Neurofisiologia 1

39.401 visualizações

Publicada em

1 comentário
35 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
39.401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
181
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.211
Comentários
1
Gostaram
35
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Neurofisiologia 1

  1. 1. NEUROFISIOLOGIA -Introdução -Organização geral e Funções -Neurônio-Potenciais de Repouso e de ação -Sinapses -Placa motora Fisiologia Humana Prof. Leandro Lourenção Duarte
  2. 2. Níveis de organização do SN Moléculas Células individuais Níveis de organização Em outros sistemas 2 células conectadas por sinapses ? Redes neuronaisSistemas neurais que regulam o comportamentoComportamento animal
  3. 3. Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula
  4. 4. ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSOSistema Nervoso Central Sistema Nervoso Periférico Encéfalo Medula Nervos Ganglios Espinhal
  5. 5. ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula espinalcérebro Cerebelo Tronco Cervicais Encefálico Torácicos Lombares Mesencéfalo Sacrais Ponte Bulbo
  6. 6. Organização geral do sistema nervoso RESPOSTA S.M. Músculo esqueléticoEstímulo Receptores SNC Músculo liso S.N.V. Externo Sistema Músculo cardíaco ou Sensorial Interno Glândulas endócrinas Glândulas exócrinas Sitema Somático ? E Sistema Neurovegetativo
  7. 7. Função do sistema nervosoFunção: Receber, analisar, integrar, armazenar informações do meio interno e do meio externo E Emitir respostas adaptativas, ou seja comportamentos que visam manter a homeostase, e fazer face aos desafios do meio ambiente Sistema nervoso Homeostase
  8. 8. Sistema nervoso: Sistema integradorA. Integração de diferentes sistemas fisiológicos ex.: Reação de Defesa ou Reação de “Luta ou Fuga”B. Integração do indivíduo ao meio ambiente SN permite a seleção do comportamento mais adequado para fazer face aos desafios ambientaisC. SN se modifica em função do meio em que o indivíduo está inserido. SN é plastico.
  9. 9. Histórico SÉC XIX: Franz Joseph Gall neurologista FRENOLOGIA Personologia anatômica
  10. 10. Paul BrocaLobo frontal esquerdo Área de Broca
  11. 11. Carl WernickeÁrea da compreensão da linguagemFilósofos, médicos, neurofisiologistas e os primeiros psicólogos Doenças focais causam déficits específicos
  12. 12. CÓRTEX CEREBRAL LOBO FRONTAL: processamentos complexos (cognição, planejamento e iniciação dos movimentos voluntários) LOBO PARIETAL: área de projeção e processamento somestésico LOBO TEMPORAL: área de projeção e processamento auditivo. LOBO OCCIPITAL: área de projeção e processamento visual INSULA: fica oculto sob os lobos frontais e temporal. Processamento das emoções.Cada hemisfério é dividido em 5 lobos
  13. 13. Vivemos uma Reducionismo“nova” Frenologia ? vs Holismo
  14. 14. EIXO MOTOR EIXO SENSORIALCORTEX MOTOR CORTEX SENSORIALNÚCLEOS DA BASE TÁLAMO TRONCO ENCEFÁLICOTRONCO ENCEFÁLICO (Formação reticular) CEREBELO CEREBELO MEDULA MEDULAMOTONEURÔNIOS NEURÔNIOS AFERENTES MUSCULOS RECEPTORES SENSORIAIS
  15. 15. Principal unidade celular do sistema nervoso?
  16. 16. DENDRITOS CORPO CELULAR (SOMA) NÚCLEO AXÔNIO
  17. 17. Tipos de neurônios• Sensoriais (aferente) -Veicula informações sensitivas – Transmite informação para o encéfalo ou medula• Interneurônios (Neurônios associativos) – Ligação entre as vias sensoriais e motoras do SNC – 90% dos neurônios são interneurônios – processamento, armazenamento e recuperação de informação• Neurônios motores (eferentes) – Enviam sinais para os músculos e glândulas
  18. 18. SNP SNC
  19. 19. Potenciais deRepouso e de Ação
  20. 20. NEURÔNIOO neurônio possui tipicamente todos oselementos de uma célula eucariótica
  21. 21. A maquinaria neuronal realiza suas funções metabólicas e sintetiza substâncias químicasespecificas = neurotransmissores, que são armazenadas em vesículas. As vesículas são transportadas e armazenadas nos terminais nervosos de onde são secretadas.
  22. 22. SecreçãoRecaptaçâo
  23. 23. NEURÔNIOS CÉLULAS DA GLIA 10% 90% ? O Mito dos 10% do Cérebro
  24. 24. ASTRÓCITO OLIGODENDRÓCITOCAPILAR NEURÔNIO AXÔNIO MIELINIZADO MIELINA MICRÓGLIA AXÔNIO AMIELÍNICO
  25. 25. K+Na +, Cl -, Ca+ Na+, Cl-, Ca+ K+
  26. 26. Cl- + - Na+ NaCl K+ K+ Na + + - Na+ Cl- Na Cl +K + Cl- K ÂNIONS + Na+ K +K K+ Na+ Cl- - Cl+K+ Cl- K+ Na
  27. 27. Neurofisiologia SinaisElétricos
  28. 28. Cl- +Cl- Na+ Na K+ K+ Na+ + - Cl- +K + Na- Cl Na+ K + Cl ÂNIONS K +K Na+ Cl- K+ Na+ - Cl +K+ Cl- K+ Na
  29. 29. O papel do Potássio
  30. 30. Diferença de Potencial
  31. 31. POTENCIAL DE REPOUSODiferença no potencial de membrana naausência de estimulo Quem é o responsável Pela DDP de -65mv ? 1) O efluxo de K 2) A bomba de Na/K A face interna é negativa em relação à externa.
  32. 32. Propriedades do Potencial de Ação EVENTO TUDO-OU-NADA - Estímulo sublimiar (E1, E2): não causa PA - Estimulo limiar (E3): causa PA - Uma vez iniciado o PA, é impossível impedi-lo de acontecer.
  33. 33. POTENCIAL DE AÇÃO:Resposta tudo ou nada: Um potencial de ação é gerado ou não.Se a membrana não for despolarizada até seu limiar, não ocorrepotencial de ação.
  34. 34. BAINHA DE MIELINASNP: Células de Schwann
  35. 35. ?Óleo de Lorenzo
  36. 36. POTENCIAL DE AÇÃOO PA é um evento elétrico transitório noqual ocorre a completa inversão dapolaridade elétrica da membrana.Etapas do PA- Despolarização- Inversão de polaridade da membrana- Repolarização- Hiperpolarizaçâo

×