></ul><ul><li>Processo de gerenciamento do desempenho (4 processos) </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Figura 3 - As Quatro Perspectivas do Balanced Scorecard. Fonte: KAPLAN e NORTON (1996a, p.76) Figura 4 – Os quatro processos de gerenciamento da estratégia. Fonte: KAPLAN e NORTON (1996a, p.77) Defesa de Dissertação – M.Sc.
  8. 8. Evolução Histórica <ul><li>Sistema de Gestão Estratégica </li></ul><ul><li>KAPLAN e NORTON (2001) </li></ul><ul><li>Auxilia a implementar estratégias; </li></ul><ul><li>Mapa estratégico; </li></ul><ul><li>Princípios da organização focalizada na estratégia; </li></ul><ul><li>SOARES e PROCHNIK (2004) </li></ul><ul><li>Princípios agregam valor as empresas </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Figura 5 - Mapa Estratégico do Balanced Scorecard . Fonte: KAPLAN e NORTON (2001a, p.92). Figura 6- Os princípios de uma organização focada na estratégia. Fonte: KAPLAN e NORTON (2001b, p.148) Defesa de Dissertação – M.Sc.
  9. 9. Implementação do BSC KAPLAN e NORTON (1993) Cada empresa tem uma cultura MCCUNN (1998) Pesquisa - 70% dos casos falharam na implementação do BSC NIVEN (2005) Fase de Planejamento e Desenvolvimento Exame de Qualificação – M.Sc. Quadro 2 – Escala do Projeto do Balanced Scorecard Fonte: NIVEN (2005, p.80) Defesa de Dissertação – M.Sc.
  10. 10. Implementação do BSC Aspectos relacionados a implementação e dez questões importantes Niven (2005) Boas práticas para ter sucesso MCCUNN (1998) – revela os dez mandamentos da implementação do BSC OLVE et al . (2001) e EPSTEIN (1998) – descrevem os principais benefícios Aspectos críticos NEELY et al. (1999), BUTLER et al. (1997), SANTOS (2002), CANAVEROLO e MARTINS (2005), AHN (2001), EPSTEIN et al. (1998), MOORAJ (1999), NIVEN (2005), MACEDO e RATTON (1999) Pontos que merecem atenção ROEST (1997) – 9 itens que devem ser considerados na implementação Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  11. 11. Metodologia Caráter Científico SALOMON (1991) – Contemporâneo Tipo de Pesquisa GIL (2002) – Exploratório Abordagem da Pesquisa BRYMAN (1989) – Qualitativa (observação participante e análise de documentos) Método da Pesquisa YIN (2001) – Estudo de Caso Caracterização da Pesquisa de Campo Investigação exploratória de caráter analítico, por meio de estudo de caso Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  12. 12. Roteiro de Pesquisa Período Agosto de 2006 a agosto de 2008 (Pesquisa “ in loco ”) Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Processo de Construção do BSC Kaplan e Norton (1996b)
  13. 13. Roteiro de Pesquisa Processo de Construção do BSC - Niven (2005) Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  14. 14. Roteiro de Pesquisa Processo de Implementação do BSC Niven (2005) Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  15. 15. Caracterização da Empresa Considerações sobre o SENAC RN Pertence: Serviços Sociais Autônomos Ligado: FECOMERCIO e CNC Criado: em 10/01/46, pelos Decretos-Lei 8.621 e 8.622 Atendimento: RN - mais de 630.000 Missão: Educar para o trabalho Visão: Ser referência em Educação Foco estratégico: Busca a Excelência na Educação Profissional Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  16. 16. Coleta de Dados Primeiros estudos em 2002 e 2004 Acompanhamento do Processo: Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Figura 9 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN Fonte: Dados da Pesquisa
  17. 17. Análises dos Resultados <ul><ul><ul><li>Objetivo específico 1 - Comparar o m odelo sugerido por Kaplan e Norton (1996b) para construção do BSC versus o caso em estudo </li></ul></ul></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Quadro 12 – Modelo de construção do BSC de Kaplan e Norton (1996b) aplicado na empresa em estudo Fonte: Dados da Pesquisa Quadro 13 – Consolidado dos itens investigados Fonte: Dados da Pesquisa
  18. 18. Análises dos Resultados <ul><ul><ul><li>Objetivo específico 2 - Comparar o m odelo sugerido por Niven (2005) para construção do BSC versus o caso em estudo </li></ul></ul></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Quadro 14 – Modelo de construção do BSC de Niven (2005) aplicado na empresa em estudo Fonte: Dados da Pesquisa Quadro 15 – Consolidado dos itens investigados Fonte: Dados da Pesquisa
  19. 19. Análises dos Resultados <ul><ul><ul><li>Objetivo específico 3 - Comparar o modelo sugerido por Niven (2005) para implementação do BSC versus o caso em estudo </li></ul></ul></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Quadro 16 – Modelo de implementação do BSC de Niven (2005) aplicado na empresa em estudo Fonte: Dados da Pesquisa Quadro 17 – Consolidado dos itens investigados Fonte: Dados da Pesquisa
  20. 20. Análises dos Resultados <ul><ul><ul><li>Consolidado </li></ul></ul></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Quadro 18 – Status de realização dos itens investigados na pesquisa (em percentual) Fonte: Dados da Pesquisa
