Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 11-12

1.216 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.216
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
761
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo ano de 2014 5, aula 11-12

  1. 1. círculo = deve omitir-se || (ao lado das linhas) = sintaxe problemática X = pontuação (a trocar, a acrescentar)
  2. 2. Usar é das faltas mais graves (capaz de gerar o meu ódio eterno). Os devem ficar sempre desligadíssimos e dentro das .
  3. 3. Preferia que ilas, malas e sacos não ficassem sobre a mesa.
  4. 4. Material • trazer sempre (um por aluno) – não deitar fora o Caderno de Atividades • trazer , borracha, caneta
  5. 5. • trazer sempre para redações • trazer sempre as fichas da aula anterior • ir pondo no caderno todos os trabalhos
  6. 6. Sala • manterem os que foram combinados com diretor de turma – iremos depois vendo se é útil retocar essa distribuição
  7. 7. Trabalho na aula • o trabalho orientado pelas folhas que for dando é, em geral, individual • ter paciência e tentar compreender as folhas pela leitura
  8. 8. Em casa Ir mantendo as folhas organizadas Ir fazendo os trabalhos de Ir revendo a gramática que dermos Ler as combinadas
  9. 9. Avaliação • Não há «pontos» («testes sumativos») • Serão avaliados por tudo o que se for fazendo (em aula e em casa)
  10. 10. por vezes, demasiado curtos os textos
  11. 11. nem sempre o estilo ‘diário’ foi percebido
  12. 12. esperava estilo mais introspetivo não esperava tanto relato
  13. 13. pelo o pelo (por + o)
  14. 14. nós ganhámos (Pret. Perf.) nós ganhamos (Pres.)
  15. 15. começára começara tivémos tivemos
  16. 16. fevereiro
  17. 17. faltando (linha 1) — falhando / iludindo / falseando / mentindo
  18. 18. maliciosa (2) — esperta / maldosa / cautelosa / astuciosa
  19. 19. narcisismo (2) — ambição / altivez / imodéstia / bazófia
  20. 20. frio (2) — cru / gelado / arrefecido / lânguido
  21. 21. sumário (3) — simples / índice / compendioso / sucinto
  22. 22. juízo (3) — aviso / apreciação / caco / toutiço
  23. 23. ilustres (4) — célebres / respeitáveis / altivos / civilizados
  24. 24. particular (5) — privada / confidencial / peculiar / secreta
  25. 25. comprazimento (5) — condescendência / satisfação / agrado / complacência
  26. 26. confiança (6) — má-criação / esperança / atrevimento / segurança
  27. 27. adestrado (6) — ensinado / desasnado / governado / matinado
  28. 28. suportável (8) — fácil / compatível / sofrível / tolerável
  29. 29. personagem (9-10) — personalidade / figura / interlocutor / tipo
  30. 30. suscitado (10) — excitado / levantado / oposto / aparecido
  31. 31. sinceridade (11) — ingenuidade / verdade / cordialidade / lealdade
  32. 32. Em «Instrutor que canta o yodle» (série Meireles), predominam as frases diretivas.
  33. 33. Surgem formas verbais na 2.ª pessoa do singular do Imperativo («Entra», «Mete uma abaixo, homem», «Faz inversão de marcha», «Fica sabendo que em mais de trinta anos», «Está calado, pá»), mas também da 3.ª pessoa do singular do Presente do Conjuntivo («Fique sabendo que o yodle até ajuda»);
  34. 34. da 1.ª pessoa do plural do Presente do Conjuntivo («vamos lá a fazer essa inversão de marcha»); e da 2.ª pessoa do singular do Presente do Indicativo («vais começar»; «tiras o travão de mão»).
  35. 35. Ou seja: são vários os tempos que acabam por poder funcionar como Imperativo. Nas gramáticas mais tradicionais, o Imperativo surge só com duas pessoas (as segundas, do singular e do plural, para «tu» e «vós»). Mas, como já quase não usamos «vós» mas antes a terceira pessoa («você»), o imperativo acaba por se servir da 3.ª pessoa do Presente do Conjuntivo, no singular e no plural: «fique», «fiquem». Para a 1.ª pessoa do plural, serve também o Presente do Conjuntivo: «fiquemos».
  36. 36. Na negativa, o Imperativo socorre-se sempre das formas do Presente do Conjuntivo. Passa para negativa: Entra | Não entres; Mete | Não metas; Faz | Não faças; Está | Não estejas.
  37. 37. Imperativo (próprio ou com formas do conjuntivo) Afirmativo Negativo 1 --------- --------- 2 bebe (tu) não bebas 3 beba (você) não beba 1 bebamos (nós) não bebamos 2 bebei (vós) não bebais 3 bebam (vocês) não bebam
  38. 38. Chegastes | Perfeito do Ind.
  39. 39. Lembrais-vos | Presente do Indicativo
  40. 40. Estais | Presente do Indicativo
  41. 41. Pudésseis | Imperfeito do Conjuntivo
  42. 42. Éreis | Imperfeito do Indicativo
  43. 43. Ide | Imperativo
  44. 44. Comei | Imperativo
  45. 45. Sentis-vos | Presente do Indicativo
  46. 46. [não] Agradeçais | Imperativo (neg.) [= Presente do Conjuntivo]
  47. 47. Sabeis | Presente do Indicativo
  48. 48. Incidentes (anamneses) Escreve três notas ao estilo das que estão na folha. Trata-se de lembrar momentos passados, em relatos curtos e quase desprendidos (instantâneos de coisas sem importância — que, no entanto, fixámos).
  49. 49. Trata-se de reminiscências de incidentes sem grande relevância, gravados na memória de tal modo, que é possível descrevê-los, ou narrá-los, em mais tempo do que aparentemente mereceriam.
  50. 50. Vou pela rua com a Júlia, agarrando no saco de pão seco que impedi que fosse para o lixo naquela manhã. Pedi para irmos oferecê-lo às aves da Gulbenkian. A Júlia agarra-me a mão para atravessar a rua e chegamos ao jardim, contornando a barreira de ferro que proíbe a entrada dos carros. Desato a correr até ao lago e começo a distribuir o pão por patos e gansos, que o devoram a grande velocidade. [Marta Moreira, 10.º 4, 2011]
  51. 51. 3 de Agosto, quatro da tarde, praia de Carcavelos — Estou sentada numa cadeira bem enterrada na areia, debaixo do chapéu para fugir ao sol. A maré começou a subir e a água alcançou as toalhas e os bens de quem se tinha estendido lá à frente. Como é a preia-mar, as pessoas estão a passar as coisas todas cá para trás. Quase que já não se vê gente lá à frente. Estou agora apertada na minha própria cadeira e aquele espaço que havia escolhido ao chegar é agora partilhado com dúzias de pessoas que, a cada nova onda, fazem o favor de gritar, avisando os que por algum motivo ainda não se aperceberam de nada. [Mariana Ornelas, 10.º 6]
  52. 52. TPC Prepara a leitura em voz alta dos seguintes textos (no fundo, incluo o que já lemos nesta secção 3 e os textos ensaísticos de apoio): «Espelho» (108); «Um jogo contínuo de espelhos» (108); «Ao longo do caminho» (109); toda a p. 114; «Escrever um diário» (115); página de diário de Vergílio Ferreira (116); «Diário» (117); «A memória» (120-121); «Realidade duríssima» (124); «Memórias» (124).

×