  21. 21. Conclusão <ul><li>Importância da difusão de uma cultura de planejamento estratégico; </li></ul><ul><li>Conhecimento técnico do condutor para construção da estratégia; </li></ul><ul><li>Construção do mapa corporativo e do diagrama visual; </li></ul><ul><li>Sensibilização para alcançar as diretrizes estratégicas; </li></ul><ul><li>Entendimento do foco estratégico. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Fase de Construção do BSC (pontos positivos ou facilitadores)   Figura 10 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  22. 22. Conclusão <ul><li>O BSC não foi entendido como um projeto desafiador; </li></ul><ul><li>A não existência de um plano de trabalho; </li></ul><ul><li>A pressa em iniciar o processo sem um estudo de viabilidade; </li></ul><ul><li>A formação de equipe sem conhecimento em BSC; </li></ul><ul><li>Processo de construção ocorreu em um único encontro; </li></ul><ul><li>Falta de capacitação para os principais gestores; </li></ul><ul><li>Falta de participação do diretor geral nos encontros; </li></ul><ul><li>Estilo organizacional de gestão centralizador com foco no operacional; </li></ul><ul><li>A terminologia e conceitos do BSC de difícil entendimento; </li></ul><ul><li>Inexistência de um plano de comunicação. </li></ul>Fase de Construção do BSC (pontos negativos ou dificultadores)   Figura 11 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  23. 23. Conclusão <ul><li>Foco em gerenciar o desempenho – BSC 2ª Geração; </li></ul><ul><li>Realização de reuniões periódicas; </li></ul><ul><li>O desdobramento do mapa corporativo; </li></ul><ul><li>Mudança da Direção Regional e da equipe do BSC. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Fase de Implementação do BSC (pontos positivos ou facilitadores)   Figura 12 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  24. 24. Conclusão Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Fase de Implementação do BSC (pontos negativos ou dificultadores)   <ul><li>Ausência de um plano de implementação; </li></ul><ul><li>BSC não foi trabalhado como um sistema de medição de desempenho - 1ª geração; </li></ul><ul><li>Não foi trabalhado as relações de causa-e-efeito; </li></ul><ul><li>Paralisação dos trabalhos por cinco meses. </li></ul>Figura 13 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  25. 25. Conclusão <ul><li>Existência de um projeto para implementação contínua do BSC; </li></ul><ul><li>O BSC foi trabalhado como sistema de gestão estratégica/3ª geração; </li></ul><ul><li>A não vinculação do BSC com o orçamento e a remuneração salarial; </li></ul><ul><li>Fixação da missão e a visão de futuro; </li></ul><ul><li>Realização de visita as unidades de negócios; </li></ul><ul><li>Criação de 18 comitês de gestão; </li></ul><ul><li>Realização de treinamento e capacitação para 31% dos colaboradores; </li></ul><ul><li>Reformulação dos mapas estratégicos e alinhamento estratégico; </li></ul><ul><li>Inserção de novo estilo de gestão participativo e estratégico; </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>Fase de Implementação Contínua do BSC (pontos positivos ou facilitadores)   Figura 14 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  26. 26. Conclusão <ul><li>  </li></ul><ul><li>Não conseguir abranger todos os colaboradores da instituição com o desenvolvimento do BSC. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. Fase de Implementação Contínua do BSC (pontos negativos ou dificultadores)   Figura 15 – Fases de construção e implementação do BSC no SENAC RN. Fonte: Dados da Pesquisa
  27. 27. Conclusão <ul><li>Pesquisa atesta </li></ul><ul><ul><li>O BSC foi construído e implementado com diversos problemas. </li></ul></ul><ul><li>Principais impulsionadores </li></ul><ul><li>Falta de envolvimento da alta administração; </li></ul><ul><li>Incipiente conhecimento da equipe a cerca do BSC. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc. <ul><li>Ponto negativo </li></ul><ul><li>O BSC não foi percebido como um projeto importante. </li></ul><ul><li>Pontos positivos </li></ul><ul><li>Consolidação de uma cultura de planejamento estratégico; </li></ul><ul><li>Fase de implementação contínua (programa de monitoração); </li></ul><ul><li>O uso do BSC de terceira geração. </li></ul>
  28. 28. Trabalhos Futuros <ul><li>Aprofundamento no estudo do processo de construção e implementação do BSC em empresas brasileiras. </li></ul><ul><li>Estudar o BSC nas instituições do Sistema S no RN , com o objetivo de traçar um perfil comparativo; </li></ul><ul><li>Estudar o BSC nas instituições do SENAC no nordeste , com o objetivo de traçar um perfil comparativo; </li></ul><ul><li>Realizar outros estudos de caso, com empresas que tiveram a consultoria da empresa representante no Brasil do BSCol de Kaplan e Norton. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.
  29. 29. Principais Referências <ul><li>GARROT, T. et al. Describing E-learning Development in Europan Higher Education Institution Using a Balanced Scorecard . Revista de Universidad y Sociedad del Conocimiento. Vol 5. Nº I. April 2008. </li></ul><ul><li>LAGACE, M. Strategy Execution and the Balanced Scorecard. Harvard Business School. August/2008. Disponível em: < http://hbswk.hbs.edu/item/5916.html >. Acesso em: 13 de março de 2009. </li></ul><ul><li>KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P.; Mapas Estratégicos – Balanced Scorecard: convertendo ativos intangíveis em resultados tangíveis. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. </li></ul><ul><li>______. Balanced Scorecard and Corporate Strategy . Harvard Business School Articles. July/2006. Disponível em: http://209.85.225.113/search? 4jiRCcJ:www.stakeh older magazine.com . Acesso em: 15 de fevereiro de 2009. </li></ul><ul><li>______. Mastering the Management System. Harvard Business School, January 2008. </li></ul><ul><li>NIVEN, Paul R. Balanced Scorecard passo-a-passo: elevando o desempeho e mantendo resultados. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2005. </li></ul>Exame de Qualificação – M.Sc. Defesa de Dissertação – M.Sc.

×